A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

        1 2 3 | Last   [Sort alphabetically]   [Restore default list]

  Subjects -> GEOGRAPHY (Total: 493 journals)
Showing 1 - 200 of 277 Journals sorted by number of followers
Geophysical Research Letters     Full-text available via subscription   (Followers: 202)
Journal of Geophysical Research : Space Physics     Full-text available via subscription   (Followers: 156)
Journal of Geophysical Research : Atmospheres     Partially Free   (Followers: 148)
Journal of Geophysical Research : Planets     Full-text available via subscription   (Followers: 146)
Remote Sensing of Environment     Hybrid Journal   (Followers: 98)
Antipode     Hybrid Journal   (Followers: 66)
Journal of Geophysical Research : Oceans     Partially Free   (Followers: 61)
Journal of Geophysical Research : Earth Surface     Partially Free   (Followers: 60)
Progress in Human Geography     Hybrid Journal   (Followers: 60)
Journal of Geophysical Research : Solid Earth     Full-text available via subscription   (Followers: 58)
International Journal of Geographical Information Science     Hybrid Journal   (Followers: 56)
GIScience & Remote Sensing     Open Access   (Followers: 55)
Journal of Water and Climate Change     Open Access   (Followers: 53)
Climate Change Economics     Hybrid Journal   (Followers: 52)
Reviews of Geophysics     Full-text available via subscription   (Followers: 50)
Remote Sensing Letters     Hybrid Journal   (Followers: 47)
Annals of the American Association of Geographers     Hybrid Journal   (Followers: 43)
Economic Geography     Hybrid Journal   (Followers: 42)
Applied Geography     Hybrid Journal   (Followers: 40)
Climate and Development     Hybrid Journal   (Followers: 35)
Urban Geography     Hybrid Journal   (Followers: 35)
Journal of Geophysical Research : Biogeosciences     Full-text available via subscription   (Followers: 35)
Geochemistry, Geophysics, Geosystems     Full-text available via subscription   (Followers: 34)
Cartography and Geographic Information Science     Hybrid Journal   (Followers: 32)
Annals of GIS     Open Access   (Followers: 31)
Journal of Coastal Research     Hybrid Journal   (Followers: 31)
GPS Solutions     Hybrid Journal   (Followers: 28)
Transactions of the Institute of British Geographers     Hybrid Journal   (Followers: 27)
Journal of Urbanism: International Research on Placemaking and Urban Sustainability     Hybrid Journal   (Followers: 26)
Journal of the Middle East and Africa     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Advances in Geosciences (ADGEO)     Open Access   (Followers: 20)
Dialogues in Human Geography     Hybrid Journal   (Followers: 20)
China : An International Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 20)
Urban Research & Practice     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Imago Mundi: The International Journal for the History of Cartography     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Atmospheric Measurement Techniques (AMT)     Open Access   (Followers: 19)
Water International     Hybrid Journal   (Followers: 19)
Journal of the American Planning Association     Hybrid Journal   (Followers: 19)
Geography Compass     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Journal of Cultural Geography     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Computational Geosciences     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Crossings : Journal of Migration & Culture     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Cartographica : The International Journal for Geographic Information and Geovisualization     Full-text available via subscription   (Followers: 17)
Professional Geographer     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Africa Insight     Full-text available via subscription   (Followers: 16)
The Geographical Journal     Hybrid Journal   (Followers: 16)
International Geology Review     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Tectonics     Full-text available via subscription   (Followers: 15)
Geomatics, Natural Hazards and Risk     Open Access   (Followers: 14)
American Journal of Geographic Information System     Open Access   (Followers: 14)
Annual Review of Marine Science     Full-text available via subscription   (Followers: 13)
International Indigenous Policy Journal     Open Access   (Followers: 13)
Buildings & Landscapes: Journal of the Vernacular Architecture Forum     Full-text available via subscription   (Followers: 13)
Geographical Review     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Progress in Physical Geography     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Bulletin of Geosciences     Open Access   (Followers: 12)
Geographical Research     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Journal of Geography     Hybrid Journal   (Followers: 11)
