A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  First | 1 2 3 4        [Sort alphabetically]   [Restore default list]

  Subjects -> PHILOSOPHY (Total: 762 journals)
Showing 601 - 135 of 135 Journals sorted by number of followers
Analítica     Open Access   (Followers: 6)
Journal of East Asian Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Journal of Modern Philosophy     Open Access   (Followers: 3)
International Journal of Philosophy and Theology     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Journal of the Sociology and Theory of Religion     Open Access   (Followers: 2)
Food Ethics     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Whiteness and Education     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Agora     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Cuadernos de pensamiento     Open Access   (Followers: 2)
Aesthetic Investigations     Open Access   (Followers: 2)
Gnosis : Journal of Gnostic Studies     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Problema Anuario de Filosofía y Teoría del Derecho     Open Access   (Followers: 1)
Ajatus : Suomen Filosofisen Yhdistyksen vuosikirja     Open Access   (Followers: 1)
Zeszyty Naukowe Centrum Badań im. Edyty Stein     Open Access   (Followers: 1)
Laisvalaikio Tyrimai     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Ethics Education     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Universitas : Revista de Filosofía, Derecho y Política     Open Access   (Followers: 1)
Zeitschrift für Ethik und Moralphilosophie : Journal for Ethics and Moral Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Histoire Épistémologie Langage     Open Access   (Followers: 1)
Agora: papeles de Filosofía     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Culture and Dialogue     Hybrid Journal   (Followers: 1)
ANFUSINA : Journal of Psychology     Open Access   (Followers: 1)
Bioethica     Open Access   (Followers: 1)
Clotho     Open Access   (Followers: 1)
TheoLogica : An International Journal for Philosophy of Religion and Philosophical Theology     Open Access   (Followers: 1)
Journal of Spiritual Formation and Soul Care     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Islamic Sciences     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Divination and Prognostication     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Journal of Applied Animal Ethics Research     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Journal of Islamic Ethics     Open Access   (Followers: 1)
Philosophia : Revista de Filosofía     Open Access   (Followers: 1)
An-Nisbah : Jurnal Ekonomi Syariah     Open Access   (Followers: 1)
Al-Fikra     Open Access   (Followers: 1)
Journal of Islamic Education     Open Access   (Followers: 1)
The Biblical Annals     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Innovation Studies     Open Access   (Followers: 1)
Scientonomy : Journal for the Science of Science     Open Access   (Followers: 1)
Estudios Nietzsche     Open Access  
Bergsoniana     Open Access  
Ancient Philosophy Today     Hybrid Journal  
Endowment Studies     Hybrid Journal  
Danish Yearbook of Philosophy     Full-text available via subscription  
Journal for Continental Philosophy of Religion     Full-text available via subscription  
Simone de Beauvoir Studies     Full-text available via subscription  
Journal of Urdu Studies     Hybrid Journal  
Journal of Responsible Technology     Open Access  
Journal of Values Education / Değerler Eğitimi Dergisi     Open Access  
Conciencia     Open Access  
Correspondences : Journal for the Study of Esotericism     Open Access  
Resonancias : Revista de Filosofía     Open Access  
Res Humanitariae     Open Access  
Humanidades em diálogo     Open Access  
Discurso     Open Access  
Cadernos de Filosofia Alemã : Crítica e Modernidade     Open Access  
Cadernos de Ética e Filosofia Política     Open Access  
Cadernos Espinosanos     Open Access  
Studies in Christian-Jewish Relations     Open Access  
Dianoia     Open Access  
Saberes y Prácticas : Revista de Filosofía y Educación     Open Access  
Ciência & Trópico     Open Access  
Філософія та політологія в контексті сучасної культури (Philosophy and Political Science in the Context of Modern Culture)     Open Access  
Etcétera : Revista del Área de Ciencias Sociales del CIFFyH     Open Access  
Jurnal Konseling Gusjigang     Open Access  
Science et Esprit     Open Access  
Canadian Journal of Bioethics     Open Access  
Journal of Educational Thought / Revue de la Pensée Educative     Full-text available via subscription  
Auslegung : A Journal of Philosophy     Open Access  
PhaenEx     Open Access  
International Journal of Philosophy & Social Values     Open Access  
Convivium : Revista de Filosophia     Open Access  
Aurora : papeles del Seminario María Zambrano     Open Access  
Astrolabio     Open Access  
IJIBE (International Journal of Islamic Business Ethics)     Open Access  
International Gramsci Journal     Open Access  
Andrews University Seminary Student Journal     Open Access  
