Subjects -> HEALTH AND SAFETY (Total: 1464 journals)
    - CIVIL DEFENSE (22 journals)
    - DRUG ABUSE AND ALCOHOLISM (87 journals)
    - HEALTH AND SAFETY (686 journals)
    - HEALTH FACILITIES AND ADMINISTRATION (358 journals)
    - OCCUPATIONAL HEALTH AND SAFETY (112 journals)
    - PHYSICAL FITNESS AND HYGIENE (117 journals)
    - WOMEN'S HEALTH (82 journals)

HEALTH AND SAFETY (686 journals)                  1 2 3 4 | Last

Showing 1 - 200 of 203 Journals sorted alphabetically
16 de Abril     Open Access   (Followers: 1)
ACM Transactions on Computing for Healthcare     Hybrid Journal  
Acta Scientiarum. Health Sciences     Open Access   (Followers: 2)
Adultspan Journal     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Advances in Child Development and Behavior     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
Advances in Public Health     Open Access   (Followers: 30)
Adversity and Resilience Science : Journal of Research and Practice     Hybrid Journal   (Followers: 3)
African Health Sciences     Open Access   (Followers: 7)
African Journal of Health Professions Education     Open Access   (Followers: 6)
Afrimedic Journal     Open Access   (Followers: 3)
Ageing & Society     Hybrid Journal   (Followers: 40)
Aging and Health Research     Open Access   (Followers: 3)
Air Quality, Atmosphere & Health     Hybrid Journal   (Followers: 10)
AJOB Empirical Bioethics     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Akademika     Open Access  
American Journal of Family Therapy     Hybrid Journal   (Followers: 6)
American Journal of Health Economics     Full-text available via subscription   (Followers: 25)
American Journal of Health Education     Hybrid Journal   (Followers: 36)
American Journal of Health Promotion     Hybrid Journal   (Followers: 24)
American Journal of Health Sciences     Open Access   (Followers: 11)
American Journal of Health Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
American Journal of Preventive Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 34)
American Journal of Public Health     Full-text available via subscription   (Followers: 208)
American Journal of Public Health Research     Open Access   (Followers: 31)
Analytic Methods in Accident Research     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Annali dell'Istituto Superiore di Sanità     Open Access  
Annals of Global Health     Open Access   (Followers: 10)
Annals of Health Law     Open Access   (Followers: 7)
Applied Biosafety     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Applied Ergonomics     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Apuntes Universitarios     Open Access   (Followers: 1)
Archives of Community Medicine and Public Health     Open Access   (Followers: 2)
Archives of Medicine and Health Sciences     Open Access   (Followers: 5)
Archives of Suicide Research     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Archivos de Prevención de Riesgos Laborales     Open Access  
ASA Monitor     Full-text available via subscription   (Followers: 18)
Asia Pacific Journal of Counselling and Psychotherapy     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Asia Pacific Journal of Health Management     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Asia-Pacific Journal of Public Health     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Asian Journal of Gambling Issues and Public Health     Open Access   (Followers: 5)
Asian Journal of Medicine and Health     Open Access   (Followers: 1)
Asian Journal of Population Sciences     Open Access   (Followers: 9)
Asian Journal of Social Health and Behavior     Open Access   (Followers: 3)
Atención Primaria     Open Access   (Followers: 2)
Atención Primaria Práctica     Open Access  
Australasian Journal of Paramedicine     Open Access   (Followers: 8)
Australian Advanced Aesthetics     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Australian Family Physician     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Australian Indigenous HealthBulletin     Free   (Followers: 4)
Autism & Developmental Language Impairments     Open Access   (Followers: 15)
Bijzijn XL     Hybrid Journal  
Biograph-I : Journal of Biostatistics and Demographic Dynamic     Open Access   (Followers: 1)
Biomedical Safety & Standards     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Biosafety and Health     Open Access  
Biosalud     Open Access  
Birat Journal of Health Sciences     Open Access  
BLDE University Journal of Health Sciences     Open Access   (Followers: 1)
BMC Oral Health     Open Access   (Followers: 5)
BMC Pregnancy and Childbirth     Open Access   (Followers: 19)
Brazilian Journal of Medicine and Human Health     Open Access  
British Journal of Health Psychology     Hybrid Journal   (Followers: 52)
Buletin Penelitian Kesehatan     Open Access  
Buletin Penelitian Sistem Kesehatan     Open Access  
Cadernos de Educação, Saúde e Fisioterapia     Open Access  
Cadernos de Saúde     Open Access  
Cambridge Quarterly of Healthcare Ethics     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Canadian Family Physician     Partially Free   (Followers: 14)
Canadian Journal of Community Mental Health     Full-text available via subscription   (Followers: 16)
Canadian Journal of Human Sexuality     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Canadian Journal of Public Health     Hybrid Journal   (Followers: 26)
Cannabis and Cannabinoid Research     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Carta Comunitaria     Open Access  
Case Reports in Women's Health     Open Access   (Followers: 4)
CASUS : Revista de Investigación y Casos en Salud     Open Access  
Central Asian Journal of Global Health     Open Access   (Followers: 2)
CES Medicina     Open Access  
CES Salud Pública     Open Access  
Child and Adolescent Obesity     Open Access   (Followers: 3)
Child's Nervous System     Hybrid Journal  
Childhood Obesity and Nutrition     Open Access   (Followers: 11)
Children     Open Access  
Chinese Journal of Physiology     Open Access   (Followers: 2)
CHRISMED Journal of Health and Research     Open Access   (Followers: 1)
Christian Journal for Global Health     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia & Salud     Open Access  
Ciencia & Trabajo     Open Access  
Ciencia e Innovación en Salud     Open Access  
Ciencia y Cuidado     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia y Salud     Open Access   (Followers: 1)
Ciencia, Tecnología y Salud     Open Access  
Cities & Health     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Cleaner and Responsible Consumption     Open Access  
Clinical and Experimental Health Sciences     Open Access   (Followers: 1)
ClinicoEconomics and Outcomes Research     Open Access   (Followers: 1)
Clocks & Sleep     Open Access   (Followers: 1)
CME     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Community Health     Open Access   (Followers: 6)
Conflict and Health     Open Access   (Followers: 8)
Contact (CTC)     Open Access  
