Subjects -> MEDICAL SCIENCES (Total: 8196 journals)
    - ALLERGOLOGY AND IMMUNOLOGY (205 journals)
    - ANAESTHESIOLOGY (105 journals)
    - CARDIOVASCULAR DISEASES (334 journals)
    - CHIROPRACTIC, HOMEOPATHY, OSTEOPATHY (19 journals)
    - COMMUNICABLE DISEASES, EPIDEMIOLOGY (227 journals)
    - DENTISTRY (266 journals)
    - DERMATOLOGY AND VENEREOLOGY (162 journals)
    - EMERGENCY AND INTENSIVE CRITICAL CARE (121 journals)
    - ENDOCRINOLOGY (149 journals)
    - FORENSIC SCIENCES (43 journals)
    - GASTROENTEROLOGY AND HEPATOLOGY (178 journals)
    - GERONTOLOGY AND GERIATRICS (125 journals)
    - HEMATOLOGY (160 journals)
    - HYPNOSIS (4 journals)
    - INTERNAL MEDICINE (177 journals)
    - LABORATORY AND EXPERIMENTAL MEDICINE (90 journals)
    - MEDICAL GENETICS (58 journals)
    - MEDICAL SCIENCES (2241 journals)
    - NURSES AND NURSING (331 journals)
    - OBSTETRICS AND GYNECOLOGY (199 journals)
    - ONCOLOGY (355 journals)
    - OPHTHALMOLOGY AND OPTOMETRY (135 journals)
    - ORTHOPEDICS AND TRAUMATOLOGY (150 journals)
    - OTORHINOLARYNGOLOGY (76 journals)
    - PATHOLOGY (96 journals)
    - PEDIATRICS (254 journals)
    - PHYSICAL MEDICINE AND REHABILITATION (153 journals)
    - PSYCHIATRY AND NEUROLOGY (800 journals)
    - RADIOLOGY AND NUCLEAR MEDICINE (182 journals)
    - RESPIRATORY DISEASES (109 journals)
    - RHEUMATOLOGY (76 journals)
    - SPORTS MEDICINE (77 journals)
    - SURGERY (388 journals)
    - UROLOGY, NEPHROLOGY AND ANDROLOGY (151 journals)

ORTHOPEDICS AND TRAUMATOLOGY (150 journals)                     

Showing 1 - 152 of 152 Journals sorted alphabetically
Acta Orthopaedica     Open Access   (Followers: 32)
Advances in Orthopedics     Open Access   (Followers: 9)
American Journal of Orthodontics and Dentofacial Orthopedics     Hybrid Journal   (Followers: 9)
American Journal of Orthopedics     Partially Free   (Followers: 3)
Archives of Orthopaedic and Trauma Surgery     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Archives of Osteoporosis     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Arthritis und Rheuma     Hybrid Journal  
Arthroplasty Today     Open Access   (Followers: 1)
Australasian Musculoskeletal Medicine     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
BMC Musculoskeletal Disorders     Open Access   (Followers: 29)
Bone & Joint 360     Full-text available via subscription   (Followers: 18)
Bone Research     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Burns & Trauma     Open Access   (Followers: 11)
Cartilage     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Case Reports in Orthopedic Research     Open Access  
Case Reports in Orthopedics     Open Access   (Followers: 6)
Chinese Journal of Traumatology     Open Access  
Cleft Palate-Craniofacial Journal     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Clinical Medicine Insights : Arthritis and Musculoskeletal Disorders     Open Access   (Followers: 3)
Clinical Orthopaedics and Related Research     Hybrid Journal   (Followers: 78)
Clinical Trials in Orthopedic Disorders     Open Access   (Followers: 1)
Concussion     Open Access  
Craniomaxillofacial Trauma and Reconstruction     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Current Orthopaedic Practice     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Current Reviews in Musculoskeletal Medicine     Open Access   (Followers: 13)
Der Orthopäde     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Die Wirbelsäule     Hybrid Journal  
Duke Orthopedic Journal     Open Access   (Followers: 5)
East African Orthopaedic Journal     Full-text available via subscription  
EFORT Open Reviews     Open Access   (Followers: 1)
Egyptian Orthopaedic Journal     Open Access   (Followers: 1)
EMC - Técnicas Quirúrgicas - Ortopedia y Traumatología     Full-text available via subscription  
EMC - Tecniche Chirurgiche - Chirurgia Ortopedica     Full-text available via subscription  
Ergonomics     Hybrid Journal   (Followers: 22)
European Journal of Orthopaedic Surgery & Traumatology     Hybrid Journal   (Followers: 9)
European Journal of Podiatry / Revista Europea de Podología     Open Access   (Followers: 1)
European Spine Journal     Hybrid Journal   (Followers: 24)
Foot & Ankle International     Hybrid Journal   (Followers: 10)
Foot & Ankle Orthopaedics     Open Access   (Followers: 3)
Gait & Posture     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Geriatric Orthopaedic Surgery Rehabilitation     Open Access   (Followers: 5)
Global Spine Journal     Open Access   (Followers: 12)
Hip International     Hybrid Journal  
Indian Journal of Orthopaedics     Open Access   (Followers: 8)
Informationen aus Orthodontie & Kieferorthopädie     Hybrid Journal  
Injury     Hybrid Journal   (Followers: 20)
International Journal of Orthopaedic and Trauma Nursing     Hybrid Journal   (Followers: 11)
International Journal of Orthopaedic Surgery     Open Access   (Followers: 5)
International Journal of Orthopaedics     Open Access   (Followers: 2)
International Journal of Research in Orthopaedics     Open Access  
International Musculoskeletal Medicine     Hybrid Journal   (Followers: 7)
International Orthopaedics     Hybrid Journal   (Followers: 18)
JAAOS : Global Research & Reviews     Open Access   (Followers: 1)
JBJS Journal of Orthopaedics for Physician Assistants     Hybrid Journal  
JBJS Reviews     Full-text available via subscription   (Followers: 11)
JOR Spine     Open Access   (Followers: 3)
Journal de Traumatologie du Sport     Full-text available via subscription   (Followers: 2)
Journal für Mineralstoffwechsel & Muskuloskelettale Erkrankungen     Hybrid Journal  
Journal of Bone and Joint Diseases     Open Access   (Followers: 4)
Journal of Bone and Joint Infection     Open Access   (Followers: 1)
Journal of Brachial Plexus and Peripheral Nerve Injury     Open Access   (Followers: 4)
Journal of Cachexia, Sarcopenia and Muscle     Open Access   (Followers: 2)
Journal of Children's Orthopaedics     Open Access   (Followers: 10)
Journal of Clinical Orthopaedics and Trauma     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Journal of Experimental Orthopaedics     Open Access   (Followers: 8)
Journal of Hand Surgery (European Volume)     Hybrid Journal   (Followers: 44)
Journal of Head Trauma Rehabilitation     Hybrid Journal   (Followers: 17)
Journal of Musculoskeletal Research     Hybrid Journal   (Followers: 9)
Journal of Orofacial Orthopedics / Fortschritte der Kieferorthopädie     Hybrid Journal  
Journal of Orthodontic Science     Open Access   (Followers: 2)
Journal of Orthopaedic & Sports Physical Therapy     Full-text available via subscription   (Followers: 69)
Journal of Orthopaedic Association of South Indian States     Open Access   (Followers: 5)
Journal of Orthopaedic Diseases and Traumatology     Open Access   (Followers: 5)
Journal of Orthopaedic Reports     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Journal of Orthopaedic Research     Hybrid Journal   (Followers: 29)
Journal of Orthopaedic Science     Hybrid Journal   (Followers: 4)
Journal of Orthopaedic Surgery     Open Access   (Followers: 1)
Journal of Orthopaedic Surgery and Research     Open Access   (Followers: 8)
Journal of Orthopaedic Translation     Open Access  
Journal of Orthopaedic Trauma     Hybrid Journal   (Followers: 15)
Journal of Orthopaedics     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Journal of Orthopaedics and Allied Sciences     Open Access   (Followers: 9)
Journal of Orthopaedics and Spine     Open Access   (Followers: 3)
Journal of Orthopaedics and Traumatology     Open Access   (Followers: 16)
Journal of Orthopaedics, Trauma and Rehabilitation     Open Access   (Followers: 6)
Journal of Orthopedics & Rheumatology     Open Access  
Journal of Orthopedics, Traumatology and Rehabilitation     Open Access   (Followers: 6)
Journal of Pediatric Orthopaedics     Hybrid Journal   (Followers: 15)
Journal of Prosthetics and Orthotics     Hybrid Journal   (Followers: 14)
Journal of Scleroderma and Related Disorders     Hybrid Journal  
Journal of the American Academy of Orthopaedic Surgeons     Hybrid Journal   (Followers: 12)
Journal of the American Podiatric Medical Association     Full-text available via subscription   (Followers: 8)
Journal of Traumatic Stress     Hybrid Journal   (Followers: 25)
Knee Surgery, Sports Traumatology, Arthroscopy     Hybrid Journal   (Followers: 27)
Multiple Sclerosis and Related Disorders     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Musculoskeletal Care     Hybrid Journal   (Followers: 19)
Musculoskeletal Science and Practice     Hybrid Journal   (Followers: 3)
Nigerian Journal of Orthopaedics and Trauma     Open Access  
North American Spine Society Journal (NASSJ)     Open Access   (Followers: 3)
OA Orthopaedics     Open Access   (Followers: 7)
Obere Extremität     Hybrid Journal   (Followers: 1)
Open Journal of Orthopedics     Open Access   (Followers: 3)
Open Journal of Orthopedics and Rheumatology     Open Access  
Open Journal of Trauma     Open Access  
Open Orthopaedics Journal     Open Access  
Operative Orthopädie und Traumatologie     Hybrid Journal  
Operative Techniques in Orthopaedics     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Orthopädie & Rheuma     Full-text available via subscription  
Orthopädie und Unfallchirurgie up2date     Hybrid Journal  
Orthopaedic Journal of Sports Medicine     Open Access   (Followers: 14)
Orthopaedic Nursing     Hybrid Journal   (Followers: 11)
Orthopaedic Proceedings     Partially Free  
Orthopaedic Surgery     Open Access   (Followers: 1)
Orthopaedics & Traumatology: Surgery & Research     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Orthopaedics and Trauma     Full-text available via subscription   (Followers: 28)
Orthopedic Clinics of North America     Full-text available via subscription   (Followers: 5)
Orthopedic Research and Reviews     Open Access   (Followers: 6)
Orthopedic Reviews     Open Access   (Followers: 7)
Orthopedics     Full-text available via subscription   (Followers: 6)
Orthoplastic Surgery     Open Access  
Osteoarthritis and Cartilage     Full-text available via subscription   (Followers: 20)
Osteoarthritis and Cartilage Open     Open Access  
Osteologie     Hybrid Journal  
Osteoporosis and Sarcopenia     Open Access  
OTA International     Open Access  
Paediatric Orthopaedics and Related Sciences     Open Access   (Followers: 3)
Pain Management in General Practice     Full-text available via subscription   (Followers: 12)
Prosthetics and Orthotics International     Hybrid Journal   (Followers: 8)
Revista Brasileira de Ortopedia     Hybrid Journal  
Revista Chilena de Ortopedia y Traumatología / Chilean Journal of Orthopaedics and Traumatology     Open Access  
Revista Colombiana de Ortopedia y Traumatología     Full-text available via subscription  
Revista Cubana de Ortopedia y Traumatologí­a     Open Access  
Revista de la Asociación Argentina de Ortopedia y Traumatología     Open Access  
Revista Española de Cirugía Ortopédica y Traumatología     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Revista Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia     Open Access  
Revue de Chirurgie Orthopédique et Traumatologique     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Romanian Journal of Orthopaedic Surgery and Traumatology     Open Access  
SA Orthopaedic Journal     Open Access   (Followers: 2)
SICOT-J     Open Access   (Followers: 1)
Spine     Hybrid Journal   (Followers: 73)
Spine Journal     Hybrid Journal   (Followers: 26)
Sport-Orthopädie - Sport-Traumatologie - Sports Orthopaedics and Traumatology     Full-text available via subscription   (Followers: 3)
Strategies in Trauma and Limb Reconstruction     Open Access   (Followers: 1)
Techniques in Orthopaedics     Hybrid Journal   (Followers: 6)
Therapeutic Advances in Musculoskeletal Disease     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Trauma     Hybrid Journal   (Followers: 5)
Trauma (Travma)     Open Access  
Trauma und Berufskrankheit     Hybrid Journal  
Traumatology     Full-text available via subscription   (Followers: 1)
Traumatology and Orthopedics of Russia     Open Access  
Zeitschrift für Orthopädie und Unfallchirurgie     Hybrid Journal   (Followers: 2)
Ортопедия, травматология и протезирование     Open Access  

           

Similar Journals
Journal Cover
Revista Brasileira de Ortopedia
Number of Followers: 0  
 
  Hybrid Journal Hybrid journal (It can contain Open Access articles)
ISSN (Print) 0102-3616 - ISSN (Online) 1982-4378
Published by Thieme Publishing Group Homepage  [233 journals]
  • Osteonecrose da cabeça femoral: Artigo de atualizaçãoOsteonecrosis of
           the Femoral Head: Update Article

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Miyahara; Helder de Souza, Ranzoni, Lucas Verissimo, Ejnisman, Leandro, Vicente, José Ricardo Negreiros, Croci, Alberto Tesconi, Gurgel, Henrique Melo de Campos
      Pages: 351 - 359
      Abstract: Entre as patologias que acometem a articulação coxofemoral, a osteonecrose da cabeça femoral (ONCF) é provavelmente a mais intrigante e desafiadora. Consiste em uma doença multifatorial, com um espectro muito variável em sua apresentação clínica. Tem efeito devastador, devido a quadros dolorosos incapacitantes tanto para atividades habituais quanto esportivas. Dada a gama enorme de fatores de risco, tais como uso prolongado de corticoides (principalmente em casos de doenças reumatológicas), sequelas de trauma, anemia falciforme, HIV, etilismo, tabagismo, discrasias sanguíneas, e várias outras doenças que comprometem a irrigação sanguínea da cabeça femoral, a ONCF tem apresentação clínica e prognósticos bem variados, o que dificulta a determinação de um tratamento específico, especialmente em casos nos quais ainda não houve acometimento condral e a articulação do quadril ainda se mantém preservada, sendo estes os principais fatores encontrados na literatura que determinam as classificações desta patologia. No leque de tratamentos, encontramos diversas opções para os casos em que se tenta salvar a articulação: tratamento conservador, descompressão simples e/ou associada a algum tipo de tratamento adjuvante (enxertia homóloga, enxertia sintética, enxertos vascularizados, parafusos de tântalo, e injeção de aspirado de medula óssea), e, para casos nos quais já há fratura subcondral e/ou colapso da cabeça femoral e/ou diminuição do espaço articular, reserva-se, comumente, a realização de osteotomias femorais ou artroplastia total do quadril.Among the pathologies that affect the hip joint, osteonecrosis of the femoral head (ONFH) is probably the most intriguing and challenging. It consists of a multifactorial disease with a highly-variable spectrum in its clinical presentation. It has a devastating effect, due to disabling painful conditions, both for usual activities and sports. Given the huge range of risk factors, such as prolonged use of corticosteroids (especially in cases of rheumatologic diseases), trauma sequelae, sickle cell anemia, HIV, alcoholism, smoking, blood dyscrasias, and several other diseases that compromise the blood supply to the femoral head, ONFH has a varied clinical presentation and prognosis, which makes it difficult to determine a specific treatment, especially in cases in which chondral involvement has not yet occurred and the hip joint is still preserved. These are the main factors found in the literature that determine the classifications of this pathology. The range of treatments includes several options for cases in which an attempt is made to save the joint: conservative treatment, traditional decompression and/or combined with some type of adjuvant treatment (homologous grafting, synthetic grafting, vascularized grafts, tantalum screws, and bone marrow aspirate injection), and, for cases in which there is already a subchondral fracture and/or collapse of the femoral head and/or a reduction in the joint space, femoral osteotomies or total hip arthroplasty are commonly performed.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 351-359
      PubDate: 2022-06-30T20:27:02+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1736308
      Issue No: Vol. 57, No. 03 (2022)
       
  • Fraturas intracapsulares do colo femoral no idoso Intracapsular Femoral
           Neck Fractures in the Elderly

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Queiroz; Roberto Dantas, Borger, Richard Armelin, Heitzmann, Lourenço Galizia, Fingerhut, David Jeronimo Peres, Saito, Luiz Henrique
      Pages: 360 - 368
      Abstract: Atualmente, a fratura intracapsular do colo femoral (FICF) ainda é um grande desafio para os ortopedistas. Apesar dos grandes avanços feitos, persiste uma grande taxa de mortalidade no primeiro ano, sobretudo no Brasil, onde não há uma conscientização de que tais fraturas nos pacientes idosos devem ser tratadas como uma urgência médica. O presente artigo busca fornecer uma atualização das condutas pré-operatórias, cirúrgicas e pós-operatórias.Currently, intracapsular femoral neck fracture (IFNF) is still a great challenge for orthopedists. In spite of the progress that has been made, a high mortality rate persists in the first year, especially in Brazil, where there is no awareness that such fractures in elderly patients should be treated as a medical emergency. The present article seeks to provide an update on the preoperative, surgical, and postoperative approaches.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 360-368
      PubDate: 2022-06-30T20:27:12+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1736473
      Issue No: Vol. 57, No. 03 (2022)
       
  • Protocolo de reabilitação acelerada precoce versus conservadora
           retardada após reconstrução do ligamento cruzado anterior: Um ensaio
           prospectivo randomizado Early Accelerated versus Delayed Conservative
           Rehabilitation Protocol after Anterior Cruciate Ligament Reconstruction: A
           Prospective Randomized Trial

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Patra; Saroj Kumar, Nanda, Saurav Narayan, Patro, Bishnu Prasad, Sahu, Nabin Kumar, Mohnaty, Chitta Ranjan, Jain, Mantu
      Pages: 429 - 436
      Abstract: Objetivo Comparar a eficácia dos protocolos de reabilitação acelerada precoce e de reabilitação conservadora retardada após reconstrução artroscópica do ligamento cruzado anterior, em termos da escala do International Knee Documentation Committee (IKDC), da dor (segundo a Escala Visual Analógica), da frouxidão e da rigidez no pós-operatório de um ano para determinar o melhor desfecho. Materiais e Métodos Um total de 80 participantes foram divididos em dois grupos (grupo da acelerada precoce e grupo da conservadora retardada), que foram analisados pelos testes do Qui-quadrado de Pearson e da soma dos postos de Wilcoxon. Resultados A frouxidão do joelho no pós-operatório de 1 ano foi significativamente mais alta (p = 0,039) no grupo da acelerada precoce do que no grupo da conservadora retardada. Em termos de dor pós-operatória (pela Escala Visual Analógica) e pontuações no IKDC, ambos os grupos apresentaram resultados similares. A amplitude de movimento pós-operatória foi melhor no grupo da acelerada precoce, mas isso não foi estatisticamente significativo (p = 0,36). Conclusão O protocolo de reabilitação acelerada precoce foi associado com uma frouxidão significativa do joelho em um ano de pós-operatório em comparação com o protocolo de reabilitação conservadora retardada. Objective To compare the effectiveness of the early accelerated rehabilitation and delayed conservative rehabilitation protocols after arthroscopic anterior cruciate ligament reconstruction, in terms of the International Knee Documentation Committee (IKDC) score, pain (according to the Visual Analog Scale), laxity, and stiffness one year postoperatively to determine the best outcome. Materials and Methods A total of 80 subjects were divided into 2e groups (early accelerated group and delayed conservative group), which were analyzed by the Pearson Chi-squared and Wilcoxon rank-sum tests. Results One year postoperatively, knee laxity was significantly higher (p = 0.039) in the early accelerated group compared with the delayed conservative group. Regarding postoperative pain (according to the Visual Analogue Scale) and IKDC scores, both groups presented similar results. The postoperative range of motion was better in the early accelerated group, but this was not statistically significant (p = 0.36). Conclusion One year postoperatively, the early accelerated rehabilitation protocol was associated with significant knee laxity compared to the delayed conservative rehabilitation protocol.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 429-436
      PubDate: 2022-06-30T20:27:14+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748970
      Issue No: Vol. 57, No. 03 (2022)
       
  • Questionários Disability of the Arm Shoulder and Hand e Michigan Hand:
           Explorando a responsividade e performance diagnóstica em amostra de
           pacientes ambulatoriais com e sem queixas nas mãos e punho Disability of
           Arm, Shoulder and Hand and Michigan Hand Outcomes Questionnaires:
           Exploring Responsiveness and Diagnostic Performance in a Sample of
           Outpatients with and without Hand and Wrist Complaints

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Moraes; Vinícius Ynoe de, Faria, Jamile Caroline Velasques, Fernandes, Marcela, Raduan-Neto, Jorge, Okamura, Aldo, Belloti, João Carlos
      Pages: 449 - 454
      Abstract: Objetivo Verificar se, em uma população adulta com queixa não traumática dos membros superiores, (1) os questionários Disability of the Arm, Shoulder and Hand (DASH, na sigla em inglês) e Michigan Hand Questionnaire (MHQ, na sigla em inglês) estão suscetíveis ao “efeito de teto”, comparando com amostra de não-doentes; (2) determinar pontos de corte de performance diagnóstica e correlação interquestionários para DASH e MHQ em ambas as amostras. Método Estudo prospectivo, comparativo e não randomizado. Incluímos 150 pacientes, 75 no grupo caso (com doença) e 75 no grupo controle (sem doença). Trata-se de amostra de pacientes recém-admitidos em ambulatório de cirurgia da mão. Os controles foram pareados de forma balanceada de acordo com a inclusão dos casos. Determinamos a presença de efeito de teto por meio da taxa de respostas máximas (> 15%) e associamos curvas receiver operating characteristic (ROC, na sigla em inglês) para a determinação de pontos de corte para a determinação de doentes, associados a medidas de sensibilidade e especificidade. Consideramos p  15%); receiver operating characteristic (ROC) curves determined cutoff points for sickness definition, and DASH and MHQ sensitivity and specificity. Statistical significance was set at p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 449-454
      PubDate: 2022-06-30T20:27:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1724071
      Issue No: Vol. 57, No. 03 (2022)
       
  • Correlação do exame físico com achados artroscópicos no tratamento da
           ruptura do manguito rotadorCorrelation of Physical Examination with
           Arthroscopic Findings in the Treatment of Rotator Cuff Tear

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: França; Flávio de Oliveira, Godinho, Glaydson Gomes, Freitas, José Márcio Alves, Lang, Augusto Silveira, Ammar, Charles Diogo, Martinelli, Fabrício
      Pages: 467 - 471
      Abstract: Objetivo Comparar dados clínicos do exame físico com os achados artroscópicos na ruptura do manguito rotador. Métodos Foram selecionados 177 pacientes submetidos ao tratamento artroscópico de ruptura do manguito rotador e foram comparados os achados artroscópicos com o exame físico. Resultados Os testes irritativos de impacto apresentaram alta sensibilidade para ruptura do manguito rotador. Dentre os testes de força, o de maior sensibilidade foi o teste de Patte (85,7%) e o de maior valor preditivo positivo (VPP) foi o teste de Jobe (95%). O teste Drop Sign apresentou maior especificidade e valor preditivo negativo (VPN) (98,7 e 95,9%, respectivamente). Pacientes com história de trauma possuíam 3,5 vezes mais chances de apresentarem o teste Lift Off positivo. Conclusão Os testes irritativos tiveram alta sensibilidade para rupturas do manguito rotador. O teste de Jobe apresentou sensibilidade semelhante entre os pacientes que tinham lesão parcial ou total do supraespinhal. Para as lesões completas do subescapular, as testes Lift Off e Belly Press apresentaram alta sensibilidade e especificidade. Objective To compare clinical data from the physical examination with arthroscopic findings in rotator cuff rupture. Methods A total of 177 patients submitted to arthroscopic treatment of rotator cuff rupture were selected, and arthroscopic findings were compared with physical examination. Results The impingement tests showed high sensitivity for rotator cuff rupture. Among the strength tests, the most sensitive was the Patte test (85.7%), and the one with the highest positive predictive value (PPV) was the Jobe test (95%). The Drop Sign test showed higher specificity and negative predictive value (NPV) (98.7 and 95.9%, respectively). Patients with a history of trauma were 3.5 times more likely to have a positive Lift Off test. Conclusion The impingement tests had high sensitivity for rotator cuff ruptures. The Jobe test showed similar sensitivity among patients who had partial or total supraspinal injury. For complete lesions of the subscapularis, The Lift Off and Belly Press tests showed high sensitivity and specificity.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 467-471
      PubDate: 2022-06-30T20:27:02+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1735945
      Issue No: Vol. 57, No. 03 (2022)
       
