Subjects -> LAW (Total: 1397 journals)
    - CIVIL LAW (30 journals)
    - CONSTITUTIONAL LAW (52 journals)
    - CORPORATE LAW (65 journals)
    - CRIMINAL LAW (28 journals)
    - CRIMINOLOGY AND LAW ENFORCEMENT (161 journals)
    - FAMILY AND MATRIMONIAL LAW (23 journals)
    - INTERNATIONAL LAW (161 journals)
    - JUDICIAL SYSTEMS (23 journals)
    - LAW (843 journals)
    - LAW: GENERAL (11 journals)

LAW (843 journals)            First | 1 2 3 4 5     

Showing 601 - 354 of 354 Journals sorted alphabetically
Revista de Ciencias Forenses de Honduras     Open Access  
Revista de Ciencias Jurídicas     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Ciências Jurídicas     Open Access  
Revista de Derecho     Open Access  
Revista de Derecho     Open Access  
Revista de Derecho     Open Access  
Revista de Derecho     Open Access  
Revista de Derecho (Concepción)     Open Access  
Revista de Derecho (Coquimbo)     Open Access  
Revista de Derecho Comunitario Europeo     Open Access  
Revista de Derecho de la Pontificia Universidad Católica de Valparaíso     Open Access  
Revista de Derecho de la Seguridad Social, Laborum     Open Access  
Revista de Derecho de la Unión Europea     Open Access   (Followers: 4)
Revista de Derecho de la Universidad Nacional del Altiplano de Puno     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Derecho Fiscal     Open Access  
Revista de Derecho Privado     Open Access  
Revista de Derecho Privado     Open Access  
Revista de Derecho Público     Open Access  
Revista de Direito     Open Access  
Revista de Direito Agrário e Agroambiental     Open Access  
Revista de Direito Ambiental e Socioambientalismo     Open Access  
Revista de Direito Brasileira     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Direito da Administração Pública     Open Access  
Revista de Direito da Faculdade Guanambi     Open Access  
Revista de Direito Sanitário     Open Access  
Revista de Direito Sociais e Políticas Públicas     Open Access  
Revista de Educación y Derecho     Open Access  
Revista de Estudios de la Justicia     Open Access  
Revista de Estudios Historico-Juridicos     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Estudios Jurídicos y Criminológicos     Open Access  
Revista de Estudos Empíricos em Direito     Open Access  
Revista de Estudos Institucionais     Open Access  
Revista de Historia del Derecho     Open Access   (Followers: 1)
Revista de la Facultad de Derecho     Open Access  
Revista de la Facultad de Derecho (Universidad Nacional de Córdoba)     Open Access  
Revista de la Facultad de Derecho : Universidad de la República     Open Access  
Revista de la Facultad de Derecho y Ciencias Políticas     Open Access  
Revista de la Maestría en Derecho Procesal     Open Access   (Followers: 1)
Revista de la Secretaría del Tribunal Permanente de Revisión     Open Access  
Revista de Llengua i Dret     Open Access  
Revista de Movimentos Sociais e Conflitos     Open Access  
Revista de Processo, Jurisdição e Efetividade da Justiça     Open Access  
Revista de Sociologia, Antropologia e Cultura Jurídica     Open Access  
Revista Derecho del Estado     Open Access  
Revista Digital de Derecho Administrativo     Open Access  
Revista Direito e Práxis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Direito GV     Open Access  
Revista Direitos, Trabalho e Política Social     Open Access  
Revista do Curso de Direito     Open Access  
Revista do Curso de Direito do Centro Universitário Brazcubas     Open Access  
Revista dos Estudantes de Direito da UnB     Open Access  
Revista Electrónica Cordobesa de Derecho Internacional Público : RECorDIP     Open Access  
Revista Eletrônica de Direito Processual     Open Access  
Revista Eletrônica do Curso de Direito - PUC Minas Serro     Open Access  
Revista Española de Medicina Legal     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Revista Estudios Jurídicos     Open Access  
Revista Estudios Socio-Jurídicos     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eurolatinoamericana de Derecho Administrativo     Open Access  
Revista Facultad de Jurisprudencia     Open Access  
Revista Historia y Justicia     Open Access  
Revista Icade. Revista de las Facultades de Derecho y Ciencias Económicas y Empresariales     Full-text available via subscription  
Revista Interdisciplinar de Direito     Open Access  
Revista Internacional CONSINTER de Direito     Open Access   (Followers: 2)
