Subjects -> EDUCATION (Total: 2346 journals)
    - ADULT EDUCATION (24 journals)
    - COLLEGE AND ALUMNI (10 journals)
    - E-LEARNING (38 journals)
    - EDUCATION (1996 journals)
    - HIGHER EDUCATION (140 journals)
    - INTERNATIONAL EDUCATION PROGRAMS (4 journals)
    - ONLINE EDUCATION (42 journals)
    - SCHOOL ORGANIZATION (14 journals)
    - SPECIAL EDUCATION AND REHABILITATION (40 journals)
    - TEACHING METHODS AND CURRICULUM (38 journals)

EDUCATION (1996 journals)            First | 1 2 3 4 5 6 7 8 | Last

Showing 601 - 800 of 857 Journals sorted alphabetically
Ganesha Journal     Open Access  
Gazi Üniversitesi Gazi Eğitim Fakültesi Dergisi     Open Access  
Gelanggang Pendidikan Jasmani Indonesia     Open Access  
Geographical Education     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Georgia Educational Researcher     Open Access  
Georgia Journal of College Student Affairs     Open Access  
Gestión de la educación     Open Access  
Gifted Child Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Gifted Education International     Hybrid Journal   (Followers: 7)
Global Education Review     Open Access   (Followers: 3)
Global Journal of Educational Research     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Global Journal of Educational Studies     Open Access  
Global Studies of Childhood     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Globalisation, Societies and Education     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Góndola, Enseñanza y Aprendizaje de las Ciencias. (Bogotá, Colombia)     Open Access  
Graduate School Journal Chiang Rai Rajabhat University     Open Access  
Greater Faculties: A Review of Teaching and Learning     Full-text available via subscription  
Grief Matters : The Australian Journal of Grief and Bereavement     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
GSTF Journal on Education     Open Access  
Hachetetepé. Revista científica de Comunicación y Educación     Open Access  
HAMUT'AY     Open Access  
Harvard Educational Review     Full-text available via subscription   (Followers: 21)
HCU Journal     Open Access  
Headteacher Update     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Health Education & Behavior     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Health Education Research     Hybrid Journal   (Followers: 18)
Health Professions Education     Open Access   (Followers: 2)
Herausforderung Lehrer_innenbildung     Open Access  
High Ability Studies     Hybrid Journal   (Followers: 3)
High School Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
Higher Education     Hybrid Journal   (Followers: 128)
Higher Education Abstracts     Full-text available via subscription   (Followers: 18)
Higher Education in Europe     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Higher Education Policy     Hybrid Journal   (Followers: 31)
Higher Education Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 118)
Higher Education Research & Development     Hybrid Journal   (Followers: 125)
Hikma : Journal of Islamic Theology and Religious Education     Hybrid Journal  
Histoire de l'éducation     Open Access   (Followers: 5)
História & Ensino     Open Access  
Historical and Social-educational Ideas     Open Access  
Historical Studies in Education / Revue d'histoire de l'éducation     Open Access   (Followers: 3)
History of Education Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 11)
History of Education Review     Hybrid Journal   (Followers: 10)
History of Education: Journal of the History of Education Society     Hybrid Journal   (Followers: 38)
HONAI : International Journal for Educational, Social, Political & Cultural Studies     Open Access  
Hoosier Science Teacher     Open Access  
Horyzonty Wychowania     Open Access  
HOW Journal     Open Access  
HSE - Social and Education History     Open Access  
Human Studies: a collection of scientific articles of the Drohobych Ivan Franko State Pedagogical University. Series of “Pedagogy”     Open Access  
Humanidades : Revista de la Universidad de Montevideo     Open Access  
Huria : Journal of the Open University of Tanzania     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
i.e. : inquiry in education     Open Access  
IALLT Journal of Language Learning Technologies     Open Access   (Followers: 1)
Ibriez : Jurnal Kependidikan Dasar Islam Berbasis Sains     Open Access  
IE Revista de Investigación Educativa de la REDIECH     Open Access  
IEEE Potentials     Full-text available via subscription   (Followers: 42)
IEEE Revista Iberoamericana de Tecnologias del Aprendizaje     Hybrid Journal  
IEEE Transactions on Education     Hybrid Journal   (Followers: 11)
IJ-ATL (International Journal of Arabic Teaching and Learning)     Open Access   (Followers: 1)
IJEE (Indonesian Journal of English Education)     Open Access  
IJEM - International Journal of Educational Leadership and Management     Open Access   (Followers: 13)
IJERI : International Journal of Educational Research and Innovation     Open Access   (Followers: 1)
IJLRES : International Journal on Language Research and Education Studies     Open Access  
IJOLTL : Indonesian Journal of Language Teaching and Linguistics     Open Access  
Ilmu Pendidikan: Jurnal Kajian Teori dan Praktik Kependidikan     Open Access  
Imagens da Educação     Open Access  
Impact : The Philosophy of Education Society of Great Britain     Free   (Followers: 4)
Impacting Education : Journal on Transforming Professional Practice     Open Access   (Followers: 1)
Improvement : Jurnal Ilmiah Untuk Peningkatan Mutu Manajemen Pendidikan     Open Access  
Improving Schools     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Indian Journal of Continuing Nursing Education     Open Access   (Followers: 3)
Indivisa. Boletin de Estudios e Investigacion     Open Access  
INDONESIA : Jurnal Pembelajaran Bahasa dan Sastra Indonesia     Open Access  
Indonesia Performance Journal     Open Access  
Indonesian Basic Education Journal     Open Access  
Indonesian Journal Of Civil Engineering Education     Open Access  
Indonesian Journal of Contemporary Education     Open Access  
Indonesian Journal of Curriculum and Educational Technology Studies     Open Access   (Followers: 1)
Indonesian Journal of Early Childhood Education Studies     Open Access   (Followers: 2)
Indonesian Journal of Educational Review     Open Access   (Followers: 1)
Indonesian Journal of Educational Studies     Open Access  
Indonesian Journal of Guidance and Counseling     Open Access  
Indonesian Journal of Learning Education and Counseling     Open Access  
Indonesian Journal of Pharmaceutical Education     Open Access  
Indonesian Journal of Science and Mathematics Education     Open Access   (Followers: 1)
Indonesian Journal of Sociology and Education Policy     Open Access   (Followers: 1)
Indonesian Journal on Learning and Advanced Education     Open Access  
Industrial Management & Data Systems     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Industry and Higher Education     Full-text available via subscription   (Followers: 10)
Infancia y Aprendizaje : Journal for the Study of Education and Development     Hybrid Journal  
Infancias Imágenes     Open Access  
Inferensi : Jurnal Penelitian Sosial Keagamaan     Open Access  
INFORMS Transactions on Education     Open Access  
Innoeduca. International Journal of Technology and Educational Innovation     Open Access  
Innovación educativa     Open Access  
Innovaciones Educativas     Open Access  
Innovation in Language Learning and Teaching     Hybrid Journal   (Followers: 35)
Innovations in Education and Teaching International     Hybrid Journal   (Followers: 24)
Innovations in Practice     Open Access  
Innovative Higher Education     Hybrid Journal   (Followers: 84)
Innovative Journal of Curriculum and Educational Technology     Open Access   (Followers: 6)
İnönü Üniversitesi Eğitim Fakültesi Dergisi     Open Access  
İnönü University Journal of the Graduate School of Education     Open Access  
INOPENDAS : Jurnal Ilmiah Kependidikan     Open Access  
Inspiramatika     Open Access  
Instructional Science     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Integral Transforms and Special Functions     Hybrid Journal  
Interacções     Open Access  
InterActions: UCLA Journal of Education and Information     Open Access   (Followers: 11)
Interchange     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Intercultural Education     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Interdisciplinaridade. Revista do Grupo de Estudos e Pesquisa em Interdisciplinaridade     Open Access  
Interdisciplinary Journal of e-Skills and Lifelong Learning     Open Access   (Followers: 3)
Interdisciplinary Journal of Education Research     Open Access   (Followers: 3)
Interdisciplinary Journal of Information, Knowledge, and Management     Open Access   (Followers: 12)
Interdisciplinary Journal of Problem-based Learning     Open Access   (Followers: 5)
Interdisciplinary Research in Education     Open Access   (Followers: 1)
Interdyscyplinarne Konteksty Pedagogiki Specjalnej     Open Access  
Interespe. Interdisciplinaridade e Espiritualidade na Educação     Open Access  
Interface - Comunicação, Saúde, Educação     Open Access   (Followers: 1)
Interfaces : Revista de Extensão da UFMG     Open Access  
Interfaces da Educação     Open Access  
International Developments     Open Access   (Followers: 3)
International e-Journal of Educational Studies     Open Access  
International Education Studies     Open Access   (Followers: 7)
International Educational Research     Open Access   (Followers: 1)
International Electronic Journal of Environmental Education     Open Access   (Followers: 1)
International Journal for 21st Century Education     Open Access  
International Journal for Educational and Vocational Guidance     Hybrid Journal   (Followers: 7)
International Journal for Educational Integrity     Open Access   (Followers: 2)
International Journal for Lesson and Learning Studies     Hybrid Journal   (Followers: 2)
International Journal for Research in Vocational Education and Training     Open Access   (Followers: 7)
International Journal for Talent Development     Open Access  
International Journal for the Scholarship of Teaching and Learning     Open Access   (Followers: 9)
International Journal of Academic Research in Education     Open Access   (Followers: 2)
International Journal of Active Learning     Open Access  
International Journal of Advanced Multidisciplinary Research and Review     Open Access  
International Journal of Aquatic Research and Education     Hybrid Journal  
International Journal of Art & Design Education     Hybrid Journal   (Followers: 24)
International Journal of Assessment Tools in Education     Open Access   (Followers: 3)
International Journal of Bilingual Education and Bilingualism     Hybrid Journal   (Followers: 20)
International Journal of Bullying Prevention     Hybrid Journal   (Followers: 1)
International Journal of Business, Humanities, Education and Social Sciences     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Child Care and Education Policy     Open Access   (Followers: 3)
International Journal of Chinese Education     Hybrid Journal   (Followers: 1)
International Journal of Christianity & Education     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
International Journal of Cognitive Research in Science, Engineering and Education     Open Access   (Followers: 8)
International Journal of Comparative Education and Development     Hybrid Journal  
International Journal of Construction Education and Research     Hybrid Journal   (Followers: 2)
International Journal of Contemporary Educational Research     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Continuing Engineering Education and Life-Long Learning     Hybrid Journal   (Followers: 4)
International Journal of Critical Pedagogy     Open Access   (Followers: 5)
International Journal of Culture and Modernity     Open Access  
International Journal of Curriculum and Instruction (IJCI)     Open Access   (Followers: 3)
International Journal of Cyber Ethics in Education     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
International Journal of Designs for Learning     Open Access   (Followers: 6)
International Journal of Disability, Development and Education     Hybrid Journal   (Followers: 34)
International Journal of Distance Education Technologies     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
International Journal of Early Childhood     Hybrid Journal   (Followers: 12)
International Journal of Early Years Education     Hybrid Journal   (Followers: 9)
International Journal of Education     Open Access   (Followers: 16)
International Journal of Education and Development using Information and Communication Technology     Open Access   (Followers: 9)
International Journal of Education and Literacy Studies     Open Access   (Followers: 7)
International Journal of Education in Mathematics, Science and Technology     Open Access   (Followers: 8)
International Journal of Education Policy and Leadership     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Educational Administration and Policy Studies     Open Access   (Followers: 7)
International Journal of Educational and Psychological Researches     Open Access   (Followers: 4)
International Journal of Educational Development     Hybrid Journal   (Followers: 14)
International Journal of Educational Psychology     Open Access   (Followers: 18)
International Journal of Educational Reform     Full-text available via subscription  
International Journal of Educational Research     Hybrid Journal   (Followers: 29)
International Journal of Educational Research Open     Open Access  
International Journal of Educational Technology     Open Access   (Followers: 10)
International Journal of Electrical Engineering Education     Hybrid Journal   (Followers: 5)
International Journal of Emerging Technologies in Learning     Open Access   (Followers: 10)
International Journal of English Language Education     Open Access   (Followers: 13)
International Journal of English Language Teaching     Open Access   (Followers: 4)
International Journal of Ethics Education     Hybrid Journal   (Followers: 1)
International Journal of Evaluation and Research in Education     Open Access   (Followers: 5)
International Journal of Foreign Language Teaching and Research     Open Access   (Followers: 2)
International Journal of Health Administration and Education Congress (Sanitas Magisterium)     Open Access  
International Journal of Health Promotion and Education     Hybrid Journal   (Followers: 11)
International Journal of Holistic Early Learning and Development     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Inclusive Education     Hybrid Journal   (Followers: 26)
International Journal of Indonesian Education and Teaching     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Information and Operations Management Education     Hybrid Journal   (Followers: 6)
International Journal of Innovation in Education     Hybrid Journal   (Followers: 8)
International Journal of Innovative Research in Education     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Instructional Technology and Educational Studies     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Knowledge and Learning     Hybrid Journal   (Followers: 4)
International Journal of Language Teaching and Education     Open Access  
International Journal of Leadership in Education: Theory and Practice     Hybrid Journal   (Followers: 23)
International Journal of Learning and Development     Open Access   (Followers: 3)
International Journal of Learning and Intellectual Capital     Hybrid Journal   (Followers: 1)
International Journal of Lifelong Education     Hybrid Journal   (Followers: 11)
International Journal of Lower Extremity Wounds     Hybrid Journal   (Followers: 4)
International Journal of Management Education     Hybrid Journal   (Followers: 11)
International Journal of Management in Education     Hybrid Journal   (Followers: 6)
International Journal of Mathematical Education in Science and Technology     Hybrid Journal   (Followers: 9)

