A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

              [Sort by number of followers]   [Restore default list]

  Subjects -> CONSERVATION (Total: 128 journals)
Showing 1 - 37 of 37 Journals sorted alphabetically
Advanced Sustainable Systems     Hybrid Journal   (Followers: 7)
African Journal of Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 17)
African Journal of Range & Forage Science     Hybrid Journal   (Followers: 12)
African Journal of Wildlife Research     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
AICCM Bulletin     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Ambiens. Revista Iberoamericana Universitaria en Ambiente, Sociedad y Sustentabilidad     Open Access  
American Journal of Rural Development     Open Access   (Followers: 5)
Animal Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 48)
Aquaculture, Aquarium, Conservation & Legislation - International Journal of the Bioflux Society     Open Access   (Followers: 8)
Aquatic Conservation Marine and Freshwater Ecosystems     Hybrid Journal   (Followers: 44)
Arcada : Revista de conservación del patrimonio cultural     Open Access  
Archeomatica     Open Access   (Followers: 4)
Arid Land Research and Management     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Asian Journal of Sustainability and Social Responsibility     Open Access   (Followers: 2)
Australasian Plant Conservation: Journal of the Australian Network for Plant Conservation     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Biodiversity and Conservation     Open Access   (Followers: 172)
Biological Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 226)
Bulletin of the American Museum of Natural History     Open Access   (Followers: 9)
Business Strategy and the Environment     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Challenges in Sustainability     Open Access   (Followers: 10)
Conservación Vegetal     Open Access   (Followers: 1)
Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 29)
Conservation Biology     Hybrid Journal   (Followers: 248)
Conservation Genetics     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Conservation Science     Open Access   (Followers: 28)
Conservation Science and Practice     Open Access   (Followers: 1)
Diversity and Distributions     Open Access   (Followers: 42)
Earth's Future     Open Access   (Followers: 6)
Eastern European Countryside     Open Access   (Followers: 2)
Ecological Economics     Hybrid Journal   (Followers: 115)
Ecological Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Ecological Restoration     Full-text available via subscription   (Followers: 22)
Ecology and Evolution     Open Access   (Followers: 94)
Ecology and Society     Open Access   (Followers: 51)
Environment and Planning E : Nature and Space     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Environment Conservation Journal     Open Access   (Followers: 5)
Environmental and Resource Economics     Hybrid Journal   (Followers: 28)
Environmental and Sustainability Indicators     Open Access   (Followers: 6)
Environmental Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 63)
Ethnobiology and Conservation     Open Access   (Followers: 3)
European Countryside     Open Access   (Followers: 1)
Forest Policy and Economics     Hybrid Journal   (Followers: 21)
Forum Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Frontiers in Ecology and Evolution     Open Access   (Followers: 45)
Functional Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 47)
Future Anterior     Full-text available via subscription  
Global Ecology and Biogeography     Hybrid Journal   (Followers: 64)
Global Ecology and Conservation     Open Access   (Followers: 13)
Human Dimensions of Wildlife: An International Journal     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Ideas in Ecology and Evolution     Open Access   (Followers: 9)
In Situ. Revue des patrimoines     Open Access  
Indonesian Journal of Conservation     Open Access  
Indonesian Journal of Sustainability Accounting and Management     Open Access  
Interações (Campo Grande)     Open Access  
Interdisciplinary Environmental Review     Hybrid Journal   (Followers: 3)
International Journal of Architectural Heritage: Conservation, Analysis, and Restoration     Hybrid Journal   (Followers: 6)
International Journal of Biodiversity Science and Management     Open Access   (Followers: 6)
International Journal of Environment and Pollution     Hybrid Journal   (Followers: 2)
International Journal of Global Energy Issues     Hybrid Journal   (Followers: 8)
International Journal of Social Ecology and Sustainable Development     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