Revista Internacional de Derecho del Turismo     Open Access  
Revista Internacional de Doctrina y Jurisprudencia     Open Access  
Revista IUS     Open Access  
Revista Jurídica     Open Access  
Revista Jurídica : Investigación en Ciencias Jurídicas y Sociales     Open Access   (Followers: 1)
Revista Jurídica Crítica y Derecho     Open Access   (Followers: 1)
Revista Jurídica da UFERSA     Open Access  
Revista Jurídica de Asturias     Open Access  
Revista Jurídica de la Universidad de León     Open Access  
Revista Jurídica IUS Doctrina     Open Access  
Revista Jurídica Portucalense/Portucalense Law Journal     Open Access  
Revista Jurídica Universidad Autónoma de Madrid     Open Access  
Revista Latinoamericana de Derecho Social     Open Access   (Followers: 2)
Revista Latinoamericana de Derechos Humanos     Open Access   (Followers: 2)
Revista Opinión Jurídica     Open Access  
Revista Pedagogía Universitaria y Didáctica del Derecho     Open Access  
Revista Persona y Derecho     Full-text available via subscription  
Revista Processus de Estudos de Gestão, Jurí­dicos e Financeiros     Open Access   (Followers: 2)
Revista Quaestio Iuris     Open Access  
Revue du Droit des Religions     Open Access   (Followers: 1)
Revue générale de droit     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Revue internationale de droit pénal     Full-text available via subscription  
Revue pro právo a technologie     Open Access  
Riau Law Journal     Open Access  
Roger Williams University Law Review i     Open Access  
RUDN Journal of Law     Open Access  
Rule of Law and Anti-Corruption Center Journal     Open Access   (Followers: 1)
Russian Politics & Law     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Santa Clara Computer & High Technology Law Journal     Open Access   (Followers: 6)
Santa Clara Law Review     Open Access  
Santé mentale et Droit     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
SASI     Open Access   (Followers: 2)
Science & Justice     Hybrid Journal   (Followers: 311)
ScienceRise : Juridical Science     Open Access  
Scientiam Juris     Open Access   (Followers: 1)
Scientometrics     Hybrid Journal   (Followers: 42)
SCRIPTed - A Journal of Law, Technology & Society     Open Access   (Followers: 16)
Seattle Journal for Social Justice     Open Access   (Followers: 3)
Seattle University Law Review     Open Access   (Followers: 3)
Seqüência : Estudos Jurídicos e Políticos     Open Access  
Seton Hall Journal of Sports and Entertainment Law     Open Access   (Followers: 3)
Seton Hall Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Sexual Offending : Theory, Research, and Prevention     Open Access   (Followers: 3)
Singapore Academy of Law Journal     Full-text available via subscription  
Singapore Journal of Legal Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Social & Legal Studies     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Società e diritti     Open Access  
Sociologia del diritto     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Sociological Jurisprudence Journal     Open Access   (Followers: 1)
South African Crime Quarterly     Open Access   (Followers: 4)
South African Journal of Bioethics and Law     Open Access   (Followers: 1)
South East European University Review (SEEU Review)     Open Access   (Followers: 2)
Southern Illinois University Law Journal     Open Access   (Followers: 1)
Spanish Journal of Legal Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Sri Lanka Journal of Forensic Medicine, Science & Law     Open Access   (Followers: 2)
St. John's Law Review     Open Access   (Followers: 1)
Stanford Law & Policy Review     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Stanford Law Review     Free   (Followers: 40)
Stanford Technology Law Review     Free   (Followers: 3)
Statute Law Review     Hybrid Journal   (Followers: 22)
Statutes and Decisions : Laws USSR     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Strategic Direction     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Studenckie Zeszyty Naukowe     Open Access  
Studia Canonica     Full-text available via subscription  
Studia Iuridica Lublinensia     Open Access  
Studia Iuridica Toruniensia     Open Access  
Studia z Prawa Wyznaniowego     Open Access   (Followers: 1)
Studies in Social Justice     Open Access   (Followers: 8)
Suffolk University Law Review     Free  