Contraception and Reproductive Medicine     Open Access   (Followers: 2)
Cuaderno de investigaciones: semilleros andina     Open Access  
Current Opinion in Behavioral Sciences     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Current Opinion in Environmental Science & Health     Hybrid Journal  
D Y Patil Journal of Health Sciences     Open Access   (Followers: 4)
Das österreichische Gesundheitswesen ÖKZ     Hybrid Journal  
Day Surgery Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Design for Health     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Digital Health     Open Access   (Followers: 11)
Disaster Medicine and Public Health Preparedness     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Discover Social Science and Health     Open Access   (Followers: 6)
Diversity and Equality in Health and Care     Open Access   (Followers: 10)
Diversity of Research in Health Journal     Open Access   (Followers: 1)
Dramatherapy     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Drogues, santé et société     Open Access   (Followers: 2)
Düzce Üniversitesi Sağlık Bilimleri Enstitüsü Dergisi / Journal of Duzce University Health Sciences Institute     Open Access  
Early Childhood Research Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 23)
East African Journal of Public Health     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Eating and Weight Disorders - Studies on Anorexia, Bulimia and Obesity     Hybrid Journal   (Followers: 25)
EcoHealth     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Education for Health     Open Access   (Followers: 9)
electronic Journal of Health Informatics     Open Access   (Followers: 7)
ElectronicHealthcare     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Emerging Trends in Drugs, Addictions, and Health     Open Access   (Followers: 1)
Ensaios e Ciência : Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde     Open Access  
Environmental Disease     Open Access   (Followers: 3)
Environmental Sciences Europe     Open Access   (Followers: 2)
Epidemics     Open Access   (Followers: 7)
EsSEX : Revista Científica     Open Access  
Estudios sociales : Revista de alimentación contemporánea y desarrollo regional     Open Access  
Ethics & Human Research     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Ethics, Medicine and Public Health     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Ethiopian Journal of Health Development     Open Access   (Followers: 7)
Ethiopian Journal of Health Sciences     Open Access   (Followers: 6)
Ethnicity & Health     Hybrid Journal   (Followers: 16)
Eurasian Journal of Health Technology Assessment     Open Access   (Followers: 1)
EUREKA : Health Sciences     Open Access  
European Journal of Health Communication     Open Access  
European Journal of Investigation in Health, Psychology and Education     Open Access   (Followers: 5)
Evaluation & the Health Professions     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Evidência - Ciência e Biotecnologia - Interdisciplinar     Open Access  
Exploratory Research in Clinical and Social Pharmacy     Open Access  
Expressa Extensão     Open Access  
F&S Reports     Open Access  
Face à face     Open Access  
Families, Systems, & Health     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Family & Community Health     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Family Medicine and Community Health     Open Access   (Followers: 8)
Family Relations     Partially Free   (Followers: 11)
FASEB BioAdvances     Open Access  
Fatigue : Biomedicine, Health & Behavior     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Finnish Journal of eHealth and eWelfare : Finjehew     Open Access  
Food and Public Health     Open Access   (Followers: 10)
Food Hydrocolloids for Health     Open Access  
Food Quality and Safety     Open Access   (Followers: 2)
Frontiers in Digital Health     Open Access   (Followers: 4)
Frontiers in Neuroergonomics     Open Access  
Frontiers in Public Health     Open Access   (Followers: 8)
Frontiers of Health Services Management     Partially Free   (Followers: 6)
Gaceta Sanitaria     Open Access   (Followers: 2)
Galen Medical Journal     Open Access  
Ganesha Journal     Open Access  
Gazi Sağlık Bilimleri Dergisi     Open Access  
Geospatial Health     Open Access   (Followers: 1)
Gestão e Desenvolvimento     Open Access  
Gesundheitsökonomie & Qualitätsmanagement     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Giornale Italiano di Health Technology Assessment     Full-text available via subscription  
Global Advances in Health and Medicine     Open Access  
Global Challenges     Open Access   (Followers: 2)
Global Health : Science and Practice     Open Access   (Followers: 7)
Global Health Annual Review     Open Access   (Followers: 2)
Global Health Innovation     Open Access   (Followers: 4)
Global Health Journal     Open Access   (Followers: 2)
Global Health Promotion     Hybrid Journal   (Followers: 15)
Global Journal of Health Science     Open Access   (Followers: 5)
Global Journal of Public Health     Open Access   (Followers: 16)
Global Medical & Health Communication     Open Access   (Followers: 1)
Global Mental Health     Open Access   (Followers: 13)
Global Reproductive Health     Open Access   (Followers: 1)
Global Security : Health, Science and Policy     Open Access   (Followers: 1)
Global Transitions     Open Access   (Followers: 1)
Global Transitions Proceedings     Open Access   (Followers: 1)
Globalization and Health     Open Access   (Followers: 7)
Hacia la Promoción de la Salud     Open Access  
Hastane Öncesi Dergisi     Open Access  
Hastings Center Report     Hybrid Journal   (Followers: 7)
HCU Journal     Open Access  
HEADline     Hybrid Journal  
Health & Place     Hybrid Journal   (Followers: 22)
Health & Justice     Open Access   (Followers: 5)
Health : An Interdisciplinary Journal for the Social Study of Health, Illness and Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 19)
Health and Human Rights     Open Access   (Followers: 10)
Health and Social Care Chaplaincy     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Health and Social Work     Hybrid Journal   (Followers: 64)
Health Behavior and Policy Review     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Health Behavior Research     Open Access   (Followers: 2)
Health Care Analysis     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Health Equity     Open Access   (Followers: 4)
Health Information : Jurnal Penelitian     Open Access  
Health Information Management Journal     Hybrid Journal   (Followers: 26)
Health Notions     Open Access  

        1 2 3 4 | Last

Similar Journals
Journal Cover
Gestão e Desenvolvimento
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0872-556X - ISSN (Online) 2184-5638
Published by Universidade Católica Portuguesa Homepage  [7 journals]
  • Estratégia e desempenho em empresas de mediação imobiliária: análise
           relacional entre as variáveis

