A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> SOCIAL SERVICES AND WELFARE (Total: 224 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
Revista Serviço Social em Perspectiva
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2527-1849
Published by Universidade Estadual de Montes Claros Homepage  [10 journals]
  • EDITORIAL

    • Authors: Noêmia de Fátima Silva Lopes
      PubDate: 2023-03-19
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • EXPEDIENTE

    • Authors: Revista Serviço Social em Perspectiva
      Pages: 01 - 02
      PubDate: 2023-03-19
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • ERA DA (DES)INFORMAÇÃO

    • Authors: Isabella da Paixão Alves, Bruna Atalaya de Almeida Rocha, Débora Cristina Lopes Santos, Isadora das Graças Freitas, Laura Marcelino Leal, Marina Monteiro de Castro e Castro
      Pages: 08 - 24
      Abstract: O presente trabalho tem por objetivo refletir sobre a estratégia do governo Bolsonaro durante a pandemia da COVID-19, que foi guiada pelas características de desvalorização da ciência e negacionismo. Desta forma, reflete-se sobre o conservadorismo presente na sociedade brasileira e seus impactos na Política de Saúde, sobretudo em tempos de ascensão da extrema direita. Destaca-se, ainda, o papel da comunicação no fenômeno do negacionismo, dando forma às suas estratégias e características e refletindo sobre seus profundos impactos no contexto pandêmico. Assim, não se tratou de uma falta de condução com relação à pandemia por parte do governo Bolsonaro, mas tais características, na verdade, compõem sua estratégia de condução. Ressalta-se a centralidade do Sistema Único de Saúde e a importância de seu fortalecimento. Por fim, busca-se ainda apontar caminhos de como enfrentar o negacionismo e o discurso anticientífico pautados em uma educação voltada para a cultura científica. As reflexões aqui contidas buscam, assim, contribuir com um atual debate de fortalecimento da ciência e da Política de Saúde brasileira.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202301
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • TRABALHO E TECNOLOGIA

    • Authors: Jade Penalva, Maria Angelina
      Pages: 25 - 43
      Abstract: Este artigo apresenta os resultados da pesquisa de iniciação científica “Trabalho e tecnologia: o trabalho na era digital”. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica que analisa os principais autores da comunidade científica sobre as formas e modos de existência do trabalho e da tecnologia nas determinações da Indústria 4.0. Explorando na realidade sócio-histórica os seguintes elementos conceituais: trabalho digital, uberização e plataformizção do trabalho. Para tanto, foi realizada uma amostragem intencional na Coleção Mundo do Trabalho, de publicação da Boitempo Editorial, com recorte temporal nas produções de 2020 a 2021. Encontrou-se 02 livros que reuniu diversos pesquisadores/as, identificado pelos descritores: trabalho, tecnologia, automação, trabalho digital, capitalismo de plataforma, uberização e plataformização. Localizou-se diversas terminologias para caracterizar as tendências em curso no mundo do trabalho sob os impactos da Indústria 4.0. Dentre as terminologias encontradas, as mais utilizadas são uberização e plataformização. Conclui-se que existem diversas expressões, que por vezes são utilizadas, no senso comum, como sinônimo sem a devida clareza conceitual. Destaca-se o potencial explicativo dessas terminologias para a construção de uma agenda comum que tenha no centro a luta de classes para elucidar as novas tendências de extração do valor e criar formas de resistências.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202302
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • UM OLHAR CRÍTICO-REFLEXIVO SOBRE AS TICs

