A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> GEOGRAPHY (Total: 493 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
GEOUSP : Espaço e Tempo
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1414-7416 - ISSN (Online) 2179-0892
Published by Universidade de São Paulo Homepage  [48 journals]
  • Quando o Estado importa – gasto governamental e transferência de renda
           direta na pandemia da Covid-19

    • Authors: Tadeu Alencar Arrais
      Abstract: O fluxo monetário proveniente das transferências de renda direta, assim como a massa de salários dos funcionários públicos, amorteceram os efeitos econômicos negativos da pandemia da Covid-19 nas economias municipais. Evidenciamos, a partir desse premissa, a cobertura e a regionalidade dos programas de transferência de renda direta, advogando sobre os efeitos positivos das políticas sociais de natureza distributiva para a fração mais vulnerável da população brasileira.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.197732
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Governança como ideologia e ajuste político-institucional e
           urbano do Banco Mundial

    • Authors: Felipe Saluti Cardoso
      Abstract: Desde os 1980, a América Latina é assombrada pelos ajustes estruturais que migraram da esfera econômica à político-institucional, tendo como um de seus promotores o Banco Mundial. Neste artigo evidenciaremos a trajetória da agência internacional em promover os ajustes estruturais e seu alcance na aplicação da governança na região como ideologia e política voltada à reestruturação do Estado e do urbano.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.180853
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • La vidala do noroeste argentino: um compêndio de silêncios, coplas e
           energias cósmicas

    • Authors: Agustín Arosteguy
      Abstract: O presente texto busca refletir sobre a vidala como uma expressão do espaço geográfico. Partindo da ideia de que as músicas, cantos, melodias e as sonoridades de um território conformam as reminiscências sonoras dos espaços, deseja-se pensar que a vidala possui uma ancoragem geográfica com vários pontos: o canto, as coplas, a caixa, os silêncios e o cosmos. Esses cinco elementos não só caracterizam este gênero musical ancestral como também são aspectos a partir dos quais essa forma de expressão musical está ligada à terra.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.198497
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Paisagem política: novas maneiras de olhar e de agir nas
           metrópoles brasileiras

    • Authors: Dirceu Cadena, Mariana Vieira de Brito
      Abstract: Ao mesmo tempo que o conceito de paisagem tem sido utilizado por instituições públicas como um instrumento de gestão territorial, grupos insurgentes mobilizam determinadas paisagens para influenciar na agenda política e reivindicar seus direitos. O objetivo do presente texto é discutir como determinadas paisagens são transformadas em instrumento da ação política contemporânea por cidadãos subrepresentados nos espaços políticos tradicionais. Esses grupos transformam paisagens da grande ou da pequena escala em paisagens políticas, isto é, paisagens compostas por uma seleção intencional de objetos e representações presentes no espaço público com o objetivo de conferir visibilidade às suas demandas. A partir da análise das ações realizadas na estátua de Borba Gato, em São Paulo, e na região da Pequena África, no Rio de Janeiro, argumentamos que a paisagem política explicita os interesses e desejos de grupos, transformando as maneiras de olhar e agir sobre o espaço.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.195605
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Mudança do perfil atendido pelas políticas públicas habitacionais e
           aumento dos bens não de uso: endividamento, retomada de imóveis e mais
           impacto na população de baixa renda

    • Authors: Gabrielle Ribeiro Brito Lima
      Abstract: O crédito foi usado como ferramenta de acesso à moradia no Brasil, e a consequência desse fenômeno foi a perda de imóveis por endividamento. Estudam-se aqui os imóveis retomados pela Caixa Econômica Federal (CEF) nos distritos de Campo Limpo e Vila Andrade, em São Paulo, caracterizados respectivamente por população de baixa e alta renda. O levantamento de dados dos lançamentos imobiliários da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp) explicitou o redirecionamento dos recursos habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) para as maiores rendas, fato que excluiu a baixa renda do acesso à moradia. Por meio de dados da CEF acerca dos bens não de uso (imóveis retomados e em estoque), compara-se o impacto da retomada entre populações de perfis socioeconômicos diferentes. A partir dos dados de Campo Limpo e Vila Andrade, constatou-se que as rendas mais baixas sofrem mais impacto das retomadas.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.197214
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Indicadores antropogênicos e cartografização de eventos socioespaciais:
           subsídio à retrospectiva humana na Amazônia brasileira

