Subjects -> HISTORY (Total: 1540 journals)
    - HISTORY (859 journals)
    - History (General) (45 journals)
    - HISTORY OF AFRICA (72 journals)
    - HISTORY OF ASIA (67 journals)
    - HISTORY OF AUSTRALASIA AREAS (10 journals)
    - HISTORY OF EUROPE (256 journals)
    - HISTORY OF THE AMERICAS (183 journals)
    - HISTORY OF THE NEAR EAST (48 journals)

HISTORY (859 journals)            First | 1 2 3 4 5     

Showing 801 - 452 of 452 Journals sorted by number of followers
Heritage, Memory and Conflict Journal     Open Access   (Followers: 13)
Nepalese Culture     Open Access   (Followers: 11)
Architectural History     Hybrid Journal   (Followers: 10)
History of Classical Scholarship     Open Access   (Followers: 7)
History of Science and Technology     Open Access   (Followers: 5)
Global Intellectual History     Hybrid Journal   (Followers: 4)
International Journal of Military History and Historiography     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Cultural Heritage and Science     Open Access   (Followers: 4)
Cuadernos de Investigación Histórica     Open Access   (Followers: 3)
Anales de Historia Antigua, Medieval y Moderna     Open Access   (Followers: 3)
Navigator     Open Access   (Followers: 3)
Studies in Church History     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Italian Review of Legal History     Open Access   (Followers: 3)
Revista de Istorie a Moldovei     Open Access   (Followers: 2)
Middle European Scientific Bulletin     Open Access   (Followers: 2)
International Journal of Culture and Modernity     Open Access   (Followers: 2)
Journal of Applied History     Hybrid Journal   (Followers: 2)
British Journal for the History of Mathematics     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Commonwealth Essays and Studies     Open Access   (Followers: 2)
Gimbernat : Revista d’Història de la Medicina i de les Ciències de la Salut     Open Access   (Followers: 2)
Opuscula : Short Texts of the Middle Ages and Renaissance     Open Access   (Followers: 2)
Global Food History     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Herança : Revista de História, Património e Cultura     Open Access   (Followers: 1)
Esclavages & Post-esclavages     Open Access   (Followers: 1)
History of Retailing and Consumption     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Hispania Nova. Revista de Historia Contemporánea     Open Access   (Followers: 1)
Revue de géographie historique     Open Access   (Followers: 1)
Acta Terrae Septemcastrensis     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Divination and Prognostication     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Territories : A Trans-Cultural Journal of Regional Studies     Open Access   (Followers: 1)
RADAR : Historiedidaktisk tidsskrift     Open Access   (Followers: 1)
Historisk Tidsskrift     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Material Culture Review / Revue de la culture matérielle     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Early Modern Culture     Open Access   (Followers: 1)
Mythos     Open Access   (Followers: 1)
Izvestia. Ural Federal University Journal. Series 2: Humanities and Arts     Open Access   (Followers: 1)
Actas y Comunicaciones del Instituto de Historia Antigua y Medieval     Open Access   (Followers: 1)
Journal of History and Future     Open Access   (Followers: 1)
Histoire Politique : Revue du Centre d'histoire de Sciences Po     Open Access  
Kadim     Open Access  
Emotions : History, Culture, Society     Full-text available via subscription  
Indian Journal of History of Science     Hybrid Journal  
Paragone : Past and Present     Full-text available via subscription  
Medicina Historica     Open Access  
Przegląd Nauk Historycznych     Open Access  
Intelligere : Revista de História Intelectual     Open Access  
Archivos de historia del movimiento obrero y la izquierda     Open Access  
Humanidades em diálogo     Open Access  
Epígrafe     Open Access  
Cadernos CERU     Open Access  
Revista de Historia Universal     Open Access  
Cuadernos de Historia del Arte     Open Access  
Passepartout     Open Access  
Jernbanehistorie     Full-text available via subscription  
Fund og Forskning     Full-text available via subscription  
Anuario del Centro de Estudios Históricos "Prof. Carlos S. A. Segreti"     Open Access  
Journal of Russian American Studies (JRAS)     Open Access  
Connexe : Questioning Post-Communist Spaces     Open Access  
Revista de Historia Industrial. Economía y Empresa     Open Access  
Pedralbes : revista d'història moderna     Open Access  
Audens : revista estudiantil d'anàlisi interdisciplinària     Open Access  
Sociología Histórica     Open Access  
Patristica et Mediævalia     Open Access  
Sasdaya : Gadjah Mada Journal of Humanities     Open Access  
Journal of Historical Syntax     Open Access  
LaborHistórico     Open Access  
Revista Mosaico : Revista de História     Open Access  
Revista Habitus : Revista do Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia     Open Access  
SPAL : Revista de Prehistoria y Arqueología     Open Access  
Historia : Instituciones. Documentos     Open Access  
RIHC : Revista Internacional de Historia de la Comunicación     Open Access  
Bajo Guadalquivir y Mundos Atlánticos     Open Access  
Atrio : Revista de Historia del Arte     Open Access  
Sémata : Ciencias Sociais e Humanidades     Full-text available via subscription  
Ohm : Obradoiro de Historia Moderna     Full-text available via subscription  
Res Gesta     Open Access  
Revista de Historia (Concepción)     Open Access  
IKAT : The Indonesian Journal of Southeast Asian Studies     Open Access  
Studia Historyczne     Open Access  
Journal of Tourism History     Hybrid Journal  
Intercâmbio : Revue d’Études Françaises=French Studies Journal     Open Access  
História : revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto     Open Access  

