A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

        1 2 3 4        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

  Subjects -> PHILOSOPHY (Total: 766 journals)
Showing 1 - 135 of 135 Journals sorted alphabetically
'Ilu. Revista de Ciencias de las Religiones     Open Access   (Followers: 5)
ACME : Annali della Facoltà di Studi Umanistici dell'Università degli Studi di Milano     Open Access   (Followers: 5)
Aesthetic Investigations     Open Access   (Followers: 2)
African Journal of Business Ethics     Open Access   (Followers: 7)
Agora     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Agora: papeles de Filosofía     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Ahkam : Jurnal Ilmu Syariah     Open Access   (Followers: 1)
Aisthema, International Journal     Open Access   (Followers: 2)
Aisthesis     Open Access   (Followers: 5)
Aisthesis : Pratiche, Linguaggi e Saperi dell’Estetico     Open Access  
Ajatus : Suomen Filosofisen Yhdistyksen vuosikirja     Open Access   (Followers: 1)
AJIS : Academic Journal of Islamic Studies     Open Access  
al-Afkar : Journal For Islamic Studies     Open Access  
Al-Banjari : Jurnal Ilmiah Ilmu-Ilmu Keislaman     Open Access   (Followers: 1)
Al-Fikra     Open Access   (Followers: 1)
Al-Jami'ah : Journal of Islamic Studies     Open Access   (Followers: 5)
AL-Qadissiya Magzine for Human Sciences     Open Access  
Al-Tijary : Jurnal Ekonomi dan Bisnis Islam     Open Access   (Followers: 1)
Al-Ulum     Open Access   (Followers: 1)
Albertus Magnus     Open Access  
Alpha (Osorno)     Open Access  
Alter : Revue de phénoménologie     Open Access   (Followers: 1)
American Journal of Semiotics     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
American Journal of Theology & Philosophy     Full-text available via subscription   (Followers: 40)
American Society for Aesthetics Graduate E-journal     Open Access   (Followers: 4)
An-Nisbah : Jurnal Ekonomi Syariah     Open Access   (Followers: 1)
Anais de Filosofia Clássica     Open Access  
Anais Eletrônicos do Congresso Epistemologias do Sul     Open Access  
Anales de la Cátedra Francisco Suárez     Open Access  
Anales del Seminario de Historia de la Filosofía     Open Access  
Análisis     Open Access  
Análisis : Revista de investigación filosófica     Open Access  
Analítica     Open Access   (Followers: 3)
Analysis     Hybrid Journal   (Followers: 34)
Analytic Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Analytica : Revista de Filosofia     Open Access  
Ancient Philosophy     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Ancient Philosophy Today     Hybrid Journal  
Andrews University Seminary Student Journal     Open Access  
ANFUSINA : Journal of Psychology     Open Access   (Followers: 1)
Angewandte Philosophie / Applied Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Annales Universitatis Mariae Curie-Sklodowska, sectio I – Philosophia-Sociologia     Open Access  
Annals in Social Responsibility     Full-text available via subscription  
Annals of the University of Bucharest : Philosophy Series     Open Access  
Annuaire du Collège de France     Open Access   (Followers: 6)
Anthropological Measurements of Philosophical Research     Open Access   (Followers: 1)
Anuari de la Societat Catalana de Filosofia     Open Access  
Anuario Filosófico     Full-text available via subscription  
Appareil     Open Access  
Apuntes Universitarios     Open Access   (Followers: 1)
Araucaria. Revista Iberoamericana de Filosofía, Política y Humanidades     Open Access  
Areté : Revista de Filosofia     Open Access  
Argos     Open Access   (Followers: 1)
Argumentos - Revista de Filosofia     Open Access  
Assuming Gender     Open Access   (Followers: 16)
Astérion     Open Access  
Astrolabio     Open Access  
At-Tabsyir : Jurnal Komunikasi Penyiaran Islam     Open Access  
At-Taqaddum     Open Access  
At-Turats     Open Access  
Attarbiyah : Journal of Islamic Culture and Education     Open Access  
Augustinian Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Augustiniana     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Augustinianum     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Aurora : papeles del Seminario María Zambrano     Open Access  
Auslegung : A Journal of Philosophy     Open Access  