    • Authors: joselita olivia da silva monteiro
      Pages: 44 - 62
      Abstract: Este artigo tem por objetivo analisar as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) e a sua incorporação por parte do Serviço Social, sobretudo a partir do contexto da Covid-19, quando o tema da tecnologia ganha a particularidade representada na “mediação” das relações sociais, determinada pela necessidade do isolamento social. Amparado no materialismo histórico-dialético, por meio de pesquisa bibliográfica, demonstra que a tecnologia consiste da atitude ativa do homem para com a natureza. Tendo como premissa o trabalho, intenta descortinar o processo em que as mudanças das forças produtivas ditam o curso da história da humanidade. O uso da tecnologia, portanto, não sendo neutro em si, resulta da necessidade de intensificar os processos de trabalho que ocasionam a exploração da classe trabalhadora. O estudo demonstra ainda que a exigência de fluidez e adaptabilidade do trabalho à flexibilidade não é uma novidade do tempo presente. Longe disso, deriva da contradição permanente do capitalismo, ocasionada pela compra e venda da força de trabalho, a que as TICs vêm se somar. Em vista disso, reflete o “acaso” da incorporação das tecnologias pelo Serviço Social, no contexto da pandemia global e de crise estrutural, indicando que a contraface das inovações que implica a intensificação da precarização das relações de trabalho deve ser obstada. Constata, pela via do projeto ético-político, que o trabalho, ao lançar a humanidade a um processo histórico consubstanciado pelo desenvolvimento para além de si, é a base da tecnologia e que seu uso pode ser convertido em prol dos interesses de quem a criou: o homem.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202303
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • CULTURA DA VIRTUALIDADE, IMPACTOS SOCIAIS E DESDOBRAMENTOS NA FORMAÇÃO E
           EXERCÍCIO PROFISSIONAL EM SERVIÇO SOCIAL

    • Authors: Cristiano Costa de Carvalho, Eliana Bolorino Canteiro Martins, Helena Mara Dias Pedro, Kênia Augusta Figueiredo, Ruth Gnecco Zanini
      Pages: 63 - 87
      Abstract: O presente artigo tem por objeto a reflexão sobre o impacto do uso das tecnologias de informação e comunicação na formação profissional em Serviço Social, sendo realizado para tal pesquisas bibliográfica, documental e aplicação de questionário on-line junto às/aos estudantes do curso de Serviço Social de Instituições de Ensino Superior (IES) no Estado de Minas Gerais. O método empregado foi o materialismo crítico-dialético e a metodologia de pesquisa empregou pesquisa bibliográfica, documental e aplicação de um questionário on-line para estudantes de Serviço Social. Como resultado, identifica-se a necessidade da área em pautar e estreitar o debate sobre as tecnologias de informação e comunicação  de forma a sintonizar criticamente a formação e exercício profissional diante das facilidades tecnológicas que impactam na formação, mas que também são canais de expressão de formas de violências, opressões, violações e temas relacionados que acontecem no âmbito virtual, mas que possuem desdobramentos e consequências nos sujeitos do mundo real.

      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202304
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • A PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO DAS ASSISTENTES SOCIAIS NO ÂMBITO HOSPITALAR
           DURANTE A PANDEMIA DE COVID-19

    • Authors: Beatriz da Rocha Carvalho Félix, Beatriz Moura da Silva, Myllena Carvalho de Andrade, Wolney Marney Alves da Silva FIlho
      Pages: 88 - 109
      Abstract: Resumo: A  Covid-19 se tornou uma pandemia no ano de 2020. Diante dessa realidade, o alto índice de mortes e contágio exigiram uma intervenção imediata das autoridades de saúde. Logo, os países de todo mundo se concentraram numa corrida em busca de vacinas e medidas preventivas que pudessem conter e evitar o exponencial número de casos da doença. A considerar a chegada do coronavírus no Brasil, percebe-se a negação das evidências científicas pelo presidente da república, Jair Bolsonaro, para o combate à pandemia. A omissão do governo federal afetou diretamente o índice de contaminação dos profissionais da saúde, assim como impactou o acesso a equipamentos de proteção individual para esses trabalhadores, dentre outras problemáticas. Em vista disso, essa pesquisa se propõe a analisar a precarização das condições de trabalho dos Assistentes Sociais em um hospital filantrópico e de referência em Recife. Metodologicamente, este estudo analisou o tema à luz do método materialista histórico dialético, a partir  da análise dos relatórios produzidos por entidades que organizam as diversas profissões da área da saúde, como o Conselho Federal de Serviço Social e o Conselho Regional de Serviço Social, bem como a partir de entrevistas semi estruturadas com três assistentes sociais que estiverem na linha de frente da pandemia. A produção das entidades que compõem o Serviço Social e as entrevistas, aponta  que houve uma situação de precarização e aumento da exploração da categoria trabalhadora da saúde, bem como a responsabilização dos profissionais de saúde na aquisição de materiais para prevenir a doença.  Palavras-chave: Covid-19; Precarização; Trabalho; Serviço Social.  
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202305
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • O TRABALHO DOS(AS) ASSISTENTES SOCIAIS DA REGIÃO DO ALTO PARAOPEBA
           