Suhuf     Open Access  
Supremasi Hukum : Jurnal Penelitian Hukum     Open Access  
Supreme Court Review, The     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Sustainable Development Law & Policy     Open Access   (Followers: 12)
Swiss Political Science Review     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Sydney Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 13)
Syiar Hukum     Open Access  
Tanjungpura Law Journal     Open Access  
Te Mata Koi : Auckland University Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Teisė : Law     Open Access  
Temas Socio-Jurídicos     Open Access  
Texas Journal of Women and the Law     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Texas Law Review     Free   (Followers: 10)
The American Lawyer     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
The Journal of Legislative Studies     Hybrid Journal   (Followers: 13)
The Jurist : Studies in Church Law and Ministry     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
The Modern American     Open Access   (Followers: 1)
THEMIS - Revista de Derecho     Open Access   (Followers: 1)
Theoretical Criminology     Hybrid Journal   (Followers: 44)
Theory and Practice of Legislation     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Tidsskrift for erstatningsrett, forsikringsrett og trygderett     Full-text available via subscription  
Tidsskrift for Rettsvitenskap     Full-text available via subscription  
Tijdschrift voor Rechtsgeschiedenis / Revue d'Histoire du Droit / The Legal History Review     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Tilburg Law Review     Open Access   (Followers: 5)
Toruńskie Studia Polsko-Włoskie     Open Access  
Touro Law Review     Open Access  
Transnational Environmental Law     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Transnational Legal Theory     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Transport Policy     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Transportation Planning and Technology     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Trusts & Trustees     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Tulane Law Review     Open Access   (Followers: 3)
Tulsa Law Review     Open Access   (Followers: 1)
UCLA Entertainment Law Review     Open Access  
UCLA Journal of Environmental Law and Policy     Open Access   (Followers: 1)
UCLA Law Review     Free   (Followers: 8)
UCLA Women's Law Journal     Open Access   (Followers: 2)
Udayana Journal of Law and Culture     Open Access  
UIR Law Review     Open Access  
Universitas : Revista de Filosofía, Derecho y Política     Open Access   (Followers: 2)
University of Baltimore Journal of Land and Development     Open Access  
University of Baltimore Law Forum     Open Access  
University of Baltimore Law Review     Open Access  
University of Chicago Law Review     Full-text available via subscription   (Followers: 20)
University of Chicago Law School Record     Open Access  
University of Cincinnati Law Review     Open Access   (Followers: 1)
University of Kansas Law Review     Open Access  
University of Massachusetts Law Review     Open Access   (Followers: 1)
University of Miami Business Law Review     Open Access   (Followers: 2)
University of Miami Inter-American Law Review     Open Access  
University of Miami Law Review     Free   (Followers: 3)
University of Miami National Security & Armed Conflict Law Review     Open Access  
University of Miami Race & Social Justice Law Review     Open Access   (Followers: 1)
University of New Brunswick Law Journal     Open Access   (Followers: 2)
University of New South Wales Law Journal, The     Full-text available via subscription   (Followers: 15)
University of Pittsburgh Law Review     Open Access   (Followers: 2)
University of Queensland Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
University of St. Thomas Law Journal     Open Access  
University of Toronto Law Journal     Full-text available via subscription   (Followers: 14)
University of Vienna Law Review     Open Access  
UNLV Gaming Research & Review Journal     Open Access   (Followers: 2)
Unnes Law Journal     Open Access  
USFQ Law Review     Open Access  
Utrecht Law Review     Open Access   (Followers: 4)
Uyuşmazlık Mahkemesi Dergisi     Open Access  
Valparaiso University Law Review     Open Access   (Followers: 2)
Vanderbilt Law Review     Free   (Followers: 5)
Varia Justicia     Open Access  