SPICE : Student Perspectives on Institutions, Choices & Ethic     Open Access  
Patristica et Mediævalia     Open Access  
Cuadernos de Filosofía     Open Access  
RUDN Journal of Philosophy     Open Access  
Revista Fragmentos de Cultura : Revista Interdisciplinar de Ciências Humanas     Open Access  
Temporal : Prática e Pensamento Contemporâneos     Open Access  
Revista Brasileira de Filosofia da Religião     Open Access  
Revista Brasileira de Bioética     Open Access  
Ítaca     Open Access  
Analytica : Revista de Filosofia     Open Access  
Anais de Filosofia Clássica     Open Access  
AL-Qadissiya Magzine for Human Sciences     Open Access  
Oksident     Open Access  
Diferencia(s)     Open Access  
Philosophical Inquiry in Education     Open Access  
Τέλος : Revista Iberoamericana de Estudios Utilitaristas     Open Access  
Frónesis     Open Access  
Sapientia     Open Access  
Discusiones Filosóficas     Open Access  
Universidad de La Habana     Open Access  
Anais Eletrônicos do Congresso Epistemologias do Sul     Open Access  
Revista SURES     Open Access  
Revista Eletrônica Ludus Scientiae     Open Access  
Revista Epistemologias do Sul     Open Access  
Cracow Indological Studies     Open Access  
Australasian Philosophical Review     Full-text available via subscription  
Jus Cogens : A Critical Journal of Philosophy of Law and Politics     Hybrid Journal  
Journal of Dharma Studies     Hybrid Journal  
Humanistic Management Journal     Hybrid Journal  
Deutsche Vierteljahrsschrift für Literaturwissenschaft und Geistesgeschichte     Hybrid Journal  
Via Spiritus : Revista de História da Espiritualidade e do Sentimento Religioso     Open Access  
Filosofia. Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto     Open Access  
Civitas Augustiniana     Open Access  
Revista Binacional Brasil - Argentina: Diálogo entre as ciências     Open Access  
Revista de Estudios Kantianos     Open Access  
Journal of Graduate Studies Review     Open Access  
HiN : Alexander von Humboldt im Netz. Internationale Zeitschrift für Humboldt-Studien     Open Access  
Dios y el Hombre     Open Access  
Bulletin of Yaroslav Mudryi NLU : Series : Philosophy, philosophy of law, political science, sociology     Open Access  
Sincronía     Open Access  
Isonomía. Revista de Teoría y Filosofía del Derecho     Open Access  
Journal of Analytic Divinity     Open Access  
Cahiers de Philosophie de l’Université de Caen     Open Access  
Heroism Science     Open Access  
FOKUS : Jurnal Kajian Keislaman dan Kemasyarakatan     Open Access  
BELAJEA : Jurnal Pendidikan Islam     Open Access  
AJIS : Academic Journal of Islamic Studies     Open Access  
The Islamic Culture     Open Access  
Teologia i Moralność     Open Access  
Studia z Kognitywistyki i Filozofii Umysłu     Open Access  
Filozofia Publiczna i Edukacja Demokratyczna     Open Access  
Bohemistyka     Open Access  
Ethics in Progress     Open Access  
Cuadernos de Filosofía Latinoamericana     Open Access  
Norsk filosofisk tidsskrift     Open Access  
Kirke og Kultur     Full-text available via subscription  
Problemos     Open Access  
Global Forum on Arts and Christian Faith     Open Access  
Gogoa     Open Access  
Lato Sensu : Revue de la Société de philosophie des sciences     Open Access  
Mutatis Mutandis : Revista Internacional de Filosofía     Open Access  
Ruch Filozoficzny     Open Access  
O Que Nos Faz Pensar : Cadernos do Departamento de Filosofia da PUC-Rio     Open Access  
Les Cahiers philosophiques de Strasbourg     Open Access  
Philosophie antique : Problèmes, Renaissances, Usages     Full-text available via subscription  
Studi di Estetica     Open Access  
Hic Rhodus : Crisis capitalista, polémica y controversias     Open Access  
El Banquete de los Dioses     Open Access  
Psocial : Revista de Investigación en Psicología Social     Open Access  
Windsor Yearbook of Access to Justice / Recueil annuel de Windsor d'accès à la justice     Open Access  
Éthique en éducation et en formation : Les Dossiers du GREE     Open Access  
Mizar : Costellazione di pensieri     Open Access  
Revista Poiesis     Open Access  
HONAI : International Journal for Educational, Social, Political & Cultural Studies     Open Access  
INSANCITA : Journal of Islamic Studies in Indonesia and Southeast Asia     Open Access  
Marwah : Jurnal Perempuan, Agama dan Jender     Open Access  
FALAH : Jurnal Ekonomi Syariah     Open Access  
Mises : Interdisciplinary Journal of Philosophy, Law and Economics     Open Access  
ULUM : Journal of Religious Inquiries     Open Access  
Voluntaristics Review     Open Access  
Scrinium : Journal of Patrology and Critical Hagiography     Open Access  
Idéias     Open Access  
Diakrisis Yearbook of Theology and Philosophy     Open Access  
Jurnal Living Hadis     Open Access  
Epistemología e Historia de la Ciencia     Open Access  
Kader     Open Access  
Metaphysics     Open Access  
Griot : Revista de Filosofia     Open Access  
Kontemplasi : Jurnal Ilmu-Ilmu Ushuluddin     Open Access  
Jurnal Dinamika Penelitian : Media Komunikasi Penelitian Sosial Keagamaan     Open Access  

