A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> SCIENCES: COMPREHENSIVE WORKS (Total: 374 journals)
The end of the list has been reached or no journals were found for your choice.
Similar Journals
Journal Cover
Revista Saber Digital
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 1982-8373
Published by Centro Universitário de Valença Homepage  [2 journals]
  • Perfil epidemiológico dos casos de leptospirose canina em bairros
           residenciais do Rio de Janeiro

    • Authors: Elisabeth Valente Carvalho Valente Carvalho; Allan dos Santos Moreira, Lucas Vellasco, Jaqueline Travassos de Melo
      Abstract: Introdução: A leptospirose é uma doença infecciosa, aguda, causada pela Leptospira interrogans. É considerada uma zoonose e possui uma ampla distribuição mundial. Devido ao clima tropical apresentado no estado do Rio de Janeiro, há uma colaboração para a incidência de chuvas fortes seguidas de alagamentos, facilitando a disseminação da bactéria. A transmissão ocorre pelo contato com urina de ratos, guaxinins e gambás contaminados. A leptospirose canina é um problema sanitário de grande importância, por ser a principal fonte de transmissão da bactéria para o homem. Objetivo: o presente estudo teve como objetivo analisar o perfil epidemiológico dos casos de leptospirose canina, no município do Rio de Janeiro, entre 2018 e 2021. Materiais e métodos: os dados utilizados no estudo foram obtidos juntamente ao setor de vigilância epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (Gerência de Doenças Transmitidas por Vetores e Zoonoses). Resultados: a análise mostrou o diagnóstico de leptospirose canina em vários bairros do município do Rio de Janeiro. Destacam-se o centro do Rio e a zona portuária com a maior incidência de casos, sendo os anos de 2019 e 2021 os anos com maiores taxas de diagnóstico. Há que se enfatizar sobre a importância de refletir sobre ações para combater a doença no município do Rio de Janeiro. Conclusão: nesse contexto, torna-se imprescindível a implementação de estratégias, visando conter a disseminação da bactéria Leptospira interrogans no meio ambiente, reduzindo o número de infecções por ela causadas tanto em humanos quanto em animais.
      PubDate: Seg, 18 Abr 2022 14:42:56 -030
       
  • Pênfigo Dermatofítico - Relato de Caso

    • Authors: Karolina Fernanda de Souza Costa; Flávia Clare Goulart de Carvalho
      Abstract: Introdução: O Pênfigo dermatofítico é uma doença cutânea extremamente rara, com baixas casuísticas no Brasil, essa enfermidade apresenta-se da mesma forma que o pênfigo superficial, acometendo a barreira mucocutânea de cães e gatos. Objetivo: relatar um caso de pênfigo dermatofítico em um canino, fêmea, SRD, de 4 anos, de 26 Kg, o qual foi atendido no Hospital Veterinário Escola do UNIFAA. Relato de caso: O animal apresentava inicialmente alopecia, eritema, erosão, crostas melicéricas, descamação e colarinho epidérmico. Foi realizada uma cultura fúngica e uma biópsia, onde foi possível observar a presença do fungo Trichophyton spp. No exame histopatológico o resultado compatível com pênfigo foliáceo, com isso  foi possível diagnosticar que o animal apresentava um quadro incomum de dermatofitose e pênfigo ocorrendo de forma simultânea, não sabendo exatamente qual enfermidade causou a outra. Foi instituído o tratamento com mupriocina tópica e diprogenta® creme nas lesões, deflazacort na dose de 0,15 mg/Kg SID até a remissão das lesões no tratamento reativo, no tratamento pró-ativo duas vezes por semana e depois substituindo por azatioprina 2,0 mg/kg SID 30 dias, depois reduzindo para 1,0 mg/kg SID e ração light. Resultados: O animal apresentou melhora total, sem apresentar novamente os sinais clínicos e com o exame de cultura fúngica negativa, porém na ausência do imunossupressor as lesões alopecias ulcero-crostosas retornavam concluindo diagnóstico de pênfigo superficial. Conclusão: Por ser uma doença crônica e autoimune, o paciente precisara realizar o controle dela pelo resto de sua vida, com o uso de medicação diária a base de imunossupressores.
      PubDate: Seg, 18 Abr 2022 14:39:34 -030
       