  First | 1 2 3 4 5     

Similar Journals
Journal Cover
Revista dos Estudantes de Direito da UnB
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1981-9684 - ISSN (Online) 2177-6458
Published by Universidade de Brasília Homepage  [65 journals]
  • APRESENTAÇÃO

    • Authors: Pedro Henrique de Moura Gonet Branco, Matheus de Souza Depieri
      Pages: 14 - 15
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • A IMPORTÂNCIA DAS REVISTAS DISCENTES

    • Authors: Bruno Meyerhof Salama
      Pages: 16 - 19
      Abstract: .
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • REGULAÇÃO ESTATAL E ECONOMIA COMPARTILHADA:

    • Authors: Luiz Fux
      Pages: 20 - 51
      Abstract: O presente artigo se propõe a examinar os limites do poder regulador em relação ao ambiente concorrencial e ao exercício das profissões no framework da economia compartilhada. Para tanto, parte-se da análise do julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 449/DF, oportunidade em que o Supremo Tribunal Federal reconheceu a inconstitucionalidade da Lei nº 10.553/2016 do Município de Fortaleza/CE, que estabelecia a proibição do uso de carros particulares, cadastrados ou não em aplicativos, para o transporte remunerado individual de pessoas. Nesse sentido, o artigo se divide em três capítulos, cada qual destinado a analisar um dos fundamentos invocados à ocasião para justificar referida medida restritiva: a (i) proteção dos agentes tradicionais do mercado de transporte de passageiros em face dos novos concorrentes; a (ii) proteção do consumidor; e a (iii) proteção da ordem urbanística e do tráfego. Ao contrastar tais justificativas ao estatuto constitucional das liberdades fundamentais e elencar aspectos empíricos relacionados aos serviços de transporte privado por meio de aplicativos, demonstra-se que pretensões proibitivas – como a esboçada na Lei nº 10.553/2016 do Município de Fortaleza/CE – não se sustentam sob a égide da Constituição Federal de 1988.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • O QUANTO DE CONSTITUCIONALISMO POPULAR HÁ NO POPULISMO'

    • Authors: Erick Kiyoshi Nakamura, Alberto Luiz Hanemann Bastos
      Pages: 52 - 79
      Abstract: Este artigo objetiva, a partir da compreensão do papel corrente do Supremo Tribunal Federal entre o clássico debate entre Hans Kelsen e Carl Schmitt a respeito do guardião da Constituição, necessariamente oxigenado pelas críticas doutrinárias contemporâneas, verificar se o enfraquecimento pretendido pelo populismo autoritário brasileiro ao Tribunal reflete, ou não, os cânones do constitucionalismo popular. Para isso, discorre inicialmente sobre a clássica (e atual) polêmica entre Kelsen e Schmitt, de forma a apontar as principais divergências entre os autores. Em seguida, explora as principais ideias do constitucionalismo popular e as suas influências na literatura jurídica brasileira e apresenta o cenário político atual, marcado pela ascensão de um populismo de extrema-direita, marcado pela busca por enfraquecimento do Tribunal. Conclui-se que as propostas do populismo brasileiro, apesar de pautadas numa crítica à supremacia judicial, são totalmente dissonantes dos cânones do constitucionalismo popular, uma vez que buscam uma neutralização absoluta do papel onstituição e, sobretudo, negam os pressupostos e os ideais da democracia deliberativa, requisito imprescindível à participação popular.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • O AUTORITARISMO ANUNCIADO:

    • Authors: Alessandra Brustolin
      Pages: 80 - 105
      Abstract: O estudo apresenta os resultados de uma análise de um discurso do Presidente da República Jair Bolsonaro. Proferido na celebração de 108 anos da Assembleia de Deus no Brasil, na cidade de Belém, estado do Pará, no dia 13 de junho de 2019 e publicado no Canal Oficial de Jair Bolsonaro no YouTube em 14 de junho de 2019. Em que pese a democracia representativa seja o regime político atualmente adotado no Brasil, considerando o cenário político e social existente, objetiva-se verificar se no discurso do representante eleito, existem elementos de outros regimes políticos autoritários e a sua relação com a democracia. Para tanto, foram criadas três grandes categorias, que correspondem aos regimes autoritários analisados, as quais foram em três subcategorias cada. Para tanto, utilizou-se como metodologia de pesquisa a análise de discurso, a partir dos ensinamentos de Bardin e Orlandi, como referencial teórico central. Concluiu-se pela forte incidência de elementos alusivos a regimes autoritários no discurso, sendo estes em sua maioria relacionados ao fascismo.  
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • A ANÁLISE DE DISCURSO COMO INSTRUMENTO DA CRIMINOLOGIA CRÍTICA

