Subjects -> HEALTH AND SAFETY (Total: 1572 journals)
    - CIVIL DEFENSE (22 journals)
    - DRUG ABUSE AND ALCOHOLISM (86 journals)
    - HEALTH AND SAFETY (744 journals)
    - HEALTH FACILITIES AND ADMINISTRATION (390 journals)
    - OCCUPATIONAL HEALTH AND SAFETY (115 journals)
    - PHYSICAL FITNESS AND HYGIENE (133 journals)
    - WOMEN'S HEALTH (82 journals)

HEALTH AND SAFETY (744 journals)                  1 2 3 4 | Last

Showing 1 - 200 of 203 Journals sorted alphabetically
16 de Abril     Open Access   (Followers: 4)
ACM Transactions on Computing for Healthcare     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Acta Informatica Medica     Open Access   (Followers: 3)
Acta Scientiarum. Health Sciences     Open Access   (Followers: 3)
Adultspan Journal     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Advances in Child Development and Behavior     Full-text available via subscription   (Followers: 13)
Advances in Public Health     Open Access   (Followers: 32)
Adversity and Resilience Science : Journal of Research and Practice     Hybrid Journal   (Followers: 4)
African Health Sciences     Open Access   (Followers: 6)
African Journal of Health Professions Education     Open Access   (Followers: 7)
Afrimedic Journal     Open Access   (Followers: 3)
Ageing & Society     Hybrid Journal   (Followers: 48)
Air Quality, Atmosphere & Health     Hybrid Journal   (Followers: 9)
AJOB Empirical Bioethics     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Akademika     Open Access   (Followers: 1)
American Journal of Family Therapy     Hybrid Journal   (Followers: 9)
American Journal of Health Economics     Full-text available via subscription   (Followers: 22)
American Journal of Health Education     Hybrid Journal   (Followers: 39)
American Journal of Health Promotion     Hybrid Journal   (Followers: 35)
American Journal of Health Sciences     Open Access   (Followers: 13)
American Journal of Preventive Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 31)
American Journal of Public Health     Full-text available via subscription   (Followers: 299)
American Journal of Public Health Research     Open Access   (Followers: 31)
Analytic Methods in Accident Research     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Annales des Sciences de la Santé     Open Access  
Annali dell'Istituto Superiore di Sanità     Open Access  
Annals of Global Health     Open Access   (Followers: 16)
Annals of Health Law     Open Access   (Followers: 6)
Applied Biosafety     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Applied Ergonomics     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Applied Research In Health And Social Sciences: Interface And Interaction     Open Access   (Followers: 5)
Apuntes Universitarios     Open Access   (Followers: 1)
Archive of Community Health     Open Access   (Followers: 1)
Archives of Community Medicine and Public Health     Open Access   (Followers: 3)
Archives of Medicine and Health Sciences     Open Access   (Followers: 7)
Archives of Suicide Research     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Archivos de Prevención de Riesgos Laborales     Open Access  
Arquivos de Ciências da Saúde     Open Access  
Asia Pacific Journal of Counselling and Psychotherapy     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Asia Pacific Journal of Health Management     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Asia-Pacific Journal of Public Health     Hybrid Journal   (Followers: 15)
Asian Journal of Gambling Issues and Public Health     Open Access   (Followers: 5)
Asian Journal of Medicine and Health     Open Access   (Followers: 1)
Atención Primaria     Open Access   (Followers: 2)
Atención Primaria Práctica     Open Access   (Followers: 1)
Australasian Journal of Paramedicine     Open Access   (Followers: 7)
Australian Advanced Aesthetics     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Australian Family Physician     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Australian Indigenous HealthBulletin     Free   (Followers: 5)
Autism & Developmental Language Impairments     Open Access   (Followers: 16)
Bijzijn     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Bijzijn XL     Hybrid Journal  
Biomedical Safety & Standards     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Biosafety and Health     Open Access   (Followers: 1)
Biosalud     Open Access   (Followers: 1)
Birat Journal of Health Sciences     Open Access  
BLDE University Journal of Health Sciences     Open Access  
BMC Oral Health     Open Access   (Followers: 7)
BMC Pregnancy and Childbirth     Open Access   (Followers: 24)
BMJ Simulation & Technology Enhanced Learning     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Boletin Médico de Postgrado     Open Access  
Brazilian Journal of Medicine and Human Health     Open Access  
British Journal of Health Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 53)
Buletin Penelitian Kesehatan     Open Access   (Followers: 2)
Buletin Penelitian Sistem Kesehatan     Open Access  
Bulletin of the World Health Organization     Open Access   (Followers: 23)
Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos de Saúde     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos Saúde Coletiva     Open Access   (Followers: 1)
Cambridge Quarterly of Healthcare Ethics     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Canadian Family Physician     Partially Free   (Followers: 13)
Canadian Journal of Community Mental Health     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
Canadian Journal of Human Sexuality     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Canadian Journal of Public Health     Hybrid Journal   (Followers: 28)
Cannabis and Cannabinoid Research     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Carta Comunitaria     Open Access  
Case Reports in Women's Health     Open Access   (Followers: 4)
Case Studies in Fire Safety     Open Access   (Followers: 27)
CASUS : Revista de Investigación y Casos en Salud     Open Access   (Followers: 1)
Central Asian Journal of Global Health     Open Access   (Followers: 2)
CES Medicina     Open Access  
CES Salud Pública     Open Access  
Child and Adolescent Obesity     Open Access   (Followers: 1)
Child's Nervous System     Hybrid Journal  
Childhood Obesity and Nutrition     Open Access   (Followers: 12)
Children     Open Access   (Followers: 2)
CHRISMED Journal of Health and Research     Open Access   (Followers: 3)
Christian Journal for Global Health     Open Access   (Followers: 1)
Ciência & Saúde Coletiva     Open Access   (Followers: 2)
Ciencia & Salud     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia & Trabajo     Open Access   (Followers: 2)
Ciencia e Innovación en Salud     Open Access  
Ciencia y Cuidado     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia y Salud     Open Access   (Followers: 3)
Ciencia y Salud Virtual     Open Access  