  • Lipidose Hepática Felina - Relato de Caso

    • Authors: Júlia Silva Gomes; Sylvia Azevedo, Maria Luiza Braz
      Abstract: Introdução: A lipidose hepática felina (LHF) é uma das doenças mais frequentemente diagnosticadas na espécie felina, sem predisposição por sexo, idade ou raça. Objetivo: Sendo assim o presente relato teve como objetivo demonstrar a importância do reconhecimento dos sinais e da intervenção em gatos com lipidose hepática, devido ao potencial risco de óbito caso o manejo correto não seja realizado. Relato do caso- Foi atendida em uma clínica veterinária, uma gata, SRD e de três anos. De acordo com o tutor o animal estava a quatro dias inapetente, frequentes episódios de vômito e havia perdido cerca de dois quilos. Segundo o tutor o quadro começou após a família ter mudado de residência. No exame físico o animal apresentava-se apática, magra, com o pelame arrepiado e sem brilho, orelhas e mucosas ictéricas. Após a realização dos exames complementares foi constatado que o animal estava com um quadro de lipidose hepática felina. O animal foi internado para o adequado tratamento e a colocação de sonda nasogástrica para restituir a alimentação. Após a estabilização do quadro foi recomendado a colocação de sonda esofágica e em seguida foi dada alta ao paciente com continuidade do tratamento de forma domiciliar. O animal demonstrou-se responsivo durante o tratamento. Conclusão: Sendo assim, através do relato de caso, conclui-se que a lipidose hepática felina é uma doença relevante na clínica de felinos, devido à alta recorrência e potencial risco de óbito. Os pilares para um bom prognóstico relacionam um correto diagnóstico e a instituição de um tratamento precoce, em conciliação com o realizado no presente relato.
      PubDate: Seg, 18 Abr 2022 14:37:15 -030
       
  • Incidência de complicações transanestésicas em felinos submetidos a
           anestesia geral na Policlínica Veterinária Escola de Pequenos Animais do
           UNIFAA no período de 2018 a 2020

    • Authors: Pollyana Palmeira da Silva Rosa; Bianca da Silva Soares, Mariana Gonçalves de Andrade Paiva, Valesca Oliveira de Sousa, Fabiano Luiz Dulce de Oliveira, Anna Julia Rodrigues Peixoto
      Abstract: Introdução: Os felinos estão entre as principais espécies com os maiores índices de óbitos perianestésicos, apresentando as complicações transanestésicas como suas principais causas. Nesse sentido o conhecimento dessas complicações resulta em melhores intervenções corretivas e/ou profiláticas, favorecendo assim a redução destas complicações. Objetivo- O presente estudo teve como objetivo avaliar a incidência de complicações transanestésicas ocorridas em felinos submetidos a procedimentos cirúrgicos na Policlínica Veterinária Escola de Pequenos Animais da UNIFAA no período de 2018 a 2020. Material e métodos: Foram incluídos no estudo felinos que apresentavam fichas anestésicas que continham dados referentes a avaliação pré-anestésica, protocolo anestésico e monitoração transanestésica, devidamente preenchidos. Resultados: Foram analisados 241 registros anestésicos e 59 destes (24%) apresentaram dados transanestésicos satisfatórios para o desenvolvimento do estudo. Foram observadas complicações transanestésicas em 78% das fichas analisadas. As complicações mais incidentes foram: hipotensão arterial (29/ 64%) e bradipneia (27/ 60%). Os animais ASA I e ASA III apresentaram maior incidência de complicações cardiovasculares (60% e 100% respectivamente). Em contrapartida os animais ASA II apresentaram maior incidência de complicações respiratórias (80%). Além disso, os animais ASA I e ASA III apresentaram incidência de outras complicações (2% e 17% respectivamente). Não foram registrados óbitos perianestésicos no estudo. Conclusão: Através do presente estudo conclui-se que mesmo felinos saudáveis apresentam altas taxas de complicações. Dessa forma se faz necessário o monitoramento adequado de todos os pacientes independente de seu estado físico, bem como o preenchimento adequado dos dados anestésicos possibilitando assim melhorias na especialidade através de estudos retrospectivos.   
      PubDate: Seg, 18 Abr 2022 14:34:48 -030
       
  • Estudo retrospectivo das complicações transanestésicas em cães
           ocorridas na Policlínica Veterinária Escola de Pequenos Animais do
           UNIFAA no período de 2019 a 2020