    • Authors: Fernanda Alcídia Dias de Almeida, Roberto Coelho do Carmo
      Pages: 110 - 131
      Abstract:  Este trabalho tem por objetivo trazer a discussão teórica sobre o trabalho dos assistentes sociais mediado pelas Tecnologias Digitais de Comunicação e Informação no trabalho dos(as) Assistentes Sociais, trazendo um enfoque para os profissionais que se localizam na região do Alto Paraopeba. A metodologia utilizada consiste na coleta de dados através de formulário online e pesquisa bibliográfica .
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202306
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

    • Authors: Claudiana Tavares da Silva Sgorlon, Mabel Mascarenhas Torres
      Pages: 132 - 152
      Abstract: Este artigo tem por objetivo refletir sobre a divulgação de informações sobre a Política de Assistência Social (PAS), via sites das prefeituras em municípios de pequeno porte I da região do Vale do Ivaí - PR, por entender ser este um canal oficial do município. Também objetiva afirmar que, ao longo dos anos, assistentes sociais têm tomado para si a tarefa de encontrar meios e estratégias comunicacionais para favorecer o diálogo com as trabalhadoras e trabalhadores que acessam os serviços, benefícios, programas e projetos vinculados à PAS. Assim, partindo da revisão de literatura e da pesquisa realizada nos referidos sites, identificou-se que a comunicação estabelecida nesse meio enfatiza informações sobre dados para contato com a secretaria de Assistência Social, as quais são insuficientes para compreensão dessa política enquanto direito de cidadania, bem como para o acesso aos serviços e aos direitos socioassistenciais ou mesmo a prestação de serviços no período pandêmico. Neste sentido, a publicidade das informações não se mostra como um dos elementos da comunicação estabelecida nesse canal, conforme preconizado nos princípios da administração pública, e não fortalece a valorização da PAS na perspectiva de dever do Estado e direito do cidadão.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202307
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE URBANA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

    • Authors: Marcelo Brito, Larissa David Miranda
      Pages: 153 - 177
      Abstract: Este artigo analisa a acessibilidade e mobilidade urbana das pessoas com deficiência a partir da experiência no município de Montes Claros – MG, partindo da perspectiva de uma pessoa com deficiência física. Por meio do relato pessoal, analisou-se algumas vivências e as relacionou com a ideia da acessibilidade e mobilidade urbana em Montes Claros – MG. O objetivo do trabalho vai além do estudo das leis federais, estaduais e municipais que protegem as pessoas com deficiência, pois se propõe observar os impactos das leis e políticas públicas ou sua ausência na vida e no cotidiano das pessoas com deficiência física que vivem a cidade. Para tanto, foi abordada a construção histórica do conceito “deficiência” e a evolução legislativa para o reconhecimento de seus direitos. Depois de apresentados esses conceitos, tratou-se acerca das legislações que garantem o direito das pessoas com deficiência tanto na esfera federal como municipal. As experiências relatadas demonstram que o munícipio possui várias barreiras que dificultam a acessibilidade e a mobilidade urbana das pessoas com deficiência física e que as políticas existentes não conseguem cumprir o papel de ampliar a participação das pessoas com deficiência na cidade.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202308
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • O SISTEMA PRISIONAL BRASILEIRO ENQUANTO UMA POLITICA PUBLICA

    • Authors: Luiz Claudio Almeida Teodoro
      Pages: 178 - 198
      Abstract: A proposta deste trabalho é realizar uma análise do sistema prisional brasileiro como uma política pública. O tema da questão prisional, no país, é sempre tratado, tanto pelo poder público como pela sociedade, de uma forma estereotipada e com muita superficialidade. A ideia de que construir unidades prisionais resolve a questão da violência merece um aprofundamento das discussões, pois a questão é multicausal e tem vários efeitos para sociedade. Portanto, a partir de uma revisão bibliográfica, a ideia é debater o quanto o aparato repressivo estatal, o que inclui o sistema penitenciário, não se redemocratizou, pós-ditadura militar, e, portanto é tratado por um viés autoritário sem levar em conta a construção de políticas públicas. A superlotação no sistema prisional é um dos grandes problemas, impedindo que possa existir qualquer tipo de ressocialização e atendimento à população carcerária, o que faz surgir, constantes rebeliões. Destacando-se também que a alimentação é precária, sendo que a assistência médica, higiene e dentre outros elementos necessários para a vida dos apenados são insuficientes. Sendo assim, a prisão que, no entanto, surgiu como forma de se evitar a criminalidade, não consegue a efetiva ressocialização do preso.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202309
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • RACISMO DE ESTADO E RESISTÊNCIA

