A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  First | 1 2        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

  Subjects -> SOCIAL SERVICES AND WELFARE (Total: 224 journals)
Showing 201 - 135 of 135 Journals sorted alphabetically
Sociedade e Estado     Open Access   (Followers: 2)
Society and Mental Health     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Soziale Passagen     Hybrid Journal  
Tempo Social     Open Access  
The Milbank Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Third Sector Review     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Third World Planning Review     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Tidsskrift for omsorgsforskning     Open Access  
Tidsskrift for velferdsforskning     Open Access  
Tidsskriftet Norges Barnevern     Full-text available via subscription  
Trabajo Social Global - Global Social Work     Open Access  
unsere jugend     Full-text available via subscription  
Violence and Victims     Hybrid Journal   (Followers: 69)
Voces desde el Trabajo Social     Open Access  
Volunteer Management Report     Full-text available via subscription  
Youth Studies Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 3)

  First | 1 2        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Argumentum
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 2176-9575
Published by Universidade Federal do Espírito Santo Homepage  [12 journals]
  • Expediente

    • Authors: Eugenia Magna Broseguini Keys
      Pages: 1 - 4
      Abstract: Expediente do v. 15, n. 3, set.dez.2023
      PubDate: 2023-09-30
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Saúde mental em tempos de crise: aumento das situações de sofrimento
           mental, erosão da política e reversão conservadora

    • Authors: Maria Lúcia T. Garcia, Fabíola Xavier Leal
      Pages: 5 - 9
      Abstract: Editorial do V. 15, n. 3, set./dez. 2023.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.42547
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Capitalismo, coronavírus e sofrimento mental

    • Authors: Iain Ferguson
      Pages: 10 - 30
      Abstract: A pandemia da COVID-19 que assolou o mundo desde o início de 2020 combinou fatores de stress na saúde mental que foram estudados anteriormente em outras catástrofes, mas que nunca foram consolidados numa crise global. Assim, por exemplo, há investigação sobre a forma como os humanos lidam com a quarentena, as catástrofes em massa e os fatores de stress contínuos, mas não sobre todos os três. O que está claro, porém, é que este não é simplesmente um desastre ‘natural’. A forma como esta pandemia se originou, as formas como se espalhou e o grau de morte e devastação que causou nas comunidades em todo o mundo foram todos moldados por fatores nada naturais, como a busca incansável do capitalismo global pelo lucro, as formas como os governos nacionais responderam (ou não responderam) à propagação da pandemia e o impacto das divisões e desigualdades existentes nas taxas de infecção e mortalidade. Isto aplica-se igualmente ao impacto a curto e longo prazo da pandemia na saúde mental. As principais abordagens psiquiátricas que se concentram no diagnóstico e no tratamento podem levar à medicalização ou à patologização do que são reações humanas essencialmente normais a eventos traumáticos e à individualização de respostas ao que é, em essência, uma crise coletiva e estrutural. Essa experiência coletiva partilhada permite a possibilidade de uma resposta política coletiva, uma resposta que desafia os responsáveis por tantas mortes evitáveis e que também, através da promoção de um sentido de ação política e de solidariedade, desafia os sentimentos de impotência, vergonha e isolamento associados com sofrimento mental.
      PubDate: 2023-09-30
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Capitalismo, pandemia e saúde mental: um diálogo com Iain
           Ferguson

    • Authors: Alessandra Ximenes da Silva, Tereza Cristina Ribeiro da Costa
      Pages: 31 - 39
      Abstract: Ao dialogar com Ferguson (2023) sobre o capitalismo, a pandemia e o sofrimento mental, concordamos com a associação entre a sociabilidade do capital e as suas implicações devastadoras para a classe trabalhadora num contexto de agravamento da crise do capital. No advir do ano de 2020, o mundo se deparou com um acontecimento que trouxe implicações econômicas, sociais, sanitárias e culturais de grande proporção. Em janeiro de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surgimento de uma nova doença provocada por um vírus do tipo coronavírus – a COVID-19. Foi considerada uma emergência de saúde pública de interesse internacional, com alto risco de se espalhar para outros países ao redor do mundo. A OMS avaliou que a COVID-19 caracterizava-se como uma pandemia ainda em 2020. No mesmo ano, foi divulgado um total de 4,5 milhões de mortes estimadas e, em dezembro de 2021, mundialmente o número de casos somava mais de 270 milhões, com cerca de 5,3 milhões de mortos.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.42545
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • “O que aconteceu com você'” ao invés de “O que há de errado com
           você'”: saúde do estudante nas universidades federais brasileiras