Australasian Catholic Record, The     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Australasian Journal of Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 56)
Australasian Philosophical Review     Full-text available via subscription  
Australian Humanist, The     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Australian Journal of Parapsychology     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Axiomathes     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Bajo Palabra     Open Access  
Balkan Journal of Philosophy     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
BELAJEA : Jurnal Pendidikan Islam     Open Access  
Bergsoniana     Open Access  
Between the Species     Open Access   (Followers: 2)
Bijdragen     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Bioethica     Open Access   (Followers: 1)
Bioethics Research Notes     Full-text available via subscription   (Followers: 15)
BioéthiqueOnline     Open Access   (Followers: 1)
Biology and Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 18)
BMC Medical Ethics     Open Access   (Followers: 19)
Bochumer Philosophisches Jahrbuch für Antike und Mittelalter     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Bohemistyka     Open Access  
British Journal for the History of Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 40)
British Journal for the Philosophy of Science     Hybrid Journal   (Followers: 39)
British Journal of Aesthetics     Hybrid Journal   (Followers: 21)
British Journal of Music Therapy     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Bulletin d'Analyse Phénoménologique     Open Access   (Followers: 1)
Bulletin de Philosophie Medievale     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Bulletin of Symbolic Logic     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Bulletin of Yaroslav Mudryi NLU : Series : Philosophy, philosophy of law, political science, sociology     Open Access  
Business and Professional Ethics Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Business Ethics Quarterly     Full-text available via subscription   (Followers: 18)
C@hiers du CRHIDI     Open Access  
Cadernos Benjaminianos     Open Access  
Cadernos de Ética e Filosofia Política     Open Access  
Cadernos de Filosofia Alemã : Crítica e Modernidade     Open Access  
Cadernos do PET Filosofia     Open Access  
Cadernos Espinosanos     Open Access  
Cahiers de Philosophie de l’Université de Caen     Open Access  
Cahiers Droit, Sciences & Technologies     Open Access   (Followers: 1)
Cakrawala : Jurnal Studi Islam     Open Access  
Canadian Journal of Bioethics     Open Access  
Canadian Journal of Philosophy     Full-text available via subscription   (Followers: 25)
Chiasmi International     Full-text available via subscription  
Childhood & Philosophy     Open Access   (Followers: 9)
Chôra : Revue d’Études Anciennes et Médiévales - philosophie, théologie, sciences     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Christian Journal for Global Health     Open Access   (Followers: 1)
Chromatikon     Full-text available via subscription  
Church Heritage     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Ciência & Trópico     Open Access  
Cinta de Moebio     Open Access  
Circe de clásicos y modernos     Open Access  
Civitas Augustiniana     Open Access  
Clareira - Revista de Filosofia da Região Amazônica     Open Access  
Claridades : Revista de Filosofía     Open Access  
Clotho     Open Access   (Followers: 1)
Cognitio : Revista de Filosofia     Open Access  
Collingwood and British Idealism Studies     Full-text available via subscription  
Colombia Forense     Open Access  
Comparative and Continental Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Comparative Philosophy     Open Access   (Followers: 12)
Conciencia     Open Access  
Constellations     Hybrid Journal   (Followers: 26)
Contagion : Journal of Violence, Mimesis, and Culture     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Contemporary Chinese Thought     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Contemporary Political Theory     Hybrid Journal   (Followers: 52)
Contemporary Pragmatism     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Continental Philosophy Review     Partially Free   (Followers: 24)
Contrastes. Revista Internacional de Filosofía     Open Access  
