A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

              [Sort by number of followers]   [Restore default list]

  Subjects -> CONSERVATION (Total: 128 journals)
Showing 1 - 37 of 37 Journals sorted alphabetically
Advanced Sustainable Systems     Hybrid Journal   (Followers: 7)
African Journal of Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 17)
African Journal of Range & Forage Science     Hybrid Journal   (Followers: 12)
African Journal of Wildlife Research     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
AICCM Bulletin     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Ambiens. Revista Iberoamericana Universitaria en Ambiente, Sociedad y Sustentabilidad     Open Access  
American Journal of Rural Development     Open Access   (Followers: 5)
Animal Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 48)
Aquaculture, Aquarium, Conservation & Legislation - International Journal of the Bioflux Society     Open Access   (Followers: 8)
Aquatic Conservation Marine and Freshwater Ecosystems     Hybrid Journal   (Followers: 44)
Arcada : Revista de conservación del patrimonio cultural     Open Access  
Archeomatica     Open Access   (Followers: 4)
Arid Land Research and Management     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Asian Journal of Sustainability and Social Responsibility     Open Access   (Followers: 2)
Australasian Plant Conservation: Journal of the Australian Network for Plant Conservation     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Biodiversity and Conservation     Open Access   (Followers: 173)
Biological Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 227)
Bulletin of the American Museum of Natural History     Open Access   (Followers: 9)
Business Strategy and the Environment     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Challenges in Sustainability     Open Access   (Followers: 10)
Conservación Vegetal     Open Access   (Followers: 1)
Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 29)
Conservation Biology     Hybrid Journal   (Followers: 249)
Conservation Genetics     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Conservation Science     Open Access   (Followers: 28)
Conservation Science and Practice     Open Access   (Followers: 1)
Diversity and Distributions     Open Access   (Followers: 42)
Earth's Future     Open Access   (Followers: 6)
Eastern European Countryside     Open Access   (Followers: 2)
Ecological Economics     Hybrid Journal   (Followers: 116)
Ecological Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Ecological Restoration     Full-text available via subscription   (Followers: 22)
Ecology and Evolution     Open Access   (Followers: 94)
Ecology and Society     Open Access   (Followers: 51)
Environment and Planning E : Nature and Space     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Environment Conservation Journal     Open Access   (Followers: 5)
Environmental and Resource Economics     Hybrid Journal   (Followers: 28)
Environmental and Sustainability Indicators     Open Access   (Followers: 6)
Environmental Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 63)
Ethnobiology and Conservation     Open Access   (Followers: 3)
European Countryside     Open Access   (Followers: 1)
Forest Policy and Economics     Hybrid Journal   (Followers: 21)
Forum Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Frontiers in Ecology and Evolution     Open Access   (Followers: 45)
Functional Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 47)
Future Anterior     Full-text available via subscription  
Global Ecology and Biogeography     Hybrid Journal   (Followers: 64)
Global Ecology and Conservation     Open Access   (Followers: 13)
Human Dimensions of Wildlife: An International Journal     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Ideas in Ecology and Evolution     Open Access   (Followers: 9)
In Situ. Revue des patrimoines     Open Access  
Indonesian Journal of Conservation     Open Access  
Indonesian Journal of Sustainability Accounting and Management     Open Access  
Interações (Campo Grande)     Open Access  
Interdisciplinary Environmental Review     Hybrid Journal   (Followers: 3)
International Journal of Architectural Heritage: Conservation, Analysis, and Restoration     Hybrid Journal   (Followers: 6)
International Journal of Biodiversity Science and Management     Open Access   (Followers: 6)
International Journal of Environment and Pollution     Hybrid Journal   (Followers: 3)
International Journal of Global Energy Issues     Hybrid Journal   (Followers: 8)
International Journal of Social Ecology and Sustainable Development     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
International Journal of Sustainable Development     Hybrid Journal   (Followers: 17)
International Journal of Sustainable Development and World Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 9)
International Soil and Water Conservation Research     Open Access   (Followers: 1)
Intervención     Open Access  
Journal for Nature Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 28)
Journal for the Study of Religion, Nature and Culture     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Journal of Cultural Heritage Management and Sustainable Development     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Journal of East African Natural History     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Journal of Ecology and The Natural Environment     Open Access   (Followers: 5)
Journal of Industrial Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Journal of International Wildlife Law & Policy     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Journal of Natural Resources Policy Research     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Journal of Paper Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Journal of Rural Studies     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Journal of Sustainable Mining     Open Access   (Followers: 2)
Journal of the American Institute for Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Journal of the Institute of Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 25)
Journal of Threatened Taxa     Open Access   (Followers: 1)
Journal of Urban Ecology     Open Access   (Followers: 5)
Julius-Kühn-Archiv     Open Access  
Lakes & Reservoirs Research & Management     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Landscape and Urban Planning     Hybrid Journal   (Followers: 34)
Madagascar Conservation & Development     Open Access   (Followers: 2)
Madera y Bosques     Open Access  
Natural Resources and Conservation     Open Access   (Followers: 6)
Natural Resources Forum     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Nature Conservation     Open Access   (Followers: 35)
Nature Sustainability     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Neotropical Biology and Conservation     Open Access   (Followers: 2)
Nepalese Journal of Development and Rural Studies     Open Access  
Novos Cadernos NAEA     Open Access  
npj Urban Sustainability     Open Access  
Nusantara Bioscience     Open Access  
One Ecosystem     Open Access  
Oryx     Open Access   (Followers: 20)
Pacific Conservation Biology     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Park Watch     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Process Integration and Optimization for Sustainability     Hybrid Journal  
Rangeland Journal     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Recursos Rurais     Open Access  
Recycling     Open Access   (Followers: 1)
Regional Sustainability     Open Access   (Followers: 1)
Resources, Conservation & Recycling     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Resources, Conservation & Recycling : X     Open Access   (Followers: 1)
Restoration Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 46)
Revista de Ciencias Ambientales     Open Access  
Revista de Direito e Sustentabilidade     Open Access  
Revista Meio Ambiente e Sustentabilidade     Open Access  
Revista Memorare     Open Access  
Rural Sustainability Research     Open Access   (Followers: 2)
Savana Cendana     Open Access  
Society & Natural Resources: An International Journal     Hybrid Journal   (Followers: 21)
Socio-Ecological Practice Research     Hybrid Journal  
Soil Ecology Letters     Hybrid Journal  
Southern Forests : a Journal of Forest Science     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Studies in Conservation     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Sustainable Earth     Open Access   (Followers: 1)
Sustainable Environment Agricultural Science (SEAS)     Open Access   (Followers: 1)
Tanzania Journal of Forestry and Nature Conservation     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Tropical Conservation Science     Open Access   (Followers: 1)
Tropical Ecology     Hybrid Journal  
VITRUVIO : International Journal of Architectural Technology and Sustainability     Open Access  
Water Conservation Science and Engineering     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Wildfowl     Open Access   (Followers: 11)
Wildlife Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Wildlife Research     Hybrid Journal   (Followers: 17)
World Review of Entrepreneurship, Management and Sustainable Development     Hybrid Journal   (Followers: 1)

