A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> ANTHROPOLOGY (Total: 398 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
Análise Social
Journal Prestige (SJR): 0.16
Number of Followers: 4  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 0003-2573
Published by SciELO Homepage  [688 journals]
  • Violence as a socializing factor in the construction of police legitimacy:
           a study with São Paulo adolescents, Brazil.

    • Abstract: Resumo Este artigo busca compreender como a convivência com a violência urbana e a violência policial estão associadas às opiniões dos adolescentes em relação à legitimidade da autoridade policial. Utilizaram-se repostas a um inquérito com 724 participantes nascidos em 2005, moradores da cidade de São Paulo, Brasil. Os efeitos diretos e indiretos das experiências de violência e de contacto com a polícia sobre as avaliações em relação à polícia foram estimados por Modelagem de Equações Estruturais. Os resultados indicam que o policiamento agressivo e ilegal, assim como a exposição à violência no bairro, corroem a confiança na legitimidade policial.Abstract This article investigates how experiences of urban violence and police violence are associated with adolescents’ opinions regarding the legitimacy of the police. Data came from a survey with 724 participants born in 2005, residents of the city of São Paulo, Brazil. Direct and indirect effects of experiences of violence and police contact on adolescents’ evaluations of police were estimated by Structural Equation Modeling. Results indicate that aggressive and illegal policing, as well as exposure to violence in the neighborhood, erodes confidence in police legitimacy.
       
  • A visceral method to study gender-based violence among youth.

    • Abstract: Abstract People do not always verbalise what they really think, and this becomes significant when analysing individuals’ publicly expressed views on gender equality and gender-based violence. We developed a new method we call visceral to find out about subjective beliefs that go unrecognised and we do not admit to ourselves. Here, we explain the characteristics of that method, its stages, and the decisions involved in implementing it. We show how it applied to young people in a specific project about sexual violence. Through the systematic use of previously selected photographs, the method enables us to discover the deeper invisible patterns that influence people’s behaviour and are an obstacle to achieving a more equal society.Resumo As pessoas nem sempre verbalizam o que pensam verdadeiramente, e isto torna-se significativo quando se analisam as opiniões que os indivíduos expressam publicamente sobre a igualdade de género e a violência baseada no género. Desenvolvemos um novo método ao qual chamámos visceral, para investigar as características subjetivas que não são reconhecidas e que não admitimos nem para nós próprios. Aqui, explicamos as características desse método, as suas etapas e as decisões envolvidas na sua implementação. Mostramos como este foi aplicado a jovens num projeto específico sobre violência sexual. Através da utilização sistemática de fotografias previamente selecionadas, o método permite-nos descobrir os padrões invisíveis mais profundos que influenciam o comportamento das pessoas e que são um obstáculo para atingir uma sociedade mais igualitária.
       
  • Brazilian escorts in Lisbon: Traffics, desires, and business from sexual
           economics in transnational contexts

    • Abstract: Resumo Esse trabalho reflete sobre trânsitos, desejos e negociações de escorts brasileiros nas economias sexuais transnacionais. Para tanto, problematizamos a trajetória de um interlocutor-base em Lisboa, Portugal. Num primeiro momento, apresentaremos as suas experiências e estratégias no Brasil para controlar a aproximação e execução do trabalho sexual. Num segundo momento, atentaremos, a partir do trabalho sexual e das relações desenvolvidas, em como funciona o trabalho sexual dos homens brasileiros em Portugal. Analisaremos as expectativas sobre os brasileiros, a racialização do desejo, as particularidades dos mercados do sexo local e a circulação por outros países no âmbito de projetos de vida, processos migratórios e a circulação do desejo a partir das linhas traçadas pelo nosso interlocutor.Abstract This essay approaches Brazilian male escorts’ displacements, desires, and negotiations within transnational sexual economies. Therefore, we analyze a single interlocutor’s trajectory in Lisbon, Portugal. At a first glance, we present his strategies and experiences in Brazil regarding sexual work approximations and pursuances. Subsequently, based on his experiences and social relations regarding sex work, we highlight the male sex work dynamics in Portugal. Thereafter, Portuguese expectations, the racialization of desire, local sex market particularities, and displacements between European countries within lifelong projects, migratory processes, and desire circulations sustained by our single interlocutor will be highlighted in this essay.
       