Ciencia, Tecnología y Salud     Open Access   (Followers: 2)
Cities & Health     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Clinical and Experimental Health Sciences     Open Access   (Followers: 1)
ClinicoEconomics and Outcomes Research     Open Access   (Followers: 2)
Clocks & Sleep     Open Access   (Followers: 2)
CME     Hybrid Journal   (Followers: 2)
CoDAS     Open Access  
Community Health     Open Access   (Followers: 6)
Conflict and Health     Open Access   (Followers: 8)
Contact (CTC)     Open Access  
Contraception and Reproductive Medicine     Open Access   (Followers: 2)
Cuaderno de investigaciones: semilleros andina     Open Access   (Followers: 3)
Cuadernos de la Escuela de Salud Pública     Open Access  
Current Opinion in Behavioral Sciences     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Current Opinion in Environmental Science & Health     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Das österreichische Gesundheitswesen ÖKZ     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Day Surgery Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Design for Health     Hybrid Journal  
Digital Health     Open Access   (Followers: 10)
Disaster Medicine and Public Health Preparedness     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Diversity and Equality in Health and Care     Open Access   (Followers: 9)
Diversity of Research in Health Journal     Open Access  
Dramatherapy     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Drogues, santé et société     Open Access   (Followers: 2)
Duazary     Open Access   (Followers: 1)
Düzce Üniversitesi Sağlık Bilimleri Enstitüsü Dergisi / Journal of Duzce University Health Sciences Institute     Open Access  
Early Childhood Research Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 29)
East African Journal of Public Health     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Eating and Weight Disorders - Studies on Anorexia, Bulimia and Obesity     Hybrid Journal   (Followers: 26)
EcoHealth     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Education for Health     Open Access   (Followers: 9)
ElectronicHealthcare     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Elsevier Ergonomics Book Series     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Emerging Trends in Drugs, Addictions, and Health     Open Access   (Followers: 1)
Ensaios e Ciência : Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde     Open Access  
Environmental Disease     Open Access   (Followers: 4)
Environmental Sciences Europe     Open Access   (Followers: 2)
Epidemics     Open Access   (Followers: 6)
Epidemiologic Perspectives & Innovations     Open Access   (Followers: 7)
Epidemiology, Biostatistics and Public Health     Open Access   (Followers: 24)
EsSEX : Revista Científica     Open Access   (Followers: 1)
Estudios sociales : Revista de alimentación contemporánea y desarrollo regional     Open Access   (Followers: 1)
Ethics & Human Research     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Ethics, Medicine and Public Health     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Ethiopian Journal of Health Development     Open Access   (Followers: 8)
Ethiopian Journal of Health Sciences     Open Access   (Followers: 8)
Ethnicity & Health     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Eurasian Journal of Health Technology Assessment     Open Access   (Followers: 1)
EUREKA : Health Sciences     Open Access   (Followers: 3)
European Journal of Health Communication     Open Access   (Followers: 2)
European Journal of Investigation in Health, Psychology and Education     Open Access   (Followers: 6)
European Medical, Health and Pharmaceutical Journal     Open Access   (Followers: 3)
Evaluation & the Health Professions     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Evidência - Ciência e Biotecnologia - Interdisciplinar     Open Access  
Expressa Extensão     Open Access  
F&S Reports     Open Access   (Followers: 1)
Face à face     Open Access   (Followers: 1)
Families, Systems, & Health     Full-text available via subscription   (Followers: 10)
Family & Community Health     Hybrid Journal   (Followers: 15)
Family Medicine and Community Health     Open Access   (Followers: 10)
Family Relations     Partially Free   (Followers: 15)
FASEB BioAdvances     Open Access  
Fatigue : Biomedicine, Health & Behavior     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Finnish Journal of eHealth and eWelfare : Finjehew     Open Access  
Food and Public Health     Open Access   (Followers: 19)
Food Hydrocolloids for Health     Open Access  
Food Quality and Safety     Open Access   (Followers: 2)
Frontiers in Digital Health     Open Access   (Followers: 3)
Frontiers in Neuroergonomics     Open Access   (Followers: 1)
Frontiers in Public Health     Open Access   (Followers: 9)
Frontiers of Health Services Management     Partially Free   (Followers: 9)
Gaceta Sanitaria     Open Access   (Followers: 3)
Galen Medical Journal     Open Access   (Followers: 1)
Ganesha Journal     Open Access  
Gazi Sağlık Bilimleri Dergisi     Open Access  
Geospatial Health     Open Access   (Followers: 1)
Gestão e Desenvolvimento     Open Access  
Gesundheitsökonomie & Qualitätsmanagement     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Giornale Italiano di Health Technology Assessment     Full-text available via subscription  
Global Advances in Health and Medicine     Open Access  
Global Challenges     Open Access  
Global Health : Science and Practice     Open Access   (Followers: 9)
Global Health Annual Review     Open Access   (Followers: 3)
Global Health Journal     Open Access   (Followers: 3)
Global Health Promotion     Hybrid Journal   (Followers: 19)
Global Journal of Health Science     Open Access   (Followers: 12)
Global Journal of Public Health     Open Access   (Followers: 17)
Global Medical & Health Communication     Open Access   (Followers: 2)
Global Mental Health     Open Access   (Followers: 11)
Global Reproductive Health     Open Access   (Followers: 1)
Global Security : Health, Science and Policy     Open Access   (Followers: 1)
Global Transitions     Open Access   (Followers: 1)
Global Transitions Proceedings     Open Access  
Globalization and Health     Open Access   (Followers: 9)
Hacia la Promoción de la Salud     Open Access  
Hastane Öncesi Dergisi     Open Access  
Hastings Center Report     Hybrid Journal   (Followers: 7)
HCU Journal     Open Access  
HEADline     Hybrid Journal  
Health & Place     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Health & Justice     Open Access   (Followers: 6)
Health : An Interdisciplinary Journal for the Social Study of Health, Illness and Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Health and Human Rights     Open Access   (Followers: 10)
Health and Research Journal     Open Access   (Followers: 2)
Health and Social Care Chaplaincy     Hybrid Journal   (Followers: 11)

