A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> SOCIOLOGY (Total: 553 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
Estudos de Sociologia
Number of Followers: 1  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1415-000X - ISSN (Online) 2317-5427
Published by Universidade Federal de Pernambuco Homepage  [37 journals]
  • O MOVIMENTO OCUPE ESTELITA: o capital cultural na interface entre a
           política e a cultura

    • Authors: Maria Eduarda da Mota Rocha
      Pages: 5 - 42
      Abstract: Pretendemos analisar peças-chave da produção audiovisual do MOE para identificar as representações nela mais difundidas em momentos cruciais para a causa. É importante lembrar que um grupo de profissionais de áreas como o urbanismo, o design, a comunicação e o direito utilizou de suas competências específicas e de seu alto capital simbólico em seus respectivos campos para fazer frente à aliança entre o Consórcio e a Prefeitura na disputa pela “opinião pública”, especialmente através de depoimentos em produtos audiovisuais. Por isso, estes aparecem como um corpus interessante para pensar a confluência destes capitais culturais e simbólicos em torno da defesa do direito à cidade. Com este intuito, destacamos vídeos produzidos pela Brigada Audiovisual do Estelita em que fica clara uma tomada de posição política de disputa mais assumida com o Consórcio Novo Recife pela “opinião pública”. Tais produtos são interpretados à luz da identificação de elementos da “estrutura de sentimentos” de seus produtores que parece expressar a de uma parte importante do MOE, em seu conjunto, embora a própria problematização constante da ideia de “conjunto” seja uma das suas principais características, como veremos.
      PubDate: 2021-06-29
      Issue No: Vol. 1, No. 27 (2021)
       
  • O PÚBLICO NA SOCIOLOGIA FRANCESA DOS PROBLEMAS PÚBLICOS

    • Authors: Lilian Maria Pinto Sales
      Pages: 43 - 69
      Abstract: O presente artigo tem como objetivo discorrer sobre as definições de “público” e de “problema público” desenvolvidas por uma das linhagens da sociologia pragmática francesa: a Sociologia dos Problemas Públicos. Essas concepções correspondem ao objeto e à abordagem epistêmica dessa linhagem. A formulação dada ao conceito de “problema público” será analisada, bem como as conexões entre esse conceito e noções centrais, como “público”, “publicização”, “problematização” e “experiência”. O artigo destaca que a Sociologia dos Problemas Públicos, adotada por autores franceses a partir dos anos 1990, introduz a questão do “público” como problemática, mas também enquanto objeto empírico a ser analisado, realizando uma articulação entre a filosofia pragmatista estadunidense e escolas de pensamento nas quais as técnicas de trabalho de campo e de pesquisa empírica são centrais.
      PubDate: 2021-06-29
      Issue No: Vol. 1, No. 27 (2021)
       
  • O URÂNIO E SEUS PÚBLICOS: a constituição dos atores em torno da
           questão nuclear em Caetité/Ba

    • Authors: Israel de Jesus Rocha
      Pages: 71 - 116
      Abstract: A exploração de urânio para produção de energia nuclear no Brasil pode ser considerada uma questão pública' A partir desse ponto inicial este artigo pretende analisar a forma como atores sociais, locais e não locais, passam a estar concernidos com os problemas decorrentes da exploração do urânio na cidade de Caetité, sudoeste do Estado da Bahia. Para isso, procuramos descrever a emergência de situações nas quais os atores passam a agir em torno dos problemas do nuclear, considerando os rastros deixados por eles por meio dos relatórios técnicos, das publicações em jornais de grande circulação e sítios eletrônicos, utilizados como forma de publicização das questões relativas ao nuclear em Caetité. Este artigo conclui apontando para: a) a emergência de públicos estratégicos na construção de uma contra-expertise direcionada para exigências de maior transparência do setor nuclear; e b) a heterogeneidade da composição dos atores atentos ao processo de exploração do urânio na região de Caetité e a pluralidade de situações problemáticas levantadas por eles na tentativa de tornar o urânio e o nuclear um problema que pode se considerado público. 
      PubDate: 2021-06-29
      Issue No: Vol. 1, No. 27 (2021)
       
  • ABORDAGENS SOCIOLÓGICAS SOBRE O CRIME VIOLENTO: potencialidades
           explicativas para o estudo da morte violenta feminina

    • Authors: Ana Paula Portella
      Pages: 117 - 172
      Abstract: Este artigo analisa algumas abordagens sociológicas sobre o crime violento, com o propósito de identificar referências para um marco explicativo para a violência letal contra as mulheres. A perspectiva configuracional de Norbert Elias e, mais especificamente, suas elaborações a respeito do lugar da violência nos processos civilizadores, é destacada, junto com a teoria geral da violência de Randall Collins, que dá relevância às situações de violência cometida por parceiro íntimo. Para manter a atenção sobre o contexto brasileiro, são também analisadas as contribuições da Sociologia do Crime e da Violência produzidas em nosso país.
      PubDate: 2021-06-29
      Issue No: Vol. 1, No. 27 (2021)
       
