Subjects -> POLITICAL SCIENCE (Total: 1097 journals)
    - CIVIL RIGHTS (16 journals)
    - INTERNATIONAL RELATIONS (148 journals)
    - POLITICAL SCIENCE (898 journals)
    - POLITICAL SCIENCES: GENERAL (35 journals)

POLITICAL SCIENCE (898 journals)            First | 1 2 3 4 5     

Showing 201 - 281 of 281 Journals sorted alphabetically
Eastern Review     Open Access  
Economia Politica     Hybrid Journal   (Followers: 42)
Economic and Regional Studies / Studia Ekonomiczne i Regionalne     Open Access  
Ecopolítica     Open Access  
eJournal of eDemocracy and Open Government     Open Access   (Followers: 10)
El Banquete de los Dioses     Open Access  
Electoral Studies     Hybrid Journal   (Followers: 44)
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporânea     Open Access   (Followers: 1)
Encuentro     Open Access  
Entramados y Perspectivas     Open Access  
Environment and Planning C : Politics and Space     Full-text available via subscription   (Followers: 45)
Environmental Politics     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Estudios digital     Open Access  
Estudios Políticos     Open Access  
Estudos Avançados     Open Access  
Ethical Theory and Moral Practice     Hybrid Journal   (Followers: 24)
Ethics & Global Politics     Open Access   (Followers: 9)
Ethics & International Affairs     Full-text available via subscription   (Followers: 18)
Ethics in Science and Environmental Politics     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Éthique publique     Open Access   (Followers: 1)
Études internationales     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Eunomia. Rivista semestrale del Corso di Laurea in Scienze Politiche e delle Relazioni Internazionali     Open Access  
Eureka Street     Full-text available via subscription   (Followers: 4)
European Integration Studies     Open Access   (Followers: 9)
European Journal for Security Research     Hybrid Journal   (Followers: 2)
European Journal of American Culture     Hybrid Journal  
European Journal of Cultural and Political Sociology     Hybrid Journal  
European Journal of Government and Economics     Open Access   (Followers: 5)
European Journal of International Relations     Hybrid Journal   (Followers: 60)
European Journal of Political Economy     Hybrid Journal   (Followers: 62)
European Journal of Political Research     Hybrid Journal   (Followers: 88)
European Journal of Political Research : Political Data Yearbook     Hybrid Journal   (Followers: 4)
European Journal of Politics and Gender     Hybrid Journal   (Followers: 5)
European Policy Analysis     Hybrid Journal   (Followers: 2)
European Political Science     Hybrid Journal   (Followers: 44)
European Politics and Society     Hybrid Journal   (Followers: 9)
European Review     Hybrid Journal   (Followers: 19)
European Security     Hybrid Journal   (Followers: 19)
European Union Politics     Hybrid Journal   (Followers: 56)
European Yearbook of Minority Issues Online     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Evaluation     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Evaluation and Program Planning     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Exchange : The Journal of Public Diplomacy     Open Access   (Followers: 1)
Fascism     Open Access   (Followers: 5)
Federal Governance     Open Access   (Followers: 1)
Federalism-E     Open Access  
Fédéralisme Régionalisme     Open Access  
FEU Academic Review     Open Access  
Financial Times     Full-text available via subscription   (Followers: 37)
Foreign Policy     Full-text available via subscription   (Followers: 49)
Foreign Policy Analysis     Hybrid Journal   (Followers: 28)
Foro Interno. Anuario de Teoría Política     Open Access  
French Politics     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Frontiers in Political Science     Open Access   (Followers: 3)
Gaceta Laboral     Open Access  
Genocide Studies International     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Geopolítica(s). Revista de estudios sobre espacio y poder     Open Access   (Followers: 1)
Geopolitics     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Geopolitics under Globalization     Open Access   (Followers: 1)
German Politics     Hybrid Journal   (Followers: 15)
German Politics and Society     Full-text available via subscription   (Followers: 9)
Germinal : Marxismo e Educação em Debate     Open Access  
Gestão & Regionalidade     Open Access  
Ghana Journal of Development Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Ghana Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 15)
Global Affairs     Hybrid Journal  
Global Change, Peace & Security: formerly Pacifica Review: Peace, Security & Global Change     Hybrid Journal   (Followers: 274)
Global Discourse : An Interdisciplinary Journal of Current Affairs and Applied Contemporary Thought     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Global Environmental Politics     Hybrid Journal   (Followers: 19)