  First | 1 2 3 4 5     

Similar Journals
Journal Cover
Revista Mosaico : Revista de História
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 1983-7801
Published by Pontificia Universidade Católica de Goiás Homepage  [8 journals]
  • EDITORIAL

    • Authors: Thais Alves Marinho
      Pages: 1 - 2
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.12436
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • HISTÓRIA E MEMÓRIA DO HOLOCAUSTO: ABORDAGENS NECESSÁRIAS E
           URGENTES

    • Authors: Makchwell Coimbra Narcizo, Michel Ehrlich, Michel Gherman
      Pages: 3 - 6
      Abstract: O Holocausto ou Shoah foi um processo de perseguição, exclusão social e econômica, expropriação, guetização, extermínio por meio da fome, doenças, esgotamento físico por conta do trabalho e, por fim, o assassinato por meio de fuzilamentos e gaseamento. Em suma, um plano de extermínio total, que levou ao assassinato de aproximadamente 2/3 dos judeus europeus durante a Europa ocupada, além de milhares de mortes de outros grupos é um evento marcante no século XX, dadas as proporções da catástrofe. O Holocausto produziu a mais violenta ruptura para o ideal moderno, racional e civilizado, desestabilizando seu projeto de humanidade. Na medida em que no coração da Europa a barbárie levou, por meio de uma indústria burocratizada, racionalizada e tecnicamente organizada para o extermínio de milhares de pessoas. Por conta disso, a historiografia do Holocausto é vasta – quase tão antiga quanto o próprio evento – na medida que logo após o choque da descoberta dos campos, em especial de extermínio, era pungente a necessidade de reflexões que buscassem interpretar o fenômeno que altera definitivamente a ordem europeia. Desde então, as reflexões historiográficas com relação a Shoah passaram por desdobramentos distintos e mudanças na medida que novas fontes e novos testemunhos foram descobertos e revelados, ao mesmo tempo que possibilidades de abordagens foram sendo criadas e o próprio distanciamento temporal possibilitava novas abordagens e o trato da memória, na medida que se trata de um evento traumático para o Ocidente. Nos últimos anos podemos observar fenômenos preocupantes. Um deles, podemos caracterizar como sendo uma certa “apropriação do Holocausto”, que com supostos argumentos historiográficos buscam relativizar o evento. Em outros casos tentam particularizar o fenômeno, tratando-o como relacionado exclusivamente aos judeus, por fim, ainda há incidência do negacionismo histórico que pretende, a partir de grupos específicos, simplesmente negar a existência da Shoah. Fenômeno importante é que quanto mais nos distanciamos temporalmente da libertação dos campos, o número de testemunhas diminui, logo, possuímos hoje a última geração com contato direto com sobreviventes. Tratar o Holocausto era urgente logo após a revelação dos campos, continuou urgente a cada descoberta, a cada reinterpretação, hoje, com os avanços dos negacionistas e de políticas que remetem aos tempos mais sombrios do século XX, se faz ainda necessário discutir e estudar a Shoah. Por tudo isso, o presente dossiê busca reunir artigos que tratem o Holocausto nas mais variadas possibilidades de abordagens, anterior à sua ocorrência, durante e depois, ou seja, o que o permitira, seu desenrolar e como fora e é feita a sua gestão de memória, tal como questões teóricas que o envolvem, por se tratar de um evento traumático que desestabilizou as bases de orientação da modernidade trazendo problemas epistemológicos também para a História. Contribuições relativas ao papel do Brasil e da sociedade brasileira nesse período, seja através da relação de refugiados e sobreviventes do Holocausto com o Brasil, ou de grupos políticos – estatais ou não – também são bem-vindas.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.12437
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • “CARTAS PÓSTUMAS DO HOLOCAUSTO”: UMA PROPOSTA DE ENSINO

