A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  First | 1 2 3 4        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

  Subjects -> PHILOSOPHY (Total: 766 journals)
Showing 601 - 135 of 135 Journals sorted alphabetically
Revista de Filosofia     Open Access  
Revista de Filosofía (Madrid)     Open Access  
Revista de Filosofía de la Universidad de Costa Rica     Open Access  
Revista de Filosofía Open Insight     Open Access  
Revista de Filosofía y Teoría Política     Open Access  
Revista de Humanidades     Open Access  
Revista de la Academia     Open Access  
Revista Diacrítica     Open Access  
Revista Dialectus     Open Access  
Revista Eletrônica Espaço Teológico     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eletrônica Ludus Scientiae     Open Access  
Revista Enciclopédia     Open Access  
Revista Epistemologias do Sul     Open Access  
Revista Española de Filosofía Medieval     Open Access  
Revista Filosofía UIS     Open Access  
Revista Fragmentos de Cultura : Revista Interdisciplinar de Ciências Humanas     Open Access  
Revista Latinoamericana de Derechos Humanos     Open Access   (Followers: 2)
Revista Latinoamericana de Filosofía     Open Access   (Followers: 1)
Revista Perspectiva Filosófica     Open Access  
Revista Poiesis     Open Access  
Revista PRAXIS     Open Access  
Revista SURES     Open Access  
Revue d’études benthamiennes     Open Access   (Followers: 1)
Revue Philosophique de Louvain     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Rhuthmos     Open Access  
Rivista di estetica     Open Access  
Rivista di storia della filosofia     Full-text available via subscription  
Rivista Internazionale di Filosofia e Psicologia     Open Access  
Rivista Italiana di Filosofia Analitica Junior     Open Access  
Roczniki Filozoficzne     Full-text available via subscription  
Royal Institute of Philosophy Supplements     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Ruch Filozoficzny     Open Access  
RUDN Journal of Philosophy     Open Access  
Russell : the Journal of Bertrand Russell Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Russian Studies in Philosophy     Full-text available via subscription  
S : Journal of the Circle for Lacanian Ideology Critique     Open Access  
Saberes y Prácticas : Revista de Filosofía y Educación     Open Access  
SAINSTIS     Open Access  
Sapientia     Open Access  
Sartre Studies International     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Schutzian Research     Full-text available via subscription  
Science & Philosophy     Open Access   (Followers: 2)
Science et Esprit     Open Access  
Scientonomy : Journal for the Science of Science     Open Access   (Followers: 1)
Scrinium : Journal of Patrology and Critical Hagiography     Open Access  
Semina Scientiarum     Open Access  
Semiotics     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Siegel Institute Ethics Research Scholars     Open Access  
Siegel Institute Journal of Applied Ethics     Open Access  
Sign Systems Studies     Open Access  
Signos Filosóficos     Open Access  
Simone de Beauvoir Studies     Full-text available via subscription  
Sincronía     Open Access  
Síntese : Revista de Filosofia     Partially Free  
Slagmark - Tidsskrift for idéhistorie     Open Access   (Followers: 3)
Social Epistemology: A Journal of Knowledge, Culture and Policy     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Social Imaginaries     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Social Philosophy and Policy     Full-text available via subscription   (Followers: 25)
Social Philosophy Today     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Social Psychology and Society     Open Access   (Followers: 2)
Social Theory and Practice     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Società degli individui     Full-text available via subscription  
Socioaffective Neuroscience and Psychology     Open Access   (Followers: 2)
SOCRATES     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Sophia : An African Journal of Philosophy     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Sophía : Colección de Filosofía de la Educación     Open Access  
South African Journal of Bioethics and Law     Open Access   (Followers: 1)
South African Journal of Philosophy = Suid-Afrikaanse Tydskrif vir Wysbegeerte     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Southwest Philosophy Review     Full-text available via subscription  
SPICE : Student Perspectives on Institutions, Choices & Ethic     Open Access  
Spontaneous Generations : A Journal for the History and Philosophy of Science     Open Access   (Followers: 2)
Studi di Estetica     Open Access  
Studia Humana     Open Access  
Studia Logica     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Studia Neoaristotelica     Full-text available via subscription  
Studia Phaenomenologica     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Studia Philosophica Estonica     Open Access  
Studia Poliana     Full-text available via subscription  
Studia z Historii Filozofii     Open Access  
Studia z Kognitywistyki i Filozofii Umysłu     Open Access  
Studier i Pædagogisk Filosofi     Open Access  
Studies in Christian-Jewish Relations     Open Access  
Studies in Logic, Grammar and Rhetoric     Open Access   (Followers: 7)
Studies in Philology     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
SubStance     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Suhuf     Open Access  
Symposion : Theoretical and Applied Inquiries in Philosophy and Social Sciences     Open Access  
Symposium : Canadian Journal of Continental Philosophy     Full-text available via subscription  
Synthesis (La Plata)     Open Access  
Tadris : Islamic Education Journal     Open Access  
Tajdida : Jurnal Pemikiran dan Gerakan Muhammadiyah     Open Access  
Teaching Ethics     Full-text available via subscription  
Teaching Philosophy     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Techné : Research in Philosophy and Technology     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Temporal : Prática e Pensamento Contemporâneos     Open Access  
Temporalités     Open Access   (Followers: 1)
Teoliterária : Revista Brasileira de Literaturas e Teologias     Open Access  
Teologia i Moralność     Open Access  
Teosofi : Jurnal Tasawuf dan Pemikiran Islam     Open Access   (Followers: 1)
Teosofia : Indonesian Journal of Islamic Mysticism     Open Access  
Terrains / Théories     Open Access   (Followers: 1)
The Acorn     Full-text available via subscription  
The Biblical Annals     Open Access  
The Chesterton Review     Full-text available via subscription  
The Chesterton Review em Português     Full-text available via subscription  
The Chesterton Review en Español     Full-text available via subscription  
The Chesterton Review en Français     Full-text available via subscription  
The Chesterton Review in Italiano     Full-text available via subscription  
The CLR James Journal     Full-text available via subscription  
The Heythrop Journal     Hybrid Journal   (Followers: 21)
The Islamic Culture     Open Access  
The Leibniz Review     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
The Lonergan Review     Full-text available via subscription  
The Monist     Hybrid Journal   (Followers: 9)
The Owl of Minerva     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
The Person and the Challenges. The Journal of Theology, Education, Canon Law and Social Studies Inspired by Pope John Paul II     Open Access  
The Philosophers' Magazine     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
The Philosophical Forum     Hybrid Journal   (Followers: 4)
The Pluralist     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
The Southern Journal of Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Thémata. Revista de Filosofía     Open Access  
TheoLogica : An International Journal for Philosophy of Religion and Philosophical Theology     Open Access   (Followers: 1)
Theoria     Hybrid Journal   (Followers: 4)
THEORIA : An International Journal for Theory, History and Foundations of Science     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Theoria and Praxis : International Journal of Interdisciplinary Thought     Open Access   (Followers: 3)
Think     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Thought : A Journal of Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Thought and Practice : A Journal of the Philosophical Association of Kenya     Open Access  
Tijdschrift voor Filosofie     Full-text available via subscription  
Tópicos, Revista de Filosofía     Open Access  
Tópicos. Revista de Filosofía de Santa Fe     Open Access  
Topoi     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Tradition and Discovery     Full-text available via subscription  
Trans/Form/Ação - Revista de Filosofia     Open Access  
Transactions of the Charles S. Peirce Society     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Tsaqafah : Jurnal Peradaban Islam     Open Access  
ULUM : Journal of Religious Inquiries     Open Access  
Universidad de La Habana     Open Access  
Universitas : Revista de Filosofía, Derecho y Política     Open Access   (Followers: 2)
Universitas Philosophica     Open Access  
Unoesc & Ciência - ACHS     Open Access  
Utilitas     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Utopian Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Veritas : Revista de Filosofí­a y Teología     Open Access   (Followers: 1)
Via Spiritus : Revista de História da Espiritualidade e do Sentimento Religioso     Open Access  
Vincentian Heritage Journal     Open Access   (Followers: 1)
Visnyk of NTUU - Philosophy. Psychology. Pedagogics     Open Access  
Voluntaristics Review     Open Access  
Wacana : Journal of the Humanities of Indonesia     Open Access   (Followers: 1)
Whiteness and Education     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Windsor Yearbook of Access to Justice / Recueil annuel de Windsor d'accès à la justice     Open Access  
Zeitschrift für Ethik und Moralphilosophie : Journal for Ethics and Moral Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Zeitschrift für Kulturphilosophie     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Zeitschrift für Medien- und Kulturforschung     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Zeitschrift für philosophische Forschung     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Zeitschrift für philosophische Literatur     Open Access   (Followers: 2)
Zeitschrift für Religions- und Geistesgeschichte     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Zeszyty Naukowe Centrum Badań im. Edyty Stein     Open Access  
Zibaldone : Estudios Italianos     Open Access  
Τέλος : Revista Iberoamericana de Estudios Utilitaristas     Open Access  
Гуманітарний вісник Запорізької державної інженерної академії     Open Access  
Філософія та політологія в контексті сучасної культури (Philosophy and Political Science in the Context of Modern Culture)     Open Access  