  First | 1 2 3 4 5 6 7 8 | Last

Similar Journals
Journal Cover
Interfaces da Educação
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 2177-7691
Published by Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul Homepage  [4 journals]
  • CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE (CTS) NO CONTEXTO EDUCACIONAL DO
           IFPB/CAMPUS SOUSA

    • Authors: Rômulo Tonyathy da Silva Mangueira, Alcina Maria Testa Braz da Silva, Alvaro Chrispino
      Abstract: A ciência vista como acima do bem ou do bom é uma crença ingênua, da mesma forma, compreender a influência da ciência/tecnologia na sociedade e vice-versa é um processo que caracteriza o campo de atuação do ensino CTS. Com essa premissa, desenvolveu-se uma atividade reflexiva interdisciplinar no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB/Campus Sousa) com um grupo de alunos do curso Técnico em Agropecuária e três professores especialistas em Sociologia, Psicologia e Ciências a partir da exibição do filme Planeta dos Macacos: a origem. Ante e pós-atividade, professores e alunos foram convidados a responder as sentenças 20511 e 40421 do COCTS (Cuestionario de Opiniones sobre Ciencia, Tecnología y Sociedad) para conhecer como entendiam esta tríade. Após análise, fundamentada na visão CTS, observou-se índices atitudinais dispares entre alunos homens 0e mulheres, professores e alunos e entre os próprios alunos pré e pós-atividade.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.5088
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • SABERES PROFISSIONAIS PARA O ENSINO DE ÁLGEBRA NO CURSO GINASIAL:

    • Authors: José Cassiano Teixeira Santos, Larissa Pinca Sarro Gomes
      Abstract: Neste artigo, procurou-se compreender os saberes profissionais para ensinar conteúdos algébricos propostos nas coleções Matemática Moderna e Matemática, que eram destinadas ao curso ginasial. A primeira foi escrita entre os anos finais da década de 1960 e, a segunda, no decorrer da década de 1970, por uma equipe de professores que atuava em escolas voltadas ao ensino secundário baiano e, também, na universidade. A análise foi realizada considerando as formulações de autores que discutem os saberes profissionais do professor que ensina matemática. A comparação realizada evidenciou que a abordagem de conteúdos algébricos na segunda coleção passou a ser realizada por meio de questões mais apropriadas à faixa etária dos alunos do curso ginasial, com orientações aos professores para conduzir seus alunos à descoberta de novos conceitos. Em um diálogo com os professores, os autores admitiram que essa forma de proceder deveria ser privilegiada, apesar de que nem sempre conseguiram evidenciar essas orientações na escrita do livro didático, fazendo uso, em diversos momentos, da simples exposição dos conteúdos algébricos.  
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6937
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • MARITAMBAL: RAÍZES QUILOMBOLAS E INDÍGENAS NA AMAZÕNIA
           MARAJOARA

