A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> GEOGRAPHY (Total: 493 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
Geographia
Number of Followers: 4  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1517-7793 - ISSN (Online) 2674-8126
Published by Universidade Federal Fluminense Homepage  [8 journals]
  • FEIXES DE CIRCULAÇÃO E ZONAS DE ATERRAGEM

    • Authors: Camille Vallaux
      Abstract: Passagens extraídas do livro La Mer de Camille Vallaux (Paris: Doin, 1908) sobre duas noções de Geografia Marinha: “feixes de circulação” e “zonas de aterragem” Tradução: José Willian Morais Antunes de Sousa
      Revisão técnica: Rogério Haesbaert
      PubDate: Mon, 12 Dec 2022 00:00:00 +000
       
  • SOBRE EL DOSSIER “GEOGRAFÍA Y DESCOLONIALIDAD EN CLAVE
           LATINO-AMERICANA”: DE ALGUNOS SENDEROS POSIBLES EN NUESTRO TRANSITAR
           HACIA EL SUR

    • Authors: Lucas Palladino
      Abstract: .
      PubDate: Mon, 12 Dec 2022 00:00:00 +000
       
  • RESISTIR Y RE-EXISTIR

    • Authors: Lina Maria Hurtado; Carlos Walter Porto-Gonçalves
      Abstract: El concepto de re-existencia emerge en el contexto latinoamericano y su uso se ha difundido sobre todo en discusiones académicas, pero nace o se inspira en el seno de las luchas sociales. En este artículo se analizan las diversas interpretaciones de ese concepto, la trayectoria recorrida y se discute su alcance. Así como las diferencias entre re-existencia y resistencia, pero también se colocan en dialogo para mostrar su complementariedad. Se propone que re-existencia y resistencia son procesos que se acumulan, superponen, incorporan, y renuevan, dando nuevos sentidos a la existencia y al espacio, y por tanto mudando las estrategias de territorialización, con base en el pasado/la tradición, en las luchas/conflictos presentes y en las proyecciones/sueños/imaginaciones.
      PubDate: Tue, 22 Nov 2022 00:00:00 +000
       
  • PROBLEMATIZANDO O MITO FUNDADOR DE NOVA FRIBURGO COMO A “SUÍÇA
           BRASILEIRA”: INVISIBILIZAÇÃO ÉTNICO-RACIAL E (RE)CRIAÇÃO DE
           ESPAÇO-TEMPORALIDADES

    • Authors: Joana Simoni; João Rua
      Abstract: Neste trabalho busca-se problematizar o título de Suíça Brasileira atribuído ao município de Nova Friburgo e oficializado na época em que se completaram 200 anos da colonização helvética. Esse título se apoia sobre um “mito fundador” e sobre a invenção de uma tradição que atravessa o percurso de formação do município. Para isso, reflete-se sobre as representações associadas a esse título que, de alguma maneira, invisibilizam outras contribuições – além da suíça – à produção do espaço geográfico friburguense, em suas diversas espaço-temporalidades. Essa reflexão remete-nos para a necessidade de pensar a importância da diferença para a ciência geográfica, trazendo à tona as particularidades e singularidades que formam a multiplicidade do território em análise – marcado, também, por um processo de manutenção de políticas de branqueamento, comum à sociedade brasileira.
      PubDate: Tue, 22 Nov 2022 00:00:00 +000
       
  • ANÁLISE MULTICRITERIAL DE DECISÃO APLICADA ÀS ÁREAS SUSCETÍVEIS A
           INUNDAÇÃO NA BACIA DO CÓRREGO DO LENHEIRO – SÃO JOÃO DEL-REI, MINAS
           GERAIS

