Subjects -> MATHEMATICS (Total: 1120 journals)
    - APPLIED MATHEMATICS (92 journals)
    - GEOMETRY AND TOPOLOGY (23 journals)
    - MATHEMATICS (822 journals)
    - MATHEMATICS (GENERAL) (45 journals)
    - NUMERICAL ANALYSIS (25 journals)
    - PROBABILITIES AND MATH STATISTICS (113 journals)

MATHEMATICS (822 journals)            First | 1 2 3 4 5     

Showing 801 - 538 of 538 Journals sorted alphabetically
Uniform Distribution Theory     Open Access  
Unisda Journal of Mathematics and Computer Science     Open Access  
Unnes Journal of Mathematics     Open Access   (Followers: 3)
Unnes Journal of Mathematics Education     Open Access   (Followers: 6)
Unnes Journal of Mathematics Education Research     Open Access   (Followers: 10)
Ural Mathematical Journal     Open Access  
Vestnik Samarskogo Gosudarstvennogo Tekhnicheskogo Universiteta. Seriya Fiziko-Matematicheskie Nauki     Open Access  
Vestnik St. Petersburg University: Mathematics     Hybrid Journal  
VFAST Transactions on Mathematics     Open Access   (Followers: 2)
Vietnam Journal of Mathematics     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Vinculum     Full-text available via subscription  
Visnyk of V. N. Karazin Kharkiv National University. Ser. Mathematics, Applied Mathematics and Mechanics     Open Access  
Waste Management Series     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Water SA     Open Access   (Followers: 2)
Water Waves     Hybrid Journal  
Wavelet Analysis and Its Applications     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Waves, Wavelets and Fractals - Advanced Analysis     Open Access   (Followers: 1)
Zamm-Zeitschrift Fuer Angewandte Mathematik Und Mechanik     Hybrid Journal   (Followers: 2)
ZDM     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Zeitschrift für angewandte Mathematik und Physik     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Zeitschrift fur Energiewirtschaft     Hybrid Journal  
Zetetike     Open Access  

  First | 1 2 3 4 5     

Similar Journals
Journal Cover
Zetetike
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2176-1744
Published by Universidade Estadual de Campinas Homepage  [27 journals]
  • Desenvolvendo o raciocínio espacial na formação inicial de professores
           dos primeiros anos

    • Authors: Lina Brunheira, João Pedro da Ponte
      Abstract: Este artigo enquadra-se numa experiência de formação inicial com futuros professores e educadores. O objetivo é compreender de que forma as tarefas exploratórias podem contribuir para o desenvolvimento do raciocínio espacial e quais os processos de raciocínio que promovem. Os dados foram recolhidos por registos áudio e vídeo e a sua análise incidiu nos processos de construção, análise e transformação de modelos mentais e operações com modelos mentais. O estudo sugere que o tipo de tarefas propostas, os recursos e as interações na sala de aula são condições relevantes para a ativação destes processos. No que respeita às tarefas, a realização de contagens de elementos dos poliedros e o estabelecimento de relações e justificações revelam-se promotores dos processos de raciocínio espacial; o material manipulável é importante como suporte, mas a sua utilização deve ser limitada; e o contexto de trabalho colaborativo favorece a comunicação do raciocínio e a estruturação espacial.
      PubDate: 2018-10-15
      DOI: 10.20396/zet.v26i3.8652882
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2018)
       
  • Grandezas: relações lidas no ensino de saberes aritméticos,
           1890-1950

    • Authors: Deoclecia de Andrade Trindade, Maria Célia Leme da Silva
      Abstract: Este trabalho é o resultado de uma pesquisa que teve como objetivo analisar as relações das grandezas com os saberes aritméticos, especificamente os números e as frações. Para isso, foram considerados como fontes os programas do ensino primário de São Paulo de 1890 a 1950. Os conceitos de grandeza discreta e contínua (Chambris, 2007); de número concreto e abstrato (Noirfalise, 2007) foram tomados como lente de análise, assim como os movimentos pedagógicos em circulação no período. Pode-se inferir que, àquela época, na escola primária, a ideia de número e operações foi abstraída das grandezas discretas. E o ensino das frações ordinárias e decimais foi proposto via números abstratos, com exceção dos programas de 1925 e 1949/50, nos quais se percebeu que as grandezas discretas e/ou as contínuas passaram a integrar o seu ensino. Ressalta-se que a abordagem do ensino de números e frações relacionadas às grandezas pode ser lida como resultado das ideias advindas do Método intuitivo e da Escola Nova.
      PubDate: 2018-09-21
      DOI: 10.20396/zet.v26i3.8650703
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2018)
       
  • Aprendizaje Basado en Proyectos: Explorando la caracterización personal
           del profesor de matemáticas

    • Authors: Brenda Rosales-Angeles, Eric Flores-Medrano, Dinazar Isabel Escudero-Avila
      Abstract: Al considerar un paradigma de acción en el aula, como lo es el Aprendizaje Basado en Proyectos (ABP), lo que es explorado y evidenciado desde el punto de vista académico, a veces está lejos de ser comprendido y retomado en el actuar diario del profesor. Perrenoud (2000) menciona que, dentro del método ABP, no hay un estándar, ya que todos tienen su propio entender y modos de ejecutarlo. Por esta razón, construimos una entrevista como instrumento para abordar la comprensión del profesor de matemáticas que generalmente trabaja con ABP y así elaboramos un instrumento con categorías y subcategorías basadas en distintos elementos, lo cual permite tener una mirada amplia y exhaustiva de la comprensión del profesor acerca del ABP.
      PubDate: 2018-09-16
      DOI: 10.20396/zet.v26i3.8650908
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2018)
       
