A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

              [Sort alphabetically]   [Restore default list]

  Subjects -> SPORTS AND GAMES (Total: 199 journals)
Showing 1 - 3 of 3 Journals sorted by number of followers
European Journal of Sport Science     Hybrid Journal   (Followers: 76)
Journal of Orthopaedic & Sports Physical Therapy     Full-text available via subscription   (Followers: 76)
International Journal of Applied Exercise Physiology     Open Access   (Followers: 54)
American Journal of Sports Science and Medicine     Open Access   (Followers: 53)
International Journal of Sport and Exercise Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 51)
BMC Sports Science, Medicine and Rehabilitation     Open Access   (Followers: 42)
Journal of Science and Medicine in Sport     Hybrid Journal   (Followers: 41)
Clinical Journal of Sport Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 39)
International Journal of Sports Science & Coaching     Hybrid Journal   (Followers: 38)
ACTIVE : Journal of Physical Education, Sport, Health and Recreation     Open Access   (Followers: 32)
International Review of Sport and Exercise Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 28)
International Journal of Performance Analysis in Sport     Full-text available via subscription   (Followers: 26)
International Journal of Exercise Science     Open Access   (Followers: 26)
Journal of Exercise Science & Fitness     Open Access   (Followers: 26)
International Journal of Sports Science     Open Access   (Followers: 26)
Journal of Sports Science and Medicine     Open Access   (Followers: 25)
International Review for the Sociology of Sport     Hybrid Journal   (Followers: 24)
Comparative Exercise Physiology     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Qualitative Research in Sport and Exercise     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Journal of Sport and Health Science     Open Access   (Followers: 22)
Journal of Sport Psychology in Action     Hybrid Journal   (Followers: 21)
International Journal of Kinesiology and Sports Science     Open Access   (Followers: 20)
International Journal of the History of Sport     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Qualitative Research in Sport, Exercise and Health     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Journal of Human Kinetics     Open Access   (Followers: 17)
Journal of Human Sport and Exercise     Open Access   (Followers: 17)
Sport, Exercise, and Performance Psychology     Full-text available via subscription   (Followers: 17)
Open Access Journal of Sports Medicine     Open Access   (Followers: 16)
Advances in Physical Education     Open Access   (Followers: 15)
Orthopaedic Journal of Sports Medicine     Open Access   (Followers: 15)
Journal of Sport Sciences and Fitness     Open Access   (Followers: 14)
Journal of Physical Education, Recreation & Dance     Full-text available via subscription   (Followers: 13)
Sociology of Sport Journal     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Sport Science Review     Open Access   (Followers: 13)
International Sport Coaching Journal     Hybrid Journal   (Followers: 13)
International Turfgrass Society Research Journal     Free   (Followers: 13)
Soccer & Society     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Journal of Sport History     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Sport Journal     Open Access   (Followers: 12)
The Sport Psychologist     Hybrid Journal   (Followers: 12)
International Journal of Sport Policy     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Annals of Applied Sport Science     Open Access   (Followers: 11)
Sport in History     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Isokinetics and Exercise Science     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Journal of Science and Cycling     Open Access   (Followers: 10)
Sport History Review     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Biomedical Human Kinetics     Open Access   (Followers: 9)
Health Promotion & Physical Activity     Open Access   (Followers: 9)
Curriculum Studies in Health and Physical Education     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Communication & Sport     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Australian and New Zealand Sports Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Physical Culture and Sport. Studies and Research     Open Access   (Followers: 8)
Sport, Business and Management : An International Journal     Hybrid Journal   (Followers: 8)
International Journal of Sport Communication     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Perceptual and Motor Skills     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Asian Journal of Sport and Exercise Psychology     Open Access   (Followers: 8)
Journal of Sport & Tourism     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Journal of Policy Research in Tourism, Leisure and Events     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Journal of the Philosophy of Sport     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Sport and Fitness Journal     Open Access   (Followers: 7)
Journal of Physical Education and Sports     Open Access   (Followers: 7)
Sport Science and Health     Open Access   (Followers: 7)
Journal of Sports Economics     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Berkeley Journal of Entertainment and Sports Law     Open Access   (Followers: 6)
Journal of Athletic Enhancement     Hybrid Journal   (Followers: 6)
International Journal of Recreation and Sports Science     Open Access   (Followers: 6)
Journal of Science in Sport and Exercise     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Physician and Sportsmedicine     Open Access   (Followers: 5)
Journal of Intercollegiate Sport     Open Access   (Followers: 5)
Sport Management Education Journal     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Journal of Applied Sport Management: Research that Matters     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Journal of Physical Education and Sport Sciences     Open Access   (Followers: 5)
Sports Coaching Review     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Scandinavian Journal of Sport and Exercise Psychology     Open Access   (Followers: 5)
Laisvalaikio Tyrimai     Open Access   (Followers: 5)
Journal of Sports Media     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Proceedings of the Institution of Mechanical Engineers Part P: Journal of Sports Engineering and Technology     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Coaching Psykologi : The Danish Journal of Coaching Psychology     Open Access   (Followers: 4)
Asia Pacific Journal of Sport and Social Science     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Kinesiology Review     Hybrid Journal   (Followers: 4)
NINE : A Journal of Baseball History and Culture     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Pace Intellectual Property, Sports & Entertainment Law Forum     Open Access   (Followers: 4)
African Journal of Cross-Cultural Psychology and Sport Facilitation     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Facta Universitatis, Series : Physical Education and Sport     Open Access   (Followers: 4)
International Journal of Computer Science in Sport     Open Access   (Followers: 4)
International Journal of Sport, Exercise & Training Sciences     Open Access   (Followers: 4)
Frontiers in Sports and Active Living     Open Access   (Followers: 4)
Journal of Physical Activity Research     Open Access   (Followers: 4)
Baltic Journal of Sport and Health Sciences     Open Access   (Followers: 4)
Reabilitacijos Mokslai : Slauga, Kineziterapija, Ergoterapija     Open Access   (Followers: 4)
Football(s) : Histoire, Culture, Économie, Société     Open Access   (Followers: 4)
Footwear Science     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Sports Technology     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Strategies : A Journal for Physical and Sport Educators     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Quest     Hybrid Journal   (Followers: 3)
International Sports Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Sports     Open Access   (Followers: 3)
Seton Hall Journal of Sports and Entertainment Law     Open Access   (Followers: 3)
UNLV Gaming Research & Review Journal     Open Access   (Followers: 3)
PALAESTRA : Adapted Sport, Physical Education, and Recreational Therapy     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Acta Facultatis Educationis Physicae Universitatis Comenianae     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Amateur Sport     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Hospitality, Leisure, Sport & Tourism Education     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Journal of Tourism, Hospitality and Sports     Open Access   (Followers: 3)
Sports Medicine International Open     Open Access   (Followers: 3)
European Journal for Sport and Society     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Journal of Physical Education and Sports Science     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Athlete Development and Experience     Open Access   (Followers: 3)
German Journal of Exercise and Sport Research : Sportwissenschaft     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Sportverletzung · Sportschaden     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Podium Sport, Leisure and Tourism Review     Open Access   (Followers: 2)
Sporting Traditions     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Arena-Journal of Physical Activities     Open Access   (Followers: 2)
Revista Andaluza de Medicina del Deporte     Open Access   (Followers: 2)
Timisoara Physical Education and Rehabilitation Journal     Open Access   (Followers: 2)
Sport and Art     Open Access   (Followers: 2)
Journal of Physical Education Health and Sport     Open Access   (Followers: 2)
Research Quarterly for Exercise and Sport     Hybrid Journal   (Followers: 2)
SPORTIVE : Journal Of Physical Education, Sport and Recreation     Open Access   (Followers: 2)
Sports Law and Governance Journal     Open Access   (Followers: 2)
Indonesian Journal of Sport Management     Open Access   (Followers: 2)
Managing Sport and Leisure     Hybrid Journal   (Followers: 1)
College Athletics and The Law     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Movement & Sport Sciences : Science & Motricité     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Zeitschrift für Sportpsychologie     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Cuadernos de Psicologia del Deporte     Open Access   (Followers: 1)
Cultura, Ciencia y Deporte     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Golf Science     Open Access   (Followers: 1)
Educación física y deporte     Open Access   (Followers: 1)
Acta Kinesiologiae Universitatis Tartuensis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Internacional de Medicina y Ciencias de la Actividad Física y del Deporte : International Journal of Medicine and Science of Physical Activity and Sport     Open Access   (Followers: 1)
RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva     Open Access   (Followers: 1)
Jeffrey S. Moorad Sports Law Journal     Open Access   (Followers: 1)
Marquette Sports Law Review     Open Access   (Followers: 1)
Sportis. Scientific Journal of School Sport, Physical Education and Psychomotricity     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Sports Marketing and Sponsorship     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Journal of Sports Medicine and Allied Health Sciences : Official Journal of the Ohio Athletic Trainers Association     Open Access   (Followers: 1)
Jurnal Sport Science     Open Access   (Followers: 1)
Kinesiology : International Journal of Fundamental and Applied Kinesiology     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia y Deporte     Open Access   (Followers: 1)
Spor Bilimleri Dergisi / Hacettepe Journal of Sport Sciences     Open Access   (Followers: 1)
Translational Journal of the American College of Sports Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Corpoconsciência     Open Access   (Followers: 1)
Journal for the Measurement of Physical Behaviour     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Journal of Global Sport Management     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Science and Medicine in Football     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Arquivos em Movimento     Open Access   (Followers: 1)
Video Journal of Sports Medicine     Open Access   (Followers: 1)
Forum Kinder- und Jugendsport : Zeitschrift für Forschung, Transfer und Praxisdialog     Hybrid Journal  
eJRIEPS : Ejournal de la recherche sur l'intervention en éducation physique et sport     Open Access  
SPORT TK-Revista EuroAmericana de Ciencias del Deporte     Open Access  
Juara : Jurnal Olahraga     Open Access  
Arrancada     Open Access  
Al-Rafidain Journal For Sport Sciences     Open Access  
Al.Qadisiya journal for the Sciences of Physical Education     Open Access  
New Approaches in Sport Sciences     Open Access  
Forum for Idræt, Historie og Samfund     Open Access  
Cerdas Sifa Pendidikan : Sport Education     Open Access  
Quality in Sport     Open Access  
Journal of Motor Learning and Development     Hybrid Journal  
Sri Lankan Journal of Sports and Exercise Medicine     Open Access  
Sport i Turystyka : Środkowoeuropejskie Czasopismo Naukowe     Open Access  
Revista Intercontinental de Gestão Desportiva     Open Access  
Open Sports Sciences Journal     Open Access  
Ágora para la Educación Física y el Deporte     Open Access  
Journal of Physical Education and Human Movement     Open Access  
Journal of Sports Medicine and Therapy     Open Access  
Turkish Journal of Sport and Exercise     Open Access  
Gelanggang Pendidikan Jasmani Indonesia     Open Access  
Revista Brasileira do Esporte Coletivo     Open Access  
International Journal of Science Culture and Sport     Open Access  
SIPATAHOENAN : South-East Asian Journal for Youth, Sports & Health Education     Open Access  
Research on ٍEducational Sport     Open Access  
Conexões     Open Access  
Ulusal Spor Bilimleri Dergisi / Journal of National Sport Sciences     Open Access  
Türkiye Spor Bilimleri Dergisi / Turkish Journal of Sports Science     Open Access  
Spor Eğitim Dergisi     Open Access  
Spor Bilimleri Araştırmaları Dergisi     Open Access  
Spor ve Performans Araştırmaları Dergisi / Ondokuz Mayıs University Journal of Sports and Performance Researches     Open Access  
Jurnal Keolahragaan     Open Access  
Revista Iberoamericana de Ciencias de la Actividad Física y el Deporte     Open Access  
Physical Education of Students     Open Access  
Jendela Olahraga     Open Access  
Jurnal Abdimas     Open Access  
Retos : Nuevas Tendencias en Educación Física, Deportes y Recreación     Open Access  
Martial Arts Studies     Open Access  
Sportphysio     Hybrid Journal  
Citius, Altius, Fortius     Open Access  
Слобожанський науково-спортивний вісник     Open Access  
Educación Física y Ciencia     Open Access  
RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol     Open Access  
Materiales para la historia del deporte     Open Access  
FairPlay, Revista de Filosofia, Ética y Derecho del Deporte     Open Access  
Revista de Artes Marciales Asiáticas     Open Access  
mensch & pferd international     Full-text available via subscription  
RICYDE. Revista Internacional de Ciencias del Deporte     Open Access  
Revista de Psicología del Deporte     Open Access  
MHSalud : Movimiento Humano y Salud     Open Access  
Polish Journal of Sport and Tourism     Open Access  
Therapeutic Recreation Journal     Full-text available via subscription  

              [Sort alphabetically]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva
Number of Followers: 1  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1981-9927 - ISSN (Online) 1981-9927
Published by IBPEFEX Homepage  [4 journals]
  • Análise do perfil antropométrico da equipe universitária de handebol
           feminino da Universidade Federal de Santa Maria

    • Authors: Luma Lemos Aires, Gitane Fuke, Bruna do Santos, Silvana Corrêa Matheus, Camila Valduga
      Pages: 669 - 674
      Abstract: O esporte handebol, por exigir grandes deslocamentos, fintas e saltos, é preferível que seus atletas tenham baixa adiposidade corporal e consequentemente um acréscimo de massa magra. A avaliação é chave determinante do processo de treinamento, para verificação dos acertos ou possíveis ajustes de acordo com os objetivos daquilo que foi medido e que assim implicando em tomadas de decisões. Deste modo, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o perfil antropométrico da equipe universitária de handebol feminino da Universidade Federal de Santa Maria. Foram avaliadas 21 atletas, com idades entre 18 e 24 anos e para avaliações utilizou-se o protocolo de Jackson, Pollock e Ward (1980) para densidade corporal e equação de SIRI (Petroski e colaboradores 2010) para cálculo de percentual de gordura. Foi realizada a análise estatística descritiva dos dados antropométricos bem como cálculo de média e desvio padrão deles. A análise dos resultados quanto ao IMC, 57,14% das atletas apresentam normalidade, 33,33% em sobrepeso e 4,76% respectivamente para obesidade e abaixo do peso. Para quantidade de massa muscular, 52,38% das atletas possuem massa muscular muito alta e 47,62% classificadas com massa muscular alta. Quanto ao percentual de gordura corporal, 42,86% apresentam % de gordura corporal classificado na média, 28,57% abaixo da média, 4,76% não recomendado e apenas 23,81% com classificação em nível elevado. Pode-se concluir que a equipe de handebol feminino da UFSM encontra-se com valores próximos dos ideais para atletas de handebol.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Análise da satisfação da imagem corporal em mulheres praticantes de
           esporte de rendimento