  • Infecção periprotética do joelho – Parte 1: Fatores de risco,
           classificação e diagnósticoPeriprosthetic Knee Infection – Part 1:
           Risk Factors, Classification and Diagnosis

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Barretto; João Maurício, Campos, André Luiz Siqueira, Ooka, Nelson Hiroyuki Miyabe
      Pages: 185 - 192
      Abstract: A infecção é uma das complicações mais temidas no pós-operatório de artroplastias do joelho. Com o envelhecimento populacional progressivo e o aumento da incidência de doenças degenerativas articulares, observa-se um aumento exponencial do número de artroplastias realizadas e, consequentemente, do número de infecções pós-operatórias. O diagnóstico destas devem seguir um protocolo hierarquizado, com critérios bem definidos, que conduzam à conclusão diagnóstica, orientando, assim, o tratamento mais adequado. O objetivo do presente artigo de atualização é apresentar os principais fatores de risco, as classificações e, principalmente, guiar de forma organizada a investigação diagnóstica.Infection is one of the most feared complications in the postoperative period of knee arthroplasties. With the progressive aging of the population and the increased incidence of degenerative joint diseases, there is an exponential increase in the number of arthroplasties performed and, consequently, in the number of postoperative infections. The diagnosis of these should follow a hierarchical protocol, with well-defined criteria, which lead to diagnostic conclusion, thus guiding the most appropriate treatment. The aim of the present update article is to present the main risk factors, classifications and, mainly, to guide diagnostic investigation in an organized manner.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 185-192
      PubDate: 2022-05-27T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1729935
      Issue No: Vol. 57, No. 02 (2022)
       
  • Infecção periprotética do joelho – Parte 2: TratamentoPeriprosthetic
           Knee Infection – Part 2: Treatment

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Barretto; João Maurício, Campos, André Luiz Siqueira, Ooka, Nelson Hiroyuki Miyabe
      Pages: 193 - 199
      Abstract: Diversas modalidades de tratamento são propostas para as infecções periprotéticas, com índices de sucesso variáveis. No entanto, a eficácia está relacionada à seleção adequada dos casos para cada tipo de tratamento.O desbridamento com retenção do implante é indicado em infecções agudas com implante fixo, e seu sucesso depende do tipo de infecção, das comorbidades do hospedeiro e da virulência do agente etiológico.A revisão em um ou dois estágios se impõem nos casos em que haja formação de biofilme, ou nos quais se tenha afrouxamento do implante. A escolha entre realizar a revisão em um ou dois estágios depende de fatores como identificação do agente etiológico, virulência do patógeno, fatores locais e sistêmicos do hospedeiro.Os procedimentos de salvamento como artrodese, amputação, artroplastia de ressecção ou, ainda, supressão antibiótica são reservados para os casos em que não se conseguiu erradicação da infecção.Several treatment modalities are proposed for periprosthetic infections, with variable success rates. However, efficacy is related to the appropriate selection of cases for each type of treatment.Debridement with implant retention is indicated in acute infections with fixed implant, and its success depends on the type of infection, comorbidities of the host, and virulence of the etiological agent.One- or two-stage revision is required in cases in which biofilm is forming, or of implant loosening. The choice between performing the review in one or two stages depends on factors such as etiological agent identification, pathogen virulence, local and systemic host factors.Rescue procedures such as arthrodesis, amputation, resection arthroplasty or even antibiotic suppression are reserved for cases in which the infection has not been eradicated.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 193-199
      PubDate: 2022-05-27T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1729936
      Issue No: Vol. 57, No. 02 (2022)
       
  • Tratamento das metástases no esqueleto apendicularTreatment of Metastasis
           in the Appendicular Skeleton

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Moura; Marcio
      Pages: 200 - 206
      Abstract: As metástases ósseas podem evoluir com eventos (dor, fraturas e compressão) com os quais o cirurgião ortopédico irá se depararar independentemente da sua subespecialidade. Os conhecimentos cirúrgicos acumulados são predicativos para a prevenção de fraturas iminentes, assim como de fraturas patológicas. Apresentaremos um guia para avaliar e conduzir de forma adequada um paciente com implante ósseo para cirurgiões que não sejam especialistas na área.Bone metastases may evolve with events (pain, fractures and compression) that the orthopedic surgeon will encounter regardless of his subspecialty. Accumulated surgical knowledge is predictive for the prevention of impending fractures, as well as of pathological fractures. We will present a guide to properly evaluate and conduct a patient with bone implant for surgeons who are not specialists in this area.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 200-206
      PubDate: 2022-05-27T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1729597
      Issue No: Vol. 57, No. 02 (2022)
       
  • Efeito dos imunossupressores tacrolimus e ciclosporina na regeneração de
           nervos periféricos: Revisão sistemática e metanálisesEffect of
           Tacrolimus and Cyclosporine Immunosuppressants on Peripheral Nerve
           Regeneration: Systematic Review and Meta-analysis

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Seixas; Stéphanie Farias, Forte, Gabriele Carra, Magnus, Gabriela Agne, Stanham, Valentina, Mattiello, Rita, Silva, Jefferson Braga
      Pages: 207 - 213
      Abstract: As lesões nervosas periféricas são uma causa importante de busca por atendimento médico. Elas ocorrem quando há a interrupção da continuidade das estruturas e do bloqueio da propagação dos impulsos nervosos, afetando a capacidade funcional dos indivíduos. Para avaliar os efeitos dos imunossupressores tacrolimus e ciclosporina na regeneração de nervos periféricos, foi realizada uma revisão sistemática da literatura. Foram incluídos artigos publicados até setembro de 2018, que se propunham avaliar os efeitos dos imunossupressores tacrolimus e ciclosporina na regeneração nervosa e neuroproteção, disponíveis nas bases de dados MEDLINE, EMBASE, Cochrane Library, Web of Science, Oxford Pain Relief Database e LILACS. A pesquisa analisou um total de 56 artigos, dos quais 22 foram para metanálise. A análise estatística sugere o efeito protetor do tacrolimus na regeneração do número de axônios mielinizados (intervalo de confiança [IC] 95%: 0,93–2,39; p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 207-213
      PubDate: 2022-05-27T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1736467
      Issue No: Vol. 57, No. 02 (2022)
       
  • Uso do portal piramidal-hamato na fusão de punho de quatro cantos: Um bom
           truque técnico*Use of the Triquetrum-Hamate Portal in Four-Corner Wrist
           Fusion: A Useful Technical Trick

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Falcochio; Diego Figueira, Brunelli, João Pedro Farina
      Pages: 348 - 350
      Abstract: As técnicas de fusão parcial do punho assistidas por artroscopia estão se tornando mais populares. Ficou claro que evitar a violação de importantes estruturas ligamentares e tendíneas, o que é imposssível com as técnicas abertas clássicas, permite uma abordagem mais biológica, essencial para a cicatrização mais rápida e melhora da função. Descrevemos o uso do portal piramidal-hamato (PH), raramente aplicado em técnicas artroscópicas de rotina para cirurgia de mão e punho, como portal acessório para melhor execução do desbridamento carpal medial anterior na fusão de quatro cantos. Esse truque possibilita a ressecção anterior quase completa das superfícies condrais do capitato e do hamato, o que aumenta o contato ósseo subcondral na articulação mesocárpica após a fixação e eleva as taxas de consolidação.Arthroscopy-assisted partial wrist-fusion techniques are becoming more popular nowadays. It became clearer that avoiding the violation of important ligament and tendinous structures – which is impossible when using the classic open techniques – enables a more biological approach, which is essential for faster healing and improvement in function. We describe the use of the triquetrum-hamate (TH) portal, which is seldomly applied in routine arthroscopic techniques for hand and wrist surgery, as an accessory portal to better perform anterior midcarpal debridement in four-corner fusion. This trick enables an almost complete anterior resection of the capitate and hamate chondral surfaces, increasing the subchondral osseous contact in the midcarpal joint after fixation, thus leading to higher consolidation rates.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) 2022; 57: 348-350
      PubDate: 2022-05-27T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1726073
      Issue No: Vol. 57, No. 02 (2022)
       
  • Pacientes com capsulite adesiva relatam melhora da funcionalidade pela
           Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde e
           DASH após bloqueios do nervo supraescapular Adhesive Capsulitis' Patients
           Report Improvement in Functionality Trough International Classification of
           Functioning, Disability and Health Checklist and Dash After Suprascapular
           Nerve Blocks

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Nunes; Sara Ribeiro, Andrade, Fernanda Guimarães de, Fernandes, Marcos Rassi
      Abstract: Objetivo Avaliar a funcionalidade em pacientes com capsulite adesiva submetidos a bloqueio do nervo supraescapular (BNSE). Métodos Um estudo clínico prospectivo do tipo antes e depois foi realizado em um único centro com pacientes com capsulite adesiva secundária tratados com quatro bloqueios baseados em limites anatômicos. A amostra foi não probabilística, tendo sido obtida após consulta de rotina em ambulatório especializado. Os instrumentos utilizados para avaliação foram a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) e o questionário de Disfunções do Braço, Ombro e Mão (DASH), que foram aplicados antes da intervenção (T0), uma semana após o quarto BNSE (T4), e três após o primeiro BNSE #x0028;T12#x0029;. As médias dos itens da CIF e do DASH nos diferentes tempos (T0 x T4; T4 x T12; e T0 x T12) foram comparadas por meio do teste t pareado. A probabilidade de rejeitar a hipótese nula foi de 5%. Resultados A amostra foi composta por 25 indivíduos com média de idade de 58,16 anos; 16 eram mulheres. A duração dos sintomas dolorosos variou de 2 a 16 meses, com média de 5,92 meses. A CIF mostrou que todos os domínios já haviam melhorado em T4, à exceção dos fatores ambientais, que só melhoraram aos 3 meses (p = 0,037). Os pacientes já relataram melhora na função do ombro em T4 e mais ainda em T12, ao final da coleta de dados (p = 0,019). Conclusão A técnica de BNSE é eficaz em pacientes com capsulite adesiva após 4 semanas de aplicação, com melhora da funcionalidade do indivíduo e sua manutenção até 12 semanas. Objective To evaluate the functionality in patients with adhesive capsulitis undergoing suprascapular nerve block (SSNB). Methods A before-and-after clinical prospective study in a single center was conducted with patients with secondary adhesive capsulitis treated with four nerve blocks based on anatomical limits. The sample was non-probabilistic, and it was obtained after a routine appointment at a specialized outpatient clinic. The instruments used for evaluation were the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) and the Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand (DASH) questionnaire, which were applied at baseline (T0), one week after the fourth SSNB (T4), and three months after the first SSNB (T12). The paired t-test was used to compare the means of the ICF checklist items and DASH in the different: T0xT4; T4xT12; and T0xT12). The probability of rejecting the null hypothesis was 5%. Results The sample was composed of 25 individuals with a mean age of 58.16 years; 16 of them were female. The duration of the pain symptoms ranged from 2 to 16 months, with a mean of 5.92 months. The ICF checklist showed that all domains had already improved in T4, except for the environmental factors, which only improved at 03 months (p = 0.037). The patients reported improvements in shoulder function in T4, which increased more in T12, at the end of data collection (p = 0.019). Conclusion The SSNB technique is effective in patients with adhesive capsulitis after 4 weeks of application, with improvements in individual's functionality lasting for 12 weeks.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-08-02T14:09:27+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1751261
       
  • Avaliação dos resultados clínicos do tratamento artroscópico de
           lesões do manguito rotador pela técnica de suture bridge modificada
           Evaluation of the Clinical Outcomes of the Arthroscopic Treatment of
           Rotator Cuff Tears Using the Modified Suture Bridge Technique

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Fonseca Filho; João Manoel, Sella, Guilherme do Val, Souza, Luis Henrique Lima de, Miyadahira, Renato, Rosa, João Roberto Polydoro, Miyazaki, Alberto Naoki
      Abstract: Objetivo Avaliar os resultados clínicos pós-operatórios do reparo artroscópico de lesões do manguito rotador com uma configuração de sutura desenvolvida por nós a partir de modificação do Suture Bridge (Arthrex, Naples, FL, Estados Unidos). Métodos Estudo retrospectivo de 28 pacientes do gênero masculino (41,2%) e 40 do gênero feminino (58,8%), com média de idade de 60 anos. Todos foram submetidos a reparo do manguito rotador com a técnica Suture Bridge modificada e acompanhados por um período mínimo de 18 meses. Os pacientes foram avaliados clinicamente através da Escala de Ombro da University of California, Los Angeles (UCLA). Resultados A amplitude de movimento média no pós-operatório foi elevação de 134 ° (variação: 110° a 140°), rotação lateral de 58° (variação: 40° a 70°), e rotação medial de T10 (variação: L4 a T7). O aumento médio de elevação foi de 15°, o de rotação lateral, de 14°, e o de rotação medial, de 2 níveis vertebrais. Os resultados foram considerados excelentes em 61 casos (83,6%) e bons, em 8 (10,9%). Em 4 casos (5,5%), o resultado foi regular. Conclusão Os resultados clínicos pós-operatórios do reparo artroscópico de lesões do manguito rotador, pela técnica Suture Bridge modificada, foram excelentes e bons na maioria dos casos (69; 94,5%). Objective To evaluate the postoperative clinical outcomes of the arthroscopic repair of rotator cuff injuries using a suture configuration we have developed based on a modification of the Suture Bridge (Arthrex, Naples, FL, United States). Methods A retrospective study with 28 male (41.2%) and 40 female (58.8%) subjects with a mean age of 60 years. All patients underwent rotator cuff repair with the modified Suture Bridge technique and follow-up for a minimum period of 18 months. The clinical assessment was performed using the University of California, Los Angeles (UCLA) Shoulder Score. Results The mean postoperative range of motion was of 134° (range: 110° to 140°) for elevation, 58° (range: 40° to 70°) for lateral rotation, and T10 (range: L4 to T7) for medial rotation. The mean increase was of 15° for elevation, 14° for lateral rotation, and 2 vertebral levels for medial rotation. The outcomes were excellent in 61 (83.6%) cases, good in 8 (10.9%), and regular in 4 cases (5.5%). Conclusion The modified Suture Bridge technique for the arthroscopic repair of rotator cuff injuries led to excellent or good postoperative clinical outcomes in most cases (69; 94.5%).
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-08-02T14:09:26+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1746179
       
  • Tratamento de lesões agudas da medula espinal: Uma pesquisa entre
           cirurgiões de coluna ibero-americanos – Parte 2: Momento da
           cirurgiaTreatment of Acute Spinal Cord Injuries: A Survey Among
           Iberolatinoamerican Spine Surgeons – Part 2 Timing to Surgery

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Ribau; Ana, Alves, Jorge, Rodrigues-Pinto, Ricardo
      Abstract: Objetivo O objetivo do presente estudo foi avaliar a prática atual em termos de momento de realização da cirurgia em pacientes com lesão medular aguda (LMA) entre cirurgiões de coluna de países ibero-americanos. Métodos Estudo transversal descritivo com base em um questionário enviado por correio eletrônico para todos os membros da Sociedad Ibero Latinoamericana de Columna (SILACO, na sigla em espanhol) e sociedades associadas. Resultados Um total de 162 cirurgiões responderam a perguntas relacionadas ao momento da cirurgia. Sessenta e oito (42,0%) consideraram que a LMA com lesão neurológica completa deve ser tratada em até 12 horas, 54 (33,3%) realizariam a descompressão precoce em até 24 horas e 40 (24,7%) fariam este procedimento nas primeiras 48 horas. Em relação à LMA com lesão neurológica incompleta, 115 (71,0%) operariam nas primeiras 12 horas. Houve diferença significativa na proporção de cirurgiões que fariam o tratamento cirúrgico da LMA em ≤ 24 horas quanto ao tipo de lesão (lesão completa [122] versus lesão incompleta [155]; p
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-08-02T14:09:26+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1746181
       
  • Tratamento das lesões agudas da medula espinal: Uma pesquisa entre
           cirurgiões de coluna iberoamericanos – Parte 1: Uso de corticosteroides
           em altas dosesTreatment of Acute Spinal Cord Injuries: A Survey Among
           Iberolatinoamerican Spine Surgeons – Part 1: Use of High-Dose
           Corticosteroids

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Ribau; Ana, Alves, Jorge, Rodrigues-Pinto, Ricardo
      Abstract: Objetivo O objetivo do presente estudo foi avaliar a prática atual de uso do succinato sódico de metilprednisolona (MPSS, na sigla em inglês) nas lesões agudas da medula espinal (LAMEs) entre cirurgiões de coluna de países ibero-americanos. Métodos Um estudo transversal descritivo foi realizado. O questionário continha duas seções, uma sobre os dados demográficos dos cirurgiões e acerca da administração de MPSS, e foi enviado por correio eletrônico aos membros da Sociedad Ibero Latinoamericana de Columna (SILACO, na sigla em espanhol) e sociedades associadas. Resultados No total, 182 cirurgiões participaram do estudo: 65,4% (119) eram cirurgiões ortopédicos e 24,6% (63), neurocirurgiões. Sessenta e nove (37,9%) usaram MPSS no tratamento inicial da LAME. Não houve diferenças significativas entre países (p = 0,451), especialidades (p = 0,352) ou senioridade do cirurgião (p = 0,652) em relação ao uso de corticosteroides no tratamento inicial da LAME. Destes, 45 (65,2%) relataram a administração de um bolus de alta dose (30 mg/kg) seguido por perfusão (5,4 mg/kg/h). Quarenta e seis (66,7%) dos cirurgiões que usam MPSS apenas o prescrevem a pacientes tratados nas primeiras 8 horas após a LAME. A maioria dos cirurgiões (50,7% [35]) administrou corticosteroides em alta dose devido à convicção de seus benefícios clínicos e melhora da recuperação neurológica. Conclusão Os resultados do presente questionário mostram que o uso de MPSS na LAME não está disseminado entre os cirurgiões de coluna e que a controvérsia sobre sua administração ainda não foi resolvida. É provável que isto se deva ao baixo nível de evidência dos dados existentes, a variações ao longo dos anos, a inconsistências nos protocolos terapêuticos agudo e a diferentes sistemas de saúde. Objective The aim of the present study was to evaluate the current practice of using of methylprednisolone sodium succinate (MPSS) in acute spinal cord Injuries (ASCIs) among spine surgeons from Iberolatinoamerican countries. Methods A descriptive cross-sectional study design as a survey was conducted. A questionnaire composed of 2 sections, one on demographic data regarding the surgeons and MPSS administration, was sent by email to members of the Sociedad Ibero Latinoamericana de Columna (SILACO, in the Spanish acronym) and associated societies. Results A total of 182 surgeons participated in the study: 65.4% (119) orthopedic surgeons and 24.6% (63) neurosurgeons. Sixty-nine (37.9%) used MPSS in the initial management of ASCIs. There were no significant differences between countries (p = 0.451), specialty (p = 0.352), or surgeon seniority (p = 0.652) for the use of corticosteroids in the initial management of ASCIs. Forty-five (65.2%) respondents reported using an initial high-dose bolus (30 mg/Kg) followed by a perfusion (5.4 mg/kg/h). Forty-six (66.7%) surgeons who used MPSS only prescribed it if the patients presented within 8 hours of the ASCI. Most of the surgeons (50.7% [35]) administered high-dose corticosteroids because of the conviction that it has clinal benefits and improves neurological recovery. Conclusion Results from the present survey show that MPSS use in ASCI is not widespread within spine surgeons and that the controversy regarding its use remains unresolved. This is probably due to the low level of evidence of the available data, to variations over the years, to inconsistencies in acute care protocols, and to health service pathways.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-08-02T14:09:25+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749414
       
  • Um novo método de tratamento de pequenas avulsões osteolabrais
           associadas a luxação-fratura posterior do quadrilA Novel Method of
           Treatment of Small Osteolabral Avulsions Associated with Posterior
           Fracture Dislocation of the Hip

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Gupta; Sandeep, Kansay, Rajeev, Sharma, Anmol, Mittal, Naveen
      Abstract: Pequenas avulsões osteolabrais do quadril podem ser não ser percebidas e, por isso, testes de estresse pós-redução e tomografia computadorizada (TC) do quadril devem ser realizados para sua detecção. O tratamento destas avulsões osteolabrais instáveis é geralmente feito com âncoras de sutura, parafusos de Herbert ou placas em mola (spring plates). Contudo, em avulsões ósseas pequenas, o uso destes implantes é um trabalho tedioso. Apresentamos uma nova técnica de fixação de pequenas fraturas com avulsões osteocondrais não passíveis de fixação com parafusos ou placas em mola.Uma análise retrospectiva de 57 casos submetidos a redução aberta e fixação interna de fratura-luxação posterior do acetábulo identificou 6 casos nos quais um pequeno fragmento osteocondral labral posterior causava instabilidade. Estas lesões foram corrigidas com um novo método. O valor médio do Harris Hip Score no último acompanhamento foi de 92,5. A fixação de avulsões osteocondrais associadas à luxação-fratura posterior do quadril pode ser difícil se o fragmento ósseo for pequeno. Nossa técnica é uma maneira simples, econômica e confiável de corrigir tais avulsões com resultados satisfatórios.Small osteolabral avulsions of the hip can be easily missed, and postreduction stress testing and a computed tomography (CT) scan of the hip should be done to look for these injuries. The usual modality of treatment of these unstable osteolabral avulsions is suture anchors, Herbert screws or spring plates. But when the bony avulsion is small, the use of these implants becomes a tedious job. We present a novel technique of fixing small osteochondral avulsion fractures not amenable to fixation using screws or spring plates.A retrospective analysis of 57 cases who underwent open reduction and internal fixation for posterior fracture dislocation of the acetabulum was performed and 6 cases that had a posterior labral small osteochondral fragment leading to instability were identified. These injuries were fixed using a novel method. The mean Harris Hip Score at the final follow-up was 92.5. Fixation of osteochondral avulsions associated with posterior hip fracture dislocation can be a difficult task if the bony fragment is small. Our technique is a simple, cost-effective, and reliable way of fixing such avulsions with satisfactory outcomes.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-08-01T15:01:04+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750714
       
  • Preferências e práticas de ortopedistas brasileiros por técnicas de
           tromboprofilaxia na artroplastia total do joelho: Levantamento entre
           membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ)Preferences
           and Practices of Brazilian Orthopedists for Thromboprophylaxis Techniques
           in Total Knee Arthroplasty: Survey Among Members of the Brazilian Society
           of Knee Surgery (SBCJ)

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Maradei-Pereira; João Alberto Ramos, Barbosa, Mateus Costa, Newbery, Derek Frederick Silva, Torres, Marcelo Rodrigues, Kuhn, André, Demange, Marco Kawamura
      Abstract: Objetivo Descrever as preferências e práticas atuais de uma amostra de cirurgiões de joelho do Brasil quanto à forma de tromboprofilaxia na artroplastia total do joelho (ATJ). Método Na presente pesquisa realizada pela internet, cirurgiões associados à Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ) foram convidados a responder voluntariamente a um questionário anônimo incluindo o tempo de experiência cirúrgica pessoal, percepções sobre as melhores opções de tromboprofilaxia e as reais práticas no ambiente onde trabalham. Resultados Entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, 243 participantes responderam ao questionário completo. Exceto por 3 (1,2%) participantes, todos declararam praticar tromboprofilaxia, a maioria (76%) combinando as formas farmacológica e mecânica. A droga mais prescrita é a enoxaparina (87%), com modificação para rivaroxabana (65%) após a alta. O momento de início da tromboprofilaxia variou conforme o tempo de formação do cirurgião de joelho (p ≤ 0,03) e as preferências e práticas variaram conforme a região do país (p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-08-01T15:01:03+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1745802
       
  • Eficácia na esterilização de objetos produzidos pela impressão 3D com
           material ácido polilático: Comparação entre os métodos autoclave e
           óxido de etilenoEffectiveness in Sterilization of Objects Produced by 3D
           Printing with Polylactic Acid Material: Comparison Between Autoclave and
           Ethylene Oxide Methods