  First | 1 2 3 4        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Revista Perspectiva Filosófica
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0104-6454 - ISSN (Online) 2357-9986
Published by Universidade Federal de Pernambuco Homepage  [37 journals]
  • Editorial e Sumário do V. 49, N.2 (2022) - Dossiê temático sobre
           Epistemologia, Filosofia da Ciência e Naturalismo e Dossiê Temático
           Filósofas no Norte

    • Authors: Marcos Silva, Loraine Oliveira
      Abstract: O presente número da Revista Perspectiva Filosófica (PPGFIL/UFPE) traz dois importantes dossiês. O dossiê "Epistemologia, Filosofia da Ciência e Naturalismo" organizado pelo Prof. Luís Estevinha, traz contribuições variadas e originais na área da filosofia analítica contemporânea. Já o dossiê temático "Filósofas no Norte", organizado pela Profa. Jovelina Ramos, oferece um panorama inovador do trabalho filosófico feito por pesquisadoras no norte do país, a partir de uma visão, digamos, mais continental da filosofia. Neste número ainda há contribuições no fluxo contínuo, além de uma tradução de importante documento histórico, que procuram dialogar entre tradições distintas da filosofia, acolhendo a diversidade de pensar.
      PubDate: 2022-05-03
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Apresentação Dossiê temático sobre Epistemologia, Filosofia da
           Ciência e Naturalismo