  First | 1 2 3 4        [Sort alphabetically]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Clareira - Revista de Filosofia da Região Amazônica
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2359-1951
Published by Universidade Federal de Rondônia Homepage  [1 journal]
  • Edital

    • Authors: Vitor Cei, Leno Francisco Danner, Marcus Vinicius Xavier de Oliveira
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • Filosofia e ficção com o máximo de leveza: Entrevista com
           Gustavo Bernardo

    • Authors: Vitor Cei, Eduardo Freire Ribeiro
      Abstract: A presente entrevista com o professor e escritor Gustavo Bernardo Krause foi feita em abril de 2016, como atividade da disciplina Literatura em devir, então ministrada pelo professor Vitor Cei. O trabalho contou com a coautoria de Eduardo Freire Ribeiro e colaboração de João Duarte e Nara Peres Maister, discentes do curso de Letras-Português da Universidade Federal de Rondônia. Em 2017 foram acrescentadas novas perguntas e respostas, contemplando o projeto de extensão “Notícia da atual literatura brasileira: entrevistas”, que é um esforço no sentido de mapear a literatura brasileira do início do século XXI a partir da perspectiva dos próprios escritores.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • A estética das minorias contra a correlação de institucionalismo forte,
           cientificismo e tecnicalidade: sobre a voz-práxis das minorias como
           arte-literatura