  • Ensino de Matemática na EJA: Betim (MG), década de 1990

    • Authors: Ana Rafaela Correia Ferreira, Maria Laura Magalhães Gomes
      Abstract: Este artigo focaliza o ensino de Matemática na Educação de Pessoas Jovens Adultas e Idosas (EJA), no curso de Suplência oferecido pela Rede Municipal de Educação de Betim, Estado Minas Gerais, entre 1995 e 1999. A fonte principal do estudo é constituída por entrevistas realizadas com oito educadores, com a utilização da História Oral como princípio teórico-metodológico. Três seções inter-relacionadas compõem a parte central do texto: a questão da relação entre o tempo disponível e o currículo da EJA, as motivações para a seleção do que seria ensinado e os conteúdos matemáticos efetivamente propostos e trabalhados. Como principais critérios norteadores, evidenciaram-se a intenção de apresentar a Matemática de forma contextualizada na vida social e em outras áreas do conhecimento; a abreviação do tempo de curso em comparação ao ensino regular, a perspectiva de continuidade dos estudos para os alunos. Na análise dos depoimentos dos entrevistados, abordam-se diversos aspectos, como a falta de materiais didáticos projetados especificamente para a EJA, as dificuldades dos estudantes em Matemática, as carências dos docentes no sentido de atender as particularidades dos sujeitos jovens, adultos e idosos.
      PubDate: 2018-09-13
      DOI: 10.20396/zet.v26i3.8652626
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2018)
       
  • Aprendizagem e desenvolvimento profissional de professores iniciantes que
           participam de comunidades investigativas

    • Authors: Ana Leticia Losano
      Abstract: Os primeiros anos de exercício profissional nas escolas constituem uma etapa conflitiva, marcada por tensões e contradições entre princípios, ideais e experiências vividas durante a formação inicial e demandas, desafios e restrições da prática docente nas escolas. Nesse cenário, o presente artigo visa descrever e compreender a aprendizagem e o desenvolvimento profissional de professores iniciantes que participam de comunidades investigativas. A pesquisa toma por foco um grupo colaborativo formado por seis professores iniciantes e duas professoras universitárias. Utilizando uma metodologia qualitativa, o estudo desenvolve uma análise narrativa que detalha e analisa episódios que envolveram os membros da comunidade no planejamento, na implementação em sala de aula e na reflexão de uma tarefa centrada na interpretação de gráficos. O resultado evidencia as potencialidades da participação em comunidades investigativas para a aprendizagem e o desenvolvimento profissional dos professores iniciantes.
      PubDate: 2018-08-08
      DOI: 10.20396/zet.v26i3.8650646
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2018)
       
  • Prática de discussão coletiva de uma professora em Álgebra

    • Authors: Cátia Rodrigues, João Pedro da Ponte, Luís Menezes
      Abstract: Este artigo apresenta um estudo que tem como objetivo descrever e compreender a prática de discussão matemática de uma professora durante a preparação e dinamização da discussão coletiva em Álgebra com alunos do 7.º ano. O estudo segue uma abordagem qualitativa e interpretativa com um design de estudo de caso de uma professora de Matemática. Os resultados revelam que a professora seleciona criteriosamente as tarefas que pretende apresentar aos alunos, antecipando possíveis estratégias de resolução que recorrem à tentativa e erro e ao uso de linguagem algébrica. Em aula, na dinamização da discussão, concretiza a preparação feita, levando os alunos a apresentar as suas estratégias de resolução, a comparar e avaliar as dos colegas, filtrando os diversos contributos, de modo a que sejam sintetizados os aspetos mais relevantes do seu trabalho. A professora leva os alunos a generalizar e justificar ideias algébricas, através de uma combinação intencional de ações de elicitar, apoiar, informar e desafiar.
      PubDate: 2018-08-06
      DOI: 10.20396/zet.v26i3.8651653
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2018)
       
  • O estrangeiro aprendera a falar a língua do imperador... A
           lógica do traçado

    • Authors: Rosilene Beatriz Machado, Cláudia Regina Flores
      Abstract: Este artigo intenta analisar como saberes em desenho e matemática são mobilizados em tratados militares, especificamente, nas obras: Tratado sobre a Fortificação de Cidades, Fortalezas e Vilas (1527), escrito por Albrecht Dürer; Methodo Lusitanico de Desenho de Fortificaçoens das Praças Regulares e Irregulares (1680), de autoria de Luís Serrão Pimentel; e O Engenheiro Portuguez: dividido em dous tratados (1728), de autoria de Manoel de Azevedo Fortes. Isso porque, dando a ver e falar determinado discurso, esses textos funcionam como dispositivos de enunciação que contribuíram à constituição e difusão do desenho e da matemática enquanto saberes a ensinar. O que implica, ademais, um alargamento da compreensão de que esses saberes não devem ser desvinculados de práticas sociais; que foram essas práticas que elegeram seus conteúdos como objeto de ensino; e que foram esses conteúdos, posteriormente, que compuseram os currículos escolares.
      PubDate: 2018-07-19
      DOI: 10.20396/zet.v26i3.8649929
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2018)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.236.228.250
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-