    • Authors: António José Oliveira, António Mendes Ferreira
      Pages: 3 - 40
      Abstract:  O ambiente dos negócios é um sistema complexo e dinâmico que necessita de ser analisado de forma cuidada, para se obter sucesso. Situações complexas e críticas que ocorreram e ocorrem nas organizações dificultam, a criação e manutenção de vantagem competitiva. Fatores como a globalização, cessação de fronteiras comerciais e criação de redes globais de negócio, são algumas das novas oportunidades e ameaças que têm afetado as empresas. A situação económica recente está a levar a uma rápida e acelarada revolução e mudança de paradigma, o que tem resultado numa crescente incerteza e complexidade. Este trabalho tem como objetivo, analisar a influência da estratégia no desempenho nas empresas de mediação imobiliária. Para atingir este objetivo, esta investigação desenvolveu-se segundo uma metodologia quantitativa, cujos dados foram recolhidos através de um inquérito por questionário, dirigido aos órgãos de gestão das empresas de mediação imobiliária em Portugal, pertencentes a uma organização internacional de mediação imobiliária, através dos quais se obtiveram 70 respostas válidas. Os resultados obtidos mostram que a estratégia exerce uma forte influência sobre o desempenho, especialmente, nas dimensões do desempenho financeiro, clientes e processos internos. Aqueles revelam, ainda, que o tipo de estratégia dominante destas empresas é a estratégia prospetor, que exerce uma forte ligação entre o desempenho financeiro, os clientes e os processos internos. Este estudo contribui para o desenvolvimento da literatura, no que respeita à estratégia e desempenho, permitindo expandir o conhecimento sobre estratégia e desempenho, através da aplicação de constructos. Ao nível empresarial, as empresas deste setor e tipo, devem utilizar os recursos de forma eficiente, de modo a sustentar a vantagem competitiva e o desempenho.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11318
       
  • Fatores preditores do desempenho académico: motivação, satisfação e
           autoeficácia

    • Authors: Marco Ferreira Ribeiro, Célia Ribeiro, Paulo Pereira
      Pages: 41 - 89
      Abstract:  Partindo do pressuposto de que o desempenho académico do estudante de ensino superior pode ser explicado por fatores psicológicos associados ao estudante, nomeadamente o seu estado motivacional, satisfação e autoeficácia, definiu-se como objetivo geral de investigação o estudo da relação entre motivação académica, satisfação com a formação superior e autoeficácia na formação superior e a sua repercussão no desempenho académico do estudante. Deste modo, esta investigação desenvolve-se segundo uma metodologia quantitativa envolvendo duas amostras de estudantes de licenciatura e mestrado integrado do ensino superior português: a amostra A constituída por 1344 estudantes e a amostra B constituída por 1343 estudantes. Assim, com base na formulação de um modelo teórico proposto, envolvendo a motivação académica, satisfação com a formação, autoeficácia na formação e desempenho académico do estudante, procedeu-se ao seu ajustamento na amostra A, com base numa metodologia de modelação de equações estruturais (SEM - Structural Equation Modeling) e posterior validação numa amostra independente, a amostra B. Os resultados obtidos permitem revelar a validade e confiabilidade do modelo teórico proposto, demonstrando que a motivação académica do estudante e a sua satisfação com a formação exercem a função de mediadores entre a autoeficácia na formação e o seu desempenho académico. Em específico, verificou-se que a autoeficácia na formação influencia positivamente o desempenho académico do estudante e, igualmente, a sua motivação académica e satisfação com a formação. Por sua vez, verificou-se de igual forma que a motivação e satisfação do estudante influenciam positivamente o seu desempenho académico, realçando-se que a motivação influencia positivamente a satisfação. Desta forma, verifica-se que as instituições de ensino superior podem melhorar o desempenho académico do estudante com base na melhoria da sua autoeficácia, estado motivacional e de satisfação.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11319
       
  • Liderança e participação dos enfermeiros na governança hospitalar:
           scoping review

    • Authors: Magda Guerra, Élvio Jesus, Beatriz Araújo
      Pages: 91 - 111
      Abstract: Contexto: As estruturas da governação hospitalar são exigentes e desafiadoras e exigem um investimento por parte da organização, dos seus líderes e da equipa de profissionais de saúde, no caso particular dos enfermeiros, para que se obtenham cuidados prestado com qualidade e segurança do cliente. Objetivo: Mapear as evidências disponíveis sobre o impacto da liderança e participação do enfermeiro na governação hospitalar no que diz respeito à qualidade e segurança da assistência prestada. Métodos: Scoping review, com pesquisa de estudos em bases de dados datados entre janeiro de 2014 a julho de 2020, objetivando evidências o mais recente possíveis que permitam responder à questão de investigação. O corpus amostral foi constituído por 10 artigos que reuniram condições metodológicas. Resultados: As evidências sugerem uma relação significativa entre a governação compartilhada e o envolvimento no trabalho, indicando que quanto mais os enfermeiros participam na governação compartilhada, maior é o seu envolvimento no trabalho, com resultados positivos nos cuidados prestados e na segurança do cliente. A governação compartilhada configura-se como uma estratégia que pode facilitar a adesão da equipa de enfermagem, uma vez que permite aos enfermeiros maior controlo e autonomia sobre a sua prática profissional. As estruturas e processos da governação legitimam a prática profissional dos enfermeiros, traduzindo-se em cuidados de saúde de qualidade e na garantia da segurança do cliente. A participação dos enfermeiros na governação hospitalar requer líderes transformacionais, proativos e que se esforcem por transformar o ambiente e a cultura organizacional através da inovação. A base da governação compartilhada reside nos princípios de responsabilidade, parceria, autonomia e comunicação. Conclusão: Os enfermeiros em contexto hospitalar devem reger-se por um modelo de prática de enfermagem mais autónomo, com participação ativa na governação e assente na negociação coletiva e compartilhada, sendo estas condições sine qua non para se obter cuidados de qualidade e garantir a segurança do cliente.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11320
       
  • “Não vou nada bem”: saúde mental de estudantes universitários no
           contexto da COVID-19