    • Authors: Leno Francisco Danner, Agemir Bavaresco, Fernando Danner
      Abstract: No artigo, defenderemos que a voz-práxis estética permite aos movimentos sociais, às iniciativas cidadãs e às minorias político-culturais a auto-expressão e a auto-afirmação desde si mesmas e por si mesmas, em termos de eu-nós lírico-político, de modo a enquadrar e a superar a correlação de institucionalismo forte, cientificismo e tecnicalidade que caracteriza a constituição, a legitimação, a evolução e a vinculação sociopolítica das instituições modernas, tais como a ciência, o direito, a política partidária e a economia. Essas instituições ou sistemas sociais modernos são estruturas-sujeitos lógico-técnicos, não-políticos e não-normativos, marcados e definidos por uma dinâmica autorreferencial e auto-subsistente, eminentemente endógena, autônoma e sobreposta em relação à espontaneidade e à informalidade dos sujeitos epistemológico-políticos, dos valores e das práticas próprios à sociedade civil, centralizando e monopolizando a constituição, a programação e o funcionamento de seus campos de sentido e de objetos e, a partir disso, enquadrando a própria voz-práxis desses sujeitos epistemológico-políticos da sociedade civil em sua ação cotidiana e relativamente às instituições. Nesse sentido, na correlação de institucionalismo forte, cientificismo e tecnicalidade, as instituições são a base, a arena, o valor e o sujeito epistemológico-político por excelência e como que exclusivos da fundamentação de si mesmas e mesmo no que se refere à estruturação e à evolução socioculturais, periferizando os sujeitos epistemológico-políticos informais e espontâneos da sociedade civil. Contra esta tendência apolítica e despolitizadora assumida pelos sistemas sociais modernos, argumentaremos em favor de uma estética das minorias que permite tanto sua auto-afirmação e sua auto-expressão espontâneas e informais, políticas, politizantes e normativas, sem mediações cientificistas e institucionalistas, quanto uma práxis político-normativa que é alternativa e contraposta ao institucionalismo forte e ao seu cientificismo e tecnicismo, porque inclusiva, participativa e direta. Nesse sentido, o criticismo social, a práxis político-normativa emancipatória e a resistência cultural necessitam de uma voz-práxis não-sistêmica, não-nstitucionalista, não-tecnicista e não-cientificista, que pode ser fundada na e viabilizada pela estética em seu sentido anti-paradigmático, não-institucionalista e anti-cientificista.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • (Por Nenhum) Decreto

    • Authors: Marcus Vinicius Xavier de Oliveira
      Abstract: O presente texto que toma a forma de ensaio, foi elaborado por ocasião do evento organizados pelos Grupo de Pesquisa em Teoria Política Contemporânea, Ética, Estética e Filosofia da Literatura e de Estudos Literários, intitulado “Interlocuções entre Literatura, Filosofia e Direito”, ocorrido entre os dias 06 e 08 de dezembro de 2016, na Universidade Federal de Rondônia. O objetivo do ensaio é a de demonstrar, desde uma leitura transdisciplinar do poema de Paulo Leminski “Bem no Fundo”, que a pretensa luta da sociedade em geral, e dos movimentos sociais em particular, por uma regulação o mais abrangente, minudente e muitas vezes particularizada dos mais variados aspectos da vida humana – juridicização da vida – é, de fato, uma armadilha que nós mesmos temos armado em detrimento de nossas liberdades, autonomias e potencias de viver. Quando esta juridicização se encontra com aquilo que se tem denominado de judicialização da vida e da política, o caminho para o domínio totalitário encontra-se, por assim dizer, perfeitamente pavimentado. Logo, não haverá mais vida, mas somente Lei e Sentenças, e com elas os respectivos “probleminhas”. Portanto, o ensaio pretende, também, ser um sinal de alerta e demarcador da necessidade de renovarmos a luta, democraticamente fundamentada, pela autonomia moral e política, pela indiferença à diferença e pela conservação de nossas liberdades na forma de uma potência de sim ou de não.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • Texto criativo, texto estranho, ponto de vista nativo e autobiografia
           indígena: discussões teórico-metodológicas para uma fundamentação da
           crítica literária indígena na contemporaneidade