    • Authors: Thiago Gonçalves Santos; André Barbosa Ribeiro Ferreira, Sílvia Elena Ventorini, Andréa Aparecida Zacharias, Ana Luísa Teixeira
      Abstract: O objetivo deste artigo é apresentar a aplicação da Análise Multicriterial de Decisão (AMD) e a Análise Hierárquica de Processos (AHP) para geração de um modelo de representação das áreas suscetíveis à inundação na Bacia Hidrográfica do Córrego do Lenheiro, em São João del-Rei, Minas Gerais. A modelagem foi elaborada por meio da álgebra dos mapas de declividade, hipsometria, densidade de drenagem, uso e cobertura da terra, os quais foram normalizadas entre 1 e 5. A partir disso, foram atribuídos níveis de influência, ou notas, aos mapas por meio da matriz de correlação da AHP. Os resultados do processamento foram quatro graus de suscetibilidade para a área de estudo, que variam de muito baixo a alto, conforme a localização e característica morfológica do terreno. Os resultados mostram-se importantes para modelar aspectos naturais e antrópicos em áreas urbanas, além de poderem ser aplicados em distintos fenômenos e variáveis em diferentes espaços.
      PubDate: Tue, 22 Nov 2022 00:00:00 +000
       
  • A FORMAÇÃO DE BELÉM ENQUANTO CIDADE COMPACTA OU CONFINADA: UMA ANÁLISE
           A PARTIR DAS FORMAS DE PRODUÇÃO DA MORADIA

    • Authors: Léa Maria Gomes da Costa; Jovenildo Cardoso Rodrigues
      Abstract: O presente artigo tem por objetivo demonstrar a relação existente entre a alteração das formas de produção da moradia e os períodos de grandes transformações no processo de formação da cidade de Belém, destacando as dinâmicas que marcam sua constituição enquanto cidade confinada no transcurso do século XX. Apresenta-se um estudo pautado na abordagem analítico-descritiva e geohistórica da formação da cidade, por meio da análise da produção do espaço e da moradia. Como procedimento metodológico fez-se estudo bibliográfico e produção de mapas históricos. Conclui-se que a produção capitalista da moradia intensificou o processo de valorização urbana e elitização das áreas centrais de Belém, iniciado no período da borracha, tendo como cerne a acentuação da segregação socioespacial e formação do padrão centro-periferia que caracterizam a constituição de Belém enquanto cidade confinada, no transcurso do século XX. A investigação ajuda a desvendar os mecanismos que sustentam e ampliam a diferenciação socioespacial forjada pela localização da moradia no conjunto da cidade. Palavras-chave: Belém; cidade confinada; formas de produção da moradia; centralidade; segregação socioespacial.
      PubDate: Tue, 22 Nov 2022 00:00:00 +000
       
  • APRESENTAÇÃO - GEOGRAFIA E DESCOLONIALIDADE DESDE UMA
           PERSPECTIVA LATINO-AMERICANA

    • Authors: Monica Farías; Rogério Haesbaert
      Abstract: Apresentação do dossiê: GEOGRAFIA E DESCOLONIALIDADE DESDE UMA PERSPECTIVA LATINO-AMERICANA
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • TERRITORIO Y DEBATES DESCOLONIALES EN LA GEOGRAFÍA ARGENTINA: UN
           DIÁLOGO INCIPIENTE

    • Authors: Mariana Arzeno; Mónica Farías, Fernanda Torres
      Abstract: Los debates sobre la descolonialidad ponen en cuestión la colonización epistémica presente en el conjunto de las ciencias sociales manifiesto en el eurocentrismo que orienta su producción intelectual. Tal eurocentrismo, al cual no escapa la geografía, se expresa “en la forma como construimos nuestros conceptos, en la manera como establecemos nuestras interpretaciones, comparaciones de fenómenos históricos y sociales, en fin, en la manera de producir conocimientos, modos de significación y de producción de sentido al mundo” (CRUZ, 2017: 18). Apoyándonos en un trabajo previo de nuestra autoría que analizó los usos del concepto de territorio en artículos publicados entre 2005 y 2021 en revistas académicas de Geografía vinculadas a universidades nacionales de Argentina, en este artículo buscamos contribuir al incipiente cuerpo de investigaciones que busca poner en diálogo el enfoque descolonial y la geografía. Para ello, analizamos una selección de artículos publicados en revistas de geografía que problematizan el concepto de territorio, e indagamos en qué medida y en qué sentido esta producción científica geográfica dialoga con los debates planteados en torno a la colonialidad/descolonialidad. El análisis muestra que en muy pocos casos se establece un diálogo explícito con las discusiones descoloniales y en general suelen quedar en un plano más teórico y todavía poco conectado con los análisis empíricos. Sin embargo, podemos encontrar un cierto número de trabajos que contienen rastros descoloniales en las problematizaciones, perspectivas y escalas puestas en juego, aun cuando no establezcan un vínculo explícito con esas discusiones.
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • ¿COMUNALIZANDO A MARX': LA APORTACIÓN DE LO COMÚN Y LO CONVIVIAL
           DESDE GUSTAVO ESTEVA Y JAIME MARTÍNEZ LUNA