        1 2 3 4 | Last

Similar Journals
Journal Cover
Gestão e Desenvolvimento
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0872-556X - ISSN (Online) 2184-5638
Published by Universidade Católica Portuguesa Homepage  [7 journals]
  • A estratégia da gestão de pessoas e da qualidade de Carlos Ghosn na
           Nissan: ascensão e queda

    • Authors: Albino Lopes
      Pages: 3 - 29
      Abstract: “Eu não ensino; prefiro contar”. Evocamos Montaigne como um mestre/professor que iluminou a Europa desde o século XVI, também ele um “filho” do diálogo entre duas culturas – a portuguesa, pela mãe e a francesa pelo pai. Ghosn um líder “poderoso”, pelo esforço, mas também um “filho” das dificuldades que levam os seres humanos a emigrar. Coube-lhe fazer renascer a Nissan das cinzas. Conheceu o sucesso, pelo mérito, mas carreou, também, sobre si todas as culpas de uma globalização que combateu de uma forma particular e inovadora, a nosso ver. Por isso, mesmo se os sindicatos franceses, que o combateram e os procuradores japoneses que o abateram, o têm apelidado de globalista sem escrúpulos, procuraremos defender o inverso. Classificamos a sua proposta de gestão pelos recursos internos, como “interacionista e construtivista”, traduzida num projeto portador de matriz transcultural, mobilizadora de forças disponíveis (na base e na estrutura técnica ou na hierarquia) para o sucesso empresarial, se uma liderançatransformacional as souber orientar a partir de uma gestão autonómica e colaborativa. Contra um certo retorno do soberanismo particularista pretensamente anti-globalizante, Ghosn lutou por uma “glocalização” potenciada por uma organização em rede, tendo aplicado esse modelo à “Aliança” entre a Renault e a Nissan (uma parceria estratégica de matriz federadora, concebida por si, para tirar partido de sinergias e conservar a identidade de cada uma). Os que o abateram, e os que apoiaram uma tal ação, podem não ter pensado que, transformá-lo em “bode expiatório”, retiravam o mérito a Ghosn, mas a sua maior vitória terá sido a de demostrar as potencialidades e a forma eficaz de estruturar a “organização em rede”.
      PubDate: 2021-03-03
       
  • Implementação do SMED em ambiente LEAN

    • Authors: Francisco Barros, Clotilde Passos
      Pages: 31 - 59
      Abstract: Este artigo aborda a metodologia Single Minute Exchange of Die (SMED), também conhecida por troca rápida de ferramentas (TRF) que visa reduzir o tempo de set-up das máquinas numa unidade fabril, com vista à redução do lead time de produção. A redução do lead time permite uma maior flexibilidade, qualidade e produtividade operacional. Para o efeito utilizou-se a metodologia de estudo de caso numa fábrica de componentes automóvel, em que se monitorizou a evolução dos resultados operacionais, com a implementação desta ferramenta. Assim, o objetivo deste trabalho é analisar se a utilização da metodologia SMED, reduz o tempo de set-up e o lead time de produção. Os resultados permitem concluir que a implementação do SMED contribui para melhorias significativas no setor em análise: reduz o tempo de set-up, o stock de peças, o número de máquinas utilizadas e os operadores necessários, permitindo com estas reduções ganhos de produtividade significativos.
      PubDate: 2021-03-03
       
  • Empreendedorismo e enfermagem: que realidade'