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Ramos; Carlos Henrique, Wild, Pedro Minuzzi, Martins, Eduardo de Carvalho
      Abstract: Objetivo Devido à popularidade da tecnologia 3D, cirurgiões podem criar guias cirúrgicos específicos e esterilizá-los nas suas instituições. O objetivo do presente estudo é comparar a eficácia dos métodos de esterilização por autoclave e óxido de etileno (OE) de objetos produzidos pela impressão 3D com material ácido polilático (PLA, na sigla em inglês). Métodos Quarenta objetos em formato cúbico foram impressos com material de PLA. Vinte eram sólidos e 20 eram ocos (impressos com pouco enchimento interno). Vinte objetos (10 sólidos e 10 ocos) foram esterilizados em autoclave, formando o Grupo 1. Os demais (10 sólidos e 10 ocos) foram esterilizados em OE, compondo o Grupo 2. Após a esterilização, os objetos foram armazenados e encaminhados para cultura. Objetos ocos de ambos os grupos foram quebrados durante a semeadura, comunicando o espaço morto com o meio de cultura. Os resultados obtidos foram analisados estatisticamente (teste exato de Fisher e análise de resíduo). Resultados No grupo 1 (autoclave) houve crescimento bacteriano em 50% dos objetos sólidos e em 30% dos objetos ocos. No grupo 2 (OE) o crescimento ocorreu em 20% dos objetos ocos, com ausência de crescimento bacteriano nos objetos sólidos (100% de amostras negativas). A bactéria isolada nos casos positivos foi Staphylococcus Gram positivo não produtor de coagulase. Conclusões A esterilização tanto em autoclave quanto pelo OE não foi eficaz para objetos impressos no formato oco. Objetos sólidos esterilizados em autoclave não demonstraram 100% de amostras negativas, não sendo seguro no presente ensaio. Ausência completa de contaminação ocorreu apenas com objetos sólidos esterilizados pelo OE, sendo a combinação recomendada pelos autores. Objective Due to the popularity of 3D technology, surgeons can create specific surgical guides and sterilize them in their institutions. The aim of the present study is to compare the efficacy of the autoclave and ethylene oxide (EO) sterilization methods for objects produced by 3D printing with polylactic acid (PLA) material. Methods Forty cubic-shaped objects were printed with PLA material. Twenty were solid and 20 were hollow (printed with little internal filling). Twenty objects (10 solid and 10 hollow) were sterilized in autoclave, forming Group 1. The others (10 solid and 10 hollow) were sterilized in EO, composing Group 2. After sterilization, they were stored and referred to culture. Hollow objects of both groups were broken during sowing, communicating the dead space with the culture medium. The results obtained were statistically analyzed (Fisher exact test and residue analysis). Results In group 1 (autoclave), there was bacterial growth in 50% of solid objects and in 30% of hollow objects. In group 2 (EO), growth occurred in 20% of hollow objects, with no bacterial growth in solid objects (100% of negative samples). The bacteria isolated in the positive cases was non-coagulase-producing Staphylococcus Gram positive. Conclusions Sterilization by both autoclave and EO was not effective for hollow printed objects. Solid objects sterilized by autoclave did not demonstrate 100% of negative samples and were not safe in the present assay. Complete absence of contamination occurred only with solid objects sterilized by EO, which is the combination recommended by the authors.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-22T20:24:32+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750751
       
  • A Influência dos nódulos de Schmorl no equilíbrio sagital de adultos
           jovensThe Influence of Schmorl Nodes in Spinal Sagittal Balance in Young
           Adults

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Silva; Joana Gomes da, Baptista, Mário, Direito-Santos, Bruno, Varanda, Pedro, Duarte, Rui M.
      Abstract: Objetivos O presente estudo tem como objetivo caracterizar o equilíbrio sagital (SB, na sigla em inglês) espinhal em adultos jovens com nódulos de Schmorl (NS). Métodos Este é um estudo transversal de uma amostra composta por 47 adultos jovens. Ressonância magnética (RM) lombar foi usada para separar os pacientes em um grupo com NS e um grupo controle. Radiografias da coluna vertebral em pé foram usadas para comparar os parâmetros espinopélvicos do SB entre os grupos: eixo vertical sagital, cifose torácica, lordose lombar (LL), incidência pélvica (PI, na sigla em inglês), inclinação pélvica (PT, na sigla em inglês) e inclinação sacral (SS, na sigla em inglês). Resultados Os valores de LL e SS foram significativamente menores nos pacientes com NS em comparação com o grupo controle (54,5° versus 64,3°; 36,2° versus 41,4°, respectivamente). Não foram observadas diferenças significativas nos demais parâmetros. Os dois grupos apresentaram correlações significativas entre LL e SS, PI e PT e PI e SS. Conclusões Adultos jovens com NS apresentam modificações associadas ao SB, principalmente valores menores de LL e SS, em comparação com o grupo controle. Este perfil mais plano assemelha-se ao observado em pacientes com lombalgia e patologia discal em estágio inicial. Acreditamos que o NS seja um achado clínico relevante que deve levar ao estudo do SB de um paciente por poder revelar variações associadas aos primeiros estágios de degeneração discal. Nível de Evidência III Objectives The present study aims to characterize the spinal balance (SB) in young adults with Schmorl nodes (SN). Methods A cross-sectional study was conducted on a sample of 47 young adults. Lumbar magnetic resonance imaging (MRI) was used to divide the patients into an SN group and a control group. Standing full spine radiographs were used to compare the spinopelvic SB parameters between groups: sagittal vertical axis, thoracic kyphosis, lumbar lordosis (LL), pelvic incidence (PI), pelvic tilt (PT), and sacral slope (SS). Results The LL and SS values were significantly lower in patients with SN when compared with the control group (54.5° versus 64.3°; 36.2° versus 41.4°, respectively). No significant differences were observed for the other parameters. Significant correlations were found in both groups between LL and SS; PI and PT; and PI and SS. Conclusions Young adults with SN have associated SB modifications, particularly lower LL and SS values, when compared with a control group. This flatter profile resembles that observed in patients with lower back pain and early disc pathology. We believe that SNs are relevant clinical findings that should prompt the study of the SB of a patient, as it may uncover variations associated with early disc degeneration. Level of Evidence III
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-22T20:24:32+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744501
       
  • Biocomponentes à base de hidroxiapatita: Influência da esterilização
           na resistência mecânicaBiocomponents Based on Hydroxiapatite: Influence
           of Sterilization on the Mechanical Resistance

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Tagliari; Ivânio, Lerner, Alan Menegaz, Severo, Antônio Lourenço, Israel, Charles Leonardo
      Abstract: Objetivo O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da esterilização na resistência mecânica à compressão e flexão de biocomponentes à base de hidroxiapatita obtida a partir de osso bovino liofilizado e sua associação com quitosana. Métodos O osso bovino liofilizado foi processado em partículas de 100 μm e misturado à quitosana em proporção de 50% de seu peso. A mistura foi acondicionada em moldes metálicos para preparo dos espécimes e esterilizada a 127°C em autoclave para posterior experimentação. Os espécimes foram submetidos a ensaios de compressão e flexão seguindo a norma 5833 da International Organization for Standardization (ISO); os espécimes eram blocos cilíndricos de 6 × 12 mm (para ensaios de compressão) e placas de 75 × 10 × 3,3 mm (para ensaios de flexão). As amostras foram divididas em quatro grupos de 20 espécimes cada, sendo 10 para ensaios de compressão e 10 para ensaios de flexão. Três grupos foram esterilizados (por autoclavagem, raios gama e óxido de etileno), enquanto o quarto grupo (controle) não foi. Os testes mecânicos obtidos nos diferentes processos de esterilização foram comparados por análise de variância (ANOVA, p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-22T20:24:31+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744292
       
  • Tradução e adaptação transcultural do instrumento Milestones de
           avaliação do ensino dos serviços de residência médica em ortopedia e
           traumatologia Translation and Transcultural Adaptation of the Milestones
           Instrument to Assess Teaching in Medical Residency Services on Orthopedics
           and Traumatology

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Castro; Ubiratan Brum de, Gomes, Gustavo Remigio, Simão, Kalil Francisco Restivo, Egito, Liev José Cahino do, Figueiredo, Sávio Daniel Freire de Albuquerque, Júnior, Rosalvo Zósimo Bispo
      Abstract: Objetivo A ortopedia é uma especialidade pouco presente na formação de muitas escolas médicas brasileiras, sendo que não foi identificado nenhum questionário que avalie o ensino das desordens musculoesqueléticas durante a formação médica. O Orthopedic Surgery Milestone Project constitui um instrumento de avaliação de residentes de ortopedia nos programas de residência ou bolsas credenciados pela ACGME (The Accreditation Council for Graduate Medical Education) e pelo ABOS (The American Board of Orthopedic Surgery). O objetivo é realizar a tradução para a língua portuguesa e adaptação transcultural do Orthopedic Surgery Milestone Project. Métodos A tradução e adaptação transcultural consistiram na tradução inicial para o português, retro tradução para o inglês, análise para a obtenção de uma versão consensual pré-teste e posterior versão final. Resultados A versão final foi considerada adequada e equivalente à original para a avaliação dos residentes de ortopedia ao longo do programa de residência médica. Conclusões Diante da falta de instrumentos para a avaliação dos residentes em Ortopedia, a tradução e a adaptação transcultural do Orthopedic Surgery Milestone Project foi compatível, podendo ser um instrumento para uma formação médica mais adequada. Objective Orthopedics is not very common in many Brazilian medical schools, and there is no questionnaire to assess the teaching of musculoskeletal disorders during medical training. The Orthopedic Surgery Milestone Project is an assessment tool for orthopedic residents in programs or fellowships recognized by the Accreditation Council for Graduate Medical Education (ACGME) and the American Board of Orthopedic Surgery (ABOS). This study aims to translate the Orthopedic Surgery Milestone Project into Portuguese and to perform its transcultural adaptation. Methods The translation and transcultural adaptation consisted of the initial translation into Portuguese, back-translation into English, preparation of a pretest consensual text, and the subsequent elaboration of a final text. Results The final text was deemed adequate and equivalent to the original one for the evaluation of orthopedics residents throughout their program. Conclusions Given the lack of instruments for the assessment of orthopedic residents, the translation and transcultural adaptation of the Orthopedic Surgery Milestone Project were compatible; this can be an instrument for improved medical education.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-22T19:48:20+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748942
       
  • A eficácia da infiltração periarticular anestésica na analgesia
           pós-operatória de artroplastia total do quadril The Effectiveness of
           Periarticular Anesthetic Infiltration in Postoperative Analgesia of Total
           Hip Arthroplasty

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Chang; Rafael Wei Min Leal, Nunes, Juscimar Carneiro, Batista, Bruno Bellaguarda, Borborema, Thiago Couto Valle Bomfim de
      Abstract: Objetivo Este estudo tem como objetivo avaliar a eficácia da técnica de infiltração periarticular do quadril no pós-operatório de artroplastia total do quadril. Métodos Estudo clínico randomizado duplo-cego controlado. O estudo foi realizado nos pacientes com fratura de colo femoral ou osteoartrose de quadril, submetidos ao procedimento cirúrgico de artroplastia total do quadril em nossa instituição. A técnica de infiltração periarticular consistiu na aplicação da combinação de um anestésico (levobupivacaína) com um corticosteroide (dexametasona) nos tecidos ricos em nociceptores do quadril, após a colocação dos implantes ortopédicos. No grupo controle, foi realizada infiltração de soro fisiológico 0,9% nos mesmos tecidos. Após 24 e 48 horas do procedimento, foram avaliados os quesitos de dor, amplitude de movimentos, uso de analgésicos opióides, presença de efeitos adversos, período do início da deambulação e o tempo total de hospitalização. Resultados Trinta e quatro pacientes foram estatisticamente avaliados no estudo. Foi observada uma redução no consumo de opioides entre 24 e 48 h no grupo experimental. Uma redução maior da pontuação de dor foi observada no grupo placebo. Conclusão A infiltração periarticular anestésica como método de analgesia pós-operatória de artroplastia total do quadril, neste estudo, reduziu as taxas de consumo de opioides quando comparamos a evolução entre 24 e 48h. Não houve benefícios quanto às taxas de dor, mobilidade, tempo de internação ou intercorrências com este método. Objective The present study aims to evaluate the effectiveness of the periarticular hip infiltration technique in the postoperative period of total hip arthroplasty. Methods This is a randomized double-blind controlled clinical trial in patients with femoral neck fractures or hip osteoarthritis submitted to a total hip arthroplasty at our institution. The periarticular infiltration technique consisted of the administration of an anesthetic (levobupivacaine) and a steroid (dexamethasone) agent in the nociceptor-rich tissues of the hip after orthopedic implants placement. The control group received an injection of 0.9% saline into the same tissues. Pain, range of motion, and use of opioid analgesic agents after 24 and 48 hours of the procedure were evaluated, as well as the presence of adverse effects, time to resume walking, and total hospitalization time. Results The study evaluated 34 patients. The experimental group required fewer opioid agents between 24 and 48 hours. The reduction in pain scores was greater in the placebo group. Conclusion Periarticular anesthetic infiltration as a method of postoperative analgesia for total hip arthroplasty reduced the rates of opioid intake between 24 and 48 hours. It provided no benefits regarding pain, mobility, length of stay, or complications.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-22T19:48:20+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744294
       
  • Há diferença na força de compressão interfragmentar entre parafusos
           com rosca total ou parcial' Resultados de um estudo biomecânico
           experimental pilotoIs there a Difference in Interfragmentary Compression
           Strength Between Fully or Partially Threaded Screws' Results of an
           Experimental Biomechanical Pilot Study

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Okoro; Tosan, Landgren, Marcus, Afenu, Edem, Russow, Gabriele, Wulsten, Dag, Heyland, Mark
      Abstract: Objetivo Este estudo avaliou diferenças entre parafusos com rosca total ou parcial na resistência à compressão interfragmentar inicial. Nossa hipótese era de que haveria maior perda de resistência à compressão inicial com o parafuso de rosca parcial. Métodos Uma linha de fratura oblíqua de 45 graus foi criada em amostras de osso artificial. O primeiro grupo (TOTAL, n = 6) foi fixado com um parafuso de 3,5 mm de rosca total, enquanto o segundo grupo (PARCIAL, n = 6) usou um parafuso de 3,5 mm de rosca parcial. Avaliamos a rigidez à torção em ambas as direções de rotação. Os grupos foram comparados com base nos seguintes parâmetros biomecânicos: momento de rigidez-ângulo, momento de rigidez-tempo, momento de torção máxima (carga de falha) e força de compressão calibrada com base na medida do sensor de pressão. Resultados Depois da perda de uma amostra PARCIAL, não foram observadas diferenças estatisticamente significativas na força de compressão calibrada entre os 2 grupos [mediana (intervalo interquartil)]: TOTAL: 112,6 (10,5) N e PARCIAL: 106,9 (7,1) N, com p = 0,8 segundo o teste U de Mann-Whitney). Além disso, após a exclusão de 3 amostras para testes mecânicos (TOTAL, n = 5, PARCIAL, n = 4), não foram observadas diferenças estatisticamente significativas entre os construtos TOTAL e PARCIAL quanto ao momento de rigidez-ângulo, momento de rigidez-tempo ou momento de torção máxima (carga de falha). Conclusão Não há diferença aparente na força de compressão inicial (força de compressão ou rigidez do construto ou carga de falha) com o uso de parafusos de rosca total ou parcial neste modelo biomecânico em osso artificial de alta densidade. Parafusos de rosca total podem, portanto, ser mais úteis no tratamento de fraturas diafisárias. Mais pesquisas são necessárias sobre o impacto em modelos ósseos osteoporóticos ou metafisários de menor densidade e avaliação do significado clínico. Objective This study assessed differences between fully- and partially-threaded screws in the initial interfragmentary compression strength. Our hypothesis was that there would be an increased loss in initial compression strength with the partially-threaded screw. Methods A 45-degree oblique fracture line was created in artificial bone samples. The first group (FULL, n = 6) was fixed using a 3.5-mm fully-threaded lag screw, while the second group (PARTIAL, n = 6) used a 3.5-mm partially-threaded lag screw. Torsional stiffness for both rotational directions were evaluated. The groups were compared based on biomechanical parameters: angle-moment-stiffness, time-moment-stiffness, maximal torsional moment (failure load), and calibrated compression force based on pressure sensor measurement. Results After loss of one PARTIAL sample, no statistically significant differences in calibrated compression force measurement were observed between both groups: [median (interquartile range)] FULL: 112.6 (10.5) N versus PARTIAL: 106.9 (7.1) N, Mann-Whitney U-test: p = 0.8). In addition, after exclusion of 3 samples for mechanical testing (FULL n = 5, PARTIAL n = 4), no statistically significant differences were observed between FULL and PARTIAL constructs in angle-moment-stiffness, time-moment-stiffness, nor maximum torsional moment (failure load). Conclusion There is no apparent difference in the initial compression strength (compression force or construct stiffness or failure load) achieved using either fully- or partially-threaded screws in this biomechanical model in high-density artificial bone. Fully-threaded screws could, therefore, be more useful in diaphyseal fracture treatment. Further research on the impact in softer osteoporotic, or metaphyseal bone models, and to evaluate the clinical significance is required.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-22T19:48:20+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750828
       
  • Tradução e adaptação cultural à língua portuguesa do Long Head
           Biceps Score Translation and Cultural Adaptation to Portuguese of the Long
           Head of Biceps Tendon Score

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Godinho; André Couto, Almeida, Felipe Santiago de, Ayres, João César Zakur, Godinho, Pedro Couto, Godinho, Glaydson Gomes, Sugawara, Marcel Jun Tamaoki
      Abstract: Objetivo Realizar a tradução e adaptação cultural à língua portuguesa do Long Head of Biceps Tendon (LHB). Métodos O processo envolveu a produção de traduções por indivíduos com domínio da língua-alvo, retrotraduções de maneira independente, criação de um comitê para comparar as versões original e traduzida, realização de pré-teste com a versão final, e elaboração da versão final. Resultados O questionário foi traduzido e adaptado conforme a metodologia proposta. Na primeira versão em português (VP1), houve divergências na tradução de doze termos. A retrotradução da VP1 apresentou, quando comparada à versão original, divergência em oito termos. A segunda versão em português (VP2), elaborada por um comitê, foi aplicada a um grupo pré-teste constituído por 30 participantes, e ao final chegou-se à terceira versão em português, denominada LHB-pt. Conclusão A tradução e adaptação do LHB foram concluídas com sucesso. Objective To translate and culturally adapt the Long Head of Biceps Tendon (LHB) score into Brazilian Portuguese. Methods The process involved translations by professionals fluent in the target language, followed by independent back translations. Next, a committee compared the original and translated versions, pretested the final version, and concluded it. Results We translated and adapted the questionnaire according to the proposed methodology. In the first version in Portuguese (VP1) there was divergence regarding the translation of twelve terms. Compared to the original version, the back translation of VP1 presented eight diverging terms. A committee prepared a second version in Portuguese (VP2) and applied it to a pretest group consisting of 30 participants. Finally, we conceived the third version in Portuguese, called LHB-pt. Conclusion The translation and cultural adaptation into Brazilian Portuguese of the LBH score was successfully accomplished.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-22T16:04:23+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750825
       
  • Técnica de reconstrução do pé com prótese de calcâneo feita sob
           medida em câncer primário – Relato de caso Technique for Foot
           Reconstruction with Custom-made Calcaneal Prosthesis in Primary Malignancy
           – A Case Report

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Gowda; Aditya K. S., Dhingra, Mohit, Vathulya, Madhubari, Seenivasagam, Rajkumar K.
      Abstract: O pé é um local incomum para tumores ósseos, e compreende cerca de 3% de todos os tumores esqueléticos, em especial ao redor do calcâneo. A cirurgia radical cria um vazio no pé, o que afeta de forma negativa a capacidade de resgate do membro. As cirurgias de reconstrução do calcâneo não são comumente realizadas por causa da instabilidade da prótese, defeito de partes moles, e consequente possibilidade de insucesso pós-operatório. Assim, apresentamos aqui um caso raro de sarcoma sinovial originário da bainha do tendão tibial posterior com acometimento secundário do osso calcâneo. Considerando as experiências prévias de diferentes cirurgiões, projetamos uma prótese sob medida com modificações relevantes.The foot is an uncommon location for osseous tumors, comprising ∼ 3% of all skeletal tumors, which occur particularly around the calcaneum. Radical surgery creates a void in the foot which adversely affects the ability to salvage it. Calcaneal replacement surgeries are not commonly performed due to factors involving instability of the prosthesis, soft-tissue defects, and resultant failure, which can occur in the postoperative period. Thus, we herein report a rare case of synovial sarcoma arising from the sheath of the tibialis posterior tendon, with secondary involvement of the calcaneus bone. Considering the previous experiences of different surgeons, a custom-made prosthesis was designed with relevant modifications.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-22T16:02:22+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1753532
       
  • Estudo observacional prospectivo sobre os desfechos da descompressão
           posterior e fixação em estágio único na tuberculose da coluna
           dorsolombarA Prospective Observational Study on Outcomes of Single Stage
           Posterior Decompression and Fixation for Dorsolumbar Spine Tuberculosis

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Menon; Hari J., Tripathi, Aditya V., Patel, Nrutik M., Narang, Chandan
      Abstract: Objetivo Estudar os desfechos da descompressão posterior isolada e instrumentação na tuberculose da coluna dorsal e dorsolombar. Métodos Os pacientes (n = 30) incluídos neste estudo apresentavam tuberculose na coluna dorsal ou dorsolombar, acompanhada ou não por déficit neurológico e/ou deformidade. Todos os 30 pacientes foram tratados apenas por descompressão posterior e instrumentação. Estudamos a correção e manutenção da deformidade na coluna dorsal e dorsolombar, o desfecho funcional segundo o índice de deficiência de Oswestry (ODI) e a escala visual analógica (EVA); o desfecho neurológico foi estudado de acordo com a classificação de Frankel. Resultados Na atual série, 30 pacientes foram submetidos à descompressão posterior e instrumentação em estágio único e apresentaram melhora significativa no estado neurológico e desfecho funcional segundo os scores de ODI, EVA e classificação de Frankel. Conclusão A abordagem posterior (extracavitária) permite o acesso ideal aos aspectos laterais e anteriores da medula espinhal para uma boa descompressão. Facilita a mobilização precoce, evita problemas associados ao decúbito prolongado, proporciona melhor desfecho funcional e corrige a cifose no plano sagital de maneira significativamente melhor. Objective To study the results of only posterior decompression and instrumentation in dorsal and dorsolumbar spine tuberculosis. Methods The patients (n = 30) who were included in this study had dorsal or dorsolumbar spine tuberculosis, with or without neurological deficit, and with or without deformity. All 30 patients were managed by only posterior approach decompression and instrumentation. We studied cases for correction and maintenance of deformity at dorsal and dorsolumbar spine, functional outcome by the Oswestry disability index (ODI) and visual analogue scale (VAS) scores, as well as neurological outcome by the Frankel grade. Results In the current series, 30 patients were operated with single stage posterior decompression and instrumentation, and showed significant improvement in neurological status and functional outcomes, which were accessed by the ODI score, VAS score, and Frankel grade. Conclusion The posterior (extracavitary) approach provides optimum access to the lateral and anterior aspects of the spinal cord for good decompression. It facilitates early mobilization and avoids problems of prolonged recumbency, provides better functional outcome, and significantly better sagittal plane kyphosis correction.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-14T19:40:17+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750834
       
  • Percepção de cirurgiões ortopédicos sobre os riscos da exposição à
           radiação na fluoroscopia Perception of Orthopedics Surgeons about the
           Risks of Radiation Exposure in Fluoroscopy

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Barbosa; Helia Bittar, Silva, Ana Maria Marques da
      Abstract: Objetivo Este estudo visa compreender as percepções dos médicos ortopedistas e traumatologistas em relação ao risco da exposição à radiação ionizante nos procedimentos de fluoroscopia. Métodos Desenvolveu-se um questionário objetivo, estruturado, autoaplicável e com variáveis sociodemográficas, profissionais e ocupacionais, disponibilizado através de convite enviado a médicos ortopedistas cujos contatos estavam disponibilizados publicamente. Resultados Foram respondidos e analisados 141 questionários. A maioria dos respondentes (99%) utilizam a fluoroscopia em suas cirurgias, e apenas 34,8% dos participantes se sentem seguros com o uso do equipamento. Observou-se que o conhecimento sobre radiação ionizante é inadequado, pois 22,6% dos respondentes desconhecem o tipo de radiação emitida na fluoroscopia e seus efeitos biológicos. Além disso, 52% dos respondentes não conhecem ou não compreendem os princípios de proteção radiológica e suas relações com as práticas cirúrgicas. Conclusão Conclui-se que a proteção radiológica da maioria dos ortopedistas nos procedimentos cirúrgicos é inadequada e são necessários programas de formação inicial e continuada dos profissionais, trazendo benefícios para a saúde dos ortopedistas e de seus pacientes. Objective The present study aims to understand the perceptions of orthopedists and traumatologists regarding the risk of exposure to ionizing radiation in fluoroscopy procedures. Methods An objective, structured, self-administered questionnaire with sociodemographic, professional, and occupational variables was developed, available through an invitation sent to orthopedist physicians whose contacts were made publicly available. Results A total of 141 questionnaires were answered and analyzed. Most respondents (99%) use fluoroscopy in their surgeries, and only 34.8% of the participants feel safe with the use of the equipment. It was observed that the knowledge about ionizing radiation is inadequate, because 22.6% of the participants are unaware of the type of radiation emitted in fluoroscopy and its biological effects. In addition, 52% of the participants did not know or do not understand the principles of radiological protection and their relationship with surgical practices. Conclusion We concluded that the radiological protection of most orthopedists in surgical procedures is inadequate, and initial and continued training programs of professionals are necessary, bringing health benefits to orthopedists and their patients.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-14T19:40:16+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748968
       