    • Authors: Andressa Kolody, Dan Junior Alves Nolasco Belem, Rudy Heitor Rosas
      Pages: 199 - 228
      Abstract: Este artigo propõe a reflexão sobre as manifestações do racismo estrutural no Brasil contemporâneo. Os procedimentos metodológicos utilizados foram a pesquisa bibliográfica e a revisão documental. Ao analisar o protesto realizado no dia 24 de julho de 2021, pelo Coletivo Revolução Periférica na estátua do Borba Gato, discute-se o apagamento da história negra e a criminalização das formas de resistência popular enquanto estratégias de extermínio, visto que, o Estado atua por meio de um conjunto de instituições para se livrar da ameaça que representa o questionamento acerca da neurose que é pensar o racismo como uma questão do passado. Nesse jogo, os membros do Coletivo são inseridos no campo do anormal: do louco, do transviado e do criminoso.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202310
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • VENTANAS PARA EL ARTE, LA IDENTIDAD Y EL TRABAJO

    • Authors: Florencia Bevacqua, Laís Patrocino
      Pages: 229 - 246
      Abstract: Objetivo: O trabalho teve como objetivo analisar a experiência de participantes do Bloco Oficina Tambolelê, de Belo Horizonte, um projeto sociocultural voltado para a formação artística de jovens, com foco na música percussiva e ritmos afromineiros. Métodos: Foram realizadas entrevistas semiestruturadas durante o anos de 2014 e 2015 a oito jovens participantes e com quatro pessoas envolvidas na criação do projeto. Resultados: Observou-se que a visibilidade externa do projeto contribuiu para sua legitimação no contexto do bairro, para além do sentimento de confiança que já existia no âmbito das relações comunitárias. Houve percepções contrastantes sobre quão determinante foi o projeto na formação das trajetórias individuais. Além disso, houve um reconhecimento geral da importância do projeto para o processo de construção da identidade racial e do aprendizado sobre a história, cultura e ancestralidade africana. Por fim, o projeto também foi reconhecido por marcar a escolha profissional de jovens, ainda que não diretamente relacionada com a música ou arte, mas também pelo aprendizado político adquirido nas oficinas. Conclusões: Em que pese as limitações desse tipo de projeto nas questões estruturais que marcam o contexto periférico, evidenciou-se grandes contribuições em diversos aspectos relacionados à cidadania para jovens do território de atuação do Tambolelê.  
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202311
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • AS PERCEPÇÕES DE GÊNERO, O ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL DE CRIANÇAS E O
           SERVIÇO SOCIAL

    • Authors: Gabriele Petroski Machado, Reidy Rolim de Moura
      Pages: 247 - 265
      Abstract: A desigualdade de gênero é um elemento que deve ser considerada ao deparar-se com a realidade das crianças acolhidas institucionalmente no que tange o contexto familiar dessas crianças e os papéis sociais do homem e da mulher na família.  Trata-se de um estudo qualitativo de natureza descritiva e exploratória, construído a partir da pesquisa bibliográfica, revisão documental e das vivências de uma estagiária de serviço social na Vara da Infância e Juventude de Ponta Grossa e pesquisadora da temática de gênero. Este artigo é fruto da pesquisa realizada para o Trabalho de Conclusão de Curso de umas das autoras e tem como principal objetivo apresentar de que forma se expressam as questões de gênero no processo de acolhimento institucional de crianças no município de Ponta Grossa/PR. Os principais resultados obtidos demonstraram que a condição de gênero está relacionado com os motivadores geradores do acolhimento institucional da crianças, ainda que não explicitamente, porém os dados demonstram que a desigualdade de gênero está presente neste processo. A sobrecarga da mulher nos cuidados domésticos e dos filhos é um fator que chama atenção para este processo, além do histórico familiar que reflete a repetição da violência nas famílias, mulheres que também viveram o abandono, negligências e violências em suas infâncias, acabam reproduzindo com seus filhos e diante desta realidade se reconhece a importância da atuação do serviço social no combate à violação dos direitos das crianças e também das mulheres e promover ações e serviços que atendam as demandas das garantias dos direitos.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202312
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • TRANSFORMAÇÕES SOCIETÁRIAS E “SERVIÇO
           SOCIAL”

