A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> ANTHROPOLOGY (Total: 398 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
Cadernos CERU
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1413-4519 - ISSN (Online) 2595-2536
Published by Universidade de São Paulo Homepage  [48 journals]
  • Sumário

    • Authors: Arlete Assumpção Monteiro
      PubDate: 2022-12-26
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • Apresentação

    • Authors: Arlete Assumpção Monteiro, Zeila de Brito Fabri Demartini
      Pages: 1 - 7
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p1-7
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • CONSTRUÇÃO DA IMAGEM JOSEENSE: INFLUÊNCIA NO ESPAÇO URBANO, NA ARTE E
           NA COMPOSIÇÃO DA IDENTIDDE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SP

    • Authors: Ana Maria da Cunha Rosado
      Pages: 08 - 25
      Abstract: Ao estudar a história de São José dos Campos podemos encontrar pontos divergentes entre a história popularmente conhecida, e reforçada em seus elementos cívicos, e a história documental. O presente trabalho visa apresentar, brevemente, a história de São José dos Campos; remontando ao seu passado enquanto aldeamento indígena, sua fase senatorial e seu período de crescimento industrial. Os objetivos gerais são: demonstrar como se molda a imagem que o município hoje carrega, predominante em seu espaço urbano, e quais os impactos na identidade local. Usando como métodos a análise de documentos, pesquisas sobre as temáticas abordadas, visitas de campos para coleta de dados da paisagem urbana joseense, uso de algumas obras de artistas locais e relatos de moradores em redes sociais de livre acesso para composição do olhar popular.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p08-25
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • CÓDIGOS MORAIS E SOCIAIS DA VIDA URBANA DE CAMPINAS: A
           PROSTITUIÇÃO (1940-1965)

    • Authors: Ana Maria Melo Negrão
      Pages: 26 - 45
      Abstract: Essa pesquisa vinculada ao CMU, ao abordar a Prostituição, além de leituras, legislação, fotografia, quadros, utilizou o método da história oral com entrevistas gravadas para desvendar o que os documentos silenciavam. Os depoimentos e relatos de vida de 60 homens e 20 mulheres, incluindo prostitutas, propiciaram um manancial de dados para mapear os locais de prazer e erotismo a cidade de Campinas de 1940 a 1965, em que os prostíbulos favoreciam as práticas sexuais aos homens, enquanto a mulher dedicava-se ao lar, aos filhos, a servir o marido com pudor, sem direito à realização sexual. Os papéis femininos e masculinos seguiam os códigos morais, sociais e religiosos daquele contexto social.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p26-45
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • LA GARNATILLA (GRANADA, ESPANHA). MEMÓRIAS E TRISTEZAS DOS QUE PARTIRAM
           RUMO A AMÉRICA DO SUL. UM ESTUDO SOBRE O BAIRRO DO BRÁS EM SÃO PAULO

    • Authors: Arlete Assumpção Monteiro
      Pages: 46 - 58
      Abstract: O presente artigo integra uma pesquisa mais ampla sobre a importância da imigração espanhola para o desenvolvimento industrial de São Paulo. Estudo realizado na região de origem dos que partiram em busca de melhores condições de vida, a Comunidade Autônoma de Andalucia, composta pelas províncias de Almeria, Granada, Málaga, Jaén, Córdova, Cádiz, Huelva e Sevilha, a capital. A pesquisa foi realizada sob a orientação do historiador Prof. Dr. Juan Marchena Fernandez, catedrático da Universidad Pablo de Olavide, localizada em Sevilha, que sugeriu que fosse realizado um trabalho de campo na cidade mediterrânea de Motril, província de Granada, onde a população vivia da agricultura, principalmente tratando dos vinhedos para produção do vinagre, da agricultura da cana-de-açúcar e do trabalho nos engenhos para produção do açúcar. Com a   crise econômica que a região vivenciou no final do século XIX e princípio do XX, motivada pela praga nos vinhedos, a filoxera, e pela decadência da produção do açúcar nos engenhos, além da preocupação das famílias em evitar que os jovens em idade do serviço militar fossem para as guerras nas colônias espanholas, a saída foi emigrar, sendo uma das alternativas a América do Sul, principalmente para São Paulo, Brasil e para o Chaco Argentino. Tal estudo teve a preocupação de se entender melhor o Bairro do Brás (e arredores), importante “locus” de fixação dos imigrantes espanhóis em São Paulo.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p46-58
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • A CONSTRUÇÃO COLETIVA DE NARRATIVAS SOBRE O PASSADO: O PRIMEIRO
           ASFALTAMENTO DE SÃO PAULO