              [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Interações (Campo Grande)
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1518-7012 - ISSN (Online) 1984-042X
Published by SciELO Homepage  [672 journals]
  • Editorial

    • Authors: Equipe Editorial
      Pages: 1 - 4
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3700
       
  • Nossa Senhora do Pantanal: da oração à canção

    • Authors: Alan Silus, Maria Leda Pinto
      Pages: 5 - 17
      Abstract: O presente texto tem por objetivo apresentar como a história de Nossa Senhora do Pantanal fez-se ecoar da localidade pantaneira para a música da cantora e compositora Alzira E. Como fundamentos teóricos, calcamo-nos nas pesquisas de Béra e Lamy (2015), Bernardi e Castilho (2016), Couto (2009), Dal Farra (2014), Espíndola (2017), Lotman (1998; 2000), Mesquita (2015), Murgel (2005), Nogueira (1990; 2002), Pinto (2006), Rosa e Duncan (2009), Rosendahl (2005), entre outros. Como aporte metodológico, apresentaremos uma breve compreensão do aparecimento da santa no contexto pantaneiro e analisaremos, também, a letra da canção composta por Orlando Antunes e musicada por Alzira E. Das discussões e resultados obtidos, encontramos na religiosidade e na cultura pantaneira um objeto singular: o compromisso com a gente e com a terra, presentes no cotidiano dos povos do Pantanal.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3252
       