    • Authors: Luís Filipe Estevinha Rodrigues
      Abstract: O dossiê apresentado neste número da revista Perspectiva Filosófica reúne um conjunto de textos inéditos versando temas e tópicos atuais de epistemologia, filosofia da ciência e naturalismo. Os artigos foram redigidos por conjunto de pesquisadores com um espectro diversificado de interesses. Levando em conta a natureza abrangente dos tópicos gerais propostos para o dossiê, acreditamos que o pluralismo de propostas e visões filosóficas oferecidas no número poderá contribuir auxiliar a comunidade filosófica em geral, assim constituir uma boa fonte de informações e argumentos a ser aproveitada por pesquisadores, tanto avançado como iniciantes. Optamos por não fazer um seccionamento rígido por áreas. Em nossa opinião, o dossiê agora apresentado evidencia com clareza o cada vez maior e mais rico panorama filosófico brasileiro, especialmente, embora não exclusivamente, nas áreas da epistemologia e da filosofia da ciência.
      PubDate: 2022-05-03
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Apresentação Dossiê Temático Filósofas no Norte

    • Authors: Jovelina Maria Ramos de Souza
      Abstract: O Dossiê Filósofas no Norte, foi gerado a partir de um instigante convite de Loraine Oliveira (UFPE), uma das editoras da Perspectiva Filosófica, que após o espanto inicial com o tamanho da missão, aceitei com muito prazer, por me permitir mapear e conhecer as pesquisas desenvolvidas por colegas dos mais variados estados da região Norte. O ponto de partida foi um trabalho empírico, a procura de membros do corpo docente da área de filosofia, nos sites de universidades federais, estaduais e institutos federais. Feito o levantamento, foram enviados vários e contínuos convites ao longo de 2021, mas infelizmente nem todas as colegas convidadas se dispuseram a participar de uma publicação marcante, para a estatística de quantas mulheres filósofas atuando no ensino, na pesquisa e na extensão, temos no Norte do Brasil. Contudo, considero muito satisfatório o número de artigos recebidos para compor esta edição, permitindo ver a variedade dos estudos desenvolvidos pelas docentes e pesquisadoras que realizam atividades acadêmicas no Norte. Afinal, quantas somos e em quais instituições atuamos'
      PubDate: 2022-05-03
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Um empirismo em reviravolta

    • Authors: Nelson Gonçalves Gomes
      Pages: 1 - 51
      Abstract: Num artigo de 1930-1, Moritz Schlick anuncia uma reviravolta da filosofia que tornaria obsoleto muito do que os filósofos elaboraram até então. O presente trabalho faz a seguinte pergunta: na sua própria filosofia, consegue Schlick realizar a anunciada reviravolta' A resposta ora sugerida é negativa, em especial, considerando-se a questão da intersubjetividade.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253878
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • A questão do método: entre a regulamentação epistemológica e a
           reconstrução metacientífica

    • Authors: Alberto Oliva
      Pages: 52 - 106
      Abstract: A questão do método suscita a possibilidade de duas modalidades de abordagem. Uma corrente acredita que só do acompanhamento das práticas científicas de pesquisa se pode derivar o método. Historicamente, a busca do método tem se voltado para uma ciência modelar como a física e não para as várias e desniveladas ciências. A outra vertente advoga ser necessário contar previamente com o método para iniciar e realizar com proficiência qualquer tipo de pesquisa. Caso se limitasse a descrever - se é que isso é exequível - como a pesquisa científica é variadamente levada a cabo, a filosofia da ciência mostrar-se-ia desprovida tanto de importância epistemológica quanto metacientífica. Isso ajuda a entender por que a filosofia da ciência tem postulado autoridade reconstrutivo-normativa sobre a ciência. A visão de que inexistem imperativos categóricos da racionalidade torna necessário executar a missão hercúlea de acompanhar os casos bem sucedidos de busca de conhecimento como meio de definir que condutas merecem ser adotadas na pesquisa. Aqueles que entendem ser inviável ambicionar a posse de um token de conhecimento sem que se formule e fundamente previamente o conceito de conhecimento encaram o método como condição de possibilidade do êxito cognitivo. Os que alegam ser impossível dizer o que é conhecimento sem invocar casos específicos que modelarmente o exemplifiquem sustentam que o aparato metodológico precisa ser identificado pelo acompanhamento da ciência tal qual praticada. O impasse metametodológico deriva do desafio de se ter de definir se cabe tentar inventariar as práticas espalhadas pelos vários domínios da investigação científica tentando capturar o que compartilham ou se é melhor formular uma epistemologia universal que acalenta a ambição normativa de estabelecer de que forma deve a pesquisa ser conduzida.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253879
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Non-naïve direct realism

    • Authors: Claudio Costa
      Pages: 107 - 118
      Abstract: This paper aims to answer some main arguments against direct realism. It is based on two theses: that of the Janus face of perceptual experience, and that of the cognitive primacy of sensory content (sense data). Together they help us give better answers to the old arguments of illusion and of science against direct realism.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253881
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Counterfactuality and the Physical Reality: lessons from quantum mechanics

    • Authors: Nicholas Kluge Corrêa
      Pages: 119 - 132
      Abstract: Neste ensaio, eu vou apresentar um exemplo de fenômeno físico contrafactual. Mais precisamente, definição contrafactual e medições livres de interação em mecânica quântica. O exemplo usado será o experimento de teste de bombas Elitzur-Vaidman, que mostra como podemos sondar as propriedades dos objetos, mesmo quando não foram medidos, por exemplo, medições contrafactuais. Esse tipo de fenômeno físico parece operar pelas mesmas leis de causalidade que o raciocínio contrafactual na tomada de decisões. Afinal, como algo que não acontece pode afetar o mundo real' Sugiro que algumas ferramentas matemáticas usadas na mecânica quântica podem ser de interesse para aqueles que desejam modelar melhor as possibilidades contrafactuais no processo de decisão ou filósofos interessados em entender melhor as implicações metafísicas da mecânica quântica.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.248685
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • A falácia naturalista e a derivação de Searle