    • Authors: Carlos Tornel ; Elías González Gómez
      Abstract: Em novembro de 2020, a Universidad de la Tierra organizou um painel intitulado “Comunalidade e vida concreta”. Entre os participantes estava o intelectual Zapotec Jaime Martínez Luna, que, em sua intervenção, disse: "Marx o diz claramente: os filósofos interpretam o mundo, o que está em causa é transformá-lo. Eu diria: nem um nem o outro. Trata-se de compartilhá-lo". Esta frase abre outro tipo de paradigma político, centrado na dimensão comunitária da vida e de suas relações com o território. Para isso, nosso objetivo é explorar este horizonte político a partir de dois conceitos complementares, embora não idênticos: convivência e comunalidade. Partindo de uma análise do pensamento de Marx em diferentes etapas de sua vida e seguindo a crítica formulada pelas escolas de pensamento pós-colonial e descolonial, o texto procura refletir sobre as formas pelas quais o pensamento marxista, em diálogo com estes dois conceitos na América Latina, pode levar a movimentos emancipatórios. Trabalhando com o pensamento de dois de seus expoentes mais significativos: Jaime Luna e Gustavo Esteva, ambos baseados em Oaxaca, este texto procura trazer estes conceitos ao diálogo, mas também reconhecê-los como parte de uma prática do território necessária para sentir-pensar e praticar em uma era de crise generalizada.
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • SABERES Y DISPUTAS SOCIALIZADAS EN EL MARCO DE LA ESCUELA LATINOAMERICANA
           DE AUTOGESTIÓN DEL HÁBITAT DE LA SELVIHP

    • Authors: María Carla Rodríguez; María Cecilia Zapata
      Abstract: Este artículo recupera como objeto de análisis uno de los dispositivos constitutivos de la SELVIHP (Secretaría Latinoamericana de la Vivienda y el Hábitat Popular): la Escuela Latinoamericana de Autogestión del Hábitat (ELAH). Específicamente se busca analizar a la ELAH en términos de estrategia impulsada por la Secretaria para el encuentro y producción de saberes y conocimientos, y como táctica de integración regional entre organizaciones populares y resistencias construidas desde una perspectiva autogestionaria de la producción del hábitat. A partir de una metodología cualitativa de abordaje, se busca reflexionar en torno a las características que la Escuela imprime a la movilidad de ideas y prácticas que se articulan entre los movimientos socioterritoriales miembros de la SELVIHP a escala regional, el papel que juega este dispositivo en la producción de conocimientos situados -dentro de la estrategia de la SELVIHP y como articulación de sus movimientos- y, en particular, las estrategias empleadas para sostener el espacio durante el contexto de la pandemia COVID19 en términos de apropiación del territorio de la virtualidad. A partir de una metodología cualitativa de abordaje, se busca reflexionar en torno a las características que la Escuela imprime a la movilidad de ideas y prácticas que se articulan entre los movimientos socioterritoriales miembros de la SELVIHP a escala regional, el papel que juega este dispositivo en la producción de conocimientos situados -dentro de la estrategia de la SELVIHP y como articulación de sus movimientos- y, en particular, las estrategias empleadas para sostener el espacio durante el contexto de la pandemia COVID19 en términos de apropiación del territorio de la virtualidad.
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • A GEOGRAFIA ENTRE CONHECIMENTO SITUADO, ABORDAGEM DESCOLONIAL E
           INTERSECCIONALIDADE