  • O aprendizado da História por meio do patrimônio cultural

    • Authors: Almir Félix Batista de Oliveira
      Pages: 19 - 33
      Abstract: O presente artigo tem por objetivo discutir a possibilidade do aprendizado da História por meio do uso do patrimônio cultural. Inicia-se perguntando: terá o patrimônio cultural um caráter educativo' Para começar a responder a esse questionamento, procura-se lembrar uma série de produções teóricas que conclamam a necessidade de utilização do patrimônio cultural em sala de aula como forma de ampliação dos sentidos ou da necessidade de levar estudantes em qualquer faixa etária para visitas a museus (inclusive explorando não só as características dos objetos e sua historicidade, mas imergindo nas ações educativas propostas por essas instituições ou aquelas que a estas se assemelham, como os memoriais, os centros culturais, os arquivos públicos, entre outras), ou ainda da utilização da metodologia da Educação Patrimonial como forma de despertar nos educandos a vontade de conhecer os patrimônios que compõem ou que fazem parte do seu passado ou do grupo a que pertencem e, com isso, não somente passem a valorizá-los como também se tornem seus futuros defensores. Este artigo defende o papel educativo do patrimônio cultural, reconhece a importância da temática e da necessidade da sua presença no livro didático de História, elencando uma série de motivos para essa presença, assim como procura discutir a construção de uma ideia e conceituação de patrimônio por faixa etária dos educandos, apontando formas de efetivação desse uso no ensino de história, e, por fim, indica uma série de ganhos para a relação ensino-aprendizagem a partir dessa utilização.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3159
       
  • “Povos indígenas no Piauí: se escondeu para resistir e apareceu para
           existir!” : trajetória dos grupos indígenas da etnia Tabajara no
           Piauí

    • Authors: Brisana Índio Brasil de Macêdo Silva, João Paulo Macedo
      Pages: 51 - 65
      Abstract: Nas últimas quatro décadas, no Brasil, um maior número de grupos indígenas passou a se autodeclarar e a reivindicar o reconhecimento de sua condição étnica e de seus direitos constitucionais, em um fenômeno nomeado de processo de indianização e/ou de fortalecimento da indianidade. No Piauí, destacamos os grupos da etnia Tabajara que se organizam por meio de associações indígenas, inaugurando um novo capítulo na história indígena piauiense, visto que, por muito tempo, a presença indígena no estado foi invisibilizada, silenciada e negada. Nesse bojo, o presente estudo buscou conhecer as condições sócio-históricas que contribuíram para o processo de indianização dos grupos indígenas da etnia Tabajara no Piauí. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com base nos estudos sobre produção de sentido no cotidiano. O estudo foi realizado nos municípios de Piripiri, PI, e Lagoa de São Francisco, PI, com 20 lideranças, mediante os seguintes recursos metodológicos: observação no cotidiano, conversa no cotidiano e entrevista semiestruturada. Em suma, observamos que, diante dos escombros do passado, os Tabajara buscam escrever sua história do presente, a partir do resgate histórico de suas raízes indígenas e da ação de mediadores, evocando e (re) significando fatos e acontecimentos que lhe são significativos e que fortalecem suas indianidades e sua ação política. Palavras-chave: povos indígenas; memória; ação política; indianização.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3080
       
  • Retornos para educação no Brasil: enfoque nas regiões Sul e Nordeste
           para o ano de 2017

    • Authors: Tatiana Borges da Silva, Kézia de Lucas Bondezan, Miriã de Sousa Lucas
      Pages: 67 - 83
      Abstract: O objetivo deste artigo é analisar os efeitos da educação nos rendimentos dos indivíduos residentes no Brasil e, de forma específica, os das regiões Sul e Nordeste. As estimativas são realizadas a partir da base de dados da PNAD contínua para o ano de 2017, utilizando-se da equação de rendimentos proposta por Mincer (1974) e do procedimento de Heckman (1979) para corrigir o viés de seleção. Utiliza-se também o método de Trostel (2004) para o cálculo dos retornos da escolaridade tanto do Brasil quanto das regiões Sul e Nordeste. Como resultado principal, o modelo teórico e suas estimativas indicam que, em todas as regiões analisadas, o capital humano apresenta retornos crescentes, sendo estes cada vez maiores à medida que o indivíduo alcança graus mais elevados de educação, apontando que no Brasil pessoas com 4 anos de estudo têm retornos de 2,9% em seus salários; já com 15 anos de estudo, os retornos são de 33,2%. No Sul e Nordeste, os valores são, respectivamente, de 1,8% e 2,7% para 4 anos e 26,3% e 33,2% para 15 anos de estudo, apontando retornos maiores para a região Nordeste. Portanto os resultados sugerem que é de fundamental importância se delinearem políticas que incentivem a conclusão de níveis mais elevados de educação, a fim de se aumentar a renda dos trabalhadores.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3052
       