    • Authors: Daniel Pires Nunes
      Pages: 133 - 147
      Abstract: Neste artigo pretendemos caracterizar a questão da chamada falácia naturalista e avaliar como John Searle a aborda. Para isso, trataremos de forma breve os argumentos de David Hume e G. E. Moore para posteriormente analisarmos como as objeções de Searle à suposta falácia se relacionam com tais abordagens e se obteve êxito.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.248960
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • A implausibilidade da exclusividade do sócio-construtivismo

    • Authors: Marcos Rodrigues da Silva
      Pages: 148 - 159
      Abstract: Ao se apresentar como uma concepção filosófica inclusiva sobre a ciência – por levar em consideração tanto critérios epistemológicos quanto fatores pragmático-sociais, o sócio-construtivismo deixa a sugestão de que sua abordagem pode ser considerada tanto a melhor quanto a única explicação filosófica do sucesso da ciência. O objetivo deste artigo é o de apresentar uma dificuldade a esta pretensão.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.249986
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Virtudes epistêmicas como uma vacina contra fake news

    • Authors: Daniel de Vasconcelos Costa, Filipe Lazzeri
      Pages: 160 - 189
      Abstract: Vivemos em uma época em que, não bastasse a pandemia, a sociedade encontra-se assolada por aquilo que a OMS chamou de uma infodemia e, interligado a isso, ameaças constantes ao que nos resta de democracia. As fake news, como alguns têm observado, influenciou imensamente os rumos da pandemia e, já antes, os rumos da política. Diante desse grave problema, deparamo-nos com a necessidade prática de uma vacina contra as fake news. O presente trabalho é um esforço no sentido de caracterizar e argumentar em favor do cultivo do caráter epistemicamente virtuoso como parte de uma solução ao problema das fake news, solução baseada na epistemologia da virtude (numa combinação das formulações por Zagzebski e Sosa), além de sob a matriz do pensamento sistêmico (Morin). Para tanto, após uma análise do conceito de fake news, apresentamos elementos de nossa leitura da epistemologia da virtude. Em seguida, procuramos esboçar o papel das virtudes epistêmicas ou intelectuais numa diminuição da curva de fake news, em conjunto com certas outras medidas que já têm sido adotadas paliativamente contra essa praga. 
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253896
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • O atomismo epicurista de Pierre Gassendi contra o substancialismo
           aristotélico e a metafísica de René Descartes

    • Authors: Eduardo Simões
      Pages: 190 - 214
      Abstract: O objetivo do presente artigo é o de analisar o ressurgimento do atomismo na Idade Moderna, retomado pela filosofia de Pierre Gassendi, e como o mesmo propiciou uma superação da filosofia da substância de Aristóteles, bem como, a metafísica de René Descartes. Trata-se de uma análise histórica, que adota o mesmo procedimento metodológico de “suspensão de assentimento” adotado por Gassendi, mas que, no entanto, tem reflexos importantes para o entendimento do desenvolvimento da ciência, sob o ponto de vista da filosofia materialista seiscentista. Gassendi propõe uma filosofia que dê conta dos fenômenos naturais e supere toda forma de essencialismo e substancialismo, contudo, ainda assim, apega-se às verdades da fé, sob o pretexto de que as mesmas não se chocam com os produtos científicos e com as verdades da razão. Espera-se que o presente artigo, sirva-se como objeto de pesquisa acerca do pensamento do referido autor, visto da diminuta produção acadêmica que se tem a esse respeito no contexto da língua portuguesa.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.250247
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • O pensamento científico moderno: origem, desenvolvimento, limites e
           desafios

    • Authors: Roney de Seixas Andrade
      Pages: 215 - 243
      Abstract: Este artigo apresenta uma síntese do desenvolvimento histórico do pensamento científico moderno levando em consideração seu contexto original de controvérsias e tensões frente ao pensamento religioso, seu desenvolvimento e consolidação enquanto forma epistêmica privilegiada, seus limites e seus atuais desafios os quais implicam, dentre outras coisas, em divergentes visões científicas de mundo. Considerando a importância das necessárias demarcações epistemológicas para a boa condução do pensamento em sua apreensão da realidade, o presente artigo objetiva oferecer aos seus leitores, através de uma revisão bibliográfica de autores selecionados, um aporte teórico-conceitual de temas relativos aos debates filosóficos acerca do conhecimento científico moderno e de sua busca pela verdade.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.251620
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Philosophical disagreement versus philosophical knowledge

    • Authors: Octavio Andrés García Aguilar, Luís Filipe Estevinha Rodrigues
      Pages: 244 - 258
      Abstract: We will argue that philosophical disagreement gives us good reasons to be skeptical about philosophical knowledge. First, we will present the case of PHILOSOPHERS to produce a skeptical verdict when it comes to philosophical disagreements. Then, we will discuss the symmetry and centrality conditions to clarify why PHILOSOPHERS yields a skeptical verdict. Both conditions make philosophical disagreement an undefeated defeater for our philosophical beliefs. Second, we will discuss the Equal Weight (EW) as the view that requires parties to a disagreement to suspend judgment if parties comply with the symmetry and centrality conditions. Finally, we will discuss Kelly’s (2016) arguments against the skeptical outcomes of EW when applied to philosophical disagreement. We conclude that Kelly’s defense fails to defuse the skeptical outcomes of EW applied to philosophical disagreement.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253892
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • A inescrutabilidade da referência e a relatividade ontológica de Quine
           permitem a defesa do conhecimento científico'