American Journal of Human Ecology     Open Access   (Followers: 11)
GeoJournal     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Canadian Journal of Soil Science     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
Geosciences Journal     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Geographical Analysis     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Atmospheric Measurement Techniques Discussions (AMTD)     Open Access   (Followers: 10)
Geography and Natural Resources     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Cartographic Journal     Hybrid Journal   (Followers: 9)
European Spatial Research and Policy     Open Access   (Followers: 9)
Journal of Maps     Open Access   (Followers: 9)
Journal of Borderlands Studies     Hybrid Journal   (Followers: 8)
International Journal of Health Geographics     Open Access   (Followers: 8)
Physical Geography     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Journal of Iberian and Latin American Research     Hybrid Journal   (Followers: 8)
International Journal of Applied Geospatial Research     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Middle East Development Journal     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Natural Science     Open Access   (Followers: 8)
Geo-spatial Information Science     Open Access   (Followers: 8)
Journal of Geographical Systems     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Social Geography Discussions (SGD)     Open Access   (Followers: 7)
Australian Geographer     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Journal of Latin American Geography     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
California Italian Studies Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Urban History Review / Revue d'histoire urbaine     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
GeoInformatica     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Northern Scotland     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Nordic Journal of Migration Research     Open Access   (Followers: 7)
ISPRS International Journal of Geo-Information     Open Access   (Followers: 6)
Asia Policy     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Ocean Science Journal     Hybrid Journal   (Followers: 6)
The Canadian Geographer/le Geographe Canadien     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Singapore Journal of Tropical Geography     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Focus on Geography     Partially Free   (Followers: 5)
Current Research in Geoscience     Open Access   (Followers: 5)
Creativity Studies     Open Access   (Followers: 5)
Australian Antarctic Magazine     Free   (Followers: 5)
Journal of Developmental Entrepreneurship     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Asian Geographer     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Journal of Map & Geography Libraries     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Journal of Australian Studies     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Transmodernity : Journal of Peripheral Cultural Production of the Luso-Hispanic World     Open Access   (Followers: 4)
Globe, The     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Latinoamérica. Revista de estudios Latinoamericanos     Open Access   (Followers: 4)
Bulletin of the Ecological Society of America     Open Access   (Followers: 4)
Geografiska Annaler, Series A : Physical Geography     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Genre & histoire     Open Access   (Followers: 4)
Applied Geomatics     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Journal of Sedimentary Research     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Southeastern Europe     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Pastoralism : Research, Policy and Practice     Open Access   (Followers: 3)
Bulletin of Geography. Socio-economic Series     Open Access   (Followers: 3)
Standort - Zeitschrift für angewandte Geographie     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Limnological Review     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Western Archives     Open Access   (Followers: 3)
New Zealand Journal of Geography     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Interaction     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Mineralogia     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Burma Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
All Earth     Open Access   (Followers: 3)
Scottish Geographical Journal     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Polar Research     Open Access   (Followers: 3)
Social Dynamics: A journal of African studies     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Lithosphere     Open Access   (Followers: 3)
International Journal of Image and Data Fusion     Hybrid Journal   (Followers: 3)