    • Authors: Alana de Moraes Leite, Karl Schurster
      Pages: 7 - 25
      Abstract: Este artigo tem por objetivo central a produção de uma sequência didática, no âmbito da formação de professores, que discuta a Shoah como fenômeno de crise da alteridade e suas condições de permanência no tempo presente, a partir de um diálogo entre a filosofia de filosofia de Emmanuel Lévinas e a relação entre educação, memória e escrita de Emmanuel Taub. Utilizamos o documento “Estas são minhas últimas palavras... cartas póstumas do Holocausto”, material que reúne 117 cartas, organizado pela Escola Internacional para Estudos do Holocausto do Yad Vashem – Museu Israelense, adotamos a análise categórica temática para dividir as cartas em categorias e construir “núcleos de sentido”, temas-eixo. Nossa proposta didática está fundamenta na filosofia educativa do Yad Vashem, especialmente no tocante ao uso de testemunhos no processo de ensino, nesse caso as cartas póstumas, como forma de gerar identificação entre o sujeito que estuda e o evento estudado.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8397
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • A MEMÓRIA DE ANNE FRANK SOB PERSPECTIVA: UM ESTUDO DOS MATERIAIS
           DIDÁTICOS DO INSTITUTO LA CASA DE ANA FRANK NA ARGENTINA

    • Authors: Carlos André Silva de Moura, Jairo Fernandes da Silva Júnior, Júlia Rany Campos Uzun
      Pages: 26 - 40
      Abstract: Este artigo tem por objetivo analisar dois materiais didáticos produzidos no Instituto La Casa de Ana Frank na Argentina. Na ocasião foram estudados Lengua y Literatura: El Diário de Ana Frank e Ana Frank, un legado para abordar “la convivencia en las aulas”. Observamos como são elaborados, propostos, distribuídos e suas propostas de utilização na educação básica do país. Sob a luz teórico-metodológica da História do Tempo Presente, campo que possibilita a análise de ferramentas que fomentam o exercício do ato de rememoração, podemos perceber a conexão existente entre a prática pedagógica e a memória dos traumas coletivos no tempo presente.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8470
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • VELAR A EUROPA JUDAICA NA POLÔNIA: TURISMO EDUCACIONAL ENTRE EMBATES
           MNEMÔNICOS

    • Authors: Gabriela Faermann Korman
      Pages: 41 - 59
      Abstract: O trabalho a seguir tem como objetivo analisar as narrativas e experiências existentes nos trabalhos de memória relativos ao Holocausto em contextos educacionais, especificamente em viagens de turismo educacional à Polônia. Aborda-se, assim, o lugar da Polônia como símbolo fundamental da destruição da Europa judaica e a relação rica, complexa e, por vezes, dolorosa, entre a Polônia e os judeus. Apresenta-se um panorama sobre o turismo educacional judaico e as viagens de peregrinação à memória do Holocausto na Polônia e os trabalhos de memória sobre o Holocausto no programa educacional Marcha da Vida Internacional (MOTL). O programa consiste em uma viagem de duas semanas para a Polônia e Israel destinada a estudantes de Ensino Médio em diversos países, incluindo o Brasil, para aprender sobre o Holocausto e conhecer os locais de memória, como campos de concentração e antigos guetos.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.9248
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • AURA E LENI RIEFENSTAHL: UMA ABORDAGEM TEÓRICA DO CINEMA DOCUMENTAL
           DE PROPAGANDA NAZISTA

