A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  First | 1 2        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

  Subjects -> SOCIAL SERVICES AND WELFARE (Total: 224 journals)
Showing 201 - 135 of 135 Journals sorted alphabetically
Sociedade e Estado     Open Access   (Followers: 2)
Society and Mental Health     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Soziale Passagen     Hybrid Journal  
Tempo Social     Open Access  
The Milbank Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Third Sector Review     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Tidsskrift for omsorgsforskning     Open Access  
Tidsskrift for velferdsforskning     Open Access  
Tidsskriftet Norges Barnevern     Full-text available via subscription  
Trabajo Social Global - Global Social Work     Open Access  
unsere jugend     Full-text available via subscription  
Violence and Victims     Hybrid Journal   (Followers: 94)
Voces desde el Trabajo Social     Open Access  
Volunteer Management Report     Full-text available via subscription  
Youth Studies Australia     Full-text available via subscription   (Followers: 3)

  First | 1 2        [Sort by number of followers]   [Restore default list]

Similar Journals
Journal Cover
Tempo Social
Journal Prestige (SJR): 0.135
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0103-2070
Published by SciELO Homepage  [672 journals]
  • A violência da (in)compreensão: notas sobre Foucault, psicanálise e a
           interpretação da loucura

    • Authors: Gabriel Peters
      First page: 5
      Abstract: A partir de um diálogo com Michel Foucault, o artigo aborda os aspectos analíticos e morais do problema da “compreensibilidade” da loucura. Os aspectos analíticos envolvem saber se a loucura é compreensível ou, pelo menos, quão compreensível ela pode ser tornada a um ponto de vista exterior. Os aspectos morais dizem respeito às atitudes normativas que é legítimo assumir em face de vivências, falas e práticas “loucas”, sobretudo quando estas se mostram opacas, ao menos a um primeiro olhar, diante de esquemas “normais” de interpretação. Entrecruzando a discussão está uma crítica – de alcance mais geral, porém também aplicável a Foucault – à tendência de certa filosofia, ciência social e psicanálise a negligenciar modalidades “apolíneas” de loucura em prol de suas formas “dionisíacas”, sejam as últimas patologizadas como “regressões” ou celebradas como subversões de dispositivos psíquicos de poder.
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.145263
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • Uma travessia transatlântica: a primeira geração de mediadores e
           mediadoras da obra de Bourdieu no Brasil

    • Authors: Maria Eduarda da Mota Rocha
      First page: 31
      Abstract: O artigo apresenta os resultados de pesquisa sobre a participação brasileira na rede científica criada em torno de Pierre Bourdieu e seus(uas) colaboradores(as), especialmente Monique de Saint Martin, nos anos de 1970 e 1980, nos centros de pesquisa que ele dirigia. Pensando a circulação internacional das ideias a partir dos agentes, identificamos questões relativas aos três momentos decisivos da trajetória dos que introduziram a obra de Bourdieu no Brasil: 1) as suas formas de inserçã o na rede, considerando as suas relaçõ es anteriores, os vínculos institucionais, os capitais mobilizados; 2) os indícios do processo de socializaçã o dos(as) brasileiros(as) no grupo de Bourdieu formado no CSE e CSEC nas décadas de 1970 e 1980; 3) o momento de dissoluçã o da rede, que parece corresponder ao passo decisivo do envelhecimento social dos(as) brasileiros(as), quando adquiriram postos importantes no Brasil e desenvolveram seus próprios programas de pesquisa, ao tempo em que Bourdieu se tornava um “pensador global”. Utilizamos para tanto, a análise de trajetórias baseada nas cartas que ele trocou com esses agentes, catalogadas nos seus Arquivos, além de entrevistas com os/as participantes da rede, os currículos Lattes e depoimentos disponíveis em revistas e livros.
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.191190
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • Relato pessoal ou primazia da estrutura' Da história oral à
           história estrutural como modelo para a sociologia histórica

    • Authors: Maria Caramez Carlotto
      First page: 55
      Abstract: O presente artigo pretende analisar, sociologicamente, a historiografia sobre a Universidade de São Paulo, destacando os padrões de escrita e publicação das diferentes “histórias da USP” e mostrando como cada um deles corresponde a uma posição social distinta no interior da instituição. Contrapõe-se particularmente a história oficial, escrita desde posições privilegiadas de poder e marcada pela primazia do relato pessoal e finalista, à história dos vencidos, de cunho filosófico, marcada pela defesa do projeto “original” da USP, ancorado na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. Por fim, mostramos como a história estrutural, que permite realizar a operação analítica central do artigo, também corresponde a uma tradição historiográfica própria, ligada às ciências sociais, em especial à sociologia, que também tem um lugar próprio na instituição.
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.180874
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • A busca ecumênica de apoio aos adeptos dos cultos afro-brasileiros
           vitimados por intolerância