  • Teaching sociology of education in universities and polytechnics in
           Portugal: analysis of a tripartite curriculum space.

    • Abstract: Resumo Esta pesquisa contribui para problematizar o modo como o ensino da sociologia da educação se configura, na atualidade, em licenciaturas e mestrados nas universidades e politécnicos em Portugal. A abordagem empírica assenta na análise das fichas de todas as unidades curriculares em funcionamento no ano letivo de 2018/19 considerando quatro elementos curriculares fundamentais: onde e quando, o quê, como e para quê se ensina a disciplina. Os resultados reforçam a identificação de três espaços curriculares diferenciados - formação de professores, sociologia e educação - e sugerem a presença de um modelo pedagógico transmissivo mesclado com práticas típicas de modelos pedagógicos ancorados na aprendizagem dos estudantes e na comunicação.Abstract This research contributes to problematize the configuration within the teaching of sociology of education nowadays within undergraduate and master’s degrees in Portuguese universities and polytechnics. The empirical approach is based on the analysis of all the forms of curricular units operating in the academic year 2018/19, considering four fundamental curricular elements: where and when, what, how, and for what the subject is taught. The results reinforce the identification of three different curricular spaces - teacher training, sociology, and education - and suggest the presence of a transmissive pedagogical model mixed with practices typical of pedagogical paradigms anchored in student learning and communication.
       
  • The social representation of animal protein consumption and alternatives
           for substitution: a bioethical analysis.

    • Abstract: Resumo Os paradigmas éticos emergentes sobre o consumo da carne e das alternativas de substituição necessitam de reflexão bioética para compreender as relações sociais com a senciência e o bem-estar animal. Este estudo procura compreender como a sociedade brasileira representa a produção animal, o consumo de carne e as alternativas para a sua substituição. Para isso, foi realizada uma investigação em linha com 330 participantes do Brasil. Os resultados sugerem que variáveis como idade, sexo e nível de ensino influenciam a representação social da carne e as alternativas da sua substituição e demonstram que a sociedade brasileira acredita que é mais factível a redução do consumo do que a adesão a alternativas.Abstract Emerging paradigms on ethical consumption of meat and replacement alternatives require a bioethical reflection to understand the social relations between sentience and animal welfare. This study seeks to understand how Brazilian society represents animal production, meat consumption, and alternatives to replace its consumption. For this, an online survey was conducted with 330 participants from Brazil. The results suggest that variables such as age, sex, and education level influence the representation of meat consumption and demonstrate that Brazilian society believes that reducing consumption is more feasible than adhering to alternatives.
       
  • Dossiê temático: Animais-companheiros nas vidas dos humanos

    • Abstract: Resumo Os paradigmas éticos emergentes sobre o consumo da carne e das alternativas de substituição necessitam de reflexão bioética para compreender as relações sociais com a senciência e o bem-estar animal. Este estudo procura compreender como a sociedade brasileira representa a produção animal, o consumo de carne e as alternativas para a sua substituição. Para isso, foi realizada uma investigação em linha com 330 participantes do Brasil. Os resultados sugerem que variáveis como idade, sexo e nível de ensino influenciam a representação social da carne e as alternativas da sua substituição e demonstram que a sociedade brasileira acredita que é mais factível a redução do consumo do que a adesão a alternativas.Abstract Emerging paradigms on ethical consumption of meat and replacement alternatives require a bioethical reflection to understand the social relations between sentience and animal welfare. This study seeks to understand how Brazilian society represents animal production, meat consumption, and alternatives to replace its consumption. For this, an online survey was conducted with 330 participants from Brazil. The results suggest that variables such as age, sex, and education level influence the representation of meat consumption and demonstrate that Brazilian society believes that reducing consumption is more feasible than adhering to alternatives.
       
  • Need, dream, “unexpect”: animal companions and multispecies
           personal communities.