International Journal of Sustainable Development     Hybrid Journal   (Followers: 17)
International Journal of Sustainable Development and World Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 9)
International Soil and Water Conservation Research     Open Access   (Followers: 1)
Intervención     Open Access  
Journal for Nature Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 28)
Journal for the Study of Religion, Nature and Culture     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Journal of Cultural Heritage Management and Sustainable Development     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Journal of East African Natural History     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Journal of Ecology and The Natural Environment     Open Access   (Followers: 5)
Journal of Industrial Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Journal of International Wildlife Law & Policy     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Journal of Natural Resources Policy Research     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Journal of Paper Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Journal of Rural Studies     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Journal of Sustainable Mining     Open Access   (Followers: 2)
Journal of the American Institute for Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Journal of the Institute of Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 25)
Journal of Threatened Taxa     Open Access   (Followers: 1)
Journal of Urban Ecology     Open Access   (Followers: 5)
Julius-Kühn-Archiv     Open Access  
Lakes & Reservoirs Research & Management     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Landscape and Urban Planning     Hybrid Journal   (Followers: 34)
Madagascar Conservation & Development     Open Access   (Followers: 2)
Madera y Bosques     Open Access  
Natural Resources and Conservation     Open Access   (Followers: 6)
Natural Resources Forum     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Nature Conservation     Open Access   (Followers: 35)
Nature Sustainability     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Neotropical Biology and Conservation     Open Access   (Followers: 2)
Nepalese Journal of Development and Rural Studies     Open Access  
Novos Cadernos NAEA     Open Access  
npj Urban Sustainability     Open Access  
Nusantara Bioscience     Open Access  
One Ecosystem     Open Access  
Oryx     Open Access   (Followers: 20)
Pacific Conservation Biology     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Park Watch     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Process Integration and Optimization for Sustainability     Hybrid Journal  
Rangeland Journal     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Recursos Rurais     Open Access  
Recycling     Open Access   (Followers: 1)
Regional Sustainability     Open Access   (Followers: 1)
Resources, Conservation & Recycling     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Resources, Conservation & Recycling : X     Open Access   (Followers: 1)
Restoration Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 46)
Revista de Ciencias Ambientales     Open Access  
Revista de Direito e Sustentabilidade     Open Access  
Revista Meio Ambiente e Sustentabilidade     Open Access  
Revista Memorare     Open Access  
Rural Sustainability Research     Open Access   (Followers: 2)
Savana Cendana     Open Access  
Society & Natural Resources: An International Journal     Hybrid Journal   (Followers: 21)
Socio-Ecological Practice Research     Hybrid Journal  
Soil Ecology Letters     Hybrid Journal  
Southern Forests : a Journal of Forest Science     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Studies in Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Sustainable Earth     Open Access   (Followers: 1)
Sustainable Environment Agricultural Science (SEAS)     Open Access   (Followers: 1)
Tanzania Journal of Forestry and Nature Conservation     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Tropical Conservation Science     Open Access   (Followers: 1)
Tropical Ecology     Hybrid Journal  
VITRUVIO : International Journal of Architectural Technology and Sustainability     Open Access  
Water Conservation Science and Engineering     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Wildfowl     Open Access   (Followers: 11)
Wildlife Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Wildlife Research     Hybrid Journal   (Followers: 17)
World Review of Entrepreneurship, Management and Sustainable Development     Hybrid Journal   (Followers: 1)