    • Authors: Julie Dorrico
      Abstract: Este ensaio visa discutir teorias que circundam a produção literária indígena na contemporaneidade. As discussões em torno da produção literária ameríndia colaboram para se pensar em uma fundamentação teórico-metodológica voltada à cultura indígena. Nesse sentido, texto criativo, texto estranho, escritas de ouvido, autobiografia indígena desdobram-se em reflexões acerca do lugar dos textos extraocidentais, como se lê estes textos estranhos, como ocupar um ponto de vista nativo e como perceber a extrospecção nestes textos literários de produção indígena. Tendo enquanto suporte autores como Antônio Risério (1992), Sérgio Medeiros (2006), Marília Librandi-Rocha (2012), Oscar Sáez (2006) e Suzane Lima Costa (2014), postos respectivamente aos conceitos apresentados, proponho-me a pensar nestas teorias como ponto de partida para uma fundamentação axiológica própria ao cânone crítico indígena.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • “Foi assim que ele matou aquela-com-quem-ele-brincava-sempre”: uma
           análise da transgressão moral da personagem feminina em uma narrativa
           Paiter Suruí

    • Authors: Luana Jessica Gomes Pagung
      Abstract: O Brasil possui uma grande diversidade de povos indígenas, dentre eles se encontra a população Paiter Suruí, uma etnia que se localiza em uma região fronteiriça ao norte do município de Cacoal (estado de Rondônia) até o município de Aripuanã (estado de Mato Grosso). A este povo pertence a narrativa de expressão oral “Um Namorado-Anta”, que compõe o corpus da análise. O presente artigo tem por objetivo analisar como a transgressão moral da personagem feminina se estrutura e (re)produz saberes acerca das relações de gênero. A narrativa em questão está contida no livro Vozes da Origem, organizado e traduzido pela antropóloga Betty Mindlin. O livro é uma seleção de narrativas provenientes da tradição oral do povo Paiter Suruí contadas em sua língua de origem, Tupi-Mondé, gravadas, transcritas e traduzidas para o português por Betty Mindlin em colaboração com jovens Suruí falantes do português. Para este estudo, a análise foi amparada nas contribuições teóricas da crítica psicanalítica em combinação com a crítica feminista. O percorrer da análise sinaliza que a personagem feminina é representada de forma transgressora como elemento fundamental para compor a moral da história, esse elemento é usado para transmitir a mensagem-chave dos valores e a punição a quem os transgride, reservando à mulher um prenúncio da atribuição de seu gênero. Dessa maneira, pode-se observar a forma como as dimensões sociais são apropriadas pelo fazer literário, sendo a personagem feminina presente na narrativa uma representação da mulher na sociedade Paiter Suruí, tanto quanto a narrativa se mostra uma representação da realidade cultural indígena com a propagação de seus valores.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • Machado maquiavélico

    • Authors: Alex Lara Martins
      Abstract: Maquiavel é uma das principais fontes filosóficas da ficção de Machado de Assis. Pretendo identificar as diversas maneiras pelas quais essa fonte atravessa a ficção machadiana e propor um modo de leitura, de maneira a associar, por um lado, seu conhecimento filosófico a uma perspectiva cética e moralista e, de outro lado, o seu plano de carreira literária às modificações formais de sua ficção.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • Entre a sátira da metafísica e as portas do mistério: Machado de Assis
           e a Filosofia do Inconsciente de Eduard von Hartmann

    • Authors: Janaina Tatim
      Abstract: Neste artigo, desenvolvo um ângulo para localizar e qualificar a relação de Machado de Assis com a Filosofia do Inconsciente de Eduard von Hartmann. Primeiro, investigo essa relação pelo ângulo da sátira do Humanitismo, no que o pensamento de Eduard von Hartmann se encaixa nas características das novas teorias que serviram à paródia de Machado, precisamente devido a sua pretensão de conciliar cientificidade e metafísica. Contudo, levando em conta o fato de que na primeira versão do romance Quincas Borba Machado praticamente deixou de lado a filosofia do Humanitismo, outro ângulo de sua relação com o pensamento do filósofo alemão apareceu: na primeira versão do Quincas Borba, ele colou em cena um conceito inédito de inconsciente. A relação de Machado com o pensamento de Hartmann apresenta uma ambiguidade fundamental. A melhor forma de compreendê-la parece ser nessa via ambígua produzida pela contradição de um sistema filosófico que encena sua própria arbitrariedade e seu potencial de objeto risível, mas que força a razão a mirar, por meio da metafísica, a concepção do inconsciente como uma lógica outra, como um estrangeiro habitando no interior da morada da razão.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • O duplo sem fim: a escrita em queda de Rodrigo de Souza Leão