    • Authors: Diego Vasconcellos Vargas
      Pages: 59 - 75
      Abstract: Este artigo apresenta uma pesquisa inédita que visa desmitificar a questão do primeiro asfaltamento de São Paulo, em oposição à narrativa consolidada no imaginário popular paulistano que atribui este título à Avenida Paulista. Por meio de uma extensa pesquisa documental, propõe-se uma nova interpretação para o caso e, além disso, busca-se esclarecer os processos que levaram à formação da versão conhecida até hoje. Por fim, são discutidas as consequências da construção coletiva de narrativas sobre o passado sem compromisso com a verificação de informações, ou preocupações metodológicas de qualquer tipo, na sociedade contemporânea. 
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p59-75
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • ARQUITETURA HOSTIL: CIDADE PARA QUEM'

    • Authors: Valéria Ferraz Severini, Gabriela Parreira Nunes
      Pages: 76 - 95
      Abstract: O espaço público é o espaço de excelência na arte do convívio. Seus elementos físicos e sua configuração espacial ganham uma dimensão importante, pois estão intimamente ligados à forma como a cidade mostra (ou não) sua capacidade de acolher e bem receber. Este artigo tem o objetivo de abordar os conceitos de hostilidade sob uma perspectiva urbana e iniciar as discussões acerca da arquitetura hostil – um tipo de método específico de desenho urbano que (de)limita, afasta e segrega pessoas, influenciando o convívio na cidade e desencorajando determinados grupos sociais a utilizar e a permanecer no espaço público. Para tanto, propõe-se registrar e analisar dispositivos da arquitetura hostil localizados no distrito da Sé, em São Paulo, em especial na área do Triângulo Histórico. Esta é uma pesquisa de ordem aplicada, na qual se utiliza o método exploratório descritivo.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p76-95
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • ANTILHANOS NA AMAZÔNIA: PARA ALÉM DAS MALAS A RELIGIÃO

    • Authors: Valéria de Oliveira, Marcus Johnson Cabral
      Pages: 96 - 111
      Abstract: No início do século XX a construção da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (1907-1912) levou para o seio da Amazônia milhares de trabalhadores atraídos pela oferta de emprego. Dentre estes destacam-se os antilhanos negros britânicos que corresponderam ao primeiro fluxo imigratório negro livre para o Brasil. Para além de suas malas, estes imigrantes também levaram sua cultura e sua matriz religiosa o que teve como consequência a implantação da primeira igreja evangélica em Rondônia. Este artigo busca efetuar uma ponte entre o início da implantação do núcleo urbano de Porto Velho e os dados do IBGE. Estes dados apontam que Rondônia, estado localizado na Amazônia brasileira, é o que tem a maior proporção de evangélicos em relação à população e, sua capital Porto Velho, ocupa a quarta posição em número de evangélicos proporcionalmente à população.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p96-111
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • VELHOS DILEMAS PARA NOVAS POLÍTICAS DE MORADIA: Luta pelo direito à
           moradia na metrópole capitalista dependente

    • Authors: João Pedro Noronha Ritter
      Pages: 112 - 124
      Abstract: Este artigo tem por objetivo analisar os dilemas que atravessam as políticas urbanas voltadas à ampliação do direito à moradia. A discussão visa contribuir ao escopo teórico de cariz crítico aos processos de urbanização e produção de moradia na sociedade capitalista dependente. Para tanto, mais do que realizar um grande balanço dos programas habitacionais dos governos anteriores, privilegiamos retornar às bases explicativas das múltiplas determinações que formam o problema da moradia, enfatizando que as relações capitalistas e suas contradições regulam a dinâmica da produção e distribuição de moradia para além da mediação do Estado. Algumas das respostas para os velhos dilemas na consolidação do direito à moradia pode ser encontrado nas ocupações de movimentos sem teto no centro urbano de Salvador.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p112-124
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • Experiências Narrativas de Jovens nas Periferias de São Paulo:
           Identidades, Representações e as Linguagens da Cultura