  • As relações de dádiva no processo de vinculação a trajetórias
           culturais em criadores de instituições culturais em uma cidade do
           interior de Minas Gerais

    • Authors: Sanyo Pires
      Pages: 85 - 100
      Abstract: O presente artigo pretende identificar o processo de “escolha do legado”, compreendido a partir do momento de “receber” do ciclo da dádiva na teoria de Mauss, em pessoas que se dedicam à criação e manutenção de instituições culturais em uma cidade do interior de Minas Gerais. Foram realizadas entrevistas com três sujeitos, buscando compreender suas histórias de vida e a relação destas com os processos culturais. Identificou-se que o processo de escolha ocorre a partir de dois momentos: o primeiro, a partir do ato de “receber” atividades culturais específicas na infância, geralmente marcada por figuras de admiração e identificação por parte do sujeito, e o segundo momento no início da vida adulta, em que a vinculação com processos culturais se articula com as atividades profissionais.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3047
       
  • A proteção dos direitos sociais na perspectiva do desenvolvimento e das
           políticas públicas igualitárias e não discriminatórias

    • Authors: Daniela da Rosa Molinari, Luciana Turatti, Ioná Carreno
      Pages: 101 - 113
      Abstract: O presente artigo propõe uma reflexão sobre os direitos sociais e o Estado enquanto agente prestacional e protetor dos direitos fundamentais. Em sociedades marcadas pelo multiculturalismo e migrações, as diferenças precisam ser respeitadas e reconhecidas, e os direitos sociais desta população também. A partir deste contexto, exigem-se adaptações nas políticas públicas, a fim de atender às especificidades dos migrantes, de forma que sejam capazes de estabelecer o diálogo, o respeito e o reconhecimento, bem como a inclusão desses novos atores na sociedade de acolhida, afastando, por consequência, a desigualdade e a discriminação. O artigo está estruturado em três seções. Na primeira seção, procura-se abordar os direitos sociais enquanto prestação positiva do Estado e a partir da dignidade humana, de modo a explicar na segunda seção a relevância da efetivação desses direitos sob a perspectiva do desenvolvimento e da liberdade segundo Amartya Sen e da ampliação das capacidades de Martha Nussbaum. A partir dessas premissas, demonstra-se, na parte final do texto, a importância da instituição de políticas públicas voltadas à concretização dos direitos sociais dos indivíduos, especialmente da população migrante, que, pelas circunstâncias do processo migratório, são reféns da vulnerabilidade social. Desenvolvidos de forma igualitária e não discriminatória, esses direitos são capazes de compensar as desigualdades sociais, bem como atuar como impulsionadores das liberdades, das capacidades e do protagonismo no tecido social. O método utilizado para a análise é o teórico bibliográfico, que elucida a relevância da temática diante do atual contexto de intensa mobilidade humana.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.2988
       
  • Impactos e as medidas compensatórias: projeto de infraestrutura de
           transporte da BR-429/RO para a comunidade Tupari da TI Rio Branco,
           Amazônia brasileira

    • Authors: Diego Rodrigues Bonifácio, Luís Fernando da Silva Laroque
      Pages: 115 - 131
      Abstract: Os empreendimentos de infraestrutura de transporte que impactam Terras Indígenas (TI) estão sujeitos ao processo de compensação ambiental, pois os danos causados devem ser compensados em decorrência dos impactos gerados na localidade. O trabalho teve como objetivo analisar a política dos povos indígenas e as interfaces entre povo Tupari da Terra Indígena Rio Branco, em Rondônia, e projeto de infraestrutura de transporte da BR-429/RO, fazendo uma reflexão sobre as relações socioambientais de obras de engenharia em terras indígenas. Dentre os procedimentos metodológicos, destaca-se o levantamento documental, tendo como objetos de estudos o Plano de Controle Ambiental da BR-429/RO (PCA), o Estudo de Componente Indígena (ECI) e o Plano Básico Ambiental Indígena (PBAI). Nota-se que a política dos povos indígenas prevê um processo de compensação ambiental com potencial para mitigação dos impactos gerados por rodovias. No entanto, é necessário implementar medidas que busquem a equivalência ecológica nas áreas impactadas. Evidencia-se que o instrumento de compensação ambiental do projeto de infraestrutura de transporte da BR-429/RO não tem conseguido efetivar-se de forma eficiente e, também, não supre os reais impactos gerados no meio ambiente.  
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.2910
       