    • Authors: Thayane Luiza Cavalcante Torres, Leyla Regis de Meneses Sousa Carvalho
      Pages: 675 - 685
      Abstract: Introdução: A imagem corporal é externalizada com base os conceitos individuais e sociais, sofrendo influência da mídia, cultura, e meio na qual o indivíduo está inserido. Para grande maioria das mulheres, entender-se fora do padrão “corpo perfeito”, é motivo de tristeza e frustração com a autoimagem. Para as atletas de rendimento, o corpo ideal influencia no desempenho e no alcance de resultados. Objetivo: Analisar a satisfação da imagem corporal em mulheres praticantes de esporte de rendimento. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo de revisão integrativa, realizada nas bases de dados Scielo, Pubmed e Medline. Resultados: A maioria das atletas dos esportes de rendimento possui uma insatisfação com sua imagem corporal, pois elas não desejam apenas a obtenção dos resultados em competições de alto nível, elas almejam ter corpos baseados na mídia, nos corpos de atletas renomadas e o corpo estabelecido pela sociedade como “perfeito”. Conclusão: Conclui-se que são muitas as atletas que praticam esportes de rendimento que estão insatisfeitas com sua imagem corporal, mas isso não significa que o esporte é o principal motivo das atletas terem esse tipo de comportamento, o esporte exige somente resultados satisfatórios nas competições de alto nível. Esse comportamento acontece porque elas baseiam e idealizam seus corpos de acordo com os corpos das atletas renomadas. Então é de extrema importância que haja novos estudos e pesquisas relacionados a este tema, pois é notório que existem poucos estudos que retratam a percepção da imagem corporal de mulheres praticantes de esporte de rendimento.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Percepção da imagem corporal de praticantes de
           musculação

    • Authors: Marcos Antonio Araújo Bezerra, Lara Belmudes Bottcher, César Bernardo Gomes, Cícero Cléber Brito Pereira
      Pages: 686 - 692
      Abstract: A imagem corporal se expressa como uma representação mental que o indivíduo tem de seu próprio corpo e sofre influências por fatores socioculturais. O presente estudo tem como objetivo analisar a percepção da autoimagem de praticantes de musculação das academias de ginástica da cidade de Porteiras-CE. Trata-se de um estudo descritivo, de campo, transversal, com uma abordagem quantitativa. Participaram deste estudo 100 indivíduos, 50 mulheres e 50 homens praticantes de musculação com idades entre 18 e 40 anos. A Imagem Corporal foi avaliada através do Body Shape Questionnaire (BSQ). O BSQ é um questionário autoaplicativo com 34 perguntas com seis possibilidades de resposta dentro de uma escala likert. A distorção de imagem corporal foi classificada como leve (70 a 90), moderada (90 a 110) ou intensa (>110). A análise dos dados foi realizada através de estatística descritiva, teste t através do software SPSS- 23, adotando um alfa de 0,05. O escore das questões do BSQ teve como média 62,50 ± 20,99 masculinos, e feminino 74,28 ± 27,44, classificados como nível de preocupação leve. Comparando os resultados de Peso, IMC e BSQ entre os grupos de homens e mulheres verificou-se diferença estatisticamente significativa para as variáveis BSQ e Peso. Verificou-se uma correlação fraca entre IMC e BSQ (r=0,290). Conclui-se que mulheres apresentam níveis de insatisfação corporal piores quando comparados com homens.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Estudo comparativo entre dois protocolos de avaliação da composição
           corporal: quantidade relativa de massa adiposa e muscular

    • Authors: Rony Jerônimo Lima, Sara Nobre Maia, Tadeu de Almeida Alves Junior, Francisca Nimara Inácio da Cruz, Eduardo da Silva Pereira
      Pages: 693 - 698
      Abstract: Na literatura existem duas grandes formas de análise da composição corporal o método químico e o anatômico, e algumas divergências a respeito. O objetivo do presente estudo foi fazer uma comparação entre duas padronizações de medidas antropométricas. O protocolo de Petroski (1995) combinado com a equação de Brozek (1963) e o método de análise tecidual de Ross e Kerr (1991) desenvolvido através de estudos em cadáveres. Participaram deste estudo 19 indivíduos (10 homens e 9 mulheres) universitários entre 20 e 30 anos matriculados no curso de Educação física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceara - Campus Canindé. A coleta de dados foi realizada por um único e experiente antropometrista. A amostra foi considerada normal pelo teste de normalidade de Shapiro-Wilk, utilizou-se a estatística descritiva e inferencial pelo teste t (p≤0,05). Observou-se diferença significativa na massa adiposa das mulheres Petroski; Ross e Kerr são, respectivamente 13,22 ± 2,94 kg; 20,49 ± 3,66 kg. Do mesmo modo, os homens apresentaram valores de massa adiposa de 10,24 ± 5,16 kg; 16,25 ± 4,61 kg. Quanto aos valores de massa muscular obtidos das mulheres são, respectivamente 29,35 ± 2,71 kg; 24,73 ± 2,80 kg. Porém, não teve diferença na massa muscular dos homens 33,19 ± 4,22 kg; 32,03 ± 7,02 kg. Os resultados evidenciam que há diferença entre os métodos de avaliação da composição corporal em universitários. O valor médio de massa muscular dos homens não apresentou diferença significa. Sugere-se novos estudos que busquem comparar esses dois métodos.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Avaliação do índice de massa livre de gordura e sua relação com
           dismorfia muscular em praticantes de treinamento resistido do interior da
           Paraiba

    • Authors: Ruy Suzuki Pinto Rabelo, Widemar Ferraz Silva
      Pages: 699 - 704
      Abstract: Introdução: O índice de massa livre de gordura (FFMI) tem sido sugerido como uma ferramenta de triagem para identificar o uso de esteroides anabolizantes (EAS) em praticantes de treinamento resistido. Além disso, já foi verificado que indivíduos usuários de EAS com FFMI >25kg/m2 apresentam maior prevalência de dismorfia muscular (DISMUS). Objetivo: Verificar a prevalência do uso de EAS e associação níveis de FFMI com sintomas de DISMUS em praticantes de treinamento resistido. Materiais e Métodos: Para verificação dos sintomas de dismorfia muscular será utilizado a escala de avaliação da satisfação muscular (MASS), que possui 19 perguntas com cinco níveis de escala para cada resposta.  Para avaliação antropométrica (peso, altura e dobras cutâneas) serão determinados os valores de índice de massa corporal (IMC), percentual de gordura (%G) e FFMI. Resultados e Discussão: A amostra foi constituída por 38 sujeitos e foi verificado que apenas 10,5 eram usuários de EAS. Verificou-se que 63,20% dos indivíduos demostraram insatisfação muscular leve, 26,3% exibiram insatisfação muscular moderada e 10,5 insatisfação muscular severa. Os indivíduos com insatisfação moderada correspondem à população em risco de sofrer DISMUS, enquanto aqueles com insatisfação severa já estão possivelmente acometidos por este transtorno. No entanto, não foi verificado associação de nenhuma categoria de insatisfação com IMC, FFMI e %G. Conclusão: A insatisfação com o físico foi observada em diferentes níveis nesta população. O nosso estudo ressalta a importância de ações educativas para conscientização em uma forma de prevenção de problemas que possam prejudicar ainda mais a autoestima e qualidade de vida.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Respostas bioquímicas e de percepção subjetiva de esforço pós
           

    • Authors: Maria Eduarda Silveira de Mattos, Mayara Karoline Vieira Camargo, Jean Rodrigo Santos, Camila Freitas de Oliveira, Camila Dallazen, Dalton Luiz Schiessel, Gabriela Datsch Bennemann, Stephane Janaina de Moura Escobar
      Pages: 705 - 713
      Abstract: Introdução: Os carboidratos possuem papel fundamental na manutenção da glicemia, podendo influenciar no rendimento da atividade física. Objetivo: Considerando isso, o objetivo do estudo foi comparar o impacto do jejum, da ingestão pré-treino de alimentos fontes de carboidratos e do suplemento alimentar a base de carboidrato nas respostas bioquímicas e subjetiva de esforço em praticantes de CrossFit. Materiais e métodos: O estudo foi desenvolvido com delineamento crossover e contou com a participação de 9 praticantes. A condução da pesquisa envolveu avaliação antropométrica e de consumo alimentar, análise da glicemia em três momentos 1 hora antes do treino com os participantes em jejum, logo antes do treino e logo após o treino e aplicação de escala de percepção de esforço ao final da atividade. Os participantes foram submetidos a 3 momentos de intervenção, dos quais receberam 1 hora antes do treino uma refeição composta por suco integral de uva e banana ou suplemento a base de carboidratos Waxy Maize (WM) ou permaneceram em jejum. As análises estatísticas foram realizadas utilizando o Teste de Friedman, considerando significativo p<0,05. Observou-se que os participantes que ingeriram WM tiveram um aumento na glicemia no momento antes do treino e redução na percepção de esforço durante o exercício. Enquanto no momento em jejum, os participantes tiveram sua percepção de esforço aumentada durante a atividade física. Conclusão: Concluiu-se que a ingestão do suplemento alimentar foi capaz de reduzir a percepção de esforço possivelmente devido à liberação de substratos energéticos para realização do exercício.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Caracterização da relação entre trabalho e recuperação de partidas
           profissionais de futevôlei

    • Authors: Henrique Sasse Avena, Marina Yazigi Solis
      Pages: 714 - 724
      Abstract: Exercícios realizados em solo arenoso geram respostas fisiológicas com maior custo energético, maior percepção subjetiva de esforço, maior produção de lactato, aumento da frequência cardíaca e maior consumo de oxigênio em comparação aos solos firmes. O futevôlei é um esporte que exige gestos técnicos muito apurados e por ser praticado em solo arenoso, exige que os atletas tenham excelente preparo físico para performar em competições. Com o objetivo de caracterizar a relação trabalho-recuperação e intensidade dos pontos disputados, duração dos sets e de partidas de futevôlei profissional, para elucidar a demanda física do esporte, foram analisados 15 jogos da Liga Nacional de Futevôlei brasileira disputados durante a Temporada 2022. A relação trabalho-recuperação, das disputas de pontos, apresentou uma tendência central (mediana) de 1:3,1, sendo que 95,4% das relações estão no intervalo de 1:0,8 e 1:9,0 e com variabilidade muito alta (CV = 75,9%). Referente às disputas de pontos, 99,4% acontecerem em 30s ou menos, sendo 96,1% dos pontos disputados em 20,0s ou menos e 74% disputados em até 10,0s. Ainda, 71,7% das disputas se deram em intensidades altas. Os dados obtidos apontam o futevôlei como uma modalidade esportiva de demanda física intervalada de alta intensidade e, juntamente com as evidências disponíveis sobre as respostas fisiológicas e metabólicas do exercício realizado em solo arenoso, é plausível inferir que as vias metabólicas ATP-CP e glicolítica são determinantes para a disputa de pontos no futevôlei profissional.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Os efeitos de uma intervenção nutricional no consumo alimentar
           de jovens atletas de Rugby

    • Authors: Alessandra Doumid Borges Pretto, Pamela Silva Vitória Salerno, Gabriel Barreto Veiga, Gisele da Silva Dias, Juliendry Medeiros Silveira, Gustavo Vinícius Monteiro Duarte, Gustavo Dias Ferreira, Eraldo dos Santos Pinheiro, Camila Borges Muller
      Pages: 725 - 733
      Abstract: Introdução e objetivo: Uma alimentação adequada irá proporcionar a energia necessária para as funções vitais e melhores escolhas alimentares o que irá repercutir na performance durante o exercício e na saúde. O objetivo do presente estudo foi verificar os efeitos de uma intervenção nutricional no consumo alimentar de jovens atletas de Rugby. Materiais e métodos: Estudo de intervenção com 15 atletas de escolas públicas e moradoras da periferia da cidade de Pelotas. O consumo alimentar foi aferido por um questionário de frequência alimentar e um recordatório de 24 horas. Foram feitas avaliações antes e após a intervenção nutricional. As análises estatísticas foram realizadas no Stata 14.0®, com nível de significância de 5%.  Resultados: Quanto ao consumo alimentar, percebeu-se baixo consumo de verduras e legumes, frutas e ovos e alto consumo de embutidos, industrializados e refrigerantes. Discussão: Estudos com adolescentes mostram um consumo inadequado de alimentos como frutas, legumes, verduras e alto consumo de alimentos não saudáveis. Conclusão: Houve melhoras no consumo de alguns grupos alimentares, mas ainda são necessárias novas intervenções nutricionais, de forma a possibilitar maior conhecimento sobre alimentação, permitindo fazer trocas alimentares mais adequadas.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • #NutriçãoEsportiva: Estudo do conteúdo de nutricionistas da área de
           Nutrição em Esporte e Exercício Físico no Instagram