South Asian Diaspora     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Économie rurale     Open Access   (Followers: 3)
Regions and Cohesion     Open Access   (Followers: 2)
History of Geo- and Space Sciences     Open Access   (Followers: 2)
Norois     Open Access   (Followers: 2)
Eastern European Countryside     Open Access   (Followers: 2)
Geodesy and Cartography     Open Access   (Followers: 2)
Southeastern Geographer     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Journal of Earthquake and Tsunami     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Geographical Education     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Polar Geography     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Norsk Geografisk Tidsskrift - Norwegian Journal of Geography     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Geosphere     Open Access   (Followers: 2)
Yearbook of the Association of Pacific Coast Geographers     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Études rurales     Open Access   (Followers: 2)
Regional Science Policy & Practice     Hybrid Journal   (Followers: 2)
BioRisk     Open Access   (Followers: 2)
Cahiers franco-canadiens de l'Ouest     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Provincial China     Hybrid Journal   (Followers: 2)
The South Asianist     Open Access   (Followers: 2)
Reflets : revue d'intervention sociale et communautaire     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Maine Policy Review     Open Access   (Followers: 2)
Polar Journal     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Amerika     Open Access   (Followers: 1)
Norteamérica     Open Access   (Followers: 1)
Geoforum Perspektiv     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Geografía Norte Grande     Open Access   (Followers: 1)
PRISM : A Journal of Regional Engagement     Open Access   (Followers: 1)
Indiana     Open Access   (Followers: 1)
L'Année du Maghreb     Open Access   (Followers: 1)
Journal of the Southwest     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Estudios Geográficos     Open Access   (Followers: 1)
Les Cahiers d'Outre-Mer     Open Access   (Followers: 1)
Physio-Géo     Open Access   (Followers: 1)
Journal of Terrestrial Observation     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Bahamian Studies     Open Access   (Followers: 1)
South African Geographical Journal     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Études internationales     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Geochronometria     Open Access   (Followers: 1)
Journal de la Société des Océanistes     Open Access   (Followers: 1)
Recherches sociographiques     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Newfoundland and Labrador Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Méditerranée     Open Access   (Followers: 1)
Terrae Incognitae     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Revue archéologique du Centre de la France     Open Access   (Followers: 1)
GEM - International Journal on Geomathematics     Hybrid Journal   (Followers: 1)
European Countryside     Open Access   (Followers: 1)
GEOMATICA     Hybrid Journal   (Followers: 1)
PSC Discussion Papers Series     Open Access  
Anales de Geografía de la Universidad Complutense     Open Access  
International Journal of River Basin Management     Hybrid Journal  
Revista Geográfica de América Central     Open Access  
Multiciencias     Open Access  
Investigaciones Geográficas (Esp)     Open Access  
Sociedade & Natureza     Open Access  
Región y Sociedad     Open Access  
Migración y Desarrollo     Open Access  
Migraciones Internacionales     Open Access  
Investigaciones Geográficas     Open Access  
Frontera Norte     Open Access  
Cuadernos de Desarrollo Rural     Open Access  
Boletim de Ciências Geodésicas     Open Access  
Territoire en Mouvement     Open Access  
Quaestiones Geographicae     Open Access  
Limes. Cultural Regionalistics     Open Access  
Preview     Hybrid Journal  
Cuadernos de Geografía : Revista Colombiana de Geografía     Open Access  
Studia Universitatis Babes-Bolyai, Geologia     Open Access  
Recherches amérindiennes au Québec     Full-text available via subscription  
Rabaska : revue d'ethnologie de l'Amérique française     Full-text available via subscription  
Port Acadie : revue interdisciplinaire en études acadiennes / Port Acadie: An Interdisciplinary Review in Acadian Studies     Full-text available via subscription  
Études/Inuit/Studies     Full-text available via subscription  
Aurora Journal     Full-text available via subscription  
Revista de la Asociacion Geologica Argentina     Open Access  
San Francisco Estuary and Watershed Science     Open Access  
Journal of Alpine Research : Revue de géographie alpine     Open Access  
Géocarrefour     Open Access  
Confins     Open Access  