    • Abstract: Resumo Como contribuem os animais de companhia para (re)estruturar as comunidades pessoais humanas - entendidas como redes constituídas pelos elementos significativos dos nossos mundos microssociais' Numa investigação sobre os laços de amizade em Portugal, os animais surgiram espontaneamente como membros relevantes dos mapas pessoais dos participantes. Este artigo aborda este tópico, baseando-se em 30 entrevistas em profundidade a homens e mulheres entre os 21 e os 65 anos na Grande Lisboa, focando-se especificamente no modo como os animais chegam às comunidades pessoais a que pertencem. Destacamos três modos de entrada principais: para desempenhar uma função; para realizar um sonho; e de forma inesperada.Abstract How do animal companions contribute to (re)shape human personal communities, understood as personal networks of meaningful others inhabiting our micro-social worlds' In a research about friendship ties in Portugal, animal companions emerged spontaneously as relevant members of the participants’ personal maps. This article explores this topic by drawing on 30 in-depth interviews with men and women, aged 21 to 65, living in Greater Lisbon, and focusing on one particular angle: the ways animals enter the personal communities they are part of. We highlight three main modalities of entrance: to fulfil a need; to fulfil a dream; and unexpectedly.
       
  • Human-dog-relations under the microscope: Networks of walking and
           socializing.

    • Abstract: Abstract This article contributes to ongoing debates on human-animal relations by analyzing dog walking in contemporary Western cities as an extension of the traditional division of social studies on the one hand and animal studies on the other. Taking dogs, owners, lawns, and other objects as networks, the article illustrates how non-human entities can play a role during walking on par with the human actors involved. This discussion is taken forward by observing interactions between several of these knots on the network and by questioning what forms of networks of dog walkers can unfold in urban life. In this way, the article is to be understood as an encouragement for sociologists to empirically consider non-human-animals as part of their research on everyday life.Resumo Este artigo contribui para os debates que estão a decorrer sobre as relações homem-animal ao analisar os passeios com cães nas cidades contemporâneas ocidentais como uma extensão da divisão tradicional dos estudos sociais, por um lado, e estudos de animais, por outro. Considerando cães, donos, relvados e outros objetos como redes, este artigo ilustra como as entidades não humanas podem desempenhar um papel durante o passeio no mesmo nível que os atores humanos envolvidos. Esta discussão é levada a cabo através da observação de interações entre vários destes nós na rede e da problematização do tipo de relações que aqueles que passeiam cães estabelecem nos contextos urbanos. Desta forma, deve entender-se este artigo como um incentivo para que os sociólogos considerem empiricamente animais não humanos como parte da sua investigação sobre a vida quotidiana.
       
  • The relation between humans and companion animals in chronic illness
           contexts.

    • Abstract: Resumo Este artigo pretende rever e discutir, a partir de uma perspetiva interdisciplinar, desenvolvimentos recentes de investigação sobre o lugar dos animais de companhia na vivência da doença crónica dos humanos. O artigo identifica a necessidade de uma maior compreensão das dinâmicas relacionais entre espécies em torno desta experiência. Destaca-se quer o lugar benéfico que os animais de companhia podem ocupar na vida dos humanos que sofrem de uma doença crónica, quer o papel que os humanos representam quando os próprios animais de companhia padecem da mesma. Para além disso, de salientar a importância de se considerar as interconexões entre humanos e não humanos no decorrer destas experiências.Abstract This article reviews and discusses, from an interdisciplinary perspective, recent research developments focused on the different influences companion animals have in human chronic illness, and vice-versa. The article identifies the need to understand the inter-species relational dynamics around this experience. It highlights the beneficial role that companion animals may have in the lives of humans suffering from a chronic illness, as well as the role humans play when animals are chronically ill. Furthermore, it points out the importance of considering the interconnections between humans and non-humans.
       
  • Losing an animal companion: rituals and practices of grief and mourning.