Global Governance: A Review of Multilateralism and International Organizations     Full-text available via subscription   (Followers: 44)
Global Justice : Theory Practice Rhetoric     Open Access   (Followers: 1)
Global Policy     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Global Public Policy and Governance     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Global Societies Journal     Open Access  
Global Society     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Global South, The     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Global Studies Quarterly     Open Access  
Göç Dergisi     Full-text available via subscription  
Good Society     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Government : Annual Research Journal of Political Science     Open Access   (Followers: 1)
Government and Opposition     Full-text available via subscription   (Followers: 27)
Granì     Open Access  
Group Processes & Intergroup Relations     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Hague Journal of Diplomacy     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Hegel Bulletin     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Hic Rhodus : Crisis capitalista, polémica y controversias     Open Access  
Histoire Politique : Revue du Centre d'histoire de Sciences Po     Open Access  
Historia i Polityka     Open Access   (Followers: 1)
History of Communism in Europe     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Hommes & Migrations     Open Access   (Followers: 3)
HONAI : International Journal for Educational, Social, Political & Cultural Studies     Open Access  
Horyzonty Polityki     Open Access  
Human Relations     Hybrid Journal   (Followers: 60)
Human Rights Law Review     Hybrid Journal   (Followers: 70)
Human Rights Quarterly     Full-text available via subscription   (Followers: 68)
Human Rights Review     Hybrid Journal   (Followers: 20)
Icelandic Review of Politics and Administration     Open Access  
Idäntutkimus     Open Access  
identidade!     Open Access  
Identities : Journal for Politics, Gender and Culture     Open Access   (Followers: 4)
Identities: Global Studies in Culture and Power     Hybrid Journal   (Followers: 21)
IDP. Revista de Internet, Derecho y Politica     Open Access   (Followers: 2)
Ids Practice Papers     Hybrid Journal  
IKAT : The Indonesian Journal of Southeast Asian Studies     Open Access  
Indes : Zeitschrift für Politik und Gesellschaft     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Index on Censorship     Hybrid Journal   (Followers: 2)
India Quarterly: A Journal of International Affairs     Hybrid Journal   (Followers: 7)
India Review     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Indialogs : Spanish Journal of India Studies     Open Access  
Innovation Policy and the Economy     Full-text available via subscription   (Followers: 7)
Innovations : Technology, Governance, Globalization     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Insight on Africa     Hybrid Journal   (Followers: 3)
InSURgência : revista de direitos e movimentos sociais     Open Access  
Intelligence & National Security     Hybrid Journal   (Followers: 45)
Interdisciplinary Political Studies     Open Access   (Followers: 1)
Interdisziplinäre Zeitschrift für Südasienforschung     Open Access  
Interest Groups & Advocacy     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Interfaces Brasil/Canadá     Open Access   (Followers: 1)
International Affairs     Hybrid Journal   (Followers: 68)
International Area Studies Review     Hybrid Journal   (Followers: 4)
International Communication of Chinese Culture     Hybrid Journal   (Followers: 4)
International Critical Thought     Hybrid Journal   (Followers: 4)
International Gramsci Journal     Open Access  
International Interactions: Empirical and Theoretical Research in International Relations     Hybrid Journal   (Followers: 5)
International Journal : Canada's Journal of Global Policy Analysis     Hybrid Journal   (Followers: 3)
International Journal of African Renaissance Studies - Multi-, Inter- and Transdisciplinarity     Hybrid Journal   (Followers: 1)
International Journal of Children's Rights     Hybrid Journal   (Followers: 22)
International Journal of Diplomacy and Economy     Hybrid Journal   (Followers: 7)
International Journal of E-Politics     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
International Journal of East Asian Studies     Open Access   (Followers: 2)
International Journal of Electronic Government Research     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
International Journal of Environmental Policy and Decision Making     Hybrid Journal   (Followers: 3)
International Journal of Human Rights     Hybrid Journal   (Followers: 67)
International Journal of Intelligence and CounterIntelligence     Hybrid Journal   (Followers: 416)
International Journal of Intercultural Relations     Hybrid Journal   (Followers: 16)
