A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> SOCIOLOGY (Total: 553 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
identidade!
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 2178-437X
Published by Faculdades EST Homepage  [4 journals]
  • Expediente

    • Authors: Elivaldo Serrão Custódio
      First page: 1
      Abstract: Expediente
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • Editorial

    • Authors: Selenir C. Gonçalves Kronbauer
      Pages: 2 - 3
      Abstract: Editorial
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • Apresentação

    • Authors: Elivaldo Serrão Custódio
      Pages: 4 - 6
      Abstract: APRESENTAÇÃO
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • VINTE E CINCO ANOS DE identidade!: A TEOLOGIA NEGRA EM SEU DEVIR NEGRO

    • Authors: Ronilso Pacheco
      Pages: 7 - 9
      Abstract: Apresentação para o Dossie Teologia Negra: Encarnação e Diáspora
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • IDENTIDADE, NEGRITUDE E HERMENÊUTICA: PETER T. NASH E A TEOLOGIA
           NEGRA NO BRASIL

    • Authors: Ricardo Willy Rieth
      Pages: 10 - 16
      Abstract: IDENTIDADE, NEGRITUDE E HERMENÊUTICA:  PETER T. NASH E A TEOLOGIA NEGRA NO BRASIL
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • IDENTIDADE DECOLONIAL E DIÁSPORA: MOSAICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE
           TEOLOGIAS E ESPIRITUALIDADES AFROLATÍNDIAS-CRISTÃS

    • Authors: Marcelo Barros
      Pages: 17 - 31
      Abstract: O objetivo deste artigo é ajudar a construção e consolidação de um pensamento teológico que aqui será chamado de Afrolatíndio. Com isto, me refiro a uma amplitude teológica e de espiritualidade que contemple a a herança brasileira como um lugar de passagem. O Brasil é lugar de passagem da diáspora que espalhou o povo africano pelo mundo, fruto da colonização e do processo de escravização nas Américas. O Brasil também tem o seu lugar no continente cujos povos originários foram praticamente devastados, com sua cultura, com sua religiosidade. Propor e pensar espiritualidades afrolatíndias, é recuperar e se abrir para este (re)encontro teológico que nos permitem pensar como, ao mesmo tempo, uma teologia e uma espiritualidades, se repletas e marcadas pela brasilidade, necessariamente precisam considerar o quanto fomos e estamos marcados pela herança africana, pela herança indígena, por esta religiosidade do sul global. Por isso, no Brasil, a Teologia Negra é Teologia Afrolatíndia.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • “PORQUE, NA ESPERANÇA FOMOS SALVOS”: CAMINHOS PARA UMA TEOLOGIA NEGRA
           DIASPÓRICA E ENCARNACIONAL.

    • Authors: Emiliano Jamba Antônio João
      Pages: 32 - 50
      Abstract: Para muitos seria redundante falar de uma teologia negra (TN) diaspórica, pois ela, em si mesma, é originária de um movimento diaspórico. Entretanto, essa concepção se configura numa premissa simplista. Pois, apenas enxerga tal terminologia pelo viés situacional, portanto, geográfico, em que a TN se origina. É tendo em mente a noção de que o lugar teológico regional não confere necessariamente a TN um caráter diaspórico e encarnacional, que neste texto procuramos ir além desta compreensão, tentando articular os elementos que conferem o status diaspórico e encarnacional, a TN. Para muitos, essa afirmação poderá criar confusão, já que é práxis das teologias contextuais, a TN dentre elas, afirmarem que se diferenciam das demais pelo “locus teologal”. Este entendimento não está totalmente errado, todavia, é preciso aprofundá-lo de maneira a nos demarcarmos das armadilhas postas pela colonialidade. Deste modo, tal como é imprescindível entendermos a questão do caráter diaspórico da TN, torna-se imperativo compreendermos também “o lugar teologal” da TN. Este texto tem assim por objetivo analisar a questão diaspórica e encarnacional no labor teológico da TN. Contudo, não o faremos sem dialogar com os trabalhos que nos precederam. Sendo assim, e tendo em conta as produções já existentes, procuramos nos inserir nas formulações reflexivas que giram em torno das teologias negras da libertação e da esperança. Isto é, uma reflexão teológica que busca se encarnar na negritude dos seus interlocutores proporcionando libertação e esperança.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • TEOLOGIA NEGRA: ENCARNACIÓN Y DIÁSPORA BLACK THEOLOGY:
           ENCARNATION AND DIASPORA

    • Authors: Jocabed R. Solano Miselis
      Pages: 51 - 59
      Abstract: En el presente artículo, se encontró un desafío a reflexionar sobre una Teología Negra encarnada y diaspórica en la historia. Mi opción es falar desde el mi pueblo, a la nación Guandule, para pensar en las posibilidades de una teología que atraviesa los pueblos indígenas, y por tanto encarnados y diaspóricos. Somos una antigua nación indígena, hijas e hijos de la Madre Tierra, nacimos en Abya Yala, una tierra madura, una tierra vital, una tierra de sangre. Germinamos como flores delicadas y hermosas. Nuestras raíces son profundas y nuestra savia transmitirá a las nuevas generaciones que somos un pueblo libre que canta para no morir en libertad en las montañas de Daggargunyala, la tierra sagrada del Gunadule. la vida en comunidad como fortaleza de inter-relacionarnos y depender uno de otros como expresión de la manifestación de la divinidad en medio de nosotros y nosotras, la metodología en escuchar-orando como acción subversiva que se ve en la danza, como el cuerpo danzante se une al movimiento profético de la Madre Tierra, de la Negra Madre Tierra, como propuesta de liberación.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • TEOLOGIA, ECONOMIA E ECOLOGIA: PERSPECTIVAS AFRICANAS