    • Authors: Adriana Carla de Jesus Pereira, Ana Paula do Nascimento Santos
      Pages: 266 - 285
      Abstract: Este artigo trata de reflexões acerca das relações entre Serviço Social e “questão ambiental”. Tendo aporte na abordagem teórico-metodológico do materialismo histórico e dialético, apresenta uma discussão acerca das transformações societárias nos marcos do sistema capitalista que, historicamente, estão direcionadas para a destrutividade do meio ambiente enquanto parte da sua essência movida pela expansão, acumulação e concentração de riquezas. Diante de um cenário de dilapidação da natureza, no contexto da crise de 1970, a “questão ambiental” adquire relevância e espaço na agenda governamental e de diversos setores da sociedade civil, todos com um bem comum: salvar o planeta. É no curso das transformações sociais capitalistas frente a necessidade de retomar altas taxas de lucro que estratégias para enfrentar as problemáticas ambientais são formuladas. A educação ambiental tem centralidade no conjunto destas estratégias, requisitando profissões para atuar em seus processos educativos, dentre elas, o Serviço Social. O terreno da “questão ambiental” é desafiador, tendo em vista que o discurso hegemônico que a norteia é conservador, o que põe desafios à profissão, seja no campo de intervenção seja no da produção de conhecimentos. No entanto, põe possibilidades para a profissão desenvolver uma atuação e reflexões críticas apoiadas no projeto ético-político, de modo a se contrapor à barbárie do capitalismo.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202313
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • MULHERES E MINERAÇÃO

    • Authors: Kathiuça Bertollo
      Pages: 286 - 310
      Abstract: Este artigo explicita o cenário das violências e das lutas travadas pelas mulheres contra a mineração extrativista na região do quadrilátero ferrífero de Minas Gerais, território em que uma forte e potente atuação das mulheres ocorre historicamente.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202314
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
  • ATUAÇÃO JUNTO ÀS REDES DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA CONTRA AS
           MULHERES NA PANDEMIA

    • Authors: Bianca Barcelos Rodrigues
      Pages: 311 - 323
      Abstract: Relato de experiência de Projeto Subnúcleos em Ação: redes municipais de enfrentamento à violência contra as mulheres elaborado pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo desenvolvido durante a pandemia da COVID-19 visando instrumentalizar e qualificar a atuação de Promotores/as de Justiça para desenvolverem, de forma regionalizada, o trabalho de fomento e acompanhamento de políticas públicas de enfrentamento às violências de gênero contra as mulheres, de modo transversal nos municípios capixabas.  Estudo descritivo de trabalho de equipe multidisciplinar e Promotores/as de Justiça. Ocorreram reuniões virtuais com redes de enfrentamento à violência contra as mulheres de 55 municípios que otimizaram tratativas relevantes para a atuação dos/as Promotores/as de Justiça nos períodos de afastamento social. O uso de tecnologias de informação e comunicação como estratégia para realização das reuniões virtuais contribuiu para a facilitar e otimizar as tratativas. Uma alternativa potente, mas que apresentou limitações, visto que em algumas ocasiões agentes das redes informaram limitações e dificuldades no acesso e uso dessas tecnologias. Para o Serviço Social foi uma oportunidade de materialização do caráter interventivo da profissão na execução de habilidades como planejamento, estudo, assessoria, articulação, socialização de informações que configuram ferramentas-chaves de promoção dos direitos das mulheres. Para a equipe técnica do projeto, em geral, configura-se como uma instigação para o aperfeiçoamento de formulações e procedimentos metodológicos necessários à assessoria prestada aos Promotores/as de Justiça no que se refere, principalmente, à avaliação de políticas públicas nos municípios.
      PubDate: 2023-03-19
      DOI: 10.46551/rssp.202315
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2023)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.233.219.103
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-