International Journal of Law and Politics Studies     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Peace Studies     Open Access   (Followers: 1)
International Journal of Politics, Culture, and Society     Hybrid Journal   (Followers: 13)
International Journal of Press/Politics     Hybrid Journal   (Followers: 12)
International Journal of Refugee Law     Hybrid Journal   (Followers: 28)
International Journal of Social Quality     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
International Journal of Sustainable Development and World Ecology     Hybrid Journal   (Followers: 8)
International Journal on Minority and Group Rights     Hybrid Journal   (Followers: 9)
International Migration     Hybrid Journal   (Followers: 38)
International Migration Review     Hybrid Journal   (Followers: 63)
International Negotiation     Hybrid Journal   (Followers: 15)
International Organization     Full-text available via subscription   (Followers: 121)
International Peacekeeping     Hybrid Journal   (Followers: 255)
International Political Science Abstracts     Hybrid Journal   (Followers: 18)
International Political Science Review     Hybrid Journal   (Followers: 60)
International Political Sociology     Hybrid Journal   (Followers: 43)
International Quarterly for Asian Studies     Open Access   (Followers: 2)
International Regional Science Review     Hybrid Journal   (Followers: 13)
International Relations     Hybrid Journal   (Followers: 33)
International Relations of the Asia-Pacific     Hybrid Journal   (Followers: 19)
International Review of Public Policy     Open Access  
International Security     Hybrid Journal   (Followers: 86)
International Socialism     Open Access   (Followers: 1)
International Spectator : Italian Journal of International Affairs     Hybrid Journal   (Followers: 9)
International Studies     Hybrid Journal   (Followers: 9)
International Studies Perspectives     Hybrid Journal   (Followers: 7)
International Studies Quarterly     Hybrid Journal   (Followers: 53)
International Studies Review     Hybrid Journal   (Followers: 21)
International Theory: A Journal of International Politics, Law and Philosophy     Hybrid Journal   (Followers: 21)
Irish Political Studies     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Israel Affairs     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Israel Journal of Foreign Affairs     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Italian Political Science Review / Rivista Italiana di Scienza Politica     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Italian Politics     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
IZA Journal of Development and Migration     Open Access   (Followers: 6)
Izquierdas     Open Access  
Japan Forum     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Japanese Journal of Political Science     Hybrid Journal   (Followers: 9)
JAWI     Open Access  
JCMS : Journal of Common Market Studies     Hybrid Journal   (Followers: 48)
Jewish Culture and History     Hybrid Journal   (Followers: 20)
JICSA : Journal of Islamic Civilization in Southeast Asia     Open Access  
JISIP-UNJA : Jurnal Ilmu Sosial dan Ilmu Politik Fisipol Universitas Jambi     Open Access  
JKAP (Jurnal Kebijakan dan Administrasi Publik)     Open Access  
Journal Exit-Deutschland. Zeitschrift für Deradikalisierung und demokratische Kultur     Open Access  
Journal for Deradicalization     Open Access   (Followers: 5)
Journal for Peace and Justice Studies     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Journal for Peace and Nuclear Disarmament     Open Access  
Journal for the Study of Radicalism     Full-text available via subscription   (Followers: 10)
Journal of African Conflicts and Peace Studies     Open Access   (Followers: 10)
Journal of APF Command and Staff College     Open Access  
Journal of Borneo-Kalimantan     Open Access   (Followers: 1)
Journal of Catholic Social Thought     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Journal of Chinese Governance     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Journal of Chinese Political Science     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Journal of Civil Society     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Journal of Cold War Studies     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Journal of Conflict Resolution     Hybrid Journal   (Followers: 68)
Journal of Conflict Studies     Open Access   (Followers: 22)
Journal of Contemporary Central and Eastern Europe     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Journal of Contemporary East Asia Studies     Open Access  
Journal of Contemporary European Research     Open Access   (Followers: 16)
Journal of Contemporary European Studies     Hybrid Journal   (Followers: 13)
Journal of Current Chinese Affairs     Open Access   (Followers: 6)
Journal of Danubian Studies and Research     Open Access  