    • Authors: Luís Filipe Estevinha Rodrigues, Jorge Henrique Lima Moreira
      Pages: 259 - 276
      Abstract: A discussão aqui delineada objetiva discutir acerca da possibilidade em estabelecer que as teorias científicas são bem-sucedidas ou não a partir da teoria filosófica de Quine. Os pressupostos internos ao pensamento do autor são suas concepções da inescrutabilidade da referência e da relatividade ontológica. Afinal, como se pode estabelecer conhecimento quando os elementos básicos são tão indeterminados' Por outro lado, os pressupostos externos a seu pensamento são as teorias clássicas, como o empirismo do Círculo de Viena e o fundacionalismo. O empirismo do Círculo de Viena alicerça-se em bases verificacionistas, tendo como elemento central a evidência empírica. Já o fundacionalismo, ancora-se principalmente, na exigência cartesiana de certeza, uma demanda que busca responder às exigências para se alcançar o conhecimento enquanto realidade indubitável imanente ao sujeito. Quine é um herdeiro dessas discussões. A questão fundamental que nos ocupará aqui será mostrar como o filósofo estabelece uma teoria que parte do inegável sucesso das previsões científicas, assumindo, no entanto, pressupostos de indeterminação linguística e epistêmica. 
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253891
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • O problema das Alternativas Não Concebidas é eficaz contra a defesa
           abdutiva do realismo científico'

    • Authors: Renan Soares Esteves, Luís Filipe Estevinha Rodrigues
      Pages: 277 - 293
      Abstract: O debate acerca do realismo científico trata da relação entre as nossas melhores teorias científicas e o mundo. Nesse debate, o que está em discussão é, sobretudo, se existe uma razão para acreditarmos que as partes de nossas teorias científicas que tratam de fenômenos e entidades inobserváveis se referem, ainda que de modo aproximado, a fenômenos e entidades reais. Diante disso, os realistas defendem a tese de que nossas melhores teorias científicas são aproximadamente verdadeiras. Em 1975, o filósofo Hilary Putnam propôs um argumento a favor do realismo científico, considerando que o realismo “(…) é a única filosofia que não faz do sucesso da ciência um milagre.”  (PUTNAM, 1975, p. 73). Esse argumento ficou conhecido como o Argumento do  Milagre, sendo parte da estratégia chamada de defesa abdutiva do realismo científico. Em seu livro Exceeding our grasp (2006), Kyle Stanford desenvolve o que considera como um novo desafio a essa estratégia de defesa realista. O objetivo do presente trabalho consiste em analisar se essa objeção de Stanford é plausível contra a defesa  abdutiva do realismo científico. 
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253890
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Sobre o estatuto das formas de vida no legado de Empédocles, ou,
           sobre o amor

    • Authors: Ivanete Pereira
      Pages: 298 - 317
      Abstract: A proposta deste trabalho é pensar o estatuto das múltiplas formas de
      vida no legado de Empédocles de Acragas, segundo a hipótese de que o apreço poético-filosófico que ele demonstra pelas espécies em vários grupos de versos, vincula-se ao princípio amoroso de articulação da vida, Afrodite, expressão mundana de Philotes. Dado que a abordagem empedocliana dos seres vivos é ambivalente, por um lado tendendo à melancolia, o objeto em estudo se define na seleção e análise de contextos nos quais predominam signos benéficos da deusa ao redor dos seres organizados em seus habitat. Indiretamente, emerge que protótipos de temas contemporâneos de biologia, ecologia e ética são, de fato, preocupações ancestrais.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.252128
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • O micro e o macrocosmo: dos Pré-Socráticos ao Problema XXX, 1

    • Authors: Juliana Santana
      Pages: 318 - 338
      Abstract: Este artigo busca identificar semelhanças, e mesmo influências, de algumas teorias de certos pensadores pré-socráticos e de certos tratados do Corpus Hippocraticum com as proposições sobre a bile negra presentes no Problema XXX, 1. Para isso, a princípio apresentamos, de modo breve, traços próprios a teorias elaboradas por Alcméon de Crotona, Empédocles de Agrigento e por alguns textos hipocráticos. Em seguida, apresentamos as posições do Problema XXX, 1, com ênfase especial na questão da interferência da bile negra nos homens que se sobressaem em várias áreas de atuação. Destacamos ainda os efeitos deste humor, como a melancolia por ele provocada e por vezes comparada à ação do vinho no corpo humano. Assim, indicamos as possíveis relações entre a primeira seção do Problema XXX com o que propunham as teorias filosóficas e médicas precedentes à sua redação, indicando que o texto aristotélico aponta igualmente para a ligação do homem com o cosmo do qual é parte. 
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253172
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Diálogo e paidéia em Platão

