A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> PHILOSOPHY (Total: 762 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
  • APRESENTAÇÃO

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Maria Simone Marinho Nogueira
      Pages: 5 - 5
      Abstract: O presente volume da Revista Síntese é todo ele dedicado ao pensamento de Simone Weil (1909-1943). A figura desta filósofa, cuja produção se desenvolveu no período entreguerras, é difícil de resumir, não apenas porque ela era dona de uma mente iluminada e de um coração, como escrevera Beauvoir, capaz de bater através do universo inteiro, como também pela complexidade dos seus textos e por sua personalidade forte e autêntica. Estamos diante de uma mulher multifacetada: professora de filosofia; militante das causas sociais; crítica do capitalismo, do colonialismo, do comunismo, do marxismo, dos totalitarismos; sindicalista; operária nas fábricas e nos campos; amante dos gregos; aberta às mais diversas tradições religiosas e leitora dos clássicos (...)
      PubDate: 2022-04-30
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • FAZER O INVENTÁRIO DA NOSSA CIVILIZAÇÃO

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Maria da Penha Villela-Petit
      Pages: 13 - 13
      Abstract: Em “Fazer o inventário da nossa civilização” meu objetivo é de mostrar o percurso de vida e pensamento de Simone Weil, que a levou a escrever, em Londres, sua segunda grande obra, conhecida como L’Enracinement. Obra cujos três sub-títulos mostram que ela tem a ver com o desenraizamento que afeta o trabalhador operário, o trabalhador camponês e a nação francesa. As experiências vividas por S. Weil do início dos anos trinta até sua morte em Londres em 1943, incluindo sua participação à guerra da Espanha, não podem ser negligenciadas quando se lê L’Enracinement. Enfim, é essencial constatar e sentir a presença do Cristo nessa sua obra tão importante. Palavras-chave: Desenraizamento. Justiça. Agir. Cristo. Auto-sacrifício.
      PubDate: 2022-04-30
      DOI: 10.20911/21769389v49n153p13/2022
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • O DEUS DOS FILÓSOFOS E O DEUS DA REVELAÇÃO

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Maria Clara Lucchetti Bingemer
      Pages: 31 - 31
      Abstract: Entre Simone Weil (SW) e Blaise Pascal (BP) há muito em comum. Ambos são filósofos, pensadores brilhantes. Ambos fizeram uma profunda experiência de Deus, que determinou seu itinerário vital e teve impacto igualmente em seu pensar. São dois intelectuais e ao mesmo tempo dois místicos. Dois pensadores e ao mesmo tempo e inseparavelmente, duas testemunhas. Nossa intenção neste artigo será procurar mostrar como a experiência intelectual e a experiência mística em um e em outra, longe de excluir-se, interrogam-se mutuamente e acabam por fecundar-se em reciprocidade. É esta experiência que leva ambos a ir além da metafísica e da onto-teologia em sua reflexão sobre Deus. Igualmente procuraremos valorizar algumas diferenças e convergências existentes entre os dois pensadores no que concerne sua experiência e pensar sobre Deus e sua relação com a Bíblia e a Igreja. Palavras-chave: Simone Weil. Blaise Pascal. Mística. Razão. Excesso. Coração. Deus.
      PubDate: 2022-04-30
      DOI: 10.20911/21769389v49n153p31/2022
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • A FORMAÇÃO DA NOÇÃO DE CONTRADIÇÃO NA
           FILOSOFIA DE SIMONE WEIL

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Fernando Rey Puente
      Pages: 55 - 55
      Abstract: O objetivo deste artigo é o de investigar a dupla origem da noção de contradição – experiência docente e incursões políticas – que está presente nos textos weilianos da década de 30 do século passado indicando a importância dessa noção para a filosofia weiliana que foi elaborada de modo particularmente intenso nos derradeiros anos de vida da filósofa (entre 1940 e 1943). Palavras-chave: Contradição. Experiência docente. Experiência política. Ciência. Analogia.
      PubDate: 2022-04-30
      DOI: 10.20911/21769389v49n153p55/2022
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • MODUS VIVENDI COMO PATHOS FILOSÓFICO:

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Bortolo Valle
      Pages: 69 - 69
      Abstract: O modo como Simone Weil compreende e pratica a filosofia é o tema desta reflexão. Nela é explorado a originalidade de seu pensamento no cenário da filosofia desenvolvida nas primeiras décadas do século XX. Mais do que localizar uma definição, busca a sintonia com o pathos filosófico por ela vivenciado, ou seja, o modus vivendi que assume ser, o exercício filosófico, um trabalho de transformação de si mesmo. Indica que a filósofa, no âmbito daquilo que se pode chamar de sua metafilosofia, ou seja, de seu pensamento sobre a filosofia, não produz um corpo sistemático de exigências acadêmicas; antes, fazendo e vivendo a filosofia ao modo dos gregos, como uma espécie de exercício espiritual, reivindica a profunda inter-relação entre reflexão e vida. O estudo se volta, ainda, para o registro do lugar desempenhado pelas contradições e pelo sofrimento, em sua expressão de malheur, como solo de absoluta necessidade para justificação da vida filosófica. Palavras chave: Simone Weil. Metafilosofia. Exercícios Espirituais. Malheur.
      PubDate: 2022-04-30
      DOI: 10.20911/21769389v49n153p69/2022
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • OBEDIÊNCIA EM SIMONE WEIL