    • Authors: Arthur Telles Borghi
      Pages: 106 - 121
      Abstract: O presente trabalho se destina a explorar a pertinência da utilização do método da análise de discurso ao desenvolvimento de pesquisas criminológicas adeptas ao paradigma radical. Objetiva, assim, oferecer um contato introdutório a essa metodologia e relacionar sua aplicação com a crítica criminal. Para tanto, após um panorama inicial sobre a análise de discurso e uma contextualização introdutória sobre algumas das principais premissas da criminologia crítica, com especial enfoque quanto à questão da reação social a essa perspectiva, delineiam-se potenciais intersecções entre ambos os campos, revelando-se, com isso, sua compatibilidade. Busca-se, então, ressaltar exemplos bem-sucedidos de sua utilização na abordagem crítica ao fenômeno criminal, concluindo-se, a partir disso, ser a análise de discurso ferramental de grande pertinência às premissas e aos objetivos das investigações criminológicas radicais. Sugere-se, finalmente, que sua utilização enquanto método empírico de aproximação à questão criminal seja estendida, amplificando sua intrínsecas potencialidades.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • O COMPLIANCE LABORAL NO BRASIL E OS DIREITOS INESPECÍFICOS DO
           TRABALHADOR

    • Authors: Caio José Arruda Amarante de Oliveira, Sérgio Cabral dos Reis
      Pages: 122 - 143
      Abstract: A nova advocacia oferece mobilidade da rotina, democratização e retorno financeiro, e, por conseguinte moderniza um serviço antes obsoleto e desgastante. Neste ínterim, uma das benesses desta nova fase da advocacia é o compliance trabalhista, ou seja, técnicas empregadas pelos advogados autônomos das empresas ou departamentos jurídicos destas, a fim de transparecerem as atividades da empresa para com os seus empregados, e em função disso evitar o ajuizamento de ações judiciais que possam macular a reputação da pessoa jurídica envolvida. Destarte, de forma preventiva à lide, as técnicas de prevenção de passivos trabalhistas têm como objetivo a criação de regulamentos internos pelas empresas, assim como a elaboração de pareceres e ofícios que evitem que a empresa adentre pela via contenciosa de resolução dos conflitos. Em conclusão, não serão olvidados da pesquisa os direitos inespecíficos dos trabalhadores – a informação, a intimidade e a presunção de inocência –, analisando-os minunciosamente e interpretando estas garantias como limitações ou balizas ao poder discricionário do empregador.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • (RE) CONSTRUINDO AS MASCULINIDADES:

    • Authors: Guilherme Baggio Costa, Sônia Maria dos Santos Marques, Andrea Regina de Morais Benedetti
      Pages: 144 - 171
      Abstract: A presente pesquisa discute aspectos das masculinidades e a Lei Maria da Penha, como uma importante ferramenta de desnaturalização e desessencialização de gênero. Por notar a relevância da Lei na desconstrução e problematização do patriarcado na sociedade brasileira, demonstra-se o avanço da Lei ao permitir o comparecimento de autores de violência doméstica a centros de educação e reabilitação, e possibilidade de o juiz determinar idas à programas de recuperação. No trabalho, realizam-se reflexões sobre o gênero e as masculinidades, considerando, os estudos da antropóloga Connell (1995, 2013; 2015), Nascimento (2018), Woodward (2011), Zanello (2018), entre outros, pois as masculinidades são configurações práticas sociais complexas, que podem ser alteradas conforme o cenário social do homem, em observação às hierarquias de gênero e múltiplas discriminações que atravessam os seus corpos. A partir do método hipotético dedutivo, baseado em revisão bibliográfica e pesquisa de caráter interdisciplinar, o trabalho enfatiza a importância de políticas públicas na (re)construção das masculinidades, com o intuito de debater, com base na cultura, a violência doméstica e familiar contra a mulher.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • IMPEACHMENT DE MINISTROS DO STF:

    • Authors: Guilherme Balbi
      Pages: 172 - 223
      Abstract: Constitucionalmente previsto como instrumento de responsabilização dos integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF), o impeachment de ministros passou a ser cada vez mais acionado a partir de 2019. Usado tanto para controlar comportamentos potencialmente excessivos quanto para combater decisões jurisdicionais, ele traz desafios ao presidente do Senado, responsável por analisar sua admissibilidade. Neste artigo de natureza empírica, descrevo e analiso os fundamentos e condutas alegados pelos autores das petições de impeachment, além das respostas dadas pelo Senado na inadmissão dos pedidos. Observo que os pedidos passaram a ter um uso cada vez mais político: são movidos cada vez mais por deputados e senadores e muitos deles passaram a pleitear a retirada de todos os ministros da Corte. O Senado, por sua vez, tem exercido sua atribuição de modo político: embora suas decisões tenham assumido encargo argumentativo cada vez maior, os Senadores protelam as decisões de inadmissibilidade, tornando o impeachment um instituto ameaçador aplicável a qualquer tempo. Como os usos e as intenções em torno da ferramenta são diversos, argumento que é necessária uma cautela redobrada em seu manejo, procedimental e argumentativamente, a fim de evitar o uso autoritário do impeachment de ministros.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • REFLETINDO O SISTEMA PENITENCIÁRIO BRASILEIRO:

    • Authors: Jeissyane Furtado da Silva, Emanuelle de Araújo Teles, Layne Medeiros de Souza
      Pages: 224 - 251
      Abstract: Ocupando a posição da terceira maior população carcerária do mundo, o Brasil entra em uma cegueira social. As razões que levaram ao expoente crescimento das taxas do sistema carcerário desde 1990, refletem o que a pesquisadora Michelle Alexander chama de colorblindness: o presidiário brasileiro tem um perfil, é negro, jovem e favelado. Nas discussões eleitorais de 2018, o lema “bandido bom é bandido morto” demonizou os direitos humanos e desconsiderou as reais razões para a atual situação que o Brasil se encontra, em uma histeria social que mata e relativiza as vidas envolvidas, de policiais a infratores. Em virtude de suas propostas, tecemos uma análise comparativa da Lei nº 13.964/2019 com o caso Bar Bodega, crime que aconteceu em 1996, na cidade de São Paulo. Sob as contribuições de Carlos Dorneles (2007) e Michelle Alexander (2017), refletimos sobre o cenário no qual o Sistema Penitenciário Brasileiro. 
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • CONTROLE DE CONVENCIONALIDADE NO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA:

    • Authors: Jorge Luis Chaves de Assunção Lima
      Pages: 252 - 275
      Abstract: O presente artigo busca apresentar os resultados obtidos após pesquisa analítica crítica de acórdãos do Superior Tribunal de Justiça envolvendo controle difuso de convencionalidade, publicados posteriormente aos notáveis julgados que envolviam a convencionalidade do desacato. A relevância da análise se dá por duas justificativas principais: novos tópicos envolvendo o tema foram discutidos nos julgados analisados, sendo verificadas algumas rupturas e novas compreensões, ainda não discutidas no ambiente acadêmico brasileiro. A partir de breve análise qualitativa dos 4 principais novos acórdãos julgados pelo Superior Tribunal de Justiça, pretendeu-se dar luz aos novos padrões interpretativos do Tribunal da Cidadania em relação à temática. Ao longo das análises, foram identificadas interessantes conjunturas, como: 1- A participação ativa do Ministério Público Federal; 2- A dispersão jurisprudencial criada entre a 1ª e 3ª Seção do Tribunal; 3- Os avanços interpretativos na 3ª Seção, caso comparados com o conteúdo do HC 379.269, de 2017.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • A LINGUAGEM JURÍDICA COMO INSTRUMENTO DE PODER:

    • Authors: Layz Moraes de Paula
      Pages: 276 - 305
      Abstract: No dia a dia da prática do Direito no Brasil ocorre o uso excessivo da linguagem técnico-jurídica de forma antiquada e rebuscada, ao que diversos autores denominam como “juridiquês”. Este trabalho objetivou apresentar o escopo analítico-conceitual acerca do tema “juridiquês” e discorrer quanto aos possíveis impactos de seu uso no acesso à Justiça. Foi realizada pesquisa exploratória, retrospectiva e de base documental, com revisão bibliográfica de artigos publicados em português sobre o tema sem delimitação temporal. Esse estudo permitiu percorrer as características construtivas do “juridiquês” como instrumento de linguagem, apresentar as principais teorias de “análise de discurso” que sustentam seu poder discursivo e discutir os impactos sociais de seu uso. Como conclusão, aponta o “juridiquês” como obstáculo para democratização do Direito ao criar dois importantes abismos na paisagem jurídica: o informacional e o de acesso. Ao final apresenta movimentos e propostas de soluções para estimular o uso da linguagem como exercício de plena cidadania, de forma que o Direito possa cumprir seu papel fundamental de servir democraticamente a todos.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • A VIOLÊNCIA PATRIMONIAL CONTRA A MULHER E A ATUAÇÃO DA
           POLÍCIA JUDICIÁRIA