  First | 1 2 3 4 5     

Similar Journals
Journal Cover
Estudos Avançados
Journal Prestige (SJR): 0.232
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0103-4014
Published by SciELO Homepage  [672 journals]
  • Bicentenário da Independência

    • Authors: Sergio Adorno
      Pages: 3 - 3
      Abstract: Este número é, em grande medida, dedicado ao Bicentenário da Independência no Brasil. O dossiê contempla 12 contribuições que abordam recortes temáticos variados da vida social e política da sociedade nacional independente em sua contemporaneidade. Embora não tenha sido propósito do dossiê rever a historiografia da Independência ou preencher lacunas não raro apontadas por historiadores e demais cientistas sociais, questões dessa ordem e natureza não estiveram ausentes nas contribuições. O conjunto dos ensaios é movido por ao menos duas indagações: O que singulariza as ideias de soberania e modernidade na sociedade brasileira' Como se materializou em ações, planos governamentais, políticas públicas, pensamento social, ciência, cultura e educação a dialética entre modernidade e tradição e quais seus desdobramentos' O dossiê explora desafios e impasses sobretudo nas contribuições que focalizam paradoxos e antinomias do pensamento social no Brasil. Sob essa perspectiva, os ensaios abordam as tensões entre memória, política e escrita da história ao colocar em evidência diferentes narrativas sobre a Independência como fato e processo histórico. Nessa mesma linha, abordam-se três momentos decisivos nos quais as relações entre Estado e sociedade foram problematizadas, pondo em destaque temas como centralização e descentralização política, a adequação das instituições políticas às características dessa sociedade e o enfrentamento da questão democrática. Não é estranho que se possa aludir a conflitos de tempos no Brasil contemporâneo, marcados pela perda de evidência do horizonte de futuro como sincronizador social, tema tratado em um dos ensaios. Do mesmo modo, comparecem ao dossiê abordagens sobre o papel da ciência, nesses 200 anos, na formação do Brasil como nação, assim como a respeito do papel das artes - literatura, teatro, cinema, artes visuais, canção popular - na conformação dos chamados “modernismos tardios”. No interior desse conjunto, destaca-se a entrevista concedida aos curadores do dossiê pelo reconhecido historiador Carlos Guilherme Mota,1 um estimulante overview sobre obras de referência para compreender a historiografia pós-Independência. O dossiê reúne também exame de fatos e processos sociais relevantes para a compreensão do Bicentenário da Independência, entre os quais: a construção da esfera pública desde 1822 e suas crises atuais; as práticas racistas e xenofóbicas, que violam direitos humanos, obscurecem diferenças, desigualdades e desconhecem a existência coletiva de seus portadores; as dinâmicas sociais que estabelecem a existência de grupos armados com ambições hegemônicas sobre territórios, populações e mercados ilegais; a destruição e degradação dos biomas nacionais acenando para uma catástrofe ambiental; e os padrões de acumulação e segregação socioespacial em São Paulo, alavancados por operações imobiliárias de grande envergadura. Este número contém ainda um dossiê que trata de distintos diagnósticos dos problemas e dilemas da educação contemporânea, vistos sob um ângulo determinado: o de livros e autores que, ao se tornarem “clássicos” nesse campo, pautaram temas estratégicos para a compreensão das relações entre atores, bem como do cotidiano escolar, dos valores em mudança, dos desafios em períodos singulares como o de pandemias e sobretudo para a formulação de políticas públicas educacionais.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.001
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • 3 vezes 22: ideias de Brasil moderno e soberano em torno de 1822, 1922 e
           2022

    • Authors: Antônio David, Alexandre Macchione Saes, Carlos A. de M. R. Zeron
      Pages: 7 - 22
      Abstract: A ideia de Brasil soberano e moderno, tão marcante no ensaísmo, na pesquisa acadêmica e no imaginário coletivo, designa um vasto horizonte de aspirações comuns que propôs ciclicamente promessas de um futuro de prosperidade, até ser confrontado pela complexidade dos desafios atuais, às vésperas do segundo centenário da Independência. O artigo interroga as revisões das ideias de soberania e modernização no ensaísmo e no pensamento histórico-econômico.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.002
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Memória, historiografia e política: a independência do
           Brasil, 200 anos depois

    • Authors: Cecilia Helena de Salles Oliveira
      Pages: 23 - 42
      Abstract: Este artigo discute as origens de certos saberes acadêmicos e não acadêmicos em torno da independência do Brasil, inserindo-os em um jogo de permanente tensão entre memória, política e escrita da história. Ao longo de 200 anos, essa tensão tem acompanhado a temática da Independência, garantindo-lhe uma condição central na história do Brasil e renovando sua atualidade.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.003
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Estado e sociedade no Brasil: um encontro adiado com a democracia

    • Authors: André Botelho, Gabriela Nunes Ferreira
      Pages: 43 - 64
      Abstract: Três momentos decisivos das relações entre Estado e sociedade no pensamento social e político são abordados: no Império, o debate entre Tavares Bastos e o Visconde do Uruguai; na Primeira República, Oliveira Vianna é o autor central; na transição da ditadura civil-militar de 1964-1985 para a democracia, Raymundo Faoro e Florestan Fernandes são incontornáveis. Se no primeiro momento o debate sobre centralização e descentralização política concentra os interesses, no segundo a questão da adequação das instituições políticas à sociedade é o grande tema; mas, já no terceiro momento, o enfrentamento do problema da democracia nas relações entre Estado e sociedade não poderia ser mais adiado. Traçando esse histórico, no Bicentenário da Independência, queremos repensar impasses dessas relações que permanecem em aberto no presente. 
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.004
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • 2022: o pacto de 1988 sob a Espada de Dâmocles