    • Authors: Franciney Carvalho da Ponte, Claudio Fabian Szlafsztein
      Abstract: A Amazônia é um mosaico complexo de sistemas humano-naturais acoplados, desencadeados por um longo processo de ocupação, os quais sinalizam um substancial potencial de humanização da região, em que a busca por respostas, ou por parte delas, está justamente na análise de seus eventos socioespaciais e das formas de uso dos recursos naturais. O objetivo deste trabalho é realizar um resgate de eventos socioespaciais de grupos humanos, no âmbito dos domínios naturais da Amazônia brasileira, vislumbrando estabelecer uma sequência cronológica das ações do Homem e uma periodização histórica da dinâmica de processos de ocupação da Amazônia holocênica. Para tanto, foram utilizados, como suportes metodológicos, o levantamento, a cartografização e a análise do incremento antropogênico de um conjunto de vestígios da ação humana, contido no tecido fisiográfico das paisagens de sistemas naturais. Os resultados apontaram para um acentuado mosaico de evidências antropogênicas, produzido e acumulado historicamente, desencadeando ampla variabilidade geográfica
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.190107
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Mudanças climáticas e vulnerabilidade social no litoral lagunar do Rio
           Grande do Sul: mapeamento de Índice de Vulnerabilidade Social para a orla
           municipal de Pelotas/RS

    • Authors: Allan de Oliveira, Moisés Ortemar Rehbein
      Abstract: A elevação do nível do mar resultante da mudança climática está alterando a dinâmica dos sistemas costeiros, colocando em risco a população que reside nas zonas costeiras baixas. Identificar a população em situação de vulnerabilidade social é fundamental, pois é esta que sofrerá ainda mais com o impacto de subida do nível mar. O objetivo deste artigo foi o de gerar um Índice de Vulnerabilidade Social (IVSo) para a orla municipal de Pelotas, no Rio Grande do Sul. A abordagem adotada foi a de Análise de Componentes Principais, utilizando 11 indicadores para o ano de 2010 nos setores censitários em contato com a orla. A metodologia explicou 80,8% da variância dos dados a partir de 3 componentes. A maioria dos setores apresentou IVSo alta (82,6%), e os indicadores renda e educação possuíram o maior peso na definição do índice.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.192343
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Dossiê: “Turismo em tempos de Pandemia”

    • Authors: Rita de Cássia Ariza da Cruz, Carolina Todesco
      Abstract: O presente dossiê resulta do trabalho ininterrupto, realizado nos últimos dois anos e meio, pela Rede Internacional de Pesquisa “Turismo em tempos de pandemia: uma análise multi e transescalar”, cuja coordenação geral está abrigada no Laboratório de Estudos Regionais-LERGEO, do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas-FFLCH da Universidade de São Paulo, e a qual reúne, na atualidade, pesquisadores de 32 Instituições de Ensino e Pesquisa de Brasil, Argentina, Moçambique e Portugal. Além disso, esse dossiê se soma a outros 4  publicados  em periódicos de ampla circulação no Brasil (Caderno Virtual de Turismo, Revista GEOUERJ, Revista Formação) e no exterior, como é o caso da Revista Confins Franco-Brasileira. Outros dois livros, um livro de ensaios, publicado no início de 2021 pela Editora da FFLCH/USP, e um livro com resultados de pesquisa alcançados ao longo desse período (o qual se encontra em preparação), denotam a grande capacidade de trabalho dos pesquisadores da Rede assim como seu compromisso com a produção de um conhecimento crítico sobre efeitos deletérios da crise pandêmica sobre o setor de turismo, sobre as respostas dadas pela sociedade, pelo Estado e pelos agentes de mercado diante do imponderável e sobre perspectivas para o futuro da atividade nos países estudados.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.203673
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Efeitos da pandemia de Covid-19 na dinâmica territorial do turismo nos
           municípios paulistas de relevância patrimonial

    • Authors: Gabrielle Cifelli
      Abstract: A pandemia de Covid-19 afetou de forma significativa a atividade turística resultando em transformações na intensidade dos fluxos turísticos e na dinâmica territorial da atividade nos destinos turísticos potencialmente atrativos como as Estâncias Turísticas do Estado de São Paulo detentoras de Patrimônios Culturais e Naturais  representativos. Essa pesquisa tem como objetivo  analisar as características do turismo durante o período da pandemia, em suas diversas fases, nos municípios paulistas que possuem relevância patrimonial visando averiguar as transformações ocorridas na dinâmica territorial da atividade com relação à intensidade, propósitos e destinação dos fluxos turisticos. Os dados e informações coletadas basearam-se principalmente, na realização de entrevistas semi-estruturadas com os gestores da área de Turismo e Cultura dos municípios pesquisados, resultando na constatação do aumento do turismo de proximidade, principalmente, nos destinos interioranos,  e do workcation nos destinos litorâneos.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.200971
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Vulnerabilidade climática, política e sanitária do turismo
           em Moçambique