    • Authors: Rita de Cássia Cavalcante Lima, Juliana Rosa Molina de Oliveira
      Pages: 40 - 47
      Abstract: O texto de Iain Ferguson Capitalismo, coronavírus e sofrimento mental nos provoca a pensar criticamente sobre os efeitos e os impactos na saúde mental associados à crise sanitária do coronavírus, na medida em que o autor não faz concessões aos processos de medicalização, biologização e psiquiatrização da vida tão caros ao modelo biomédico privatista. Ao contrário, através de uma análise de conjuntura marcada por eventos traumáticos socialmente produzidos (guerras, violências de gênero e de raça etc.), demonstra as potencialidades e os limites das tentativas de enunciar o que seja o sofrimento mental e como gerar respostas coerentes com as suas determinações. De forma secundária, o texto problematiza se a própria experiência da pandemia do coronavírus poderia ser tomado com um evento traumático capaz de gerar efeitos consignados como Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT).
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.42548
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Saúde em tempos ultraneoliberais: entre a atenção psicossocial e a
           (re)manicomialização

    • Authors: Edla Hoffmann, Lyzete Bruna Pereira Freitas
      Pages: 48 - 64
      Abstract: Este artigo objetiva analisar o recrudescimento do ajuste fiscal permanente em tempos de ultraneoliberalismo na política de saúde mental e sua funcionalidade no retorno das práticas manicomiais de mercantilização da vida. Recorre-se à pesquisa e à análise documental para a compreensão do orçamento público destinado à política de saúde, enfatizando a saúde mental por meio da utilização de dados secundários em sítios e documentos institucionais do governo federal. Os resultados evidenciam a potencialização das contradições do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), que se intensificam com as políticas de austeridade fiscal e gastos públicos aquém das necessidades dos(as) usuários(as) em detrimento do capital. Seus efeitos são nefastos diante da pandemia e dos retrocessos no âmbito da atenção psicossocial, apontando para um retorno expressivo da (re)manicomialização com ênfase nas Comunidades Terapêuticas.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40121
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Saúde mental, drogas e reatualização do proibicionismo no
           Governo Bolsonaro

    • Authors: Cynthia Studart Albuquerque, André de Menezes Gonçalves, Leandro Sobral de Lima, Liziane Silva Cruz
      Pages: 65 - 78
      Abstract: O artigo discorre criticamente sobre o avanço do conservadorismo na atualidade no âmbito das ações das políticas de saúde mental e de drogas no país, processo que tem contribuído para uma reatualização do proibicionismo, particularmente no governo Bolsonaro. Da ditadura civil-militar à recente gestão de extrema direita, as legislações e normativas sobre drogas avançam e se fortalecem em termos de punição, controle e criminalização dos considerados indesejáveis. Mesmo assim, são forjadas lutas e resistências no âmbito da proteção e do cuidado nas temáticas de drogas e de saúde mental, como aponta a pesquisa bibliográfica e documental presente no texto com base numa análise histórico-crítica. O horizonte sinaliza inúmeros desafios, assim como possibilidades para a efetivação dos direitos sociais e humanos para pessoas com relações com as chamadas drogas.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40076
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Saúde mental em tempos de ultraneoliberalismo

    • Authors: Lidiany de Lima Cavalcante, Maria Isabel Barros Bellini
      Pages: 79 - 94
      Abstract: O processo de agudização da barbárie permeado pelo conservadorismo, reacionarismo e as faces da discriminação trouxeram à tona não somente a amplificação do cenário de violência e fome, mas também as plataformas antes silentes no que se refere ao adoecimento psíquico. O artigo objetiva tecer discussões acerca da saúde mental em tempos de ultraneoliberalismo, o qual emergiu de forma mais efetiva com a ascensão da extrema direita na realidade brasileira. Por meio de uma reflexão teórica, com o uso de dados secundários, o estudo vislumbra o cenário de necropolítica potencializado cotidianamente na arena da saúde mental e seus rebatimentos na sociedade, frente ao capitalismo em sua face mais voraz.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40036
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • COVID-19 e saúde mental: desafios para o trabalho do Assistente
           Social