    • Authors: Aline Leal Fernandes Barbosa
      Abstract: Rodrigo de Souza Leão (1965-2009) tematizou em sua obra sua própria relação com a esquizofrenia, doença da qual era portador. Em uma escrita com traços fortemente autobiográficos, encontramos tanto a autoridade do testemunho como a desconfiança desta fala na contracorrente do discurso da razão. Além disso, trata-se uma escrita inserida em um “rótulo” já codificado por outros escritos de loucos, avançando junto ao público certas modalidades de recepção. No âmbito deste artigo, pretendemos problematizar a loucura como chave de leitura ao pensar a escrita como prática que desloca os limites desta categoria, em um atravessamento de vozes, que é mais de errância do que de sedimentação.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • O Cinismo em Aguafuertes Porteñas, de Roberto Arlt

    • Authors: Graziele Camilo da Costa
      Abstract: Roberto Emilio Godofredo Arlt foi um escritor, jornalista e dramaturgo argentino considerado um dos maiores escritores da literatura latino-americana. Em suas obras, ele recupera o valor estético popular e contesta a hierarquização de saberes por meio de homenagens aos tipos marginalizados da cidade de Buenos Aires. Um exemplo dessas homenagens é a obra Aguafuertes Porteñas (1933), composta por crônicas que têm como personagens principais tipos populares como o malandro, o solteirão, o homem traído, o preguiçoso, entre outros. Esses tipos possuem uma maneira singular de vida, que foge às convenções impostas socialmente. Sendo assim, pretende-se, neste artigo, analisar alguns dos personagens desse autor, levando em consideração o modo de vida que eles possuem. Pretende-se, também, comparar os personagens de Roberto Arlt com os cínicos, filósofos da Antiguidade que praticavam a corrente filosófica denominada Cinismo, à luz dos estudos realizados por Michel Foucault (2011) e Olimar Flores Júnior (2000). Os resultados desse trabalho concluem que os tipos populares de Arlt estão inspirados no Cinismo e mostram que existem possibilidades de existência além das que são impostas pelos discursos de ordem.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • O engajamento existencial das personagens d’O conto da Ilha
           Desconhecida: diálogos entre José Saramago e Jean-Paul Sartre

    • Authors: Ana Yanca da Costa Maciel
      Abstract: O presente estudo objetiva propor uma discussão em torno da literatura engajada, apontando contribuições estéticas e políticas, como um gesto intrínseco ao próprio fazer literário, relacionado ao engajamento intelectual dos escritores José Saramago e Jean-Paul Sartre. Salientamos o comprometimento histórico que os autores reimprimem em sua escrita. Para efeito de discussão, investigamos como se dá o engajamento existencial de duas personagens saramaguianas: o “homem do leme” e a “mulher da limpeza”, d’O Conto da Ilha Desconhecida (1998 [1997]). Levamos em consideração algumas indagações, a saber: Como se situa o escritor, enquanto sujeito social e artista' De que modo o engajamento que está na sociedade se transforma no texto literário' Como o engajamento existencial do autor e das personagens constitui um percurso libertário' Quando se perscruta a referida aproximação, temos o pressuposto de uma “vizinhança comunicante” na interlocução entre os campos literário e filosófico. A nossa principal hipótese é uma afirmação que possibilita outros questionamentos sobre a mesma obra literária: o conto é um projeto que se realiza na ação das personagens por meio da liberdade, necessária ao engajamento. Nesse sentido, os autores direcionam seus leitores ao pensamento crítico-reflexivo sobre si mesmo e sobre seu próprio contexto social. O embasamento teórico que fecunda o corpus de nosso trabalho consiste na recorrência a reflexões de autores como Antonio Candido (1993; 2004), Alfredo Bosi (1996), Arthur Danto (1975), Franklin Leopoldo e Silva (2003; 2004; 2008) e Jean-Paul Sartre (1963; 2004; 2008; 2012).
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • A ficção literária serve pra quê' Ou quem tem medo de Elizabeth
           Costello'