    • Authors: Eliany Nazaré Oliveira, Maristela Inês Osawa Vasconcelos, Jacques Antonio Cavalcante Maciel, Paulo Cesar de Almeida, Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto, Gleisson Ferreira Lima, Francisca Verônica Dias Melo, Juliana Solon Furtado, Ludmila Alves Santos, Maria Suely Alves Costa
      Pages: 113 - 135
      Abstract: O artigo objetiva analisar o impacto na saúde mental de estudantes universitários cearenses, ocasionado após o início da pandemia pelo novo coronavírus, correlacionando com os principais fatos que ocorreram, sob o ponto de vista dos seguintes eixos: desencadeamento ou agravamento de transtornos mentais; sofrimento e (auto)medicação; e ideação suicida, com vista a entender os reflexos causados pela COVID-19. Trata-se de estudo de abordagem qualitativa, desenvolvido com 73 estudantes das universidades cearenses. As informações foram coletadas por meio de entrevistas semiestruturadas e analisadas a partir do método de interpretação dos sentidos. Os resultados apontam o impacto do cenário pandêmico sobre a saúde mental de estudantes universitários, o qual tem-se traduzido, sobretudo, sob a forma de piora dos quadros existentes, surgimento de novos casos e aumento das situações de automedicação e ideação/tentativa de suicídio. Desta forma, faz-se necessário, no caso das Instituições de Ensino Superior, não somente reconhecer esse contexto, como também identificar o impacto psicossocial e as repercussões que a pandemia provocou na comunidade acadêmica, além de intervir, mediante ações que considerem a conjunção vivenciada, principalmente pelo grupo em questão.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11321
       
  • Eficácia de programas de reabilitação no doente com Guillain-Barré:
           revisão integrativa

    • Authors: Rosa Martins, Inês Carvalho, Joana Miguel, Marta Dias, Nélia Carvalho
      Pages: 137 - 160
      Abstract:  A Pessoa com Síndrome de Guillain-Barré (SGB), apresenta alterações em diversos determinantes da qualidade de vida relacionada com a saúde, incluindo a mobilidade, a fadiga, a dor e depressão. A aplicação regular de programas de reabilitação ajustados sugerem melhorias na funcionalidade e na qualidade de vida dos Doentes. Objetivo: Avaliar a eficácia de programas de reabilitação na Pessoa portadora de Síndrome de Guillain-Barré. Metodologia: Realizou-se uma revisão integrativa da literatura para identificar estudos relevantes a incluir aqueles que respondessem aos critérios de inclusão definidos. Procedeu-se à pesquisa de estudos datados entre janeiro de 2011 a março de 2021, nos idiomas português, espanhol e inglês, recorrendo às seguintes plataformas eletrónicas de bases de dados: PubMed, Scientific Electronic Library Online (SciELO) e Biblioteca Virtual da Saúde, Google Scholar, Medline, PEDro, EBSCOhost. O corpus da revisão ficou constituído por 8 estudos. Resultados: Observou-se eficácia em todos os programas de reabilitação efetuados em pessoas portadoras de SGB, com melhorias significativas nas dimensões: capacidade funcional, reeducação muscular e reabilitação funcional respiratória. Os programas de alta intensidade potenciaram ainda mais a capacidade funcional, produzindo maior independência na realização das atividades de vida diária, com melhorias significativas na força e na resistência. Houve ainda ganhos significativos na força muscular dos membros inferiores e no equilíbrio estático e dinâmico, com fortalecimento muscular.Conclusão: Os resultados traduziram-se em contributos positivos nas práticas especializadas da Enfermagem de Reabilitação da pessoa portadora de Síndrome de Guillain-Barré. Os seus efeitos produziram melhorias na vivencia complexa dessas Pessoas, melhorando a qualidade de vida, potenciando a independência funcional e respiratória, minimizando sequelas.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11322
       
  • Organizações híbridas e gestores híbridos

    • Authors: Anaísa Reveles, Ana Abreu
      Pages: 161 - 183
      Abstract: O termo Hibridismo em organizações é um conceito pouco homogéneo, com múltiplas interpretações. Segundo Sartirana (2019), este termo é utilizado para relacionar questões sociais com propósitos de mercado, ou para se referir à combinação na mesma organização de diferentes modelos de gestão, verificando-se combinações de contratos e entidades administrativas em que há coordenação de parceiros e ganhos mútuos com esta dependência. Relativamente ao conceito de gestores híbridos, também não é consensual, contudo podemos defini-los como aqueles profissionais que, além da sua área de intervenção profissional, têm interesse e conhecimento para desempenhar funções de gestão dentro da organização. Em saúde podemos encontrar tanto médicos como enfermeiros nestas funções que incluem o planeamento, organização, supervisão, direção, coordenação, elaboração de relatórios e orçamentos, melhoria contínua e gestão de recursos humanos (Buchanan, 2013). Os principais objetivos foram conhecer o conceito de organizações híbridas e enquadrá-las no contexto da saúde, perceber a transição de Hospitais Sociedade Anónima (SA) para EPE (Entidade Pública Empresarial), e conhecer o conceito de gestores híbridos na área da saúde. Pretendemos também conhecer vantagens e desvantagens destas organizações e dos seus intervenientes, assim como compreender o papel dos enfermeiros nestas organizações. Para a elaboração deste trabalho recorremos à pesquisa bibliográfica em bases de dados científicas, nomeadamente na EBSCOhost - Research databases, B-on e Scielo e à pesquisa à pesquisa da legislação que enquadra a temática. Concluindo, os gestores híbridos na área da saúde enfrentam inúmeros desafios não só relacionados com o aumento da sua carga de trabalho como também com alguma dificuldade na tomada de decisões na área de gestão.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11323
       
  • Preparação para o parto e parentalidade online: um desafio da
           pandemia por COVID-19

    • Authors: Isabel Martins, Paula Silva, Diana Gândara
      Pages: 185 - 207
      Abstract: Em março de 2020, com o início da pandemia por COVID-19, a Preparação para o Parto e Parentalidade (PPP) presencial foi suspensa. Com o intuito de colmatar esta necessidade, tornou-se imperativo a realização destes cursos em formato online. É reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a importância dos programas de PPP, que sustentam os seus princípios na promoção da saúde, no empoderamento, na autonomia e na tomada de decisão em saúde dos indivíduos. Objetivos: Avaliar a satisfação das grávidas com a modalidade online (desde abril de 2020 até dezembro de 2021). Métodos: Estudo retrospetivo, descritivo e quantitativo das grávidas que frequentaram o curso online nas Unidades: USF (Unidade de Saúde Familiar) Infante D. Henrique, USF Lafões; USF Viseu Cidade, cumprindo os princípios éticos e de confidencialidade. Critérios de inclusão: grávidas com pelo menos 5 aulas frequentadas. Resultados: Das 180 respostas validadas, a maioria das grávidas considerou interessante os conteúdos apresentados, com evidente satisfação com a aquisição de conhecimentos para cuidarem de si e do seu bebé. Conclusão: No atual contexto pandémico, com o intuito de promover a saúde e bem-estar da Grávida, a alteração/mudança do formato dos cursos de PPP revelou-se uma intervenção positiva com manifesta satisfação.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11324
       