    • Authors: Lara Thainá Evangelista Miranda, Ângela Giovana Batista
      Pages: 734 - 744
      Abstract: As redes sociais, especialmente o Instagram, têm sido utilizadas por profissionais da área de nutrição esportiva para veiculação de informação, aconselhamento nutricional e captação de pacientes. O objetivo deste trabalho foi avaliar os conteúdos compartilhados no Instagram por profissionais da área de nutrição em esporte e exercício físico (NEEF). Para a pesquisa foi criado um perfil sem vínculos no Instagram. Utilizou-se hashtags para a busca de postagens sobre NEEF. Foram selecionadas apenas as postagens de nutricionistas que declararam ser da área de NEEF na bio para análise de conteúdo. Os conteúdos foram analisados conforme a adequação de informação, clareza, profundidade, referência científica e segundo a popularidade e tipo de postagem. Dos 100 perfis analisados, 48% declararam na bio ser especializados em NEEF. Os conteúdos mais postados (n=68) por estes foram sobre, em ordem decrescente: pré e pós-treino (n=23), suplementos (n=22), emagrecimento (n=15), e hipertrofia (n=8). Conteúdos sobre hipertrofia foram os mais adequados e mais claros, ao contrário dos conteúdos sobre pré e pós-treino. Já os conteúdos sobre suplementos foram os que apresentaram maior profundidade de informação. Com relação ao tipo de postagem, o formato carrossel foi o mais utilizado e apresentava maior frequência de aprofundamento da informação. Apesar de menos frequente, o formato reels apresentou conteúdos com maior índice de adequação. Concluiu-se que a maior parte dos conteúdos de nutricionistas do esporte e exercício físico no Instagram, estavam adequados, porém exploraram pouco a profundidade e a referência científica das informações, o que pode gerar dúvidas ao público-alvo.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Resposta aguda à ingesta de carboidrato por mulheres praticantes de
           treino intervalado de alta intensidade (HIIT)

    • Authors: Solange Aparecida Pereira, Ana Carolina Brasil e Bernardes, Everton Pereira
      Pages: 745 - 752
      Abstract: Introdução: O HIIT é um treinamento intervalado de alta intensidade, com movimentos intercalados entre alta e baixa intensidade. Um bom suprimento energético é essencial para praticantes de exercícios físicos que necessitam de um aporte energético adequado. Desse modo é comum a utilização de recursos ergogênicos, especialmente de carboidratos para manter um bom desempenho e retardo da fadiga nos treinamentos. Assim, o doce de leite é uma opção, pois ele é fonte de carboidrato de rápida absorção e alta palatabilidade e pode ser utilizado como recurso dietético. Objetivo: Verificar os efeitos dos carboidratos como fontes energéticas na performance de mulheres praticantes de HIIT. Materiais e Métodos: Estudo quantitativo, transversal, intervencional, realizado em campo. As participantes realizaram um treino de HIIT, protocolo 30/30. Elas realizaram três encontros: no primeiro, realizou-se o teste incremental para determinar a velocidade máxima para realização da pesquisa; no segundo, o teste físico sem a utilização de nenhum tipo de suplementação; no terceiro encontro, o teste realizado com a ingestão de 30g de doce de leite, 30 minutos antes do treino. Resultados:  Todas apresentaram um maior rendimento quando utilizaram o doce de leite em seus treinamentos. Os resultados apresentaram um aumento de 34% na distância percorrida quando utilizaram o doce de leite em seus treinamentos. Conclusão: Conclui-se que o doce de leite como pré-treino pode promover melhora na performance.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Efeitos da ingestão do suco de beterraba (Beta vulgaris L.) em
           praticantes de exercício físico

    • Authors: Izabela Nunes Araújo, Patrícia Fonseca de Oliveira Vales, Iraíldo Francisco Soares
      Pages: 753 - 762
      Abstract: A utilização de recursos ergogênicos tem sido empregada por meio de manipulações dietéticas capazes de retardar o surgimento de fadiga e aumentar o poder contrátil do músculo, aprimorando o trabalho físico. Nesse contexto, o suco de beterraba vem apresentando efeitos capazes de melhorar rendimento em esportistas. Com isso, objetivamos investigar os benefícios do suco de beterraba para praticantes de exercício físico. O estudo realizado trata-se de uma revisão sistemática, elaborada com seleção detalhada de artigos científicos. O estudo teve como alvo o mapeamento de trabalhos que abordaram os benefícios do suco de beterraba para o praticante de exercício físico. A pesquisa utilizou a estratégia PICOT e seguiu os métodos estabelecidos pelo Preferred Reporting Items in Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA) para sua estruturação. Foram analisados 10 pesquisas que mostraram efeitos ergogênicos positivos com a ingestão de suco de beterraba, como o aumento do potencial vasodilatador e melhora na resistência, potência e força em exercícios intermitentes com alta intensidade e com um curto período de descanso. Com isso, foi possível concluir que a inclusão do suco de beterraba na alimentação do esportista demonstra benefícios sobre a execução de exercícios podendo, portanto, otimizar resultados de diferentes modalidades esportivas.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Atitudes alimentares de risco para deficiência de Energia relativa no
           esporte em praticantes de Crossfit®

    • Authors: Letícia Gondim Lima Rezende, Daianne Cristina Rocha
      Pages: 763 - 772
      Abstract: O CrossFit® é um exercício funcional de alta intensidade. Apesar dos inúmeros benefícios, algumas atitudes inadequadas podem causar prejuízos à função fisiológica. A Deficiência de Energia Relativa no Esporte (RED-S) é uma síndrome que pode ocorrer em praticantes de CrossFit® quando não há adequação do consumo energético e do volume de treino. Comportamentos alimentares de risco podem contribuir para a baixa disponibilidade de energia e, consequentemente, com o desenvolvimento da RED-S. O estudo objetiva analisar a ocorrência de comportamentos alimentares inadequados para o desenvolvimento de RED-S em praticantes de CrossFitⓇ. A amostra foi composta por 69 praticantes de CrossFit®, de ambos os sexos, residentes em Fortaleza-Ceará, com idade de 19 a 59 anos e que realizassem CrossFit® há pelo menos 1 ano. Foram utilizados os questionários LEAF-Q, EAAT e BSQ e a avaliação antropométrica foi feita pelo cálculo do índice de Massa Corporal (IMC) e pela análise do percentual de gordura corporal. Os dados foram armazenados no programa Microsoft Excel 2016 e posteriormente alisados no programa Jamovi Versão X. Foi observado risco de RED-S em 32,7% dos participantes, presença de insatisfação corporal em 26,4% dos integrantes e que prevalência de lesões foi de 31,6%, não havendo diferenças significativas entre os gêneros. A pontuação do EAAT foi discretamente maior nas mulheres. Foi analisado uma associação positiva entre percentual de gordura e IMC e percentual de gordura e insatisfação corporal.  Portanto, devido à alta intensidade do treinamento de CrossFit®, a investigação das RED-S é necessária devido aos inúmeros impactos na saúde.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Caracterização e análise de conteúdo de posts do Instagram sobre
           suplementação esportiva

    • Authors: Eisenhower de Araujo Santos, Clara Amelia Nunes de Oliveira, Maycon George Oliveira Costa, Róger Conceição Torres Junior, Luana Edla Lima, Marcus Vínicius Santos do Nascimento, Fabiana Poltronieri, Raquel Simoes Mendes-Netto
      Pages: 773 - 786
      Abstract: A suplementação no esporte vem se popularizando e as mídias sociais tem papel importante na facilitação do acesso e na velocidade da disseminação de informações em saúde para a sociedade. O objetivo do estudo foi caracterizar e analisar a qualidade dos conteúdos publicados no Instagram acerca da temática de suplementação esportiva. Ao longo de 5 semanas, 2 vezes por semana foram coletadas as dez principais postagens no Instagram a partir da busca por hashtags chaves sobre a temática e a análise do conteúdo foi realizada de forma quanti-qualitativa a partir da Classificação Hierárquica Descendente, nuvem de palavras e o instrumento DISCERN. Cento e doze postagens compuseram o corpus textual analisado, com menções a 154 suplementos, 39,4% dos autores eram nutricionistas, seguido de criadores de conteúdo (23,2%) e estudantes de nutrição (16,9%), com maior representação feminina (66,9%) e da hashtag “suplementação”, responsável por 60,5% das postagens analisadas. As principais temáticas nas postagens envolvem a suplementação da creatina, fatores predeterminantes para a suplementação, benefícios e características da suplementação de proteínas. A pontuação média do DISCERN foi de 2.77, representando uma baixa confiabilidade das postagens, porém, profissionais e estudantes da área de nutrição tiveram médias superiores. Os resultados evidenciam que as publicações sobre suplementação esportiva apresentam baixa qualidade de confiabilidade científica, mas que, essa qualidade pode sofrer variações a depender do grau de instrução do autor da publicação.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Influência do suco de beterraba nas concentrações sanguíneas de
           lactato em praticantes de exercícios físicos: uma revisão narrativa

    • Authors: Joana Sabino da Silva, Fernanda da Fonseca Freitas, Thaiz Mattos Sureira, Morgana de Medeiros Fernandes, Paulo Ricardo das Chagas Oliveira
      Pages: 787 - 801
      Abstract: Introdução: O interesse pelo suco de beterraba como suplementação tem crescido na Nutrição Esportiva, pois parece trazer efeitos ergogênicos na performance em exercícios físicos devido ao seu teor de nitrato inorgânico, favorecendo o aumento da concentração plasmática de óxido nítrico. Portanto, o objetivo desta revisão é descrever e sintetizar as informações disponíveis acerca dos possíveis efeitos da suplementação com suco de beterraba sobre a concentração de lactato sanguíneo em praticantes de exercício físico. Materiais e métodos: A busca foi realizada nas bases de dados: PubMed, Scientific Electronic Library (SciELO) e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (Lilacs), via Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), com a estratégia de busca: “lactate” AND “beetroot”, com descritores em português, inglês e espanhol. Resultados e conclusão: Foram encontrados, inicialmente, 38 estudos, restando 15 após o uso dos critérios de inclusão e exclusão. Desses, 80% (n=12) não demonstraram alterações significativas nas concentrações sanguíneas de lactato dos participantes, enquanto 13,3% (n=2) indicaram aumento e 6,25% (n=1) indicou alguma redução. Em relação aos efeitos positivos, 66,7% (n=10) dos estudos apontaram, ao menos, uma melhora nas variáveis relacionadas ao desempenho. Portanto, são necessários mais estudos que abordem a suplementação do suco de beterraba em praticantes de exercício físico. Principalmente em relação à padronização da dosagem para o alcance dos benefícios esperados e dos protocolos de suplementação que levem em conta modalidade esportiva, duração, intensidade de treino e outros fatores.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Os efeitos da suplementação de creatina na prática do
           exercício físico

    • Authors: Marina Silveira Penadez, Alessandra Doumid Borges Pretto, Nadine Costa Gonçalves, Gustavo Vinícius Monteiro Duarte, Romina Buffarini
      Pages: 802 - 816
      Abstract: Introdução e Objetivo: A creatina é um suplemento alimentar que vem sendo muito utilizado devido ao seu potencial de efeito no rendimento físico, aumentando o desempenho muscular em praticantes de exercício físico e atuando no combate da perda de massa muscular relacionada ao envelhecimento. Este estudo objetivou analisar a literatura científica em relação ao uso do suplemento de creatina na prática de exercício físico em adultos e idosos. Materiais e métodos: A busca foi conduzida utilizando base de dados como PubMed, Scielo e Lilacs e limitou-se a estudos originais, randomizados, realizados com seres humanos, publicados nos últimos dez anos e nos idiomas inglês, português e espanhol. Foram recuperados 415 artigos, onde 40 foram selecionados pelo título, e após a leitura dos resumos, 28 foram descartados por critérios estabelecidos. Após isso os artigos selecionados foram submetidos a uma avaliação de qualidade metodológica pela escala Jadad. Resultados: Foram avaliados 12 artigos, correspondentes a estudos randomizados, sendo metade em adultos e metade em idosos, sendo que a maioria avaliou indivíduos do sexo masculino. Os protocolos de suplementação de creatina variaram em relação à quantidade e tempo de duração. Os desfechos avaliados variaram entre força, índice de fadiga, potência, resistência, neutralização da perda de massa induzida pelo envelhecimento. Conclusão: De modo geral, os estudos mostraram que o exercício de resistência associado ao uso de creatina melhora diferentes pontos no desempenho muscular, como também, neutraliza a perda de massa magra em idosos.
      PubDate: 2024-01-07
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2024)
       
  • Hábitos de consumo alimentar e prevalência de excesso de peso em
           crianças de escolas privadas no município de Vitória da Conquista-BA

    • Authors: Micaella de Cássia Meira Oliveira, Jucilene Reis de Oliveira, Nilma Lanúzia Sampaio Brito
      Pages: 516 - 524
      Abstract: A obesidade infantil tem sido um dos significantes problemas de saúde pública no mundo. Essa fase da vida é um período complexo e de grande risco para a saúde, pois é durante a infância em que se adotam a maioria das práticas alimentares. O presente estudo teve como objetivos analisar o excesso de peso e hábitos de consumo alimentar em crianças, realizar as medidas antropométricas de peso e estatura das crianças, classificar o estado nutricional e avaliar a atividade física dos escolares. Trata-se de um estudo descritivo, exploratório quantitativo e transversal, em que foram coletados os dados em duas instituições privadas na cidade de Vitória da Conquista-BA contando com 112 crianças entre 8 e 10 anos, de ambos os gêneros, do ensino fundamental. Foi utilizado como instrumento um questionário semiestruturado. Para análise de dados foi utilizado o Anthroplus e os SPSS 22.0. A avaliação do estado nutricional foi analisada pelo percentil e escore-z a partir das classificações dos parâmetros: peso por idade, estatura por idade e IMC por idade. Os resultados mostraram que existe peso acima do recomendado para a idade, necessitando de educação alimentar adequada estimulada pela escola e complementada por práticas esportivas.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Consumo de alimento vermelhos com propriedades antioxidantes e a presença
           de lesões em atletas praticantes de ginástica rítmica de uma
           instituição de Joinville-SC