Contributions to the History of Concepts     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Controvérsia     Open Access  
Convivium : Revista de Filosophia     Open Access  
Correspondences : Journal for the Study of Esotericism     Open Access  
CoSMo | Comparative Studies in Modernism     Open Access   (Followers: 1)
Cosmos and History : The Journal of Natural and Social Philosophy     Open Access   (Followers: 6)
CR : The New Centennial Review     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Cracow Indological Studies     Open Access  
Creativity Studies     Open Access   (Followers: 5)
Critical Horizons     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Croatian Journal of Philosophy     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Cuadernos de Filosofía     Open Access  
Cuadernos de Filosofía Latinoamericana     Open Access  
Cuadernos de pensamiento     Open Access   (Followers: 3)
Cultura : International Journal of Philosophy of Culture and Axiology     Open Access   (Followers: 2)
Cultural-Historical Psychology     Open Access   (Followers: 3)
Culture and Dialogue     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Cuyo Anuario de Filosofía Argentina y Americana     Open Access  
Daimon Revista Internacional de Filosofía     Open Access  
Dalogue and Universalism     Full-text available via subscription  
Danish Yearbook of Philosophy     Full-text available via subscription  
Dao : A Journal of Comparative Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Design Philosophy Papers     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
Deutsche Vierteljahrsschrift für Literaturwissenschaft und Geistesgeschichte     Hybrid Journal  
Diagonal : Zeitschrift der Universität Siegen     Hybrid Journal  
Diakrisis Yearbook of Theology and Philosophy     Open Access  
Dialectic : A scholarly journal of thought leadership, education and practice in the discipline of visual communication design     Open Access   (Followers: 1)
Dialektiké     Open Access  
Dialogue Canadian Philosophical Review/Revue canadienne de philosophie     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Diánoia     Open Access   (Followers: 1)
Dianoia     Open Access  
Diferencia(s)     Open Access  
Dimas : Jurnal Pemikiran Agama untuk Pemberdayaan     Open Access  
Diogenes     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Dios y el Hombre     Open Access  
Discurso     Open Access  
Discusiones Filosóficas     Open Access  
Disputatio     Open Access  
Doctor virtualis     Open Access  
Doxa : Cuadernos de Filosofía del Derecho     Open Access  
Economica : Jurnal Ekonomi Islam     Open Access   (Followers: 1)
Edukasi : Jurnal Pendidikan Islam     Open Access  
Eidos     Open Access  
Ekstasis : Revista de Hermenêutica e Fenomenologia     Open Access   (Followers: 1)
El Banquete de los Dioses     Open Access  
Eleutheria     Open Access   (Followers: 1)
Elpis - Czasopismo Teologiczne Katedry Teologii Prawosławnej Uniwersytetu w Białymstoku     Open Access  
Empedocles : European Journal for the Philosophy of Communication     Hybrid Journal   (Followers: 2)
En Líneas Generales     Open Access  
Endeavour     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Endowment Studies     Hybrid Journal  
Enrahonar : An International Journal of Theoretical and Practical Reason     Open Access  
Entelekya Logico-Metaphysical Review     Open Access  
Environmental Ethics     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Episteme     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Epistemología e Historia de la Ciencia     Open Access  
Epistemology & Philosophy of Science     Open Access   (Followers: 5)
Epoché : A Journal for the History of Philosophy     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Erasmus Studies     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Erkenntnis     Hybrid Journal   (Followers: 29)
Escritos     Open Access  
Essays in Philosophy     Open Access   (Followers: 6)
Estudios de Filosofía     Open Access  
Estudios de Filosofía     Open Access  
Estudios de Filosofía Práctica e Historia de las Ideas     Open Access  
Estudios Nietzsche     Open Access  
Estudos Nietzsche     Open Access  
Etcétera : Revista del Área de Ciencias Sociales del CIFFyH     Open Access  