    • Authors: Graham Gerald McGeoch, Daniel Joaquim
      Pages: 60 - 72
      Abstract: Este artigo apresenta discussões teológicas nascidos de três encontros no continente africano em 2019. Os três encontros, sob o título “Teologia, Economia e Ecologia”, reuniram teólogos(as) e lideranças de igrejas africanas de correntes teológicas associadas (mas não representativas) ao catolicismo-romano evangélico e ecumênico. Os encontros foram promovidos em Pretoria, África do Sul, Acra, Gana e Nairóbi, Quênia e incluíram participação de 14 (quatorze) países africanos. O artigo (1) apresenta o contexto Africano à luz das políticas públicas em relação à crise socioambiental da União Africana e da Organização das Nações Unidas; (2) oferece um resumo rápido do contexto teológico africano; (3) relata perspectivas teológicas africanas economia e ecologia; (4) oferece contribuições teológicas africanas para a economia e ecologia.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • A GÊNESIS DAS REFLEXÕES SOBRE NEGRITUDE NA IGREJA EVANGÉLICA DE
           CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL (IECLB)

    • Authors: Günter Bayerl Padilha
      Pages: 73 - 86
      Abstract: Este artigo aborda o início das reflexões sobre negritude na Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) com a chegada do primeiro professor negro ao campus da Escola Superior de Teologia (EST). A chegada dele desencadeou um processo crítico sobre a descoberta da negritude nos textos bíblicos e sobre a necessidade da IECLB apresentar propostas missionárias com as pessoas negras. As provocações de Nash e seu incentivo levou à formação do Grupo de Negros e Negras da EST e a publicação do boletim informativo Identidade. A partir do ano de 2000 integrantes do Grupo de Negros e Negras da EST se formaram e foram designados para atuarem em diferentes comunidades da IECLB. Assim, sendo, são apresentadas algumas experiências de diálogos sobre negritude nas Comunidade de Boa Vista (RR), Três Passos (RS) e Itapema (SC). Deste modo este artigo evidencia a importância de Nash para as reflexões sobre negritude na IECLB.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • O ENSINO RELIGIOSO E AS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS: PERCEPÇÕES DE
           PROFESSORES/AS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

    • Authors: Rusiane da Silva Torres, Guilherme Paiva de Carvalho
      Pages: 87 - 101
      Abstract: A diversidade cultural é uma característica da sociedade brasileira. No tocante à religião, a Lei Diretrizes e Bases da Educação Nacional, de 1996, estabelece para a disciplina Ensino Religioso a neutralidade religiosa, sendo desaconselhada qualquer forma de proselitismo. No entanto, não é difícil encontrarmos um modelo de ensino pautado nas crenças cristãs, desconsiderando e/ou tornando invisível as demais religiões, sobretudo, as de origem africana. Nesse sentido, o objetivo desse estudo é apresentar as percepções de professores/as da disciplina Ensino Religioso, analisando como/se as religiões afro-brasileiras se fazem presentes dentro do conteúdo trabalhado na sala de aula. Para tanto, delimitamos como sujeitos de pesquisa 10 professores/as que atuam na rede pública de ensino do município de Apodi, no Rio Grande do Norte. Os dados obtidos nas entrevistas foram categorizados e analisados evidenciando uma predominância de temas relacionados ao cristianismo nas aulas do ER, contudo, há esforços de alguns/as dos/as docentes em abordarem a diversidade cultural religiosa existente no país, dando ênfase para as religiões afro-brasileiras.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • RACISMO ESTRUTURAL: VAMOS FALAR MAIS SOBRE ISSO

    • Authors: Mauro Henrique Franzkowiak Martins, André Guirland Vieira, Honor de Almeida Neto, Cláudio Schubert
      Pages: 102 - 115
      Abstract: Na atualidade, torna-se relevante ampliar as discussões sobre o tema raça, racismo, preconceito e segregação racial. Estas questões fazem parte do cotidiano social e ganham destaque em diversas formas de expressão da sociedade. Vamos fundamentar nossa pesquisa a partir do conceito de racismo estrutural de Silvio Almeida. O objetivo deste artigo é refletir sobre o conceito de racismo estrutural e a sua relevância para pensar a realidade social brasileira. Trata-se de um estudo de revisão narrativa da literatura. O estudo partiu da seguinte questão norteadora: Qual a pertinência do conceito de racismo estrutural para pensarmos a sociedade brasileira' Os resultados mostram o caráter inovador que este conceito traz às reflexões étnico-raciais, sendo uma temática relevante e atual a ser abordada em pesquisas acadêmicas. A relação racismo e ideologia ganha destaque nas pesquisas acadêmicas. As demais relações que Silvio Almeida propõe em sua teoria também foram contempladas nos estudos encontrados.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • UMBANDA COMO RELIGIÃO. UMA MIRADA DESDE A TEOLOGIA NEGRA DA
           LIBERTAÇÃO