              [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Novos Cadernos NAEA
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1516-6481 - ISSN (Online) 2179-7536
Published by Universidade Federal do Pará Homepage  [1 journal]
  • Editorial, Volume 25, Número 1

    • Authors: Novos Cadernos NAEA
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.12293
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Desmatamento na Amazônia, desregulação socioambiental e
           financeirização do mercado de terras e de commodities

    • Authors: Edna Maria Ramos de Castro, Carlos Potiara Castro
      Abstract: Este trabalho busca, com base em estudos anteriores e tratamento de dados mais recentes, mostrar as relações e os interesses de agentes econômicos nacionais e internacionais que levaram a impulsionar nesses últimos anos o avanço extraordinário do desmatamento da Amazônia. Procuramos mostrar a relação entre a dinâmica do desmatamento e o atual regime de acumulação no capitalismo financeiro, considerando a pressão sobre as terras para ampliar o mercado de terras e aumentar as exportações de commodities de carne, de grãos e da mineração. Nesse contexto, ao minimizar o poder das instituições de controle ambiental e criar atos de flexibilização dos dispositivos legais e dos instrumentos de ordenamento territorial voltados à proteção ambiental, social e étnica, o Estado tornou-se de novo um dos principais protagonistas, nos últimos anos, do aumento do desmatamento da Amazônia.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.12189
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Quando o rio não VALE mais: o dilema de comunidades às margens do rio
           Paraopeba após o desastre em Brumadinho

    • Authors: Tatiane Lúcia Melo, Regina de Paula Medeiros, Rodrigo Corrêa Teixeira
      Abstract: O artigo apresenta os resultados de um estudo realizado no primeiro semestre de 2019 em um acampamento originário do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra, instalado às margens do rio Paraopeba, próximo à cidade de Brumadinho, em Minas Gerais. A pesquisa teve como objetivo analisar as consequências do desastre do rompimento da barragem da empresa Vale e seus efeitos, particularmente, na contaminação das águas do rio Paraopeba, que é usado pelos moradores do acampamento.  O método utilizado foi a pesquisa qualitativa, priorizando o relato dos moradores locais, observação direta realizada durante visitas in loco. As informações obtidas e as observações foram registradas em diário de campo e em fotos com o consentimento dos moradores. Os resultados do estudo apontam para os danos irreparáveis à sobrevivência, ao cotidiano e à saúde dos moradores, além do aprofundamento do quadro de marginalização e vulnerabilidades desse público.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.8796
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Responsabilidade socioambiental frente aos avanços em logística
           portuária na Amazônia

    • Authors: Vânia Vieira Vidal, Maria Mirtes Cortinhas dos Santos
      Abstract: Este artigo integra parte da pesquisa da dissertação de mestrado desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Sociedade, Ambiente e Qualidade de Vida (PPGSAQ), da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), que versou sobre os impactos socioambientais e a Responsabilidade Socioambiental Empresarial (RSE), tendo por objetivo apresentar a revisão da literatura acerca da importância da RSE no contexto da atividade portuária na região amazônica. A metodologia aplicada foi desenvolvida por meio de uma revisão da literatura de caráter qualitativo. Os resultados apontam para uma ampla visão acerca da aplicabilidade da RSE, que pode e deve ser aplicada em realidades como as de empresas portuárias no interior da Amazônia, que aliada ao cumprimento de determinantes nas licenças ambientais, as ações de responsabilidade social podem alavancar a melhoria da qualidade de vida humana e ambiental. Assim, espera-se que este estudo possa contribuir para futuros estudos sobre a temática desenvolvida.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9359
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Análise das Implicações Ambientais do fraturamento
           hidráulico no Brasil

    • Authors: André Arana, Alba Regina Azevedo Arana, Silas Silva Santos
      Abstract: A extração do gás de folhelho ocorre no mundo de diversas formas, avançando sobre novos territórios e utilizando técnicas cada vez mais agressivas como o fracking ou o fraturamento hidráulico. O objetivo deste trabalho é discutir as potenciais consequências ambientais de sua extração no Brasil apresentando as políticas relativas à sua exploração e as implicações legais que norteiam a discussão no Brasil. Trata-se de uma pesquisa básica de abordagem qualitativa e exploratória apoiada principalmente na literatura internacional sobre o tema. Os resultados apontaram que existe um alto grau de risco ambiental com o fraturamento hidráulico podendo contaminar o solo, lençóis freáticos e aquíferos, contudo no Brasil não existe uma lei que proíba a exploração. Conclui que diante da iminente busca por energias limpas e renováveis, a demanda por combustível fóssil não justifica a extração do gás de folhelho tanto ambientalmente, como comercialmente.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9670
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • A defesa da Amazônia e sua militarização