  • O plano de revitalização urbana da área central de Campo
           Grande, MS

    • Authors: Lina Yule Queiroz de Oliveira, Maria Augusta de Castilho
      Pages: 133 - 148
      Abstract: O presente artigo tem por objetivo analisar as propostas do atual Plano de Revitalização da área central da cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, a fim de realizar inferências críticas sobre o mesmo, verificando até que ponto ele contempla a dimensão humana na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. Também foi analisado como se desenvolveu o processo de participação pública em sua implantação. Para atingir esse objetivo, o estudo tem abordagem qualitativa, utilizando como base metodológica a pesquisa documental. Desta forma, o estudo buscou expor elementos para contribuir para a reflexão da imprescindibilidade da criação colaborativa, participação ativa e gestão urbana democrática dos espaços públicos, levando em conta a dimensão humana, num processo de desenvolvimento local, de natureza inclusiva. O estudo permitiu verificar que, embora as estratégias para a requalificação do local do Plano de Revitalização do Centro abranjam diferentes dimensões do sistema urbano e abordem pontos importantes tratados no urbanismo na dimensão humana em suas estratégias, o destaque maior é na frente econômica do que de sua frente social. Também se verificou que a participação pública nos processos de tomada de decisão do plano ainda é realizada de forma insatisfatória, uma vez que ainda é regida pelos princípios neoliberais e resulta mais em um processo de consulta imposto de forma vertical do que em um diálogo ativo.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3205
       
  • Entre o divino e o dinheiro: análise de serviços magísticos em um
           terreiro de Candomblé

    • Authors: Fábio da Silva Gonçalves, Daniel Coelho de Oliveira
      Pages: 149 - 164
      Abstract: O objetivo do artigo é analisar as principais trocas materiais em um terreiro de Candomblé em Bocaiuva, MG, na perspectiva do clientelismo, ou seja, situações que envolvem a cobrança em dinheiro pelos serviços ofertados: trabalhos de “amarração de amor” e jogo de búzios. Metodologicamente, procedemos por pesquisa bibliográfica, observação participante e realização de entrevistas no período de maio a agosto de 2018. Além de apresentar generalidades a respeito do Candomblé e alguns paradigmas atuais que o rondam, o artigo analisa os referidos serviços magísticos enquanto relações sociais e econômicas presentes na vida deste terreiro. A pesquisa demonstrou que o Candomblé e seus adeptos exprimem relações não apenas religiosas, mas mercadológicas entre si e com o público exterior ao terreiro. No caso estudado, dinheiro e serviços magísticos não são “esferas separadas” ou “mundos hostis”, mas estruturas em que os agentes realizam “boas combinações”.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.2958
       
  • “A cavalo dado não se olha os dente”: quando a política pública
           habitacional violenta o modo de morar camponês

    • Authors: Amanda Marques Gomes, Frederico Lago Burnett
      Pages: 165 - 181
      Abstract: Este artigo tem por objetivo discutir a violência simbólica presente no processo de execução do programa habitacional Minha Casa, Meu Maranhão, analisando o desenvolvimento do programa, verificando as diretrizes e sua aplicação, além das atitudes dos beneficiários após a materialização da referida violência encontrada na casa do programa. Considerando o modo de morar rural como intrínseco às suas condições gerais de vida, o texto analisa a concepção do programa habitacional criado a partir do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), comprovadamente pouco eficaz na região Nordeste do país e distante da realidade social dos beneficiários. Com base em pesquisa de campo realizada entre 2015 e 2019 em Pequizeiro, povoado do município de Belágua, Maranhão, discute o processo de apropriação da nova moradia pelas famílias contempladas, analisando reformas identificadas na nova casa, assim como os diferentes usos dos ambientes, que se alteram de acordo com a necessidade de cada núcleo familiar. Com base no estudo das intervenções físicas pós-ocupação, conclui que o programa é incompatível com a realidade local, e a desconsideração e violência praticadas sobre o modo de vida camponês têm suas respostas nas intervenções na casa e em seu entorno que buscam restituir as condições necessárias à sua reprodução social.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3167
       