  • Trabalho colaborativo docente para a melhoria da ação educativa

    • Authors: Sónia Alves, Lara Macedo, Olga Maria Madanelo, Maria Manuela Martins, Maria Martins
      Pages: 209 - 231
      Abstract: As potencialidades do trabalho colaborativo, nomeadamente em contexto educativo, têm vindo a ser apontadas como uma estratégia robusta para a promoção da melhoria dos desempenhos das instituições. Esta apologia é feita quer ao nível do conhecimento científico, como descrevem vários estudos, quer ao nível das políticas educativas em vigor em Portugal, em que é apresentada como um caminho fundamental para o enriquecimento das opções curriculares e das dinâmicas pedagógicas, adotadas pelas escolas e pelos seus professores. Conhecer a realidade das 26 unidades orgânicas da Região Centro que participaram foi o objetivo deste estudo, intentando contribuir para essa reflexão. A recolha de dados efetuou-se através da aplicação de um questionário, disponibilizado online entre 15 de junho e 20 de setembro de 2021. A análise dos dados seguiu uma metodologia de natureza quantitativa, assente numa abordagem crítica descritiva. Os resultados evidenciam um reconhecimento massivo das potencialidades do trabalho colaborativo, mas práticas ainda pouco consistentes no que respeita a esta metodologia de trabalho, uma vez que a mesma acontece mais em contexto formais e numa lógica mais disciplinar.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11325
       
  • O impacto da COVID-19 na gestão de operações de unidades de saúde: um
           estudo qualitativo

    • Authors: Bruno Soares, Clotilde Passos
      Pages: 233 - 253
      Abstract: A situação de emergência de saúde pública provocada pelo vírus SARS-CoV-2, e a classificação pela Organização Mundial de Saúde da doença COVID-19 como pandemia, obrigou a uma rápida reorganização no terreno das Operações nas Unidades de Saúde e à adoção de medidas de contenção e mitigação do progresso exponencial da doença, nomeadamente restrições no fluxo de acesso aos cuidados de saúde, na gestão dos recursos materiais e humanos e na própria forma de prestação dos cuidados de saúde. Os relatórios de dados quantitativos são uma ferramenta que ajudam na medição do impacto da situação pandémica na Gestão de Operações. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar o impacto da COVID-19 na Gestão de Operações, recorrendo a uma análise qualitativa de dados recolhidos através da realização de vinte e uma (21) entrevistas semi-estruturadas escritas a profissionais de saúde, representativos de Unidades de Saúde Familiar, Hospitais e Unidades de Saúde do setor privado. Foi possível confirmar o profundo impacto da COVID-19 na Gestão de Operações de Unidades de Saúde, sobretudo ao nível do acesso dos utentes aos cuidados de saúde e na disponibilidade de recursos humanos, onde o agravamento no volume de trabalho foi sentido de forma significativa. O estudo fornece informações valiosas sobre as perspetivas dos profissionais de saúde na linha da frente perante os desafios enfrentados durante a pandemia, e lança oportunidades de investigação para melhorias na resposta a situações de emergência de saúde.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11327
       
  • Liderança e governação hospitalar: promoção da qualidade de cuidados
           num país envelhecido

    • Authors: Magda S. Guerra, Élvio H. Jesus, Beatriz R. Araújo
      Pages: 255 - 266
      Abstract: O envelhecimento da população tornou-se um grande desafio para a maioria dos países a nível mundial, bem como um foco de investigação, no caso concreto na área da enfermagem. O declínio geral das taxas de fertilidade e o prolongamento da esperança de vida per capita, tanto nos países desenvolvidos como nos países em desenvolvimento, desde 1996, levaram a um recrudescimento da população idosa em todo o mundo. Os países desenvolvidos foram os primeiros a vivenciar uma sociedade envelhecida e estão a avançar para sociedades hiper-envelhecidas, como é o caso português. Várias projeções populacionais indicam também que o processo de envelhecimento da população mundial irá acelerar nas próximas décadas. Mediante tal cenário, objetiva-se com este artigo refletir sobre a liderança e governação hospitalar na promoção da qualidade de cuidados num país envelhecido, com base numa metodologia de revisão da literatura.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11328
       
  • Serviço social da Guardinha: a intervenção com crianças e adolescentes
           num contexto pandémico

    • Authors: Nancy Fonseca, Manuel Menezes
      Pages: 267 - 288
      Abstract: No artigo apresentamos os resultados da pesquisa realizada no Brasil no âmbito do mestrado em Serviço Social (ISMT/Coimbra, Portugal). Analisamos (i) os conflitos e as demandas colocadas, no decurso da pandemia COVID-19, aos serviços da Guardinha pelas crianças e adolescentes inseridos nos serviços socioeducativos e (ii) o modo como as respostas do Serviço Social às problemáticas em pauta poderão ter contribuído para o reforço da cidadania das crianças, adolescentes e suas famílias. Na pesquisa optou-se por uma abordagem metodológica qualitativa. Procedemos a uma revisão da literatura tendo em vista a problematização das questões conexas coma vulnerabilidade social das crianças e os modos como, na sua intervenção quotidiana, os assistentes sociais podem contribuir para a sua inclusão. Quanto ao procedimento metodológico utilizado para coleta do material empírico, socorremo-nos da entrevista semiestruturada à qual responderam 6 profissionais. Resultados: foi possível compreender que os atendimentos especializados à infância e adolescência contemporânea (no município de Campinas) se consubstanciam num processo em constante transformação/adaptação, capaz de identificar as reais necessidades em presença e potencializar o agir, o exercício da cidadania e o desenvolvimento das crianças e adolescentes.
      PubDate: 2022-03-23
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11329
       
  • Marketing relacional em bibliotecas universitárias: uma revisão
           da literatura