    • Authors: Magda S. Guerra, Élvio H. Jesus, Beatriz R. Araújo
      Pages: 61 - 84
      Abstract: O presente estudo de revisão integrativa da literatura tem como objetivo validar a evidência científica sobre como é efetivado o empreendedorismo pelos enfermeiros. Considerou-se este um tema de relevância, uma vez que ser empreendedor equivale a ideias inovadoras que permitem a identificação da necessidade de se criar algo de novo para preencher lacunas. Assim, num mundo em constante renovação, os enfermeiros avaliam continuamente os problemas a nível de saúde e de ofertas para responder às reais necessidades das comunidades, o que os leva a questionar: Como posso fazer melhor' Os enfermeiros possuem uma perspetiva única sobre o comportamento humano e sobre as perspetivas dos cuidados de saúde, podendo traduzir-se em inovação de oferta de assistência, preenchendo lacunas existentes. Neste sentido, realizou-se uma revisão integrativa da literatura, com pesquisas que incluíram estudos que datam entre 2015 a 2019, em inglês, recorrendo à plataforma eletrónica de bases de dados "Web of Science" no período de 01/05/2020 a 1/06/2020, utilizando os seguintes termos: entrepreneurship; entrepeneur; nursing. O corpus textual ficou constituído por 10 artigos, cuja análise revela que ser enfermeiro empreendedor significa empreender, assumir a responsabilidade e o risco de descobrir ou criar oportunidades para usar talentos pessoais, habilidades e energia, usando de um processo de planeamento para transferir essa oportunidade para um serviço ou produto. Importa ressalvar que assumir riscos é um aspeto fundamental do empreendedorismo, uma vez que, como demonstram os estudos, ser enfermeiro empreendedor, na maioria dos casos, equivale a iniciar o seu próprio negócio e ser trabalhador independente. No entanto, o termo não se deve limitar ao status de emprego, na medida em que o empreendedorismo tem a ver com o espírito de imaginação e de criatividade, e a coragem para desenvolver novas ideias. Um enfermeiro empreendedor é autónomo, diretamente responsável perante o cliente, a quem ou em nome do qual presta serviços de enfermagem.
      PubDate: 2021-03-03
       
  • Prevenção do pé diabético: revisão integrativa da
           literatura

    • Authors: Isabel Martins, Marília Lima, Sílvia Gomes, André Nascimento, Albertina Mendonça, Petru Bulai
      Pages: 85 - 110
      Abstract: A Diabetes Mellitus é uma doença crónica, complexa e incapacitante a longo prazo. Para que a intervenção junto dos doentes seja mais eficaz, os profissionais de saúde devem ter um suporte de conhecimentos teóricos e desenvolver competências para uma melhor atuação ao nível da educação para a saúde, vigilância, diagnóstico e tratamento. Apesar de um maior investimento nesta área, o diagnóstico, a terapêutica e a prevenção das complicações da diabetes são problemas que permanecem na prática diária dos profissionais de saúde. Com a presente revisão pretende-se identificar as medidas de prevenção de uma das complicações mais frequentes e devastadoras desta doença: o pé diabético. Realizou-se uma revisão integrativa da literatura sobre estudos que abordem a temática da prevenção do pé diabético, fez-se pesquisa na PubMed, B-On, Web of Science e SCIELO de estudos publicados entre janeiro de 2014 e junho de 2020, avaliados de acordo com os critérios de inclusão e exclusão previamente estabelecidos. O corpus da revisão foi constituído por 7 artigos. A análise dos artigos incluídos indica que todos são consensuais quanto às intervenções em saúde na prevenção do pé diabético, tendo todos incidido na importância da educação do doente diabético, independentemente da sua faixa etária, privilegiando os ensinos de autocuidado. O pé diabético constitui um grave problema de saúde em doentes com Diabetes Mellitus. Partindo dos resultados obtidos, poderá inferir-se que a prevenção do pé diabético é uma ferramenta indispensável nas intervenções de enfermagem destacando a educação para a saúde no sentido de capacitar a pessoa para a gestão da doença, dos sintomas e para a prevenção de complicações.
      PubDate: 2021-03-03
       
  • Características do consumo de drogas entre estudantes do ensino
           médio

    • Authors: Eliany Nazaré Oliveira, Danyela dos Santos Lima, Gleisson Ferreira Lima, Paulo Cesar Almeida, Maristela Inês Osawa Vasconcelos, Joyce Mazza Nunes Aragão
      Pages: 111 - 132
      Abstract: Este estudo teve como objetivo investigar a prevalência da severidade do consumo de drogas entre estudantes de escolas de ensino médio. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, com abordagem quantitativa que contou com a participação de 933 estudantes de quatro escolas de ensino médio de um município da Região Norte do Ceará. Utilizou-se para coleta de dados o questionário para triagem do uso de álcool, tabaco e outras substâncias (ASSIST- OMS). Os dados foram armazenados no programa Microsoft Excel versão 2016 e, para avaliar possíveis associações entre categorias, foram utilizados testes de Quiquadrado. Observou que, das nove classes de drogas, as mais utilizadas foram: bebidas alcoólicas, maconha e tabaco, seguidas de inalantes e cocaína/crack. A prevalência de severidade com indicação de intervenção breve para bebida alcoólica foi a seguinte para as escolas: A (23,5%), B (12,4%), C (13,4%) e D (15,4%). Já para a maconha, tem-se: A (14,6%), B (3%), C (7,1%) e D (6,7%). Neste cenário, a escola A demonstra preocupação em relação às outras por apresentar maior severidade para bebida alcoólica e maconha, com necessidade de intervenção breve. Percebe-se que são imprescindíveis estudos que compreendam o contexto em que os estudantes estejam inseridos e que as ações interventivas não foquem nas drogas em si, mas no adolescente/jovem e suas necessidades, o que se torna um desafio central para as políticas intersetoriais articuladas pela saúde e educação, junto à família.
      PubDate: 2021-03-03
       