    • Authors: Licia Kelmer Paranhos
      Abstract: Este artigo investiga na obra de J.M.Coetzee - Elizabeth Costello (2003) - a maneira como sua produção ficcional instaura uma espécie de metaficção na qual são traçados não só uma reflexão sobre a arte em geral, mas o exercício do pensamento a partir da obra de arte em particular. A narrativa transita entre os campos da ficção e da filosofia e ressalta na estrutura do romance os conflitos entre a razão e a imaginação criadora. A questão da linguagem enquanto forma que viabiliza o difícil equilíbrio entre a ética e a estética é um importante projeto na arquitetura ficcional de Coetzee e uma chave de raciocínio importante para esta análise.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • História e Ficção em Peirce e Foucault

    • Authors: Attila Piovesan
      Abstract: O debate entre História e Ficção, seja no âmbito literário como em outros, relaciona sujeitos e agentes humanos a uma escala temporal. História (vista como um registro de eventos particulares) e a Ficção (entendida como um registro de mundos possíveis) se entrelaçam em uma malha semiótica cuja distinção, em última análise, repousa em fatores para além do reino dos signos, como sugerem as noções de crença, dúvida e hábito de Peirce e as práticas do discurso, do poder e do sujeito deslindadas por Foucault. A associação de tais tópicos com o conceito de semiose e a análise de como cada um desses pensadores trata a relação da ação humana com a continuidade e descontinuidade do tempo torna possível a superação de certas disparidades entre ambos, permitindo sanar as fraquezas de cada abordagem. Assim, a partir desta conjugação é possível tratar de forma inovadora a problemática do poder na constituição dos discursos humanos e o papel que isto desempenha na distinção entre História e Ficção, Verdade e Mentira.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • Ulisses e as Sereias na partilha do sensível: Kafka e Homero

    • Authors: André Luís de Macedo Serrano
      Abstract: A proposta deste artigo é fazer uma análise crítica do episódio de Ulisses e as Sereias, em Kafka e em Homero, tendo como referencial a ideia de Jacques Rancière de uma partilha do sensível na literatura e nas artes. Tal concepção enseja dois questionamentos: primeiro, sobre o conceito de mimesis – extensamente debatido na tradição filosófica desde Platão e Aristóteles. Segundo, sobre as discursividades da literatura e da filosofia, como lugares da ficção e da verdade. Este percurso entre duas literaturas historicamente distantes, esteticamente aproximadas, convida-nos a uma reorganização da partilha dos modos de fazer em sua dimensão ao mesmo tempo estética e política.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • Absoluto literário e absoluto filosófico: sobre a querela entre arte e
           filosofia em Hegel e no Frühromantik

    • Authors: Guilherme Ferreira
      Abstract:  Desde a expulsão dos poetas da república da razão de Platão, as querelas entre arte e filosofia, literatura e filosofia ocuparam na estética e na filosofia da arte – especialmente nas estéticas do Früromantik e do Idealismo alemão – um lugar central no que tange, sobretudo, à relevância e destaque de uma em relação à outra no processo de formação da cultura moderna. Nesse sentido, o presente trabalho pretende investigar em que medida o absoluto literário do Früromantik (especialmente em Schlegel) e o Absoluto filosófico de Hegel encontram-se em necessária oposição um ao outro. Enquanto herdeiro do Früromantik teria Hegel, a exemplo de Platão, colocado a arte no porão da embarcação moderna ao decretar o seu “vaticínio”' Seriam arte e filosofia expressões interdependentes, ou absolutos frágeis à unidade sistemática' Dentre outras coisas, queremos defender neste trabalho que a estética de Hegel aponta muito mais para uma relação de interdependência entre arte e filosofia do que a supressão de uma pela outra. Nesse sentido, a relação entre o absoluto literário de Schlegel e o absoluto filosófico de Hegel parece muito mais amigável do que costuma se constatar.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • Do voo da poesia à fixidez do pensamento: a alma e o poeta entre a
           metafísica renascentista e a reforma da ciência