    • Authors: Diego Martin Pereira Ríos
      Pages: 116 - 125
      Abstract: En este trabajo intentaremos un acercamiento a la Umbanda como religión y como manifestación de una religiosidad popular de herencia afro, presente en Latinoamérica y en nuestro país desde el siglo XVIII, pero que ha crecido en las últimas décadas. Veremos en ella una manifestación de la lucha por una liberación no sólo religiosa, sino que también política. Presentaremos aspectos generales de la Umbanda desde sus mismos representantes junto con estudios de antropólogos, con aportes de otros que han profundizado en ella desde la experiencia. Ello nos ayuda  a cuestionar algunos conceptos de la salvación cristiana que veremos desde la teología negra de la liberación latinoamericana. A partir del trabajo de varias teólogas y teólogos seguimos buscando caminos de unificación en el terreno religioso que nos lleven por el camino de la liberación.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • “SERÁ QUE É POR EU SER NEGRA'”: A CARÊNCIA DE UMA TEOLOGIA
           NEGRA FEMINISTA NA VIVÊNCIA RELIGIOSA DE MULHERES EVANGÉLICAS

    • Authors: Hamilton Matheus Moreira Ribeiro, Valéria Freitas da Silva e Silva
      Pages: 126 - 142
      Abstract: Este texto pretende visibilizar a representatividade da mulher negra nos espaços religiosos, em particular na igreja evangélica, abordando as categorias de gênero e etnia ao observar quais são as maiores dificuldades que a mulher negra encontra durante todo o processo de construção de sua própria identidade religiosa. Uma análise de como, grande parte das igrejas evangélicas, incansavelmente, reproduz o racismo, a partir de um processo histórico, ao qual naturaliza o tratamento que é dispensado à mulher negra e perpetua as dinâmicas discriminatórias nas relações hierárquicas dentro das igrejas evangélicas. Evidenciando que a mulher negra permanece estagnada na base desta pirâmide, e de tantas outras pirâmides sociais. Portanto, este trabalho visa demonstrar que apesar de a mulher negra se encontrar em um espaço de incompreensão. A luta desta, por reconhecimento, em se perceber como parte da criação e benção divina, passa pela oportunidade de conhecer uma hermenêutica que a fortaleça dentro das relações eclesiásticas de poder, a saber, o conhecimento acerca da teologia negra feminista surge como alternativa para as transformações que visam equidade no seio das igrejas evangélicas.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • O SÍTIO ENEGRECIDO: GILBERTO GIL E A MÚSICA-TEMA PARA O
           SÍTIO DO PICAPAU AMARELO

    • Authors: Gabriel Barth da Silva, Daniel Fauth Washington Martins
      Pages: 143 - 156
      Abstract: O presente artigo se dispõe a discutir acerca das possíveis simbolizações a partir do evento de Gilberto Gil compor a música-tema da obra Sítio do Picapau Amarelo, de Monteiro Lobato. A discussão se baseia a partir da complexidade que envolve o ato de um músico negro, reconhecido inclusive pela sua luta pela valorização da negritude, compôr uma música para uma obra que possui diversos elementos racistas, resultando em diversas possíveis subversões no ato. A reflexão se apresenta após uma breve apresentação da biografia de Gilberto Gil e de Monteiro Lobato, além do disco Refavela de Gil, que em seu relançamento a música foi inserida como uma faixa extra, e da obra Sítio do Picapau Amarelo. Espera-se fomentar um debate acerca da subversão de obras e símbolos profundamente inseridos no cotidiano brasileiros, permitindo outros olhares e significações.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
  • BANZO: DA SAUDADE QUE MATA AO MOVIMENTO DE RESISTÊNCIA

    • Authors: Claudio Eduardo Rodrigues, Teresa Cristina de Souza Cardoso Vale, Davidson Afonso de Ramos
      Pages: 157 - 172
      Abstract: Neste trabalho examinamos o banzo enquanto categoria empírica, teórica e política, correlacionando-o com as expressões artísticas-culturais presentes no RAP. Para tanto, analisamos o banzo contrapondo a tese de que ele seria mera disposição psicofísica, fruto de uma manifestação mórbida de saudade de África, suscitando o seu caráter de representação de um fenômeno político de resistência ao processo de escravização imposto aos povos negros traficados de África e aos seus descendentes. Em seguida, por meio da análise de letras de RAP procuramos verificar como banzo se mantém na experiência social do brasileiro quer seja como elemento de lamentação ou denúncia da condição de vida das pessoas negras ou como anúncio de caminhos para superação do racismo e do processo escravizador.
      PubDate: 2021-04-30
      Issue No: Vol. 25, No. 2 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 100.24.118.144
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-