    • Authors: Ana Penido Penido, Suzeley Kalil Mathias, Lisa Sousa Barbosa
      Abstract: A disputa pelo controle sobre os recursos da Amazônia é intensa, particularmente com o acirramento crescente da competição hegemônica em escala global. Em geral, setores militares predominam na discussão sobre o que ameaça esse território. Tem-se como objetivo neste texto discutir criticamente o pensamento militar sobre a região, organizado em torno de cinco pressupostos: soberania; geopolítica; autopercepção de que apenas militares são comprometidos com a defesa da Amazônia; visão de como a Amazônia deve estar integrada ao país; e foco nas fronteiras, alimentando desconfianças dos vizinhos. A partir de levantamento bibliográfico e elementos de análise de conjuntura, identifica-se uma tendência para a militarização das formulações sobre a realidade amazônica com reflexos diversos. O texto é cotejado com comentários sugestivos para uma nova política de defesa regional, assentada em outros pressupostos.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9943
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • O fenômeno da transumância na Amazônia: o modo de vida ribeirinha e os
           dilemas socioambientais no município de Marabá

    • Authors: José Augusto Carvalho de Araújo, Rodrigo Constante Martins
      Abstract: A transumância se configura como saberes e práticas criativas e criadoras de uma identidade cultural local dos ribeirinhos na busca de se apropriarem de outra parte do território que não foi afetado pelas cheias. Nesse sentido, o ribeirinho da cidade fica sem muita opção de escolha em relação à sua mobilidade e ao uso adequado do território das águas. Portanto, torna-se importante compreender as dimensões sociais e ambientais de ribeirinhos que se “retroalimentam” das cheias e vazantes, mesmo em condições adversas. A pesquisa foi realizada em Marabá no período das cheias, entre os meses de fevereiro a abril de 2014, quando foram aplicadas 21 entrevistas, nos abrigos temporários, distribuídos entre os localizados na folha 33 e o da feirinha.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9316
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Resistência Cultural e Vivências Míticas: o Real e o Simbólico no
           Cotidiano dos Guarani Mbya

    • Authors: Alzira Lobo de Arruda Campos, Marília Gomes Ghizzi Godoy, Juliana Figueira da Hora
      Abstract: A troca de cosmovisões entre a cultura indígena e a ocidental representa um aprendizado recíproco sobre confluências e oposições interétnicas, processo em que as fronteiras entre valores culturais da sociedade tradicional dos xamãs, baseada no mito, e da histórica, vivida na racionalidade material/espiritual do momento presente, constituem tema inescapável. Com o objetivo de contribuir para a compreensão das confluências possíveis entre essas visões, procura-se entender a interpretação mítica do presente e a predição do futuro pelos povos originários do Brasil, diante da visão histórica da sociedade brasileira, pela qual a afirmação da identidade indígena deveria seguir parâmetros ligados à busca de lucros, ao individualismo e à competividade. As distâncias entre essas concepções de mundo conduzem uma luta política que se faz cada vez mais presente, com lideranças e demandas próprias, que serão aquilatadas na resistência dos Guarani Mbya à globalização, que pretende uma humanidade única, embora desigual em direitos.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9571
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • O papel das unidades de conservação de Ananindeua-PA para a
           governança municipal