    • Authors: Jeovani de Jesus Couto, MANUELLE ESPÍNDOLADOS REIS
      Abstract: O presente artigo é oriundo do Projeto de extensão desenvolvido pelo Instituto Federal do Pará, Campus de Breves e objetiva evidenciar a importância dos grupos afroindígenas na formação histórica, cultural e étnica e ainda confirmar a influência destes através de vários aspectos da cultura e costumes em comunidades da Amazônia marajoara. Tendo como referencial: (HALL, 2006; PACHECO,2011; SODRÉ, 1998; MENEZES e NOGUEIRA:2015) além de leitura de teses e dissertações e a lei nº 11. 645 de 10 de março de 2008. O percurso metodológico apoia-se na pesquisa-ação por entender que é uma metodologia consistente para a prática extensionista. Considera-se que o trabalho permite difundir conhecimentos sobre a riqueza sócio cultural dessas populações e reconhece que a história, memória e cultura destas é patrimônio da diversidade marajoara e ainda conforme Pacheco (2011), sensibiliza os marajoaras da influência e da importância delas através de suas lutas culturais, identidades e saberes locais e no processo de construção de uma das faces das identidades amazônicas, as identidades afroindígenas.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4957
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • A LEI 10.639/2003 E AS ESCOLAS NAS COMUNIDADES QUILOMBOLAS EM
           CASTRO/PARANÁ

    • Authors: Lucia Mara de Lima Padilha, Adir Fellipe Silva Santos, Vera Lucia Martiniak
      Abstract: Este texto tem por objetivo apresentar algumas discussões sobre o olhar de professores(as) acerca da implementação das políticas públicas educacionais, especificamente da Lei 10.639/03, em escolas que recebem alunos (as) advindos de comunidades quilombolas no município de Castro, no Estado do Paraná. A pesquisa foi realizada no ano de 2018 e resultou em um trabalho de conclusão de curso (TCC), apresentado no Curso de licenciatura em Geografia, da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Alguns questionamentos direcionaram o estudo: Os temas relacionados à cultura afro-brasileira e africana estão sendo desenvolvidos por professores(as) da educação básica' Os(as) professores(as) têm o conhecimento dessas leis' O governo auxilia as escolas para que esse tema seja desenvolvido nas salas de aulas' Em busca das respostas para tais questões, foram realizadas entrevistas com professores(as) de duas escolas que recebem alunos(as) de comunidades quilombolas da região de Castro. Para a análise dos dados, utilizou-se a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), que consiste por meio de uma síntese do discurso de cada entrevistado(a). Constatou-se que há, por parte dos(as) professores(as), desconhecimento das legislações educacionais vigentes, dentre elas a Lei 10.639/03, demonstrando a falta de preparo para o trabalho sobre a temática, e, consequentemente, o não cumprimento da legislação.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.5049
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Aprendendo e ensinando além da fronteira acadêmica: desenvolvendo
           atividades no contexto da cultura participativa

    • Authors: Mariana Pícaro Cerigatto
      Abstract: Pesquisas recentes mostram que as novas gerações aprendem mais de forma colaborativa, por meio das tecnologias e de maneira personalizada. Esse comportamento influencia metodologias de ensino e aprendizagem, como a aprendizagem baseada em equipes e a Sala de Aula Invertida. Pode-se, ainda, aliar a essas metodologias o ambiente da cultura participativa, que possui uma nova lógica de comunicação, produção e consumo de conteúdos, e também o movimento maker, que valoriza a experimentação e a autonomia do estudante no aprendizado. A partir disso, apresenta-se uma pesquisa de desenvolvimento, que esmiúça uma proposta didática em âmbito universitário, com o intuito de tornar os conhecimentos teóricos mais acessíveis por meio de linguagens midiáticas contemporâneas, e desenvolver habilidades ligadas à cultura de redes, como a habilidade transmídia. Como produto de pesquisa, são gerados vídeos que fazem a interface entre conhecimento científico e a cultura participativa. O trabalho apresenta o percurso dessa pesquisa empírica, que também inclui coleta de dados por meio de roteiros de entrevistas e análise de conteúdo. Pôde-se concluir que as atividades empolgaram a maioria dos alunos, que relatou um envolvimento mais significativo com o conteúdo estudado a partir da elaboração dos vídeos que foram disponibilizados no Youtube.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.5075
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • ESTADO, NEOLIBERALISMO E POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS: DIÁLOGOS EM
           “TEMPOS DE OBSCURANTISMO” NO BRASIL

    • Authors: Maria Lília Imbiriba Sousa Colares, Maria José Pires Barros Cardozo, Lucas de Vasconcelos Soares
      Abstract: O estudo analisa o papel do Estado – consolidado no plano governamental como agente de direitos, justiça e bem-estar social – e das políticas públicas educacionais frente ao modelo neoliberal instalado no Brasil. Parte-se de uma compreensão teórica – em Kant, Hegel, Marx, Lukács e Mészáros – sobre o Estado, perpassando suas transformações no decorrer da história e alcançando o atual contexto educacional brasileiro, identificando práticas, desafios e contradições, numa realidade de crise, desmontes e retrocessos. As análises decorrem de vivência acadêmica em programa de pós-graduação em educação com efetiva participação em grupo de estudos e pesquisas, cujos resultados apontam que, no Brasil, a instalação do neoliberalismo implicou reformas no Estado e nas políticas sociais, projetando uma aparente ideia de atuação pública em favor do reconhecimento de direitos sociais, porém, sem efetividade, transformando-os em instrumentos de dominação e alienação do capital. São visíveis, ainda, inúmeros desafios e contradições entre as prescrições e a implementação das políticas educacionais, identificando reformas e novas demandas na educação brasileira, numa proposta de formação técnica alinhada aos interesses do mercado. Revela-se, portanto, a essência oculta do Estado, firmando-se como agente de regulação, controle e dominação social em tempos de obscurantismo político, econômico, social e educacional no país.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6032
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • A Relação Teoria e Prática na Formação de Professores do Pibid de
           Educação Física da UEM-PR

    • Authors: Carlos Henrique Ferreira Magalhães, Telma Adriana Pacífico Martineli
      Abstract: Este artigo visa caracterizar e analisar a prática do Pibid de Educação Física da UEM-PR. A sua prática escolar foi fundamentada na tendência educacional Pedagogia Histórico-Crítica e na concepção de Educação Física Crítico-Superadora. Realizamos entrevistas com os bolsistas do Pibid-CAPES, analisamos os planos de aulas e observamos as práticas escolares (2014-2017). Todos os dados foram analisados por meio da técnica de interpretação da hermenêutico-dialética . Concluímos que o Pibid constitui-se numa política de formação inicial de professores de suma importância, haja vista que os iniciantes à docência sentem-se com maior consistência para desempenhar a prática escolar.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4531
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Sistema Único de Saúde como ambiente de ensino-aprendizagem de Anatomia
           Humana na formação médica.

    • Authors: Vivian de Oliveira Sousa Corrêa
      Abstract: A formação em saúde de modo fragmentado e baseado em padrões flexnerianos vai de encontro às recomendações das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) para o curso médico. As DCNs preconizam a inserção do estudante em cenários de saúde desde o primeiro período, aliado a significação de conteúdos básicos e postura ativa do aluno no processo ensino-aprendizagem. Este artigo descreve uma proposta de ação na disciplina Anatomia, no curso de Medicina de uma Universidade Federal tradicional, utilizado os cenários na Atenção Básica do Sistema Único de Saúde no desenvolvimento da formação médica. Os ingressantes no curso foram divididos em grupos e realizaram visitas a Estratégias de Saúde da Família do município com objetivo de conhecer um usuário, o relato do caso dessa pessoa, agravos de saúde e relacionar com os conteúdos de Anatomia aprendidos em sala de aula. A percepção dos alunos foi colhida a partir de portfólios desenvolvidos por eles ao longo da disciplina. Os relatos demonstram uma aproximação com o cuidado durante a atividade e a mudança de foco do cadáver para as trocas com indivíduos e suas complexidades. Este novo cenário de aprendizagem poderá refletir na relação médico-paciente futura e consequente melhora do cuidar e das práticas de saúde.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4669
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • PERCEPÇÕES DO ÁRA - TEMPO/ESPAÇO - KAIOWÁ E
           GUARANI