    • Authors: Elisabeth Figueiredo, Célia Ribeiro, Clotilde Passos, Paulo Pereira
      Pages: 289 - 316
      Abstract: O presente estudo aborda o conceito de marketing relacional e tem como objetivo avaliar os seus contributos em contexto de bibliotecas universitárias. Para o efeito, realizou-se uma revisão da literatura, com base na produção científica, publicada entre 2000 e 2020, em bases de dados como B-on, Google Scholar, Business Source Complete (EBSCOhost), Scielo, Academia.edu e ainda ResearchGate. As palavras-chave utilizadas foram “marketing relacional”, “marketing de relacionamento”, “relationship marketing”, “biblioteca universitária”, “biblioteca académica”, “university library” e “academic library”. A investigação conduzida neste domínio põe em realce a importância desta nova vertente do marketing que, quando integrada nos princípios de gestão interna destas estruturas, influi no comportamento dos leitores, gera satisfação e contribui para a sua fidelização.
      PubDate: 2022-03-24
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11342
       
  • As auditorias em enfermagem nas organizações de saúde: revisão
           narrativa da literatura

    • Authors: Daniela Margarida Portela Serra, Inês Anastácio Costa, Sónia Filipa Fernandes Godinho, Maria Fernanda Henriques, Maria José Gouveia
      Pages: 317 - 337
      Abstract: Enquadramento: Atualmente, ainda persiste uma visão punitiva acerca das auditorias efetuadas nas organizações de saúde. Desde as áreas financeira e organizacional até à prestação de cuidados de enfermagem, são transversais as influências que estes atos avaliativos acarretam, sendo pertinente identificar as suas contribuições para as organizações. Objetivo: identificar os contributos das auditorias para os cuidados de enfermagem e analisar a influência das auditorias de enfermagem na gestão das organizações de saúde. Metodologia: revisão narrativa da literatura realizada segundo a recomendação PRISMA. Foi efetuada uma pesquisa através dos motores de busca B-On e EBSCOhost, sendo identificados 2894 artigos dos quais, após processo de seleção e verificação de elegibilidade, foram incluídos 10 artigos significativos para a presente revisão. Resultados: A análise dos estudos incluídos expõe as distintas influências das auditorias, seja na perceção dos enfermeiros sobre as mesmas, nos registos, na qualidade dos cuidados, como nas omissões dos custos hospitalares. Abordam ainda a importância do enfermeiro auditor. Conclusão: as auditorias promovem a qualidade dos cuidados, a sensibilização das equipas para verificação dos processos, a satisfação, a segurança e os direitos dos utentes. Têm um papel preponderante na contenção de custos e redução do desperdício nas organizações, essenciais para a sua sustentabilidade.
      PubDate: 2022-06-30
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11388
       
  • Processos de adaptação em adolescentes pós traumatismo
           vertebro-medular: uma revisão integrativa da literatura

    • Authors: Marília Flora, Catarina Rocha, Joana Figueiredo
      Pages: 339 - 361
      Abstract: O Traumatismo Vértebro-Medular (TVM) é uma condição neurológica que quando ocorre na adolescência tem um impacto no crescimento, no desenvolvimento e no estado emocional dos adolescentes, influenciando ainda o processo de reabilitação física. Face ao exposto há uma necessidade acrescida de investigar e perceber o impacto psicológico que o TVM tem no desenvolvimento dos adolescentes, na sua capacidade psicológica e Qualidade de Vida (QV). A presente revisão teve como objetivo identificar as estratégias de adaptação que os adolescentes com TVM utilizam para se adaptarem à sua condição, e de que modo é que esta influencia o seu desenvolvimento psicológico e, consequentemente, a sua qualidade de vida. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura com recurso às bases de dados online disponibilizadas via EBSCOhost e B-On, tendo-se retido 7 artigos que foram incluídos para a análise, publicados desde 2010. Os resultados mostram que o coping ativo e o coping de evitamento são os modos de adaptação mais utilizados. O coping ativo está associado à diminuição do sofrimento e o coping de evitamento com resultados psicossociais desadaptativos. A reestruturação cognitiva, o suporte social e a regulação emocional revelaram ser as estratégias de adaptação mais eficazes. O coping ineficaz e de evitamento estão associados à angústia, depressão e ansiedade, sendo que estes afetam e são preditores da QV. As estratégias de coping utilizadas estão intrinsecamente ligadas ao processo de adaptação dos adolescentes após sofrerem um TVM, sendo que estes, pela sua condição, têm mais propensão a adotar estratégias desadaptativas que resultam em distúrbios mentais (depressão e ansiedade) e numa menor qualidade de vida. É por isso necessário identificar precocemente as estratégias que o adolescente está a utilizar, de modo a planear intervenções que visem uma adaptação positiva.
      PubDate: 2022-06-30
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11624
       
  • Satisfação profissional e a qualidade dos cuidados de enfermagem – uma
           revisão integrativa

    • Authors: Manuela Penajóia Silva, Maria de Fátima Silva, Zhu Lingli Wang, Maria Fernanda Melo, Maria José Gouveia
      Pages: 363 - 385
      Abstract: A satisfação profissional dos enfermeiros resulta da interação com vários fatores que podem influenciar o desempenho dos enfermeiros, o que acentuou a necessidade de aprofundar o seu conhecimento. Este estudo tem como objetivo: compreender a infuência da satisfação profissional na qualidade dos cuidados de enfermagem, para o efeito foi realizada uma revisão integrativa da literatura, tendo a pesquisa sido realizada através do motor de busca EBSCOhost em diversas bases de dados, nomeadamente, Academic Search Complete, APA PsycInfo, Complementary Index, CINAHL, Directory of Open Access Journals, MEDLINE e Science Direct, Supplemental Index. Após análise e respeitando os critérios de inclusão e exclusão previamente estabelecidos, apuraram-se 8 estudos, que destacam maior influência dos fatores organizacionais do que os fatores pessoais, na satisfação profissional, por outro lado, também referem a relação direta entre uma maior satisfação profissional dos enfermeiros e uma maior qualidade em saúde e dos cuidados prestados. A literatura disponível demonstra claramente que a satisfação profissional influencia a prestação dos cuidados de enfermagem e, consequentemente, a qualidade dos mesmos, bem como o desempenho dos serviços de saúde. É crucial que os gestores, independentemente dos contextos da prática, tenham em atenção a satisfação profissional como fator de melhoria da qualidade em saúde e definam políticas e estratégias para incrementar a satisfação profissional dos enfermeiros. O presente estudo é demonstrativo de que a satisfação profissional tem impacto inegável na qualidade dos cuidados de enfermagem, apesar das suas limitações, como a amostra e o limite temporal, não permitirem uma afirmação e/ou generalização inequívocas. Embora considerando necessária a realização de outros estudos similares e complementares a este, e a uma maior escala, é possível afirmar que se conseguiu dar um contributo para um melhor entendimento acerca da influência da satisfação profissional dos enfermeiros na qualidade dos cuidados de enfermagem.
      PubDate: 2022-06-30
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11393
       