  • Lesão de ombro relacionada à administração de vacina: Série de
           casosShoulder Injury Related to Vaccine Administration: Case Series

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Cagle; Paul J., White, Christopher A., Patel, Akshar V.
      Abstract: Objetivo A dor no ombro é um quadro comum na atenção primária e há cada vez mais relatos acerca de sua ocorrência após a vacinação. Este estudo buscou entender como um protocolo de tratamento padronizado ajudaria pacientes com lesão no ombro relacionada à administração de vacina (SIRVA). Métodos Os pacientes com SIRVA foram recrutados de forma retrospectiva entre fevereiro de 2017 e fevereiro de 2021. Todos os pacientes foram submetidos à fisioterapia e receberam uma prescrição de cortisona injetável. A amplitude de movimento pós-tratamento (ou seja, elevação anterior, rotação externa, rotação interna) e os desfechos relatados pelo paciente foram analisados a partir das pontuações da escala visual análoga (EVA), da American Shoulder and Elbow Surgeons (ASES), do teste simples do ombro (SST) e da avaliação numérica única (SANE). Resultados No total, 9 pacientes foram examinados de maneira retrospectiva. Entre eles, 6 pacientes foram atendidos no primeiro mês após a vacinação e os outros três, depois de 67, 87 e 120 dias. Ademais, 8 dos pacientes fizeram todo o tratamento fisioterápico e 6 receberam uma injeção de cortisona. O período médio de acompanhamento foi de 8 meses. À última consulta, a rotação externa média foi de 61° (desvio padrão, DP ± 3°) e a elevação anterior média foi de 179° (DP ± 45°). A rotação interna variou entre L3 e T10. As pontuações de dor à EVA foram de 3,5/10,0 (DP ± 2,4) e o escore médio ASES foi de 63,5/100,0 (DP ± 26,3); as pontuações de SST foram 8,5/12,0 (DP ± 3,9). Por fim, os escores de SANE foram de 75,7/100,0 (DP ± 24,7) e 95,7/100,0 (DP ± 6,1) nos ombros lesionados e contralaterais, respectivamente. Conclusão A dor no ombro após a vacinação tratada com fisioterapia e injeção de cortisona melhorou a amplitude de movimento e os escores funcionais. Nível de Evidência IV. Objective Shoulder pain is a common presentation in the primary care setting, and shoulder pain after vaccination has a growing body of literature. The present study sought to understand how a standardized treatment protocol would aid patients experiencing shoulder injury related to vaccine administration (SIRVA). Methods Patients experiencing SIRVA were retrospectively recruited between February 2017 and February 2021. All patients were treated with physical therapy and offered a cortisone injection. Post-treatment range of motion (i.e., forward elevation, external rotation, internal rotation) and patients' reported outcomes were collected with the visual analogue scale (VAS), American Shoulder and Elbow Surgeons (ASES), simple shoulder test (SST), and single assessment numeric evaluation (SANE) scores. Results A total of 9 patients were retrospectively examined. Among them, 6 patients presented within one month of a recent vaccination event, while 3 patients presented 67, 87, and 120 days after vaccination. Furthermore, 8 of the patients completed physical therapy, and 6 of them underwent a cortisone injection. The follow-up time averaged 8 months. At final follow-up, the mean external rotation was 61° (standard deviation, SD ± 3°) and the mean forward elevation was 179° (SD ± 45°). Internal rotation ranged between L3 and T10. The VAS pain scores were 3.5/10.0 (SD ± 2.4), the mean ASES score was 63.5/100.0 (SD ± 26.3), and the SST scores were 8.5/12.0 (SD ± 3.9). Finally, the SANE scores were 75.7/100.0 (SD ± 24.7) and 95.7/100.0 (SD ± 6.1) in the injured and contralateral shoulders respectively. Conclusion Shoulder pain after a vaccination treated with physical therapy and cortisone injection ultimately resulted in favorable shoulder range of motion and functional score outcomes. Level of Evidence IV.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-11T19:10:24+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1751022
       
  • Avaliação do posicionamento dos parafusos na cirurgia de Latarjet:
           Existe correlação entre paralelismo à glenoide e complicações
           radiográficas'*Evaluation of Screws Positioning in Latarjet Surgery:
           Is There a Correlation Between Parallelism to Glenoid and Radiographic
           Complications'*

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Kawakami; Eduardo Felipe Kin Ito, Godoy, Gabriel Paris de, Cohen, Marcio T, Yamada, Andre Fukunishi, Motta Filho, Geraldo R, Ejnisman, Benno, Belangero, Paulo Santoro
      Abstract: Objetivo Avaliar se o paralelismo dos parafusos com a glenoide na cirurgia de Latarjet interfere no posicionamento do enxerto e verificar a reprodutibilidade de um método de mensuração da posição dos parafusos. Métodos Estudo retrospectivo, multicêntrico, de pacientes com instabilidade anterior do ombro submetidos à cirurgia de Latarjet modificada e no mínimo 1 ano de seguimento pós-operatório. Dois médicos radiologistas analisaram as imagens tomográficas pós-operatórias, adquiridas em um banco de dados, para avaliação do posicionamento dos parafusos e das complicações radiográficas. Resultados Foram avaliados 34 pacientes, com idades entre 21 e 60 anos, sendo que um deles tinha acometimento bilateral dos ombros, totalizando 35 ombros avaliados. A avaliação tomográfica dos ângulos de inclinação dos parafusos não apresentou diferença entre os observadores. Houve concordância intra e interobservador para avaliação dos seguintes parâmetros cirúrgicos: posição do enxerto, presença ou não de complicações radiográficas. Conclusão A técnica descrita para mensuração do paralelismo dos parafusos na cirurgia de Latarjet apresentou uma concordância intra e inter observador muito boa e excelente, respectivamente. O paralelismo do parafuso com a glenoide é recomendado; no entanto, não é condição obrigatória e única para se evitar as complicações radiográficas. Objective To evaluate whether the parallelism of screws with glenoid in Latarjet surgery interferes in the positioning of the graft and to verify the reproducibility of a method of measuring screws positioning. Methods Retrospective, multicenter study, of patients with anterior shoulder instability submitted to modified Latarjet surgery and at least one year of postoperative follow-up. Two radiologists analyzed the postoperative tomographic images, acquired in a database, to evaluate the positioning of screws and radiographic complications. Results We evaluated 34 patients, aged between 21 and 60 years, one of them with bilateral shoulder involvement, totaling 35 shoulders evaluated. The tomographic evaluation of the inclination angles of the screws showed no difference between the observers. There was intra- and interobserver agreement to evaluate the following surgical parameters: graft position, presence or not of radiographic complications. Conclusion The technique described for measuring the parallelism of screws in Latarjet surgery presented a very good and excellent intra-observer agreement, respectively. Screw parallelism with glenoid is recommended; however, it is not a mandatory and unique condition to avoid radiographic complications.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-11T19:10:24+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1751110
       
  • Impacto dos parâmetros espinopélvicos pré-operatórios na correção de
           lordose segmentar após fusão intersomática lombar por via lateral de um
           nívelImpact of the Preoperative Spinopelvic Parameters on the Segmental
           Lordosis Correction after One-level Lateral Lumbar Interbody Fusion

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Arnoni; Daniel, Amaral, Rodrigo, Pokorny, Gabriel, Moriguchi, Rafael, Pimenta, Luiz
      Abstract: Objetivos O presente estudo teve como objetivo avaliar se os parâmetros espinopélvicos pré-operatórios podem influenciar o ganho da lordose segmental após fusão intersomática lombar por via lateral de um nível. Métodos Os seguintes parâmetros radiológicos foram medidos nos raios X: incidência pélvica, lordose lombar, versão pélvica, lordose L4S1, lordose segmental do nível operado, índice intraoperatório de lordose segmentar, mismatch pélvico (IP-LL), proporção de lordose distal, delta de lordose segmentar, PT > 20, inclinação sacral real e inclinação sacral ideal, e a correlação dessas variáveis com o ganho da lordose segmentar foi investigada. Posteriormente, foi realizada uma análise exploratória de cluster para identificar características comuns entre os pacientes e o ganho de lordose segmentar. Resultados O presente estudo contou com 144 pacientes, dos quais 76% apresentaram ganho de lordose segmentar. Os parâmetros mais correlacionados com o ganho de lordose segmentar foram lordose segmentar pré-operatória (−0,50) e delta intraoperatório de lordose (0,51). Além disso, os pacientes dos grupos de incidência pélvica (IP) alto tiveram tendência de ganho de lordose segmental maior (p  20, actual sacral slope, and ideal sacral slope, and the correlation of these variables with the gain of segmental lordosis was investigated. Afterwards, an exploratory cluster analysis was performed to identify common characteristics between patients and segmental lordosis gain. Results The sample of the present study comprised 104 patients, of which 76% presented segmental lordosis gain. The most correlated parameters with the segmental lordosis gain were preoperative segmental lordosis (−0.50) and delta intraoperative lordosis (0.51). Moreover, patients in the high PI groups had a trend to gain more segmental lordosis (p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-11T19:10:23+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750797
       
  • Colocação de parafusos atlantoaxiais posteriores em uma população
           portuguesa: Uma análise morfométrica baseada em medidas de tomografia
           computadorizadaPosterior Atlantoaxial Screw Placement in a Portuguese
           Population: A Morphometric Analysis Based on Computed Tomography Scan
           Measurements

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Martins; Rita Santos, Pereira, Catarina Silva, Lemos, Carolina, Rodrigues-Pinto, Ricardo
      Abstract: Objetivo O presente estudo tem como objetivo avaliar o comprimento e os ângulos de trajetória do parafuso para fixação atlantoaxial posterior em uma população portuguesa por meio do estudo de tomografia computadorizada (TC) cervical. Métodos Tomografias computadorizadas cervicais de 50 adultos foram analisadas quanto às trajetórias pré-definidas dos parafusos transarticulares C1-C2 (C1C2TA), na massa lateral de C1 (C1LM), no pedículo de C2 (C2P) e na pars de C2 e C2 laminar (C2L). O comprimento e os ângulos dos parafusos em cada uma destas trajetórias foram medidos e comparados entre homens e mulheres. Resultados O comprimento médio e ângulos medial e cranial da trajetória do parafuso C1C2TA foram de 34,12 ± 3,19 mm, 6,24° ± 3,06 e 59,25° ± 5,68, respectivamente; as medidas da trajetória do parafuso C1LM foram 27,12 ± 2,15 mm, 15,82° ± 5,07 e 13,53° ± 4,80. O comprimento médio e os ângulos medial e cranial da trajetória do parafuso C2P foram de 23,44 ± 2,49 mm, 27,40° ± 4,88 e 30,41° ± 7,27, respectivamente; as medidas da trajetória do parafuso da pars de C2 foram 16,84 ± 2,08 mm, 20,09° ± 6,83 e 47,53° ± 6,97. O comprimento médio e ângulos lateral e cranial da trajetória do parafuso C2L foram de 29,10 ± 2,48 mm, 49,80° ± 4,71 e 21,56° ± 7,76, respectivamente. Não houve diferenças entre os gêneros, à exceção do comprimento dos parafusos C1C2TA (p = 0,020) e C2L (p = 0,001), que foi maior no sexo masculino do que no feminino. Conclusão O presente estudo fornece referências anatômicas para a fixação atlantoaxial posterior em uma população portuguesa. Estes dados detalhados são essenciais para ajudar os cirurgiões de coluna a colocar os parafusos de maneira segura e eficaz. Objective The present study aims to evaluate the screw length and trajectory angles for posterior atlantoaxial fixation in a Portuguese population, through the study of cervical computed tomography (CT) scans. Methods Cervical CT scans of 50 adults were measured according to predefined screw trajectories of C1-C2 transarticular (C1C2TA), C1 lateral mass (C1LM), C2 pedicle (C2P), C2 pars and C2 laminar (C2L) screws. For each of these trajectories, screw length and angles were measured and compared between males and females. Results For the C1C2TA screw trajectory, the mean length, medial, and cranial angles were 34.12 ± 3.19 mm, 6.24° ± 3.06, and 59.25° ± 5.68, respectively, and for the C1LM screw trajectory, they were 27.12 ± 2.15 mm, 15.82° ± 5.07, and 13.53° ± 4.80, respectively. The mean length, medial, and cranial angles for the C2P screw trajectory were 23.44 ± 2.49 mm, 27.40° ± 4.88, and 30.41° ± 7.27, respectively; and for the C2 pars screw trajectory, they were 16.84 ± 2.08 mm, 20.09° ± 6.83, and 47.53° ± 6,97. The mean length, lateral, and cranial angles for the C2L screw trajectory were 29.10 ± 2.48 mm, 49.80° ± 4.71, and 21.56° ± 7.76, respectively. There were no gender differences except for the lengths of the C1C2TA (p = 0,020) and C2L (p = 0,001) screws, which were greater in males than in females. Conclusion The present study provides anatomical references for the posterior atlantoaxial fixation in a Portuguese population. These detailed data are essential to aid spine surgeons to achieve safe and effective screw placement.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-11T19:10:23+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744502
       
  • Tratamento de pacientes com diagnóstico de tumor ósseo de células
           gigantes: Experiência de um hospital filantrópico no Piauí, Brasil
           Treatment of Patients Diagnosed with Giant Cell Tumor of Bone: Experience
           of a Philanthropic Hospital in the State of Piauí, Brazil

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Aguiar; Leonardo Telles Alves de, Vasconcelos, Juliani Barros Moura de, Ribeiro, Marcelo Barbosa
      Abstract: Objetivo Avaliar o tratamento fornecido a pacientes com diagnóstico de tumor de células gigantes ósseo atendidos no período de 2009 a 2019 em um hospital filantrópico, bem como determinar o perfil clínico e epidemiológico regional, visando enriquecer os dados nacionais e comparar os achados com a literatura existente. Métodos Estudo analítico, observacional e transversal, com coleta retrospectiva e abordagem quantitativa, com análise de prontuários de pacientes diagnosticados com tumor de células gigantes atendidos em um hospital filantrópico no período de 2009 a 2019. Resultados Foram avaliados 49 prontuários, sendo que 55,1% eram de mulheres, com 53,1% dos casos na faixa etária de 20 a 40 anos, 69,4% de casos de grau III de Campanacci, e 30,6% acometendo a extremidade proximal da tíbia. Observou-se baixo índice de fratura patológica secundária ao tumor e de metástase pulmonar. A cirurgia intralesional foi realizada em 69,5% dos pacientes. Houve recidiva em 16,3% dos casos. Conclusão Os critérios usados para diagnóstico, classificação e tratamento em nosso serviço seguiram os padrões estabelecidos pela literatura, e podem orientar novas pesquisas e melhorar o prognóstico local futuramente. Objective To evaluate the treatment of patients with giant cell tumors of bone treated from 2009 to 2019 in a philanthropic hospital, as well as to try and determine the regional clinical and epidemiological profile, aiming to enrich the Brazilian data set and compare our findings with those of the literature. Methods An analytical, observational, and cross-sectional study with retrospective data collection and a quantitative approach, analyzing medical records of patients with giant cell tumors treated at a philanthropic hospital from 2009 to 2019. Results We evaluated 49 medical records; 55.1% of the patients were women, 53.1% were aged between 20 and 40 years, 69.4% of the cases were Campanacci grade III, and 30.6% affected the proximal end of the tibia. The rate of pathological fractures secondary to the tumor and pulmonary metastasis was low. More than 69% of the patients underwent intralesional surgery. Recurrence occurred in 16.3% of the cases. Conclusion The criteria used for the diagnosis, classification, and treatment at our service followed the standards established by the literature, and they can guide further research and improve local prognosis in the future.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-07T21:47:08+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744498
       
  • Satisfação dos pacientes submetidos à cirurgia de mãoSatisfaction of
           Patients Undergoing Hand Surgery

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Camargo; Victória Muller de, Vieira, Morgana Marques Mello, Rodrigues, Luiz Claudio Lacerda
      Abstract: Objetivo Determinar a satisfação dos pacientes submetidos a cirurgia de mão em relação a sua internação, seus sentimentos, e as consequências decorrentes do procedimento cirúrgico bem como avaliar sua opinião e seus sentimentos em relação ao procedimento cirúrgico e detectar possíveis fragilidades na atenção à saúde do paciente submetido a cirurgia de mão. Método Estudo clínico observacional de corte transversal, com enfoque quali-quantitativo, realizado em um ambulatório especializado em cuidado da mão de um hospital de ensino, com os pacientes de ambos os gêneros, com idade de 18 a 75 anos, que tenham sido submetidos a procedimentos cirúrgicos corretivos de patologias da mão nos últimos 5 anos. Resultados Obtivemos o total de 54 participantes, sendo 26 do sexo feminino e 28 do sexo masculino, com idade mínima de 18 anos e máxima de 73 anos. Em relação à satisfação dos pacientes em 11 momentos avaliados, as médias foram entre 8 e 10, mostrando grande satisfação. Para os outros cinco momentos avaliados, as médias ficaram entre cinco e oito. Não obtivemos nenhuma média de satisfação abaixo de cinco. Conclusão A satisfação absoluta dos pacientes submetidos à cirurgia de mão é dependente da humanização da assistência à saúde, principalmente em relação às consequências cirúrgicas, que demandam maior acompanhamento. As consequências cirúrgicas que demandam maior acompanhamento e que dificultam as atividades rotineiras dos pacientes são dor à mobilização da mão, limitação do arco de movimento, e parestesia; assim, o manejo adequado dessas queixas leva à maior satisfação. Objective To assess the satisfaction of patients undergoing hand surgery in relation to their hospitalization, their feelings, and the consequences resulting from the surgical procedure as well as to evaluate their opinion and feelings in relation to the surgical procedure and to detect possible weaknesses in the health care of patients undergoing hand surgery. Method Cross-sectional observational clinical study, with a quali-quantitative focus, carried out in an outpatient clinic of a teaching hospital specialized in hand care, with patients of both genders, aged 18 to 75 years, who have undergone corrective surgical procedures of hand pathologies in the last 5 years. Results We obtained a total of 54 participants, 26 females and 28 males, with a minimum age of 18 years and a maximum of 73 years. Patient satisfaction for the 11 moments evaluated had means between 8 and 10, showing great satisfaction. For the other five moments evaluated, the means were between five and eight. We did not get any satisfaction average below fivr. Conclusion The absolute satisfaction of patients undergoing hand surgery is dependent on the humanization of health care, especially in relation to surgical consequences, which require further follow-up. The surgical consequences that require greater follow-up and hinder the routine activities of patients are pain on hand mobilization, limitation of the range of motion, and parathesthesia; thus, proper management of these complaints leads to greater satisfaction.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-06T16:36:50+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1741024
       
  • Pseudoartrose atrófica é um termo incorreto' – Um estudo
           hospitalar transversal prospectivoIs Atrophic Nonunion a Misnomer – A
           Hospital-based Prospective Cross-Sectional Study

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Chaudhari; Sandeep Kumar, Dhingra, Mohit, Joshi, Prashant
      Abstract: Objetivo O presente estudo estimou a proporção de avascularidade histológica das extremidades das fraturas em caso de pseudoartrose de ossos longos. Métodos No total, 15 casos de pseudoartrose quiescente estabelecida foram operados de acordo com o protocolo padrão e as extremidades da fratura foram avaliadas histologicamente. Em resumo, o tecido biopsiado foi fixado em formalina e embebido em parafina (FFPE); secções de 5 mícrons foram coradas com hematoxilina e eosina de acordo com os protocolos padrões. A imunohistoquímica com anticorpo anti-CD31 (clone JC70A, DBS) foi realizada manualmente segundo protocolos padrões. Resultados Todos os casos de pseudoartrose quiescente foram incluídos; 2 eram de pseudoartrose oligotrófica e 13 eram de pseudoartrose atrófica à radiologia. Destes, 20% eram de pacientes do sexo feminino, 40% de indivíduos entre 31 e 40 anos de idade e todos os casos eram de pseudoartrose atrófica à radiologia. Todos os casos eram positivos para CD-31 à imunohistoquímica. A densidade dos vasos sanguíneos era de categoria I em 13,33% dos casos e de categoria II em 86,67%. Quatro casos apresentavam inflamação branda e dois apresentavam inflamação moderada. O número médio de vasos era de 10 por campo de alta potência na faixa etária de 20 a 30, de 31 a 40 e de 41 a 50 anos. A faixa etária de 61 a 70 anos apresentava, em média, 4 vasos por campo de alta potência. A diferença nos números de vasos em pseudoarthroses oligotróficas e atróficas não foi significativa. Não houve correlação entre a densidade de vasos e a duração da pseudoartrose. Conclusão A nomenclatura de classificação da pseudoartrose em atrófica, oligotrófica e hipertrófica precisa ser revista. Nossos achados não indicam que a pseudoartrose atrófica e oligotrófica sejam histologicamente diferentes. Objective The present study was conducted to estimate histologically the proportion of avascularity of fracture ends in case of nonunion of long bones. Methods A total of 15 cases of established quiescent nonunion were operated according to the standard protocol and the fracture ends were evaluated histologically. The biopsied tissue was briefly fixed with formalin, embedded with paraffin (FFPE), and 5-micron sections were stained with hematoxylin and eosin according to standard protocols. Immunohistochemistry with anti-CD31 antibody (JC70A clone, DBS) was performed manually using standard protocols. Results All cases of quiescent nonunion were included; radiologically, 2 cases were oligotrophic, and 13 cases were of atrophic nonunion. A total of 20% of the patients were females, 40% were in the age group between 31and 40 years old, and, radiologically, all cases were of atrophic nonunion. All cases showed positivity for CD-31 on immunohistochemistry. The blood vessel density was category I in 13.33% of the cases and category II in 86.67% of the cases. Four cases presented with mild inflammation and two presented with moderate inflammation. The average vessel count was 10 per high power field in the age groups between 20 and 30, 31 and 40, and 41and 50 years old. The age group between 61 and 70 years old showed an average vessel count of 4 per high power field. The difference in the vessel counts of oligotrophic and atrophic nonunion was not significant. No correlation was observed in the density of vessel count and duration of nonunion Conclusion The nomenclature for the classification of nonunion into atrophic, oligotrophic, and hypertrophic needs revision. Our findings do not support that atrophic and oligotrophic nonunion are histologically different.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-06T16:36:50+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1746180
       
  • Investigação do efeito do fator de crescimento epidérmico recombinante
           humano na cicatrização do manguito rotador: Um modelo experimental
           Investigation the Effect of Human Recombinant Epidermal Growth Factor on
           Rotator Cuff Healing: An Experimental Model

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Gulcu; Anil, Turhan, Egemen, Aslan, Ahmet, Çaylı, Sevil, Alimogullari, Ebru, Akcan, Gülben
      Abstract: Objetivo Investigar a eficácia do fator de crescimento epidérmico (EGF) recombinante humano na cicatrização da lesão do manguito rotador no ombro de coelhos. Métodos As rupturas do manguito rotador (RMRs) foram criadas experimentalmente em ambos os ombros de 20 coelhos Nova Zelândia. Os coelhos foram divididos nos seguintes grupos: RMR (grupo controle; n = 5), RMR + EGF (grupo EGF; n = 5), RMR + reparo transósseo (grupo reparo; n = 5) e RMR + EGF + reparo transósseo (grupo reparo combinado + EGF; n = 5). Todos os coelhos foram observados por 3 semanas, e amostras de biópsias foram coletadas do ombro direito na 3ª semana. Após mais 3 semanas de observação, todos os coelhos foram submetidos à eutanásia, e uma amostra de biópsia foi coletada dos ombros esquerdos. Todo o material de biópsia foi corado com hematoxilina e eosina (H&E) para avaliação de vascularidade, celularidade, proporção de fibras e número de células fibrocartilaginosas à microscopia óptica. Resultados O grupo reparo combinado + EGF apresentou a maior quantidade e a sequência mais regular de colágeno. O grupo reparo e o grupo EGF apresentaram maior atividade fibroblástica e formação capilar em comparação ao grupo controle, mas a maior atividade fibroblástica e a formação capilar com maior vascularidade foram detectadas no grupo reparo combinado + EGF (p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-06T16:36:50+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750832
       