    • Authors: Célia Maria Foster Silvestre, Rodrigo Vareiro Companhoni
      Abstract: O artigo apresenta aspectos de um estudo das percepções de integrantes dos Kaiowá e Guarani sobre a categoria de tempo, envolvendo estudantes vinculadas e vinculados aos cursos de Ciências Sociais e História em uma universidade pública de Mato Grosso do Sul, Brasil. A intenção foi perceber implicações da temporalidade kaiowá e guarani a partir do conceito nativo de ára - tempo/espaço, procurando entender dimensões desta temporalidade em suas narrativas históricas. A evidenciação da temporalidade kaiowá e guarani em contraposição à temporalidade histórica linear, eurocêntrica, propicia aportes para a compreensão das relações colonialistas contemporâneas que, no presente querem engendrar o futuro. O colonialismo se mantém presente e se expressa nos conteúdos escolares, a partir da naturalização das diferenças e linearidade do tempo. A metodologia para o estudo envolveu pesquisa bibliográfica e realização de oficinas com a participação de professores pesquisadores e estudantes kaiowá e guarani.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.5086
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Processos de privatização: o caso dos planos municipais de educação da
           região do grande ABC

    • Authors: Paulo Sergio Garcia, Alessandra de Jesus Auger, Ana Paula Janaína Garofalo
      Abstract: O Plano Nacional de Educação se constitui em um marco fundamental para as políticas educacionais. O documento possui 20 metas que buscam trazer melhorias para a educaçao brasileira e consolidar um sistema educacional capaz de concretizar o direito à educação, entre outras questões. Este Plano inspirou a elaboração dos documentos municipais em todo o Brasil, que em geral, seguiram as indicações no documento nacional. Neste contexto, este estudo identifica e analisa os processos de privatização, em relação à Educação Infantil, presentes nos Planos Municipais de Educação da região do grande ABC, que foram desenvolvidos nos anos de 2015 e 2016. Foram utilizadas as indicações da pesquisa documental para atingir os objetivos, com a análise de conteúdo. Os restultados revelaram superficialidade na maioria das estratégias inseridas nos documentos e similaridades com o Plano Nacional. Foram identificadas, em todos os Planos, estratégias que favorecem à privatização da Educação Infantil, a partir da regulação da oferta pela iniciativa privada e pela possibilidade da avaliação ser realizada nos moldes do Ensino Fundamental e Médio, por meio da apreciação do desempenho do aluno. Esses dados podem ser usados pelas secretarias de educação e no contexto da formação inicial de especialistas em educação.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4408
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • GAMIFICAÇÃO E DISPOSITIVOS MÓVEIS NA PÓS-GRADUAÇÃO: PROMOVENDO A
           INTERATIVIDADE NA SALA DE AULA

    • Authors: Gilson Pereira dos Santos Júnior, Everton de Almeida Nunes, Bruna Santana de Oliveira
      Abstract: O volume de leituras e atividades realizadas no cumprimento de créditos em programas de pós-graduação tornam as aulas exaustivas e desmotivantes, prejudicando a atenção e a interação dos alunos nas discussões. Diante do problema, neste artigo abordamos a experiência do uso da gamificação e dos dispositivos móveis na disciplina de Fundamento de Educação em uma Pós-Graduação, com o propósito de promover a participação dos alunos nas discussões em sala de aula por meio da interatividade. Os sujeitos da pesquisa foram 28 doutorandos que discutiram a obra “Pedagogia Geral” de Herbart em um encontro organizado em três momentos: conhecer a concepção dos sujeitos sobre a Pedagogia; discutir os conceitos fundantes da obra; e verificar se a concepção dos sujeitos sobre Pedagogia foi modificado. Os dispositivos utilizados foram o Kahoot e o Mentimeter. Os dados foram produzidos a partir de nuvens de palavras do Mentimeter, relatório de acertos e erros do Kahoot e entrevista semi-estruturada no Google Forms. Os resultados indicam que a metodologia atraiu a atenção dos alunos na aula, motivando-os a participar ativamente do debate, indicando que a ludicidade dos jogos e a mobilidade, portabilidade e ubiquidade dos dispositivos móveis favoreceu a discussão e facilitou a compreensão da obra.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4658
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • TEORIA E PRÁTICA NO ENSINO DE PROJETO FORA DA ESCOLA DE ARQUITETURA

    • Authors: KARINA ROSSANA MENEZES SCHUSSLER
      Abstract: As disciplinas de projeto (PJ) têm papel fundamental nos cursos superiores de arquitetura, visto que possuem metodologia de ensino peculiar e constituem boa parte de suas grades curriculares. Contudo, PJ também é ofertado em contextos acadêmicos diversos da arquitetura. Neste sentido questiona-se: Como PJ é ministrada' A didática tradicional da arquitetura seria adequada noutro contexto' Este trabalho objetiva responder tais questões, aferindo teoria e prática docentes no ensino de projeto fora da escola de arquitetura. Para tanto, elaborou-se um estudo qualitativo de observação participante, complementado por uma análise documental. A fundamentação teórica sobre o tema baseou-se em autores como: Reis, (2002), Schon (2007), Vidigal (2010), Kowaltowski et al (2011), Lawson (2011), Riza et al (2012) dentre outros. A percepção de uma lacuna na literatura sobre o tema e de uma discrepância entre prática e teoria, além de novos questionamentos, revelaram a importância de estudos a respeito, visto que o ensino de PJ em conjunturas distintas se mostrou fato comum na prática, mas pouco discutido pela academia.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4651
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • PROCESSOS PRÓPRIOS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM ESCOLAR EM UMA COMUNIDADE
           INDÍGENA NO OIAPOQUE

    • Authors: Mário Rodrigues da Silva, Sandra Maria Nascimento de Mattos, José Roberto Linhares de Mattos
      Abstract: Este artigo apresenta uma pesquisa realizada na Aldeia Manga da etnia indígena Karipuna no Oiapoque, estado do Amapá. A pesquisa é de natureza qualitativa e descritiva em que foram utilizados como instrumentos para produção de dados a observação participante, rodas de conversas e entrevistas. Procuramos entender o processo de construção da educação escolar indígena, em que os saberes e fazeres são a base do planejamento escolar. Para isso, investigamos os próprios sujeitos ativos desse processo: cacique, docentes indígenas, sábios e alunos indígenas. O método da história oral foi apropriado para obtenção dos dados, em função da flexibilidade da forma de apresentar o conteúdo e pessoalidade interpretativa da informação de cada sujeito pesquisado. Na coleta e análise dos dados, considerando o nível de subjetividade apresentado pela dinâmica do método da história oral, as perguntas foram alinhadas de forma diferente para cada informante, obedecendo ao tempo e a capacidade de construção do raciocínio de cada um. Foi possível identificar o processo transformador dos arranjos da educação indígena sendo trabalhados e aplicados nos procedimentos pedagógicos da educação escolar indígena na escola da aldeia.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4748
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Pedagogias da noite: experiências boêmias em lugares
           públicos da cidade

    • Authors: Eloenes Lima Silva
      Abstract: ResumoO objetivo do artigo consiste em analisar como experiências boêmias vividas em lugares públicos estão implicadas com a produção e o funcionamento de pedagogias da noite na cidade. Na primeira parte do texto, as ideias de “boemia” e “experiências de aprendizagem” são articuladas teoricamente com a pluralização e expansão do conceito e dos usos de pedagogia. As opções metodológicas, apresentadas na segunda parte, destacam procedimentos de inspiração etnográfica utilizados para a construção de um percurso investigativo na noite urbana, priorizando caminhadas noturnas, registro de práticas e abordagens aos frequentadores de lugares públicos na noite da cidade de Porto Alegre, Brasil. A terceira parte apresenta discussões analíticas por meio de “cenas noturnas” compostas a partir das saídas de campo. Adoção de formas estéticas comuns, procura de bares e bebida a custos acessíveis, busca de relacionamentos e vínculos afetivos foram práticas e aprendizagens identificadas, apontando aspectos objetivos e subjetivos presentes nas experiências boêmias. Conclui-se, portanto, que as pedagogias da noite funcionam através de um duplo movimento: o contato do “eu” com o “outro” e as condições proporcionadas pelos lugares noturnos e públicos. Palavras - chave: Educação. Pedagogias da noite. Experiência. Aprendizagem.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4687
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • A GRADUAÇÃO EM EAD E A MUDANÇA DO HABITUS DO EGRESSO DO
           CURSO DE PEDAGOGIA