  • Blockchain na saúde, uma análise bibliométrica de 2008 a
           2021

    • Authors: Filipe Ambrósio, Bruno Soares
      Pages: 387 - 407
      Abstract: Blockchain é uma tecnologia que tem vindo a ganhar cada vez mais destaque no mundo digital. As propriedades desta tecnologia inicialmente desenhadas para a criptomoeda Bitcoin demonstraram, desde cedo, grande potencial de aplicabilidade noutras áreas e são já várias as indústrias que usufruem deste sistema. A área da saúde não ficou indiferente à implementação desta tecnologia e a associação de blockchain e saúde tem sido alvo de particular interesse. Assim, este artigo teve como objetivo mapear o estado da arte de Blockchain na área da saúde através de uma análise bibliométrica às publicações e citações que contêm as palavras-chave “Blockchain” e “Healthcare” (Saúde) no título, resumo, ou palavras-chave, durante o período de 2008 até ao presente. Através da base de dados Scopus e o seu programa integrado de pesquisa obtiveram-se um total de 1584 publicações que permitiu avaliar o volume de trabalhos e citações; os países de origem das publicações; e os artigos com maior impacto na literatura. Através da análise de outras palavras ou conceitos associados a Blockchain e Saúde procurou-se prever a tendência para futuras investigações. Foi possível confirmar o crescente interesse nesta tecnologia e no seu potencial de aplicação na área da saúde, sobretudo ao nível da Internet of Things (IoT) e dos Registos Eletrónicos de Pacientes. (REP).
      PubDate: 2022-06-30
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11625
       
  • O impacto do endividamento na qualidade de vida

    • Authors: Daniela Sofia Almeida Lopes, António Mendes Ferreira, Paulo Pereira
      Pages: 409 - 437
      Abstract: O objetivo principal deste estudo passa por responder à questão: existe uma relação entre o endividamento e a qualidade de vida do indivíduo' Para alcançar este objetivo optou-se por recorrer a uma metodologia quantitativa. Para recolha dos dados foi criado um questionário baseado nos questionários OEC-DECO (Frade, 2013) e WHOQOL-BREF (Carona et al., 2006). Este estudo identificou uma relação positiva entre o endividamento (deter créditos bancários) e a qualidade de vida. Analisados os vários domínios da qualidade de vida (físico, psicológico, social e meio ambiente) e a qualidade de vida em geral chegou-se à conclusão de que para o domínio psicológico e para o domínio do meio ambiente a qualidade de vida é, em média, superior para as pessoas que detêm créditos. E ainda que, para o domínio psicológico, a qualidade de vida é, em média, superior para pessoas que têm simultaneamente crédito hipotecário e não hipotecário quando comparadas com pessoas sem créditos ou com pessoas com apenas crédito hipotecário. Quanto ao domínio físico não foi possível estabelecer uma relação de causa-efeito entre o endividamento e a qualidade de vida. Estudado o sobre-endividamento (deter prestações em atraso), para todos os domínios se verificou que, em média, a qualidade de vida das pessoas com crédito com prestações em atraso era substancialmente inferior à das pessoas com crédito, mas sem prestações em atraso.
      PubDate: 2022-06-30
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11626
       
  • O potencial da inteligência artificial na gestão

    • Authors: Afonso Violante, António Andrade
      Pages: 439 - 479
      Abstract: A Inteligência Artificial (IA) ultrapassou as barreiras do que se julgava impossível e a cartografia da investigação publicada evidencia casos onde a sua adoção torna os negócios mais rápidos, inteligentes e seguros. Não obstante, e como é tendência na automação, também a IA está sujeita a muitos dogmas, medos e até a algumas ameaças no plano empresarial, nomeadamente se poderá vir a ter impacto nos postos de trabalho. O presente artigo tem como objetivo identificar a morfologia da perceção que os gestores possuem sobre o potencial da IA nas organizações. Trata-se de um estudo numa perspetiva qualitativa, de natureza descritiva, adotando como método de recolha de dados a entrevista. O objetivo acima proposto neste estudo exploratório permitiu concluir que os gestores das organizações estão relativamente familiarizados com o conceito de IA. Em relação à aplicação desta nos setores de atividade, podemos concluir que a IA tem um impacto notório nos processos e atividades nos setores Financeiro, do Retalho e da Tecnologia. Relativamente aos setores da Saúde e da Energia, apesar de o impacto já ser relevante, a introdução da IA nestes setores, seguindo a amostra, ainda se encontra numa fase embrionária. No entanto, todos os gestores estão consciencializados que esta ferramenta será o futuro do mundo empresarial e que só as organizações que a melhor utilizarem serão capazes de se manter competitivas a longo-prazo.
      PubDate: 2022-06-30
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11627
       
  • A motivação no ambiente de trabalho e o seu efeito no desempenho
           profissional: um estudo no setor bancário