    • Authors: André Ribeiro Passos de Arruda
      Pages: 125 - 147
      Abstract: O presente artigo visou apresentar uma reflexão acerca de processos de construção de identidades, por meio de mecanismos de ação cultural, política e recursos midiáticos, mobilizados por jovens participantes de oficinas de criação audiovisual em organizações da sociedade civil, nos territórios periféricos do contexto urbano da cidade de São Paulo, no período de 2002 a 2007. Buscou-se utilizar uma abordagem metodológica transdisciplinar em uma perspectiva relacionada aos eixos temáticos da área dos Estudos Culturais. Esses jovens, em diferentes graus de organização, constroem identidades coletivas, organizam-se solidariamente, realizam interlocuções, reconhecem-se como alvo de direitos e constituem-se em e agentes de tranformação da sociedade.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p125-147
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • RECONSTRUÇÕES MONUMENTAIS: REARRANJOS COLONIAIS NA BUSCA DE UMA
           CIDADE EM MOVIMENTO

    • Authors: Tayara Barreto de Souza Celestino
      Pages: 148 - 167
      Abstract: O presente artigo trata das reconstruções monumentais ocorridas entre os anos de 2020 e 2021 na cidade da Japaratuba, Sergipe, a partir de pesquisa antropológica exploratória para identificação de novas monumentalizações na cidade, comparativamente às investigações realizadas anteriormente até a defesa da tese do ombreamento da memória do artista Arthur Bispo do Rosário com as culturas populares da cidade. Os rearranjos coloniais podem ser captados mediante observação da distribuição de monumentos em praça pública interessados em gravar o conjunto das manifestações culturais que são heranças e resistências ao passado colonial brasileiro, recebendo os contornos peculiares da região da zona da mata sergipana, apresentando narrativas que buscam no presente integrar os fazeres de pessoas, mestres e brincantes das culturas populares.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p148-167
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • HOSPITALIDADE NO EMPREENDEDORISMO FEMININO: ATUAÇÃO DAS MULHERES
           ANFITRIÃS EM POVOADOS GOIANOS DO CAMINHO DE CORA CORALINA

    • Authors: Lisandra Lavoura Carvalho Passos, Carla Conti de Freitas
      Pages: 168 - 189
      Abstract: O Caminho de Cora Coralina foi inaugurado em abril de 2018 como uma rota turística para pedestres e ciclistas, que passa por 8 cidades, predominantemente históricas e 8 povoados, em um trajeto de 300 km entre Corumbá de Goiás e a cidade de Goiás, na região central do Brasil. Trata-se de uma rota turística recente, que homenageia a poetisa e contista goiana Cora Coralina. A busca de material sobre esse caminho e em incursões pontuais a alguns de seus povoados, notou-se o papel da mulher enquanto anfitriã e empreendedora no acolhimento aos viajantes. Diante disso, desenvolveu-se uma pesquisa exploratória e qualitativa com base no método etnográfico, tendo como objetivo investigar a hospitalidade exercida pelas mulheres anfitriãs de empreendimentos de hospedagem nos povoados de Caxambu, Radiolândia e Palestina. O trabalho de campo aconteceu em julho de 2021, com a coleta de dados mediante observação participante, e entrevista semiaberta com três anfitriãs. Os resultados obtidos revelaram que houve adequação de um espaço doméstico na casa da anfitriã em uma fazenda em Caxambu; construção de um espaço privado na forma de uma pousada em Radiolândia com recursos de financiamento por meio de uma linha de crédito da Goiás Turismo; e a transformação de um espaço público cedido para a adequação de um “hostel” em Palestina. Notou-se que cada anfitriã ofertou práticas diferenciadas de hospitalidade, reconfigurando o cotidiano dessas localidades e as relações com seus hóspedes. As anfitriãs comungam com práticas da recepção ao viajante, do acolhimento, da circularidade da dádiva, da solidariedade, preconizando o respeito, a tolerância, a convivência e o bem-estar do hóspede ciclista ou caminhante. As narrativas dessas mulheres trazem uma fala individual, particular, singular, uma experiência de cada uma delas, com traços culturais da região
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p168-189
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • UNIVERSIDAD POPULAR MADRES DE PLAZA DE MAYO: EDUCAÇÃO COMO
           PROJETO DE RESISTÊNCIA