  • GILBERTO FREYRE E ANTHONY GIDDENS: literatura e linguagem comum na
           investigação social

    • Authors: André Lucas Maia Brito, Antônio Cecílio Barboni Júnior
      Pages: 173 - 200
      Abstract: Neste artigo, pretendemos discutir: as aproximações possíveis entre as sociologias de Gilberto Freyre e Anthony Giddens na crítica ao modelo de investigação naturalista-metodológica; e como esses autores defendem o uso de ferramentas como a literatura ou o contato com o senso comum para o estudo empírico da vida social. No que se refere ao sociólogo pernambucano, nos guiaremos pelo processo de consolidação da sociologia como disciplina acadêmica no Brasil e pela questão da especialização. A respeito de Anthony Giddens, procuraremos extrair da sua teoria da estruturação, enquanto uma tentativa de conciliação entre agência e estrutura, reflexões sobre os limites do naturalismo metodológico e sobre o papel da linguagem comum para a atividade de investigação social, dentro da orientação interpretativista que tem em comum com Freyre.
      PubDate: 2021-06-29
      Issue No: Vol. 1, No. 27 (2021)
       
  • O CINEMA COMO ALEGORIA PARA A DINÂMICA QUE ENVOLVE A SUBCIDADANIA
           BRASILEIRA

    • Authors: Suze Oliveira Piza, Tom Menezes Pedrosa
      Pages: 201 - 226
      Abstract: O presente artigo utiliza Bacurau, filme dirigido por Juliano Dornelles e Kléber Mendonça Filho, para ilustrar elementos das teorias do sociólogo Jessé Souza, expressos em sua obra Subcidadania brasileira. Neste sentido, pretendemos refletir sobre o pensamento tradicional que entroniza o brasileiro com o título de vira-lata da história, a fim de melhor compreender as assimetrias sociais do Brasil, bem como a relação entre os países modernos e aqueles considerados pré-modernos, que constituem a periferia do sistema capitalista. Ademais, fazendo uma aproximação entre as obras – e nos servindo de referenciais teóricos trazidos por Jessé Souza, como Charles Taylor e Pierre Bourdieu –, buscaremos problematizar questões concernentes ao essencialismo culturalista que edifica uma distinção ontológica entre os indivíduos.
      PubDate: 2021-06-29
      Issue No: Vol. 1, No. 27 (2021)
       
  • O BEM VIVER E AS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS: uma
           aproximação possível'

    • Authors: Taísa Domiciano Castanha
      Pages: 227 - 247
      Abstract: Este artigo visa fazer uma aproximação entre o conceito de Bem Viver e as práticas religiosas afro-brasileiras. A pergunta que guia a reflexão é a seguinte: as religiões afro-brasileiras, fruto direto do colonialismo, podem ser interpretadas sob as bases epistemológicas do Bem Viver e como uma alternativa ao desenvolvimento' Através de uma revisão bibliográfica, alguns aspectos dessas religiões foram destacados, como a relação das religiões afro-brasileiras com a Natureza, sendo os Orixás elementos da Natureza divinizados; sua ética da transformação e circulação, manifesta sobretudo através do preparo, circulação e distribuição da comida; a relação dessas religiões com a propriedade onde acontecem os cultos – os terreiros, que são espaços sociais e comuns, chamados inclusive de “casa de santo”, indicando que a propriedade aí é da divindade e não dos seres humanos; além da ancestralidade, da convivencialidade e da reciprocidade presente nos terreiros. Não obstante as práticas religiosas afro-brasileiras serem formas de resistência e apontarem a outras possibilidades de vida que se aproximam ao Bem Viver, ressalta-se a ausência de uma proposta econômica explícita ao desenvolvimento e ao capitalismo nessas religiões. 
      PubDate: 2021-06-29
      Issue No: Vol. 1, No. 27 (2021)
       
  • CONTINUIDADE TEÓRICA OU MUDANÇA DE PERSPECTIVA: Articulação e
           antagonismo em dois momentos da obra de Laclau

    • Authors: Leonardo Monteiro Crespo Almeida
      Pages: 249 - 275
      Abstract: O objetivo deste artigo reside em investigar se a incursão pelo populismo a partir da obra On Populist Reason introduziria alguma ruptura teórica na maneira como o autor desenvolve os conceitos de articulação e antagonismo. A pesquisa optou por fazer uma análise panorâmica da maneira como o teórico recorre às duas categorias em dois momentos de sua obra, em Hegemony and Socialist Strategy e em On Populist Reason. Em On Populist Reason nós teríamos uma nova utilização de ambas as categorias para a análise política ou, de fato, haveria uma continuidade teórica com o que fora feito em momentos precedentes, apesar da mudança de problemática' Concluímos que, não obstante as modificações apresentadas em sua obra derradeira, sustentamos a existência de uma continuidade no tocante à maneira como o autor trabalha as categorias de articulação e antagonismo. 
      PubDate: 2021-06-29
      Issue No: Vol. 1, No. 27 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 100.24.118.144
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-