    • Authors: Camila de Souza da Silva
      Pages: 339 - 352
      Abstract: Em Platão é possível reconhecermos sua grande preocupação, dentro de um projeto político-filosófico, com a formação do homem, principalmente quando analisamos, por exemplo, obras como Banquete, Ménon e República. O diálogo (diánoia) é apresentado, em alguns casos, como fundamento de um espaço privilegiado à aprendizagem e ao exercício ético. Inicialmente a arte de dialogar exige uma metodologia de confronto de perspectivas entre os que dialogam, um em referência ao outro direcionando-nos a compreensão de determinado assunto, como no caso do Amor no Baquete ou da Virtude no Ménon, e isto, por sua vez, só é possível se pensarmos em uma construção dialética (dialektiké) do diálogo. Intentamos, neste trabalho, mostrar como o discurso, nos encaminha para uma noção do que Platão compreende por formação humana (paideía), principalmente enquanto valor intrínseco às relações humanas e sociais.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253173
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Prazer e cólera na representação de Afrodite na
           tragédia

    • Authors: Jovelina Maria Ramos de Souza
      Pages: 353 - 383
      Abstract: A proposta é pensar a representação de Afrodite, no prólogo da tragédia Hipólito de Eurípides, observando como o poder emanado pela divindade Cípria, traz dor e sofrimento. No debate que pretendo estabelecer, mostrarei como a cólera e o prazer, se encontram associados no seu projeto de vingança, contra o jovem que repudia as paixões e o casamento. O recorte que pretendo, envolve analisar o efeito do Eros nefasto de Cípris em Fedra, e sua potencialidade de atrair desgraças e abalar os sensos. O estudo apresentado, toma como referência teórica para tratar das noções de prazer e cólera, por um lado, a primeira definição de prazer no Filebo e a de cólera na estrutura tripartite do psiquismo em República IX, e por outro, a definição de cólera em Retórica II e a de prazer em Ética a Nicômaco.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253174
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Alguns sentidos sobre o “corpo” na obra a Cidade das Damas

    • Authors: Camila Kulkamp
      Pages: 384 - 405
      Abstract: Meu objetivo neste artigo é investigar os sentidos sobre o “corpo” na obra A Cidade das Damas (1405) da filósofa Christine de Pizan. Mais especificamente, tenho como ponto de partida algumas questões: como Pizan fala sobre os corpos das mulheres' E os corpos dos homens' Em que parte da obra Pizan fala sobre os corpos' Qual a importância da discussão sobre os corpos nesta obra' Pizan utiliza a palavra “corpo” apenas para designar corpos orgânicos e físicos' Existem outros sentidos empregados' A partir destas perguntas, identifico e apresento cinco discussões que Christine de Pizan formula no Livro Primeiro de A Cidade das Damas: 1) a ideia do “corpo feminino inferior” pensado e construído pelos homens; 2) o argumento de que os corpos dos homens são frágeis em algum momento da vida; 3) a defesa do corpo de Eva; 4) o argumento de que a autoridade do corpo provém da virtude e não do sexo ou da força física, e; 5) a discussão sobre a força física do corpo masculino e a relação com o poder judiciário. Concluo que a reflexão sobre a ideia de “corpo” é fundamental para a compreensão da obra. Não é coincidência de que este é o tema de abertura e que Pizan constrói a introdução do seu livro apresentando a ideia do “corpo feminino inferior” que aparece na tradição da literatura e filosofia escritas pelos homens do seu tempo, e que Pizan desenvolve a história da construção dessa cidade de mulheres a partir da discussão sobre os sentidos atribuídos aos corpos de mulheres e homens.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253175
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • A natureza egoísta e a virtude na obra de Bernard Mandeville

    • Authors: Elizângela Inocêncio Mattos
      Pages: 406 - 421
      Abstract: Pensar as virtudes em nome do bom funcionamento do Estado supõe enaltecer aquelas que atendam aos interesses do bom convívio, em detrimento de seus opostos. O objetivo deste artigo é, a partir da leitura do poema de Bernard Mandeville, The Grumbling Hive (1705), refletir sobre a presença de uma natureza egoísta e a necessidade da virtude na vida em sociedade. Por meio do texto de Mandeville, pretende-se mostrar como o egoísmo e o vício são constituintes da natureza humana e de como dão lugar a virtude, necessária para uma sociedade que almeja o bem comum.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253176
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Tolerância: ponderações sobre a interface entre a ética e a educação
           para o conviver com o outro

    • Authors: Valcicléia Pereira da Costa
      Pages: 422 - 448
      Abstract: A tolerância consta direta ou indiretamente nas obras dos filósofos deste a Antiguidade, primeiro nas reflexões de outras temáticas éticas, com exemplos de situações qualificadas como intolerantes, depois, a partir do século XVII, como tema principal de obras como Cartas sobre a tolerância, de John Locke, e Tratado sobre a tolerância, de Voltaire, em que os autores a problematizam em seus aspectos religiosos e políticos, e apresentam contextos que conduziram às escolhas e às práticas intolerantes, causa de inúmeros sofrimentos humanos. Este texto pondera sobre os vários aspectos da tolerância utilizando como fio condutor quatro questões norteadoras: o que significa tolerância e tolerar o outro' em que momento a tolerância foi tratada como problema filosófico' qual a relação da tolerância com a ética e a educação' como a tolerância é apreciada nas diretrizes dos organismos internacionais'
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253178
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Representações inconscientes em Kant: uma reflexão sobre a
           fantasia musical