    • Authors: Elbio Roberto Quinta Junior
      Pages: 60 - 81
      Abstract: Aura e Reprodutibilidade Técnica. Tradição e Modernidade. Dois conceitos diametralmente opostos. O Cinema de Propaganda Nazista, sendo Leni Riefenstahl um de seus maiores expoentes, produziu a união destes dois conceitos. Através do conceito de Aura, em Walter Benjamin, e da Análise Fílmica de “O Triunfo da Vontade” (1935) e “Vitória da Fé” (1933), este artigo tem como objetivo analisar um conceito de cinema, no nazismo, que visa à dominação das massas.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8634
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • NAZISMO E RELIGIÃO POLÍTICA: AVALIANDO CLASSIFICAÇÕES
           CONCEITUAIS

    • Authors: Gustavo Feital Monteiro
      Pages: 82 - 99
      Abstract: O presente artigo analisa o conceito de “religião política” juntamente com a sua aplicabilidade na definição das práticas do governo Nacional-Socialista da Alemanha. Ao apresentar diferentes interpretações e críticas, este estudo compara observações para fundamentar as argumentações dos diferentes autores e de suas perspectivas. Através dessa atividade, busca-se formar uma compreensão melhor do termo “religião política” e do seu valor como conceito histórico para o estudo do nazismo e de outros governos. A perspectiva diferenciada proveniente dessa forma de análise possibilita a percepção de características relevantes para o estudo da história e da política contemporânea.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8777
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • A NEGAÇÃO DA CIÊNCIA NA RETÓRICA POPULISTA
           ANTISSISTEMA

    • Authors: Carla Montuori Fernandes, Luiz Ademir de Oliveira, Fernando Resende Chaves
      Pages: 100 - 112
      Abstract: Resumo O artigo tem como objetivo realizar uma retomada conceitual do populismo anticiência, revisitando autores nacionais e internacionais que pontuam como o binarismo “nós” versus “eles” que caracteriza o movimento, desloca-se das elites políticas e concentra-se nas elites científicas, retratando-as como antagonistas das pessoas comuns e dos líderes políticos. O estudo parte da premissa que o populismo contra a ciência remete a um estilo político performático que surge em contextos de crises democráticas e que se manifesta em uma descrença generalizada nas instituições tradicionais. O artigo usa como metodologia a pesquisa bibliográfica e elenca algumas vertentes clássicas (MINKEMBERG, 1998; BETZ, 1993; MUDDE, 2000; MOUFFE, 2000, LACLAU, 2005) e contemporâneas do populismo (GERBAUDO, 2018; DIBAI, 2018; CESARINO, 2020; MEDE e SCHÄFER, 2020). Os resultados apontam que o populismo anticiência é um movimento que deriva do caráter do populismo contemporâneo, que emerge em contexto de crises institucionais.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8975
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • A HISTÓRIA E A SHOAH ENTRE AS PRÁTICAS E
           REPRESENTAÇÕES

    • Authors: Makchwell Coimbra Narcizo
      Pages: 113 - 125
      Abstract: A História em sua busca por autonomia enquanto área do conhecimento enfrentou diversas problemáticas, umas das mais importantes envolvendo sua capacidade de se referir ao passado, nela, a questão da apreensão x representação que envolve outros problemas teóricos. Por sua vez, a Shoah enquanto um evento histórico dos mais marcantes do século XX traz problemas próprios, tal como um abalo para com a própria racionalidade moderna. Logo, a Shoah explicita problemas que a História já tratava como superados, tal como a possibilidade de sua apreensão e representação por parte da História. O presente trabalho visa ser uma reflexão acerca da representação em História utilizando o caso da Shoah.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.12332
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • HOLOCAUSTO: MEMÓRIA COLETIVA E NEGACIONISMO