  • Sentir-se seguro e amado na escola: gentle teaching em contexto educativo

    • Authors: Cátia Mariana Martins, Raquel Tavares Marques, Mariana Linharelhos, Isabel Catarina Martins
      Pages: 133 - 158
      Abstract: O Gentle Teaching é um modelo de intervenção relacional centrado na construção de relacionamentos seguros e vinculativos. Desde a sua criação por McGee, nos anos 80, tem vindo a ser implementado, de forma particular, com pessoas em situação de vulnerabilidade ou desvantagem. O modo como nos relacionamos com as pessoas com dificuldades intelectuais, problemas de saúde mental ou comportamentos desafiantes sempre causou preocupação. Sendo o ambiente educacional cada vez mais inclusivo e promotor da diversidade, esta inquietação tem-se alargado aos contextos de aprendizagem escolar, criando a necessidade de explorar ferramentas educacionais que permitam aos agentes educativos responder a todos os alunos. Os bons resultados do Gentle Teaching, aplicado a diversos contextos, sugere o seu potencial e adequação a ambientes educacionais, através da criação de relações de vinculação, promotoras de afeto e segurança. Este artigo expõe o conceito Gentle Teaching, o seu percurso histórico, os pilares do modelo de intervenção, estratégias e técnicas de apoio e abordagens na gestão do comportamento disruptivo, em oposição a paradigmas mais tradicionais. O Gentle Teaching, como abordagem não aversiva na relação, poderá ser uma resposta no apoio a crianças que apresentem dificuldades na aprendizagem e comportamento, de forma alinhada com as orientações legais para a proteção dos direitos da criança que desaprovam formas de punição, física ou mental. Este modelo relacional de interação positiva entre o aluno e o educador, como base da aprendizagem, promove relações significativas e pode ser uma via de valorização do potencial de cada um, dentro do contexto escolar.
      PubDate: 2021-03-03
       
  • As principais tipologias estratégicas: uma revisão da literatura

    • Authors: António José Oliveira, António Mendes Ferreira
      Pages: 159 - 176
      Abstract: As organizações têm passado por situações complexas e críticas, o que dificulta a criação e manutenção de vantagem competitiva sustentável, num ambiente de negócios turbulento, tornando o futuro imprevisível e instável. A globalização modificou o modo como os negócios são analisados e orientados. O seu impacto é amplo e abrangente, levando a uma análise e reflexão das atuais abordagens de negócios e respetivas práticas.
      PubDate: 2021-03-09
       
  • Compreender a influência da certificação pela ISO 9001 no desempenho
           das PME: dois estudos de caso portugueses

    • Authors: Luís Mendes, António Ferreira, Luís Lourenço
      Pages: 177 - 198
      Abstract: Considerando a importância das pequenas e médias empresas na economia e que a maioria dos sistemas de gestão da qualidade (SGQ) implantados nas PME se baseiam nos requisitos da norma ISO 9001, com este trabalho pretende-se estudar a influência da ISO 9001 no desempenho das PME. Os dados foram recolhidos através de entrevistas realizadas em duas PME. O estudo mostrou que a implementação de um SGQ baseado na ISO 9001 tem efeitos distintos no desempenho das PME estudadas. Enquanto a implementação desse SGQ melhorou significativamente o desempenho em uma das empresas, na outra, as poucas mudanças trazidas pela certificação foram em termos de imagem externa e organização da documentação e não podem ser consideradas como tendo influenciado significativamente o desempenho.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • As pequenas e médias empresas e o desafio da inovação
           aberta

    • Authors: Ana Isabel Pereira da Inês, Patrícia Maria Pereira Pires, Mariana Pinho Leite, António Carrizo Moreira
      Pages: 199 - 221
      Abstract: As mudanças tecnológicas e de mercado, encetadas por um processo de globalização crescente têm criado uma necessidade nas pequenas e médias empresas (PME) nunca antes sentida: a de concorrerem em mercados mais alargados de forma bem-sucedida. Para tal, as PME terão de se manter competitivas no mercado, adotando práticas que lhes permitem obter conhecimento e recursos que, em conjunto com as suas tecnologias, as diferenciem das restantes. Assim, a inovação aberta é um caminho interessante para todas as PME que procuram complementar os seus recursos e conhecimento internos através de relacionamentos interorganizacionais. Surge então o conceito de inovação aberta, através do qual empresas interagem com o exterior, alterando o paradigma clássico de inovação fechada. Assim, através deste estudo bibliográfico, baseado na análise de 15 artigos sobre inovação aberta em PME foi possível identificar as diferentes estratégias, perspetivas e impacto da inovação aberta nas PME.  Claramente, a limitação de recursos tornam as PME mais propícias a interagir com o exterior, de forma a obter novos conhecimento e recursos para alavancarem as suas vantagens competitivas. Foi possível concluir que as PME recorrem fortemente a práticas de inovação aberta, uma vez que, dada a sua dimensão reduzida, não possuem todos os recursos e conhecimento necessários. Os resultados desta análise demonstram ainda que existem fatores internos e externos que influenciam a adoção destas práticas, destacando-se também o papel dos CEO e a importância das redes sociais para aceder a conhecimento criado fora das fronteiras da empresa.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • Comprometimento organizacional: perspetivas atuais e tendências
           futuras