    • Authors: Fernanda Gabrielle Filiphina Paixão dos Santos, Ligia Terezinha Lopes Simonian, Rodolpho Zahluth Bastos
      Abstract: Objetivo da pesquisa é demonstrar o papel das unidades de conservação localizadas em Ananindeua para a governança no município. Existem cinco unidades de conservação, três de gestão estadual e duas de gestão municipal. Unidades de gestão estadual envolvem outros municípios da Região Metropolitana de Belém (RMB) e demonstram ter estrutura para ações participativas da comunidade, agregando instâncias estatais e sociedade civil. Mesmo existindo estrutura observa-se a falta de continuidade das representações sociais nas reuniões dos conselhos e um domínio de representantes do município de Belém - maior cidade da RMB. Já unidades de gestão municipal não apresentam estrutura de articulação social dentro do município. Conclui-se que o papel das UC de Ananindeua é importante para viabilizar a sustentabilidade do ecossistema local, mas não possibilitam a negociação de interesses do município e atores sociais locais, especialmente de gestão municipal. Abordagem da pesquisa qualitativa descritiva, a partir de pesquisas bibliográfica e documental.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.10948
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Do público ao privado: representações sociais de associações acerca
           da responsabilidade com a questão socioambiental

    • Authors: Olivia Cristina Perez, Bruno Mello Souza
      Abstract: A presente pesquisa aborda representações sociais de associações acerca da responsabilidade com a proteção socioambiental. Foram examinados dados do World Values Survey que revelam a percepção dos brasileiros, com ou sem vínculo associativo, a respeito da questão ambiental e da responsabilidade com o bem-estar das pessoas. Para complementar a pesquisa, foram realizadas entrevistas qualitativas com membros de todas as onze associações que trabalham com a temática socioambiental no município de Santos, litoral do estado de São Paulo. Em geral os membros das associações revelam a aposta na parceria entre diversas instituições para o trabalho com as questões ambientais. Esses dados destoam da opinião da maior parte dos brasileiros, que consideram o Estado como responsável pelo bem-estar das pessoas.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9202
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • A eficácia simbólica da visibilidade jornalística no campo ambiental:
           perspectivas sociológicas

    • Authors: Antonio Teixeira de Barros
      Abstract: Análise sociológica sobre os fatores que contribuem para a eficácia simbólica da visibilidade do jornalismo ambiental, tomando-se como parâmetro temporal as três maiores conferências mundiais: Estocolmo (1972), Rio 92 e Rio+20. O recorte analítico inclui quatro fatores predominantes e recorrentes no período e que explicam tal eficácia: (a) os pacotes interpretativos que guiam a opinião pública; (b) a lógica de intermedia ou efeito de consonância de agenda, que propiciou a capilarização da cobertura, a partir da influência de um veículo sobre os demais; (c) a noção de jornalismo como sistema social perito e sua racionalidade técnica calcada na expertise das fontes; (d) a conversação civil e a educação difusa resultantes da ampliação da agenda. O resultado da combinação desses fatores é a inserção social dos temas ambientais no cotidiano. A metodologia combina análise documental e revisão sistemática de estudos sobre sociologia do jornalismo ambiental, história das ideias ecológicas e ciências sociais do ambiente.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.8776
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Economia solidária e moeda social: relato de experiência da criação do
           Movimento Moeda Verde, Igarapé-Açu (Pará)

    • Authors: Mariana Neves Cruz Mello, Carolina do Socorro Ferreira Magalhães, Andreza Araújo Lima
      Abstract: Este artigo aborda as ações e ferramentas de mobilização social empreendidas pelos organizadores do projeto Movimento Moeda Verde na cidade de Igarapé-Açu (Pará), para criar e fomentar uma iniciativa inovadora de educação ambiental e economia solidária através da troca de materiais recicláveis por moeda uma social, denominada moeda verde. O Movimento Moeda Verde tem caráter de intervenção social, cuja construção demandou discussões coletivas e ampla adesão popular. O artigo foi construído tendo por base metodológica a observação participante, análise documental e de relatórios internos do Movimento Moeda Verde e registros fotográficos. O presente texto se caracteriza como um relato de experiência e traz reflexões teóricas acerca de moeda social e educação ambiental para, então, relatar as experiências vivenciadas com o estabelecimento do Movimento Moeda Verde, que estimulou laços de solidariedade, confiança e reciprocidade com legitimação e aceitação social por diversas categorias dos atores econômicos locais e pela sociedade em geral, mitigando a injeção de recursos na economia local.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9505
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Pelo direito humano ao acesso à água potável na região das águas: uma
           análise da exclusão e do déficit dos serviços de abastecimento de
           água potável à população da Amazônia brasileira