    • Authors: Camila Rocha, Jonas Medeiros
      Pages: 65 - 84
      Abstract: Neste artigo apontamos como a crise do pacto democrático de 1988 se originou a partir de novas dinâmicas fomentadas pela própria esfera pública pós-burguesa brasileira, a qual se desenvolveu em meio ao processo de redemocratização nacional. Na primeira seção apontamos de forma resumida como se deu a construção da esfera pública no Brasil desde 1822 até a redemocratização em 1988. Na segunda, apontamos como se deu a gênese e o desenvolvimento da esfera pública pós-burguesa no país, e, nas terceira e quarta seções, apontamos como sua crise se originou a partir de embates no âmbito do debate público que passavam ao largo da institucionalidade e mobilizavam a contrapublicidade: performances disruptivas e recebidas como indecorosas. Nesse sentido, argumentamos que o bolsonarismo, ao fomentar o que denominamos como contrapublicidade dominante, coloca a Nova República, novamente, sob a Espada de Dâmocles.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.005
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • País do futuro' Conflitos de tempos e historicidade no Brasil
           contemporâneo

    • Authors: Rodrigo Turin
      Pages: 85 - 104
      Abstract: O ensaio se propõe a pensar os conflitos de tempos no Brasil contemporâneo a partir do diagnóstico de uma perda da evidência do horizonte moderno de futuro. Busca-se interrogar de que modo essa perda de evidência do horizonte de futuro como sincronizador social se revela tanto na implosão do tempo da Nova República, como na emergência do tempo planetário na história nacional, expresso pelos efeitos da mudança climática. Em ambas as dimensões, que agora se entrecruzam de maneira decisiva, a singularidade temporal da nação é profundamente colocada em questão.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.006
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Sobre conceitos, historiografia e ideias “fora do lugar”

    • Authors: Carlos Guilherme Mota
      Pages: 105 - 116
      Abstract: Entrevista concedida pelo historiador Carlos Guilherme Mota à revista Estudos Avançados em que o historiador aborda aspectos conceituais de sua obra e das obras de Roberto Schwarz e Florestan Fernandes, bem como fatos de sua relação com escritores como Caio Prado Jr., Alfredo Bosi e Emília Viotti da Costa, tendo em vista as questões culturais da realidade brasileira. Ao final, o historiador apresenta um pequeno glossário com termos significativos de seu pensamento e sua obra.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.007
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • O mundo e a diversidade: questões em debate

    • Authors: Kabengele Munanga
      Pages: 117 - 130
      Abstract: As ondas migratórias que partiram do próprio berço da humanidade cientificamente situado no continente africano e que se prolongam até hoje por motivos históricos diversos, o tráfico humano dos africanos e as invasões coloniais dos territórios da América, da África e da Asia somando juntaram no mesmo território geográfico descendentes de povos e culturas diferentes. Nesses encontros houve enriquecimentos transculturais incontestáveis; os sangues se misturaram; os deuses se tocaram e as cercas das identidades vacilaram, por um lado. Mas, por outro lado, as diferenças continuam a ser motivos de conflitos, pois manipuladas ideologicamente pelas classes dominantes na política de dividir para dominar. Esses conflitos se traduzem notadamente pelas práticas racistas e xenofóbicas que engendram a violação dos direitos humanos dos diferentes e consequentes as desigualdades sociais decorrentes. A questão que se coloca é como estabelecer a equidade e a igualdade de tratamento, sem antes reconhecer a existência coletiva dos portadores das diferenças e suas identidades. Apesar dos progressos da ciência e tecnologia, da globalização da economia do mercado na óptica capitalista neoliberal e dos meios de comunicação, os debates sobre a diversidade e suas diferenças colocam todos os países no mesmo barco. Este texto tem como proposta discutir algumas questões em debate sobre diversidade, partindo das realidades brasileiras dos últimos vinte anos depois da Conferência de Durban.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.008
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Domínios armados e seus governos criminais – uma abordagem não
           fantasmagórica do “crime organizado”