    • Authors: Patrícia Sadaike
      Pages: 190 - 203
      Abstract: Este artigo tem por objetivo refletir sobre a proposta educacional da Universidad Popular Madres de Plaza de Mayo. A instituição foi fundada por um grupo de mães que desafiou o governo militar argentino ao ocupar a Plaza de Mayo e realizar rondas semanalmente para cobrar informações sobre o desaparecimento de seus filhos. A UPMPM iniciou suas atividades acadêmicas no ano 2000 com o objetivo manter vivo os ideais e a memória dos militantes mortos e desaparecidos durante a ditadura e também viabilizar uma educação que visa à conscientização do indivíduo para que este alcance um grau cada vez mais elevado da sua prática política e, assim, superar e não naturalizar a opressão social imposta pela ordem do capital.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p190-203
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • UMA PERSPECTIVA DO DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL RURAL EM VISTA À
           EVOLUÇÃO DA CADEIA AVÍCOLA NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO VALE DO RIO
           PRETO – RJ

    • Authors: Juliana da Silva Virginio , Marcio Silva Borges
      Pages: 204 - 227
      Abstract:  O Município de São José do Vale do Rio Preto é considerado o maior produtor hortifrutigranjeiro do estado do Rio de Janeiro, estando localizado a 130km da capital, e composto por aproximadamente 22 mil habitantes. A cidade apresenta grande relevância para o contexto territorial da região serrana fluminense, onde na década de 50 foi reconhecido como maior produtor avícola da América do Sul. A partir de uma investigação bibliográfica e documental, este artigo buscou identificar as bases históricas de sua cadeia produtiva, haja vista que ao longo dos séculos o atual Município recebeu distintas nomenclaturas, sendo alvo de disputa territorial dada sua localização estratégica. O trabalho discutiu o que é desenvolvimento rural e concluiu para a necessidade de políticas públicas específicas para garantir a viabilidade da avicultura na região.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p204-227
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • RURAL E URBANO: SABERES E PRÁTICAS AGROECOLÓGICAS NA PERCEPÇÃO DE
           GRUPOS INDÍGENAS E NÃO INDÍGENAS PERMEADOS PELA EDUCAÇÃO

    • Authors: Flávia Targa Martins, Francisco Pontes de Miranda Ferreira, Valeria da Conceição Chaves
      Pages: 228 - 251
      Abstract: O presente artigo constitui-se num instrumento de percepção e reflexão dos saberes e práticas agroecológicas visando a sua análise na Escola Agrícola Municipal Nilo Batista, em Cabo Frio/RJ e na Aldeia Maracanã, na cidade do Rio de Janeiro/RJ. A análise destas relações pretende explorar conceitos como: agroecologia, territorialidade, sustentabilidade e educação sua aplicação em ambos espaços, no período de 2018 a 2021. A partir, da pesquisa bibliográfica e do estudo comparativo dos dois grupos pretende-se apresentar uma análise detalhada de suas características, semelhanças e diferenças, enfatizando as práticas agroecológicas presentes na Escola Agrícola (não indígena) e na proposta da primeira universidade indígena idealizada pela Aldeia Maracanã.
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p228-251
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
  • Aclimação... Décadas de 40 e 50

    • Authors: Yvonne Michel Blanco
      Pages: 252 - 254
      PubDate: 2022-12-26
      DOI: 10.11606/issn.2595-2536.v33i2p252-254
      Issue No: Vol. 33, No. 2 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.40.122
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-