  • Necrose avascular pós-cirurgia de Dunn modificada no tratamento do
           escorregamento da epífise proximal do fêmur*Avascular Necrosis After
           Modified Dunn Surgery for the Treatment of Slipped Capital Femoral
           Epiphysis*

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Valenza; Weverley, Soni, Jamil, Przysiada, Laís, Faggion, Heloísa
      Abstract: Objetivo Analisar a incidência da necrose avascular da epífise no tratamento do escorregamento da epífise proximal do fêmur pela técnica de Dunn modificada, correlacionando-a com outras variáveis. Como objetivo secundário, descrevemos outras complicações encontradas. Métodos Estudo retrospectivo com 20 pacientes tratados entre 2009 e 2019, com seguimento de 2 a 12 anos, tratados pela mesma equipe cirúrgica. A análise incluiu características gerais, tempo entre apresentação e procedimento cirúrgico, classificação, presença de perfusão sanguínea intraoperatória da epífise, avaliação das complicações e seus respectivos tratamentos. Resultados Todos os casos eram graves, 65% crônicos agudizados e 55% dos escorregamentos eram instáveis. Nossa taxa de complicações foi de 45%, sendo 5 casos de necrose avascular, 2 de infecção profunda, uma falha do material e uma instabilidade articular. Pacientes operados com maior tempo após a internação e os sem perfusão intraoperatória da epífise tiveram maior risco de necrose na análise estatística. Considerando o tempo do estudo, tivemos 4 casos de necrose nos primeiros 5 anos e 1 caso nos últimos 5 anos. Conclusão Nosso estudo demonstrou que a necrose foi a complicação mais comum e que o atraso para a realização da cirurgia e a ausência de perfusão da epífise no intraoperatório podem predispor à necrose avascular. Embora não estatisticamente significante, a instabilidade coxofemoral foi observada na forma de apresentação crônica e a fixação cirúrgica com fios rosqueados se mostrou menos eficaz que a fixação com parafuso canulado.Este procedimento deve ser reservado para casos graves nos quais outras técnicas não sejam possíveis e realizado por equipe experiente, treinada e capacitada. Objective The present study analyzed the incidence of epiphyseal avascular necrosis in patients with slipped capital femoral epiphysis (SCFE) treated using a modified Dunn technique. In addition, this study determined the correlation of other variables with this incidence and described treatment complications. Methods This is a retrospective study with 20 patients treated by the same surgical team from 2009 to 2019 and followed up for 2 to 12 years. The analysis included general features, time from presentation to surgical procedure, classification, and intraoperative blood perfusion of the epiphysis, as well as complications and their treatment. Results All cases were severe; 65% were acute on chronic, and 55% of the SCFEs were unstable. Our complication rate was 45%, with 5 cases of avascular necrosis, 2 cases of deep infection, 1 case of material failure, and 1 case of joint instability. The statistical analysis revealed that the risk of necrosis was higher when the surgery occurred after a long hospitalization time and there was no intraoperative epiphyseal perfusion. Four necrosis cases happened within the first 5 years, and 1 case in the last 5 years of the study. Conclusion Our study showed that necrosis was the most common complication. It also revealed that surgery delay and lack of intraoperative epiphysis perfusion potentially predispose to avascular necrosis. Although with no statistical significance, coxofemoral instability occurred in chronic SCFE, and surgical fixation with threaded wires was less effective than fixation with a cannulated screw.The modified Dunn procedure should be reserved for severe cases in which other techniques are not feasible and performed by an experienced, trained, and qualified team.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-07-06T16:36:50+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744499
       
  • Artroplastia parcial de ombro guiada por prototipagem
           tridimensionalPartial Shoulder Arthroplasty Guided by Three-dimensional
           Prototyping

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Maia; Lucas, Ladeia, Kennedy Tavares, Althoff, Bernardo Figueira, Marchetto, Adriano, Meneghel, Diego, Baldo, Guilherme Valdir
      Abstract: A tecnologia de impressão tridimensional (3D) é uma realidade no âmbito da medicina. Na Ortopedia e Traumatologia, a impressão 3D direciona um tratamento cirúrgico preciso e individualizado. Compreender e difundir suas aplicações, utilidades e resultados pode fomentar o academicismo e melhorar o cuidado ao paciente. Trata-se de relato de um caso raro de uma paciente adulta jovem com osteonecrose da cabeça umeral por necrose avascular desenvolvida na primeira infância. O tratamento foi individualizado e otimizado com a impressão 3D, que ajudou a determinar os passos para o procedimento de artroplastia parcial de úmero.Three-dimensional (3D) printing technology is a reality in medicine. In Orthopedics and Traumatology, 3D printing guides a precise and tailored surgical treatment. Understanding and disseminating its applicability, use, and outcomes can foster academicism and improve patient care. This is a report of a rare case of a female young adult patient with osteonecrosis of the humeral head due to avascular necrosis developed in early childhood. The treatment was tailored and optimized with 3D printing, which helped determine the steps for partial humeral arthroplasty.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-29T19:57:16+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749625
       
  • A taxa de remoção do sistema Tomofix® após a osteotomia tibial alta é
           superior à relatada Removal Rate of the Tomofix® System after High
           Tibial Osteotomy is Higher Than Reported

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Yildirim; Kerem, Beyzadeoglu, Tahsin
      Abstract: Objetivo A osteotomia tibial alta com cunha de abertura medial (MOWHTO, do inglês medial open wedge high tibial osteotomy) alivia de forma significativa a dor na linha articular medial em casos de osteoartrite do compartimento medial do joelho. Alguns pacientes, porém, se queixam de dor nos tendões dos músculos sartório, grácil e semitendinoso (pata de ganso) mesmo 1 ano após a osteotomia, o que pode exigir a remoção do implante. Este estudo define a taxa de remoção do implante após a MOWHTO devido à dor nos tendões dos músculos sartório, grácil e semitendinoso. Métodos Cento e três joelhos de 72 pacientes submetidos à MOWHTO para tratamento da osteoartrite do compartimento medial entre 2010 e 2018 foram incluídos no estudo. A pontuação de desfecho de lesão no joelho e osteoartrite (KOOS, do inglês Knee Injury and Osteoarthritis Outcome Score), a pontuação de joelho de Oxford (OKS, do inglês Oxford Knee Score) e a escala visual analógica (EVA) de dor na linha articular medial do joelho (EVA-MJ) foram avaliados antes da cirurgia. A EVA nos tendões dos músculos sartório, grácil e semitendinoso (EVA-PA) foi adicionada a essas avaliações, também realizadas 12 meses após o procedimento e, a seguir, anualmente. A remoção do implante foi recomendada em pacientes com EVA-PA ≥ 40 e consolidação óssea adequada em 12 meses. Resultados Trinta e três (45,8%) pacientes eram homens e 39 (54,2%), mulheres. A média de idade foi de 49,4 ± 8,0, e o índice de massa corpórea (IMC) médio foi de 27,0 ± 2,9. O sistema placa-parafuso tibial medial Tomofix (DePuy Synthes, Raynham, MA, EUA) foi utilizado em todos os casos. Três (2,8%) casos foram excluídos devido ao retardo de consolidação e à necessidade de revisão. Os resultados nas escalas KOOS, OKS e EVA-MJ melhoraram significativamente 12 meses após a MOWHTO. A EVA-PA média foi de 38,3 ± 23,9. A remoção do implante para alívio da dor foi necessária em 65 (63,1%) dos 103 joelhos. Três meses após a remoção do implante, a EVA-PA média diminuiu para 4,5 ± 5,6 (p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-28T16:14:40+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750836
       
  • Análise epidemiológica de 245 pacientes com pubalgia atlética
           Epidemiological Analysis of 245 Patients with Athletic Pubalgia

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Goes; Rodrigo Araujo, Teles, Fernando Delgado Carlos, Figueiredo, Felipe, Noronha, Diogo Ramos, Coelho, Olivia Nogueira, Peixoto, Lourenço Pinto
      Abstract: Objetivo Analisar as características clínico-epidemiológicas da pubalgia do atleta, e definir o perfil epidemiológico dos pacientes com queixa de dor na região baixa do abdômen e virilha avaliados em um centro especializado. Metodologia Realizou-se um estudo retrospectivo de uma série de casos, no qual se avaliou o perfil epidemiológico de 245 pacientes esportistas com pubalgia, registrados em prontuário, entre outubro de 2015 e fevereiro de 2018. A amostra selecionada foi submetida a uma avaliação clínica, e os resultados foram documentados a partir da aplicação de um questionário. Resultados A amostra estudada foi de 245 pacientes com idades que variavam entre 14 e 75 anos. O futebol e a corrida foram os esportes mais prevalentes, e 58% treinavam ou praticavam esporte 3 ou mais dias por semana. Após a avaliação dos movimentos esportivos específicos, foi observada piora dos sintomas em 24% com a troca de direção; em 23%, nos chutes; em 22%, nos sprints e treinos de velocidade; em 17%, nas corridas longas; e em 14%, nos saltos. Dor durante o ato sexual foi relatado em 13% dos pacientes. A maior parte dos pacientes (80%) relatou que a região inguinal, os adutores e o púbis (linha média) eram os principais sítios da dor. O teste de contração dos adutores contra resistência com joelho em extensão foi positivo em 77,6% dos pacientes avaliados, e o teste de Flexão simultânea do Quadril + Abdômen contra resistência foi positivo em 76.7% dos pacientes. Conclusão O presente estudo demonstrou o predomínio dessa lesão nos pacientes do sexo masculino praticantes de futebol e de corrida. A dor, na maioria dos casos (80%), estava presente na região inguinal, nos adutores e no púbis. A maioria dos pacientes demorou mais de seis meses para ter o diagnóstico clínico confirmado. Objective To analyze the clinicoepidemiological characteristics of pubalgia in athletes and to define the epidemiological profile of patients complaining of lower abdomen and groin pain at a specialized center. Methodology We conducted a retrospective study based on a case series to evaluate the epidemiological profile of 245 athletes with pubalgia reported in their medical records from October 2015 to February 2018. The selected sample underwent a clinical evaluation, and the results were recorded through the application of a questionnaire. Results The sample consisted of 245 patients aged between 14 and 75 years. Soccer and running were the most prevalent sports. Most subjects (58%) trained or played sports 3 or more days a week. After evaluating specific sports movements, symptoms worsened in 24% of the patients when changing direction; in 23%, when kicking; in 22%, during sprints and speed training; in 17%, during long runs; and in 14%, when jumping. Pain during intercourse was reported by 13% of the patients. For most subjects (80%), the inguinal region, the adductor muscles, and the pubis (midline) were the main pain sites. The tests involving adductor contraction against resistance with an extended knee was positive in 77.6% of the patients, and the one involving simultaneous hip and abdomen flexion against resistance was positive in 76.7% of the sample. Conclusion The present study has demonstrated the predominance of pubalgia in male patients who play soccer and practice running. In most cases (80%), pain occurred in the inguinal region, the adductor muscles, and the pubis. Confirmation of the clinical diagnosis took more than six months for most patients.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-27T20:47:35+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749431
       
  • Impactos da espera para correção cirúrgica da escoliose idiopática do
           adolescente e suas repercussões para o Sistema Único de Saúde:
           Protocolo de revisão sistemáticaImpacts of the Delayed Surgical
           Correction of Adolescent Idiopathic Scoliosis and its Repercussions for
           the Brazilian Unified Health System: Systematic Review Protocol

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Pontes; Mariana Demétrio de Sousa, Soeira, Thabata Pasquini, Sampaio, Mariangela Louzada, Herrero, Carlos Fernando Pereira da Silva
      Abstract: A correção cirúrgica é uma opção efetiva de tratamento para casos de Escoliose Idiopática do Adolescente (EIA) com curvas acima de 45°. No âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), os pacientes avaliados nos centros de referência e com indicação cirúrgica são cadastrados em fila de espera até que o tratamento definitivo possa ser realizado. Um período de espera extenso pode ser prejudicial, do ponto de vista de piora dos sintomas e de aumento do custo de tratamento, além de gerar efeitos negativos na saúde mental e na qualidade de vida do paciente. O presente artigo trata-se do protocolo de uma revisão sistemática que buscará responder o questionamento: “Qual o impacto do tempo de espera para correção cirúrgica da EIA do ponto de vista de custo e qualidade de vida'.” O aperfeiçoamento das ações de saúde pública, na esfera da alta complexidade, inicia-se com o levantamento de informações sobre a situação de saúde de determinada condição. Diante disso, as futuras publicações provenientes deste protocolo poderão servir como subsídio para apontar possíveis critérios de prioridade, com o intuito de promover melhoria tanto no âmbito da saúde global de portadores de EIA, quanto na gestão financeira da saúde pública brasileira.Surgical correction is an effective treatment for adolescent idiopathic scoliosis (AIS) with deformities over 45°. In the Brazilian Unified Health System (SUS, Sistema Único de Saúde), if the surgical procedure is indicated, the patients are placed on a waiting list and wait until the treatment can be performed. An extended waiting period can be harmful due to worsening symptoms and increased treatment costs. Additionally, it has negative effects on the mental health and quality of life of these patients. This paper is a systematic review protocol to answer the following question: “What is the impact of the delayed surgical correction of AIS considering costs and quality of life'” Collecting health status information is the first step to improve high complex public health actions. Future publications from this protocol may serve as a subsidy to point out potential priority criteria to enhance the global health of AIS patients and the management of Brazilian public health financial resources.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-27T20:47:35+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750829
       
  • Avaliação de fatores preditores de infecção na artroplastia primária
           de joelho e quadril: Um estudo caso-controleAssessment of Predictors of
           Infection in Primary Knee and Hip Arthroplasty: A Case-control Study

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Falótico; Guilherme Guadagnini, Tucunduva, Vitor, Brito, Gustavo, Durigon, Thomas Stravinskas, Arliani, Gustavo Gonçalves, Ferreira, Gabriel Ferraz
      Abstract: Objetivo Avaliar os fatores de risco para infecção articular periprotética após procedimento cirúrgico eletivo de artroplastia primária total de joelho ou quadril. Métodos Incluem-se no estudo 706 prontuários de pacientes que foram submetidos a artroplastia total primária eletiva de quadril ou joelho entre os meses de janeiro e dezembro de 2018. Utilizou-se a análise multivariada dos fatores preditores de infecção por meio de um modelo de regressão logística. Toda a análise estatística foi realizada no software R. Resultados A prevalência de infecção de toda a amostra foi de 2,0% (14 casos). A amostra contou com a maioria do gênero feminino (79,6%), com o lado direito afetado (50,6%) e predomínio da artroplastia total de joelho (61,3%). Os fatores de risco significativos (p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-27T15:38:18+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1750753
       
  • Eficácia do ibuprofeno após artroplastia total de quadril para
           prevenção de ossificação heterotópica: Revisão sistemática e
           meta-análise Efficacy of Ibuprofen after Total Hip Arthroplasty to
           Prevent Heterotopic Ossification: Systematic Review and Meta-Analysis

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Tariq; Muhammad Ali, Ahmed, Bilal, Shaikh, Shehryar, Amin, Hamza, Ali, Syed Uzair
      Abstract: O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão sistemática e meta-análise de estudos clínicos randomizados (ECRs) relevantes para determinar o papel do ibuprofeno, sua dose ideal, e a duração do tratamento na prevenção de ossificação heterotópica (OH) após a artroplastia total primária do quadril (ATQ). Uma pesquisa bibliográfica foi feita nos bancos de dados PubMed/MEDLINE e Cochrane Library para a obtenção de ECRs que comparassem o uso de ibuprofeno e de placebo como profilaxia para OH em pacientes submetidos à ATQ. Os principais desfechos deste estudo foram ocorrência geral de OH, classificação de Brooker da OH, e complicações gastrintestinais. No total, 27 artigos foram identificados nos bancos de dados e 4 estudos, com 1.153 pacientes, foram incluídos na análise final. Em comparação ao placebo, o uso de ibuprofeno reduziu a incidência de OH aos 3 e 12 meses de acompanhamento e a incidência de OH Brooker II e III (p  0,05). Os dados existentes indicam que o ibuprofeno é seguro e eficaz na redução da incidência total de OH e de OH Brooker II e III durante o acompanhamento. No entanto, as conclusões são limitadas devido ao pequeno número de estudos; logo, mais estudos clínicos de alta qualidade são necessários para o desenvolvimento de diretrizes em relação à dose e duração ideal da terapia.The objective of this study was to conduct a systematic review and meta-analysis of relevant randomized control trials (RCTs) to determine the role of ibuprofen, as well as the optimum dose and duration of therapy, in preventing the incidence of heterotopic ossification (HO) after primary total hip arthroplasty (THA). A literature search was performed using the PubMed/MEDLINE and Cochrane Library databases for RCTs that compared the use of ibuprofen versus placebo as prophylaxis for HO in patients after THA. The main outcomes for this study were overall occurrence of HO, occurrence according to the Brooker classification, and gastrointestinal complications. A total of 27 potential articles were identified from the database. Eventually, four trials with 1,153 patients were included in the final analysis. When compared with placebo, the use of ibuprofen is associated with a reduction in the incidence of HO at the 3- and 12-month follow-up appointments, as well as the incidence of Brooker II and III HO (p  0.05). The existing data indicates that ibuprofen is safe and efficacious in reducing the total incidence of HO along with Brooker II and III HO at follow-up. However, due to the small number of studies, the conclusions are limited; therefore, more high-quality clinical trials are required to develop guidelines for optimal dose and duration of therapy.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-27T15:38:18+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748947
       
  • Validação de um instrumento simples e de aplicação rápida para
           rastrear incapacidade em pacientes com hanseníaseValidation of a Simple
           Instrument of Fast Application to Track Disability in Leprosy Patients

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Pinho; Adriano Bastos, Freitas, Murilo Moraes de, Fontes, Cor Jesus Fernandes
      Abstract: Objetivo Avaliar um instrumento diagnóstico simples e rápido a ser utilizado por qualquer profissional da saúde para rastrear a incapacidade apresentada por pacientes com hanseníase. Método Estudo de validação de teste de diagnóstico realizado em uma amostra de 156 pacientes com hanseníase para rastrear incapacidade funcional, por meio do questionário abreviado disabilities of arm, shoulder, and hand (QuickDASH). A avaliação neurológica simplificada proposta pela Organização Mundial da Saúde foi utilizada como referência. Construiu-se a curva de características operacionais do receptor (ROC) para determinação do ponto de corte do QuickDASH que melhor discriminou pacientes com incapacidade funcional provocada pela hanseníase. Resultados Foram identificados 86 (55,5%) pacientes com incapacidade funcional pela avaliação neurológica simplificada. O desempenho do QuickDASH mostrou que, em ponto de corte de 30 pontos, a sensibilidade e a especificidade foram de 72,1% e 68,1% (acurácia de 70,3%), respectivamente, para identificar incapacidade funcional, com um valor preditivo positivo de 73,8%. Conclusão O instrumento QuickDASH mostrou boa acurácia para rastrear incapacidade funcional no paciente com hanseníase, podendo ser útil na prática clínica da atenção básica e ambulatorial geral, com o objetivo de identificar pacientes que necessitam de referência especializada para sua prevenção e tratamento. Objective To evaluate a simple and fast diagnostic instrument to be used by any health professional to track the disability presented by leprosy patients. Method Validation study of a diagnostic test performed in a sample of 156 leprosy patients to track functional disability through the shortened disabilities of arm, shoulder, and hand (QuickDASH) questionnaire. The simplified neurological assessment proposed by the World Health Organization was used as a reference. A receiver operating characteristic (ROC) curve was constructed to determine the cutoff point of QuickDASH that best discriminated patients with functional disability caused by leprosy. Results We identified 86 (55.5%) patients with functional disability by simplified neurological evaluation. The performance of the QuickDASH instrument showed that, at a cut-off point of 30 points, the sensitivity and specificity were 72.1% and 68.1% (accuracy of 70.3%), respectively, to identify functional disability, with a positive predictive value of 73.8%. Conclusion The QuickDASH instrument showed good accuracy to track functional disability in leprosy patients, and it may be useful in clinical practice of primary and general outpatient care, with the goal of identifying patients who need specialized reference for the prevention and treatment of this condition.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-27T15:38:17+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1742342
       
  • Mentoria na residência médica em Ortopedia: Avaliação de um programa
           por mentores e mentoradosMentorship in Medical Residency in Orthopedics:
           Evaluation of a Program by Mentors and Mentees

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Mendes Júnior; Adriano Fernando, Pereira, Gabriel Meireles Azevedo, Bussius, Daniel Teixeira, Ortiz, Rafael Trevisan, Ejnisman, Leandro
      Abstract: Objetivo Demonstrar o grau de recomendação de mentores e mentorados quanto à participação em um programa de mentoria, avaliar o grau de satisfação dos participantes, e descrever as principais características das reuniões em dupla. Materiais e Métodos Estudo primário, retrospectivo, analítico, com análise das respostas dos questionários de avaliação anual do programa de mentoria em dupla da residência de Ortopedia e Traumatologia da instituição de dezembro de 2017 a fevereiro de 2021. Resultados Foram obtidas 52 respostas de 26 preceptores mentores e 26 residentes mentorados. A média de idade dos mentorados foi de 27 anos (±1,5 ano), ao passo que a média de idade dos mentores foi de 45 anos (±8,2 anos). O grau de recomendação do programa pelos participantes foi de 96%, e 89% dos mentorados consideraram que os mentores contribuíram para a tomada de decisões pessoais e profissionais. Conclusão O programa de mentoria se mostrou uma estratégia com alto grau de recomendação na residência médica em Ortopedia. Os dados mostram que os mentores contribuíram para a tomada de decisões pessoais e profissionais dos mentorados. Objective To demonstrate the degree of recommendation of mentors and mentees regarding a mentorship program, to assess the degree of satisfaction of the participants, and to describes the main characteristics of the meetings in pairs. Materials and Methods A primary, retrospective, analytical study based on answers to the annual evaluation questionnaires of the institutional mentorship program in pairs of the Orthopedics and Traumatology residency from December 2017 to February 2021. Results We compiled 52 responses from 26 mentorship preceptors and 26 mentored residents. The mentees and mentors had average ages of 27 (±1.5) years and 45 (±8.2) years respectively. A total of 96% of the participants recommend the program, and 89% of the mentees reported that the mentors contributed to their personal and professional decision-making process. Conclusion The mentorship program proved to be a highly recommended strategy in medical residency in Orthopedics. Data show that mentors contributed to the mentees' personal and professional decision-making process.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-20T19:50:30+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1747974
       
  • Fixação anterior transarticular C1-C2 para o tratamento de luxação
           traumática atlantoaxial: Um caso clínico C1-C2 Transarticular Anterior
           Fixation for the Treatment of Atlantoaxial Traumatic Dislocation: A
           Clinical Case

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Ribeiro; Paulo Gil, Fernandes, Francisco, Costa, Paulo, Quintas, Ana Catarina, Lourenço, Paulo, Moura, Diogo Lino
      Abstract: As fraturas da apófise odontoide são uma das lesões mais frequentes na população idosa, e um problema cada vez mais preponderante com o envelhecimento progressivo da população mundial.Neste trabalho, apresentamos um caso clínico de um doente do gênero masculino, de 88 anos, que sofreu uma queda da qual decorreu uma fratura da apófise odontoide de tipo II de Anderson-D'Alonzo. Dada a idade e suas comorbilidades, optou-se por realizar a osteossíntese da fratura por meio da fixação anterior com parafuso transarticular em combinação com a fixação com parafuso à odontoide.Esta técnica que permite a estabilidade necessária para a consolidação da fratura da apófise odontoide de tipo II de Anderson-D'Alonzo, com a vantagem das menores disseção da musculatura extensora cervical e hemorragia decorrente desta agressão quando comparada com a abordagem posterior, sendo uma técnica à disposição e que acarreta benefícios claros no tratamento desta patologia na população geriátrica.Fractures of the odontoid apophysis are one of the most frequent lesions in the elderly population, and an increasingly preponderant problem with the progressive aging of the world population.In the present work, we report a clinical case of an 88-year-old male patient who suffered a fall resulting in a type-II fracture of the odontoid apophysis on the Anderson-D'Alonzo classification. Given the age and comorbidities of the patient, we decided to perform osteosynthesis of the fracture through anterior fixation with a transarticular screw in combination with fixation with an odontoid screw.This technique enables the necessary stability for the consolidation of Anderson-D'Alonzo's type II odontoid apophysis fracture, with the advantage of the lower levels of dissection of the cervical extensor musculature and hemorrhage resulting from this aggression when compared with the posterior approach; moreover, it is a readily-available technique that yields clear benefits in the treatment of this pathology in the geriatric population.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-20T19:46:29+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748812
       