    • Authors: Bianca Eloisa Moreira, Sônia dos Santos Toriani, Erika Dantas de Medeiros Rocha, Ellen Vivian Kegel
      Pages: 525 - 532
      Abstract: Introdução: O consumo de alimentos com propriedades antioxidantes é essencial para atletas na prática intensa de atividade física, pois o consumo de oxigênio aumenta e pode acarretar elevação da produção de radicais livres pode levar estresse oxidativo, acarretando fadiga, lesão muscular e baixo desempenho. Nos alimentos vermelhos os antioxidantes mais encontrados são licopeno e antocianinas, responsáveis pela coloração dos alimentos.  Objetivo: O presente estudo verificou a frequência do consumo de alimentos vermelhos com propriedades antioxidantes e presença de lesões nos atletas de ginástica rítmica, além de averiguar e classificar o estado nutricional. Materiais e metodos: Estudo de caráter transversal aprovado pelo comitê de ética nº 3.424.317, com participação de 8 atletas com idade de 7 a 12 anos, foi aplicado um questionário de frequência alimentar (QFA), para avaliar o consumo além da coleta de dados antropométricos para avaliar o IMC, o qual foi realizado individualmente em forma de entrevista. Dados tabulados em planilhas eletrônicas Excel® Office 365 utilizando estatística descritiva média e percentual. Resultados:  100% (n=8) das atletas encontravam-se em eutrofia e 50% (n=4) já sofreram algum tipo de lesão durante os treinos, o menor consumo dos alimentos pesquisados, foi entre as atletas que relataram já terem sofrido lesões. Discussão: As atletas que apresentaram maior consumo de alimentos antioxidantes foram as que relataram não ter sofrido algum tipo de lesão durante os treinos, podendo ser este fato considerado um dos possíveis fatores para proteção antioxidantes e são necessários na dieta dos atletas a fim de garantir a saúde e prevenir possíveis lesões.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Restrição calórica associada ao exercício resistido em atletas
           eutróficos: uma revisão sistemática

    • Authors: Juliana Fonseca Nogueira Alves, Ana Paula Lima Barros, Moara Mirella Silva Mendonça, Paulo Adriano Schwingel
      Pages: 533 - 543
      Abstract: Introdução: Dietas restritivas associadas com o exercício física ainda são ferramentas utilizadas para alcançar a perda de peso, sendo essas restrições calóricas capazes de acarretar uma diminuição na ingestão energética diária em até 40%. Estudos têm sugerido que suplementações mínimas de CHO em dietas restritivas podem ajudar para praticantes de exercício físico em relação a indicadores de performance. Objetivo: Determinar a influência de dietas restritivas em praticantes eutróficos de exercícios físicos e auxiliar futuras pesquisas sob a condição de restrição energética. Materiais e métodos: Essa revisão sistemática foi elaborada por seleção de estudos através de banco de dados de pesquisa eletrônica no período de 2013 a outubro de 2018 (últimos 5 anos) usando as palavras chaves dieta restritiva, ou restrição, ou energia, treinamento de força, ou treino resistido. Foram considerados elegíveis para o estudo (n=9) em homens adultos (≥18 anos) do sexo masculino, com restrição calórica e treino de resistência ou de força. Resultados: A porcentagem de gordura corporal, diminuiu (0,7–10,0%) em todos os grupos de estudo (n=5) e a massa isenta de gordura não apresentou redução significativa (p>0,58) (59,9 vs. 58,9 kg). Os grupos (n=5) desta revisão, não apresentava gordura corporal elevada e que sofreu restrição calórica substancial (tipo de modalidade esportiva), sem novos estímulos de treinamento, consumiram menores quantidades dos principais macronutrientes. Conclusão: A restrição calórica, promoveu a redução na composição corporal, observando que as prescrições nutricionais, são muito importantes para o rendimento físico do atleta.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Índice da qualidade alimentar de praticantes de atividade física
           em academia

    • Authors: Renata Rodrigues Araújo, Renata Costa Fortes
      Pages: 544 - 550
      Abstract: Introdução: A alimentação tem uma relação direta na prevenção e no tratamento de doenças, assim como, na prática de atividades físicas, o que melhora a capacidade e o rendimento durante os treinos. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi analisar o índice da qualidade alimentar de praticantes de atividade física em academia. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo transversal descritivo, realizado em uma academia de musculação do Distrito Federal, no período de setembro a outubro de 2019.  Foram avaliados50alunos de ambos os sexos. Foi aplicado um questionário com 5 questões, sobre a importância da alimentação saudável associada a prática de atividade física e um recordatório de 24 horas. Resultados e Discussão: Segundo o IASad 14 (28%) apresenta dieta de má qualidade, 17 (34%) precisando de melhorias e 19 (38%) dieta de boa qualidade. Conclusão: Pode-se concluir que, segundo a pesquisa realizada, o índice da alimentação dos praticantes de atividade física é adequado. Visto que a qualidade da dieta é adequada, os resultados esperados serão eminentes.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Influência do acompanhamento nutricional sobre a composição corporal de
           indivíduos praticantes de treinamento de resistência

    • Authors: Dálete Stephani Mendes Passos Santana, António José de Rezende, Renata Costa Fortes
      Pages: 551 - 559
      Abstract: Introdução: o treinamento de resistência conduz à hipertrofia muscular por meio de maior síntese proteica induzida por sobrecargas progressivas nas fibras musculares. Entretanto, esse treinamento só apresentará resultados se estiver em conformidade com hábitos alimentares favoráveis à essa mudança. Objetivo: analisar a influência do acompanhamento nutricional sobre a composição corporal de indivíduos praticantes de treinamento de resistência. Materiais e métodos: estudo transversal analítico realizado em uma academia na cidade de Brazlândia, no Distrito Federal, entre os meses de outubro e novembro de 2019, em amostra composta por 10 indivíduos, de ambos os sexos, na faixa etária entre 20 e 42 anos, praticantes de treinamento de resistência há, no mínimo, um ano. Para a coleta dos dados, foi utilizado formulário próprio para dados antropométricos, recordatório 24 horas e questionário objetivo. Resultados: participantes com acompanhamento nutricional apresentaram menores percentuais de gordura corporal e maiores percentuais de massa magra em ambos os sexos. Conclusão: em termos de prevalência, indivíduos acompanhados por profissional nutricionista apresentaram menores percentuais de gordura corporal e maiores percentuais de massa magra, além de apresentarem uma maior circunferência muscular do braço em relação aos indivíduos que não realizam acompanhamento dietético, o que demonstra que o acompanhamento nutricional influencia positivamente sobre a composição corporal de indivíduos praticantes de treinamento de resistência.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Perfil de adultos jovens praticantes de exercícios físicos em academias
           de ginástica da cidade de São Paulo

    • Authors: Camila Anuar Cleim Rabah, Manoela Borges Vieira e Silva, Maria Luisa Ramos Braidotti, Renata Rissin Waiswol, Thaísa Lopes Rodrigues, Daniele Maria Alves Chaud
      Pages: 560 - 574
      Abstract: Introdução: A busca por um corpo padrão tem se tornado cada vez mais visível na sociedade entre os adultos jovens, principalmente em razão do fácil acesso à mídia onde há uma intensa divulgação de informações. Consequentemente, tomam medidas, como dietas, suplementos e exercícios físicos, para conseguirem o que desejam. Quando não supervisionadas por profissionais capacitados, podem se tornar prejudiciais à saúde. A prática de exercícios físicos combinada com uma alimentação saudável deve visar a saúde e não somente a imagem corporal. Objetivo: Avaliar o perfil de adultos jovens, praticantes de exercícios físicos e frequentadores de academias de ginástica da Cidade de São Paulo. Materiais e métodos: Estudo transversal, realizado em academias de ginástica da cidade de São Paulo no período de agosto a novembro de 2019. Utilizou-se questionário desenvolvido e aplicado pelos próprios pesquisadores, contendo questões sobre prática de exercícios, principais tipos de alimentos consumidos, dietas, uso de suplementos, entre outros. Resultados: A maior parte frequenta academias entre 3 e 5 vezes por semana, sendo a saúde e a estética os principais motivos. Quase 50% já realizou algum tipo de dieta, indicadas, em sua maioria, por nutricionistas. Além disso, 60,9% não usa suplementos alimentares e grande parte diz ter conhecimento sobre os efeitos que podem causar no organismo humano. Dentre os consumidores, 48% dizem consumir por iniciativa própria. Conclusão: Há uma busca por equilíbrio entre alimentação saudável e a prática de exercícios pelos participantes, notando um bom consumo de todos os grupos de alimentos, exceto o de oleaginosas e cereais integrais.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Perfil dos praticantes de crossfit® em relação à prevalência de uso
           de suplementos alimentares e esteróides anabólicos androgênicos como
           recursos ergogênicos

    • Authors: Vanessa Comerlatto, Priscila Berti Zanella, Ana Lúcia Hoefel
      Pages: 575 - 584
      Abstract: Introdução: O uso de suplementos é bastante difundido em diversas modalidades esportivas como auxiliares ergogênicos, mas em muitos casos sem a devida prescrição. Objetivo: O objetivo deste estudo é investigar a prevalência do uso de suplementos alimentares e esteroides androgênicos anabolizantes entre praticantes de CrossFit e se estes foram prescritos por profissionais. Métodos: Foi realizado um estudo transversal com praticantes de CrossFit (n=217), que responderam a um questionário on-line anônimo padronizado e pré-codificado. Resultados: No geral, 50,7% dos indivíduos eram do sexo masculino e a amostra tinha idade média de 33,7 ±5,2 anos. A prevalência do uso de suplementos dietéticos foi de 60,8% e de esteroides androgênicos anabolizantes foi de 5,5%. O uso de suplementos dietéticos foi associado ao uso de esteroides androgênicos anabolizantes (p<0,05). Variáveis demográficas e socioeconômicas não estiveram associadas ao aumento do uso de suplementos alimentares (p>0,05). Frequência semanal de treinamento; experiência de atividade física antes do CrossFit; número de anos de prática de CrossFit e acompanhamento profissional de saúde, estiveram associados ao maior consumo de suplementos (p<0,05). Conclusão: A prevalência do uso de esteroides androgênicos anabolizantes em praticantes de CrossFit (5,5%). Além disso, os indivíduos apresentavam um elevado consumo de suplementos dietéticos (60,8%) e, além disso, houve uma forte correlação entre o consumo de suplementos dietéticos e o uso de esteróides androgênicos anabolizantes.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • O extrato de beterraba vermelha acelera a recuperação da dinâmica não
           linear da variabilidade da frequência cardíaca após o exercício: um
           estudo randomizado

    • Authors: Cicero Jonas R Benjamim, Rafael Rodrigues dos Santos, Andrey Porto, Carlos Roberto Bueno Junior, David M. Garner, Vitor Valenti
      Pages: 585 - 599
      Abstract: Introdução: Estudar o comportamento dos índices não lineares da VFC em situações mediadas pelo exercício pode revelar outras formas de analisar a recuperação da VFC após situações de estresse. Investigar os efeitos agudos do extrato de beterraba na recuperação autonômica após uma sessão aguda de exercícios resistidos. Métodos: Este é um ensaio randomizado, cruzado, duplo-cego e controlado por placebo. Foram avaliados 12 adultos saudáveis do sexo masculino que participaram de dois protocolos em dias randomizados: Extrato de Beterraba (600mg em cápsula) e Placebo (600mg em cápsula). Ambos os protocolos foram aplicados 120 minutos antes de uma sessão de exercício resistido (75% 1RM). A dinâmica não linear da VFC (análise simbólica, SampEn, DFA e fragmentação da FC) foi estudada antes, durante o exercício e durante a recuperação do exercício de força. Resultados: O protocolo de extrato de beterraba intensificou a recuperação da análise simbólica da VFC via índice 0V% (zero variações opostas) e 2UV% (duas variações diferentes); acelerando a recuperação da análise fractal (DFA); no entanto, não foi capaz de desencadear alterações durante a recuperação na fragmentação SampEn e HR. Conclusão: A ingestão de extrato de beterraba antes do exercício resistido melhora a recuperação autonômica dinâmica não linear da VFC após esforço físico.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Análise de rótulos de suplementos alimentares de creatina

    • Authors: Pedro Luccas Moura de Araújo, Aline Guimarães Amorim, Tonicley Alexandre da Silva
      Pages: 600 - 609
      Abstract: Introdução: A população está cada vez mais à procura de uma vida fisicamente ativa e uma alimentação mais equilibrada, aumentando a busca por suplementos alimentares. A creatina é um dos mais utilizados para atividade física devido seus efeitos ergogênicos. Todavia, os rótulos de suplementos devem conter todas as informações obrigatórias de acordo com a legislação. Objetivo: Analisar os rótulos dos suplementos alimentares de creatina conforme a legislação. Materiais e Métodos: Foram avaliados 26 rótulos de creatina, de 25 marcas diferentes, utilizando-se um check list próprio segundo a RDC n°243/2018. Resultados: Dos rótulos analisados 96,2% apresentaram irregularidades. As principais inadequações foram: não apresentar a designação “suplemento alimentar” em negrito (92%) e não apresentar a designação “suplemento alimentar” com tamanho mínimo equivalente 1/3 (um terço) do tamanho da maior fonte utilizada na marca do produto (69%). Além disso, não foi visto diferenças significativas entre as rotulagens das amostras presenciais e onlines. Conclusão: Diversos fabricantes ainda infringem as regras de rotulagem, sendo necessário uma maior ação dos órgãos sanitários para coibir tais práticas e garantir rótulos com informações seguras, evitando riscos à saúde dos consumidores.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Uso agudo de maltodextrina® e elevação da glicemia durante e após
           sessão de treinamento resistido em adultos saudáveis