        1 2 3 | Last   [Sort alphabetically]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Rural & Urbano
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2525-6092
Published by Universidade Federal Rural de Pernambuco Homepage  [9 journals]
  • ENTRE PEIXES E PESCADORES: uma análise geográfica da política de
           Seguro-Defeso da pesca artesanal

    • Authors: Rafael Barsotti Torres
      Abstract: A política de Seguro-Defeso da pesca artesanal integra um rol de políticas trabalhistas e de seguridade desenvolvidas a esse público-alvo nas últimas décadas. Voltado à dimensão socioambiental, o Seguro-Defeso associa elementos da política ambiental, com objetivo de conservação dos recursos naturais renováveis, nesse caso as espécies de interesse pesqueiro, com pilares da seguridade social, resguardando e possibilitando a reprodução social dos atores envolvidos na atividade pesqueira artesanal. Esse artigo tem como objetivo analisar a importância do Seguro-Defeso para a reprodução social dos pescadores artesanais brasileiros a partir das dimensões do aumento da renda dos pescadores e da segurança alimentar de suas famílias. A produção do artigo envolveu o tratamento e análise dos dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios Contínua anual de 2017, produzido pelo IBGE, do pagamento do Seguro-Defeso da pesca artesanal de 2017, do Ministério do Trabalho e Emprego, além de bibliografia sobre a temática. As considerações finais caminham no sentido de reiterar a importância do benefício frente ao perfil dos pescadores, para seu caráter regionalizado, apontando ainda as distorções inseridas no texto legal que reje a política.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A AGRICULTURA FAMILIAR NO ASSENTAMENTO IRENO
           ALVES DOS SANTOS EM RIO BONITO DO IGUAÇU - PARANÁ

    • Authors: Catiani Paulo do Nascimento, Cecilia Hauresko
      Abstract: Este texto é resultado da pesquisa de iniciação cientifica desenvolvida no Assentamento Ireno Alves dos Santos, município de Rio Bonito do Iguaçu, Estado do Paraná. O objetivo foi levantar as políticas públicas acessadas pelos assentados e seus impactos  para a economia familiar. A pesquisa apoiou-se na experiência concreta de assentamento, já que a acadêmica autora deste trabalho é moradora do local, o que permitiu levantar informações fidedignas sobre quais são as políticas públicas acessadas por esses sujeitos, bem como avaliar as mudanças ocorridas no município de Rio Bonito do Iguaçu, Paraná, depois da criação do Assentamento Ireno Alves dos Santos, em 30 de  outubro de 1997. A metodologia integrou duas etapas: no um primeiro momento realizou-se revisão teórica, tratando de esclarecer os principais conceitos do trabalho, ou seja, compreender o que são políticas públicas, agricultores familiares e assentados da reforma agrária. Foi possível conhecer parte do debate sobre essas temáticas, os sujeitos envolvidos, e especificamente compreender, via dialogo com os assentados, quais políticas públicas eles acessavam e a realidade desses trabalhadores. A pesquisa evidenciou que grande parte dos assentados entrevistados não tinha acesso a políticas públicas.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • ANÁLISE DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE DESENVOLVIMENTO RURAL: o caso do
           Território Rural da Região Centro-Oeste, no estado do Amapá

    • Authors: Rafael Dantas Dias, Ricardo Ângelo Pereira de Lima
      Abstract: Este ensaio é resultado parcial da produção e sistematização teórica e empírica desenvolvida no âmbito acadêmico no Programa de Pós-graduação em Geografia - Doutorado, da Universidade Federal do Pará (UFPA). O presente ensaio estuda as interfaces das Políticas Públicas de Desenvolvimento Rural, em seu enfoque territorial, a partir do caso do Território Rural Centro-Oeste, no estado do Amapá. O objetivo norteador deste trabalho é realizar uma abordagem sobre o desenvolvimento rural, a partir de estratégia de Políticas Públicas que concentram a atenção à implantação de Territórios Rurais, com ênfase na temática de compreensão e reflexão do desenvolvimento rural no estado do Amapá, vinculados a sustentabilidade econômica e social em assentamentos rurais de reponsabilidade do INCRA. Apresentar-se-ão possíveis inovações na concepção de desenvolvimento e novas perspectivas de gestão territorial. A região Centro-Oeste do Amapá sempre reclamou, ao Estado, a ausência de Políticas Públicas que fossem responsáveis em viabilizar qualidade de vida aos seus moradores. O enfoque de atuação do Estado no espaço rural ampliou, deixando de ser meramente setorial e incorporou os aspectos territoriais. O enfoque territorial se destaca por sua forma de percepção da realidade através do (re)ordenamento do território agregando características socioeconômicas que conferem a algumas regiões identidades próprias.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • NOVOS PARADIGMAS, VELHAS PRÁTICAS: o carro-pipa no limiar do combate e da
           convivência com o semiárido