    • Authors: Carlos Alexandre Leão Bordalo
      Abstract: O reconhecimento do acesso à água potável como um direito humano universal e essencial foi referendado pela ONU por meio da aprovação da Resolução 64/292/2010, em Assembleia Geral. Já o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável – ODS 6º, em 2015, foi criado para garantir a disponibilidade e a gestão sustentável da água e do saneamento para todos, no mundo, em 2030. Mas, infelizmente, a Amazônia brasileira possui os piores índices de acessibilidade da sua população aos serviços de abastecimento da água potável, os quais estão abaixo dos 60%. Sendo assim, nosso objetivo neste artigo foi analisar os dados da exclusão, o déficit e as perdas no acesso à água potável na região das águas. Para atender a esse objetivo, a metodologia foi sustentada na análise dos dados da PNSB/IBGE (2008 e 2017) e do SNIS/SNC/MC (2010, 2014 e 2018), a qual mostrou a exclusão de 52,4%, em 2017, e 42,9%, em 2018, da população atendida por esses serviços de água potável. 
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9405
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Dos crowdshippings à conservação das florestas: uma
           abordagem sistêmica

    • Authors: Joana Darc Costa Pereira, Clarissa Gomes Reis Lopes, José Machado Moita Neto
      Abstract: A visão sistêmica demonstra que tudo pode estar inter-relacionado, assim, diferentes objetos ou conceitos podem estar conectados em um mesmo sistema. Dessa forma, buscou-se conectar duas abordagens de consumo colaborativo: compartilhamento de itens e crowdshipping com a conservação de florestas tropicais sazonalmente secas. Para isso, foram feitas leituras que tratassem sobre essas temáticas. Através desse procedimento, pode-se perceber que, por meio da implementação de políticas públicas, moradores residentes nessas florestas poderiam explorar os recursos de forma sustentável, vendê-los e disseminar informações por meio de seus produtos para locais mais afastados através de pessoas que precisassem se deslocar para regiões mais distantes diariamente. Além disso, o compartilhamento de itens poderia se tornar mais acessível também para estes moradores. Com isso, teríamos a redução de gases do efeito estufa e a diminuição do uso de matéria-prima, colaborando com a atenuação de impactos ambientais e, consequentemente, com a conservação da floresta.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.8817
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Sistemas de áreas verdes da Cidade Universitária Professor José da
           Silveira Netto, da UFPA, em Belém (PA)

    • Authors: Bárbara Souza Paiva, Luziane Mesquita da Luz, Christian Nunes da Silva
      Abstract: As áreas verdes são capazes de corrigir as distorções feitas pela urbanização, por meio da gestão ambiental, e promovem qualidade ambiental e de vida, cada vez mais necessárias ao meio ambiente urbano e à sustentabilidade ambiental. Nessa premissa, a vegetação é um instrumento estratégico e benéfico, devido às funções ecossistêmicas que realiza. O objetivo deste artigo consiste em refletir sobre o espaço, em que está inserida a Cidade Universitária Prof. José da Silveira Netto, pertencente à Universidade Federal do Pará, por meio do mapeamento das áreas verdes. Para tanto, foram necessários os procedimentos metodológicos que seguem: revisão bibliográfica, pesquisa em campo e a produção cartográfica. Os resultados e a discussão apontam para a importância do planejamento e da gestão das áreas verdes, devido aos seus papéis nas mudanças dos paradigmas urbanos, reconhecendo a relevância de incentivos, através de políticas públicas de promoção de um ambiente saudável e de valorização do patrimônio.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.8988
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • A implementação da Política de Resíduos Sólidos por governos
           estaduais: uma análise das capacidades estatais do Estado do Tocantins