    • Authors: Igor Fontes de Moraes, Tatiana Moreira Domingues
      Pages: 610 - 620
      Abstract: O treinamento resistido (musculação) é uma prática que consiste em trabalhos com pesos e repetições voltada ao fortalecimento de um músculo ou grupo muscular. No presente trabalho, foram incluídos 21 praticantes regulares de musculação, com tempo médio de prática de exercício físico de 7,2 anos. Os indivíduos foram divididos em três grupos amostrais: o primeiro recebeu uma dose de 1 g/kg de suplemento alimentar composto por carboidratos (maltodextrina®), imediatamente antes do início da sessão de treinamento; o segundo recebeu uma dose de 2 g/kg também de maltodextrina® logo antes do início da sessão de treinamento; e o terceiro (o grupo controle experimental) recebeu um composto placebo - um suco em pó (Clight®) na versão zero açúcar - também antes do início da sessão de treinamento. O objetivo principal deste estudo foi avaliar a resposta glicêmica, através de um medidor de glicemia capilar portátil, em função da suplementação com carboidrato, durante e após o treinamento, e em relação ao desempenho físico do praticante de musculação. Os resultados obtidos mostraram que houve uma diferença estatística significativa nos níveis de variação glicêmica entre o grupo que ingeriu 1 g/kg de maltodextrina® e o grupo controle, enquanto o grupo que consumiu 2 g/kg de maltodextrina® não apresentou variações significativas na glicemia quando comparado aos demais grupos. Além disso, nenhum participante apresentou sinais de hipoglicemia de rebote devido à alta ingestão de carboidratos antes da sessão de treinamento, nem prejuízo significativo no desempenho esportivo.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Uso de suplementos alimentares e avaliação da imagem corporal de
           praticantes de musculação no período de pandemia da COVID-19

    • Authors: Eloiza Kern, Romário Ribeiro de Oliveira, Eloá Angélica Koehnlein
      Pages: 621 - 633
      Abstract: As relações com o corpo são muito influenciadas pela sociedade, que impõe padrões de como os indivíduos devem apresentar seus corpos. Além do aumento da prática de atividade física, busca-se outros recursos para atingir estes padrões estéticos, e a suplementação nutricional é uma delas. Este estudo teve como objetivo avaliar o uso de suplementos alimentares e a imagem corporal de praticantes de musculação no período de pandemia da COVID-19. Foi realizada uma pesquisa descritiva, transversal no ano de 2021 com praticantes de musculação de academias na microrregião de Capanema-PR. Foram aplicados de forma online um questionário para caracterização sociodemográfica, clínica e relativa à prática de musculação e uma escala de foto silhueta para avaliação da imagem corporal. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e as associações pelo de teste Qui-quadrado. Avaliou-se 115 praticantes, predominantemente do sexo feminino (71,3%), com idade entre 19 a 30 anos (60%), solteiros (55,7%), cursando ensino superior (46,1%) e com renda acima de 2 a 5 salários mínimos (46,1%). Foi identificado que 55,7% utilizavam suplementos alimentares, sendo 78,8% do sexo masculino. A avaliação da imagem corporal demonstrou que 80,9% dos praticantes de musculação apresentavam insatisfação, especialmente naqueles com IMC <24,9kg/m2, sendo que 63,5% referiram desejo de aumentar massa muscular. Concluiu-se que a frequência de uso de suplementos alimentares dos praticantes de musculação foi elevada, com o agravante da prescrição não ser realizada por profissional habilitado, bem como a insatisfação com a imagem corporal esteve fortemente presente nesse grupo.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Análise subjetiva de sintomas de mal-estar durante o treino de força:
           relação entre refeição pré-treino e desempenho

    • Authors: Nataly Martins Paiva, Júlio César Chaves Nunes Filho, Daianne Cristina Rocha
      Pages: 634 - 641
      Abstract: O treinamento resistido vem sendo um dos exercícios físicos mais escolhidos por indivíduos que almejam melhor desempenho físico e ganho de massa magra. A alimentação efetuada antes do treino é primordial para a performance durante a prática de atividade física. Entre os benefícios desta refeição podemos citar a capacidade de evitar manifestações de mal-estar, permitindo um maior tempo de treino. Nesse contexto, o presente estudo teve como objetivo avaliar a carga glicêmica (CG) e o índice glicêmico (IG) das refeições pré-treino em praticantes de musculação e correlacionar com o desempenho, através da análise subjetiva de sintomas de mal-estar durante o treino de musculação. A amostra foi composta por 45 praticantes de musculação com idades entre 18 e 35 anos, de ambos os sexos. Para a coleta de dados foi realizada a aplicação online do questionário adaptado de Ackel-D'Elias. Além disso, foi realizada uma ligação para cada participante em que foram coletadas informações sobre sua alimentação habitual antes do treino. Ao término do estudo foi possível verificar que a maioria dos participantes apresentaram sintomas de mal-estar durante o exercício físico independente do IG da refeição. Além disso foi visto que o consumo de carboidratos com alto e moderado IG, aceleraram o retorno da fome durante o treino e o consumo da refeição pré-treino antes de 60 minutos do exercício causou sintomas de empachamento nos participantes.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Análise de proteínas carboniladas em formulações de bolos adicionadas
           com whey protein

    • Authors: Alisson de Carvalho Gonçalves, Jaqueline Borges, Renata Campos Leão, Luiz Ricardo Soldi, Katia Aparecida Silva, Guilherme Portari
      Pages: 642 - 647
      Abstract: Modificações químicas em formulações de bolos elaborados com whey protein e submetidos a altas temperaturas sofrem a formação de proteínas carboniladas que é um biomarcador de oxidação proteica. Foram elaboradas formulações de bolo com e sem adição de whey protein, divididos entre cru e assado, totalizando 4 amostras. A composição química foi analisada em triplicata, seguindo metodologias descritas pela AOAC. As proteínas carboniladas foram quantificadas por espectrofotometria no Laboratório de Análise de Alimentos do Departamento de Nutrição da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Os resultados foram apresentados como média ± desvio padrão e analisados por ANOVA e pós-teste de Tukey, adotando-se como significativo p<0,05. As amostras cruas apresentaram maior teor de água em relação às torradas, e maior quantidade de cinzas na amostra adicionada de whey protein. A quantidade de proteína foi maior nas amostras com whey protein. A amostra assada com whey protein apresentou maior quantidade de proteínas carboniladas em relação às demais. A adição de whey protein influenciou positivamente no aumento da formação de proteínas carboniladas no bolo. A ingestão de proteínas oxidadas pode causar distúrbios e doenças e deve ser evitada.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Estilo de vida ativo na satisfação da imagem corporal e autoestima em
           acadêmicas do curso de educação física

    • Authors: Leyla Regis de Meneses Sousa Carvalho, Bruna de Oliveira Batista
      Pages: 648 - 658
      Abstract: Introdução: A imagem corporal é a percepção que o indivíduo tem de seu corpo, expresso em sua mente, isto é a forma como ele se ver, é uma construção multidimensional influenciada por fatores biológicos, históricos, sociais e culturais Objetivo: Verificar o estilo de vida ativo na satisfação da imagem corporal e autoestima em acadêmicas do curso de Educação física. Materiais e Métodos: A amostra foi composta por 100 acadêmicas do sexo feminino do curso de Bacharelado em Educação Física da cidade de Teresina-PI. Para tanto, foram utilizados Questionários de identificação de dados, Escala de Rosemberg (1985) e Escalas de Silhuetas Femininas (ESF) validada por Kanno (2009). A análise dos dados foi realizada por meio de valores percentuais, estes foram calculados no programa SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) versão 22.0. Resultados: As acadêmicas não estão satisfeitas com o corpo, porém sem altas discrepâncias, as acadêmicas sedentárias se percebem como Imagem Real (IR) na silhueta (6) componente eutrófico e idealizam (II) na silhueta (3) componente hipetrofiado, entretanto as acadêmicas ativas se avaliam na Imagem Real (IR) a silhueta (4) componente eutrófico e idealizam (II) a silhueta (3) componente também hipertrofiado,  ambos os grupos  manifestaram  discrepâncias com características de distorção mediana e baixa. Não houve associação da autoestima com o exercício físico, uma vez que, tanto as acadêmicas ativas quanto as sedentárias manifestaram autoestima baixa. Conclusão: As acadêmicas de ambos os grupos acusam o desejo de serem hipertrofiadas, idealizando corpos semelhantes aos divulgados pela mídia.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Influência da ingestão de nitrato nas respostas cardiovasculares,
           hemodinâmicas e no desempenho ao treinamento de força: uma revisão
           crítica

    • Authors: Mateus Chaves Primo, Osvaldo Costa Moreira
      Pages: 659 - 668
      Abstract: Introdução: O nitrato é um recurso nutricional utilizado no esporte devido sua atividade ergogênica, sendo uma substância precursora do óxido nítrico e possuindo um papel importante na regulação de parâmetros funcionais e fisiológicos relacionados ao desempenho esportivo, devido sua ação vasodilatadora e hipotensiva. Objetivo: Realizar uma revisão de literatura para apresentar e discutir os efeitos da ingestão do nitrato nas respostas cardiovasculares e hemodinâmicas durante o treinamento de força. Materiais e Métodos: Foi realizada uma busca na base de dados do PubMed e SciELO, incluindo estudos que associavam esses três fatores (nitrato; respostas cardiovasculares; treinamento de força). Resultados: Foi possível verificar que o nitrato influencia na resposta hemodinâmica devido à metabolização do nitrato que vai gerar como produto o óxido de nítrico na circulação sistêmica, aumentando sua produção na corrente sanguínea, especialmente nas condições em que existe uma demanda aumentada por oxigênio, como durante o exercício físico. Os efeitos fisiológicos destacam-se a melhora da respiração mitocondrial e muscular, modificando fatores como pressão arterial, frequência cardíaca e redução do consumo de oxigênio durante a realização do exercício, devido ao relaxamento do músculo liso, promovendo a vasodilatação e a regulação do fluxo sanguíneo e, consequentemente, melhorando o fornecimento de oxigênio. Conclusão: A suplementação de nitrato possui efeitos fisiológicos positivos no treinamento que melhoram o desempenho e performance esportiva. Entretanto, estes efeitos não são vistos em todos os estudos, devido à influência de determinadas variáveis como condicionamento físico, duração do exercício e doses administradas.
      PubDate: 2023-12-28
      Issue No: Vol. 17, No. 107 (2023)
       
  • Composição corporal e consumo alimentar de um grupo de
           trilheiros de São Paulo

    • Authors: Gabriela Soares Limeira de Araujo, Marcia Nacif, Juliana Masami Morimoto
      Pages: 382 - 394
      Abstract: A alimentação e o estado nutricional de trilheiros é fundamental para que o praticante não apenas complete o percurso, mas que o faça em condições de aproveitar a aventura. Assim, este estudo avaliou a composição corporal e o consumo alimentar de um grupo de trilheiros de São Paulo. Foi realizado um estudo transversal com praticantes de trilhas, de ambos os sexos, que consentiram em participar da pesquisa. Para avaliar a composição corporal aferiu-se o peso, estatura, dobras cutâneas e circunferências corporais. O percentual de gordura corporal foi calculado segundo Siri (1961) e classificado por Lohman (1992). O consumo alimentar foi avaliado pela aplicação de um Recordatório de 24 horas. Os macronutrientes, ácidos graxos, vitaminas A, C, E, cálcio, magnésio e ferro foram calculados utilizando-se o Software Avanutri® versão 4.0. Utilizou-se as recomendações do Institute of Medicine (2001) e da Sociedade Brasileira de Cardiologia (2013). Foram avaliados 14 trilheiros com idade média de 29 anos, sendo 50% do sexo feminino e 50% do masculino. Pôde-se notar que 35,71% dos participantes estavam acima do peso e 50,0% tinham elevado percentual de gordura. Os homens apresentaram maior estatura e peso e as mulheres maiores porcentagem de gordura e dobra bicipital (p<0,001). Verificou-se ingestão adequada de macronutrientes, porém consumo elevado de gorduras saturadas e colesterol. Também se observou alta prevalência de inadequação quanto ao consumo de cálcio e maior ingestão de lipídios pelas mulheres (p<0,05). Desta forma, recomenda-se que estes indivíduos recebam orientações sobre nutrição visando um melhor rendimento e saúde.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Avaliação da glicemia após sobrecarga oral de batata-doce em pó,
           maltodextrina ou waxy maize

    • Authors: Yasmin Negrão Rufini
      Pages: 395 - 402
      Abstract: Introdução e Objetivo: A batata-doce em pó foi inserida no mercado brasileiro como um suplemento fonte de carboidrato de absorção lenta, porém, não existem estudos que mostrem a resposta glicêmica proporcionada por ela. Desta forma, o objetivo deste estudo é verificar a glicemia capilar de duas horas, resultante do consumo do suplemento de batata-doce em pó e compará-la com a da maltodextrina e a do waxy maize. Materiais e Métodos: Onze indivíduos ingeriram 75 g de carboidrato proveniente de batata-doce em pó (BD), maltodextrina (MD) ou waxy maize (WM) em momentos distintos. Foi aferida a glicemia em jejum, 15, 30, 45, 60, 90 e 120 minutos após a ingestão. A diferença entre as médias de glicemia de cada condição e ao longo do tempo foi analisada através do teste ANOVA para medidas repetidas. Resultados: O consumo da BD mostrou resposta glicêmica diferente da MD nos momentos 15, 30 e 45 minutos (p < 0,01). Não houve diferença entre BD e WM. Conclusão: A glicemia de duas horas, resultante do consumo de batata-doce em pó é menor àquela obtida pela maltodextrina, porém, similar à do waxy maize.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Efeitos do uso de whey protein sobre o desempenho funcional (single hop
           test) e teste de RM: estudo clínico randomizado