    • Authors: Giselle Mara Cardoso da Costa, Carina Berta Moljo
      Pages: 95 - 110
      Abstract: Este artigo, que tem como objetivo refletir sobre os desafios colocados para o trabalho do assistente social, inserido na equipe multiprofissional do Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Outras Drogas (CAPS), do município de Juiz de Fora – Minas Gerais, considerando o contexto da pandemia de COVID-19, baseou-se na experiência de trabalho de uma das autoras, vivenciadas em 2020, refletido à luz da revisão de literatura. Configurando-se como um relato de experiência, realizado como uma pesquisa descritiva, aborda aspectos relacionados à Política de Saúde Pública e Saúde Mental, contextualizando-os à situação de calamidade pública. Além disso, aponta como o contexto desafiador propiciou mudanças positivas para cumprir o papel de um CAPS na reabilitação psicossocial por meio do esforço coletivo da equipe, mobilizada para garantir o cuidado assistencial diante de situação excepcional.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40032
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Desafios na sustentação dos princípios da luta
           antimanicomial

    • Authors: Gabriela Fernandes Chaves Lira, Andreia Oliveira
      Pages: 111 - 125
      Abstract: O presente artigo apresenta um estudo sobre o campo da saúde mental e o movimento de remanicomialização presente na sociedade brasileira. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica e análise documental, a fim de identificar campos de tensões e disputas nas políticas de saúde mental do país, no período 2016-2022. Os resultados indicaram um cenário de políticas públicas vinculadas à Reforma Psiquiátrica Brasileira e à Luta Antimanicomial. Por outro lado, observam-se medidas de remanicomialização, defendidas pelo setor privatista no país, com expansão da contrarreforma psiquiátrica e de propostas de saúde mental direcionadas aos interesses dos setores privado e filantrópico. Esse quadro demanda o fortalecimento da Reforma Psiquiátrica Brasileira e da Luta Antimanicomial, alinhado às lutas sociais dos trabalhadores e a uma sociabilidade com democracia e liberdade.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40031
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Comunidades Terapêuticas, drogas e a disputa do Fundo Público

    • Authors: Rachel Gouveia Passos, Thatiana Meyre da Silva Gomes, Giulia de Castro Lopes de Araujo, Ana Luiza Almeida Moreira
      Pages: 126 - 140
      Abstract: O presente artigo objetiva analisar a particularidade da disputa do fundo público pelas Comunidades Terapêuticas (CTs) no Rio de Janeiro, uma vez que estão avançando em diferentes pastas e ocupando importantes lugares de atuação. Metodologicamente a presente análise qualitativa fundamentou-se por estudo de legislações, bibliografias, notícias e atas de eventos sobre o tema, objetivando problematizar o direcionamento do orçamento público no município do Rio de Janeiro, entre os anos de 2019 e 2022, onde as CTs conseguiram transitar entre diferentes secretarias e capturar recursos públicos via editais de financiamento de vagas. O presente artigo divide-se em três tópicos: no primeiro realiza uma breve revisão conceitual sobre o fundo público e os movimentos de sua captura pelo capital; no segundo, apresenta em termos históricos e caracteriza as Comunidades Terapêuticas brasileiras e, por último, expõe uma análise da dinâmica do processo de captura do fundo público por estas instituições no município do Rio de Janeiro.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40021
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Comunidades Terapêuticas: a construção de uma política manicomial e
           proibicionista

    • Authors: Juliana Desiderio Lobo Prudencio, Laís Santos Theodoro , Victoria Lavignia de Oliveira Baqueiro
      Pages: 141 - 155
      Abstract: O artigo objetiva apresentar um estudo sobre a Política Nacional de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas, mostrando como as Comunidades Terapêuticas (CTs) brasileiras ocupam parte da atenção aos usuários de drogas no Brasil. Trata-se de uma análise documental de normativas, com base em revisão bibliográfica sobre a temática. Observou-se que as CTs ganharam força em cenários políticos, sociais e econômicos distintos, em especial após o ano de 2015, e se tornaram principais instituições para a atenção aos usuários de drogas, além de serem financiadas pelo fundo público. Ainda, nota-se que as CTs representam uma convocação à lógica manicomial, proibicionista e encarceradora de usuários de drogas, em maioria homens, negros e pobres, sob a lógica da abstinência, do trabalho forçado, da religiosidade e da disciplina.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40033
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • O Fundo Nacional Antidrogas (FUNAD) e a contrarreforma psiquiátrica