    • Authors: Manoela Assunção Santos Figueira
      Pages: 306 - 333
      Abstract: A temática “violência contra a mulher” passou a contar com maior visibilidade a partir da Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006, ou seja, a Lei Maria da Penha. Na letra da Lei são encontrados cinco tipos de violência, sendo: física, patrimonial, sexual, moral e psicológica. Diante de um contexto que abrange este estudo, busca-se fazer um recorte para a violência patrimonial, tendo em vista que este tema ainda pode ser mais bem explorado no âmbito doutrinário. O objetivo central deste estudo é analisar a problemática da violência patrimonial contra a mulher, além de trazer um olhar sobre a atuação da polícia judiciária frente ao atendimento destas mulheres, no que tange a este tipo específico de violência. Isto é, como o atendimento prestado na delegacia pode modificar esse caminho longo a ser trilhado pelas mulheres na contramão do ciclo de violência enfrentado.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • A CRIAÇÃO DE CARGOS EM COMISSÃO NAS EMPRESAS ESTATAIS POR
           ATO OUTRO QUE NÃO LEI:

    • Authors: ROGER VITÓRIO OLIVEIRA SOUSA
      Pages: 334 - 376
      Abstract: A presente análise buscou, a partir de um estudo bibliográfico que envolveu tanto a produção doutrinária quanto os entendimentos proferidos pelos tribunais pátrios, em especial pelo Tribunal Superior do Trabalho – TST, elucidar se é possível a criação de “empregos em comissão” por ato da autoridade gestora de empresa estatal ou se seria necessária lei para tanto. A relevância da pesquisa é evidente, já que se discutiu a administração da coisa pública e os riscos advindos da autorização a que se excepcionasse a exigência de lei para a atuação estatal. Para que se chegasse ao cerne da discussão, foi necessário, primeiramente, pontuar sobre a principiologia a que se submete a administração pública, além de verificar em que consiste o dever do concurso público e o por quê de sua existência. Por outro lado, fez-se necessário enfrentar a questão de quem são as empresas estatais, sendo evidenciado o regime a elas aplicável e a jurisprudência acerca desse regime. Os resultados, após a conjugação das informações angariadas, apontaram pela impossibilidade da criação desses “empregos públicos em comissão” por meio de instrumento outro que não lei, em virtude da necessária observância da legalidade, para garantir a lisura da administração da res pública. Palavras-chave: Empresas estatais. Empregos em comissão. Princípio da legalidade. Principiologia administrativa. Concurso Público.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
  • PRÁTICAS DECISÓRIAS E POSSIBILIDADES DO PLENÁRIO VIRTUAL NO
           SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

    • Authors: Wagner Vinicius de Oliveira
      Pages: 374 - 397
      Abstract: Esse artigo questiona as práticas decisórias individuais adotadas pelos Ministros do Supremo Tribunal Federal - STF. Discute a descontinuidade dessa prática decisória e entende que o plenário virtual favorece as decisões colegiadas. Para tanto, essa pesquisa bibliográfica apoia-se na literatura nacional e estrangeira para discutir os dados documentais coletados no sítio institucional do STF (2010-2020). A base teórica é fornecida pela ideia de que esse tribunal se insere entre as cortes online (SUSSKIND, 2019). Assim, descreve-se o cenário das decisões individuais dos Ministros do STF, a expansão do plenário virtual nesse ambiente e projeta-se um cenário de mudança. Os resultados confirmam a resposta inicialmente apresentada e permitem concluir que o plenário virtual colabora com as práticas decisórias colegiadas no STF.
      PubDate: 2021-12-07
      Issue No: Vol. 1, No. 20 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.238.72.122
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-