    • Authors: Rogério Haesbaert
      Abstract: Este artigo focaliza algumas transformações recentes na Geografia em diálogo com outras Ciências Sociais e que revelam amplo potencial para desdobramentos futuros. “Geografar” é visto como a capacidade de reconhecer e praticar a mudança de perspectiva espacial, habilitando-nos, assim, a conviver com a alteridade e a multiplicidade de visões (e práticas) de mundo(s). A Geografia é concebida como/através do conhecimento situado (ou do “saber localizado” nos termos de Donna Haraway). Abordagens descoloniais na América Latina fortalecem e complexificam essa leitura ao enfatizarem a interseção – ou a interseccionalidade – entre as múltiplas manifestações (classe, gênero, etnia...) do poder e o trânsito entre as múltiplas territorialidades aí inseridas. Tanto a Geografia em sentido amplo quanto o enfoque descolonial são considerados intrinsecamente como conhecimentos situados e interseccionais. 
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • EXISTÊNCIAS DESUMANIZADAS PELA COLONIALIDADE DO PODER: NECROPOLÍTICA E
           ANTINEGRITUDE BRASILEIRA

    • Authors: Denilson Araújo de Oliveira
      Abstract: O foco da análise deste artigo é compreender como o racismo tem produzido existências desumanizadas e, concomitantemente, múltiplas formas de enfrentamento têm sido criadas. O nosso objetivo é analisar como o debate sobre segurança no Brasil tem produzido existências desumanizadas pela ideia de raça. Construímos uma análise genealógica do debate de segurança e a relação com a questão racial. Identificamos dispositivos de racialidade criados no contexto colonial-escravocrata e actualizados na cidade neoliberal como mecanismo de garantia de segurança em defesa de uma sociedade branca e burguesa. Nosso referencial teórico expressa um diálogo com as ideias de necropolítica de Achille Mbembe, colonialidade do poder Aníbal Quijano e antinegritude de João Vargas.
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • LA POTENCIA DEL ENOJO EN LA PRODUCCIÓN DE CONOCIMIENTO ACADÉMICO: UNA
           REFLEXIÓN COLECTIVA

    • Authors: Pilar Delpino-Marimón; María Guillén-Araya, Karen Hudlet-Vázquez , Gisselle Vila-Benites
      Abstract: En este artículo nos enfocamos en el rol que juegan los afectos en la producción de conocimiento académico. Partiendo de una conceptualización del enojo como potencia, este artículo sistematiza nuestra experiencia como estudiantes latinoamericanas en el norte global. Dentro de esta experiencia colocamos el argumento de que la producción de conocimiento académico pasa por los afectos, y ponemos como ejemplo nuestra experiencia discutiendo los conceptos de colonialismo, settler colonialism y colonialidad de poder, así como los de territorio y territorialidad. Finalmente, identificamos las potencialidades, las cautelas y los retos de lo que implica reconocer los afectos como parte de la producción de conocimiento, y señalamos ciertas recomendaciones para este camino.
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • ESCREVIVENDO COM CONHECIMENTOS LOCAIS: REFLEXÕES DE UMA
           PESQUISADORA-NEGRO-EDUCADORA DURANTE A PANDEMIA DE COVID-19