    • Authors: Elenice Parise Foltran, Rita de Cássia da Silva Oliveira
      Abstract: No Brasil, nas últimas décadas, observou-se uma expansão de reformas educacionais, atribuindo à educação o papel de propulsora do desenvolvimento econômico, redirecionando a formação de professores, por meio da Educação a distância. O presente artigo é parte do resultado da pesquisa de Doutorado intitulada: A política pública de formação de professores na modalidade a distância e o habitus do egresso do curso de licenciatura em pedagogia da UEPG. A intenção deste estudo é apontar as mudanças ocorridas no habitus do egresso no que tange às formas de aprender e de ensinar por meio da modalidade EaD. A pesquisa fundamenta-se em uma abordagem qualitativa recorrendo as noções de campo, habitus, capital e trajetória propostas pela teoria de Pierre Bourdieu. Para a análise dos dados, foram utilizados questionários e entrevistas semiestruturadas junto aos egressos com o propósito de verificar as mudanças ocorridas no seu habitus por meio das suas trajetórias de formação docente na modalidade EaD. Os resultados do estudo revelaram que os egressos ao adentrar na Educação Superior, especificamente na modalidade EaD, ampliaram o seu capital cultural, social e econômico, sua forma de aprender e de ensinar, gerando novas iniciativas tanto na sua formação quanto na sua atuação profissional.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4668
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Historiografia e história da educação jesuítica no
           Espírito Santo

    • Authors: Wallace Manoel Hupp, Miriã Lúcia Luiz
      Abstract: Este estudo investiga a presença dos jesuítas na historiografia da educação capixaba e a presença de narrativas sobre a educação na capitania do Espírito Santo em cartas escritas pelos padres jesuítas entre 1551 e 1594. A historiografia da educação brasileira aponta o descompasso entre o impacto da ação pedagógica dos padres inacianos nos três primeiros séculos de colonização portuguesa no Brasil e a parca quantidade de investigações produzidas sobre o tema (BITTAR; FERREIRA JUNIOR, 2006). No caso do Espírito Santo, este descompasso revela-se intrigante ao considerar que a Companhia de Jesus fundou um dos seus primeiros colégios em terra capixaba (1552), além do destaque local à ação catequizadora desenvolvida pelo padre José de Anchieta. Utiliza como fontes as coletâneas Cartas jesuíticas, Novas cartas jesuíticas, Cartas dos primeiros jesuítas do Brasil e a História da Companhia de Jesus no Brasil. Pela via do método indiciário, referenciado na micro-história Italiana (GINZBURG,1989; 2007), a leitura cruzada dessas fontes aponta para um número ínfimo de missivas partindo do Espírito Santo e, a comparação desses dados aos das capitanias de São Vicente e da Bahia, presentes nas mesmas publicações, evidencia a disparidade entre elas, o que indicia possíveis invisibililizações da educação jesuítica no Espírito Santo.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.4555
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Políticas públicas governamentais federais de acessibilidade na
           educação superior: O Programa Incluir e seus reflexos em Instituição
           do Estado do Rio de Janeiro.

    • Authors: Tatiana Gonçalves Muzi, Jimmy Medeiros
      Abstract: A pesquisa que embasa o presente artigo foi objeto de uma dissertação de mestrado, cujo objetivo principal foi analisar, panoramicamente, a eficácia do Programa Incluir, política pública capitaneada pelo Ministério da Educação de fomento à acessibilidade arquitetônica e estrutural nas Instituições de Ensino Superior Públicas Federais entre 2005 e 2010. A metodologia utilizada foi composta por uma pesquisa descritiva e exploratória sobre a abrangência do Programa no Brasil, seguida por coleta e análise de dados em uma Instituição de Educação Superior do Estado do Rio de Janeiro, através de uma abordagem qualitativa-quantitativa. A pesquisa contou com entrevistas, visitação in loco e aplicação de um questionário online. Como resultado, pudemos concluir que o Programa Incluir foi uma política governamental voltada para acesso e permanência de pessoas com deficiência à educação superior, que demandou participação ampla da sociedade para seu aprimoramento. Foi constatado que políticas públicas de inclusão social são mais efetivas à medida que há planejamento governamental concomitante com a participação popular e, no caso específico dessa política pública, as pessoas com deficiência.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.5504
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • CONTEXTOS REAIS COMO ESPAÇOS INTERLOCUTORES DE FORMAÇÃO E APRENDIZAGEM
           DA DOCÊNCIA E O PAPEL DE POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS NESSE CENÁRIO
           

    • Authors: MAURECILDE LEMES DA SILVA SANTANA, Rosalva Pereira de Alencar
      Abstract: Este estudo abarca uma discussão sobre escolas de Educação Básica como espaços de formação docente e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), como política educacional viabilizadora das ações formativas. Objetivou-se analisar o processo de tornar-se professor a partir de uma concepção de articulação teórico-prática, e refletir acerca das contribuições ocasionadas pela entrada dos licenciandos no interior da escola. Tomou-se o PIBID como suporte para discutir acerca das possíveis contribuições que este Programa poderia oferecer à formação de pedagogos e pedagogas. A pesquisa ocorreu a partir da realização de um subprojeto no campo da Alfabetização, envolvendo três escolas-campo, três professoras e vinte e quatro estudantes de um Curso de Pedagogia. Por meio de observação, relatórios escritos, fotografias, cadernos de campo e publicações de trabalhos científicos, constatou-se que houve uma gradativa e consistente contribuição do Programa na formação acadêmica, incidindo diretamente no aprendizado das crianças envolvidas no subprojeto, consequentemente, reverberou em práticas significativas nas/das escolas. Devido à expressiva contribuição que o PIBID oferece às instituições socioeducacionais, acredita-se ser coerente repensar e ampliar o investimento no Programa, para desencadear melhores condições de exercer as atividades pedagógicas e alcançar os objetivos propostos.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6070
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Dossiê História do saber profissional do professor que ensina
           matemática

    • Authors: Denise Medina França, Wagner Rodrigues Valente
      Abstract: _
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6912
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • MATEMÁTICA E INFÂNCIA: APRENDIZAGENS DE FUTURAS PROFESSORAS SOBRE A
           ORGANIZAÇÃO DO ENSINO

    • Authors: Carine Daiana Binsfeld, Anemari Roesler Luersen Vieira Lopes
      Abstract: O presente artigo pretende contribuir com os debates acerca da formação inicial de professores que ensinam matemática, especialmente no contexto da infância. Refere-se a uma pesquisa em nível de pós-graduação em educação, desenvolvida nos anos de 2018 e 2019, com o objetivo de compreender as aprendizagens de futuros professores, ao organizarem o ensino de matemática para a Educação Infantil. Os pressupostos teóricos que fundamentaram a investigação foram a Teoria Histórico-Cultural, a Teoria da Atividade e a Atividade Orientadora de Ensino, entendendo o brincar como atividade principal da criança. Partindo da organização na perspectiva de um experimento formativo desenvolvido por meio de um projeto, organizaram-se ações de estudos, planejamento, desenvolvimento e avaliação de jogos pedagógicos em uma turma de crianças a partir de 5 anos de uma escola pública municipal. Os dados empíricos dão indícios de que o futuro professor se coloca em processo de significação de sua atividade formativa docente ao participar de um projeto com ações compartilhadas. Ao apropriar-se de um referencial teórico e dos conhecimentos matemáticos a partir de seu movimento lógico-histórico, aprende sobre como organizar o ensino pelo jogo pedagógico, que constitui a atividade principal da criança nesta idade escolar.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.5463
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • OS SABERES PARA ENSINAR VINCULADOS A UMA ÁLGEBRA NO ENSINO ELEMENTAR
           ESTADUNIDENSE: a revista Educational Review