    • Authors: Ewerton Samir Cavalcante Calaça e Silva, Renan da Cruz Padilha Soares
      Pages: 126 - 138
      Abstract: este artigo analisa o Negacionismo do Holocausto que se vincula aos grupos de extrema-direita, no campo da disputa pela memória coletiva. Isso não se trata de algo novo, pois os primórdios desse movimento remontam a pelo menos o fim da década de 1940. Concebe-se aqui o negacionismo histórico como uma ideologia que nega a existência de determinados fatos ou acontecimentos históricos, por meio de documentos e afirmações falsas. O estudo ora apresentado aponta a vinculação dessa prática à disputa pela memória coletiva. Inicialmente, foram analisados alguns motivos que tornam difícil aos sobreviventes de acontecimentos traumáticos relatarem suas experiências. Em seguida, fez-se um exame dos principais argumentos levantados pelos negacionistas. Esta pesquisa procurou compreender as causas do Negacionismo do Holocausto por meio do método da análise bibliográfica. Este trabalho conclui que esta ideologia aspira a tornar aceitável algum projeto de fascismo no futuro.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.9232
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • “CONSERVAREI, GUARDAREI, ESQUECEREI'” – MEMÓRIA E SHOAH A
           PARTIR DE REFLEXÕES SOBRE CASCAS, DE GEORGES DIDI-HUBERMAN

    • Authors: Elcio Loureiro Cornelsen
      Pages: 139 - 150
      Abstract: Esta contribuição tem por objetivo refletir sobre memória e Shoah a partir de Cascas (2011), de Georges Didi-Huberman. De caráter ensaístico, Cascas se origina da primeira visita que Didi-Huberman fez ao Memorial e Museu de Auschwitz-Birkenau em junho de 2011, documentada por uma série de fotografias. Em suas conjecturas sobre os diversos registros fotográficos, o filósofo e historiador da arte francês nos convida a pensar de maneira crítica sobre “lugares de memória” da Shoah – em que Auschwitz ocupa posição paradigmática – e sobre as diversas camadas temporais identificadas em vestígios da estrutura genocidária dos Lager. A leitura de Cascas evocou também memórias de uma visita feita pelo autor do presente artigo ao campo de concentração de Oranienburg-Sachsenhausen em maio de 1993, e também do ato de registrá-la em fotografias. Tempo, memória e imagem se entrelaçam na tentativa de se registrar vestígios do horror, muitos deles imperceptíveis ao olhar do visitante.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.9246
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • MEMÓRIA E REPRESENTAÇÕES DO HOLOCAUSTO NO MEMORIAL AOS JUDEUS MORTOS NA
           EUROPA E MEMORIAL E MUSEU SACHSENHAUSEN (1945-2015)

    • Authors: Rafael Haddad Cury Pinto
      Pages: 151 - 167
      Abstract: Esse estudo analisa os processos de rememoração e esquecimento, acerca da temática do Holocausto na Alemanha, no período compreendido entre os anos de 1945 e 2015. Utilizaremos como instrumentalização para tal, trabalhar com perspectivas comparativas que envolvem a trajetória de dois lugares de memória, criados no país germânico em dois recortes temporais distintos: o “Memorial aos Judeus Mortos na Europa” e o “Memorial e Museu Sachsenhausen”. Utilizando como fontes de análise os sites dessas instituições museais, tangenciaremos as nuances das políticas institucionais alemãs de estímulo à memória e combate ao esquecimento sobre o Holocausto, que possibilitaram a criação ou remodelação de diversos lugares de memória por todo o país principalmente após a reunificação, pavimentando mudanças de paradigmas interpretativos no país sobre sua própria participação no genocídio de milhões de pessoas.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.9150
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • AMIZADE EM MEIO AO HOLOCAUSTO: AS MENINAS DO QUARTO 28

    • Authors: Stéfani Oliveira Verona
      Pages: 168 - 182
      Abstract: As narrativas do Holocausto (Shoah) devem ser frequentemente revisitadas para que as experiências das vítimas possam ser melhor entendidas. As memórias dos sobreviventes em relação com a História ajudam a perceber a multiplicidade das experiências, mesmo que as memórias das crianças ainda sejam pouco estudadas. Este artigo tem como objetivo entender a relação de amizade desenvolvida pelas meninas do quarto 28 em um dos abrigos do campo de concentração de Terezin, a partir dos relatos e lembranças de oito sobreviventes, entre as mais de cinquenta meninas que passaram pelo mesmo quarto. Busco relacionar o estudo da Memória com o vínculo de amizade entre elas e suas percepções sobre o que significava viver como prisioneiras. A união entre elas foi um mecanismo inconsciente de sobrevivência que as possibilitou se reencontrar depois de cinquenta anos para a construção do projeto Room 28 em tributo às crianças que não sobreviveram.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.9211
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • PRESERVAÇÃO EM IVOTI/RS: O CASO DA ANTIGA IGREJA SÃO PEDRO