    • Authors: Jackson Araujo de Sousa, Danielle Rodrigues da Silva
      Abstract: A Operação Carro-Pipa constitui-se como uma política de atendimento emergencial às populações do semiárido brasileiro que sofrem sistematicamente com a falta de acesso a água. Tratando dessa política, o objetivo do presente trabalho é analisar a forma de atuação dos carros-pipa no espaço semiárido, seja como estratégia de convivência ou como mecanismo de manutenção da dependência, característica do combate à seca. O presente trabalho constitui-se como uma pesquisa de carácter exploratório e de natureza qualitativa. Para tanto, partimos da seguinte questão: os carros-pipa têm contribuído para a convivência com o semiárido brasileiro ou sua espacialização tem deflagrado situações de dependência' Buscando responder esta questão, foram definidas as seguintes etapas metodológicas: 1) revisão bibliográfica; 2) coleta de dados secundários; 3) análise e discussão dos dados coletados. A partir da análise proposta, pode-se perceber que a atuação dos carros-pipa circunscritos a Operação Carro-Pipa, apesar de contribuir para o acesso a água da população beneficiada, caracteriza-se como uma medida paliativa e cíclica, sendo orientada segundo os preceitos do paradigma do combate à seca. Nesse sentido, ainda provoca a estagnação de políticas de convivência com o semiárido que possibilitariam autonomia da população sertaneja, estando menos vulneráveis a práticas clientelistas.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • O TERRITÓRIO BRASILEIRO É MAIS RURAL DO QUE OFICIALMENTE
           DIVULGA-SE

    • Authors: José Roberto Henrique Souza Soares
      Abstract: Os espaços rurais brasileiros são áreas socialmente vulneráveis, que caracterizam-se pela baixa densidade demográfica, no entanto, constituem-se como as maiores áreas territoriais do país. A estratégia de classificação mais divulgada no Brasil considera apenas a demografia como indicador do tipo espacial, considerando o país como urbanizado. Este estudo busca elucidar teórico e metodologicamente como os dados estatísticos utilizados atualmente para classificar a situação de espaço consideram unicamente a variável demográfica, trazendo ao debate outras formas de definição espacial já adotadas em outros países. Do ponto de vista metodológico trata-se de um estudo de caso, que visa analisar a classificação da situação dos espaços no Brasil, através de uma abordagem qualitativa. Ao distinguir as estratégias de classificação dos espaços considerando os aspectos demográficos e/ou territoriais é perceptível que o território brasileiro é mais rural do que urbano. Assim, discute-se como a valorização de apenas uma variável influência na manutenção dos padrões de vida nos espaços rurais brasileiros e demonstra como outras tipologias ajudam a caracterizar de maneira mais condizente com a realidade os espaços rurais do país. A classificação destes espaços, em rurais ou urbanos, é uma discussão pertinente que possibilita a visibilidade dos problemas da população rural brasileira.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • OS VINHOS BOUTIQUE DO RIO GRANDE DO SUL, BRASIL: tradição e
           modernidade

    • Authors: Vinício Luís Pierozan, Vanessa Manfio
      Abstract: A vitivinicultura brasileira é uma atividade econômica em ascensão no território brasileiro, estando concentrada no Rio Grande do Sul, especialmente na Serra Gaúcha. Nessa região, a produção vitivinícola ganhou importância econômica ao longo dos anos e se tornou também o centro irradiador e estratégico das principais inovações tecnológicas aplicadas no setor. Neste artigo é discutida a produção de vinho de boutique na Serra Gaúcha, que possui tradição vitivinícola há mais de um século, e a emergente Campanha Gaúcha, que desponta como a principal fronteira de expansão da produção de vinhos finos no país. Para cumprir com os objetivos propostos, a pesquisa foi embasada em diferentes etapas: pesquisa e revisão de arcabouço teórico sobre o tema, trabalho de campo, leitura e análise da paisagem vitícola. A metodologia utilizada no estudo foi a de estudo de campo. Concluiu-se que a produção de vinhos de boutique na Serra Gaúcha foi a forma encontrada por vários viticultores locais para valorizar o seu savoir-faire vitivinícola acumulado ao longo do tempo, e na Campanha Gaúcha os vinhos de boutique foram uma das formas encontradas pelos pequenos produtores de uva para inserirem-se na cadeia produtiva dos vinhos finos.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • ARROZ E MANDIOCA NA MICRORREGIÃO DA BAIXADA MARANHENSE: Os contrastes na
           produção e seus impactos socioeconômicos