    • Authors: Aline Neves Rodrigues Alves
      Abstract: As reflexões e proposições contidas neste artigo dizem respeito a estudos e práticas que realizei tanto na academia quanto na educação básica durante o contexto de Pandemia de Covid-19, mais detidamente no primeiro semestre do ano de 2021. Tal investigação tem como objetivo trazer leituras, práticas empíricas e subjetivas baseadas em conhecimentos locais que foram sistematizados pelo movimento negro brasileiro, de acordo com a educadora Nilma Lino Gomes. A ênfase teórica é a do pensamento decolonial e a técnica metodológica advém do conceito de “escrevivências”, da escritora Conceição Evaristo que, como o antropólogo Arturo Escobar e o educador Paulo Freire, rejeita a separação entre o conhecer e o fazer. Ademais, minha escrita questiona radicalmente as relações binárias e assimétricas entre natureza e cultura, local e global, teoria e prática. Como resultado, este artigo apresenta uma crítica ao pensamento globalizante (desenvolvimentista), que invisibiliza corpos e cosmopercepções de grupos que foram oprimidos pelo sistema-mundo (moderno) capitalista. A conclusão é de que a dimensão do lócus de enunciação por meio do “corpo-território” pode contribuir para produção de “glocalidades”, como suspeito acontecer por intermédio da rede de geógrafos/as negros/as, que inicialmente esteve em investigação em meu doutorado. Redes que, como as Geografias feministas, não são exclusivas do Brasil, mas que encontram ressonâncias nas ações que buscam a luta por emancipação política, social e econômica. Uma tarefa que se pretende decolonial na teoria e prática.
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • TERRITORIALIDADE E SAÚDE A’UWẼ UPTABI (XAVANTE): TERRITÓRIOS
           CONTEMPOR NEOS EM ABORDAGEM MULTIESCALAR

    • Authors: Lilian Bulbarelli Parra; Maurice Seiji Tomioka Nilsson
      Abstract: Este artigo oferece uma abordagem sobre a territorialidade A’uwẽ Xavante, povo Jê do Cerrado brasileiro que vem enfrentando processos de desterritorialização e re     territorialização por meio, sobretudo, das lutas pelo reconhecimento de terras que atualmente ocupam. Pretende-se verificar as relações entre a limitação territorial que impede a mobilidade inerente ao seu modo de vida e as mudanças nos costumes alimentares, e no modo de se relacionar com o Cerrado, correlacionando a transformações no território e na saúde, vulnerabilizada por um conjunto de aspectos que revelam especificidades desse povo. Para tal, é utilizada uma abordagem multiescalar, conforme os fenômenos estudados, a partir da literatura existente em diálogo com as experiências de campo.
      PubDate: Mon, 24 Oct 2022 00:00:00 +000
       
  • APUNTES LATINOAMERICANOS PARA LA CONSTRUCCIÓN DE UNA GEOGRAFÍA
           AMBIENTAL

    • Authors: Hortensia Castro; Gonzalo Lus Bietti
      Abstract: A partir de reconocer que la cuestión ambiental es, sin duda, uno de los signos clave de nuestro tiempo y que la Geografía en su tradición disciplinar guarda un rico acervo en la temática, este artículo se origina en el interés por conocer y situar algunas propuestas que han emergido en los últimos años en América Latina bajo el rótulo de Geografía Ambiental. A partir de analizar las perspectivas epistemológicas y teóricas y la problematización geográfica que proponen dos programas de investigación, el Centro de Investigación de Geografía Ambiental de la Universidad Nacional Autónoma de México y la Rede de Pesquisadores em Geografia (Socio)Ambiental oriunda del ámbito brasileño, interesa indagar qué se enuncia y entiende por Geografía Ambiental. Esa exploración está atravesada por otras preguntas más amplias: ¿es necesaria una Geografía Ambiental', ¿acaso la Geografía ya no es en sí misma ambiental', ¿en qué puede contribuir una Geografía Ambiental que no haya sido aportado por otros campos próximos, como la Ecología Política', ¿qué Geografía Ambiental necesitamos y podemos construir' En relación con este conjunto de preguntas, y a partir de aquella revisión, se propone un recorrido que desemboca en una (posible) hoja de ruta para la conformación de un campo de saberes situado, que contribuya a la problematización de lo ambiental y lo geográfico.
      PubDate: Tue, 27 Sep 2022 00:00:00 +000
       