  • Reoperações e resultados radiográficos de médio prazo do uso de cone
           de metal trabecular de tântalo nas artroplastias do joelhoMidterm
           Radiographic Results and Reoperations of Tantalum Trabecular Metal Cones
           in Knee Arthroplasties

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Minamoto; Sandra Tie Nishibe, Silva, Luís Felipe Tupinambá da, Faria, José Leonardo Rocha de, Cobra, Hugo Alexandre de Araujo Barros, Palma, Idemar Monteiro da, Mozella, Alan de Paula
      Abstract: Objetivo O manejo da perda óssea representa um grande desafio em cirurgias de revisão de artroplastia do joelho (rATJ) e em artroplastias totais do joelho (ATJ) primárias complexas. O objetivo do presente estudo foi avaliar os resultados em médio prazo (seguimento mínimo de 5 anos) das reconstruções de joelho nas quais cones de metal trabecular (MT) de tântalo foram utilizados para tratamento de defeitos ósseos tipos 2 e 3, de acordo com a classificação proposta pela Anderson Orthopaedic Research Institute (AORI). Métodos Feita análise retrospectiva dos prontuários dos pacientes operados entre julho de 2008 e novembro de 2014, coletando-se os seguintes dados: idade, gênero, lateralidade, índice de massa corporal, etiologia da artrose, comorbidade, classificação AORI da falha óssea, causa da revisão da artroplastia total do joelho, reinternações, reoperações, complicações peri- e pós-operatórias, ocorrência de osteointegração radiográfica e manutenção da função de suporte do MT. Resultados Foram avaliados 11 pacientes com tempo médio de seguimento de 7,28 anos (desvio padrão [DP] = 1,88; variação = 5,12–10 anos), sendo que 1 paciente foi submetido a artroplastia primária, 6 a artroplastia de revisão e 4 a segunda revisão de artroplastia (re-revisão). Três pacientes necessitaram de quatro reoperações devido a complicações com a ferida operatória, a lesão do mecanismo extensor e a soltura do componente femoral. Sinais de osteointegração dos cones trabeculados foram observados em todos os pacientes. Não observamos migração do cone de MT ou dos componentes protéticos. Conclusão Os cones metafisários de tântalo foram capazes de prover suporte estrutural eficiente aos implantes protéticos com sinais radiográficos de osteointegração em médio prazo. Objective The management of bone loss represents a challenge in revisions of total knee arthroplasty (rTKA) and in complex primary total knee arthroplasties (TKAs). The purpose of the present study was to evaluate the midterm outcomes (5-year minimum follow-up) of knee reconstructions with tantalum trabecular metal (TM) cones on bone defects Anderson Orthopaedics Research Institute (AORI) 2 and 3. Materials and Methods A retrospective analysis of the medical records of patients operated on between July 2008 and November 2014 was performed, collecting the following data: age, gender, laterality, body mass index, etiology of arthrosis, comorbidities, AORI classification of bone defects, causes for revision, readmissions, reoperations, perioperative and postoperative complications, radiographic signs of osteointegration, and maintenance of the TM support. Results A total of 11 patients with a mean follow-up of 7.28 years (standard deviation [SD] = 1.88; range = 5.12–10 years) was evaluated, with 1 patient operated upon for a primary arthroplasty, 6 for revision arthroplasties, and 4 for a second revision arthroplasty (re-revision).There were complications with the surgical wound, injury to the extensor mechanism and loosening of the femoral component in three of the patients that led to the necessity of four procedures due to complications with the surgical wound, injury to the extensor mechanism and loosening of the femoral component. Radiological signs of osteointegration of the trabecular cones were observed in all patients. We did not observe migration of the TM cones or the prosthetic components in the sample. Conclusion The tantalum metaphyseal cones were able to provide efficient structural support to prosthetic implants with radiographic signs of osteointegration in the medium term.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-20T19:46:28+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1739465
       
  • Fraturas na criança: Estamos ficando mais cirúrgicos' Child
           Fractures: Are We Getting More Surgical'

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Cunha; Luiz Antônio Munhoz da, Pontes, Mariana Demétrio de Sousa
      Abstract: Historicamente, as cirurgias no esqueleto imaturo eram reservadas às fraturas expostas ou articulares. Nos últimos anos, a melhora na qualidade e segurança das anestesias, novos equipamentos de imagem, implantes desenhados especialmente para fraturas pediátricas, associados à possibilidade de menor tempo de hospitalização e rápido retorno ao convívio social vêm demonstrando uma nova tendência de avaliar e tratar fraturas na criança. O objetivo deste artigo de atualização é responder às seguintes questões: (1) estamos realmente ficando mais cirúrgicos na abordagem das fraturas em crianças' (2) Caso isto seja verdadeiro, esta conduta cirúrgica está baseada em evidências científicas' De fato, nas últimas décadas, a literatura médica demonstra artigos que suportam melhor evolução das fraturas na criança com o tratamento cirúrgico. Nos membros superiores, isto fica muito evidente na sistematização da redução e fixação percutânea das fraturas supracondilianas do úmero e das fraturas de ossos do antebraço. Nos membros inferiores, o mesmo ocorre com fraturas diafisárias do fêmur e tíbia. No entanto, há lacunas na literatura. Os estudos publicados são geralmente com baixa evidência científica. Assim, pode-se deduzir que, mesmo sendo a abordagem cirúrgica mais presente, o tratamento de fraturas pediátricas deve ser sempre individualizado e conduzido de acordo com o conhecimento e experiência do médico profissional, levando em conta a presença de recursos tecnológicos disponíveis para o atendimento do pequeno paciente. Deve-se incluir todas as possibilidades, não cirúrgicas e/ou cirúrgicas, sempre instituindo ações baseadas na ciência e em concordância com os anseios da família.Historically, surgeries on the immature skeleton were reserved for open or articular fractures. In recent years, the improvement in the quality and safety of anesthesia, new imaging equipment, implants designed especially for pediatric fractures, associated with the possibility of shorter hospitalization time and rapid return to social life has demonstrated a new tendency to evaluate and treat fractures in children. The purpose of this update article is to answer the following questions: (1) Are we really turning more surgical in addressing fractures in children' (2) If this is true, is this surgical conduct based on scientific evidence' In fact, in recent decades, the medical literature demonstrates articles that support better evolution of fractures in children with surgical treatment. In the upper limbs, this is very evident in the systematization of the reduction and percutaneous fixation of supracondylar fractures of the humerus and fractures of the forearm bones. In the lower limbs, the same occurs with diaphyseal fractures of the femur and tibia. However, there are gaps in the literature. The available published studies show low scientific evidence. Thus, it can be inferred that, even though the surgical approach is more present, the treatment of pediatric fractures should always be individualized and conducted according to the knowledge and experience of the professional physician, taking into account the presence of technological resources available for the care of the small patient. All possibilities, non-surgical and/or surgical, should be included, always instituting actions based on science and in agreement with the family's wishes.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-10T15:59:06+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748815
       
  • Impacto da COVID-19 no momento de reparo do manguito rotador e método de
           acompanhamento pós-operatórioThe Impact of COVID-19 on the Timing of
           Rotator Cuff Repair and Method of Postoperative Follow-up

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Wang; Kevin C., Butler, Liam R., White, Christopher A., Patel, Akshar V., Parsons, Bradford O., Cagle, Paul J.
      Abstract: Objetivo O reparo do manguito rotador (RMR) é um dos procedimentos artroscópicos mais comuns. Nossa pesquisa visa quantificar o impacto da pandemia de COVID-19 sobre o RMR, especificamente em pacientes com lesões agudas e traumáticas. Métodos Os prontuários institucionais foram consultados para identificação de pacientes submetidos ao RMR artroscópico entre 1° de março e 31 de outubro de 2019 e de 2020. Dados demográficos, pré-operatórios, perioperatórios e pós-operatórios dos pacientes foram coletados de prontuários eletrônicos. Os dados foram analisados por estatística inferencial. Resultados Totais de 72 e de 60 pacientes foram identificados em 2019 e 2020, respectivamente. Os pacientes de 2019 apresentaram menor intervalo entre a ressonância magnética (RM) e a cirurgia (62,7 ± 70,5 dias versus 115,7 ± 151,0 dias; p = 0,01). Os exames de RM mostraram menor grau médio de retração em 2019 (2,1 ± 1,3 cm versus 2,6 ± 1,2 cm; p = 0,05), mas nenhuma diferença foi observada na extensão anteroposterior da laceração entre os anos (1,6 ± 1,0 cm versus 1,8 ± 1,0 cm; p = 0,17). Em 2019, o número de pacientes atendidos por seus cirurgiões em consultas pós-operatórias por telemedicina foi menor em comparação com 2020 (0,0% versus 10,0%; p = 0,009). Não foram observadas alterações significativas nas taxas de complicação (0,0% versus 0,0%; p > 0,999), de readmissão (0,0% versus 0,0%; p > 0,999) ou de revisão (5,6% versus 0,0%; p = 0,13). Conclusão Não houve diferenças significativas nos dados demográficos dos pacientes ou nas principais comorbidades entre 2019 e 2020. Nossos dados sugerem que, embora o intervalo entre a RM e a cirurgia tenha sido maior em 2020 e tenha havido necessidade de consultas por telemedicina, o RMR ainda foi realizado em tempo hábil e sem alterações significativas nas complicações precoces. Nível de Evidência III. Objective Rotator cuff repair (RCR) is one of the most common arthroscopic procedures. Our investigation aims to quantify the impact that the COVID-19 pandemic had on RCR, specifically on patients with acute, traumatic injuries. Methods Institutional records were queried to identify patients who underwent arthroscopic RCR between March 1st to October 31st of both 2019 and 2020. Patient demographic, preoperative, perioperative, and postoperative data were collected from electronic medical records. Inferential statistics were used to analyze data. Results Totals of 72 and of 60 patients were identified in 2019 and in 2020, respectively. Patients in 2019 experienced shorter lengths of time from MRI to surgery (62.7 ± 70.5 days versus 115.7 ± 151.0 days; p = 0.01). Magnetic resonance imaging (MRI) scans showed a smaller average degree of retraction in 2019 (2.1 ± 1.3 cm versus 2.6 ± 1.2 cm; p = 0.05) but no difference in anterior to posterior tear size between years (1.6 ± 1.0 cm versus 1.8 ± 1.0 cm; p = 0.17). Less patients in 2019 had a telehealth postoperative consultation with their operating surgeon compared with 2020 (0.0% versus 10.0%; p = 0.009). No significant changes in complications (0.0% versus 0.0%; p > 0.999), readmission (0.0% versus 0.0%; p > 0.999), or revision rates (5.6% versus 0.0%; p = 0.13) were observed. Conclusion From 2019 to 2020, there were no significant differences in patient demographics or major comorbidities. Our data suggests that even though the time from MRI to surgery was delayed in 2020 and telemedicine appointments were necessary, RCR was still performed in a timely manner and with no significant changes in early complications. Level of Evidence III.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-10T15:59:06+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749206
       
  • Anatomia do ligamento meniscotibial medial do joelho: Uma revisão
           sistemática Anatomy of the Medial Meniscotibial Ligament of the Knee: A
           Systematic Review

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Neto; Jonatas Brito de Alencar, Santos, Amanda Progênio dos, Lopes, Márcio Bezerra Gadelha, Lima, Lana Lacerda de, Clazzer, Renata, Ariel de Lima, Diego
      Abstract: Objetivos Fazer uma revisão sistemática da literatura sobre a anatomia dos ligamentos meniscotibiais (LMTs) mediais, e apresentar os achados mais aceitos e a evolução das informações anatômicas sobre essa estrutura. Materiais e Métodos A busca eletrônica foi realizada nos bancos de dados MEDLINE/PubMed, Google Scholar, EMBASE e Cochrane, sem restrições de data. Os seguintes termos de indexação foram utilizados: anatomy AND meniscotibial AND ligament AND medial. A revisão seguiu as recomendações da declaração de Principais Itens para Relatar Revisões Sistemáticas e Metanálises (Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses, PRISMA, em inglês). Foram incluídos estudos anatômicos do joelho, como dissecções de cadáveres, investigações histológicas e/ou biológicas, e/ou imagens da anatomia do LMT medial. Resultados Oito artigos atenderam aos critérios de inclusão e foram selecionados. O primeiro foi publicado em 1984, e o último, em 2020. A amostra total nos 8 artigos foi de 96 pacientes. A maioria dos estudos é puramente descritiva em relação aos achados morfológicos macroscópicos e histológicos microscópicos. Dois estudos avaliaram os aspectos biomecânicos do LMT, e um analisou a correlação anatômica com o exame de ressonância magnética. Conclusão A principal função do LMT medial, ligamento que se origina na tíbia e se insere no menisco inferior, é estabilizar e manter a posição do menisco no platô tibial. No entanto, há poucas informações sobre LMTs mediais, principalmente em termos de anatomia, vascularização e inervação. Objectives To perform a systematic review of the literature on the anatomy of the medial meniscotibial ligaments (MTLs), and to present the most accepted findings, as well as the evolution of the anatomical knowledge on this structure. Materials and Methods An electronic search was conducted in the MEDLINE/PubMed, Google Scholar, EMBASE and Cochrane library databases with no date restrictions. The following index terms were used in the search: anatomy AND meniscotibial AND ligament AND medial. The review was performed according to the Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA) statement. We included anatomical studies of the knee were included, such as cadaver dissections, histological and/or biological investigations, and/or imaging of the medial MTL anatomy. Results Eight articles that met the inclusion criteria were selected. The first article was published in 1984 and the last, in 2020. The total sample in the 8 articles was of 96 patients. Most studies are purely descriptive in terms of the macroscopic morphological and microscopic histological findings. Two studies evaluated the biomechanical aspects of the MTL, and one, the anatomical correlation with the magnetic resonance imaging examination. Conclusion The main function of the medial MTL, a ligament that originates in the tibia and is inserted in the lower meniscus, is to stabilize and maintain the meniscus in its position on the tibial plateau. However, there is a limited amount of information regarding medial MTLs, primarily in terms of anatomy, especially vascularization and innervation.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-10T15:59:06+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749199
       
  • Avaliação da amplitude do movimento perna-pé. Qual método de
           aferição é mais fidedigno' Evaluation of Leg-foot Range of Motion.
           Which Measurement Method is Most Reliable'

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Costa; Marco Túlio, Tejerina, Javier Felipe Salinas, Silva, Cesar Augusto Lima da, Rêgo, Itallo Epaminondas de Queiroz, Bergamasco, Jordanna Maria Pereira, Marchi Neto, Noé De
      Abstract: Objetivo Avaliar os métodos de mensuração do movimento perna-pé em tornozelos e pés normais comparando os resultados das medidas clínicas com a mensuração radiográfica e determinar qual é a amplitude do movimento perna-pé considerada normal. Métodos O movimento perna-pé foi mensurado em 44 pacientes (60 pés) empregando um goniômetro tradicional, goniômetro digital, inclinômetro, aplicativo para smartphone, além da mensuração radiográfica (considerada padrão ouro). A dorsiflexão máxima foi alcançada pedindo ao paciente dar um passo à frente com o pé contralateral e realizar o máximo de dorsiflexão possível no tornozelo estudado sem retirar o calcanhar do solo. Já para a flexão plantar máxima, foi solicitado ao paciente para dar um passo para trás com pé contralateral e fazer o máximo de flexão plantar possível sem retirar o antepé estudado do solo. Resultados Os valores obtidos na mensuração radiográfica foram maiores do que os obtidos com a mensuração clínica. Quando comparamos apenas os resultados da mensuração clínica, o goniômetro tradicional se mostrou impreciso. Segundo o método radiográfico, a média de amplitude do movimento perna-pé foi de 65,6 graus. Já a média da flexão plantar máxima foi de 34,9 graus, e a média da dorsiflexão máxima foi de 30,7 graus. Conclusões O método mais adequado para a avaliação da amplitude do movimento perna-pé é o radiográfico. O goniômetro tradicional se mostrou o método clínico mais impreciso. A média de amplitude do movimento perna-pé em adultos jovens e saudáveis foi de 65 graus. Objective To evaluate the methods of measuring leg-foot movement in normal ankles and feet by comparing the results of clinical measurements with those of radiographic measurement and to determine the range of leg-foot movement considered normal. Methods Leg-foot movement was measured in 44 patients (60 feet) using a traditional goniometer, digital goniometer, inclinometer, smartphone application, in addition to radiographic measurement (considered gold standard). Maximum dorsiflexion was achieved by asking the patient to take a step forward with the contralateral foot and perform as much dorsiflexion as possible in the ankle studied without removing the heel from the ground. For maximum plantar flexion, the patient was asked to take a step back with the contralateral foot and make as much plantar flexion as possible without removing the studied forefoot from the ground. Results The values obtained in radiographic measurement were higher than those obtained with clinical measurement. When we compared only the results of clinical measurement, the traditional goniometer was inaccurate. According to the radiographic method, the mean leg-foot range of motion was 65.6 degrees. The mean maximum plantar flexion was 34.9 degrees, and the mean maximum dorsiflexion was 30.7 degrees. Conclusions The most appropriate method for the evaluation of leg-foot range of motion is the radiographic one. The traditional goniometer proved to be the most imprecise clinical method. The mean leg-foot range of motion in healthy young adults was 65 degrees.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-10T15:59:05+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749620
       
  • Anastomose incomum entre ramos do nervo ulnar (variante anastomótica de
           Kaplan) – Relato de casoUnusual Anastomosis Between Branches of the
           Ulnar Nerve (Kaplan Type Anastomotic Variant) – Case Report

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Oliveira; Kennedy Martinez, Benevenuto, Gabriel das Chagas, de Almeida, Ana Clara Ferreira, de Oliveira, Daniel Gonçalves, Bueno, Leonardo Braga, Teixeira, Maria Fernanda Carvalho
      Abstract: A anastomose de Kaplan é uma rara comunicação originalmente descrita entre os ramos superficial e dorsal do nervo ulnar, distal ao túnel ulnar e em estreita relação com o osso pisiforme. O que revela, pela sua particular localização, uma formação de alta expressividade clínico-cirúrgica. Neste trabalho, uma comunicação do tipo Kaplan, porém, ainda não relatada, é descrita a partir de um membro superior esquerdo com uma inusual conformação em alça, ou um looping, entre ramos do nervo ulnar, no osso pisiforme.The Kaplan anastomosis is a rare communication originally described between the superficial and dorsal branches of the ulnar nerve, distal to the ulnar tunnel, and in strict relation with the pisiform bone. It reveals, by its particular location, a formation of high clinical-surgical expressiveness. In this paper, we describe a Kaplan-type communication from a left upper limb with an unusual loop conformation between branches of the ulnar nerve in the pisiform bone.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-10T15:59:05+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744295
       
  • Avaliação funcional do ombro após osteossíntese da fratura da
           tuberosidade maior: Há influência da luxação glenoumeral'
           Functional Shoulder Evaluation after Osteosynthesis of Greater Tuberosity
           Fracture: Is There any Influence of Glenohumeral Dislocation'

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Mouraria; Guilherme Grisi, Cunha, Renato Mason Rodrigues da, Coelho, Sérgio de Paula, Brigatto, Rafael Mulati, Cruz, Márcio Alves, Etchebehere, Maurício
      Abstract: Objetivo Avaliar os resultados funcional e radiográfico pós-operatórios do ombro, em pacientes submetidos a sutura transóssea de fratura da tuberosidade maior (FTM) por acesso anterolateral, e a influência da luxação glenoumeral nesses resultados. Métodos Realizou-se estudo retrospectivo e avaliação funcional (pela escala de Constant-Murley). Calculou-se a distância entre a tuberosidade maior e a superfície articular do úmero proximal (por meio de radiografia em incidência anteroposterior verdadeira) após a consolidação. Usou-se o teste Exato de Fisher para as variáveis independentes categóricas, e os testes tde Student ou de Mann-Whitney para as não categóricas. Resultados Ao todo, 26 pacientes preencheram os critérios de inclusão. A associação de luxação glenoumeral com FTM foi observada em 38% da amostra. A média da pontuação na escala de Constant-Murley foi de 82,5 + 8,02. A presença de luxação associada não alterou o resultado funcional. A distância média da consolidação da tuberosidade maior do úmero em relação à superfície articular da cabeça umeral foi de 9 + 4,3 mm abaixo da linha articular da cabeça umeral. Pacientes com luxação associada evoluíram com redução menor, mas isso não influenciou na pontuação na escala de Constant-Murley. Conclusão As FTMs submetidas ao tratamento cirúrgico com sutura transóssea evoluíram com bom resultado funcional. A presença de luxação dificultou a redução anatômica da tuberosidade maior. Entretanto, isso não influenciou na pontuação na escala de Constant-Murley. Objective To evaluate the postoperative functional and radiographic outcomes of the shoulder of patients submitted to transosseous suturing of a greater tuberosity fracture (GTF) through an anterolateral route and the influence of the glenohumeral dislocation on these outcomes. Methods We conducted a retrospective study and functional assessment using the Constant-Murley score. The distance between the greater tuberosity and the joint surface of the proximal humerus (in true anteroposterior radiographs) after the union was calculated. We used the Fisher exact test for the categorical independent variables, and the Student t or Mann-Whitney test for the non-categorical variables. Results In total, 26 patients met the inclusion criteria, and 38% of the sample presented an association between glenohumeral dislocation and GTF. The mean Constant-Murley score was of 82.5 + 8.02 points. The presence of an associated dislocation did not alter the functional outcome. The mean distance between the greater tuberosity of the humerus and the joint surface of the humeral head after the union was of 9 + 4.3 mm below the articular line of the humeral head. The dislocation led to a lower level of reduction, but this did not influence the Constant-Murley score. Conclusion The cases of GTF submitted to surgical treatment with transosseous sutures had good functional outcomes. The presence of dislocation made the anatomical reduction of the greater tuberosity difficult. However, it did not influence the Constant-Murley score.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-06T21:42:44+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749416
       
  • Sistematização das etapas para impressão de modelos 3D de deformidades
           ortopédicas Systematization of Steps for Printing 3D Models of Orthopedic
           Deformities

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Pontes; Mariana Demétrio de Sousa, Ramos, Carlos Henrique, Cunha, Luiz Antonio Munhoz da
      Abstract: Assim como em diversas áreas do conhecimento, a tecnologia de prototipagem rápida ou manufatura aditiva, conhecida popularmente como impressão tridimensional (3D), vem ganhando espaço na medicina nos últimos anos, com diferentes aplicações. Inúmeros são os benefícios desta ciência na cirurgia ortopédica, ao permitir a conversão de exames de imagem em modelos tridimensionais. Diante disso, o objetivo do presente estudo é descrever um passo-a-passo prático para a impressão de peças a partir de exames de imagem de pacientes. Trata-se de um estudo metodológico, considerando exames de tomografia computadorizada (TC) pré-operatórios de pacientes portadores de deformidades ortopédicas. Inicialmente, o exame em formato digital imaging and communications in medicine (DICOM, na sigla em inglês) deve ser importado para o software de reconstrução tridimensional de estruturas anatômicas para o processo de segmentação e de conversão para o formato stereolithography (STL, na sigla em inglês). A próxima etapa é a importação do arquivo STL para o software de modelagem 3D, o qual permite trabalhar de forma livre manipulando a malha 3D. Finalizado o processo de edição, deve-se transferir o arquivo para o software fatiador para realizar as configurações de impressão e para salvar o arquivo em formato G-code para a materialização do objeto na impressora. Os modelos 3D foram impressos de forma aditiva, na impressora de tecnologia fused deposition modeling (FDM, na sigla em inglês) GTMax3D Core A3v2.As in many areas of knowledge, rapid prototyping technology or additive manufacturing, popularly known as three-dimensional (3D) printing, has been gaining ground in medicine in recent years, with different applications. Numerous are the benefits of this science in orthopedic surgery, by allowing the conversion of imaging tests into 3D models. Therefore, the aim of the present study is to describe a practical step-by-step for the printing of parts from patient imaging. This is a methodological study, considering preoperative computed tomography (CT) scans of patients with orthopedic deformities. Initially, the digital imaging and communications in medicine (DICOM) examination should be imported into the 3D reconstruction software of anatomical structures for the segmentation and conversion process to the stereolithography (STL) format. The next step is to import the STL file into the 3D modeling software, which allows you to work freely by manipulating the 3D mesh. The 3D models were printed additively on the GTMax3D Core A3v2 fused deposition modeling (FDM) technology printer.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-06T21:42:44+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748816
       