    • Authors: Karina Ferreira Cunha, Célia Ribeiro, Paulo Ribeiro
      Pages: 223 - 244
      Abstract: O comprometimento organizacional está entre os temas mais estudados nas últimas décadas. Parte do interesse pelo tema justifica-se pelas constantes mudanças ocorridas no ambiente de trabalho. Assim, o construto do comprometimento organizacional insere-se na longa tradição dos estudos que procuram identificar e compreender os fatores pessoais que determinam o comportamento humano. Este artigo pretende mostrar a evolução dos estudos sobre o tema até os dias atuais, a partir de um percurso histórico do desenvolvimento teórico e empírico do construto comprometimento, com ênfase, em especial, ao modelo Tridimensional de Meyer e Allen (1991), seguido pelas críticas ao desenvolvimento do conceito, os estudos atuais e perspetivas futuras da investigação.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • Capital intelectual: revisão de literatura

    • Authors: Sílvia Sousa, António Ferreira
      Pages: 245 - 259
      Abstract: O mundo empresarial e as organizações debatem-se, constantemente, com mudanças e novos desafios aos mais diversos níveis, exigindo uma capacidade de adaptação e supremacia às frequentes vicissitudes. O conhecimento é, hoje, reconhecido pelas organizações como um recurso de caráter intangível que, combinado com outros recursos da organização, cria e desenvolve novas capacidades, permitindo às empresas adquirirem vantagem competitiva e melhorarem o seu desempenho organizacional.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • Responsabilidade social das organizações: uma revisão aos
           principais modelos

    • Authors: Sandrina Sobral, Clotilde Passos, Célia Ribeiro
      Pages: 261 - 290
      Abstract: A Responsabilidade Social das Organizações (RSO) é encarada como um dos temas de investigação do século vigente, apresentando-se com uma extensa e diversa evolução concetual, ao incluir novos constructos e dimensões, explicada pela crescente valorização e interesse da sociedade pela temática. Começou a ser estudada desde a segunda metade do século XX e o seu desenvolvimento gerou várias modelos e teorias. Nesse sentido, objetivou-se analisar os modelos de RSO, evidenciando a sua influência nas diferentes fases do conceito, recorrendo a uma metodologia qualitativa. Foram apresentados e analisados criticamente dez modelos, particularmente: teoria e modelo dos stakeholders; modelo piramidal de Carroll (1979); modelo bidimensional de Quazi e O’Brien (2000); modelo dos três domínios de Schwartz e Carroll (2003); modelo de mapeamento do território de Garriga e Melé (2004); modelo de 3C-SR de Meehan, Meehan e Richards (2006); modelo integrativo de Porter e Cramer (2006); modelo das três abordagens chave de Windsor (2006); modelo de VBA de Schwartz e Carroll (2008) e o modelo dos compromissos sociais de Almeida (2010). Em resultado, destaca-se a importância e a forte integração dos stakeholders na RSO, sendo um conceito transversal às diversas teorias revisadas.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • Fatores de sucesso no contexto das PME: um estudo empírico realizado
           em Portugal

    • Authors: Mário Franco, António Ferreira
      Pages: 291 - 309
      Abstract: As PME são consideradas importantes para o crescimento e estabilidade das economias, pois contribuem para a criação de emprego, para o crescimento do Produto Interno Bruto nacional e para as receitas fiscais. Torna-se, por isso, essencial determinar quais os fatores que contribuem para o sucesso destas. Após realizada uma revisão de literatura sobre o tema, é visível que não existe um consenso sobre quais os fatores que levam ao sucesso das PME. Deste modo, efetuou-se um estudo empírico com base num questionário aplicado a uma amostra de PME de excelência portuguesas. Os resultados obtidos revelaram os fatores que menos contribuem para o sucesso das PME: (1) habilitações académicas, (2) o género do(s) fundador(es) e (3) orientação exportadora. De facto, as PME têm consciência que o seu sucesso passa sobretudo por manter uma boa relação com os clientes e pela qualidade dos seus produtos e/ou serviços. Algumas implicações para a prática empresarial são também sugeridas.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • Aplicativos para promoção da saúde mental no contexto da pandemia de
           Covid-19: uma revisão integrativa

    • Authors: Eliany Nazaré Oliveira, Emília do Nascimento Silva, Caio San Rodrigues, Francisca Verônica Dias Melo, Magda Mileyde de Sousa Lima, Paulo César de Almeida
      Pages: 311 - 328
      Abstract: O objetivo foi identificar evidências científicas sobre o desenvolvimento de aplicativos móveis construídos para promoção da saúde mental no contexto da pandemia de COVID-19. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura científica realizada nas bases de dados Medline, Web of Science e Lilacs, e na biblioteca Cochrane com a seguinte questão norteadora: quais as evidências científicas sobre o desenvolvimento de aplicativos móveis construídos para promoção da saúde mental no contexto da pandemia de COVID-19' Encontrou-se um total de 194 estudos, dos quais excluíram-se 181 por não tratarem da temática e nove por não responder à questão norteadora, neste cenário de busca foram identificados quatro artigos. Os achados demostram a existência de aplicativos na área da saúde mental abordando as temáticas depressão, ansiedade, estresse psicológico, síndrome de burnout, ideação suicida e sofrimento psicológico, bem como, a ausência de publicações científicas sobre os aplicativos já disponibilizados nas plataformas digitais.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • Perceções de avaliadores e avaliados sobre o atual modelo de ADD:
           conhecer para compreender e (re)agir