  • AMBIENTE

    • Authors: Marcelo Lopes de Souza
      PubDate: Wed, 31 Aug 2022 00:00:00 +000
       
  • A ESCRAVIDÃO NA GEOGRAFIA

    • Authors: Ana Luiza Guigues
      Abstract: Resenha do livro SANTOS, MARCO AURÉLIO. GEOGRAFIA DA ESCRAVIDÃO NO VALE DO PARAÍBA CAFEEIRO: BANANAL, 1850-1888. SÃO PAULO: EDITORA ALAMEDA, 2016
      PubDate: Wed, 31 Aug 2022 00:00:00 +000
       
  • DO BNH AO PMCMV: O PROCESSO DE CONFORMAÇÃO DE NOVAS PERIFERIAS URBANAS
           EM CIDADES MÉDIAS BRASILEIRAS

    • Authors: Maria Jose Martinelli Silva Calixto; Mara Lúcia Falconi da Hora Bernardelli , Doralice Sátyro Maia, Caline Mendes de Araujo
      Abstract: Visando trazer elementos para ampliar o debate sobre o processo de conformação de novas periferias urbanas, o texto toma como referencial duas grandes políticas públicas de habitação, o Banco Nacional da Habitação (BNH) e o Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) - Faixa 1, e sua expressão na reconfiguração da relação centro-periferia, bem como os consequentes desdobramentos socioespaciais, em três cidades médias brasileiras estudadas no âmbito da Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias (ReCiMe): Campina Grande, na Paraíba, Chapecó, em Santa Catarina, e Dourados, em Mato Grosso do Sul. Para desvelar algumas dimensões desse processo que, embora geral, ganha particularidade em cada uma das cidades, tomaram-se como base uma revisão bibliográfica sobre a temática; dados secundários referentes ao período de 2009 a 2020, disponibilizados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio do Sistema de Gerenciamento da Habitação (SISHAB); pesquisas de campo; informações obtidas em plataformas virtuais (de prefeituras, empresas construtoras e incorporadoras); mapeamentos, levantamentos e análises documentais assim como da legislação urbana local. O estudo permitiu constatar que a implantação dos projetos do BNH demarca a constituição da periferia e a conformação da relação centro-periferia, e o PMCMV, por sua vez, aprofunda essa dinâmica, promovendo maior dispersão do tecido urbano e o surgimento de uma periferia com conteúdo mais plural.
      PubDate: Wed, 31 Aug 2022 00:00:00 +000
       
  • INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA BRASILEIRA, DINÂMICAS RECENTES DE EMPREGO E
           PRODUÇÃO E SEUS IMPACTOS TERRITORIAIS EM TEMPOS DE PANDEMIA

    • Authors: Amanda Duarte Mergulhão
      Abstract: A pandemia impôs muitas transformações no século XXI. Ela também pode ser vista como um problema socioterritorial por afetar de forma diferente cada parte do território, isto é, de forma distinta a realidade econômica dos lugares. As indústrias têm uma função importante nesse contexto. A indústria alimentícia se destaca por ser responsável por grande parte dos empregos industriais, além de ser uma indústria pouco concentrada, que ocupa parte importante do território brasileiro. Este artigo busca analisar aspectos importantes da indústria alimentícia, como emprego e produção durante a pandemia. Os impactos sobre o território e a sociedade também são analisados utilizando dados quantitativos e qualitativos recentes de fontes oficiais, associações e indústrias. Palavras-chave: indústria alimentícia, emprego, produção, pandemia
      PubDate: Wed, 31 Aug 2022 00:00:00 +000
       
  • MERCADOS PÚBLICOS COMO ESPAÇOS DE PRÁTICAS DOS SUJEITOS SOCIAIS NÃO
           HEGEMÔNICOS: O CASO DE SAN PEDRO NA CIDADE DE CUZCO-PERU