  • Ensaios mecânicos monoaxiais nos ligamentos do joelho porcinoMonoaxial
           Mechanical Tests on Porcino Knee Ligaments

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Rodarte; Rodrigo Ribeiro Pinho, Guimarães, João Antônio Matheus, Duarte, Brenno Tavares, Kenedi, Paulo Pedro, Pinho, William Ribeiro
      Abstract: A falha da reconstrução ligamentar tem diferentes fatores de risco, dentre os quais podemos destacar o período antes da sua incorporação, o qual configura um período mecânico vulnerável. A perda de resistência ao longo do tempo é uma característica dos tecidos vivos. A dissecção com as inserções ósseas dos ligamentos cruzados de modelos animais não é descrita; todavia, para os ensaios monoaxiais, é fundamental extrair as informações de ensaios como os de relaxação. O presente trabalho realiza a descrição da dissecção utilizada para a geração de corpo de prova para a realização de ensaios não destrutivos para avaliar o comportamento mecânico. Realizamos dissecção de quatro ligamentos de joelho porcino, propondo uma técnica de dissecção para os ligamentos cruzados com as inserções ósseas para comparação com os colaterais. Os ligamentos foram submetidos a testes de relaxação e foram colocadas strain gauges durante os testes. Os resultados mostraram comportamento viscoelástico, validado pelas strain gauges e com uma perda ao longo do tempo, sendo que, em alguns ligamentos, as perdas chegaram a até 20%, fator este a ser considerado em trabalhos futuros. O presente trabalho dissecou os quatro principais ligamentos do joelho, demonstrando a abordagem posterior que permite manter as suas inserções ósseas e descrevendo a fixação para os ensaios uniaxiais monotônicos, além de ter conseguido extrair o comportamento viscoelástico dos quatro ligamentos do joelho dentro dos limites fisiológicos do joelho.The failure of ligament reconstruction has different risk factors, among which we can highlight the period before its incorporation, which is a mechanically vulnerable period. Loss of resistance over time is a characteristic of living tissues. Dissection with bone insertions of the cruciate ligaments of animal models is not described; however, it is essential for monoaxial assays to extract information from tests such as relaxation. The present work describes the dissection used for the generation of a test body for the performance of nondestructive tests to evaluate the mechanical behavior. We performed dissection of four porcino knee ligaments, proposing a dissection technique for the cruciate ligaments with bone inserts for comparison with collateral ligaments. The ligaments were submitted to relaxation tests and had strain gauges placed during the tests. The results showed viscoelastic behavior, validated by strain gauges and with a loss over time; with some ligaments presenting with losses of up to 20%, a factor to be considered in future studies. The present work dissected the four main ligaments of the knee demonstrating the posterior approach that allows maintaining their bone insertions and described the fixation for the monotonic uniaxial trials, besides being able to extract the viscoelastic behavior of the four ligaments of the knee, within the physiological limits of the knee.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-06T21:42:43+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748964
       
  • Osteolipoma profundo cervicotorácico próximo ao plexo braquial –
           Relato de caso e revisão da literaturaDeep Cervical-thoracic Osteolipoma
           Near the Brachial Plexus – Case Report and Literature Review

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Freitas; Leonardo Furtado, Duarte, Márcio Luís, Xavier, Fernando Silva, Assunção, Fernanda Boldrini, Mathias Júnior, Luis Roberto, Scoppetta, Thiago Luiz Pereira Donoso
      Abstract: O osteolipoma é uma rara variante benigna do lipoma e constitui menos de 1% de todos os lipomas, se apresentando como uma massa indolor bem circunscrita. É um tumor conhecido por ocorrer em várias regiões, comumente intraósseas ou adjacente ao tecido ósseo, cuja patogênese ainda não está clara. Os exames de imagem são úteis em sua avaliação e, principalmente, no planejamento cirúrgico, que consiste na exérese tumoral. Contudo, o diagnóstico definitivo do osteolipoma é realizado pelo exame histopatológico. Apesar de benigno, o osteolipoma pode comprimir estruturas ao seu redor, levando a importante sintomatologia como neste caso relatado em que está em contato com o plexo braquial.Osteolipoma is a rare benign variant of lipoma and constitutes less than 1% of all lipomas, presenting as a well-circumscribed painless mass. It is a tumor known to occur in several regions, usually intraosseous or adjacent to bone tissue, whose pathogenesis is still unclear. Imaging exams are useful in their evaluation and, mainly, in surgical planning, which consists of tumor excision. However, the definitive diagnosis of osteolipoma is made by histopathological examination. Although benign, osteolipomas can compress surrounding structures, leading to important symptomatology, as in this case reported in which it is in contact with the brachial plexus.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-03T14:59:57+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748967
       
  • Resultados da abordagem de Carlson para o tratamento de fraturas no platô
           tibial posterior*Outcomes of the Carlson Approach in the Treatment of
           Posterior Tibial Plateau Fractures

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Alencar Neto; Jonatas Brito de, Rego, Itallo Epaminondas de Queiroz, Lopes, Márcio Bezerra Gadelha, Lima, Lana Lacerda de, Clazzer, Renata, Ariel de Lima, Diego
      Abstract: Objetivos O objetivo deste trabalho é descrever uma série de casos de fraturas de tíbia submetidas ao tratamento cirúrgico pela via posterior de Carlson para avaliação de resultados funcionais e frequência de complicações. Métodos Onze pacientes com fraturas do platô tibial foram submetidos a tratamento cirúrgico pela via de Carlson de julho a dezembro de 2019 e acompanhados por um período mínimo de 6 meses. As pontuações American Knee Society Score (AKSS), American Knee Society Score/Function (AKSS/Função) e de Lysholm verificaram os resultados do tratamento 6 meses após a fratura. Os pacientes foram submetidos a radiografias comuns em incidência anteroposterior e de perfil para avaliação da consolidação da fratura e a cicatrização clínica foi determinada pela ausência de dor à descarga total de peso. Resultados O período médio de acompanhamento foi de 12 meses (9 a 16 meses). O principal mecanismo de trauma foi acidente motociclístico e a fratura foi mais prevalente no lado direito. Oito pacientes eram do sexo masculino. A média de idade dos pacientes foi de 28 anos. Todas as fraturas cicatrizaram e nenhum paciente apresentou complicações. A AKSS foi excelente em 11 pacientes, com AKSS/Função média de 99,1 ± 3, e a mediana das pontuações de Lysholm foi de 95,0 ± 5,6. Conclusões Nas fraturas posteriores do platô tibial, a abordagem de Carlson pode ser considerada segura, apresentando baixo índice de complicações e resultados funcionais satisfatórios. Objectives To describe a series of cases of tibial fractures surgically treated using the posterior approach as described by Carlson, focusing on evaluating its functional results and complication rate. Methods Eleven patients with tibial plateau fractures, who underwent surgical treatment using the Carlson approach from July to December 2019, were followed-up. The minimum follow-up period was defined as 6 months. The American Knee Society Score (AKSS), American Knee Society Score/Function (AKSS/Function) and the Lysholm score were used to check treatment results at 6 months after the fracture. The patients underwent standard anteroposterior and lateral radiographs to assess fracture healing, and clinical healing was determined by the absence of pain during full weight-bearing. Results The mean follow-up period was 12 months (9–16 months). The primary mechanism of trauma was motorcycle accident, and the most prevalent side of fracture was the right side. Eight participants were male. The mean age of the patients was 28 years. All fractures healed, and none of the patients presented complications. The AKSS was excellent in 11 patients, with a mean AKSS/Function of 99.1 ± 3, and Lysholm scores with a median of 95.0 ± 5.6. Conclusions The Carlson approach for posterior fractures of the tibial plateau can be considered safe, presenting a low complication rate and satisfactory functional results.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-02T21:16:15+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749201
       
  • Comparação entre as técnicas de Figueiredo e de reconstrução volar
           V-Y de Atasoy-Kleinert no tratamento de lesões transversas e oblíquas
           dorsais de ponta de dedo Comparison Between Atasoy-Kleinert V-Y
           Advancement Flap and Figueiredo Techniques for the Treatment of Transverse
           and Dorsal Oblique Fingertip Injuries

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Figueiredo; Leandro Azevedo de, Ribeiro, Rafael de Souza, Figueiredo, Pedro Hemerly, Lima, André Luiz Machado, Oliveira, Felipe Mantovani de, Júnior, Dalton Silva de Oliveira
      Abstract: Objetivo Comparar os resultados do tratamento de lesões transversais e oblíquas dorsais de ponta de dedo, tratadas pelas técnicas de reconstrução volar VY de Atasoy-Kleinert e a de Figueiredo. Método Foram selecionados em um hospital público de referência em trauma de alta complexidade 21 pacientes que sofreram trauma agudo em qualquer dedo da mão com consequentes lesões transversas ou oblíquas dorsais de ponta de dedo. Destes, 10 pacientes foram tratados pela técnica de reconstrução volar V-Y de Atasoy-Kleinert e 11 pela Técnica de Figueiredo (TF) e os resultados estéticos e funcionais foram comparados com base em quatro critérios: evolução de processo infeccioso durante o tratamento; capacidade de discriminação estática e dinâmica entre dois pontos; formação de neuroma; e avaliação estética e funcional do crescimento da unha. Resultados Nenhum dos grupos estudados desenvolveu neuroma ou processo infeccioso durante o tratamento. Na avaliação clínica geral observou-se que nenhuma variável apresentou associação estatisticamente significativa, ou seja, ambos grupos apresentaram comportamentos semelhantes no pós-operatório com um valor-p > 0,05 na comparação de todos os critérios estudados. Conclusão O presente estudo concluiu que a Técnica de Figueiredo é tão eficiente quanto a técnica de reconstrução volar V-Y de Atasoy-Kleinert, ambas podem ser utilizadas para o tratamento de lesões transversas e oblíquas dorsais em ponta de dedos, sendo duas técnicas de excelentes resultados para tais lesões. Objective Compare the results of the treatment of transverse and dorsal oblique fingertip lesions with Atasoy-Kleinert V-Y advancement flap or Figueiredo Technique (FT). Method A total of 21 patients who suffered acute trauma in any finger with consequent transverse or oblique fingertip lesions were selected in a public referral hospital in high complexity trauma. Of these, 10 patients were treated with the Atasoy-Kleinert V-Y advancement flap technique and 11 with the FT. The aesthetic and functional results were compared based on four criteria: evolution of infectious process during treatment; capacity for static and dynamic discrimination between two points; neuroma formation; and aesthetic and functional evaluation of nail growth. Results None of the studied groups developed neuroma or infectious process during treatment. In the general clinical evaluation, it was observed that no variable presented a statistically significant association, that is, both groups presented similar behaviors in the postoperative period with p value > 0.05 when comparing all the included variables. Conclusion The present study concluded that the FT is as efficient as the Atasoy-Kleinert V-Y advancement flap technique, both of which can be used for the treatment of transverse and dorsal oblique fingertip injuries, two techniques with excellent results for such lesions.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-02T21:16:15+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1749203
       
  • Tuberculose osteoarticular do joelho como apresentação única em
           lactente de 10 meses: Um caso raro de diagnóstico comumente tardio
           Osteoarticular Tuberculosis of the Knee as a Unique Presentation in a
           10-month-old Infant: A Rare Case of a Commonly Delayed Diagnosis

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Gottschalk; Carlos, Carvalho, Emanuela da Rocha
      Abstract: A tuberculose osteoarticular do joelho é uma apresentação incomum da doença, especialmente em crianças com menos de 1 ano de idade. A característica paucibacilar da infecção torna o diagnóstico um desafio, levando em consideração métodos mais clássicos como a cultura e o anatomopatológico. Os fatores de risco são contato com indivíduos com tuberculose bacilífera, estar em uma região de alta prevalência, e populações pediátricas. O presente relato descreve um caso de monoartrite por Mycobacterium tuberculosis, de curso crônico e manifestações inflamatórias intermitentes em um paciente masculino de 10 meses, sem sintomatologia extra-articular e sem história de convívio ou contato prévio com tuberculose bacilífera. A cultura foi negativa e o exame anatomopatológico foi inconclusivo para o agente etiológico e o diagnóstico foi realizado pela detecção de traços de DNA de M. tuberculosis no teste rápido molecular (GeneXpert), utilizando a técnica da reação em cadeia da polimerase. O tratamento foi realizado com medicamentos antituberculose e houve resolução completa do quadro clínico-radiográfico. Este caso enfatiza a importância de considerar a tuberculose como parte dos diagnósticos etiológicos diferenciais iniciais das artrites e, portanto, a necessidade da investigação precoce específica a esta bactéria, ainda que a suspeição clínica não seja elevada.Osteoarticular tuberculosis of the knee is an uncommon disease presentation, especially in children under 1 year old. Diagnosis based on classic methods (such as culture and anatomopathological examination) is a challenge due to the paucibacillary characteristic of the infection. Risk factors include contact with individuals with bacilliferous tuberculosis, living in a region with high disease prevalence, and pediatric age group. We describe a case of chronic monoarthritis caused by Mycobacterium tuberculosis and intermittent inflammatory manifestations in a 10-month-old male patient with no extra-articular symptoms and no history of contact with bacilliferous tuberculosis. The culture was negative, and the anatomopathological examination was inconclusive for the etiologic agent. The detection of traces of M. tuberculosis DNA by a rapid molecular test (GeneXpert) based on the polymerase chain reaction technique established the diagnosis. The treatment consisted of antituberculosis drugs and led to complete resolution of the clinical-radiographic picture. This case emphasizes the importance of considering tuberculosis in the initial differential etiologic diagnoses of arthritis and, therefore, the need for an early, specific investigation, even when the clinical suspicion is not high.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-02T21:16:15+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1748944
       
  • Desfecho a longo prazo da osteotomia valgizante e fixação com parafuso
           dinâmico de quadril de ângulo duplo de fratura não consolidada do colo
           femoral em adultos jovensLong-Term Outcome of Valgus Osteotomy and
           Fixation with Double Angled Dynamic Hip Screw for Nonunion Fracture of the
           Neck of the Femur in Young Adults

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Sharma; Anmol, Gupta, Sandeep, Kansay, Rajeev, Patil, Bharath
      Abstract: Objetivo Avaliar os resultados a longo prazo da osteotomia intertrocantérica valgizante, fixada com parafuso dinâmico de quadril (DHS, na sigla em inglês) de ângulo duplo, em fraturas não consolidadas do colo femoral em adultos jovens. Este implante permite uma liberdade maior de fixação no plano sagital. Muito poucos estudos avaliaram o desfecho do tratamento a longo prazo da fratura não consolidada do colo femoral. Métodos Trata-se de um estudo prospectivo de intervenção que incluiu 20 pacientes com fratura não consolidada do colo femoral com idade 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-06-01T14:48:37+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1732391
       
  • Transferência do segundo dedo do pé para tratamento de amputação
           traumática do polegar em uma criança de 4 anos: Relato de caso Transfer
           of Second Toe for the Treatment of Traumatic Thumb Amputation in a
           4-year-old Child: A Case Report

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Nakamoto; Hugo Alberto, Gonçalves, Reinaldo Borges, Nakamoto, João Carlos, Iwase, Fernanda do Carmo, Pessa, Mariana Miranda Nicolosi, Rezende, Marcelo Rosa de
      Abstract: A transferência microcirúrgica do dedo do pé para a reconstrução do polegar é um procedimento desafiador, considerando-se a habilidade técnica necessária para realizá-la e a difícil avaliação pós-operatória dos aspectos estéticos e funcionais. Este é um relato do caso de uma criança de 3 anos que sofreu uma amputação traumática do polegar. A reconstrução do polegar foi realizada por meio de transferência microcirúrgica do dedo do pé, meses após a falha do reimplante. Uma avaliação subjetiva e outra objetiva dos resultados foram realizadas cinco anos após o procedimento. O resultado funcional foi avaliado por meio do Questionário de Avaliação da Saúde na Infância (Childhood Health Assessment Questionnaire, CHAQ, em inglês) e o Teste Funcional da Mão de Jebsen-Taylor (Jebsen-Taylor Hand Function Test, JTHFT, em inglês). Foram usados o dinamômetro Jamar (Sammons Preston, Bolingbrook, IL, EUA) e os instrumentos de medição Jamar Pinch Gauge (Sammons Preston) para avaliar as forças de preensão palmar e de pinças, respectivamente. Foram realizados os testes de monofilamento e de discriminação de dois pontos de Semmes-Weinstein. O paciente apresentou excelente resultado funcional, recuperação parcial da força, recuperação sensitiva completa, e mínima morbidade do sítio doador. Foi realizada também uma avaliação radiográfica, que demonstrou a preservação da placa epifisária e do potencial de crescimento no dedo do pé transplantado. Em todos os aspectos, os dados observados reforçam os benefícios e as indicações da transferência do dedo do pé para a reconstrução do polegar em crianças.Microsurgical toe transfer for thumb reconstruction is a challenging procedure, considering the technical skills necessary to perform it, as well as the difficult postoperative evaluation of esthetical and functional aspects. The present is the report of the case of a 3-year-old child who suffered a traumatic thumb amputation. Thumb reconstruction was performed through microsurgical toe transfer months after replantation failure. Subjective and objective outcome assessments were performed five years after the procedure. The functional outcome was evaluated through the Childhood Health Assessment Questionnaire (CHAQ) and the Jebsen-Taylor Hand Function Test (JTHFT). The Jamar dynamometer (Sammons Preston, Bolingbrook, IL, US) and the Jamar Pinch Gauge (Sammons Preston) devices were used to assess the handgrip and pinch strength respectively. The Semmes-Weinstein monofilament and two-point discrimination tests were performed. The patient presented an excellent functional outcome, partial recovery of strength, complete sensory recovery, and minimal donor site morbidity. A radiographic evaluation was also performed, and it demonstrated the preservation of the epiphyseal plate and the growth potential of the transplanted toe. In all aspects, the data observed reinforce the benefits and indications of toe transfer for thumb reconstruction in children.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-05-31T18:49:22+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744518
       
  • Comparação intraindividual dos resultados da liberação aberta ou com
           retinaculótomo de Paine na síndrome do túnel do carpo bilateral An
           Intraindividual Comparison of Open versus Paine Retinaculotome Release for
           Bilateral Carpal Tunnel Syndrome

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Fernandes; Carlos Henrique, Meirelles, Lia Miyamoto, Santos, João Baptista Gomes dos, Fernandes, Marcela, Nakachima, Luis Renato, Faloppa, Flavio
      Abstract: O principal objetivo desta pesquisa foi fazer uma comparação intraindividual dos resultados entre as técnicas de incisão ulnar aberta e retinaculótomo de Paine com incisão palmar em pacientes com síndrome do túnel do carpo (STC) bilateral. Os pacientes foram submetidos à cirurgia aberta em uma mão e cirurgia com retinaculótomo de Paine na mão contralateral. Os pacientes foram avaliados com o Boston carpal tunnel questionnaire, escala visual analógica para dor e força de preensão palmar, pinça lateral, pinça polpa-polpa e trípode. As duas mãos foram examinadas antes da cirurgia e 2 semanas, 1 mês, 3 e 6 meses após a cirurgia. Dezoito pacientes (36 mãos) foram avaliados. As pontuações da escala de gravidade dos sintomas (EGS) foram maiores no pré-operatório nas mãos submetidas à cirurgia com retinaculótomo de Paine (p = 0,023), mas menores no 3° mês após o procedimento (p = 0,030). As pontuações da escala de estado funcional (EEF) foram menores às 2 semanas, 3 meses e 6 meses (p = 0,016) nas mãos submetidas à cirurgia com retinaculótomo de Paine. Em um estudo de módulo de diferença de dois grupos, o grupo submetido à cirurgia com retinaculótomo de Paine apresentou pontuações médias de EGS na 2ª semana e 1° mês e de EEF na segunda semana inferiores a 0,8 e 1,2 pontos, respectivamente, em comparação ao grupo submetido ao procedimento aberto. As mãos submetidas à cirurgia com retinaculótomo de Paine apresentaram escores significativamente menores de EGS em 3 meses e de EEF em 2 semanas, e aos 3 e 6 meses após a cirurgia em comparação a técnica aberta.The main purpose of this research was to do an intraindividual comparison of outcomes between the open ulnar incision (OUI) and the Paine retinaculotome with palmar incision (PRWPI) techniques in patients with bilateral carpal tunnel syndrome (CTS). The patients underwent OUI surgery on one hand and PRWPI surgery on the contralateral hand. The patients were evaluated with the Boston carpal tunnel questionnaire, visual analogue scale for pain, palmar grip strength, and fingertip, key, and tripod pinch strengths. Both hands were examined in the preoperative and postoperative periods after 2 weeks, 1 month, and 3 and 6 months. Eighteen patients (36 hands) were evaluated. The symptoms severity scale (SSS) scores were higher, in the preoperative period, in the hands that underwent surgery with PRWPI (p-value = 0,023), but lower in the 3rd month postoperative (p-value = 0.030). The functional status scale (FSS) scores were lower in the periods of 2 weeks, 3 months, and 6 months (p-value = 0,016) on the hands that underwent surgery with PRWPI. In a different two-group module study, the PRWPI group presents the SSS scores average on the 2nd week and 1st month, and the FSS scores average on the 2nd week, less 0.8 and 1.2 points respectively comported to open group. The hands that underwent surgery with PRWPI presented significantly lower SSS scores at 3 months postoperative, and lower FSS scores at 2 weeks, and 3 and 6 months postoperative, compared to open surgery group.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-05-16T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744497
       
  • Existe espaço para a microcirurgia na cirurgia robótica' Is There
           Room for Microsurgery in Robotic Surgery'

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Silva; Jefferson Braga, Busnello, Catarina Vellinho, Cesarino, Matheus Ribeiro, Xavier, Luiza Fernandes, Cavazzola, Leandro Totti
      Abstract: A cirurgia robótica abriu uma nova era de procedimentos minimamente invasivos, por meio da sua precisão, da eliminação dos tremores, e dos maiores graus de liberdade e demais aspectos facilitadores. O campo da microcirurgia robótica apresentou grande crescimento nos últimos anos em especial, uma vez que a robótica oferece uma configuração potencialmente ideal para realização das manipulações delicadas exigidas na microcirurgia. Assim, conduzimos uma revisão sistemática com o objetivo de avaliar os benefícios da cirurgia robótica e sua contribuição para a microcirurgia, comparando-a com as demais técnicas cirúrgicas utilizadas em pacientes de todas as faixas etárias. Foram analisados 25 artigos encontrados nas bases de dados PubMed e Cochrane utilizando os descritores robotic surgery AND microsurgery com filtro para os últimos cinco anos, e estudos realizados em humanos e publicados em inglês ou português. Concluímos que existe grande espaço para a cirurgia robótica na microcirurgia, como em procedimentos primários de infertilidade masculina, microcirurgia neurológica, cirurgias oculares e otológicas, cirurgia transoral, hepatobiliar, microvascular, e cirurgia plástica e reconstrutiva.Robotic surgery opened a new era of minimally-invasive procedures, through its improved precision, elimination of tremors, greater degrees of freedom, and other facilitating aspects. The field of robotic microsurgery showed great growth in recent years in particular, since robotics offers a potentially-ideal configuration to perform the sensitive manipulations required in microsurgery. We conducted a systematic review to assess the benefits of robotic surgery and its contributions to microsurgery, comparing it with other surgical techniques used in patients of all age groups. We assessed 25 articles found in the PubMed and Cochrane databases using the terms 'robotic surgery' AND microsurgery, with a filter for studies published in the last five years, and studies conducted in humans and published in English or Portuguese. We concluded that there is plenty of room for robotic surgery in microsurgery, such as in male infertility procedures, neurological microsurgery, ocular and otological surgeries, and transoral, hepatobiliary, microvascular, plastic and reconstructive surgeries.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-05-16T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744496
       
  • O ângulo de Baumann: Uma análise da teoria à práticaThe Baumann Angle:
           An Analysis from Theory to Practice