    • Authors: Pedro Henrique Antunes da Costa, Kíssila Teixeira Mendes
      Pages: 156 - 170
      Abstract: Analisamos como o Fundo Nacional Antidrogas (FUNAD) tem sido utilizado no financiamento das políticas em Saúde Mental, álcool e outras drogas, especialmente no contexto da Contrarreforma Psiquiátrica (CP) no governo Bolsonaro. Recorremos às fontes estatais e à literatura acadêmica sobre o FUNAD e as políticas no campo. Constatamos que o FUNAD tem sido utilizado para o recrudescimento da repressão e dos ataques à Reforma Psiquiátrica brasileira, subsidiando o movimento de CP em seu caráter manicomial, privatista e conservador, sobretudo pelo financiamento das Comunidades Terapêuticas, num controle social às avessas. Nisso, apontamos a centralidade de se pautar o FUNAD nas produções acadêmicas, na práxis e na militância em Saúde Mental, álcool e outras drogas.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.39919
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa e saúde mental: uma
           revisão integrativa

    • Authors: Ana Clara Gomes Picolli, Daniel Péricles Arruda
      Pages: 171 - 187
      Abstract: Este estudo teve por objetivo conhecer e analisar as produções científicas nacionais, publicadas entre 2001 e 2021, que abordam sobre a saúde mental de adolescentes que cumprem medidas socioeducativas em meio aberto ou fechado no Brasil. Para isso realizou-se revisão integrativa de literatura nas bases de dados SciELO, PubMed, Portal BVS e Portal de Periódicos CAPES/MEC, totalizando 2.381 registros. Após estabelecimento de critérios de inclusão e exclusão foram selecionados para análise 14 artigos, que foram divididos em 3 eixos de análise: patologização e/ou medicalização; percepção de profissionais/instituição; e eventos estressores, fatores de risco e de proteção. A análise dos resultados permitiu constatar a excessiva medicalização e produção de diagnóstico psiquiátrico de adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação, bem como as barreiras de acesso destes a serviços de saúde mental. Também revelou trajetórias de vida marcadas por violência e desproteção social, com forte incidência de fatores de risco e ausência de fatores de proteção.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.39869
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Saúde mental e relações de camaradagem nos partidos políticos da
           esquerda radical

    • Authors: Clara Barbosa
      Pages: 188 - 205
      Abstract: Trata-se das considerações de uma pesquisa, feita com militantes de Minas Gerais de três partidos políticos da Esquerda Radical Brasileira (Partido Comunista Brasileiro (PCB), Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU)), sobre como essas organizações têm elaborado análises e ações políticas relativas à saúde mental, intra e extrapartidariamente. Junto a isso, realizamos uma revisão bibliográfica de produções de acepção marxista acerca da saúde mental e militância. Como resultado, ressalta-se que a coletivização das expressões de sofrimento e o fortalecimento de vínculos políticos humanizadores e emancipatórios (as relações de camaradagem) nesses espaços auxiliam a minorar o sofrimento dos sujeitos, compreendendo que a problemática possui raiz social.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.39979
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Eletroconvulsoterapia em perspectiva ou para a crítica do
           eletro-choque

    • Authors: Vinicius Pinheiro de Magalhães, Larissa Daiane Vieira Barros
      Pages: 206 - 219
      Abstract: O objeto do presente ensaio teórico são os fundamentos balizadores da técnica da Eletroconvulsoterapia (ECT), procedimento médico psiquiátrico que consiste na indução de convulsões pela via da administração de cargas elétricas no cérebro com finalidade terapêutica.  A proposta do texto é tecer uma crítica onto-epistemológica da ECT e de seus fundamentos teórico-conceituais à luz da Reforma Psiquiátrica e da Determinação Social da Saúde Mental. Trata-se de ensaio teórico sustentado em revisão ampliada da literatura. Compreendemos a ECT como uma técnica fundamentada em tendência teórica estreita que assujeita seus usuários em nome de intervenção invasiva orientada para ação de curto-médio prazo, cuja finalidade é o controle de corpos de segmentos historicamente vulnerabilizados. 
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40010
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • A branquimanicomialização da política de saúde mental
           brasileira