    • Authors: Rita de Cássia de Andrade; Eda Maria Goes
      Abstract: Nesse trabalho, analisamos o Mercado Central de San Pedro, na cidade de Cuzco – Peru e as práticas dos sujeitos sociais não hegemônicos na produção do espaço urbano. Para isto, realizamos revisão bibliográfica, levantamento documental, fizemos entrevistas e aplicamos enquetes com os citadinos. Tivemos por objetivo analisar esse mercado, enquanto espaço de produção dos sujeitos sociais não hegemônicos, os desafios frente ao contexto econômico e à força do turismo nas últimas décadas. Verificamos concorrência com espaços comerciais, como supermercados, conflitos com o poder público e adequação ao turismo, que expressam contradições entre mudança e permanência, local e global.
      PubDate: Wed, 10 Aug 2022 00:00:00 +000
       
  • MEGA SPORTS EVENTS AND URBAN TRANSPORTATION AND MOBILITY: A CRITICAL VIEW
           OF RECENT URBAN INTERVENTIONS IN RIO DE JANEIRO CITY

    • Authors: Glauco Bienenstein
      Abstract: This article presents some of the main findings of the research project carried out by a group of Brazilians and Norwegian researchers during 2017, focusing on the so-called “legacies” of the 2014 and 2016 sporting mega-events held in Rio de Janeiro city, Brazil. The primary objective is to give an overview of the gap between discourse and reality provided by different social and political actors concerning the sporting mega-events in Rio de Janeiro, focusing on urban transportation and mobility. The main point is to evaluate the extent to which the public investments linked to urban mobility due to the mega sports events in Rio de Janeiro city have effectively improved the quality of life of the city dwellers. Thus, the Bus Rapid Transportation system, BRTs, and the new subway line that connects Barra da Tijuca neighborhood – the heart of the 2016 Rio de Janeiro Olympic Games, to the rest of the city were the primary means of urban transportation analyzed. Methodologically speaking, the main findings here are based on interviews with different social and political actors and articles, essays, and reports broadcast in the hegemonic and alternative media.
      PubDate: Wed, 10 Aug 2022 00:00:00 +000
       
  • EXPANSÃO DA MANCHA URBANA, DESNATURALIZAÇÃO E INUNDAÇÕES NA BACIA DE
           DRENAGEM DO CANAL DA COSTA E DO CANAL BIGOSSI EM VILA VELHA – ES

    • Authors: Marcus Vinícius Oliveira Sartório; André Luiz Nascentes Coelho
      Abstract: Este artigo apresenta uma análise da desnaturalização dos canais da Costa e Bigossi inseridos em um ambiente de intenso processo de urbanização no município de Vila Velha, estado do Espírito Santo. A fim de identificar a extensão e o impacto das modificações causadas no leito e na planície de inundação, partiu-se com um levantamento histórico dos vetores de crescimento da cidade na bacia, a morfologia dos canais e a ocorrência das inundações. Os resultados evidenciaram o crescimento e adensamento da área urbana do município na bacia de drenagem nas últimas cinco décadas, constatando total desnaturalização do leito em um curso fluvial retificado, marcado pela impermeabilização de concreto, asfalto e por trechos cobertos/tamponado, ampliando consideravelmente áreas de inundações em importantes corredores viários.
      PubDate: Fri, 22 Jul 2022 00:00:00 +000
       
  • INVENTÁRIO DE SÍTIOS PRÉ-HISTÓRICOS NA ÁREA DO PROJETO GEOPARQUE
           CARIRI PARAIBANO, BRASIL

    • Authors: Leonardo Figueiredo de Meneses; Ana Priscilla Marinho de Araújo, Flávio Augusto de Aguiar Moraes
      Abstract: O patrimônio arqueológico reveste-se de importância na construção da memória de um determinado local, possibilitando entender sua história e incentivar a valorização do passado como instrumento de compreensão do mundo em que se vive. O desconhecimento sobre a existência e valor dos sítios arqueológicos pode se tornar um dos principais fatores de sua degradação. Assim sendo, este trabalho teve como intuito identificar e espacializar os sítios arqueológicos pré-históricos situados na área do Projeto Geoparque Cariri Paraibano, que abrange os municípios de Boa Vista, Boqueirão, Cabaceiras e São João do Cariri, na região dos Cariris Velhos da Paraíba. Com base em pesquisas bibliográficas e de campo, foram identificados 55 sítios na área de estudo, sendo que 11 ainda não haviam sido citados em trabalhos científicos. No mapa elaborado foi possível especializar 36 sítios pois os demais não apresentavam detalhes na bibliografia e nem foram possíveis de acessar em campo. Verificou-se discrepâncias de toponímia e descrição dos sítios em bibliografia, bem como a possibilidade de existência de mais sítios ainda não identificados na área.
      PubDate: Fri, 22 Jul 2022 00:00:00 +000
       