    • Authors: José Júlio Júnior Guambe, José Julião da Silva
      Abstract: as estratégias de desenvolvimento de Moçambique, o turismo ocupa um lugar de relevo. Tal fato é resultado da crença no valor (ou potencial) das condições físico-geográficas e no património cultural, tangível e intangível, entre as quais se evidenciam a extensa linha costeira, cerca de 2.700 km. A outra parte são os turistas (sem os quais não há turismo), para quem devem existir condições de mobilidade, de segurança, sanitárias etc., para que possam aceder aos destinos turísticos. Com objetivo de refletir sobre a vulnerabilidade do turismo em Moçambique, a partir da revisão bibliográfica e documental e dos dados coletados pelo segmento moçambicano da rede internacional de pesquisa “turismo em tempos de pandemia”, conclui-se que o impedimento à mobilidade, por razões climáticas, segurança e sanitárias, afeta o turismo, como aconteceu com a pandemia da Covid-19, que pôs em evidência as vulnerabilidades deste setor em Moçambique e no mundo.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.201267
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Crises, Turismo e a Dinâmica dos Meios de Hospedagens em Natal/RN:
           Concentração Espacial

    • Authors: Hugo Aureliano da Costa, Maria Aparecida Pontes da Fonseca
      Abstract: O turismo em Natal vivencia uma forte crise decorrente dos efeitos das recentes crises financeira (2008) e sanitária (2020), bem como de uma crise político-institucional que ocorreu no Brasil entre 2015-2018. O objetivo do presente artigo é discutir como as recentes crises se manifestaram no turismo de Natal, a partir da evolução e dinâmica espacial dos meios de hospedagem. Os procedimentos metodológicos adotados incluem pesquisa bibliográfica, documental e a realização de entrevistas. Discutiu-se a dinâmica dos meios de hospedagem em Natal, associando-se com os fluxos turísticos, a geração de empregos e as crises periódicas. Por fim, concluiu-se que as crises reestruturaram o setor de hospedagem de Natal e há uma tendência de concentração espacial em direção à Zona Sul e, em especial, ao bairro de Ponta Negra.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.200920
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Reflexões para o turismo em Petrópolis (RJ): impactos da Covid-19 e das
           chuvas no verão do ano de 2022

    • Authors: Maria Angélica Maciel Costa, Claudia Corrêa de Almeida Moraes, Isabela de Fátima Fogaça
      Abstract: Entre os anos de 2020 e 2022, Petrópolis-RJ sofreu perdas econômicas e sociais decorrentes das crises geradas tanto pela pandemia da Covid-19 quanto pelas chuvas fortes no verão de 2022. Petrópolis é um município categoria A no mapa do turismo brasileiro e teve a atividade turística praticamente paralisada nestes momentos de crise. Assim, o objetivo geral deste artigo é refletir sobre o fenômeno turístico no contexto dessas crises. Com base em uma pesquisa bibliográfica, documental e em entrevistas com representantes do trade turístico, foi possível perceber que, apesar do município ter passado por situações que inviabilizaram, temporariamente, as atividades turísticas, estratégias foram criadas para contornar as crises, o Conselho Municipal de Turismo permaneceu ativo, novos segmentos e produtos foram consolidados para além do centro histórico e o calendário de eventos foi fortalecido
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.200963
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • A incidência da pandemia da Covid-19 no turismo da região
           Nordeste do Brasil

    • Authors: Cristiane Alcântara de Jesus Santos, Antonio Carlos Campos, Larissa Prado Rodrigues
      Abstract: Em todas as escalas, a relação turismo-pandemia suscita diferentes análises frente a complexidade tanto da atividade turística, que tem no espaço o seu principal recurso, quanto da propagação da Covid-19 que ensejou mudanças no comportamento humano. Tendo em vista que a região nordeste do Brasil se configurou, ao longo dos anos, como um importante polo receptor de turistas, o artigo objetiva analisar o impacto da pandemia na atividade turística da referida região, bem como discutir a influência do turismo na disseminação do vírus no território a partir dos fluxos e circulação massiva de turistas. Metodologicamente, utilizou-se da pesquisa de base quanti-qualitativa e do tipo exploratória tendo como procedimentos o levantamento bibliográfico, pesquisa documental e levantamento de dados, a fim de subsidiar a análise pretendida. Ao fim, apontam-se os desafios e tendências da atividade turística na região, considerando sua dinâmica a partir das ações dos principais agentes públicos e privados.
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.201800
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
  • Editorial

    • Authors: Ricardo Mendes Antas Junior
      Abstract: Editorial
      PubDate: 2022-12-13
      DOI: 10.11606/issn.2179-0892.geousp.2022.203695
      Issue No: Vol. 26, No. 3 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.195.196
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-