    • Authors: Jacqueline de Oliveira Muniz, Camila Nunes Dias
      Pages: 131 - 152
      Abstract: Busca-se contribuir para a compreensão das dinâmicas sociais, econômicas e políticas onde se estabelecem domínios armados com suas ambições de hegemonia sobre território e população e de monopólio de mercados ilegais. Parte-se das práticas de governança criminal do PCC em São Paulo e das milícias no Rio de Janeiro como ilustrações de exercício de governos criminais, explorando suas similaridades e diferenças. Propõe-se uma grade conceitual-analítica a partir de alguns elementos centrais como as múltiplas relações com diversos atores estatais, a complexa inserção comunitária e a diversificação criminal e regulação de mercados (i)legais. A abordagem da governança criminal coloca-se como alternativa às narrativas do “crime organizado”, substituindo noções teórico-abstratas por concepções teóricas-conceituais construídas a partir da observação empírica dos efeitos produzidos nos territórios sob domínio armado. 
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.009
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • O legado modernista: recepção e desdobramentos nas décadas
           de 1960 e 1970

    • Authors: Ivan Francisco Marques
      Pages: 153 - 168
      Abstract: Ao longo dos últimos 100 anos, o ideário modernista foi objeto de numerosas releituras, atualizações e revisões críticas. A partir de meados do século XX, artistas de diversos campos – literatura, teatro, cinema, artes visuais e canção popular, entre outros – tomaram as vanguardas da década de 1920 como matrizes de invenção e pensamento, que buscaram atualizar e radicalizar. Na fase mais dura do regime militar, movimentos então rotulados como “marginais” procuraram no modernismo as fontes de uma arte de cunho experimental, irônico e subversivo. Este artigo propõe uma reflexão sobre esses “modernismos tardios”, sem desconsiderar os estudos críticos, um tanto avessos à tradição modernista, produzidos pela Universidade no mesmo período – que, segundo fontes diversas, marca simultaneamente o ápice e o encerramento da influência do Modernismo na cultura brasileira.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.010
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Brasil, 200 anos de devastação O que restará do país
           após 2022'

    • Authors: Luiz Marques
      Pages: 169 - 184
      Abstract: Duas constantes atravessam nossa história nos dois últimos séculos: a escravidão e seu legado nas relações entre os humanos, e a destruição nas relações dos humanos com a paisagem natural e com as outras espécies. O presente artigo atém-se a uma breve análise desse segundo traço estruturante da sociedade brasileira. O discurso proferido em 1823 por José Bonifácio de Andrada e Silva assinala o ponto de partida de um processo que só viria desde então a se agravar. Após 200 anos de destruição, três evidências se acumulam: 1- após 50 anos (1970-2020) de destruição e degradação de mais de 2 milhões de km2 dos biomas nacionais, a sociedade brasileira avança na direção de uma catástrofe ambiental sem precedentes em nossa história; 2- esse avanço se acelerou no último decênio; e 3- múltiplos indicadores permitem afirmar que já estamos nos estágios iniciais desse colapso.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.011
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • São Paulo, cem anos de máquina de crescimento urbano

    • Authors: Mariana Fix, Pedro Fiori Arantes
      Pages: 185 - 210
      Abstract: Este artigo atravessa diferentes camadas históricas na metrópole paulistana, recolhendo pistas sobre operações imobiliárias de grande envergadura decisivas para o padrão de acumulação e segregação socioespacial em São Paulo no último século. O primeiro ato, nosso ponto de partida, é a operação imobiliária realizada a partir de 1910 pelo capital financeiro internacional em associação com agentes públicos e privados locais, em terras que correspondiam a mais de um terço da área urbana do município, sob liderança da Companhia City. O segundo ato, lida com os primórdios da articulação mais recente por trás da produção de um skyline que mimetiza aquele das chamadas cidades globais, nas margens do Rio Pinheiros. Entre eles, outra operação com terras que marcaria a história da cidade, com a captura de 21 mil hectares de áreas lindeiras ao Rio Pinheiros, obtidas com a canalização e retificação do rio, e drenagem de suas margens. A sucessão desses arranjos e coalizões que discutiremos não é linear nem indica necessariamente progresso, menos ainda desenvolvimento, mas sim estratégias de cada momento da máquina imobiliária de crescimento.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.012
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • As ciências na formação do Brasil entre 1822 e 2022: história e
           reflexões sobre o futuro