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Emília M. de Morais
      Pages: 87 - 87
      Abstract: Este artigo aborda a questão da obediência em Simone Weil, em suas acepções negativas e positivas, como um estudo introdutório à “Meditação sobre a obediência e a liberdade”, texto redigido em 1937, e concebido a partir do escrito de Étienne de La Boétie, “Discours de la servitude volontaire ou le Contre’un”, publicado em 1576. Levando em conta que, em seu esboço de artigo, Simone Weil passa ao largo do tema da liberdade para tratar da obediência a um governo tirânico, propomos estender a compreensão da obediência, em seus vários domínios: nas relações de trabalho, nas organizações sociais, nas leis, tanto cívicas quanto naturais e, por fim, na perspectiva religiosa da filósofa, herdeira do platonismo e do legado crístico. Finalizamos com a exigência da ação engajada no pensamento político de Simone Weil. Após esta introdução, apresentamos uma tradução inédita e anotada de “Meditação sobre a obediência e a liberdade”. Palavras-chave: La Boétie. Opressão. Liberdade. Obediência. Legitimidade, necessidade, gravidade e mediação.
      PubDate: 2022-04-30
      DOI: 10.20911/21769389v49n153p87/2022
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • SIMONE WEIL

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Andreia Serrato
      Pages: 113 - 113
      Abstract: Repensar a condição humana, mais especificamente o trabalho humano, perpassou a vida e a obra de Simone Weil, grande intelectual francesa do séc. XX. Momento importante, no séc. XXI para retomar o que Albert Camus afirmou em 1949, após a Segunda Guerra: “Parece-me impossível imaginar um renascer para a Europa que não tenha em conta as exigências definidas por Simone Weil”. O objetivo da pesquisa é apresentar a compreensão de Simone Weil sobre a “mística do trabalho” e identificar elementos que contribuam para a reflexão sobre a condição do trabalho na atualidade. Para o desenvolvimento deste estudo são utilizados textos importantes da autora, como A gravidade e a graça (1947) e Condição operária (1951). Como resultado, destaca-se o novo método que é proposto por Simone Weil para unir trabalho e contemplação para uma espiritualidade do trabalho. Palavra-chave: Mística. Condição operária. Sofrimento humano.
      PubDate: 2022-04-30
      DOI: 10.20911/21769389v49n153p113/2022
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • RELIGION ‘NATURELLE’, MYTHOLOGIE ET PHILOSOPHIE DE LA
           REVELATION CHEZ S. WEIL

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Emmanuel Gabellieri
      Pages: 129 - 129
      Abstract: Os debates que tiveram lugar sobre a “Pachamama” e a relação entre o Cristianismo e as espiritualidades da “Mãe Terra”, durante o último Sínodo da Amazônia, só podem ser esclarecidos reconectando a Revelação e o que a tradição chamou de “o livro da criação”, ou de “religiões naturais”. Simone Weil, diante da crise do racionalismo moderno, percebeu a necessidade de renovar o diálogo entre mito e razão, criação e revelação. Por isso o seu pensamento é precioso para nós, porque já naquela época, e ainda hoje, a tendência idólatra e mais ameaçadora já não é aquela que habitava o antigo “paganismo”, mas o desses novos ídolos contemporâneos que são os poderes econômicos, tecno-científicos e políticos. Portanto, “Logos” e “Muthos” devem ser vistos menos como ramos de um dilema e mais como dois princípios cujo Verbo Encarnado une e transcende no mistério da Encarnação. Palavras-chave: Religião Natural. Revelação. Logos e Muthos. Paganismo. Cristianismo.
      PubDate: 2022-04-30
      DOI: 10.20911/21769389v49n153p129/2022
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • NOTE SU METAXY E ARMONIA DEI CONTRARI IN SIMONE WEIL

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Massimiliano Marianelli
      Pages: 143 - 143
      Abstract: Um elemento central na ontologia de Simone Weil é a correlação entre o caráter absoluto da verdade e seu destino humano. A Filosofia é um pensar no “entre”, no sentido de, platonicamente, respeitar a distância subsistente entre “a essência do necessário e aquela do bem” e, de certa forma, em habitar aquela distância. Este artigo propõe algumas notas relacionadas à dimensão mítica, que é um espaço privilegiado da correlação entre o caráter absoluto da verdade e o seu destino humano, relacionadas ao tema do belo, como lugar onde emerge a “realidade”; e, por fim, relacionadas à concepção de metaxu e à possibilidade de conceber a harmonia dos contrários. Palavras-chave: Simone Weil. Filosofia do intermediário. Metaxu. Ontologia da mediação. Harmonia dos contrários.
      PubDate: 2022-04-30
      DOI: 10.20911/21769389v49n153p143/2022
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
  • RECENSÕES

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Diversos Autores
      Pages: 159 - 159
      PubDate: 2022-04-30
      Issue No: Vol. 49, No. 153 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.238.204.167
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-