    • Authors: Aline Brasiliense dos Santos Brito
      Pages: 449 - 460
      Abstract: Este artigo tem por objetivo apresentar e analisar o conceito de representação inconsciente no âmbito estético em Kant a partir do exemplo da fantasia musical. As representações inconscientes constituem um tema debatido por Kant, sobretudo nos escritos de Antropologia e remetem a atividade cognitiva inconsciente presente nas faculdades do entendimento, da razão e imaginação. Na Antropologia de um ponto de vista pragmático e demais compêndios de Antropologia, o tema é destacado sob o ponto de vista estético no que tange a um exemplo particular: a composição da fantasia musical, em exemplo utilizado por John Locke em seus Ensaios para apresentar o ato da improvisação como uma atividade cognitiva que teria seu princípio vital não na atividade inconsciente, mas na associação de ideias. Para além de um exemplo, a recorrência do exemplo em Kant, espelha a sua teorização e compreensão das representações inconscientes estéticas como um campo amplo e positivo.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.252127
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • A concepção de racionalidade científica no pensamento de
           Susan Haack

    • Authors: Elizabeth de Assis Dias
      Pages: 461 - 484
      Abstract: Susan Haack tem como pretensão, em seus escritos, propor uma nova concepção de racionalidade cientifica que retrate a natureza da ciência e o seu modo de proceder.  Neste sentido, sua intenção é superar certos impasses provenientes de duas posições, que considera como extremas, o “antigo deferencialismo” e o “novo cinismo”. Essas concepções têm em comum um mesmo modelo de racionalidade, que assimila o racional ao lógico. A primeira, o defende e a segunda procura negá-lo, ao dar ênfase aos aspectos históricos e sociais que condicionam a prática cientifica. Este trabalho tem por objetivo esclarecer o que a abordagem da filósofa trás de novo acerca de tal questão e em que medida procura superar os impasses das duas concepções, alvos de suas críticas. Iremos mostrar que ela defende uma concepção de racionalidade científica que se circunscreve nos limites do razoável, sem negar a dimensão social da ciência.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.251604
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Claude Lévi-Strauss e a construção dos saberes no
           pensamento amazônico

    • Authors: Marilina Conceição Oliveira Bessa Serra Pinto
      Pages: 485 - 505
      Abstract: No atual cenário acadêmico brasileiro temos observado a tendência exotizante utilizada como via para compreensão e análise das cosmovisões ameríndias serem substituídas por posturas mais tolerantes frente ao arcabouço de saberes construídos pelos primeiros habitantes do continente. No entanto, ainda é necessário procurar as causas que fazem com que o modo ocidental de organização do pensamento se torne tão refratário a outras formas de racionalidade. Empenhado em construir pontes a fim de aproximar lógicas diferenciadas de entendimento, apoiamos nossa análise nas teses de Claude Lévi-Strauss (1989; 2005), a fim de refletir sobre as peculiaridades constitutivas do pensamento amazônico, de acordo com constatações observadas nos trabalhos descritivo-analíticos de Belota (2012); Amazonense (2013) e Maisel (2014), desenvolvidos na pós-graduação strictu sensu da Universidade Federal do Amazonas. Da breve incursão, conclui-se que a lógica de funcionamento do pensamento primevo se encontra ainda presente nas práticas cotidianas das populações amazônidas. Por fim, sugerimos que a sistematização dos saberes  produzidos deverá servir como base para a construção de políticas públicas voltadas para as redes de ensino em todos os níveis de formação. 
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.251886
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Ansiedades antissufragistas

    • Authors: Rodrigo Jungmann
      Pages: 506 - 521
      Abstract: O artigo abaixo traduzido fornece um quadro realista e esclarecedor do tipo de obstáculos que o movimento pelo sufrágio feminino um dia teve de enfrentar no plano intelectual. Com grande habilidade e rigor analítico, Bertrand Russell desmonta todos os argumentos então em circulação em seu país contra a concessão da franquia eleitoral às mulheres inglesas.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.252549
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • As faces da verdade na teoria do intelecto de Aristóteles

    • Authors: Adriel Moura
      Pages: 522 - 543
      Abstract: O objeto deste artigo é o conceito aristotélico de verdade no domínio da intelecção, conforme o De Anima. O problema que se apresenta neste conceito diz respeito à oposição entre a verdade e a falsidade no âmbito dos pensamentos divisíveis e à atribuição única da verdade a pensamentos indivisíveis. Para isso, recorre-se à Metafísica IX, 10, em que a verdade, considerada em si mesma, só se encontra em seres separados de outros seres, à medida que a verdade em oposição ao falso só ocorre em uma relação efetiva entre seres distintos. Também, recorre-se ao estatuto da verdade segundo o De Interpretatione, em que a oposição entre verdade e falsidade se encontra na composição e divisão dos termos da linguagem. Portanto, será tratado aqui como Aristóteles pensou uma concepção de verdade que se comporta em relação a referentes de natureza distinta e como este aspecto influi na constituição de objetos do pensamento. 
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.249990
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Construção da Natureza: narrativas mitológicas de base naturalista em
           comunidades Iorubás no Brasil