    • Authors: Nísia Trindade Lima, Dominichi Miranda de Sá, Ingrid Fonseca Casazza, Carolina Arouca Gomes de Brito
      Pages: 211 - 236
      Abstract: Este artigo traça um panorama da história da atuação das ciências no processo histórico de formação do Brasil como nação. Entre 1822 e 2022, os cientistas deram contribuições cruciais ao debate sobre constituição do Estado; identidade nacional; cidadania; visões sobre populações; políticas públicas de saúde e educação; projetos de criação de universidades; circulação internacional de saberes; soberania, desenvolvimento nacional, inserção do Brasil no mundo e convivência entre o atraso e a modernidade. Sugere-se que esses temas centrais em 1822 e 1922 devem ser atualizados na agenda do Bicentenário da Independência. Tal atualização requer uma análise do processo histórico em que se destacam tendências acentuadas pela pandemia de Covid-19: a importância das ciências, e da sustentabilidade da atividade científica, na resposta à crise e aos desafios contemporâneos; a persistência das desigualdades, inclusive as relacionadas ao desenvolvimento científico e tecnológico, e a questão ambiental, transversal e incontornável para todas as áreas do conhecimento.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.013
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Convergências: pensar ensino e desigualdade com Scheffler, Patto,
           Bourdieu e Passeron

    • Authors: Juliana de Souza Silva, Katiene Nogueira da Silva, Renata Marcílio Cândido
      Pages: 237 - 254
      Abstract: Nosso texto, assim como todos os que compõem a iniciativa deste dossiê, é o resultado dos esforços de evidenciar os livros e autores que se tornaram “clássicos” para cada uma de nós. Assim, os autores aqui em pauta foram escolhidos por serem leituras estruturantes da forma como pensamos e concebemos o mundo e a área à qual decidimos dedicar nossos esforços de pesquisa e de reflexão. Desse modo, neste artigo, retomamos as reflexões propostas por Maria Helena Souza Patto e Pierre Bourdieu e Jean-Claude Passeron sobre a desigualdade escolar, e Israel Scheffler sobre o discurso pedagógico que forja certas compreensões sobre ela. No momento contemporâneo, no qual a emergência de uma pandemia e seu consequente isolamento social impõem que a escolarização, para que continue ocorrendo, reinvente suas práticas, seus tempos e seus espaços, modificando a relação pedagógica, o acesso à tecnologia, o capital cultural herdado e a escolarização dos pais mostram-se como trunfos para o sucesso escolar. Nesse âmbito, retomar as contribuições de tais autores mostra-se um exercício potente de reflexão.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.014
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • "Pensar com" José Mário Pires Azanha a elaboração do porvir
           educacional brasileiro

    • Authors: Patrícia Aparecida do Amparo, Ana Laura Godinho Lima, Denice Barbara Catani
      Pages: 255 - 270
      Abstract: Na situação pouco esperançosa imposta pela devastação a que nos submeteu o ano 2020, a inquietação acerca dos rumos possíveis para a educação num futuro próximo nos leva a procurar modos de propor a educação que se alicercem sobre valores de cuidado com o mundo. Assim, o artigo retoma o pensamento educacional de José Mário Pires Azanha e busca “pensar com” ele possibilidades educativas no nosso tempo. Ressalta-se como as formulações e ações do autor, tecidas no interior de sua produção teórica e atividades profissionais, têm oferecido elementos estruturantes aos debates acerca da escola, do trabalho pedagógico, das relações entre professores e alunos e da pesquisa educacional. Afirma-se, por exemplo, o modo como ele antecipou o empenho para com a justiça social educativa, expressa pela universalização do acesso à escola, na história educacional paulista. Unindo pensamento e ação o autor elabora proposições científicas e políticas num modelo de investigação educacional e de constituição da pedagogia que acolhe a vida e o trabalho escolar como construções sociais, valorizando a autonomia dos professores e das escolas na elaboração do projeto político pedagógico da instituição. Concebemos assim a reflexão contida no texto como uma situação exemplar para se compreender nossos “clássicos do pensamento educacional”, tomando a ideia de clássico a partir das sugestões de Ítalo Calvino.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.015
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Educação, sociedade e democracia: O legado de John Goodlad