    • Authors: Lucas Braga da Silva, Lia de Azevedo Almeida
      Abstract: O artigo empreende um estudo do campo de políticas públicas a partir do modelo teórico de capacidades estatais de Ramesh, Howlett e Saguin (2016). Assim, o objetivo é analisar as capacidades estatais para a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos no Tocantins. Com relação aos procedimentos metodológicos, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com gestores ligados a instituições de fiscalização e controle com competências para a questão dos resíduos sólidos. Os relatos mostram capacidades estatais deficientes (analíticas, operacionais e políticas) com relação à gestão de resíduos sólidos. Isto porque apresentam lacunas quanto às habilidades, competências e recursos com relação à pesquisa científica e gestão de dados (analítica); inadequação de recursos (financeiros e humanos); coordenação entre os atores estatais (operacional); publicidade de dados, transparência pública e participação de atores políticos (política). Conclui-se que a administração pública estadual possui capacidades organizacionais precárias, necessitando buscar melhores resultados para os níveis analítico, operacional e político.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.8684
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Oferta brasileira de exportação de derivados de cacau, 1961-2016

    • Authors: Ronisson Lucas Calmon da Conceição, Naisy Silva Soares, Gustavo Joaquim Lisboa
      Abstract: Este estudo tem como objetivo estimar uma função de oferta de exportação de derivados de cacau do Brasil, no período de 1961 a 2016, por meio do modelo de autorregressão vetorial (VAR). Para tal, foram utilizadas as variáveis exportação de derivados de cacau, preço internacional agregado dos derivados de cacau, taxa de câmbio e importações mundiais, como uma proxy para a renda mundial. Assim, a análise das séries temporais permitiu avaliar a decomposição da variância e a função impulso-resposta. Os resultados evidenciaram que a taxa de câmbio e a renda mundial apresentaram maior poder de explicação no que concerne ao comportamento do quantum de exportação de derivados de cacau. Logo, o crescimento das exportações deste segmento é mais suscetível a desvalorizações cambiais e a choques econômicos exógenos.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9499
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • ABRAMOVAY, Ricardo. Amazônia: por uma economia do conhecimento da
           natureza. São Paulo: Elefante, 2019. 108 p. ISBN 978-85-93115-54-7.

    • Authors: Peter Schröder
      Abstract: Publicado ainda em 2019, o livro ora resenhado representa um alento em um período de boiada. Embora não haja poucas publicações que apontam os erros, os equívocos e os crimes da ocupação predatória da Amazônia, apresentando propostas alternativas e, frequentemente, também indicando novos caminhos, o livro se diferencia pela concisão, pela apresentação sistemática dos argumentos e pelo fato de ter sido lançado no momento certo.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.9940
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • JACOBS, Jane. Morte e vida de grandes cidades. Tradução de Carlos S.
           Mendes Rosa. 3. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011. 532 p.

    • Authors: Thayanna Paula Neves Barros, Érica Corrêa Monteiro
      Abstract: A obra em destaque, Morte e vida nas grandes cidades, é um “ataque”, como a própria autora classifica, aos princípios funcionalistas do urbanismo vigentes em meados da década de 1960, propagados, principalmente, pelo Congresso Internacional de Arquitetura Moderna (CIAM), instituição criada na Europa, a qual defendia e propagava os ideários da arquitetura e do urbanismo moderno e que, na percepção de Jacobs (2011), negava à cidade e aos espaços públicos a espontaneidade das relações sociais existentes no ambiente urbano, assim como a sua multiplicidade e a qualidade de vida urbana, principalmente, nos bairros de baixa renda.
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.10557
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
  • Volume 25, Número 1

    • Authors: Novos Cadernos NAEA
      PubDate: 2022-04-27
      DOI: 10.18542/ncn.v25i1.12294
      Issue No: Vol. 25, No. 1 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.238.176.43
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-