    • Authors: Frederik Moreira-dos-Santos, Andreza Bispo dos Anjos Santos
      Pages: 544 - 563
      Abstract: Neste ensaio discutiremos desdobramentos investigativos do naturalismo humanista de John Dewey a fim de nos fornecer um suporte mais amplo para uma teoria geral do conhecimento que dialogue em nosso mundo contemporâneo pluricultural em que injustiças no campo epistêmico também ocorrem com frequência. Ressaltamos que não é nosso objetivo mostrar que o conhecimento ancestral é epistemicamente superior ao científico, mas reconhecer que ele é especialmente importante no processo de adaptação biossocial ao seu território. É, também, um marco sócio-histórico que abarca tradições de matriz cultural africana e características culturais de outras comunidades tradicionais do Brasil. Delineamos nossa perspectiva a partir de autores que emergem da filosofia afro-brasileira (principalmente Muniz Sodré), que trouxeram à tona o sentido do papel social e existencial das narrativas mitológicas, ritualísticas e ancestrais, nas comunidades de candomblé. Inicialmente, apresentamos o conceito de naturalismo, inspirado na teoria da investigação de John Dewey como teoria geral do conhecimento e da cultura, da qual aplicamos elementos de sua análise geral na cosmologia iorubá. Existem experiências integradoras afro-brasileiras que são cruciais para a construção dessa cosmologia. Neste ensaio, apresentamos, também, o compromisso empírico e sociopolítico de criar significados a partir da experiência em uma perspectiva holística sobre a Natureza. Exploramos o conceito de Natureza de ambas as perspectivas (a deweyana e a nagô) e demonstramos que existem convergências notáveis. Em seguida, concluímos que o espectro de abordagens significativas (rituais, narrativas, normatividade e integração cultural) para lidar com a Natureza torna o sentido de mundo iorubá próximo a um naturalismo em seus próprios termos.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253894
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • ¿Y si el empiricismo de Descartes no fuera una broma'

    • Authors: Wanderley Dias da Silva
      Pages: 564 - 578
      Abstract: Históricamente, la teoría fisiológica de Descartes a la interacción mente-cuerpo ― también conocida como la teoría de la glándula pineal ― ha encontrado mucha resistencia, ridículo y, por qué no, cierto grado de distorsión. Entre los muchos detractores de Descartes estaba Espinosa. Pero ¿qué hay, exactamente, a los ojos de Espinosa, tan malo en el modelo fisiológico de Descartes' ¿Por qué cree que la teoría de Descartes es tan oscura' Al repasar estos temas, espero indicar lo que veo como un malentendido generalizado sobre la teoría de la glándula pineal, así como los supuestos empíricos y monistas más básicos de Descartes con respecto a la unión mente-cuerpo y el yo. Defiendo la opinión de que una tarea urgente de la filosofía contemporánea es tomar la metodología empírica de Descartes más en serio. Y sostengo que Descartes no tiene una comprensión dualista ingenua ni puramente racionalista de la interacción cuerpo-mente.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.253895
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Materialização do corpo e abjeção em Judith Butler

    • Authors: André Luiz dos Santos Paiva
      Pages: 579 - 603
      Abstract: O artigo discute, a partir da teoria de gênero de Judith Butler, a questão da materialização dos corpos em seu cruzamento com o conceito de abjeção. Para isso, inicialmente é exposto como Butler trata da questão do corpo e de sua colocação enquanto marco de consolidação da ideia de diferença sexual. Posteriormente, evidencia-se o diálogo realizado por Butler com a psicanalista Julia Kristeva a partir do conceito de abjeção, que permite à filósofa pensar a produção da inteligibilidade humana nos marcos do sistema de sexo-gênero e a proposição de uma leitura que possibilita a reformulação da formação simbólica que torna os corpos generificados possíveis.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.251260
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Sobre o aspecto Ontológico da Precariedade na obra Quadros De Guerra

    • Authors: Albérico Araújo Sial Neto, Emílio de Britto Negreiros
      Pages: 604 - 630
      Abstract: O presente trabalho visa perquirir o aspecto ontológico da precariedade em Quadros de Guerra, à luz do significado que Judith Butler atribui à ontologia. De certa maneira, Butler não atribui à ontologia denotações a priori. Desse modo, apesar da noção de ontologia parecer contrária às posições pós-estruturalistas assumidas pela filósofa, será explicitado que não há o menor indício de contradição para com as assertivas pós-estruturalistas. Assim, ao atentar para o aspecto ontológico da precariedade, percebendo-o como uma importante ferramenta de argumentação para a pensadora, pretende-se estabelecer os Quadros de Guerra como obra dotada de importância conceitual e filosófica, uma vez que integra vários temas da filosofia, a saber: epistemologia, ética e ontologia.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.252960
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
  • Modernidade: um projeto para a emancipação'

    • Authors: Ésio Francisco Salvetti
      Pages: 631 - 647
      Abstract: O presente artigo tem o propósito teórico refletir sobre as contribuições críticas de Adorno e Horkheimer sobre o projeto da modernidade. Parte-se desta crítica para entender a recepção reconstrutiva dada por Habermas através da Teoria da Ação Comunicativae seu potencial no que concerne à elaboração de um projeto emancipatório. A pergunta que permanece como pano de fundo do artigo pode ser resumida da seguinte forma: a partir dos rumos da história recente ainda há possibilidade ética de defesa do projeto emancipatório da modernidade' Para abordar essa questão faz-se necessário o entendimento das bases teóricas do chamado “projeto da modernidade”, que tinha como finalidade a emancipação humana. Num segundo momento é exposto as críticas de Adorno e Horkheimer ao projeto da modernidade. Para finalizar, discorre-se sobre a compreensão de Habermas como uma saída ou possibilidade para continuar o projeto da modernidade em vista da emancipação humana.
      PubDate: 2022-05-03
      DOI: 10.51359/2357-9986.2022.249664
      Issue No: Vol. 49, No. 2 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.192.25.113
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-