    • Authors: Domingos Fernandes
      Pages: 271 - 286
      Abstract: O principal propósito deste artigo é apresentar e discutir algumas das ideias mais relevantes da extensa e intensa obra de John Goodlad (1920-2014) no que se refere a questões relacionadas com a renovação e a melhoria da educação, das escolas e da sociedade democrática e social. Por meio da leitura e da consulta de alguns dos seus textos reconhecidamente mais influentes, foi possível, por um lado, produzir uma breve síntese biográfica do autor e, por outro, identificar algumas das linhas mestras que orientaram o seu pensamento e a sua ação cívica. As suas pesquisas e a sua incansável luta para melhorar a educação e a democracia, que perspetivava numa relação simbiótica, foram sempre orientadas pela ideia de que o conhecimento sociológico crítico e profundo das escolas é uma condição indispensável para a sua renovação e melhoria. E esse é, muito provavelmente, o seu mais fundamental legado.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.016
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Michel Foucault em (de)formações: sobre clássicos e usos em História
           da Educação

    • Authors: José Cláudio Sooma Silva, José Gonçalves Gondra
      Pages: 287 - 304
      Abstract: O artigo focaliza a chamada história genealógica, sublinhando as principais categorias mobilizadas por Michel Foucault, consideradas como ferramentas alternativas para o exercício de produção de sentidos sobre acontecimentos diversos. Em seguida, explora as apropriações de Foucault no campo da História da Educação, a partir do conjunto de artigos publicados na Revista Brasileira de História da Educação, de 2001 a 2021. Esse percurso de análise foi construído com o anseio de pensarmos esse autor como um clássico que, ao sofrer (de)formações, pode contribuir para a emergência de outras ênfases interpretativas nos estudos educacionais.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.017
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Ciência, evolução e educação em Herbert Spencer

    • Authors: Décio Gatti Junior, Leonardo Batista dos Santos
      Pages: 305 - 320
      Abstract: As ideias do britânico Herbert Spencer (1820 a 1903) abrangeram diferentes áreas do conhecimento e, em sua época e para além dela, influenciaram discursos políticos reformistas pelo mundo, a saber: importância da ciência e de seu ensino nas escolas; contrariedade da interferência do estado na vida dos indivíduos; otimismo em relação ao progresso; seleção por competência; teoria evolucionista da sociedade. Sobre a educação advogou a existência de uma hierarquia de atividades: 1ª) conservação própria; 2ª) necessárias à conservação própria; 3ª) disciplina dos filhos; 4ª) procedimentos sociais e relações políticas; 5ª) restante da vida (gostos e sentimentos). Consideramos que a compreensão das ideias de Spencer favorece o entendimento do mundo histórico desde o final do século XIX até primeiras décadas do século XX, mas também permite refletir sobre questões importantes da atualidade.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.018
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
  • Ensinar longe da escola: ensaio sobre as representações em E.
           Durkheim e R. Chartier

    • Authors: Roni Cleber Dias de Menezes, Vivian Batista da Silva
      Pages: 321 - 335
      Abstract: Após meses com as salas de aula fechadas, professores e alunos ainda não vislumbram quando se poderá voltar às escolas. Roger Chartier, no artigo “Mundo pós-pandemia”, publicado em 1º de junho na página virtual do Sesc-SP, destaca a “infinita tristeza do ensino” no isolamento. Na esteira dessa percepção, vimos desde a interrupção das aulas avaliações as mais diversas sobre o papel da instituição escolar e da socialização que ela realiza para a formação educacional da infância e juventude. Interessados em alargar a visão sobre o tema, propomos historicizar o que chamamos aqui de “imagem da sala de aula”. Para concretizar nosso propósito, escolhemos para análise as imagens presentes nas famosas histórias em quadrinhos francesas do Petit Nicholas, assinadas por René Goscinny e ilustradas por Jean-Jacques Sempé entre 1956 e 1964. Tais imagens serão interpeladas com o auxílio da noção de representação, na voz de autores há muito tempo lidos e relidos entre os educadores: Émile Durkheim e Roger Chartier. O uso do conceito de representação nos será útil para explorar as múltiplas respostas dos autores de seus respectivos tempos históricos sobre os problemas e as potências da escola. Lembrando as palavras de Ítalo Calvino (1993), convém dedicarmos um tempo para revisitar leituras importantes de nossa formação. As referências permanecem as mesmas, mas nossas trajetórias e desafios mudam. A atual situação é um convite à releitura dessas obras “clássicas” que, pela sua fecundidade, sobretudo quando explicam a força da representação, permitem refletir sobre a construção do desejável em educação hoje.
      PubDate: 2022-06-03
      DOI: 10.1590/s0103-4014.2022.36105.019
      Issue No: Vol. 36, No. 105 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.78.122
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-