  • MAPEAMENTO MULTITEMPORAL E CADASTRAL DAS SALINAS DA LAGOA DE ARARUAMA
           – RJ

    • Authors: Evelyn de Castro Porto Costa; Mikaella Pereira dos Santos, Jéssica Gonçalves Oliveira Silva, Vinicius da Silva Seabra
      Abstract: Desde o início da sua ocupação a planície costeira na região da Lagoa de Araruama sofreu constantes transformações em sua paisagem. Tais mudanças estão associadas as atividades econômicas desenvolvidas na região e a ocupação urbana. Estas transformações ocorreram com maior intensidade a partir da década de 70, e segue até os dias atuais. Dessa forma, propõe-se analisar, a partir de representações cartográficas, as transformações ocorridas na paisagem nos últimos 88 anos, com destaque para as principais substituições de usos, seus desdobramentos e perspectivas futuras para a área de estudo. A metodologia adotada para as investigações multitemporais consistiu na utilização de técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento, utilizando de materiais cartográficos do passado, para que fosse possível identificar as principais mudanças ocorridas nos anos de 1929, 1976 e 2017. A partir do mapeamento foi possível analisar as transformações da paisagem ocorridas nas áreas de salinas, compreendendo a sua existência em 1929, (cerca de 18,54 km² de salinas), seu crescimento em 1976 (cerca de 65,79 km² de salinas) e mais recentemente, em 2017, o seu declínio em detrimento e novos usos (cerca de 61,45 km² de salinas). Essas substituições das áreas de antigas salinas por novos usos podem ser destacadas pelo crescimento urbano nas últimas décadas, o crescimento exponencial das áreas de casuarinas, dentre outros usos que têm alterado a paisagem da região.
      PubDate: Fri, 22 Jul 2022 00:00:00 +000
       
  • O PROJETO DE CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DO GUAPIAÇU (CACHOEIRAS DE
           MACACU/RJ): A NECROPOLÍTICA E A INJUSTIÇA AMBIENTAL NO PROJETO DE
           CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DO GUAPIAÇU, CACHOEIRAS DE MACACU/RJ

    • Authors: Thiago Wentzel
      Abstract: O presente trabalho analisa a retomada do antigo projeto da construção de uma barragem no Rio Guapiaçu, no município de Cachoeiras de Macacu/RJ, pelo governo do estado do Rio de Janeiro.  No entanto, o atual projeto da barragem (2010), apresenta nuances com relação ao projeto anterior (2005), pois teve o eixo de construção alterado. Apesar de o deslocamento espacial do eixo da barragem ser “discreto”, sendo apenas direcionada para uma posição mais a jusante, essa ação trouxe à tona profundas implicações sócio-espaciais, uma vez que o novo eixo acometerá assentamentos rurais, e promoverá a des-re-territorialização de centenas de famílias camponesas. Observa-se no deslocamento espacial que consolidou o novo eixo “Guapiaçu Jusante” como a melhor opção, que além dos aspectos hidro-geológicos, o preço da terra, ou seja, os custos inerentes às desapropriações foram seminais para tal decisão. Ação essa que delimitou uma cartografia onde “quem ganha e quem perde” é encerrada na perda dos camponeses, pois muitos ainda não têm sequer a titularidade da terra. Este trabalho está lastreado nos referenciais analíticos da justiça ambiental e da necropolítica que serão conceitualmente escrutinados neste manuscrito.  
      PubDate: Fri, 22 Jul 2022 00:00:00 +000
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.195.196
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-