    • Authors: Anderson Ranieri Massahud, Giuliano Roberto da Silva, Marcela Rezende Sandy, Rafaela Zanin Ferreira, Marcelo Renato Massahud Junior, Adriano Prado Simão
      Pages: 396 - 408
      Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar se a suplementação de Whey Protein exerce efeitos no aumento da força máxima e sobre o desempenho de testes funcionais (Single Hop Test). Foi realizado um estudo clínico randomizado com voluntários do sexo masculino. Preencheram os requisitos de inclusão no estudo 12 homens, sendo doze em cada grupo. O primeiro grupo realizou o protocolo de treinamento e suplementado com Whey Protein mais dextrose (GW), enquanto o segundo grupo realizou o mesmo protocolo de treinamento, sendo suplementado somente com dextrose (GC). O programa de treinamento com exercícios resistidos até a falha concêntrica (80% do RM) teve duração de três semanas e frequência de três vezes por semana com intervalo mínimo de 48 horas entre as sessões. Os participantes foram avaliados através do teste de desempenho funcional (Single Hop Test) e teste de Repetição Máxima (RM). Para comparação dos resultados, utilizamos o valor de delta (∆) obtido da comparação entre os valores pré e pós-treinamento (onde valor-pós menos o valor-pré = valor delta). Quando foi observada normalidade dos dados eles foram analisados pelo teste t, em contrapartida, para os dados que apresentaram distribuição não normal foi utilizado o teste de Mann-Whitney (intergrupo) ou o teste de Wilcoxon (intragrupo). Foi considerado nível de significância de p<0,05. De acordo com os resultados houve diferença significativa entre os dois grupos para os testes de desempenho funcional e repetição máxima. Podemos concluir que a utilização de Whey Protein foi eficaz na melhora do desempenho sobre o teste funcional Single Hop Test e sobre o teste de 1 RM de extensores de joelho quando associado ao treinamento resistido até a falha concêntrica.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Relação da suplementação com β-alanina na concentração de carnosina
           em exercícios anaeróbicos e aeróbicos: uma revisão sistemática

    • Authors: Mabel Quereno de Oliveira Luna Siebra de Freitas, Milfont Milfont, Kamila Alves da Silva, Francisca Letícia de Oliveira Lima, Francisco Fábio Bezerra de Oliveira, Ana Cibele Pereira Sousa Sousa, Stéfany Rodrigues de Sousa Melo
      Pages: 409 - 418
      Abstract: A carnosina possui papel significativo na regulação do pH muscular, sendo considerado um fator de reforço neuromuscular das capacidades físicas e diminuição da fadiga muscular. No entanto essa substância é dependente da suplementação com β-alanina para sua síntese, e nesse caso, a utilização da β-alanina pode ser considerada um excelente auxiliar ergogênico para o desempenho esportivo. Diante disso, este estudo objetivou realizar uma revisão sistemática acerca do efeito da suplementação com β-alanina no desempenho físico em exercícios anaeróbicos e aeróbicos. Para a condução desse estudo, realizou-se a busca de artigos indexados nas bases de dados PubMed, BVS e Science Direct, selecionados a partir do Medical Subject Heading (MeSH) e Descritores em Ciências da Saúde (DeCS): β-alanina AND Physical Exercise OR Physical Performance. Foram selecionados 11 artigos contemplando 215 pessoas que receberam entre 5 e 12 g de β-alanina/dia durante um intervalo de 2 a 24 semanas. Foi possível observar aumento da carnosina intramuscular e dados de desempenho físico melhorado nas modalidades após a suplementação. Por isso, apesar dos fatores como idade, gênero e tipo de fibra muscular esquelética influenciarem os níveis de carnosina intramuscular, a análise dos protocolos da suplementação com β-alanina em diferentes intervalos e doses se mostrou eficaz no aumento das concentrações de carnosina intramuscular, principalmente em exercícios aeróbicos de alta intensidade.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Satisfação com a imagem corporal e comportamento alimentar de
           universitários praticantes de atividade física

    • Authors: Adriana Gracio de Carvalho, Giovanna Nogueira Lara Cantera, Maria Eduarda Cabreira, Mariana Oliveira Rey Dominguez, Marcia Nacif, Ana Paula Bazanelli, Renata Furlan Viebig
      Pages: 419 - 427
      Abstract: Introdução: A transição para o ensino superior é desafiadora para os jovens e muitos universitários não dispõem de tempo livre para cuidar da alimentação e de sua qualidade de vida, devido à rotina dos estudos. Ademais, alguns estudantes apresentam comportamentos alimentares inadequados que podem influenciar seu estado nutricional e satisfação com a imagem corporal. Objetivo: Avaliar a satisfação com a imagem corporal e comportamento alimentar de jovens universitários, praticantes de atividade física de São Paulo. Materiais e métodos: Estudo transversal, realizado com universitários praticantes de atividade física. Para avaliar a satisfação com a imagem corporal, aplicou-se a escala de silhuetas proposta por Kakeshita e colaboradores (2009). A satisfação e a insatisfação dos alunos com a aparência geral de seu corpo foi avaliada pela Body Area Scale e o comportamento alimentar por meio do Dutch Eating Behavior Questionnaire. Resultados: Avaliou-se 65 universitários, sendo a maioria do sexo feminino (66,2%), com idade entre 18 e 21 anos (66,2%). Quanto ao comportamento alimentar e satisfação com a imagem corporal, observou-se que grande parte das mulheres fazia restrição alimentar com o objetivo de emagrecimento (34,9%) e desejavam ter uma silhueta menor que àquela que relataram apresentar. Também se verificou que as mulheres se mostraram descontentes principalmente com seus braços, pernas, cintura, nariz e peso. Nos homens, os principais motivos de insatisfação foram com o formato do corpo, perfil, cintura, dentes e peso. Conclusão: Foi encontrada uma grande insatisfação com a imagem corporal em universitários, sugerindo que ações de orientação sejam voltadas a estes jovens.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Avaliação nutricional em jogadores de futebol do Vale do Ribeira na
           faixa etária de 13 a 15 anos

    • Authors: Ana Claudia Schubert Ribeiro Ribeiro, Ana Caroline Nascimento Faria, Francini Xavier Rossetti, Arthur Negrão
      Pages: 428 - 432
      Abstract: O futebol é caracterizado pela prática de exercícios intermitentes e de intensidade variável, necessitando de uma alimentação adequada, com quantidades de   macronutrientes e micronutrientes adequados para cada jogador, para favorecer na manutenção das reservas de energia para competição, além de promover uma rápida recuperação entre sessões de treino/competição e manter um bom estado de saúde em geral. O objetivo do presente estudo é avaliar o consumo alimentar e o estado nutricional dos atletas de 13 a 15 anos, em escolas de futebol do Vale do Ribeira. Foi avaliado o Índice de Massa Corporal (IMC) através da aferição do peso e altura. A amostra foi composta por 40 atletas em duas cidades, sendo elas: Cajati-SP e Pedro de Toledo-SP. Os atletas responderam a um questionário de marcador de consumo alimentar, e foi feito uma avaliação da composição corporal. A maioria dos atletas encontra-se com IMC adequado para idade. Os resultados do presente estudo, sendo 77,5% apresentaram IMC eutrófica /adequado, ainda assim 15 % apresentaram sobrepeso, 5% apresentaram obesidade e apenas 2,5% apresentaram magreza sugerem que sejam realizadas intervenções nutricionais em futebolistas, visando melhorar o desempenho deles e proporcionar uma reserva de glicogênio muscular, já que a grande maioria se apresenta eutrófica.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Efeitos da perda de peso rápida em atletas de Taekwondo

    • Authors: João Pedro Chaves, Lucio Marques Vieira-Souza, Wesclay José de Andrade Santos, Paulo Ricardo Prado Nunes, Tharciano Luiz Teixeira Braga da Silva, Jymmys Lopes dos Santos, Donizete Cícero Xavier de Oliveira
      Pages: 433 - 442
      Abstract: Nos esportes de combate a massa corporal possui uma grande relevância para a determinação da categoria que o atleta irá competir. Assim, a pesagem possui uma relevância no ambiente competitivo dessas modalidades. No Taekwondo é comum atletas perderem a massa corporal usando estratégias que prejudicam a saúde e a performance. O objetivo do presente estudo foi identificar a influência, as estratégias e os sintomas da perda de massa corporal dos atletas participantes do Campeonato Brasileiro de Taekwondo de 2016. Foi aplicado um questionário denominado Questionário de Perda de Peso Pré-Competitiva. A análise estatística foi realizada por meio de estatística descritiva. Dos 30 atletas participantes, 29 atletas (96,66%) relataram perder peso para competir. O técnico/mestre do atleta é o maior influenciador para a perda de peso pré-competitiva. As estratégias mais utilizadas são a diminuição da ingestão de líquidos, aumento da quantidade de treinamentos e a omissão na realização de refeições. A tontura foi o principal sintoma encontrado nos atletas que buscam a perda rápida de peso antes da competição. Esses achados, sugerem a importância para um maior fomento na discussão que visa a saúde do atleta na identificação de como é feita essa perda de peso rápida, as consequências, os profissionais que a orientam, assim como os riscos a que os atletas são expostos.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Uso de suplementos entre os praticantes de musculação em
           academias

    • Authors: Rafael Meira Couto, Rafaela Maria Sisílio Fonseca, Wellington Danilo Soares
      Pages: 443 - 448
      Abstract: A preocupação pela saúde e por um físico melhor é uma realidade na sociedade e isso se reflete no aumento de praticantes de musculação e na busca por suplementos nutricionais. O objetivo deste estudo foi avaliar o consumo de suplementos nutricionais por praticantes de musculação em duas academias de Montes Claros-MG. Realizou-se estudo transversal, amostra não probabilística, composta por indivíduos 94 indivíduos com idade entre 18-51 anos, praticantes de musculação. Utilizou-se validado de Vieira (2018) aplicado presencialmente em duas academias de Montes Claros e de forma online. Dos participantes, 50% foram homens, a média de idade foi de 26,5 anos; 52,1% treinavam cinco vezes por semana ou mais, 92,5% realizavam sessões de treino igual ou superior a uma hora. De todos os participantes, um total de 85,1% já fizeram uso de algum suplemento e o mais predominante foram o Whey Protein (85%) e a creatina (77,5%). A principal fonte de prescrição foi iniciativa própria com 58,8% e o principal objetivo para utilização de suplementos foi o ganho de massa muscular (83,8%). Houve diferença significativa para uso de suplemento entre os homens e mulheres, mostrando uma maior utilização por parte dos homens. Concluiu-se que houve expressiva utilização de suplementos alimentares sem a devida prescrição e orientação do profissional adequado. O que pode acarretar uma utilização incorreta levando a efeitos colaterais.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Análise do teor de proteínas em barras proteicas de origem animal, mista
           e vegetal, e adequação da rotulagem à legislação

    • Authors: Anelize Correia de Morais, Beatriz Regina Ribeiro Passos da Silva, Giovanna Bovo Guth Freitas, Glenys Mabel Caballero Córdoba, Joseane Almeida Santos Nobre
      Pages: 449 - 458
      Abstract: Introdução: As barras à base de proteínas têm ganhado destaque entre os praticantes de atividade física. Apesar da popularidade, torna-se necessário a investigação da rotulagem para viabilizar se a quantidade de proteína instituída no rótulo condiz com a quantidade analisada em laboratório, também analisando se os requisitos propostos para a rotulagem deste valor se encontram dentro das especificações destinadas a estes produtos. Objetivo: Realizar a análise do teor de proteínas em barras proteicas de origem animal, mista e vegetal, e adequação da rotulagem à legislação. Materiais e métodos: As barras proteicas foram adquiridas em lojas especializadas localizadas na região de Americana-SP, sendo de seis marcas diferentes. As amostras foram analisadas em quintuplicatas, pelo método de Kjeldahl, no laboratório da Faculdade de Americana FAM. A análise da rotulagem foi realizada com base em legislações vigentes, utilizando o software SPSS versão 26.0, com teste de Anova One Way. Resultados: Na análise quantitativa, duas barras não atingiram o limite de tolerância de proteína, e na análise qualitativa três rotulagens não atenderam as especificações da rotulagem. Conclusão: Todas as barras apresentaram quantidades similares de proteínas, não importando a origem: vegetal, mista ou animal. Contudo, foram detectadas irregularidades quanto ao teor de proteína analisado e nas especificações de rotulagem, não possuindo resultados de pesquisa satisfatórios em todas as marcas analisadas.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Perfil do consumo de suplementos alimentares em praticantes de treinamento
           de força do município de Nova Esperança do Sul

    • Authors: Marcelo Marques Minosso, Marcos Franken
      Pages: 459 - 467
      Abstract: A grande procura por academias nos dias de hoje, está relacionada com a mudança de aparência da maioria dos praticantes de treinamento de força, tendo como um dos principais objetivos o aumento da massa muscular. Este estudo teve como objetivo analisar o consumo de suplementos alimentares em praticantes de treinamento de força na cidade de Nova Esperança do Sul. O estudo foi realizado com 37 praticantes de treinamento de força (média de idade de 27,7 ± 6,1 anos) que já fizeram ou fazem uso de no mínimo um suplemento alimentar que praticam treinamento de força. O questionário foi aplicado quanto à identificação, prática de treino de força e o consumo de suplementos. Observou que 86,49% optaram pelo uso de Whey Protein, 81,08% optaram por creatina, 54,05 optaram por vitaminas. Sobre quem indicou os suplementos alimentares, demonstram que os professores de educação física e nutricionistas são os que mais indicam e prescrevem suplementos alimentares e 35,14% não receberam indicação para o uso dos suplementos alimentares. Em relação ao consumo de suplementos alimentares por praticantes de treinamento de força na cidade de Nova Esperança do Sul, observa-se que há grande maioria realizam o consumo de suplementos alimentares a base de proteínas e aminoácidos. Já os aminoácidos favorecem aqueles praticantes, que praticam atividade de alta intensidade já que seu efeito ergogênico oferece uma série de efeitos para a melhora do desempenho físico.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Efeitos da nutrição com restrição de tempo na densidade urinária,
           composição Corporal e desempenho atlético: modelo ramadan fast