        1 2 3 4        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Cognitio : Revista de Filosofia
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1518-7187 - ISSN (Online) 2316-5278
Published by PUCSP Homepage  [13 journals]
  • Nota a esta edição

    • Authors: Marcelo Silvano Madeira
      Abstract: A equipe editorial de Cognitio: Revista de Filosofia (ISSN: 2316-5278) informa que, em virtude de melhor atender ao seu escopo acadêmico, neste ano de 2021, sofreu fusão com sua coirmã Cognitio-Estudos: Revista Eletrônica de Filosofia (ISSN: 1809-8428). Este procedimento acarretou uma completa reformulação do seu processo de editoração, bem como transformação em seu formato de publicação de Semestral para Fluxo Contínuo, implicando que o número de artigos do presente volume adequou-se a esse contexto circunstancial. As futuras edições abrigarão um número superior de artigos publicados.   Atenciosamente, Equipe Editorial
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e57009
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • [Resenha] Theosemiotic

    • Authors: Ludwig Nagl
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e56924
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • [Resenha] Sobre a (Bio)semiotic theory of translation

    • Authors: Joao Queiroz
      Abstract: A (Bio)Semiotic Theory of Translation, de Kobus Marais, 2019, é o mais importante livro publicado sobre a relação entre os Estudos da Tradução e a Semiótica pragmatista de C.S.Peirce, desde Semio-translation, de Dinda Gorlée, de 2004. Pode-se afirmar que a obra de Gorlée representou uma etapa inicial de ajustes na agenda dos Estudos de Tradução, inspirada na filosofia de Peirce. É um trabalho preliminar, cujo maior mérito foi estabelecer uma vinculação mais sistêmica entre as “áreas”. O livro de Kobus Marais é a mais audaciosa tentativa de desenvolver este projeto. Ele explora diversas consequências da aplicação de muitas entidades e termos teóricos da filosofia de Peirce, especialmente em sua fase madura (pós-1903). Ao fazer isso, Marais abre uma frente inédita de investigação cuja importância não deve ser subestimada. Ele associa muitos aparatos, que incluem (i) rudimentos de uma filosofia de processo de inspiração pragmatista, com forte propensão pluralista; (ii) classificações sígnicas desenvolvidas por Peirce, após 1903, período que se estabeleceu como “teoria madura do signo”, inexplorada nos estudos sobre tradução, e ainda pouco explorada pelo próprio scholarship Peirceano; (iii) e uma versão emergentista associada a um tratamento baseado na teoria de sistemas complexos. Sobre este último tópico, especialmente influenciado por Terrence Deacon e Floyd Merrell, Marais extrai muitas implicações, relacionadas a uma definição de tradução como negentropia, em sistemas complexos, e generaliza o fenômeno para casos de emergência de fenômenos sócio-culturais. Dividi esta resenha em asserções. Elas se referem às teses que considero mais  importantes do livro de Kobus Marais. Embora outras tantas possam ser formuladas, considero aquelas que podem ter maiores implicações.


      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e55177
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • [Resenha] Kant’s cosmology

    • Authors: Bruno Bueno Poli
      Abstract: Esta é uma resenha descritiva do livro de Falkenburg: A cosmologia de Kant: do sistema pré-crítico até a antinomia da razão pura. No final, o autor especifica qual é, em sua opinião, o público alvo do livro.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e56948
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • Aptidão semântica e a abordagem de C. S. Peirce aos termos de
           tipos naturais

    • Authors: Daniel Cerqueira Baiardi
      Abstract: Neste artigo defendo uma interpretação pluralista para a teoria do significado de Peirce quando aplicada a termos gerais que fazem referência a tipos naturais ou, como recentemente estabelecido no debate contemporâneo, termos de tipos naturais (TTNs). Conduzido por uma análise dos escritos de Peirce, podemos encontrar uma teoria confiável e promissora para esta ampla categoria de termos. Orientando-se por leitores privilegiados da filosofia de Peirce, duas posições principais são identificadas e comparadas por via do método pragmático. A partir das conclusões desta comparação, encontramos fortes razões para selecionar a posição pluralista moderada, enfatizando a teleologia dos agentes cognitivos em detrimento de causas finais. Esta leitura de Peirce não é apenas fortemente naturalizada, mas também se apresenta como uma abordagem instrumentalista à filosofia da linguagem. A leitura pretende lançar luz sobre algumas das principais reivindicações deste que é um autor estratégico, em especial, quando confrontado com a discussão contemporânea em torno dos TTNs. O tratamento de Peirce aos termos gerais é enriquecido por novas pesquisas empíricas em ciências cognitivas e biossemiótica. Todo o trabalho tem uma dívida especial com estudos recentes em computação cognitiva que introduziram o conceito de aptidão semântica para modelar um nível ótimo de abstração para produzir representações mais significativas em um determinado domínio ontológico, classificando objetos particulares de forma dinâmica e progressiva. Esta noção é introduzida para uma interpretação efetivamente evolucionária da teoria dos termos genéricos de Peirce e na exposição das vantagens desta estrutura conceitual.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e53430
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • A herança do empirismo metafísico progressivo do Schelling de
           Peirce

    • Authors: David A. Dilworth
      Abstract: As obras da vida de Kant, Schelling e Peirce se desdobraram em sequência histórica para formar uma progressão paradigmática na modernidade filosófica. A terceira síntese reflexiva da crítica de Kant relativa aos conceitos fundacionais de natureza e liberdade abriu um caminho especulativo para uma linhagem notável de desenvolvimento no empirismo metafísico mais tardio de Schelling que, por sua vez, transmitiu uma proveniência decisiva para a articulação de Peirce de categorias indecomponíveis de epistemologia, cosmologia e semiose ontológica. A categoriologia de Peirce reconfigurou certas implicações teóricas da Investigação sobre a Essência da Liberdade Humana de Schelling (1809) e A Fundamentação da Filosofia Positiva (1841) em sua trajetória de fase tardia de postular uma razoabilidade energética na natureza das coisas.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22:e55221
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • Sobre a genealogia da significação na New List of Categories de
           Peirce