    • Authors: Paula Arnaud, Célia Ribeiro
      Pages: 329 - 356
      Abstract: No âmbito da atual gramática escolar, a supervisão pedagógica surge como uma estratégia de promoção do desenvolvimento organizacional e profissional, pelo que deverá ser percecionada como uma metodologia de trabalho que incentiva à (auto)crítica, desocultação de constrangimentos e (re)construção da profissionalidade docente. No entanto, no contexto da Avaliação de Desempenho Docente (ADD), a vertente supervisiva parece estar desvalorizada, não existindo consenso relativamente aos seus contributos para a construção do saber e para a melhoria do desempenho dos professores. A ADD tem-se constituído como uma prática social complexa, desgastante e, por vezes, com repercussões no ambiente interno das escolas. Consideramos que não deve ser entendida como uma ameaça e um constrangimento para os professores, mas antes ser encarada como um desafio e uma oportunidade, desencadeando processos supervisivos-avaliativos com reflexos na prática docente e preditores da aprendizagem e sucesso educativo de todos os alunos. Preocupados com os desafios e dilemas que integram esta problemática da supervisão pedagógica em contexto de ADD e tendo como objetivo geral analisar a perceção de avaliadores (internos e externos) e avaliados sobre o contributo das práticas de supervisão pedagógica para o desenvolvimento profissional em contexto de ADD, realizámos uma investigação de tipologia descritiva e quantitativa, onde foi aplicado um questionário, construído para o efeito, a 321 docentes da educação pré-escolar ao ensino secundário. Constatou-se que a supervisão pedagógica, a ADD e a observação de aulas não se desenvolveram de acordo com os referenciais teóricos, prevalecendo uma lógica mais sumativa e classificativa em detrimento da lógica formativa, de reflexão e apoio. Os professores consideram que o atual modelo de ADD está muito aquém do que era desejado no tocante ao seu contributo para a melhoria do desempenho e desenvolvimento profissional. Referem, no entanto, que a observação de aulas é pertinente e necessária, devendo estar inserida num projeto global de Escola para a melhoria e incluir o ciclo de supervisão pedagógica com vista a promover o trabalho colaborativo entre avaliador-avaliado, bem como privilegiar práticas de supervisão pedagógica, autoavaliação e autorreflexão sobre a prática.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • A escola em nossa casa: o envolvimento parental no ensino a distância

    • Authors: Carolina Rebelo Rodrigues, Inês Marques Correia, Isabel Catarina Martins
      Pages: 357 - 379
      Abstract: A família e a escola têm um papel fundamental na vida de qualquer aluno. Apesar das transformações que têm sofrido, família e Escola são instituições fundamentais no crescimento físico, social, emocional e intelectual dos alunos. Neste sentido, devem afirmar-se como aliados na criação das condições necessárias para os alunos. O envolvimento dos pais na escola, é essencial e nem sempre fácil, mas gera resultados muito positivos, elimina obstáculos, contribui para o bom desempenho, organização e sucesso escolar. Atualmente, devido à situação mundial criada pelo covid-19, o sistema educativo viu-se obrigado a implementar novos métodos. O ensino a distância exige que as famílias estejam mais próximas do processo escolar dos alunos. De uma forma geral, ainda existem divergências acerca dos resultados desta modalidade de ensino. Nestes novos tempos para a sociedade em geral e para os estudantes, de forma particular, as famílias não podem ser esquecidas no seu papel de educadores. É importante considerar os diferentes recursos das famílias para acompanhar este processo, bem como prestar uma atenção especial à saúde mental dos pais. Estes, deverão ser apoiados também na gestão de novos papéis e no suporte emocional aos filhos em momentos de novidade e incerteza.
      PubDate: 2021-05-18
       
  • O potencial da inteligência artificial para o desenvolvimento e
           competitividade das empresas: uma scoping review

    • Authors: Beatriz Rodrigues, António Andrade
      Pages: 381 - 422
      Abstract: É impossível que a significativa evolução que a IA sofreu ao longo dos últimos anos passe, atualmente, despercebida. Esta tecnologia está não só a impactar, por vezes silenciosamente, o dia a dia de toda a população como também o mundo dos negócios, conduzindo a novas maneiras de realizar cada função e até a fazer emergir novas profissões. O presente estudo procura esclarecer quais são, atualmente, as principais aplicações de IA para os negócios, quais as implicações que esta utilização provoca e quais os benefícios que as empresas podem esperar ao longo dos próximos anos caso comecem a implementar sistemas inteligentes nas suas mais diversas áreas. Por meio de uma revisão de literatura que adotou a abordagem scoping review, procurou-se identificar, na literatura publicada, qual o potencial da IA para o desenvolvimento e competitividade das empresas, identificando e agrupando, de forma clara e rigorosa, as principais vantagens e implicações do uso de IA na gestão. A IA revela-se, atualmente, uma tecnologia capaz de elevar as organizações a um novo patamar, tornando-as mais competitivas no mercado e possibilitando a criação de valor, seja pela sua capacidade de auxiliar os colaboradores, permitindo aumentos de produtividade, pela melhoria na experiência do consumidor ou até na previsão e resolução de problemas. No entanto, para poder tirar partido de todas as potencialidades que a IA tem para oferecer é preciso, por parte das empresas, uma boa estratégia de adaptação e, sobretudo, uma grande capacidade para auxiliar os seus colaboradores ao longo de todo o processo, uma vez que implementar IA vai, inerentemente, provocar não só mudanças no tipo de funções e trabalhos, mas também nas competências necessárias para cada função. Não esquecendo a grande incerteza social face à perspetiva de diminuição de postos de trabalho.
      PubDate: 2021-05-28
       