    • Authors: Adriana Konrad, Luiz Antônio Gloger Maroneze, Suzana Vielitz de Oliveira
      Pages: 183 - 203
      Abstract: Este artigo apresenta um recorte histórico sobre a preservação da Antiga Igreja Matriz de São Pedro localizada na cidade de Ivoti, Rio Grande do Sul. Esta edificação foi tombada pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico do Estado/RS em 1986 e, desde então, recebeu pontuais ações de conservação ou restauro. O estudo procura identificar as principais intervenções realizadas e busca através de uma revisão histórica aprofundar o significado da “Igreja Velha” como um local de memória e identidade cultural religiosa. Para referencial teórico utiliza-se conceitos de preservação (CHOAY, 2006) e memória (LEMOS, 1981), fontes documentais (MIGOWSKI, 2002), destacando-se o uso de jornais locais. Como método de pesquisa o registro da “história oral” possível com relatos (KREUTZ, 2018) e acervo dos arquitetos, autores do projeto arquitetônico. Os resultados parciais corroboram sobre a importância histórica da edificação bem como reforçam a necessidade de dar andamento ao processo de revitalização dessa edificação
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8437
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • REDESENHANDO TERRITÓRIOS: O PROCESSO COLONIZATÓRIO DA FAZENDA SAUDADES
           NO OESTE CATARINENSE, NO INÍCIO DO SÉCULO XX

    • Authors: Daiane Frigo, Mirian Carbonera, Samira Peruchi Moretto
      Pages: 204 - 220
      Abstract: O presente trabalho tem como objetivo analisar o processo colonizatório da Fazenda Saudades, localizada na microrregião de Chapecó, no Oeste catarinense, durante as primeiras décadas do século XX. A metodologia utilizada compreendeu análise de diferentes fontes que tratam do povoamento e colonização da região Oeste Catarinense, com base em preceitos teóricos da Micro-história e a perspectiva metodológica da História Oral, como viés complementar de análise. O principal resultado obtido através desta pesquisa foi identificar um modelo de colonização, que aconteceu em outros núcleos de ocupação do Oeste Catarinense, que visava a consolidação econômica da região, refletindo o molde capitalista de ocupação do espaço. A definição das fronteiras políticas, resultantes da ocupação de territórios por grupos sociais migrantes, impactou diretamente na construção das estruturas sociais, e nas relações estabelecidas com os grupos que povoavam anteriormente o território, acentuando e desequilibrando cultural, social e economicamente, as perspectivas de desenvolvimento regional.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8855
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • UM BALANÇO DOS DEZ ANOS DA LEI 11645/2008: AÇÕES E NARRATIVAS SOBRE A
           SUA IMPLEMENTAÇÃO EM SANTA CATARINA

    • Authors: Cintia Régia Rodrigues
      Pages: 221 - 234
      Abstract: A partir do século XXI no Brasil a temática da diversidade étnico-cultural passa a figurar concretamente no contexto escolar. A Lei Federal n. 11645/2008 estabelece a obrigatoriedade do ensino de história e cultura africana, afro-brasileira e indígena em todo o âmbito do currículo escolar da educação básica. O presente trabalho pondera num primeiro momento sobre a implementação da Lei 11645/2008 no que tange ao ensino das histórias indígenas nas escolas não-indígenas no estado de Santa Catarina/SC passados dez anos de sua formulação. Num segundo momento analisa as narrativas dos professores presentes no III Seminário de ensino de história das escolas públicas da Grande Florianópolis/SC sobre a efetivação da referida Lei. A pesquisa está alicerçada nos debates teóricos-metodológicos da nova história indígena. Os materiais utilizados na investigação são leis, materiais impressos oficiais e questionários aplicados junto aos professores. A importância da pesquisa trata de dar visibilidade ao lugar da história indígena na educação básica.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8785
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • SANATÓRIO ESPÍRITA DE ANÁPOLIS: UMA HISTÓRIA
           CONSTRUIDA ENTRE HISTÓRIAS