    • Authors: Thiago Ronyerisson Silva Costa, Igor Breno Barbosa de Souza, José Sampaio de Mattos Junior
      Abstract: A produção agrícola, na microrregião da Baixada Maranhense, é formada majoritariamente pela agricultura familiar e possui mais de três terços de sua área destinada aos cultivos das culturas de arroz e mandioca, contudo, observou-se nos últimos anos contrastes e queda na área e na produção de ambas as culturas. Com isso, o presente artigo se propõe a analisar os impactos socioeconômicos decorrente do contraste na produção das culturas de arroz e mandioca na microrregião da Baixada Maranhense. A pesquisa baseou-se no método materialismo histórico e dialético, além disso, foram utilizados a bibliografia especializada no tema e com a abordagem quantitativa utilizou-se os dados secundários e softwares de tabulação, confecção de mapas e gráficos. Os resultados obtidos evidenciam a Baixada Maranhense como sendo a microrregião que concentra o maior número de pessoas ocupadas na agricultura familiar e a maior produção de culturas ligadas ao autossustento no estado e, ainda assim, as oportunidades se traduzem, atualmente, na participação dos pequenos agricultores nos novos canais de comercialização. Por fim, evidencia-se o aumento relativo da produção e área destinada ao cultivo da cultura da mandioca em relação a cultura do arroz, resultado de problemas da limitação das terras agricultáveis pertencente aos pequenos agricultores.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • ASSENTAMENTO SANTA CATARINA- PB: políticas públicas e a convivência com
           o semiárido

    • Authors: Micaele de Assis da Silva, Nelcilene Lima da Silva
      Abstract: Neste artigo é analisado o processo de construção e consolidação do território camponês do assentamento Santa Catarina, localizado no município de Monteiro - Paraíba. Nas reflexões apresentadas ao longo do texto partimos do entendimento de que a conquista da terra e as políticas públicas pautadas pela convivência com o semiárido são elementos fundamentais para a reprodução da vida das famílias camponesas. Do ponto de vista metodológico, foram utilizados diversos procedimentos como a pesquisa bibliográfica visando refletir, antes do contato direto com as famílias assentadas, as noções e entendimento teórico sobre a luta pela terra e o processo de construção de um território camponês, e trabalho de campo que compreendeu uma visita ao assentamento para aplicação de entrevistas com assentados no intuito compreender o processo de formação do assentamento, as formas de trabalho na terra, a produção, os níveis de organização e como as políticas públicas auxiliaram os assentados a permanecerem na terra. Constatamos que as formas de organização do assentamento e os resultados decorrentes das ações governamentais estão fortalecendo o desejo de permanência na terra e possibilitando a reprodução socioeconômica dos assentados e agregados.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • REDES SOCIAIS E ECONOMIA SOLIDÁRIA: Uma caracterização do Centro
           Público de Economia Solidária (CESOL) Portal do Sertão

    • Authors: Amanda Goes dos Santos
      Abstract: O Centro Público de Economia Solidária (CESOL) é a materialização da política pública adotada pelo governo baiano para fortalecer o segmento de economia solidária. São espaços que dão suporte a associações, cooperativas e grupos de produção. No qual ocorrem as ações de articulação, intercâmbio de saberes e formação, além de espaços alternativos de comercialização. (SETRE).             Neste trabalho, deu-se enfoque ao CESOL-Portal do Sertão localizado no Território de Identidade do Sisal na Bahia. Este por sua vez, atua de forma direta com as redes sociais (associações, cooperativas, grupos de produção e outras organizações coletivas), pois atua disponibilizando assistência técnica, gerencial e produtiva a estes grupos, formação referente ao manuseio de máquinas, formas de gestão e comercialização, bem como a importância da valorização das potencialidades locais e geração de trabalho e renda. 
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • TECNIFICAÇÃO DO TERRITÓRIO: REFLEXÕES A PARTIR DA AGROPECUÁRIA NO
           SEMIÁRIDO PARAIBANO