    • Authors: Ronald Joseph Dillabough
      Abstract: Muitos estudiosos creem que “On a New List of Categories” é uma dedução metafísica ou transcendental. Este ensaio argumentará que Peirce deriva as categorias por indução e valida a ordem delas por prescisão. Depois, o artigo solicitará apoio dos escritos de juventude e maturidade de Peirce para explicar como a nova maneira de listar as categorias pode servir como uma genealogia da significação: como os diferentes tipos de termos, proposições e argumentos emergem no processo de raciocínio como os diferentes tipos de signos. Desse modo, a genealogia da significação se qualificaria, então, tanto como uma fenomenologia da lógica quanto uma ciência da semiótica. Tal ciência da semiótica terá três tipos de comparação correspondendo ao signo-relação em ilação: a saber, uniparance, diaparance e comparance. Depois, os três tipos de comparação ocasionarão três tipos de relativos em diferentes tipos de proposição: a saber, concorrentes, disquiparantes e equiparantes. Por fim, os três tipos de relativos ocasionarão os diferentes tipos de signos correspondendo aos tipos diferentes de termos: a saber, ícones, índices e símbolos. Com esta classificação, há, então, uma explicação de como o processo de raciocínio é um processo semiótico com três formas de argumentos válidos: a saber, hipótese, indução e dedução.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e52525
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • Subdeterminação, Realismo e Objetividade Científica

    • Authors: Bruno Malavolta e Silva
      Abstract: O argumento da subdeterminação constitui um dos principais argumentos contra o realismo científico. Analiso diversas versões do argumento, e defendo que ele se torna mais plausível quando entendido como um argumento indireto contra o realismo. Tal proposta requer distinguir entre três maneiras principais de formular o argumento da subdeterminação. Na formulação tradicional, o argumento baseia-se na formulação de teorias rivais que sejam empiricamente adequadas à evidência disponível. Na formulação kuhniana, o argumento baseia-se na inexistência de um algoritmo neutro de normas epistêmicas que seja suficiente para determinar a escolha de teorias. Tais formulações do problema da subdeterminação são amplamente rejeitadas enquanto ameaças globais ao realismo científico. Proponho que, alternativamente, a relevância de fatores não epistêmicos poderá ser mais bem apreciada pelo realismo se focarmos no impacto indireto que tais fatores possuem na escolha de teorias, em vez de focarmos no fato de as normas epistêmicas não serem neutras. Com isso, o foco do argumento da subdeterminação deverá ser o de problematizar como fatores do contexto de descoberta influenciam indiretamente a objetividade do processo de justificação das teorias científicas, na medida em que modificam a evidência e hipóteses disponíveis aos cientistas em seu ambiente epistêmico.
      PubDate: 2021-12-31
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • Wittgenstein, Kripke e as armadilhas do dualismo

    • Authors: Ian Massing
      Abstract: O artigo examina o paradoxo cético no chamado “Kripkenstein” à luz da psicologia ecológica, uma teoria cognitiva que tem como base tomar como unidade de análise os organismos juntamente com seus ambientes. O conceito de affordance, também basilar para a psicologia ecológica, oferece uma versatilidade importante para explicações sobre nossa percepção do mundo, e principalmente (para os propósitos deste artigo) para a percepção dos aspectos menos tangíveis (não-fisicos) da realidade, as chamadas “práticas sociomateriais”. Tal abordagem da cognição se mostra valiosa na superação desse paradoxo ao permitir que a mesma seja compreendida como fenômeno coletivo, a linguagem e demais práticas que “seguem regras” estando inseridas nesse contexto como práticas construídas coletivamente que moldam a realidade humana.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e56353
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • A influência do Peirce nas reflexões de Haack sobre a natureza
           da lógica