  • Relações entre as políticas públicas de turismo e as ações dos
           serviços turísticos no município de Bonito, polo de ecoturismo nacional
           

    • Authors: Ademir Kleber Morbeck de Oliveira, Luciana Correia Diettrich, Milton Augusto Pasquotto Mariani
      Pages: 183 - 198
      Abstract: As políticas públicas de turismo e os serviços turísticos são meios que possibilitam a organização e concretização da atividade turística, importante fonte de renda para diversas regiões, no Brasil e no mundo. Em Bonito, estado de Mato Grosso do Sul, o ambiente natural é o grande responsável pela demanda de turistas, o qual, e não apenas por isso, deve receber atenção de órgãos públicos e entidades privadas com vistas à sua sustentabilidade, pois a existência ou não de políticas públicas e a forma como se dão as relações entre os componentes da atividade turística interferem no desenvolvimento do turismo. Desta forma, este artigo objetiva compreender as relações entre as políticas públicas de turismo e as ações dos serviços turísticos em Bonito, na perspectiva do ambiente natural. A metodologia utilizada foi de caráter quantitativo e qualitativo, de natureza descritivo-exploratória, por meio de um questionário aplicado junto aos serviços turísticos, avaliado com auxílio do software Sphinx Léxica 5.0. Os resultados indicaram que tanto as políticas públicas quanto as ações desenvolvidas pelos serviços turísticos são ainda insuficientes para garantir a conservação do ambiente. São poucas as ações realizadas pelo setor e, destas, uma pequena parcela acontece por influência dos órgãos governamentais por meio de suas políticas, demonstrando, assim, que as relações são ainda inexpressivas. As relações existem, mas não ocorrem de modo adequado a favorecer as práticas turísticas, considerando o que se convencionou chamar de sustentabilidade ambiental.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3212
       
  • A Análise Crítica do Discurso no contexto econômico e social decorrente
           da covid-19 no Brasil

    • Authors: Mariana De Barros Casagranda Akamine, Hanae Caroline Quintana Shiota, Arlinda Cantero Dorsa
      Pages: 199 - 214
      Abstract: Foi identificada pela primeira vez, em dezembro de 2019, na cidade de Wuhan, na China, a doença infecciosa conhecida como síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2) e denominada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) de covid-19. A partir de então, diversas ações têm sido tomadas por chefes de Estado de todo o mundo, a fim de conter a disseminação da doença que assola todos os continentes. Em decorrência da falta de consenso quanto às medidas a serem adotadas diante da atual crise mundial, as desigualdades sociais já existentes foram exacerbadas, colocando em foco os discursos, antes abafados, sobre a situação da saúde pública, desigualdade social e economia brasileira. Tais discursos têm sido frequentemente vinculados nas mídias por meio das charges, criticando as posturas das diferentes esferas administrativas diante do atual cenário de crise mundial decorrente da pandemia do novo coronavírus. O gênero textual chargístico apresenta uma visão crítica e ideológica sobre a temática, proporcionando uma reflexão profunda, explorada no presente estudo pelo viés da Análise Crítica do Discurso (ACD) conforme Teun Van Dijk, por intermédio das representações sociais que influenciam a interpretação e construção dos sentidos, escancarando a visão crítica dos problemas sociais, por meio da produção do discurso de poder, dominação e desigualdade social.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3338
       
  • Princípios do cooperativismo e a cultura do garimpo: uma análise nas
           cooperativas minerais de Minas Gerais

    • Authors: Samuel Soares da Silva, Alan Ferreira de Freitas, Rodrigo Freitas, Tamires Ramalho
      Pages: 215 - 230
      Abstract: O garimpo se configurou como uma realidade social emblemática na história do Brasil e se tornou um problema público latente na agenda governamental, devido à questão ilegal e informal. Como forma de solução, o Estado priorizou o modelo cooperativo na Permissão de Lavra Garimpeira com a Lei n. 11.685 de 2008, o que resultou num aumento expressivo de constituição de cooperativas minerais. As cooperativas são organizações coletivas que priorizam a autogestão, a cooperação e o respeito ao meio ambiente e à comunidade, princípios distintos do individualismo e dos conflitos que parecem inerentes à atividade garimpeira ilegal. No seio dessa suposta incoerência, surge o seguinte problema de pesquisa: os princípios da doutrina cooperativista são praticados pelas cooperativas de garimpeiros' O objetivo do trabalho consiste em verificar se as cooperativas minerais do estado de Minas Gerais aderem aos princípios propostos pela doutrina do cooperativismo. Para responder a tal inquietude, foram estudadas 11 cooperativas minerais localizadas em nove municípios do estado de Minas Gerais. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com representantes das cooperativas e do poder público local. Os principais achados apontam que a indução da atividade garimpeira em organizações cooperativas não significa a promoção da cooperação e nem a aplicação dos princípios do cooperativismo à atividade garimpeira. A principal conclusão é de que cooperativas minerais evidenciam significativas diferenças dos outros ramos do cooperativismo.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i2.3138
       