    • Authors: Joannes Moura da Silva, Diego dos Santos Dantas, Anieres Barbosa da Silva
      Abstract: Podemos afirmar que o processo de tecnificação do território ocorre em escalas e intensidades distintas. Na região Nordeste, por exemplo, esteve vinculado inicialmente, em alguns casos, às políticas de “combate” a seca na porção semiárida. Esse processo se encontra em curso e nosso objetivo é analisar as mudanças no sistema produtivo agropecuário resultante do processo de tecnificação do território no semiárido paraibano, evidenciando como ele se materializa no espaço de forma, de tempo e de intensidade distintos. Como base para nossas reflexões, nos apoiamos em autores que têm estudado amplamente o processo de modernização da agropecuária brasileira bem como as ações do Estado na configuração e tecnificação do território, além disso, os dados coletados em nossas pesquisas de campo e no SIDRA/IBGE, nos auxiliaram na compreensão do fenômeno aqui estudado. Por fim, ressaltamos ainda que esse processo é seletivo e na mesma medida que objetiva as transformações na base técnica produtiva, também provoca a marginalização dos que não possuem maior capital para se inserir no processo.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • COMPREENDENDO SOBRE OS ASSENTAMENTOS RURAIS E O PÓS-CONQUISTA DA TERRA:
           refletindo sobre o crédito fundiário na formação do Assentamento rural
           Barragem do Cipó, em São João do Sabugi/RN

    • Authors: Iapony Galvão Rodrigues Galvão
      Abstract: Compreendendo as desigualdades sociais existentes no Brasil, destaca-se a desproporcional distribuição da terra, numa concentração fundiária nas mãos de poucos proprietários de terra. No entanto, com o descontentamento da classe menos favorecida em relação à distribuição de terras, há uma ampla mobilização popular em defesa dos camponeses, buscando implantar políticas públicas para o meio rural, privilegiando as políticas de Reforma Agrária, promovendo aos agricultores familiares o acesso à terra e minimizando a pobreza no campo. Contudo, há muitas comunidades rurais em situações bastante precárias em termos socioeconômicos, levando a participação dos movimentos sociais do campo na luta para tornar efetivos os seus direitos constitucionais. Dessa forma, a presente pesquisa buscou compreender a formação do assentamento rural barragem do Cipó, em São João do Sabugi/RN, e a viabilidade do crédito fundiário para o respectivo desenvolvimento econômico da comunidade. Assim, utilizando metodologias quantitativas e qualitativas, compreendeu-se a viabilidade da política de financiamento do Crédito Fundiário para as famílias de assentados rurais no município de São João do Sabugi/RN, mais especificamente dos assentados da Comunidade Barragem do Cipó, lócus da pesquisa, observando efetivamente, se houve ou não melhorias na qualidade de vida e na renda dessas famílias após a conquista da terra.  
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • DEL PUEBLO IDEAL AL PUEBLO REAL: LA RURALIDAD SEGÚN DOS ONG AL RESCATE DE
           “PUEBLOS DESPOBLADOS” ARGENTINOS

    • Authors: Yanina Faccio
      Abstract: As pequenas aglomerações rurais da pampa argentina têm virado, nas últimas décadas, objeto de interesse público. No começo dos anos 90, por causa do declínio demográfico, elas foram identificadas como “vilarejos fantasma”; na atualidade, porém, elas têm começado a receber uma denominação bem menos “gótica”: a de “vilarejos rurais”, virando foco de projetos envolvidos, principalmente, com o turismo rural.No presente trabalho indago, de um ponto de vista etnográfico, o trabalho de duas ONGs localizadas na cidade de Buenos Aires que visam revitalizar a vida econômica e comunitária desses pequenos vilarejos, com a expectativa de gerar neles um processo de repovoamento. No atual contexto de pandemia pelo covid-19, atores relacionados com ambas as instituições têm virado, mais do que nunca, porta-vozes públicos dos benefícios da emigração da cidade para o campo (geralmente identificando “a cidade” com a região metropolitana de Buenos Aires, onde os contágios pelo vírus têm sido maiores e a quarentena mais estrita).Ao longo do artigo, apresento duas hipóteses: em primeiro lugar, que, em suas ações concretas, as ONGs contribuam para construir uma imagem dos vilarejos de acordo com seus próprios ideais morais preexistentes; e, em segundo lugar, que as condições sociais dos povoadores originários desses “enclaves de virtude” ficam por fora das imagens e iniciativas promovidas publicamente.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO ENSNO E A CORRELAÇÃO COM O
           MUNDO RURAL