    • Authors: Thiago Gonçalves Souza
      Abstract: Neste artigo, pretendemos acompanhar um momento de transformação da compreensão sobre o fazer poético, dado em correlação com o embate de arranjos metafísicos e epistemológicos que pretendem fornecer uma determinada imagem do mundo e da natureza da alma. Nesse sentido, observaremos como, no Renascimento, se engendra uma “ontologia mágica” e uma metafísica neoplatônica fundamentais para o entendimento da atividade da alma como copula mundi e, em decorrência, do poeta como Deus in terris; a partir disso, veremos como a proposta de um outro quadro ontológico, metafísico e epistemológico acarreta uma profunda crítica e censura das faculdades da alma anteriormente avalizadas enquanto potência espiritual criativa. Para isso, percorreremos a Teologia platônica de Marsílio Ficino e as poéticas de Girolamo Vida e de Julius Caesar Scaliger, cujas proposições serão contrapostas às Meditações metafísicas de René Descartes e à Arte Poética de Nicolas Boileau-Despréaux.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • Teoria da Literatura: filósofos versus téoricos

    • Authors: André Barbosa de Macedo
      Abstract: As relações entre Filosofia e Teoria Literária iniciaram-se no longínquo período de afirmação das bases do pensamento ocidental na Grécia platônica e aristotélica. No século XX, constatamos que filósofos continuam a dedicar escritos à discussão teórica sobre a Literatura. Nesse sentido, podemos recordar e abordar ensaios de Sartre, Lukács e Adorno. Por outro lado, a Teoria Literária passou, cada vez mais, a ser uma área dos estudos literários – e dentre esses estudos há aqueles que se colocam como uma ramificação da Linguística ao reivindicarem o estatuto de propriamente literários. Nessa direção, podem ser selecionados e discutidos ensaios de Chklovski, Jakobson e Bakhtin. Com isso em vista, e com essa delimitação de autores – separando-os em um grupo de teóricos-filósofos e um grupo de teóricos literários –, o objetivo desse artigo é sintetizar o teor desses estudos para, em seguida, examinar quais características do texto literário os grupos priorizam ao longo do século XX.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • “Un mystère de présence totale”: Jankélévitch, Debussy and the
           mystery of music

    • Authors: Lorenzo De Donato
      Abstract: This essay investigates some issues of the Twentieth Century French philosopher and musicologist Vladimir Jankélévitch’s Musical Aesthetics and Philosophy of Music, particularly referring to his original interpretation of the French musical Impressionism, with emphasis to some composers such as Claude Debussy, Maurice Ravel and Gabriel Fauré. Specifically, the paper pays attention to the aesthetical and musical criticism of the author towards Debussy’s music. Which are the features and the characteristics of the Jankélévitch’s philosophical musicology' How much the purely theoretical and ontological theories and ideas of the philosopher act on his view of Debussy’s work, of Impressionism and of music in general as an art and a human experience' Which is - consequently - the original and eccentric approach used by Jankélévitch in his musical writings and which are the final ideas expressed on debussysme' As a result of this study, it will appear a surprisingly nihilistic view of the life and of the reality, a totally unique, unusual, innovative and imaginative interpretation of Claude Debussy’s compositions, where music and sound become a ′′magical′′ phenomenon through which giving a deeply philosophical interpretation of the world and of the human life.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
  • FERRARI, Emiliano. Montaigne, une anthropologie des passions. Paris:
           Garnier, 2014.

    • Authors: Marcelo Fonseca de Oliveira
      Abstract: Foi publicado em 2014, pela editora Livraria Garnier, o livro de Emiliano Ferrari intitulado Montaigne, Uma antropologia das paixões. O autor é pesquisador de pós-doutorado na Universidade de Lyon 3 e encarregado do seminário no Colégio Internacional de Filosofia de Paris.
      PubDate: 2017-09-11
      Issue No: Vol. 4 (2017)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.210.77.106
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-