    • Authors: Ana Rita Pereira, Clotilde Passos, Célia Ribeiro
      Pages: 481 - 503
      Abstract: O setor bancário português tem vindo a sofrer alterações estruturais profundas, influenciando a motivação e a produtividade dos seus colaboradores. Neste sentido, tendo em conta a importância do setor e a escassa informação existente na literatura sobre o tema, considerou-se pertinente o seu estudo. Tendo como objetivo analisar a influência que a motivação tem no desempenho das funções dos colaboradores do setor bancário, adotou-se uma metodologia qualitativa, com recurso a 33 entrevistas efetuadas a colaboradores de sete Bancos distintos do Distrito de Viseu. A análise de conteúdo das respostas permitiu concluir que a motivação contribui positivamente para o desempenho profissional e, consequentemente, para a produtividade, que os fatores que mais contribuem para a motivação são a boa relação entre colegas, a carga horária, o reconhecimento por parte dos superiores, os prémios e a concretização pessoal e familiar, que o foco em objetivos, o espírito positivo e a conciliação entre a vida pessoal e a vida profissional são as estratégias mais utilizadas pelos colaboradores em prol de uma maior motivação. Também foi possível concluir que os administradores dos Bancos devem priorizar o reajuste do número de colaboradores, atribuir novas funções a quem já está há muito tempo no mesmo cargo, exercer menos pressão, assim como, prestar maior reconhecimento e elogio e atribuir recompensas financeiras ou prémios de desempenho, no sentido de promover maior empenho e motivação dos colaboradores.
      PubDate: 2022-09-20
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11688
       
  • "A cor da minha pele me define": experiências de discriminação racial
           sofridas por negros

    • Authors: Eliany Nazaré Oliveira, Sabrina da Silva França França, Ivan Gabriel Sousa Feijó, Francisca Verônica Dias Melo, Paulo Cesar Almeida, Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto, Gleisson Ferreira Lima, Pollyanna Martins
      Pages: 505 - 523
      Abstract: Objetivou-se analisar as experiências de discriminação racial sofrida por negros. Estudo exploratório, descritivo e transversal, com abordagem quantitativa, recorte da pesquisa maior intitulada: Experiências de Discriminação Sofridas por Negros, realizada de setembro a novembro de 2021, com 205 participantes negros/negras de estados brasileiros. O instrumento utilizado foi a Escala de Experiências de Discriminação, além da coleta de dados sociodemográficos, ambos por meio de formulário on-line. Destacaram-se, como maioria, participantes do sexo feminino, 71,4% (n=145); com faixa etária entre 20 e 25 anos, 59,0% (n=118); residentes no estado do Ceará, 75,9% (n=98). Com relação ao tratamento injusto relacionado à discriminação racial, observou-se que os participantes tentam alguma coisa ao ser tratado injustamente. Voltando-se às experiências de discriminação, constatou-se que os negros costumam falar com outras pessoas ao sofrerem com alguma experiência de discriminação racial. Evidenciou-se que os participantes constantemente sofrem com experiências de discriminação racial em diversos espaços e as compartilham com outras pessoas. Os negros, também, se preocupam com o tratamento injusto que eles e outras pessoas sofrem em razão da cor e raça.
      PubDate: 2022-09-20
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11664
       
  • Ação do enfermeiro perante a ideação suicida no
           adolescente e jovem adulto

    • Authors: Ana Silveira, Ana Soeiro, Rúben Girão, Magda Guerra, Mauro Coelho, Paulino Rosa, Nuno Ferreira, Providência Marinheiro
      Pages: 525 - 555
      Abstract: Introdução: A ideação suicida, suicídio e comportamentos autolesivos constituem um incontornável problema de saúde pública, sendo o suicídio uma das principais causas de morte na adolescência. Estes são fenómenos muito complexos, que não resultam apenas de uma só causa, mas sim, de múltiplas interações entre fatores, biológicos, psicológicos, sociais e até mesmo culturais. Objetivo: Sistematizar o conhecimento sobre a ação do enfermeiro perante a ideação suicida no adolescente e jovem adulto. Método: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, realizada no período de 25 de novembro de 2021 a 26 de janeiro de 2022, nas bases de dados: BVS (Biblioteca Virtual de Saúde), Google Académico e Scielo (Scientific Eletronic Library Online), com os seguintes descritores: “ideação suicida”, “jovem adulto”, “ação do enfermeiro”, combinados com o operador booleano “AND”. Resultados: Foram selecionados seis artigos, sendo que o que é mais evidenciado nos remete para os fatores de risco e de proteção e que a ação do enfermeiro apesar de ser verbalizada como necessária na prevenção de ideação e comportamentos suicidas, o mesmo ainda não se encontra totalmente demonstrado. Conclusão: Os artigos selecionados revelaram lacunas no trabalho que é exercido pelos enfermeiros no cuidado a adolescentes com ideação suicida. A falta de conhecimento e a não formação por parte dos enfermeiros, bem como os tabus e consequentes preconceitos são também evidentes. Assim, a enfermagem deve estar qualificada para prestar um atendimento ético e eficaz ao doente fornecendo apoio psicológico priorizando a escuta qualificada e um cuidado livre de preconceitos ou julgamentos de valor.
      PubDate: 2022-09-20
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11689
       
  • A tomada de decisão na gestão de cuidados em enfermagem: uma revisão
           narrativa da literatura

    • Authors: Inês Lopes Lourenço, Marta Sofia Gonçalves, Marta Sofia Sequeira, Maria Fernanda Melo, Maria José Gouveia
      Pages: 557 - 578
      Abstract: A tomada de decisão é uma habilidade fundamental à prática do exercício da profissão de enfermagem e a complexidade deste processo exige a capacidade para atendermos às necessidades dos utentes por meio de decisões rápidas e eficazes. O presente artigo trata-se de um estudo de revisão narrativa sobre a tomada de decisão na gestão dos cuidados em enfermagem e teve como base orientadora da investigação a seguinte questão: Qual o conhecimento que existe na literatura sobre a tomada de decisão na gestão de cuidados em enfermagem' Definiram-se como objetivos específicos: compreender a relação que existe entre a autonomia e a liderança no processo de tomada de decisão, identificar os fatores que a influenciam, analisar o papel que assume a comunicação, bem como o conhecimento e a experiência profissional neste processo. Os artigos incluídos no estudo foram acedidos através das bases de dados EBSCO e Medline, com recurso aos descritores “decision making”, “decision making process”, nurs*, Communication, e Leadership. Verificámos que a tomada de decisão, por ter um valor profissional na prática de enfermagem, seja na área clínica ou em gestão, tem sido um tema em saúde abordado em vários trabalhos de investigação. O enfermeiro deve conhecer os fatores que contribuem para a tomada de decisão e deve ter as ferramentas necessárias para agir, essenciais para a prestação de cuidados de qualidade à pessoa.
      PubDate: 2022-10-03
      DOI: 10.34632/gestaoedesenvolvimento.2022.11696
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.192.52.167
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-