    • Authors: Sibel Tetik Dündar
      Pages: 468 - 478
      Abstract: Objetivo: Este estudo foi realizado para estudar os efeitos do jejum do Ramadã, que é um dos modelos nutricionais com restrição de tempo na densidade urinária, composição corporal e desempenho atlético. Participaram da pesquisa 27 alunos com idade média de 20,57±1,59, praticantes de esportes recreativos. Todos os participantes registraram toda a comida que comeram durante as horas entre o intervalo e o início do jejum, quando é permitido comer durante o mês do Ramadã. Ao mesmo tempo, a quantidade de água consumida, os horários de exercício e sono, o número de cigarros fumados também foram registrados. Na determinação dos somatótipos, foram utilizados um compasso de dobras cutâneas, uma fita e um compasso digital para medir o espessura, o perímetro e o diâmetro das dobras cutâneas, respectivamente. Os índices de massa corporal, gordura, músculo, osso e água foram medidos por meio de uma balança digital de análise corporal. A química da urina foi medida pelo método de fotometria de reflectância. Um teste de recuperação intermitente WAnT e Yo-Yo foi realizado para determinar o nível de potência anaeróbica e o nível de potência aeróbica, respectivamente. Consequentemente, o jejum pode ser um benefício tanto para a redução quanto para o interrupção do tabagismo. Ao mesmo tempo, resultados efetivos podem ser obtidos na perda de peso apesar do ritmo biológico. Este estudo mostra que a poder anaeróbico daqueles que jejuam aumenta enquanto seu poder aeróbico reduz.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Efeitos da suplementação com suco de beterraba e a importância do
           óxido nítrico em corredores

    • Authors: Richard Danilo Serrano, Vitória Bertochi, Jhonattan Chanquetti, Michelle Granato Brasileiro, Felipe Augusto Godoy, Raphael dos Santos Vitória Bertochi, Nailza Maestá
      Pages: 479 - 487
      Abstract: A Beterraba é um importante precursor de óxido nítrico, por ser rica em nitrato, capaz de contribuir como suplemento para atletas que buscam melhorar o seu desempenho na prática física. Se tratando de uma atividade física de alta intensidade, selecionamos um grupo de corredores para participar do estudo visando praticidade de ingestão desse suplemento, investigando a eficácia do suco de beterraba como uma oferta de pré-treino para os atletas. O estudo foi realizado com 10 atletas considerados corredores amadores, divididos em dois grupos por sorteio: Placebo e Beterraba. O percurso da prova foi dentro do campus da Universidade Metodista de Piracicaba, totalizando 5 quilômetros, em ritmo forte. A partir dos resultados apresentados neste estudo, não foi observado o efeito vasodilatador nos atletas que ingeriram a beterraba. Houve efeito positivo em ambos os grupos por se tratar de uma ingestão de carboidratos. O xarope de groselha, um carboidrato de rápida absorção, teve o pico de glicose mais elevado, porém o grupo beterraba teve um aumento de glicose mesmo se tratando de um carboidrato de absorção moderada e possuir fibras. A partir disso, concluímos que os efeitos positivos vieram por se tratar de uma ingestão de carboidratos, dando ênfase na qualidade dele no uso de pré-treino para atletas.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Ingestão de macronutrientes, conhecimento nutricional e motivação para
           a prática de atividade física em duas modalidades de atividade física

    • Authors: Caio Batista de Rezende, Alessandra Costa Pereira Junqueira, Telma Maria Braga
      Pages: 488 - 496
      Abstract: Em virtude das necessidades fisiológicas e metabólicas que qualquer ser vivo possui, é essencial a existência de uma dieta adequada em termos de calorias e nutrientes. Por outro lado, quando o assunto se trata de praticantes e atletas do esporte, essas exigências nutricionais mudam e o metabolismo energético passa a funcionar de maneira diferente. Além disso, ainda no contexto de saúde e desempenho, o nível de conhecimento sobre nutrição e fatores motivacionais exercem papeis fundamentais. Diante disso, este estudo teve por objetivo avaliar padrões alimentares entre praticantes de Crossfit e Musculação. A amostra foi composta de 40 indivíduos de ambos os sexos, recrutados em dois centros de treinamento. Os participantes responderam a um questionário sociodemográfico, a Escala de conhecimento nutricional do National Health Interview Survey Cancer Epidemiology e a Escala de Motivação para o exercício físico - 2. Em seguida foi aplicado o recordatório alimentar de 24 horas, finalizando a coleta com aferição de peso e altura. Observou-se a existência de dois fatores de maior importância quanto ao grau de motivação em relação a influência na prática do exercício físico, uso de suplementos nos praticantes e a prática de uma ou mais estratégias para perda ou controle de peso em ambas as modalidades. Resultados mostraram que a maior parte dos participantes descreveram uma ingestão alimentar hipocalórica, hipoglicídica e hiperproteíca, tendo como maior prevalência o consumo inadequado em relação as recomendações, salientando a importância do levantamento de informações sobre praticantes destas modalidades para orientações adequadas e que tragam benefícios à saúde.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Efeitos da suplementação de creatina no desempenho físico
           de paratletas

    • Authors: Ana Clara Neville Armond Santos, Caio Eduardo Gonçalves Reis, Rafael Longhi
      Pages: 497 - 504
      Abstract: Os paratletas possuem peculiaridades metabólicas e fisiológicas. Estes indivíduos devem ter prescrições dietéticas e de suplementos alimentares realizadas cautelosamente. Diante disso, as prescrições nutricionais para atletas não devem ser reproduzidas para os paratletas, pois podem não ser seguras ou apropriadas. A creatina é um suplemento dietético ergogênico comprovado em diversas populações. Para os paratletas são necessárias evidências robustas devido a individualidade em relação ao local e ao tipo da lesão, que geram diferentes respostas metabólicas e fisiológicas. Desse modo, o objetivo do presente estudo é sintetizar os resultados acerca dos efeitos da suplementação de creatina em paratletas no desempenho esportivo, bem como o protocolo de suplementação. O estudo trata-se de uma revisão narrativa sobre os efeitos da suplementação de creatina no desempenho esportivo em paratletas. Foram realizadas buscas em bases de dados utilizando palavras-chave e critérios de inclusão e exclusão. Após a identificação houve a triagem e leitura na íntegra dos estudos encontrados para análise qualitativa. A maior parte dos estudos mostraram que o uso da creatina na dosagem de 5 a 20 gramas de creatina durante oito semanas ou a suplementação de 20 gramas por dia durante sete dias resultou em melhor desempenho aos paratletas. O único estudo que não encontrou alterações significativas nas variáveis avaliadas apresentou justificativa biologicamente plausível para esse resultado. A suplementação de creatina em paratletas melhora o desempenho, principalmente de treino resistido e força, tanto no uso agudo quanto crônico, que também se mostrou seguro com dosagens entre 5 a 20 gramas.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Efeitos da suplementação de ômega 3 na liberação de irisina pelo
           músculo esquelético

    • Authors: Felipe de Almeida Rocha, Alexandre Duarte Baldin
      Pages: 505 - 515
      Abstract: Introdução: O tecido muscular esquelético é tido como órgão endócrino, pois com exercício físico intenso, ocorrem contrações musculares e, assim libera substâncias que promovem efeitos hormonais, sendo uma delas conhecida como irisina, podendo modular tecido adiposo branco em tecido adiposo marrom, que passa a aumentar termogênese. O ômega 3 vem sendo estudado como estratégia para maior liberação de irisina para promover aumento na termogênese, principalmente em pessoas obesas. Materiais e Métodos: Foi realizada uma revisão narrativa em que se buscou artigos em quatro bases bibliográficas de pesquisa, sendo elas PubMed, Scielo, Lilacs e dissertações de mestrados e teses de doutorados em repertórios de universidades federais. Foram selecionados artigos e trabalhos publicados entre os anos de 2010 e 2020, escritos nas línguas em inglês, português e espanhol. Conclusão: Foi possível concluir que administração do óleo essencial ômega 3, traz diversos benefícios para a saúde da população, principalmente em tratamento para população com obesidade. No que diz respeito à irisina, estudos com camundongos mostraram efeitos benéficos na suplementação de ômega 3, elevando a irisina sérica. No entanto, são necessários estudos controlados em humanos para melhor análise.
      PubDate: 2023-12-03
      Issue No: Vol. 17, No. 105 (2023)
       
  • Relação entre binge drinking e composição corporal de homens
           praticantes de musculação

    • Authors: Bruna Krein Rademann, Giovana Cristina Ceni
      Pages: 336 - 343
      Abstract: O consumo de álcool por esportistas tem sido amplamente discutido. A ingestão abusiva pode afetar negativamente a saúde do músculo esquelético, interferindo na composição corporal. Este estudo teve como objetivo verificar a relação entre o consumo de bebida alcoólica (binge drinking) com a composição corporal de praticantes de musculação. Trata-se de uma pesquisa descritiva transversal. Para avaliação do consumo de bebida alcoólica foi utilizado o questionário autoaplicável intitulado The Alcohol Use Disorders Identification Test (AUDIT). A composição corporal foi definida com medidas antropométricas. As análises estatísticas foram realizadas com nível de significância de 5% (p<0,05). Participaram do estudo 55 homens com idade de 21,62 ±2,28 anos. Desses 17 (30,9%) ingerem bebida alcoólica no padrão binge drinking enquanto os demais 38 (69,1%) participantes não ingerem bebidas alcoólicas (n=17) ou ingerem fora do padrão (n=21). As análises mostraram diferença significativa (p<0,05) para os valores de circunferência da cintura, porcentagem de gordura corporal e massa gorda, com melhores indicadores entre os praticantes de musculação que não consomem álcool em padrão binge drinking. Os resultados encontrados a partir desse estudo sugerem que o consumo de bebida alcoólica em padrão binge drinking interfere de maneira negativa na composição corporal de praticantes de musculação, contrapondo seus objetivos com a prática esportiva.
      PubDate: 2023-07-26
      Issue No: Vol. 17, No. 104 (2023)
       
  • Associação entre estado nutricional e desempenho físico em praticantes
           de futebol americano

    • Authors: Mauro Felipe Bernardo, Alysson Enes, Carla Corradi Perini, Tácito Pessoa Souza Júnior
      Pages: 344 - 352
      PubDate: 2023-07-26
      Issue No: Vol. 17, No. 104 (2023)
       
  • Fitoterápicos e plantas medicinais com propriedades ergogênicas:
           evidências de uso em uma academia da cidade de Itaqui-RS

    • Authors: Silvana Peterini Boeira, Franciele Romero Machado, Rafael Brandes Zimermann, Beatriz de Castro Maciel
      Pages: 353 - 364
      Abstract: Objetivo: Análise da utilização de fitoterápicos e plantas medicinais com propriedades ergogênicas em uma academia de musculação da cidade de Itaqui-RS. Materiais e Métodos: Foi aplicado um questionário semiestruturado e autopreenchido em praticantes de exercícios físicos que frequentavam uma academia do município de Itaqui-RS. Os participantes assinaram Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e a pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Pampa. Resultados: A amostra foi composta por 119 participantes, distribuídos em 58% do sexo feminino e 42% do sexo masculino, predominando a faixa etária de 18 a 23 anos (42% do total). Dentre os 119 entrevistados, 74 alegaram utilizar ou já terem utilizado fitoterápicos/plantas medicinais ergogênicas (62,18% do total). Quanto à utilização, foram citados 12 diferentes fitoterápicos/plantas medicinais ergogênicos, sendo os 4 principais citados: chá verde (58), tribulus (12), guaraná (10) e maca peruana (8). Apesar das finalidades de uso das principais substâncias citadas estarem de acordo com a característica científica delas, a indicação de uso foi inadequada. Conclusão: É possível concluir que a utilização de fitoterápicos e plantas medicinas com propósitos ergogênicos é uma prática comum entre os entrevistados da academia onde este trabalho foi realizado, porém na maioria das vezes não é oriunda da prescrição por profissionais balizados pela legislação.
      PubDate: 2023-07-26
      Issue No: Vol. 17, No. 104 (2023)
       
  • Quantificação de teores de proteínas totais em suplementos de whey
           protein concentrado

    • Authors: Eduardo Vinícius Barboza dos Santos, Rafael Augusto Oliveira, Paulo Sérgio Marinelli , Flavia Farinazzi Machado
      Pages: 365 - 373
      Abstract: Suplementos alimentares são produtos que tendem a auxiliar a adequação alimentar de consumidores tendo em vista sua variada composição nutricional. Diversos suplementos têm sido largamente prescritos por profissionais objetivando aparência física, performance e ainda prevenção de deficiências nutricionais e recuperação de indivíduos em grupos de risco. O objetivo deste estudo foi quantificar o teor de proteínas totais de amostras de Whey Protein disponíveis no mercado, comparando-os com valores declarados pelos fabricantes e com a legislação brasileira. Os teores de proteínas totais de trinta amostras de suplementos alimentares com Whey Protein Concentrado (WPC), adquiridos por comércio online, foram analisados pelo método de Kjedahl indireto. As análises foram conduzidas em triplicata. Os resultados evidenciaram que 66,67 % delas apresentaram valores proteicos inferiores comparados às descrições em seus respectivos rótulos. No entanto, considerando a oscilação, para mais e para menos, de 20% que é permitida pela RDC nº18/2003, apenas 13,34 % destas amostras estão em inconformidade, segundo a legislação brasileira, embora não representem os valores reais informados nos rótulos dos produtos, os quais são disponibilizados aos consumidores. O Whey Protein é um dos suplementos alimentares mais consumidos atualmente, seja por atletas para melhora do desempenho físico, ou para a recuperação do estado nutricional em indivíduos com distúrbios diversos, a descrição que consta na embalagem é a principal fonte de informação nutricional sobre o produto. Desta forma, a regulamentação dos reais valores da composição dos suplementos é fundamental para atender as necessidades nutricionais de diferentes consumidores que os adquirem para diversas finalidades.
      PubDate: 2023-07-26
      Issue No: Vol. 17, No. 104 (2023)
       