    • Abstract: Resumo Quais são as dimensões sociais do luto por perda de um animal de companhia' Como é vivido no quotidiano, em práticas e rituais' E que implicações tem para a redefinição das fronteiras entre os humanos e os outros animais' Cruzando contributos dos Estudos dos Animais e da Sociologia da Vida Pessoal, este artigo propõe uma interpretação do luto por um animal a partir de um olhar triplo. Primeiro, a partir do lugar que os animais de companhia ocupam nas redes pessoais dos portugueses, e da relacionalidade da vida contemporânea. Segundo, olhando para as práticas e rituais específicos que, após a perda de um animal, continuam a tecer a fina teia que os integra nas vidas dos humanos. Terceiro, considerando as desigualdades que atravessam o luto em função da espécie, e que fazem não só com que se perpetue a excecionalidade do humano face aos outros animais, como que certas espécies não--humanas sejam vistas como mais dignas de luto do que outras.Abstract What are the social dimensions of grief in face of the loss of a companion animal' How is such a loss lived in daily life, through practices and rituals' And how does grief for a companion animal contribute to the definition of the human-animal boundary' Drawing on contributions from both Animal Studies and the Sociology of Personal Life, this article proposes a three-fold interpretation of pet grief. First, by looking at the place of companion animals in the personal networks of the Portuguese people, and the relationality of contemporary life. Second, by looking at specific rituals and practices that, after the loss of an animal, continue to weave a thin cobweb that keeps them within the lives of humans. Third, by considering the inequalities that crosscut the grief process, according to species, and that contribute not only to perpetuating the exceptionality of the human but also that certain species are regarded as more grievable than others.
       
  • Recensão: Terra e Colonialismo em Moçambique. A Região de Manica e
           Sofala sob a Companhia de Moçambique

    • Abstract: Resumo Quais são as dimensões sociais do luto por perda de um animal de companhia' Como é vivido no quotidiano, em práticas e rituais' E que implicações tem para a redefinição das fronteiras entre os humanos e os outros animais' Cruzando contributos dos Estudos dos Animais e da Sociologia da Vida Pessoal, este artigo propõe uma interpretação do luto por um animal a partir de um olhar triplo. Primeiro, a partir do lugar que os animais de companhia ocupam nas redes pessoais dos portugueses, e da relacionalidade da vida contemporânea. Segundo, olhando para as práticas e rituais específicos que, após a perda de um animal, continuam a tecer a fina teia que os integra nas vidas dos humanos. Terceiro, considerando as desigualdades que atravessam o luto em função da espécie, e que fazem não só com que se perpetue a excecionalidade do humano face aos outros animais, como que certas espécies não--humanas sejam vistas como mais dignas de luto do que outras.Abstract What are the social dimensions of grief in face of the loss of a companion animal' How is such a loss lived in daily life, through practices and rituals' And how does grief for a companion animal contribute to the definition of the human-animal boundary' Drawing on contributions from both Animal Studies and the Sociology of Personal Life, this article proposes a three-fold interpretation of pet grief. First, by looking at the place of companion animals in the personal networks of the Portuguese people, and the relationality of contemporary life. Second, by looking at specific rituals and practices that, after the loss of an animal, continue to weave a thin cobweb that keeps them within the lives of humans. Third, by considering the inequalities that crosscut the grief process, according to species, and that contribute not only to perpetuating the exceptionality of the human but also that certain species are regarded as more grievable than others.
       
  • Recensão: Dos Sonhos e das Imagens. A Guerra de Libertação
           na Guiné-Bissau

    • Abstract: Resumo Quais são as dimensões sociais do luto por perda de um animal de companhia' Como é vivido no quotidiano, em práticas e rituais' E que implicações tem para a redefinição das fronteiras entre os humanos e os outros animais' Cruzando contributos dos Estudos dos Animais e da Sociologia da Vida Pessoal, este artigo propõe uma interpretação do luto por um animal a partir de um olhar triplo. Primeiro, a partir do lugar que os animais de companhia ocupam nas redes pessoais dos portugueses, e da relacionalidade da vida contemporânea. Segundo, olhando para as práticas e rituais específicos que, após a perda de um animal, continuam a tecer a fina teia que os integra nas vidas dos humanos. Terceiro, considerando as desigualdades que atravessam o luto em função da espécie, e que fazem não só com que se perpetue a excecionalidade do humano face aos outros animais, como que certas espécies não--humanas sejam vistas como mais dignas de luto do que outras.Abstract What are the social dimensions of grief in face of the loss of a companion animal' How is such a loss lived in daily life, through practices and rituals' And how does grief for a companion animal contribute to the definition of the human-animal boundary' Drawing on contributions from both Animal Studies and the Sociology of Personal Life, this article proposes a three-fold interpretation of pet grief. First, by looking at the place of companion animals in the personal networks of the Portuguese people, and the relationality of contemporary life. Second, by looking at specific rituals and practices that, after the loss of an animal, continue to weave a thin cobweb that keeps them within the lives of humans. Third, by considering the inequalities that crosscut the grief process, according to species, and that contribute not only to perpetuating the exceptionality of the human but also that certain species are regarded as more grievable than others.
       