    • Authors: Jeremias Stein Rodriguês, Anieli Joana de Godoi, David Antonio da Costa
      Abstract: No final do século XIX surgem discussões acerca da inserção da Álgebra no ensino elementar estadunidense. Uma comissão é então formada para propor mudanças para a instrução elementar daquele país e, em 1895, seu relatório é publicado na revista Educational Review, no qual pode-se observar a proposta de uma Álgebra no sétimo e oitavo ano do ensino elementar. Assim, buscou-se caracterizar as ideias que circulavam acerca desta temática, disseminadas pela revista Educational Review, e os saberes para ensinar vinculados a esta Álgebra. Uma seleção das publicações da revista, entre os anos de 1891 e 1921, foi realizada tendo a temática como ponto central, sendo o software IRaMuTeQ utilizado no processo de seleção dos textos para análise, levando a um conjunto de 16 textos. Percebeu-se um movimento a favor da inserção da Álgebra no ensino elementar, centrada em equações, do primeiro e segundo grau, em sistemas lineares e com aplicação principal na resolução de problemas complexos de Aritmética. Nesse sentido, os saberes para ensinar relativos a esta Álgebra na formação do professor estariam então vinculados aos conteúdos propostos para a instrução elementar, bem como o uso desta Álgebra como instrumento para a Aritmética.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.5781
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Elementos de Álgebra Prática para o uso das Escolas Complementares: um
           livro escrito pelo padre jesuíta Luiz Schuler

    • Authors: Malcus Cassiano Kuhn, Silvio Luiz Martins Britto
      Abstract: O artigo tem por objetivo apresentar um livro de álgebra, escrito pelo padre jesuíta Luiz Schuler, para escolas secundárias do sul do Brasil, no ano de 1925. A pesquisa tem abordagem qualitativa, com análise de fonte documental e referencial teórico-metodológico na pesquisa histórica e imprensa pedagógica. O alemão Schuler veio ao Brasil, no ano de 1879. Volta para Europa, cinco anos depois, para cursar Teologia, ordenando-se sacerdote. Retorna em 1889 e circula por colégios da Ordem no sul do Brasil, lecionando Matemática, Filosofia e Línguas. O jesuíta atuou na fundação do Colégio Catarinense, em nível secundário, e da Escola São José, também de Santa Catarina. Foi autor de quatro livros de aritmética e um de álgebra. O livro de álgebra prática está organizado em volume único, apresenta quatro capítulos e aborda noções gerais de álgebra, operações algébricas, equações do 1º grau e equações do 2º grau. A partir do estudo realizado, constatou-se que o principal tipo de atividade proposta no livro de álgebra prática é a resolução de problemas relacionados com situações reais, evidenciando-se uma tendência para o método de ensino intuitivo.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.5797
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • USO DE LIVROS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA: DA ORIGEM COLONIAL
           À DIFUSÃO NO BRASIL IMPÉRIO

    • Authors: Elaine Cristina Luiz, Samira Saad Pulchério Lancillotti
      Abstract: É objetivo desse estudo discutir o uso de livros didáticos para o ensino de matemática, desde as origens até sua sistematização no período imperial, identificando os principais centros de difusão deste saber. Partiu-se do ensino jesuítico, no Brasil Colônia, chegando à transição do Brasil Império para a Primeira República. A discussão busca fundamentos na ciência da história. Pauta-se no recurso de fontes documentais e da historiografia da área. Conclui-se que, embora os Jesuítas valorizassem as ciências matemáticas, não se ocuparam desse ensino no início da colonização, dado seu objetivo de cristianização dos nativos. Só em fins do século XVI, esse conteúdo figurou nas escolas jesuíticas elementares. Há indicativos do uso dos livros didáticos do jesuíta Inácio Stafford no transcurso do século XVII. A difusão das matemáticas ocorreu a partir do período Joanino, com o surgimento das Academias Militares, nas quais foram utilizados, predominantemente, livros didáticos franceses (de Bernard Florest de Bélidor e Etienne Bézout). Em fins do Império, sob influxo das transformações materiais da sociedade, impôs-se a organização e expansão da educação escolar, sendo a matemática amplamente difundida como conhecimento elementar necessário. Nesse contexto, surgiram os primeiros livros didáticos brasileiros, compilados a partir das obras francesas: caso das obras didáticas de Cristiano Benedito Ottoni, utilizadas no Colégio Pedro II, as quais regraram o ensino de matemática no Brasil. Os livros didáticos publicados em língua pátria consolidaram-se como ferramentas de trabalho dos professores e asseguraram a sistematização do ensino, base imprescindível para a expansão da educação escolar em território brasileiro.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6314
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • A formação de professores e os saberes matemáticos no curso de
           Pedagogia da UFPel – 1978 a 2000

    • Authors: Circe Mary Silva Silva
      Abstract: Este artigo objetiva responder à pergunta investigativa: Quais saberes matemáticos foram propostos no currículo do curso de Pedagogia da UFPEL de 1978 a 2000 para a formação do professor que ensina Matemática nos anos iniciais' Para a análise dos saberes matemáticos presentes na formação de professores, quais sejam, os saberes a ensinar, e os saberes para ensinar, foram mobilizados os estudos de Hofstetter e Schneuwly (2017), desenvolvidas pela equipe de Pesquisa em História Social da Educação da Universidade de Genebra. Concluímos que o currículo, como configurado, nas décadas de 1980 e 1990, visava atender à formação disciplinar e profissional do futuro professor dos anos iniciais, com disciplinas específicas de saberes matemáticos a ensinar e outras dedicadas, especialmente, aos saberes matemáticos para ensinar, portanto, os saberes a ensinar e para ensinar estavam presentes nas disciplinas de formação do professor que ensina Matemática nos primeiros anos escolares.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6542
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Formar em “Metodologia da Matemática”: Uma Análise do livro de Irene
           de Albuquerque

    • Authors: Shila Antuanett Neciosup Salas, Gert Schubring
      Abstract: Esta pesquisa tem por objetivo fornecer uma análise de alguns dos livros da Didática da Matemática que surgiram durante a segunda metade do século XX. A investigação privilegiou a análise da obra Metodologia da Matemática, publicada em 1954, da professora Irene de Albuquerque. A análise do livro foi feita a partir da cópia digital obtida no Repositório de Conteúdo Digital do Grupo de Pesquisa de História da Educação Matemática da Universidade Federal de Santa Catarina, acervo construído pelo GHEMAT-Brasil. Este estudo faz parte da disciplina de Tópicos Especiais em História da Educação Matemática do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática (PEMAT) do Instituto de Matemática da Universidade Federal do Rio de Janeiro, ministrada pelo professor Gert Schubring. A análise mostra que a autora apresenta um conjunto de recomendações e sugestões “dicas” para serem seguidas pelos professores em seu trabalho docente, especialmente no ensino da aritmética na escola primária. Ações que também foram subsidiadas com investigações produzidas por outros autores.Palavras chaves: Metodologia da matemática. Didática. Ensino primário.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6546
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • DIDÁTICA DA MATEMÁTICA: UMA ANÁLISE CRÍTICA DO LIVRO DE JOÃO GABRIEL
           CHAVES NO CONTEXTO DO ENSINO DA MATEMÁTICA NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO
           XX NO BRASIL

    • Authors: Maria Helena Monteiro Mendes Baccar
      Abstract: Esta pesquisa faz parte de um estudo mais amplo cujo objetivo é investigar os meios usados para formar professores de Matemática no Brasil, durante a segunda metade do século XX, de forma a qualificar esses futuros profissionais no exercício do magistério, particularmente nas técnicas metodológicas do ensino de Matemática. Para tal, foram selecionados alguns livros da Didática da Matemática desse período. A investigação aqui apresentada privilegiou a análise daobra Didática da Matemática, publicada em 1960, de João Gabriel Chaves.Como fonte, usou-se uma cópia impressa desse livro, publicado pela CADES (Campanha de Aperfeiçoamento e Difusão do Ensino Secundário). Este estudo faz parte da disciplina de Tópicos Especiais em História da Educação Matemática do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática da Universidade Federal do Rio de Janeiro, ministrada pelo professor Gert Schubring. A análise mostraque o autor apresenta uma real preocupação em capacitar os professores, tanto em termos de conhecer melhor os alunos (características da faixa etária), como também em termos de saber as possíveis técnicas e formas de se ensinar a Matemática para melhorar sua compreensão. Para o autor, é fundamental que a aprendizagem seja prazerosa e tenha significado para o aluno, para que possa ser efetiva. Palavras chaves:Didática da Matemática. CADES.Técnica. Aprendizagem.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6558
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Tipos de conhecimento profissional do professor que ensina matemática. Um
           estudo da legislação e de manuais escolares