    • Authors: Cibele da Silva Henriques
      Pages: 220 - 230
      Abstract: O artigo analisa como se estrutura o processo de branquimanicomialização do cuidado em saúde mental para a população negra na sociedade brasileira, identificando os conflitos e as correlações de forças. Para a sua construção, recorreu-se à pesquisa qualitativa, por meio de investigações bibliográficas e documentais. De modo geral, verificaram-se contradições na construção da Reforma Psiquiátrica Brasileira (RPB), a constância de uma cultura manicomial, hospitalocêntrica e racista ao longo da construção da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), resultando, inicialmente, na filiação da branquitude nos cargos de gestão, na branquimanicomialização da clínica do cuidado, na mercadorização da desinstitucionalização e na criminalização da redução de danos por meio do financiamento das comunidades terapêuticas.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40052
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • Crise e mercantilização da loucura sob a égide do
           conservadorismo brasileiro

    • Authors: Amanda Silva de Jesus, Sandra Rodrigues dos Santos
      Pages: 231 - 247
      Abstract: Este estudo pretende refletir acerca das medidas consolidadas no campo da saúde mental no contexto de crise estrutural do capital e de aprofundamento do conservadorismo na conjuntura brasileira a partir dos governos de Michel Temer (2016-2018) e Jair Messias Bolsonaro (2019-2022). Busca apontar como as ações implementadas a partir do governo de Michel Temer impactaram a garantia dos direitos adquiridos, afetando diretamente a Política de Saúde Mental. Por fim, visa apreender, por meio de revisão bibliográfica de natureza qualitativa, como as contrarreformas consolidadas por ambos os governos afetaram a Política Nacional de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas, aprofundando as expressões da questão social já existentes e corroborando o reavivamento de propostas manicomiais que fizeram retroceder as conquistas sociais estruturadas a partir do Movimento de Reforma Psiquiátrica iniciado na década de 1980. Palavras-chave: Crise. Direitos Sociais. Contrarreformas. Conservadorismo.
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.39996
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
  • “N/A: NÃO SE APLICA”: Políticas Penais e Custódia Psiquiátrica
           Feminina na Bahia

    • Authors: Jessica Hind Ribeiro Costa, Helena Loureiro Martins
      Pages: 248 - 260
      Abstract: Este estudo objetivou compreender que definição de saúde se aplica aos tratamentos nos Hospitais de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP), segundo dados do Plano Estadual De Atenção às Mulheres Privadas De Liberdade e Egressas do Sistema Prisional da Bahia (2018). Para tanto, utilizou-se de pesquisa qualitativa, estudo de caso com procedimento de revisão de literatura e revisão normativa. Como resultado, tem-se uma definição de saúde adstrita ao enfrentamento de enfermidades, conforme o biologicismo do final do século XIX e começo do século XX. Deste entendimento, decorre a desconsideração de dimensões do estado de integridade biopsicossocial da mulher. Considerando o HCTP e os presídios femininos como equivalentes enquanto instituições totais, conclui-se que as pacientes psiquiátricas possuem menos direitos sociais previstos na Constituição Federal do que aquelas que cumprem pena.  
      PubDate: 2023-09-30
      DOI: 10.47456/argumentum.v15i3.40042
      Issue No: Vol. 15, No. 3 (2023)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.222.218.145
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-
JournalTOCs
 
 

 A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  First | 1 2        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

  Subjects -> SOCIAL SERVICES AND WELFARE (Total: 224 journals)
Showing 201 - 135 of 135 Journals sorted alphabetically
Sociedade e Estado     Open Access   (Followers: 2)
Society and Mental Health     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Soziale Passagen     Hybrid Journal  
Tempo Social     Open Access  
The Milbank Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 23)
Third Sector Review     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Third World Planning Review     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Tidsskrift for omsorgsforskning     Open Access  
Tidsskrift for velferdsforskning     Open Access  
Tidsskriftet Norges Barnevern     Full-text available via subscription  
Trabajo Social Global - Global Social Work     Open Access  
unsere jugend     Full-text available via subscription  
Violence and Victims     Hybrid Journal   (Followers: 69)
Voces desde el Trabajo Social     Open Access  
Volunteer Management Report     Full-text available via subscription  
Youth Studies Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 3)

  First | 1 2        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Similar Journals
Similar Journals
HOME > Browse the 73 Subjects covered by JournalTOCs  
SubjectTotal Journals
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.222.218.145
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-