  • Efeitos da teacrina para praticantes de atividade física

    • Authors: Marco Aurélio Lopes da Gama Lustosa, Iraildo Francisco Soares
      Pages: 374 - 381
      Abstract: A utilização de recursos ergogênicos são técnicas empregadas para praticantes de atividade física visando melhorar o desempenho esportivo. O composto teacrina fornece efeitos ergogênicos nutricionais, aumentando a produção de energia e melhorando o desempenho nas atividades físicas. Nesse trabalho, tivemos como objetivo realizar um levantamento bibliográfico sobre os efeitos da teacrina em praticantes de atividade física, avaliando os benefícios, tempo, dosagem e efeitos adversos. Trata-se de um estudo de revisão sistemática onde utilizou a estratégia PICOT e seguiu as estratégias do PRISMA para sua elaboração. Foi utilizada a ferramenta Cochrane Library para avaliar a qualidade metodológica dos estudos incluídos. A teacrina aumentou o desempenho de força máxima no supino e agachamento, teve aumento no tempo de execução até a exaustão e melhora na avaliação do esforço percebido. Não teve alteração nos parâmetros farmacocinéticos e farmacodinâmicos. Não houve alteração com a ingestão de macronutrientes, na composição corporal, nos marcadores bioquímicos e no perfil de humor e concentração. Nas análises da revisão, foi possível constatar os efeitos benéficos da teacrina como ergogênico nutricional, não havendo padronização na dosagem e no tempo. A utilização não apresentou efeitos adversos e/ou toxicológicos.
      PubDate: 2023-07-26
      Issue No: Vol. 17, No. 104 (2023)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.239.9.151
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-
JournalTOCs
 
 

 A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

              [Sort alphabetically]   [Restore default list]

  Subjects -> SPORTS AND GAMES (Total: 199 journals)
Showing 1 - 3 of 3 Journals sorted by number of followers
European Journal of Sport Science     Hybrid Journal   (Followers: 76)
Journal of Orthopaedic & Sports Physical Therapy     Full-text available via subscription   (Followers: 76)
International Journal of Applied Exercise Physiology     Open Access   (Followers: 54)
American Journal of Sports Science and Medicine     Open Access   (Followers: 53)
International Journal of Sport and Exercise Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 51)
BMC Sports Science, Medicine and Rehabilitation     Open Access   (Followers: 42)
Journal of Science and Medicine in Sport     Hybrid Journal   (Followers: 41)
Clinical Journal of Sport Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 39)
International Journal of Sports Science & Coaching     Hybrid Journal   (Followers: 38)
ACTIVE : Journal of Physical Education, Sport, Health and Recreation     Open Access   (Followers: 32)
International Review of Sport and Exercise Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 28)
International Journal of Performance Analysis in Sport     Full-text available via subscription   (Followers: 26)
International Journal of Exercise Science     Open Access   (Followers: 26)
Journal of Exercise Science & Fitness     Open Access   (Followers: 26)
International Journal of Sports Science     Open Access   (Followers: 26)
Journal of Sports Science and Medicine     Open Access   (Followers: 25)
International Review for the Sociology of Sport     Hybrid Journal   (Followers: 24)
Comparative Exercise Physiology     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Qualitative Research in Sport and Exercise     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Journal of Sport and Health Science     Open Access   (Followers: 22)
Journal of Sport Psychology in Action     Hybrid Journal   (Followers: 21)
International Journal of Kinesiology and Sports Science     Open Access   (Followers: 20)
International Journal of the History of Sport     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Qualitative Research in Sport, Exercise and Health     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Journal of Human Kinetics     Open Access   (Followers: 17)
Journal of Human Sport and Exercise     Open Access   (Followers: 17)
Sport, Exercise, and Performance Psychology     Full-text available via subscription   (Followers: 17)
Open Access Journal of Sports Medicine     Open Access   (Followers: 16)
Advances in Physical Education     Open Access   (Followers: 15)
Orthopaedic Journal of Sports Medicine     Open Access   (Followers: 15)
Journal of Sport Sciences and Fitness     Open Access   (Followers: 14)
Journal of Physical Education, Recreation & Dance     Full-text available via subscription   (Followers: 13)
Sociology of Sport Journal     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Sport Science Review     Open Access   (Followers: 13)
International Sport Coaching Journal     Hybrid Journal   (Followers: 13)
International Turfgrass Society Research Journal     Free   (Followers: 13)
Soccer & Society     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Journal of Sport History     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Sport Journal     Open Access   (Followers: 12)
The Sport Psychologist     Hybrid Journal   (Followers: 12)
International Journal of Sport Policy     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Annals of Applied Sport Science     Open Access   (Followers: 11)
Sport in History     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Isokinetics and Exercise Science     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Journal of Science and Cycling     Open Access   (Followers: 10)
Sport History Review     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Biomedical Human Kinetics     Open Access   (Followers: 9)
Health Promotion & Physical Activity     Open Access   (Followers: 9)
Curriculum Studies in Health and Physical Education     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Communication & Sport     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Australian and New Zealand Sports Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Physical Culture and Sport. Studies and Research     Open Access   (Followers: 8)
Sport, Business and Management : An International Journal     Hybrid Journal   (Followers: 8)
International Journal of Sport Communication     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Perceptual and Motor Skills     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Asian Journal of Sport and Exercise Psychology     Open Access   (Followers: 8)
Journal of Sport & Tourism     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Journal of Policy Research in Tourism, Leisure and Events     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Journal of the Philosophy of Sport     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Sport and Fitness Journal     Open Access   (Followers: 7)
Journal of Physical Education and Sports     Open Access   (Followers: 7)
Sport Science and Health     Open Access   (Followers: 7)
Journal of Sports Economics     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Berkeley Journal of Entertainment and Sports Law     Open Access   (Followers: 6)
Journal of Athletic Enhancement     Hybrid Journal   (Followers: 6)
International Journal of Recreation and Sports Science     Open Access   (Followers: 6)
Journal of Science in Sport and Exercise     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Physician and Sportsmedicine     Open Access   (Followers: 5)
Journal of Intercollegiate Sport     Open Access   (Followers: 5)
Sport Management Education Journal     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Journal of Applied Sport Management: Research that Matters     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Journal of Physical Education and Sport Sciences     Open Access   (Followers: 5)
Sports Coaching Review     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Scandinavian Journal of Sport and Exercise Psychology     Open Access   (Followers: 5)
Laisvalaikio Tyrimai     Open Access   (Followers: 5)
Journal of Sports Media     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Proceedings of the Institution of Mechanical Engineers Part P: Journal of Sports Engineering and Technology     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Coaching Psykologi : The Danish Journal of Coaching Psychology     Open Access   (Followers: 4)
Asia Pacific Journal of Sport and Social Science     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Kinesiology Review     Hybrid Journal   (Followers: 4)
NINE : A Journal of Baseball History and Culture     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Pace Intellectual Property, Sports & Entertainment Law Forum     Open Access   (Followers: 4)
African Journal of Cross-Cultural Psychology and Sport Facilitation     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Facta Universitatis, Series : Physical Education and Sport     Open Access   (Followers: 4)
International Journal of Computer Science in Sport     Open Access   (Followers: 4)
International Journal of Sport, Exercise & Training Sciences     Open Access   (Followers: 4)
Frontiers in Sports and Active Living     Open Access   (Followers: 4)
Journal of Physical Activity Research     Open Access   (Followers: 4)
Baltic Journal of Sport and Health Sciences     Open Access   (Followers: 4)
Reabilitacijos Mokslai : Slauga, Kineziterapija, Ergoterapija     Open Access   (Followers: 4)
Football(s) : Histoire, Culture, Économie, Société     Open Access   (Followers: 4)
Footwear Science     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Sports Technology     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Strategies : A Journal for Physical and Sport Educators     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Quest     Hybrid Journal   (Followers: 3)
International Sports Law Journal     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Sports     Open Access   (Followers: 3)
Seton Hall Journal of Sports and Entertainment Law     Open Access   (Followers: 3)
UNLV Gaming Research & Review Journal     Open Access   (Followers: 3)
PALAESTRA : Adapted Sport, Physical Education, and Recreational Therapy     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Acta Facultatis Educationis Physicae Universitatis Comenianae     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Amateur Sport     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Hospitality, Leisure, Sport & Tourism Education     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Journal of Tourism, Hospitality and Sports     Open Access   (Followers: 3)
Sports Medicine International Open     Open Access   (Followers: 3)
European Journal for Sport and Society     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Journal of Physical Education and Sports Science     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Athlete Development and Experience     Open Access   (Followers: 3)
German Journal of Exercise and Sport Research : Sportwissenschaft     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Sportverletzung · Sportschaden     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Podium Sport, Leisure and Tourism Review     Open Access   (Followers: 2)
Sporting Traditions     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Arena-Journal of Physical Activities     Open Access   (Followers: 2)
Revista Andaluza de Medicina del Deporte     Open Access   (Followers: 2)
Timisoara Physical Education and Rehabilitation Journal     Open Access   (Followers: 2)
Sport and Art     Open Access   (Followers: 2)
Journal of Physical Education Health and Sport     Open Access   (Followers: 2)
Research Quarterly for Exercise and Sport     Hybrid Journal   (Followers: 2)
SPORTIVE : Journal Of Physical Education, Sport and Recreation     Open Access   (Followers: 2)
Sports Law and Governance Journal     Open Access   (Followers: 2)
Indonesian Journal of Sport Management     Open Access   (Followers: 2)
Managing Sport and Leisure     Hybrid Journal   (Followers: 1)
College Athletics and The Law     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Movement & Sport Sciences : Science & Motricité     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Zeitschrift für Sportpsychologie     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Cuadernos de Psicologia del Deporte     Open Access   (Followers: 1)
Cultura, Ciencia y Deporte     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Golf Science     Open Access   (Followers: 1)
Educación física y deporte     Open Access   (Followers: 1)
Acta Kinesiologiae Universitatis Tartuensis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Internacional de Medicina y Ciencias de la Actividad Física y del Deporte : International Journal of Medicine and Science of Physical Activity and Sport     Open Access   (Followers: 1)
RBNE - Revista Brasileira de Nutrição Esportiva     Open Access   (Followers: 1)
Jeffrey S. Moorad Sports Law Journal     Open Access   (Followers: 1)
Marquette Sports Law Review     Open Access   (Followers: 1)
Sportis. Scientific Journal of School Sport, Physical Education and Psychomotricity     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Sports Marketing and Sponsorship     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Journal of Sports Medicine and Allied Health Sciences : Official Journal of the Ohio Athletic Trainers Association     Open Access   (Followers: 1)
Jurnal Sport Science     Open Access   (Followers: 1)
Kinesiology : International Journal of Fundamental and Applied Kinesiology     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia y Deporte     Open Access   (Followers: 1)
Spor Bilimleri Dergisi / Hacettepe Journal of Sport Sciences     Open Access   (Followers: 1)
Translational Journal of the American College of Sports Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Corpoconsciência     Open Access   (Followers: 1)
Journal for the Measurement of Physical Behaviour     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Journal of Global Sport Management     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Science and Medicine in Football     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Arquivos em Movimento     Open Access   (Followers: 1)
Video Journal of Sports Medicine     Open Access   (Followers: 1)
Forum Kinder- und Jugendsport : Zeitschrift für Forschung, Transfer und Praxisdialog     Hybrid Journal  
eJRIEPS : Ejournal de la recherche sur l'intervention en éducation physique et sport     Open Access  
SPORT TK-Revista EuroAmericana de Ciencias del Deporte     Open Access  
Juara : Jurnal Olahraga     Open Access  
Arrancada     Open Access  
Al-Rafidain Journal For Sport Sciences     Open Access  
Al.Qadisiya journal for the Sciences of Physical Education     Open Access  
New Approaches in Sport Sciences     Open Access  
Forum for Idræt, Historie og Samfund     Open Access  
Cerdas Sifa Pendidikan : Sport Education     Open Access  
Quality in Sport     Open Access  
Journal of Motor Learning and Development     Hybrid Journal  
Sri Lankan Journal of Sports and Exercise Medicine     Open Access  
Sport i Turystyka : Środkowoeuropejskie Czasopismo Naukowe     Open Access  
Revista Intercontinental de Gestão Desportiva     Open Access  
Open Sports Sciences Journal     Open Access  
Ágora para la Educación Física y el Deporte     Open Access  
Journal of Physical Education and Human Movement     Open Access  
Journal of Sports Medicine and Therapy     Open Access  
Turkish Journal of Sport and Exercise     Open Access  
Gelanggang Pendidikan Jasmani Indonesia     Open Access  
Revista Brasileira do Esporte Coletivo     Open Access  
International Journal of Science Culture and Sport     Open Access  
SIPATAHOENAN : South-East Asian Journal for Youth, Sports & Health Education     Open Access  
Research on ٍEducational Sport     Open Access  
Conexões     Open Access  
Ulusal Spor Bilimleri Dergisi / Journal of National Sport Sciences     Open Access  
Türkiye Spor Bilimleri Dergisi / Turkish Journal of Sports Science     Open Access  
Spor Eğitim Dergisi     Open Access  
Spor Bilimleri Araştırmaları Dergisi     Open Access  
Spor ve Performans Araştırmaları Dergisi / Ondokuz Mayıs University Journal of Sports and Performance Researches     Open Access  
Jurnal Keolahragaan     Open Access  
Revista Iberoamericana de Ciencias de la Actividad Física y el Deporte     Open Access  
Physical Education of Students     Open Access  
Jendela Olahraga     Open Access  
Jurnal Abdimas     Open Access  
Retos : Nuevas Tendencias en Educación Física, Deportes y Recreación     Open Access  
Martial Arts Studies     Open Access  
Sportphysio     Hybrid Journal  
Citius, Altius, Fortius     Open Access  
Слобожанський науково-спортивний вісник     Open Access  
Educación Física y Ciencia     Open Access  
RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol     Open Access  
Materiales para la historia del deporte     Open Access  
FairPlay, Revista de Filosofia, Ética y Derecho del Deporte     Open Access  
Revista de Artes Marciales Asiáticas     Open Access  
mensch & pferd international     Full-text available via subscription  
RICYDE. Revista Internacional de Ciencias del Deporte     Open Access  
Revista de Psicología del Deporte     Open Access  
MHSalud : Movimiento Humano y Salud     Open Access  
Polish Journal of Sport and Tourism     Open Access  
Therapeutic Recreation Journal     Full-text available via subscription  

              [Sort alphabetically]   [Restore default list]

Similar Journals
Similar Journals
HOME > Browse the 73 Subjects covered by JournalTOCs  
SubjectTotal Journals
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.239.9.151
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-