    • Authors: Anderson Luis Nakano
      Abstract: Em seu livro Deviant Logic (1974), Susan Haack defendia um conceito “pragmatista” de lógica. Esta concepção sustenta que, (i) a lógica é uma teoria em pé de igualdade com outras teorias científicas, diferindo apenas de tais teorias por seu grau de generalidade e (ii) a escolha de uma lógica particular deve ser feita com base em princípios pragmáticos, a saber, economia, coerência e simplicidade. Esta visão foi contrastada, nesse livro, com uma visão “absolutista” da lógica, segundo a qual as leis lógicas são necessárias e imunes à revisão. Duas décadas depois, porém, Haack reconheceu, na Introdução de uma versão ampliada do mesmo livro, que não abordaria a questão da possibilidade de revisão da lógica da mesma forma que fizera anteriormente. O que faltava em seu primeiro livro era uma distinção entre a questão da necessidade das leis da lógica e a questão de nossa falibilidade no reconhecimento de quais são as verdadeiras leis da lógica e quais estruturas são essenciais para representação. Ela também reconheceu que essa mudança foi influenciada principalmente por Peirce, com cujo trabalho ela tinha “há vinte anos apenas o conhecimento mais superficial”. Neste contexto, este trabalho tem dois objetivos: (1) mostrar que, na Filosofia das Lógicas, podemos encontrar elementos que revelam uma tensão entre suas primeiras visões “pragmáticas” e suas visões em mudança sobre a natureza da lógica; (2) apresentar algumas hipóteses sobre o papel que Peirce pode ter tido nesta mudança.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e54045
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • O ensino e a compreensão do pragmatismo: “os conhecereis pelos
           seus frutos”

    • Authors: Jaime Nubiola
      Abstract: Não é fácil explicar o que é o pragmatismo. Todos aqueles que tiveram de ensinar pragmatismo a estudantes universitários se encontraram em uma situação difícil para apresentar uma exposição clara. Além disso, não foi fácil para o próprio Charles S. Peirce explicar de maneira simples a máxima pragmática. Nesta contribuição, não vou entrar nos aspectos técnicos da máxima pragmática, mas vou compartilhar os frutos da minha reflexão de muitos anos sobre como o pragmatismo pode ser facilmente compreendido e ensinado. O artigo está organizado em duas partes: a primeira é dedicada à velha regra lógica do evangelho, “os conhecereis pelos seus frutos”, que aparece em dois textos de Peirce; e a segunda a qual chamo de “lógica da cozinha”, para a qual também chamo a atenção ao exemplo de Peirce da torta de maçã. Acrescentarei uma consideração final sobre como ensinar filosofia hoje, segundo Peirce.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e56724
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • C. S. Peirce, vida e obra

    • Authors: Lucia Santaella
      Abstract: A vida de Peirce teve um período de ascensão, seguido por um crescente declínio até o ponto de ter sobrevivido, na idade madura, na dependência cada vez mais necessária da generosidade de seu amigo William James. Este artigo acompanha as dificuldades, tortuosidades e vicissitudes, uma verdadeira saga vivida pela organização e publicação das 12.000 páginas que publicou em vida e das 100 mil páginas que deixou em manuscritos. As expectativas de uma publicação à altura do valor dessa obra e as dificuldades para que isso se realize geram um desconcertante paralelismo entre os destinos da vida de Peirce e os de sua obra.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e55699
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
  • Os primeiros dias de um curso de lógica

    • Authors: Tomás Troster, Roger Xavier
      Abstract: Este breve artigo esboça a opinião de um lógico sobre algumas ideias básicas que deveriam ser apresentadas nos primeiros dias de qualquer curso de lógica. Ele trata da natureza e dos objetivos da lógica. Ele discute o que um estudante pode esperar alcançar com o estudo da lógica e também alerta sobre os problemas e obstáculos que um estudante deverá superar ou com os quais deverá aprender a conviver. O artigo também introduz vários termos-chave que um estudante encontrará na lógica.Uma proposição é ou verdadeira ou falsa per se – e não “para esta ou aquela pessoa”. Um argumento é ou válido ou inválido per se – e não “para esta ou aquela pessoa”. Uma argumentação é ou concludente ou inconcludente – não per se, mas sim para uma pessoa.No entanto, que uma dada argumentação seja concludente para uma certa pessoa é sem dúvida uma questão indissociável dos pensamentos subjetivos de tal pessoa, mas apenas em certos aspectos: se uma determinada argumentação é concludente para uma pessoa, mas não para outra, a primeira sabe de algo que a segunda não sabe. Além disso, nem toda argumentação que alguém pensa ser concludente para certa pessoa é de fato concludente para tal pessoa. O caráter concludente de uma argumentação envolve outros elementos além da subjetividade.Algumas leituras são sugeridas ao longo do texto em citações entre parênteses e listadas nas referências bibliográficas no final do artigo.
      PubDate: 2021-12-31
      DOI: 10.23925/2316-5278.2021v22i1:e52379
      Issue No: Vol. 22, No. 1 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 18.232.53.185
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-