    • Authors: Ana Caline Alexandre da Silva, Ana Clara Fontes da Silva, Denise D'arc dos Santos Reis
      Abstract:  Resumo O objetivo desse estudo foi analisar ações extensionistas desenvolvidas por instituições de ensino superior que resultam na produção e divulgação de conhecimento científico, visando identificar possíveis contribuições à comunidade, especialmente as residentes na área rural. Buscou-se compreender a relevância da universidade rever suas formas de atuação e interação com a realidade da comunidade que a cerca, e as exigências decorrentes das transformações do mundo contemporâneo. A metodologia utilizada foi a qualitativa de cunho descritiva, com revisão bibliográfica e análise documental. Concebendo os projetos e produções científicas acadêmicas como objetos de transformação social, podemos desenvolver ações para se pôr em prática o resgate e valorização da cultura e história do povo campesino, proporcionando assim a construção e a elaboração de atividades pedagógicas que tenham caráter formativo e conscientizador, rumo ao enfrentamento e à superação da dicotomia entre campo e cidade. Vale salientar a importância de se reconhecerem os saberes do homem campesino, de modo a vir colaborar no fortalecimento da identidade das crianças para que estas se identifiquem, se respeitem e façam valorizar suas raízes, partindo de um leque de informações obtidas pela educação e, assim, construir um mundo com múltiplas possibilidades e modo de vida digna para todas e todos.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • OS CIRCUITOS ESPACIAIS DA PECUÁRIA LEITEIRA NA REGIÃO DE ARAÇATUBA
           (ESTADO DE SÃO PAULO, BRASIL) NOS ANOS 2000

    • Authors: Danton Leonel de Camargo Bini
      Abstract: Resultado da divisão territorial da produção das diferentes culturas alimentares no espaço geográfico e do acúmulo de conhecimento técnico-organizacional dos produtores nas regiões agropecuárias, cada alimento possui predominantemente circuitos originários concentrados em pontos e manchas do território dados às especializações produtivas no mercado capitalista. Contudo, na manutenção de técnicas rudimentares sobrevive e se reproduz (nos interstícios das novas modernidades) racionalidades autóctones que persistem no oferecimento de produtos tradicionais da cultura regional. Para o período atual, apresenta-se nessa pesquisa a manifestação dessa multiterritorialidade na cultura do leite vigente no espaço geográfico da região de Araçatuba.
      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
  • LEITURAS RURBANAS DE PRADOS - MG

    • Authors: Adriana Gomes do Nascimento, Ana Carolina Velho, Ana Carolina Velho
      Abstract: O presente trabalho busca sintetizar informações históricas, culturais, sócio-econômicas, paisagístico-ambientais e formais urbanas da cidade de Prados em Minas Gerais. Por se tratar de um município de pequeno porte estaria, num primeiro momento, fora das orientações de obrigações relacionadas à elaboração de Lei do Plano Diretor. O processo metodológico experimental adotado pela pesquisa tem como suportes a abordagem teórica urbana geográfico-sociológica com apoio na historiografia, na morfologia urbana, em dados sócio-ambientais, legislativos com base em dados produzidos por instituições de pesquisa reconhecidas nacionalmente como a Fundação João Pinheiro e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O panorama traçado pela análise e estudos realizados demonstra a relevância e pertinência histórica, ambiental e cultural que orientam a necessidade de um plano de ordenamento espaço-social do território, participativo e inclusivo.

      PubDate: 2021-10-31
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.210.77.106
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-