    • Authors: André Ricardo de Souza
      First page: 83
      Abstract: O artigo aborda a intolerância religiosa sofrida por adeptos dos cultos afro-brasileiros e a busca de enfrentamento dessa realidade por parte de quatro organizações ecumênicas com relevância nacional. Elaborado com base em pesquisa de campo e consulta a documentos, o texto aponta dados da escalada agressiva no meio evangélico em relação a tais indivíduos, algo que problematiza a ideia de pluralismo religioso no Brasil em face do pequeno contingente não cristão e da intimidação à liberdade de culto. As entidades pesquisadas buscam, de algum modo, alargar a compreensão do ecumenismo para além das igrejas cristãs, ressaltando a necessidade de defesa dos direitos humanos.
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.180036
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • Escravidão Emoldurada: entre noções locais de cativeiro e significados
           jurídicos de escravidão contemporânea

    • Authors: Patricia Trindade Maranhão Costa
      First page: 105
      Abstract: O que é escravidão' É possível identificá-la em contextos em que foi legalmente abolida' Para
      responder às questões, o artigo analisa os usos da escravidão como moldura interpretativa, criada a partir de um rito da cultura popular, que atribui sentido a experiências de exploração e privação vividas no trabalho. Essa moldura permite reconhecer formas contemporâneas de escravidão previstas na legislação nacional e identificar outras não abarcadas. Baseada em pesquisa etnográfica sobre os congados mineiros, a análise oferece uma contribuição antropológica aos estudos sobre os elementos constitutivos da escravidão e suas definições legais. Apresenta possibilidades para melhor adequação desses dispositivos jurídicos às circunstâncias em que operam, sugerindo maneiras de traduzi-los nos termos dos que percebem suas condições de trabalho, ou as do segmento social a que pertencem, como associadas à escravidão.
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.183043
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • Cidade flutuante. Manaus em três autores

    • Authors: Marco Aurélio Coelho Paiva
      First page: 131
      Abstract: A partir de uma análise de alguns dos contos de Alberto Rangel em Inferno verde, de Márcio Souza em A caligrafia de Deus, e de Milton Hatoum em A cidade ilhada, o artigo objetiva articular os diferentes modos de figuração da cidade de Manaus e relacionar o texto literário com a problemática urbana. A análise dos contos aponta tanto para as questões relativas ao trabalho intelectual e literário a partir da cidade quanto para as novas representações da Amazônia fabuladas pelos autores.
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.184347
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • Cidade para quais pessoas' Sobre as contradições da reforma
           do Vale do Anhangabaú

    • Authors: Giancarlo Marques Carraro Machado
      First page: 153
      Abstract: O artigo reconstitui algumas das principais mediações e embates em torno do recente projeto de reforma do Vale do Anhangabaú – um dos espaços públicos mais expressivos e disputados de São Paulo – para, consequentemente, problematizar os sentidos de certos léxicos incorporados por diferentes gestões municipais a fim de garantir a coalizão necessária para execução da obra. O destaque fica para o conceito de cidade para pessoas, propagado por Jan Gehl, arquiteto e urbanista dinamarquês. Com tal objetivo, espera-se, pois, refletir sobre a seguinte questão: para quais pessoas o Vale do Anhangabaú estaria sendo reformado' A proposta será possível com base na análise de documentos e de publicações disponibilizadas por setores da Prefeitura de São Paulo; de reportagens jornalísticas propagadas em canais diversos; de posicionamentos de agentes ligados a múltiplas esferas da sociedade civil; além, ainda, do diálogo com autores vinculados aos estudos urbanos.
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.190441
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • Os incêndios de Michael Löwy

    • Authors: Marcelo Ridenti
      First page: 175
      Abstract: Resenha de: O cometa incandesdente – romantismo, surrealismo, subversão. São Paulo, 100/Cabeças, 2020, de Michael Löwy. Anticapitalismo romântico e natureza – o jardim encantado. São Paulo, Unesp, 2021, de Michael Löwy. Marx em Paris, 1871 – o caderno azul de Jenny Marx. São Paulo, Boitempo, 2021, de Michael Löwy e Olivier Besancenot .
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.193567
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • Vida e morte do Mito Bandeirante

    • Authors: Helga da Cunha Gahyva
      First page: 181
      Abstract: Resena de O sangue intimorato e as nobilíssimas tradições: a construção de um símbolo paulista, o bandeirante. Cuiabá, EdUFMT, 2019, de Kátia Maria Abud.
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.192758
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
  • Rômulo Almeida: o anônimo ilustre da economia política
           brasileira

    • Authors: Darlan Praxedes Barboza
      First page: 187
      Abstract: Resenha de O Brasil desenvolvimentista e a trajetória de Rômulo Almeida: projeto, interpretação e utopia. São Paulo, Alameda, 2021, de Alexandre de Freitas Barbosa
      PubDate: 2022-04-16
      DOI: 10.11606/0103-2070.ts.2022.195232
      Issue No: Vol. 34, No. 1 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.192.47.87
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-