    • Authors: José Manuel Matos, Alexandra Rodrigues
      Abstract: O conhecimento profissional do professor assume-se dentro da aula, mas é explícito em documentos curriculares e manuais escolares que orientam a ação profissional do docente em contexto de prática. Este texto estuda os programas e alguns manuais escolares do ensino primário e do ensino secundário entre 1835 e 1974, aplicando o modelo de Ball,Thames e Phelps (2008) por forma a percecionar qual o conhecimento profissional dos professores que ensinam matemática no ensino primário e secundário neste período. Conclui-se que para elaborar programas ou manuais para o ensino da matemática, os autores não aplicam apenas o conhecimento comum do conteúdo (CCK) mas necessitam de dominar o conhecimento especializado do conteúdo (SCK) e o conhecimento do conteúdo e do seu ensino (KCT), o que está patente nos documentos curriculares produzidos, no período em estudo.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6579
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Formação do professor de Matemática: um olhar para o norte
           de Minas Gerais

    • Authors: Shirley Patrícia Nogueira de Castro e Almeida, Francely Aparecida dos Santos, Josué Antunes de Macêdo
      Abstract: A formação de professores de Matemática no Norte de Minas Gerais, nos anos 1960, foi realizada a partir de demandas da legislação educacional e de interesses políticos e econômicos. Este artigo propõe analisar o Currículo de Matemática na Formação de professores, entre os anos de 1968 e 1978, no primeiro curso superior de Matemática da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras (FAFIL), localizada na cidade de Montes Claros (MG). O fundamento teórico metodológico baseia-se nas concepções de currículo buscando articular a Educação Matemática e a Formação de Professores. A pesquisa foi realizada por meio de entrevistas com ex-alunos e ex-professores do Curso de Matemática da instituição mencionada, no período alvo da pesquisa, a análise foi subsidiada pela revisão de literatura. Entre os principais resultados, destaca-se que no currículo praticado para a formação de professores no primeiro curso superior de Matemática no norte de Minas Gerais, entre 1968 e 1978, eram privilegiados dois tipos de formação: um conteudista e outro mesclado por conhecimentos articulados ao ensino e à aprendizagem, à Matemática, à Educação e à Escola. Conclui-se que à época predominava uma concepção de currículo calcada no rigor, atribuindo o ensino e a aprendizagem da Matemática a pessoas bem dotadas.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6623
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • SABER PROFISSIONAL PARA ENSINAR MATEMÁTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL: DILEMAS
           E PERSPECTIVAS DA FORMAÇÃO INICIAL

    • Authors: José Carlos Miguel, Osvaldo Augusto Chissonde Mame, Sirley Leite Freitas
      Abstract: Resumo: O estudo tem por objetivo discutir como são tratados os conhecimentos matemáticos na formação de professores para o ensino fundamental e implicações para a história do saber profissional. O interesse pela pesquisa se deve à atuação dos autores nesta instância de formação e pela inserção em Grupo de Pesquisa sobre a temática. Envolve pesquisa bibliográfica e análise documental acerca da organização curricular e dos projetos pedagógicos de cursos de formação de professores para o ensino fundamental. Nota-se relativo descaso com a formação matemática para atuação no ensino fundamental, o que se manifesta desde a escassez da carga horária destinada à disciplina. Resultados indicam que o foco da formação deve ser a base histórico-lógica do conhecimento matemático que busca na história do conceito a dinâmica de sua criação. Não tem sido assim na formação de professores que ensinam Matemática: a organização dos programas de ensino tem a marca da sequenciação lógica, sem preocupação maior com o ponto de vista do sujeito que aprende. Por isso, os cursos de formação precisam considerar que ter a história como referência no ensino não significa mera reprodução, mas possibilitar o recurso ao desenvolvimento do conceito como uma maneira de apreendê-lo.Palavras-chave: Educação Matemática; Ensino Fundamental; Formação do Professor; Desenvolvimento profissional; Currículo.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6622
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • AS PERCEPÇÕES DE PROFESSORES SOBRE O SABER A ENSINAR
           MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS

    • Authors: Janaina Batista dos Prazeres, Tadeu Oliver Gonçalves
      Abstract: Nesta pesquisa, abordamos os saberes profissionais de professores que ensinam matemática nos anos iniciais da educação básica. Nesse sentido, o estudo teve como objetivo evidenciar os saberes a ensinar matemática nos anos iniciais produzidos por pedagogos ao relatar sua prática docente. Para isso, estivemos juntos a seis professores do município de Castanhal-PA que lecionavam nos anos iniciais no ano de 2020 e possuíam formação no curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade Federal do Pará - Campus Universitário de Castanhal. Destacamos que por conta das medidas restritivas de combate à Covid-19, a aproximação com os professores ocorreu de forma online, utilizando duas plataformas virtuais que possibilitaram a realização de reuniões síncronas entre os pesquisadores e os professores investigados, para assim, viabilizar a produção de informações. Desta forma, para a produção de informações, de modo individual, realizamos entrevistas semiestruturadas, as quais foram gravadas e posteriormente transcritas. A análise e interpretação das informações foram desenvolvidas a partir da perspectiva da metodologia de natureza qualitativa, utilizando-se da Análise Textual Discursiva (ATD). Indicando de modo geral que a construção dos saberes a ensinar matemática nos anos iniciais não são estabelecidos de maneira significativa na formação inicial para que seja possível o ingresso do professor em sala de aula. Nesse sentido, os professores compreendem que seria necessário uma abordagem mais próxima à prática do processo de ensino e aprendizagem de matemática. Por isso, os docentes indicam que os saberes a ensinar são distantes dos enfrentamentos encontrados no ambiente escolar e apresentam fragilidades em relação aos conteúdos matemáticos previstos para os anos iniciais.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6619
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Dossiê Ensino de Ciências e Formação de professores:
           olhares contemporâneos

    • Authors: Carla Busato Zandavalli, Daniele Correia, Maria Inês de Affonseca Jardim, Patrícia Sandalo Pereira
      Abstract: _
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6916
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • As vozes dos Professores Ribeirinhos da Amazônia: reflexões
           e(res)significações a partir de uma experiência de formação
           continuada em Ciências da Natureza

    • Authors: Vera de Mattos Machado, Martha Marandino, Silvia Lima dos Santos
      Abstract: Neste artigo expusemos as vozes dos professores ribeirinhos expressas no percurso de uma formação continuada de Ciências da Natureza. A pesquisa buscou entender de que maneira essa formação contribuiu para as reflexões e (res)significações das práticas didáticas dos professores, e analisar as reflexões apresentadas para pensarmos o ensino de Ciências da Natureza para realidade das escolas ribeirinhas de Urucurituba-AM, em tempo atuais. Trata-se de um estudo qualitativo, cuja construção dos dados se deu a partir dos seis Momentos de Estudo (ME) da Teoria Antropológica do Didático (TAD), com a participação de sete professores. A análise dos dados foi realizada a partir da Análise Textual Discursiva, onde foram evidenciadas duas categorias: os ME e a produção coletiva dos planos de aula, e o que dizem as vozes dos professores ribeirinhos sobre o ensino de Ciências. Os resultados apontam que a formação continuada de professores a partir dos ME da TAD, possibilitou a reflexão crítica e coletiva sobre o ensino de Ciências da Natureza, no contexto social e cultural local, dando visibilidade à disciplina e aos conteúdos científicos, contribuindo para produção e/ou adaptação dos planos de aula dos professores, com o olhar direcionado à transformação e à justiça social.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6273
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • AS POLÍTICAS BRASILEIRAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NOS ANOS 2000:
           ENTRE NEGLIGÊNCIAS E ESVAZIAMENTOS DA EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS

    • Authors: CARLA BUSATO ZANDAVALLI, Jennifer Caroline de Sousa, LILIAN ANDRESSA OLIVEIRA OLEGÁRIO
      Abstract: O presente artigo dá centralidade ao debate sobre as políticas de formação de professores no Brasil nos anos 2000, buscando analisar seus marcos legais e os principais programas desenvolvidos e identificar neles orientações direcionadas particularmente à formação de professores de Ciências. Assumindo uma abordagem qualitativa, esta pesquisa de caráter documental constituiu seu corpus de estudo a partir do levantamento e da análise de atos normativos e legislações relativos à temática datados das duas últimas décadas. Os resultados apontam para dois grandes problemas: a ausência de programas, projetos e ações específicos para a formação de professores de Ciências no país ao longo do período de tempo investigado e a tendência atual à suplantação da educação científica pelo enxugamento do currículo suportada nos discursos da pedagogia das competências. Consideramos, ainda, que a subordinação da formação de professores à parametrização estabelecida pelas políticas curriculares e avaliativas em curso no Brasil sinalizam retrocessos com relação às conquistas educacionais obtidas através das diretrizes curriculares nacionais atualmente revogadas
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6200
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • A FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS NA PERSPECTIVA NA
           TEORIA DA OBJETIVAÇÃO

    • Authors: Jaqueline Santos Vargas Plaça, Luis Radford
      Abstract: O objetivo deste artigo é discutir a contribuição da teoria da objetivação para a formação de professores de ciências. A teoria da objetivação (TO) é uma teoria de ensino-aprendizagem de cunho histórico-cultural, que sugere uma concepção de aprendizagem de ciências muito diferente das concepções construtivista e behaviorista predominantes. A TO sugere conceber a aprendizagem como um encontro coletivo com saberes constituídos histórica e culturalmente e argumenta que a aprendizagem não é apenas uma questão confinada à esfera do saber, mas também à esfera do ser. A TO é um convite para transformar a sala de aula de ciências em um lugar de debates e posicionamentos críticos, nos quais vão se encontrando saberes e formando-se novas subjetividades. Na primeira parte deste artigo, abordamos a problemática do Ensino e Aprendizagem da Física no Brasil. Em seguida, apresentamos, brevemente, alguns conceitos-chave da TO e discutimos o que poderia ser a contribuição da TO para a formação de professores de ciências. Na última parte do artigo, apresentamos uma aula de cinemática em torno do estudo científico do movimento dos corpos. A lição ilustra o encontro dos alunos com o saber científico e o papel do professor.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6284
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • RODAS DE CONVERSA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: INTERAÇÕES ENTRE
           EGRESSOS E LICENCIANDOS EM QUÍMICA

    • Authors: Mariane Ocanha, Patrícia Sandalo Pereira, Roberta Negrão de Araújo
      Abstract: Este artigo aborda a formação inicial de professores por meio das interações entre egressos e os acadêmicos do curso de licenciatura em Química do IFMS – Coxim. Ele tem como objetivo apresentar a análise dos dados do eixo temático “Indícios de colaboração”, de uma pesquisa em andamento, intitulada “As interações entre egressos e alunos do curso de licenciatura em Química e suas potencialidades para a formação inicial de professores”. O referencial teórico fundamenta-se nos seguintes autores: Gatti (2010), Silva (2012), Desgagné (2007), Ibiapina (2008), Ibiapina e Magalhães (2012), Magalhães e Fidalgo (2010), além da legislação vigente. Como metodologia, utilizou-se tanto as Rodas de conversa, fundamentada em Warschauer (2017a, 2017b) para a produção dos dados, como pesquisa colaborativa para a análise destes. Os resultados indicam que as Rodas de conversa proporcionaram interação, partilhas, questionamentos, diálogos e superação de conflitos, que permitiram a expansão de significados e o compartilhamento deles, propiciando reflexões e impactando na formação dos acadêmicos do curso de licenciatura em Química investigado.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6215
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • ESTÁGIO OBRIGATÓRIO EM TEMPOS DE COVID-19: REFLEXÕES DOS LICENCIANDOS
           EM QUÍMICA DA UFMS

    • Authors: Daniele Correia, Ciléia Rodrigues, Inés Prieto Schmidt Sauerwein
      Abstract: O estágio é um momento em que o futuro professor está envolvido com o exercício prático da docência, construindo conhecimentos relativos à docência. Nesta direção, a presente pesquisa tem como objetivo investigar os desafios e aprendizagens da regência, vivenciados por futuros professores de Química em tempos de pandemia por COVID-19. Em virtude desse contexto, o estágio foi planejado para ser desenvolvido de forma remota, na disciplina de Química do Ensino Médio. Os instrumentos de coletas de dados foram relatórios finais e entrevistas realizadas com estagiários matriculados no componente curricular de estágio obrigatório IV do curso de Química Licenciatura da UFMS. Os dados foram analisados por meio da metodologia de Análise Textual Discursiva. A análise permite afirmar que o estágio obrigatório, na disciplina de Química, mesmo tendo sido desenvolvido de forma remota, foi satisfatório, pois os estagiários demonstraram que houve possibilidades de exercer a docência, fortalecendo o desejo de seguir na carreira. Assim, perceberam os limites como desafios a serem superados para aprimorar a postura didático-pedagógica, a produção de materiais didáticos visando a aprendizagem de conhecimentos de química por parte dos estudantes do Ensino Médio, bem como, reconhecimento do papel do professor como coparticipantes das aprendizagens dos estudantes.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6281
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • Concepções de futuros professores de Física sobre inter-relações
           entre Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS)

    • Authors: Luam Flávio Lara, Wellington Pereira Queirós, Leonardo Fábio Martinéz Peréz
      Abstract: Em decorrência às mudanças na sociedade, as transformações e os avanços tecnológicos refletem-se em consequências sociais, econômicas e políticas. É necessário, portanto, fazer uma análise das concepções de professores acerca das relações entre CTS, uma vez que os professores só poderão ensinar o que sabem e suas concepções e crenças a respeito dessa tríade influenciam em sua prática pedagógica. No trabalho, destacamos como questão básica: Quais as concepções de um grupo de estudantes do curso de Licenciatura em Física da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) a respeito das relações entre Ciência, Tecnologia e Sociedade em uma disciplina com enfoques CTS' Para tanto, foi aplicado um questionário em que as respostas dos sujeitos foram analisadas, com o uso da Análise Textual Discursiva (ATD), da qual, emergiram três categorias: Concepções Conceituais de Ciência, Relações entre produção científico-tecnológica e Sociedade e Detenção de Decisões CTS. As concepções dos licenciandos em Física apresentaram a ciência como forma de explicar e servir a sociedade, pois lhe atribuíram uma visão salvadora e desconexa da sociedade, além da presença do determinismo tecnológico. Entendemos que são necessárias pesquisas que promovam episódios de formação com estratégias didáticas em direção à construção de uma visão sistêmica e de atores sociais, que interfiram de modo substancial na sociedade.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6282
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
  • A relação teoria e prática na formação inicial de professores: um
           olhar sobre a utilização da Teoria da Aprendizagem Significativa no
           planejamento de ensino

    • Authors: Lisiane Barcellos Calheiro, Nádia Cristina Guimarães Errobidart, Marco Antonio Moreira
      Abstract: O trabalho apresenta uma discussão sobre a integração de conhecimentos teóricos explorados tanto nas disciplinas específicas do eixo da formação pedagógica quanto nas específicas de um Curso de Física Licenciatura. As informações foram coletadas nos seguintes documentos: projeto pedagógico do curso, planos de ensino de disciplinas que indicaram a abordagem de teorias de aprendizagem, plano de aula e material de ensino da disciplina de prática de ensino de física II e atividades diferenciadas elaboradas após o estudo da Teoria da Aprendizagem Significativa. Os resultados indicam que os estudantes apresentam dificuldades para organizar uma atividade de ensino integrando os conhecimentos explorados em diferentes disciplinas do curso. Quanto ao emprego de princípios e processos, não foi possível identificar indícios de aprendizagem, apenas a sugestão de mobilização de conceitos subsunçores antes da apresentação do novo conhecimento. Tais resultados sinalizam que uma construção detalhada do material instrucional, bem como da sequência discursiva a ser utilizada na aula, pode ser uma estratégia metacognitiva que promova a autoavaliação da aprendizagem dos conhecimentos necessários para o exercício da docência discutidos na formação inicial.
      PubDate: 2021-12-13
      DOI: 10.26514/inter.v12i36.6285
      Issue No: Vol. 12, No. 36 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 18.208.186.139
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-