  • Infância e cidade: os processos de socialização das
           crianças

    • Authors: Rubia Renata das Neves Gonzaga, Sandra Regina Ferreira de Oliveira
      Pages: 231 - 245
      Abstract: Apresentam-se os resultados parciais de uma pesquisa em desenvolvimento no Doutorado em Educação da Universidade Estadual de Londrina, cujo principal objetivo é conhecer como as crianças compreendem a cidade em que vivem. A metodologia utilizada é a pesquisa-ação. As pesquisadoras acompanham um grupo de 49 crianças de uma escola pública de Londrina durante os três primeiros anos do Ensino Fundamental. A análise se concentra nos espaços retratados pelas crianças nos desenhos solicitados e, apesar de preliminar, aponta os lugares de trânsito delas, como a moradia, os espaços de lazer e o centro da cidade. O referencial teórico é ancorado na Sociologia da Infância e no estudo da cidade.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3164
       
  • Atividade comunitária, estima de lugar e conscientização: uma análise
           da participação social do movimento Resistência Vila Vicentina

    • Authors: Fábio Pinheiro Pacheco, Zulmira Aurea Cruz Bomfim
      Pages: 247 - 261
      Abstract: Analisa-se a relação entre a participação em atividades comunitárias, o Índice de Estima de Lugar e o processo de conscientização de moradores de uma comunidade ameaçada de desapropriação em Fortaleza, Ceará. Trata-se de um estudo misto, realizado com 17 moradores da comunidade Vila Vicentina (Fortaleza, Ceará), que responderam à Escala de Estima de Lugar e participaram, individualmente, de uma entrevista semiestruturada. Dentre os resultados, observa-se a organização de atividades de I) resgate, preservação e construção histórica da comunidade; II) recreação; III) discussão e mobilização; e IV) diálogo com representações da sociedade civil e jurídica. A participação ativa repercutiu em I) uma maior estima potencializadora; II) mais engajamento na própria luta e nas de outras comunidades; e, consequentemente, III) maior abertura no processo de conscientização.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.3120
       
  • Patrimônio cultural como identidade coletiva: o saber-fazer do doce pé
           de moleque em Piranguinho, MG

    • Authors: Lucas Inácio Rodrigues, Carlos Alberto Máximo Pimenta, Adilson da Silva Mello
      Pages: 35 - 50
      Abstract: A reflexão proposta é sobre o processo de formação da identidade coletiva a partir do saber-fazer do doce pé de moleque, patrimônio cultural do município de Piranguinho, na microrregião de Itajubá, sul do Estado de Minas Gerais. No aspecto cultural, o município se caracteriza por contar com a produção e venda do doce pé de moleque, sendo que as significações se apresentam constituídas em torno do artefato, as quais influenciam na mentalidade, organização da identidade e nas escolhas de caminhos de desenvolvimento. Dessa perspectiva, justificamos nossa participação no debate sobre desenvolvimento regional-local, considerando as estratégias adotadas em municípios de pequeno porte. Portanto, objetivamos compreender o saber e o fazer do pé de moleque enquanto um elemento de contribuição ao desenvolvimento, sem perder de horizonte a história e as composições que suportam a ideia de local. Utilizamos os recursos da pesquisa de campo, por meio de entrevistas semiestruturadas, as quais realizamos no período de setembro a dezembro de 2019. Os resultados alcançados demonstram que a cultura e a identidade na dinâmica do lugar se expressam também por meio da construção do doce de pé de moleque como patrimônio cultural, formando a identidade coletiva e se implicando com as questões do desenvolvimento da microrregião de Itajubá.
      PubDate: 2021-04-28
      DOI: 10.20435/inter.v23i1.2985
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.238.180.255
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-