    • Authors: Bianca da Silva Soares; Pollyana Palmeira da Silva Rosa, Mariana Gonçalves de Andrade Paiva, Valesca Oliveira de Sousa, Fabiano Luiz Dulce de Oliveira, Anna Julia Rodrigues Peixoto
      Abstract: Introdução: Apesar dos avanços na anestesiologia veterinária, o número de complicações anestésicas em cães ainda é expressivo, sendo importante criar estratégias para diminuir a taxa de complicações e de mortalidade. Objetivo- O presente trabalho visou identificar as complicações transanestésicas de cães submetidos a anestesia geral na Policlínica Veterinária Escola de Pequenos Animais da UNIFAA no período de 2019 a 2020. Material e métodos: Foram incluídas no estudo retrospectivo, fichas anestésicas de cães que continham informações completas da avaliação pré-anestésica, protocolo instituído e monitoração. Foi realizada a classificação ASA dos pacientes e analisados os registros de monitoração transanestésica para identificação das complicações. Resultados: Foram obtidos 371 registros, sendo que 192 preencheram os critérios de inclusão. A maioria dos animais foram classificados como ASA I (53%). Foi possível identificar ao menos uma complicação transanestésica em 150 registros. Não houve registros de óbito perianestésico no período estudado. As complicações transanestésicas mais prevalentes nos pacientes ASA I foram as complicações cardiovasculares (37%); nos cães ASA II foram as complicações respiratórias (82%); nos cães ASA III as complicações respiratórias e cardiovasculares tiveram mesma incidência (72%) e; em pacientes ASA IV as complicações respiratórias (74%) foram mais incidentes. Conclusão: Através do estudo conclui-se que ainda é elevada a ocorrência de complicações transanestésicas em cães, independentemente de sua classificação ASA.  Destaca-se ainda a importância da confecção dos registros anestésicos adequadamente, para que estudos como esses possam ser realizados afim de contribuir para a melhoria do serviço prestado e para o avanço da especialidade.
      PubDate: Seg, 18 Abr 2022 14:30:55 -030
       
  • Prevalência de sintomas depressivos nos acadêmicos do 1° ao 8°
           período da Faculdade de Medicina de Valença

    • Authors: Bianca Alves Oliveira; Leonardo Nunes de Carvalho, Laíse Navarro Jardim, Júlia Luíza Farolfi de Melo Venuto, Gabriel Filgueiras Lucchesi, Carolina Augusta Assumpção Gouvêa, Thamyris Quearelli Rezende Pedrosa
      Abstract: Objetivo: Conhecer a prevalência dos sintomas depressivos nos estudantes de Medicina da UNIFAA. Materiais e Métodos: A pesquisa foi realizada no curso de Medicina da UNIFAA com acadêmicos voluntários do 1º ao 8º período. Os participantes responderam a dois questionários: o Inventário de Depressão de Beck (IDB) e um questionário elaborado pelos autores. Para tal estudo, foi usado os cortes: 0 a 11: sem sintomas de depressão ou sintomas mínimos; 12 a 19 pontos: sintomas de depressão leve a moderada; 20 a 35 pontos: sintomas de depressão moderada; 36 a 63 pontos: sintomas de depressão grave. Resultados: A proporção de sintomas depressivos é maior no sexo feminino, bissexuais, estudantes que moram sozinhos, que estão mais distantes da cidade de origem, e que já tinha história previa de transtorno mental. A prevalência de sintomas depressivos foi maior no 4° e 6° períodos. Conclusão: Entende-se que o apoio psicopedagógico para com estes estudantes é de extrema importância, independente do período que o aluno se encontre.
      PubDate: Seg, 18 Abr 2022 14:25:10 -030
       
  • O conhecimento de mulheres no ciclo gravídico puerperal sobre a
           hipertensão arterial sistêmica

    • Authors: Cintia Valéria Galdino; Vanessa Pontes Ferreira Alves
      Abstract: Introdução: A hipertensão arterial é considerada como um grande problema de saúde pública. Na mulher a hipertensão arterial gestacional é classificada no Brasil como o maior índice de mortalidade materna. O conhecimento das mulheres no clico gravídico puerperal, é primordial para a promoção da saúde e prevenção dos agravos que acometem a mãe e o bebê. Objetivo do estudo: O presente estudo tem como objetivo analisar o conhecimento das mulheres, internadas em uma Maternidade, sobre a Hipertensão Arterial Sistêmica no ciclo gravídico puerperal. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo exploratório com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados com 11 mulheres no ciclo gravídico puerperal, por meio de uma entrevista com perguntas semiestruturadas. O presente estudo foi submetido ao Comitê de Ética e Pesquisa do Centro Universitário de Valença, sendo aprovado pelo parecer de número 4.245.710. Resultados: Foram construídas duas categorias de análise: O conhecimento da hipertensão arterial sistêmica relacionada aos fatores de risco alimentar comportamental; A importância do pré-natal como estratégia de atenção e segurança no cuidado com a hipertensão arterial sistêmica. Conclusão: Conclui-se com o presente estudo que o conhecimento de mulheres, internadas em uma Maternidade Escola na região Médio Paraíba do Estado do Rio de Janeiro, sobre a hipertensão arterial sistêmica no ciclo gravídico puerperal são suficientes para prevenir problemas causados na mãe e no bebê, devido a hipertensão arterial.
      PubDate: Seg, 18 Abr 2022 14:17:12 -030
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.238.180.255
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-