  • Recensão: The legitimacy of modern democrcy. A study on the political
           thought of Max Weber, Carl Schmitt and Hans Kelsen

    • Abstract: Resumo Quais são as dimensões sociais do luto por perda de um animal de companhia' Como é vivido no quotidiano, em práticas e rituais' E que implicações tem para a redefinição das fronteiras entre os humanos e os outros animais' Cruzando contributos dos Estudos dos Animais e da Sociologia da Vida Pessoal, este artigo propõe uma interpretação do luto por um animal a partir de um olhar triplo. Primeiro, a partir do lugar que os animais de companhia ocupam nas redes pessoais dos portugueses, e da relacionalidade da vida contemporânea. Segundo, olhando para as práticas e rituais específicos que, após a perda de um animal, continuam a tecer a fina teia que os integra nas vidas dos humanos. Terceiro, considerando as desigualdades que atravessam o luto em função da espécie, e que fazem não só com que se perpetue a excecionalidade do humano face aos outros animais, como que certas espécies não--humanas sejam vistas como mais dignas de luto do que outras.Abstract What are the social dimensions of grief in face of the loss of a companion animal' How is such a loss lived in daily life, through practices and rituals' And how does grief for a companion animal contribute to the definition of the human-animal boundary' Drawing on contributions from both Animal Studies and the Sociology of Personal Life, this article proposes a three-fold interpretation of pet grief. First, by looking at the place of companion animals in the personal networks of the Portuguese people, and the relationality of contemporary life. Second, by looking at specific rituals and practices that, after the loss of an animal, continue to weave a thin cobweb that keeps them within the lives of humans. Third, by considering the inequalities that crosscut the grief process, according to species, and that contribute not only to perpetuating the exceptionality of the human but also that certain species are regarded as more grievable than others.
       
  • Recensão: Os desastres da guerra. Portugal e as revoltas em Angola

    • Abstract: Resumo Quais são as dimensões sociais do luto por perda de um animal de companhia' Como é vivido no quotidiano, em práticas e rituais' E que implicações tem para a redefinição das fronteiras entre os humanos e os outros animais' Cruzando contributos dos Estudos dos Animais e da Sociologia da Vida Pessoal, este artigo propõe uma interpretação do luto por um animal a partir de um olhar triplo. Primeiro, a partir do lugar que os animais de companhia ocupam nas redes pessoais dos portugueses, e da relacionalidade da vida contemporânea. Segundo, olhando para as práticas e rituais específicos que, após a perda de um animal, continuam a tecer a fina teia que os integra nas vidas dos humanos. Terceiro, considerando as desigualdades que atravessam o luto em função da espécie, e que fazem não só com que se perpetue a excecionalidade do humano face aos outros animais, como que certas espécies não--humanas sejam vistas como mais dignas de luto do que outras.Abstract What are the social dimensions of grief in face of the loss of a companion animal' How is such a loss lived in daily life, through practices and rituals' And how does grief for a companion animal contribute to the definition of the human-animal boundary' Drawing on contributions from both Animal Studies and the Sociology of Personal Life, this article proposes a three-fold interpretation of pet grief. First, by looking at the place of companion animals in the personal networks of the Portuguese people, and the relationality of contemporary life. Second, by looking at specific rituals and practices that, after the loss of an animal, continue to weave a thin cobweb that keeps them within the lives of humans. Third, by considering the inequalities that crosscut the grief process, according to species, and that contribute not only to perpetuating the exceptionality of the human but also that certain species are regarded as more grievable than others.
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.210.85.190
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-