  • Liderança e participação do enfermeiro na governação hospitalar:
           impacto na qualidade e segurança dos cuidados prestados – protocolo de
           scoping review

    • Authors: Magda Guerra, Élvio Jesus, Beatriz Araújo
      Pages: 423 - 438
      Abstract: Contexto: O uso do termo governação na área da saúde é uma tendência, principalmente no nível das discussões sobre boas as práticas de liderança e gestão que podem ser adotadas para melhorar o cuidado prestado às pessoas e à comunidade em geral. Um dos princípios fundamentais da governação hospitalar é a participação e o envolvimento do enfermeiro nos processos de gestão e tomada de decisão, exigindo um forte envolvimento na gestão do cuidado, com reflexos significativos na qualidade do cuidado prestado à pessoa. Objetivo: Mapear as evidências disponíveis sobre o impacto da liderança e participação do enfermeiro na governação hospitalar no que diz respeito à qualidade e segurança da assistência prestada. Métodos: Metodologia proposta pelo Joanna Briggs Institute, definindo um protocolo de scoping review adaptado para a identificação de estudos relevantes que atendam aos critérios de inclusão previamente delineados. A análise de relevância dos artigos, a extração e síntese dos dados serão desenvolvidas por dois revisores independentes. Resultados: Espera-se que as evidências mostrem que a governação compartilhada na área da saúde desempenha um papel importante na segurança do doente e na qualidade da assistência prestada, o que requer o envolvimento de todos os profissionais de saúde, principalmente enfermeiros. Espera-se que os sistemas de governação compartilhada, que podem variar de hospital para hospital, de acordo com seus valores e objetivos institucionais, ajudem a promover ambientes de liderança e de gestão favoráveis a uma prática profissional de qualidade, empoderando o enfermeiro na tomada de decisões que afetam a restante da equipa multiprofissional e, principalmente, os doentes. Os resultados esperados a serem alcançados contribuirão para a divulgação das evidências disponíveis. Conclusão: Acredita-se que esta scoping review contribuirá para evidenciar o estado atual do conhecimento sobre o tema e que os resultados encontrados sejam norteadores para o desenvolvimento e aplicabilidade de indicadores de qualidade que garantam a segurança da assistência prestada.
      PubDate: 2021-10-11
       
  • Estudo de algumas variáveis potenciadoras do comprometimento
           organizacional dos profissionais nas organizações de saúde: uma
           revisão integrativa

    • Authors: Carina Isabel Mestre Gonçalves, David Manuel Gonçalves Correia, Tânia da Conceição Barriga Correia, Helena Maria Guerreiro José, Maria Fernanda Henriques Pereira de Melo, Maria José Baltazar dos Reis Pinto Gouveia
      Pages: 439 - 464
      Abstract:  O comprometimento organizacional surge como parte integrante de uma gestão eficaz dos recursos humanos, podendo-se traduzir num efeito significativo na satisfação do cliente, isto porque, profissionais de saúde mais comprometidos prestam melhores cuidados, o que se reflete em melhores resultados. Para além dessas vantagens, o comprometimento organizacional permite reduzir o absentismo e diminuir a rotatividade de profissionais, o que contribui para organizações mais coesas. Em organizações com elevado grau de complexidade, como é o caso das organizações de saúde, a preocupação com o comprometimento organizacional deve adquirir especial atenção, pois a profissionalização e a retenção dos seus profissionais, que são altamente qualificados, é imprescindível na maximização da eficiência e produtividade e, consequente, obtenção de ganhos em saúde. A realização desta revisão integrativa da literatura teve como base orientadora da investigação a questão: Quais as variáveis potenciadoras do comprometimento organizacional dos profissionais nas organizações de saúde' O objetivo foi identificar algumas variáveis que potenciam o comprometimento organizacional nas organizações de saúde e demonstrar como influenciam o comportamento organizacional dos seus profissionais. Os resultados obtidos permitiram identificar cinco variáveis potenciadoras do comprometimento organizacional: identificação com o plano estratégico da organização, confiança na liderança, tomada de decisão, condições laborais e satisfação pessoal. Concluiu-se que as variáveis identificadas evidenciam resultados positivos nas organizações de saúde. Contudo, importa, não só identificar em novos estudos outras variáveis, mas também, clarificar e aprofundar conhecimentos acerca das variáveis já identificadas, de forma a compreender como estas podem ser aplicadas, com o intuito de, cada vez mais, se promover o comprometimento organizacional nas organizações de saúde e, essencialmente, nas equipas de Enfermagem.
      PubDate: 2021-10-11
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.179.111
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-