    • Authors: Marcos Delson da Silveira
      Pages: 235 - 246
      Abstract: Este artigo inicia-se com uma exposição sucinta relacionada à história do Espiritismo Kardecista destacando seu modus operandi de divulgação no Brasil e, em específico, no Estado de Goiás para construir a percepção sobre o campo religioso que está inserido o Sanatório Espírita de Anápolis. Logo em seguida, expõem, de forma propedêutica, alguns pontos do desenvolvimento econômico em Anápolis, desde sua emancipação política em 1907 até o ano de 1950, para extrair desse exposto o contraste social da desigualdade no expressivo número de mendigos emergentes no Município, neste período. Assim, no último tópico, destacamos os principais pontos da história institucional dos 70 anos do Sanatório Espírita de Anápolis que corresponde o período entre 1950 e 2020.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8813
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • LIVRO ENTRE DIAMANTES E CRISTAIS: A OBRA FUNDADORA DA MEMÓRIA DA MISSÃO
           CATÓLICA ORIONITA NO ANTIGO EXTREMO NORTE GOIANO – 1959.

    • Authors: Raylinn Barros da Silva
      Pages: 247 - 260
      Abstract: Este estudo é resultado de uma pesquisa bibliográfica. Nele, analisa-se como fonte a obra Entre Diamantes e Cristais, escrita em 1959 pelo missionário católico italiano Quinto Tonini. Ele deixou registradas suas memórias sobre a missão e o que ele viveu na época e naquela região. A hipótese é que, ao registrar suas impressões nessa obra, Tonini terminou por manipular uma memória para a região, através de seu escrito autobiográfico, tendo ele e seus missionários como protagonistas dessa história. A metodologia empregada consistiu na análise dessa obra a partir de conceitos como autobiografia e memória. A justificativa para este estudo é a necessidade de historicizar essa obra, importante para a compreensão de parte da história católica da região.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.8779
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • HEGEL NOS TRÓPICOS: O EMBATE ENTRE A MODERNIDADE DE LIMA VAZ E A
           DECOLONIALIDADE DE ENRIQUE DUSSEL

    • Authors: Renato Paes Rodrigues, Igor Giacomassi
      Pages: 261 - 279
      Abstract: Resumo: Este artigo visa refletir sobre a recepção de Hegel na América Latina e suas implicações para teoria da história, a partir de dois posicionamentos bastante distintos. De um lado, temos o filósofo argentino Enrique D. Dussel, cujo projeto intelectual se desenvolve em torno da tentativa de superação da dialética histórica em favor de método analético, que seria uma forma de dar mais espaço ao Outro. De maneira oposta, temos o jesuíta e filósofo brasileiro Henrique C. de Lima Vaz, que baseia suas reflexões sobre a relação entre história e ontologia justamente na dialética histórica hegeliana. Os posicionamentos deste último nos inclinam a pensar que Hegel continua sendo um autor fundamental à teoria da história e também para a ética.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.12167
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • “PRECISAMOS MUDAR ESSE SISTEMA”: UM ESTUDO SOBRE A PASTORAL DA
           JUVENTUDE DO MEIO POPULAR NA ABERTURA POLÍTICA BRASILEIRA

    • Authors: Eduardo Gusmão de Quadros
      Pages: 280 - 282
      Abstract: Esse texto apresenta uma resenha da obra Juventude, Religião e Política, escrita por Wellington Teodoro da Silva (Editora Dialética, 2021). O livro aborda um setor da Pastoral da Juventude, movimento da Igreja Católica, nos bairros operários de Belo Horizonte (MG). A pesquisa demonstra tanto a atração que a militância sindical e política exercia sobre os jovens quanto os problemas acarretados por esse engajamento ao ambiente eclesiástico. O foco temporal do estudo está na década de 80 do século anterior, concomitante às crises do regime ditatorial e do cristianismo da libertação.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.9156
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
  • ABRIGO DO ÍNDIO: PAISAGEM CULTURAL, SIGNOS E INTERAÇÕES HUMANAS SOB A
           PERSPECTIVA DA ESPACIALIDADE E VISIBILIDADE

    • Authors: Lemissuir Gomes Pereira
      Pages: 283 - 285
      Abstract: Resenha do livro: GRAFISMOS RUPESTRES NO ABRIGO DO ÍNDIO EM PALESTINA DE GOIÁS: ESPACIALIDADE E VISIBILIDADE.
      PubDate: 2022-09-06
      DOI: 10.18224/mos.v15i1.9016
      Issue No: Vol. 15, No. 1 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.186.94
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-