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Generoso; Talissa O., Pacifico Junior, Giovani M., Barcelos, Filipe M., Blumetti, Francesco C., Braga, Susana R., Ramalho Junior, Amâncio
      Abstract: Objetivo Analisar como o ângulo de Baumann (AB) é afetado por inclinações radiográficas inadequadas. Métodos Estudo realizado a partir de radiografias do úmero distal de crianças de 3 a 10 anos. Foram comparadas as aferições do AB realizadas por cinco observadores, e cada radiografia foi avaliada quanto à sua qualidade em “adequada” ou “inadequada”. A correlação entre a qualidade radiográfica e a normalidade dos ângulos foi avaliada. Resultados Amostra composta por 141 pacientes, 44% entre 3 e 6 anos e 56% entre 7 e 10. Observamos AB entre 52,01 e 89,82 graus, tendo cerca de 16% das medidas fora dos limites de normalidade da literatura. Um total de 33,3% das radiografias avaliadas foram classificadas como “inadequadas”. Sobre as medidas do AB fora do parâmetro da normalidade, observamos que sua proporção foi maior entre as imagens com qualidade radiográfica inadequada (31,1% vs. 6,2%), tendo essa diferença se mostrado significativa (p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-04-25T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1743271
       
  • Antropometria sacropélvica na população portuguesa e sua importância
           na colocação de parafusos em cirurgias da coluna vertebral: Análise
           retrospectiva de um único centroSacro-pelvic Anthropometry in the
           Portuguese Population and Its Implication for Screw Placement in Spinal
           Surgery: A Single Centre Retrospective Analysis

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Pereira; Catarina da Silva, Maçães, André Oliveira, Lemos, Carolina Luisa, Rodrigues-Pinto, Ricardo
      Abstract: Objetivo O objetivo deste estudo foi avaliar a antropometria sacropélvica da população portuguesa por meio de exames de tomografia computadorizada (TC). Métodos Quarenta TCs pélvicas foram analisadas para determinação do comprimento e ângulo das trajetórias definidas dos parafusos, como trajetória anterior (S1A), anterolateral (S1AL) e anteromedial (S1AM) do parafuso no pedículo de S1, trajetória anterolateral (S2AL) e anteromedial (S2AM) do parafuso no pedículo de S2 e trajetória ilíaca alar (S2AI), ilíaca e sacroilíaca (SI) do parafuso em S2. Comparações entre sexos também foram realizadas. Resultados O comprimento médio da trajetória S1A foi de 30,80 mm. O comprimento médio e o ângulo lateral de S1AL foram de 36,48 mm e 33,13°, respectivamente, e de S1AM, 46,23 mm e 33,21°. O comprimento médio e o ângulo lateral de S2AL foram de 28,66 mm e 26,52° e, de S2AM, 29,99 mm e 33,61°. O comprimento médio da trajetória ilíaca alar e os ângulos lateral e caudal do parafuso em S2 foram de 125,84 mm, 36,78° e 28,66°, respectivamente. O comprimento médio da trajetória ilíaca e os ângulos lateral e caudal foram 136,73 mm, 23,86° e 24,01°, respectivamente. O comprimento da trajetória sacroilíaca foi de 75,50 mm. O comprimento dos parafusos foi maior em homens do que em mulheres, à exceção dos parafusos S1A e SI, que não apresentaram diferenças entre os sexos. Conclusão Este estudo descreve as especificações anatômicas sacropélvicas. Esses detalhes morfométricos definidos devem ser considerados durante os procedimentos cirúrgicos. Objective The aim of this study was to assess the sacropelvic anthropometry in the Portuguese population, through the study of pelvic computed tomography (CT) scans. Methods Pelvic CT scans of 40 individuals were analyzed, and the length and angle measurements were performed according to predefined screw trajectories of S1 anterior (S1A), anterolateral (S1AL) and anteromedial (S1AM), S2 anterolateral (S2AL) and anteromedial (S2AM), S2 alar iliac (S2AI), iliac, and sacroiliac (SI) screws. Comparisons between genders were also performed. Results The S1A screw trajectory mean length was 30.80 mm. The S1AL mean length and lateral angle were 36.48 mm and 33.13°, respectively, and the S1AM's were 46.23 mm and 33.21°. The S2AL mean length was 28.66 mm and lateral angle was 26.52°, and the S2AM length and angle were 29.99 mm and 33.61°, respectively. The S2 alar-iliac screw trajectory mean length, lateral, and caudal angles were 125.84 mm, 36.78°, and 28.66°, respectively. The iliac screw trajectory mean length, lateral, and caudal angles were 136.73 mm, 23,86° and 24.01°, respectively. The sacroiliac screw trajectory length was 75.50 mm. The length of the screws was longer in men than in women, except for the S1A and SI screws, for which no difference was found between genders. Conclusion This study describes sacropelvic anatomical specifications. These defined morphometric details should be taken into consideration during surgical procedures.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-04-25T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744293
       
  • Resultados da curetagem estendida com e sem aloenxerto ósseo para tumores
           de células gigantes de grau II no joelho. Um estudo comparativo
           retrospectivoOutcomes of Extended Curettage with and without Bone
           Allograft for Grade II Giant Cell Tumors around the Knee. A Retrospective
           Comparative Study

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Sahito; Badaruddin, Ali, Sheikh Muhammad Ebad, Majid, Bushra, Katto, Muhammad Soughat, Jatoi, Asif, Jahanzeb, Syed
      Abstract: Objetivo Este é o primeiro estudo a estabelecer a utilidade da curetagem estendida com ou sem enxerto ósseo em tumores de células gigantes (TCGs) de grau II na articulação do joelho com o objetivo de explorar os resultados funcionais pós-operatórios. Métodos Revisamos retrospectivamente 25 casos de TCGs de grau II de Campanacci submetidos a curetagem estendida entre janeiro de 2014 e dezembro de 2019. Os participantes foram divididos em 2 grupos: um grupo de 12 pacientes foi submetido a curetagem estendida com aloenxerto ósseo e cimento ósseo, enquanto o outro grupo, com 13 pacientes, foi submetido a curetagem estendida apenas com cimento ósseo. A qualidade de vida foi avaliada pela Pontuação Revista da Musculoskeletal Tumor Society (MTS, na sigla em inglês) e pela Pontuação da Knee Society (KS, na sigla em inglês), enquanto as taxas de recidiva e complicações foram avaliadas em cada coorte na última consulta de acompanhamento. O teste de Fisher e os testes t de duas amostras foram usados para comparação de resultados categóricos e contínuos, respectivamente Resultados A média de idade dos pacientes foi de 28,09 (7,44) anos; 10 (40%) pacientes eram do sexo masculino e 15 (60%) pacientes eram do sexo feminino. O fêmur distal e a tíbia proximal foram acometidos em 13 (52%) e 12 (48%) dos pacientes, respectivamente. Não houve diferença significativa na pontuação revista da MTS (25,75 versus 27,41; p = 0,178), na pontuação da KS (78,67 versus 81,46; p = 0,33) e nas taxas de recidiva (0 versus 0%; p = 1) e complicações (25 versus 7,69%; p = 0,21). Conclusões A curetagem estendida com ou sem aloenxerto ósseo tem resultados funcionais semelhantes em pacientes com TCGs de grau II no joelho, sem qualquer diferença importante na incidência de recidivas e complicações. No entanto, a conveniência cirúrgica e o custo-benefício podem favorecer a utilização apenas de cimento ósseo, enquanto a prevenção da osteoartrite em longo prazo precisa ser investigada para favorecer o enxerto ósseo. Objective This is the first study to establish the utility of extended curettage with or without bone allograft for Grade II giant cell tumors GCTs around the knee joint with the aim of exploring postoperative functional outcomes. Methods We retrospectively reviewed 25 cases of Campanacci grade II GCTs undergoing extended curettage between January 2014 and December 2019. The participants were divided into two groups: one group of 12 patients underwent extended curettage with bone allograft and bone cement, while the other group of 13 patients underwent extended curettage with bone cement only. Quality of life was assessed by the Revised Musculoskeletal Tumor Society Score and by the Knee score of the Knee Society; recurrence and complications were assessed for each cohort at the last follow-up. The Fisher test and two-sample t-tests were used to compare the categorical and continuous outcomes, respectively. Results The mean age was 28.09 (7.44) years old, with 10 (40%) males and 15 females (60%). The distal femur and the proximal tibia were involved in 13 (52%) and in 12 (48%) patients, respectively. There was no significant difference in the musculoskeletal tumor society score (25.75 versus 27.41; p = 0.178), in the knee society score (78.67 versus 81.46; p = 0.33), recurrence (0 versus 0%; p = 1), and complications (25 versus 7.69%; p = 0.21). Conclusions Extended curettage with or without bone allograft have similar functional outcomes for the knee without any major difference in the incidence of recurrence and of complications for Grade II GCTs. However, surgical convenience and cost-effectiveness might favor the bone cement only, while long-term osteoarthritis prevention needs to be investigated to favor bone allograft.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-04-25T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1742603
       
  • WALANT na osteossíntese percutânea do escafoide WALANT Technique in
           Percutaneous Scaphoid Osteosynthesis

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Folberg; Celso Ricardo, Alves, Jairo André de Oliveira, Pereira, Fernando Maurente Sirena, Pedrozo, Vitor Bernardes
      Abstract: As fraturas do escafoide representam entre 50 e 70% de todas as fraturas dos ossos do carpo. A osteossíntese percutânea do escafoide pode usar a abordagem dorsal ou volar, ambas com bons resultados. É mais comumente realizada sob anestesia geral ou bloqueio nervoso regional. A técnica de anestesia local com o paciente totalmente acordado e sem torniquete (WALANT, na sigla em inglês) já é considerada uma técnica segura e eficaz na cirurgia da mão. A anestesia local com epinefrina causa vasoconstrição, o que evita o uso de torniquete e, consequentemente, a necessidade de sedação do paciente. Assim, a possibilidade de testar a estabilidade da fixação sob forças fisiológicas é outra grande vantagem do uso da anestesia local. Na técnica descrita aqui, o movimento ativo do punho e da mão pode ser testado imediatamente após a fixação escafoide. A técnica WALANT tem sido cada vez mais utilizada na cirurgia da mão em partes moles e na fixação de fraturas de metacarpo e falanges. No entanto, até o momento, não há literatura publicada abordando o uso dessa técnica na osteossíntese percutânea do escafoide. O objetivo desta nota técnica é descrever o uso de WALANT tanto para a abordagem dorsal quanto volar na osteossíntese percutânea do escafoide.Scaphoid fractures account for 50 to 70% of all carpal bone fractures. Percutaneous scaphoid osteosynthesis can use the dorsal or volar approach, both with good results, and is most commonly performed under general anesthesia or regional nerve block. The wide-awake local anesthesia no tourniquet (WALANT) technique is already considered a safe and cost-effective technique in hand surgery around the world. Local anesthesia with epinephrine causes vasoconstriction, which obviates the need for tourniquet and, consequently, the need to use patient sedation. Thus, the possibility of testing fixation stability under physiological forces is another great advantage of using local anesthesia. In the technique described in the present paper, active wrist and hand motion can be tested immediately after scaphoid fixation. Wide-awake local anesthesia no tourniquet has been increasingly used in soft-tissue hand surgery and in the fixation of metacarpal and phalangeal fractures. However, to date, there is no published literature addressing the use of this technique in percutaneous scaphoid osteosynthesis. The purpose of the present technical note is to describe the use of WALANT for both the dorsal and volar approaches in percutaneous scaphoid osteosynthesis.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-04-25T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0041-1726070
       
  • Redução precoce de tálus em extrusão aberta: Relato de caso Early
           Reduction of an Open Extruded Talus: Case Report

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Sánchez; Carlos A., Gutierrez, Daniela, Mendoza, Whendy A., Niño, Manuel E.
      Abstract: A luxação do tálus é uma lesão infrequente e com desfechos variáveis em relatos e séries de casos. Sua epidemiologia ainda não foi esclarecida, pois a lesão é descrita de diferentes formas: extrusão completa do tálus, luxação fechada ou aberta, luxação aberta com fratura do tálus, ou luxação aberta com fratura de maléolo. Tais classificações limitam a possibilidade de avaliação desta lesão como uma patologia única. Também não há consenso sobre o melhor tratamento para a luxação do tálus. Diversas técnicas de tratamento foram descritas, inclusive reimplante com e sem fixação externa, osteossíntese precoce, e até mesmo talectomia e pseudoartrodese tibiocalcânea precoces. Os desfechos desse tipo de lesão podem variar tanto quanto as opções terapêuticas. Entre as complicações no primeiro ano após a lesão, estão necrose avascular (NAV) e osteoartrite pós-traumática precoce. Este trabalho relata o desfecho funcional e radiológico adequado um ano após a redução precoce de uma extrusão completa do tálus com osteossíntese de uma fratura do maléolo medial.Talar dislocation is an infrequent lesion, with variable outcomes reported in case reports and case series. Its epidemiology has not been elucidated to date, as this lesion is described in different ways: complete talar extrusion, closed or open dislocation, open dislocation with associated talar fracture, or open dislocation with malleolar fracture. Such classifications limit the possibility of evaluating this condition as a single pathology. There is also no consensus on which is the best treatment for this lesion. Many different treatment techniques have been described, including reimplantation with and without external fixation, early osteosynthesis, and even early talectomy and tibiocalcaneal pseudoartrhodesis. The outcomes of this type of injury can be as varied as the treatment options. The complications observed in the first year after the injury can be infection, avascular necrosis (AVN) and early posttraumatic osteoarthritis. The present paper reports adequate functional and radiological outcomes after one year of early reduction of a complete talar extrusion with osteosynthesis of a medial malleolar fracture.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-04-25T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744489
       
  • Avaliação do desempenho dos residentes em ortopedia na prática clínica
           Assessment of the Performance of Orthopedic Residents in Clinical Practice
           

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Silva; Bruno Air Machado da, Fernandes, Marcos Rassi, Pereira, Edna Regina Silva
      Abstract: Objetivo Avaliar o desempenho de residentes de ortopedia na realização de exames clínicos. Métodos O Mini-CEX foi aplicado por três docentes em quatro momentos distintos. O instrumento foi adaptado pelos autores para uso em ortopedia, com desenvolvimento de descritores para cada habilidade avaliada. Os supervisores foram treinados pelo pesquisador principal para utilização do Mini-CEX por meio de materiais didáticos e discussões e os descritores do instrumento foram padronizados. Resultados As pontuações médias obtidas nas quatro avaliações de cada um dos 21 residentes revelaram melhora no desempenho de todas as habilidades entre o primeiro e o quarto encontro. Conclusões O desempenho dos residentes em ortopedia apresentou evolução satisfatória, com melhora progressiva de todas as habilidades. Objective To evaluate the performance of orthopedic residents while conducting clinical examinations. Methods The Mini Clinical Evaluation Exercise (Mini-CEX) was applied by three teaching doctors at four different moments. The instrument was adapted by the authors for use in orthopedics, with the development of descriptors for each evaluated skill. Supervisors were trained to use the Mini-CEX by the principal investigator through teaching materials and discussions, with standardization of the instrument descriptors. Results The mean scores obtained in the 4 evaluations for each of the 21 residents reveal improvement in the performances of residents in all skills assessed from the 1st to the 4th meeting. Conclusions We have found that the performance of orthopedic residents presented a satisfactory evolution, with progressive improvement in all skills.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-04-20T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1744500
       
  • Tropismo/inclinação facetária e sua associação com hérnia de disco
           intervertebral na região lombar da coluna – Uma avaliação
           radiológica Facet Tropism/Inclination and Its Association with
           Intervertebral Disc Herniation in the Lumbar Spine – A Radiological
           Evaluation

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Yadav; Sanjay, Arya, Rajkumar, Dakshinamoorthy, Raghul, Jha, Abhinav Anand, Jain, Shivi, Kumar, Ishan
      Abstract: Objetivo Avaliar o papel do tropismo facetário (TF) no prolapso discal intervertebral. Métodos Um total de 98 pacientes com dor lombar foram incluídos no estudo. Exames de ressonância magnética foram realizados e analisados, e os ângulos das facetas direita e esquerda foram medidos na seção axial. Os pacientes sem prolapso discal nos níveis L3-L4, L4-L5 e L5-S1 atuam como controles para aqueles com prolapso nos mesmos níveis. Fez-se também uma análise estatística. Resultados A incidência de TF no nível L3-L4 foi de 85,2% em pacientes com hérnia discal (n = 27), e de 56,3% no grupo controle, o que foi estatisticamente significativo (p = 0,008). Da mesma forma, a incidência de TF no nível L4-L5 entre casos e controles foi de 71,4% (n = 35) e 52,4%, respectivamente (p = 0,066). No nível L5-S1, a incidência foi de 66% e 51% nos caso e nos controles, respectivamente (p = 0,13). Conclusão Encontramos associação positiva entre TF e hérnia de disco no nível L3-L4, mas nenhuma associação nos níveis L4-L5 e L5-S1. Objective To assess the role of facet tropism (FT) in intervertebral disc prolapse. Methods A total 98 patients with lower back pain were included in the study. Magnetic resonance imaging scans were performed and analyzed. The angles of the right and left facets were measured on the axial section. Patients without disc prolapse at the L3-L4, L4-L5 and L5-S1 levels act as controls for those with disc prolapse at the same levels. A statistical analysis was also performed. Results The incidence of FT at the L3-L4 level was of 85.2% in patients with disc herniation (n = 27), and of 56.3% in the control group, which was statistically significant (p = 0.008). Similarly, at the L4-L5 level, incidence of FT among cases and controls was of 71.4% (n = 35) and 52.4% respectively (p = 0.066). At the L5-S1 the incidence was of 66% and 51% among cases and controls respectively (p = 0.13). Conclusion We found a positive association between FT and disc herniation at the L3-L4 level, but no association at the L4-L5 and L5-S1 levels.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-04-19T00:00:00+01:00
      DOI: 10.1055/s-0042-1742338
       
  • Conceitos de alinhamento sagital e parâmetros espinopélvicosSagittal
           Alignment Concepts and Spinopelvic Parameters

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Menezes; Cristiano Magalhães, Lacerda, Gabriel Carvalho, Lamarca, Santiago
      Abstract: A cirurgia da coluna continua a expandir seus horizontes para cuidar dos pacientes incapacitados com dor e deformidades. Desde a última década, nosso conhecimento sobre o alinhamento espinal, do crânio à pelve, aumentou consideravelmente. Portanto, faz-se necessária a expansão de tal conhecimento para o ortopedista geral, para que possamos proporcionar melhores cuidados para essa população.O alinhamento espinal global é um conceito crítico no entendimento do impacto ocasionado pela condição patológica (doença degenerativa, trauma, deformidade) e mesmo do seu tratamento, como na instrumentação e artrodese da coluna. O tratamento de qualquer doença na coluna deve incluir o entendimento da complexidade do alinhamento espinopélvico.A princípio, todos os parâmetros parecem puramente matemáticos e pouco aplicáveis à realidade do leitor mais desatento. Mas, aos poucos, fica claro que, como tudo em ortopedia, a biomecânica faz parte essencial do conhecimento do sistema musculoesquelético, tornando mais claras as lógicas da fisiologia do movimento.O conhecimento dos conceitos de alinhamento sagital e dos parâmetros espinopélvicos proporcionam uma melhor compreensão dos esqueletos axial e apendicular, além de um melhor entendimento dos processos fisiológicos e adaptativos da coluna frente ao processo degenerativo crescente que ocorre ao longo da vida.Spinal surgery continues to expand its horizons to care for disabled patients presenting pain and deformities. Over the past decade, our knowledge of spinal alignment, from the skull to the pelvis, has increased considerably. Such knowledge must expand to reach general orthopedists and improve the care required for so many people.Global spinal alignment is a critical concept in understanding the impact of pathological conditions (degenerative diseases, traumas, deformities) and their treatment, including spinal instrumentation and arthrodesis. Therefore, the treatment of any spinal disease must include the knowledge of the complexity of the spinopelvic alignment.At first, all parameters seem like pure mathematics, hardly applicable to the everyday life of the inattentive reader. However, it gradually becomes clear that, like everything else in orthopedics, biomechanics is an essential part of the knowledge of the musculoskeletal system, revealing the logic behind the physiology of movements.The knowledge of the sagittal alignment concepts and spinopelvic parameteres provide a better comprehension of the axial and appendicular skeletons, increasing the understanding of the physiological and adaptive spinal processes in the face of the degenerative process that increases throughout life.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-03-11T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742602
       
  • Reconstrução microcirúrgica em um hospital ortopédico: Indicações e
           desfechos em adultosMicrosurgical Reconstruction in an Orthopedic
           Hospital: Indications and Outcomes in Adults

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Iamaguchi; Raquel Bernardelli, Macedo, Lucas Sousa, Cho, Alvaro Baik, Rezende, Marcelo Rosa de, Mattar, Rames, Wei, Teng Hsiang
      Abstract: Objetivo Os avanços da microcirurgia reconstrutiva na cirurgia ortopédica proporcionaram melhores resultados funcionais e estéticos, evitando as muitas indicações de amputação. Nos hospitais de ortopedia e traumatologia com um grande volume de atendimento, a reconstrução microcirúrgica é essencial, a fim de reduzir os custos e as complicações destes complexos defeitos ortopédicos. Descrevemos uma abordagem microcirúrgica para feridas traumáticas, ressecção tumoral, defeitos ósseos e transferência muscular livre realizada por uma unidade ortopédica especializada em microcirurgia. O objetivo do presente estudo é avaliar os fatores preditivos de resultados dos retalhos microcirúrgicos na reconstrução dos membros, fornecendo uma análise descritiva dos retalhos microcirúrgicos para as indicações ortopédicas. Métodos Estudo prospectivo transversal, que incluiu todos os casos consecutivos de retalhos microcirúrgicos com indicação ortopédica de 2014 a 2020. Foram coletados os dados do histórico clínico pessoal, procedimentos microcirúrgicos intraoperatórios e exames laboratoriais. As complicações e os desfechos de retalho livre foram estudados mediante uma análise descritiva e estatística. Resultados Avaliamos 171 retalhos em 168 pacientes. A indicação mais frequente para a realização de um retalho microcirúrgico foi a traumática, em 66% dos pacientes. Foram observadas complicações cirúrgicas em 51 retalhos, conforme a classificação de Clavien-Dindo do tipo III. A taxa de êxito global dos retalhos microcirúrgicos foi de 88,3%. Na análise multivariada, foram identificados como fatores de risco para complicações tempo de isquemia ≥ 2 horas (p = 0,032) e obesidade (p = 0,007). A perda parcial do retalho foi mais comum em pacientes com trombocitose, com contagem de plaquetas pré-operatória (p = 0,001). Conclusão Os fatores de risco independentes para complicações de retalhos microcirúrgicos para a reconstrução de membro são obesidade e tempo de isquemia do retalho ≥ 2 horas, e a presença de trombocitose como fator de risco para perda parcial do retalho. Objective Advances in reconstructive microsurgery in orthopedic surgery provided better functional and aesthetic results and avoided many indications for amputation. In high-volume trauma and orthopedic hospitals, microsurgical reconstruction is essential to reduce costs and complications for these complex orthopedic defects. We describe a microsurgical approach to traumatic wounds, tumor resection, bone defects, and free muscle transfer, performed by an orthopedic microsurgery unit. The objective of the present study was to evaluate predictor factors for outcomes of microsurgical flaps for limb reconstruction, and to provide a descriptive analysis of microsurgical flaps for orthopedic indications. Methods Cross-sectional prospective study that included all consecutive cases of microsurgical flaps for orthopedic indications from 2014 to 2020. Data were collected from personal medical history, intraoperative microsurgical procedure, and laboratory blood tests. Complications and free-flap outcomes were studied in a descriptive and statistical analysis. Results We evaluated 171 flaps in 168 patients; the indications were traumatic in 66% of the patients. Type III complications of the Clavien-Dindo Classification were observed in 51 flaps. The overall success rate of the microsurgical flaps was 88.3%. In the multivariate analysis, the risk factors for complications were ischemia time ≥ 2 hours (p = 0.032) and obesity (p = 0.007). Partial flap loss was more common in patients with thrombocytosis in the preoperative platelet count (p = 0.001). Conclusion The independent risk factors for complications of microsurgical flaps for limb reconstruction are obesity and flap ischemia time ≥ 2 hours, and presence of thrombocytosis is a risk factor for partial flap loss.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-03-11T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1735946
       
  • Estudo epidemiológico das lesões multiligamentares do joelho
           Epidemiological Study on Multiligament Knee Injuries

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Pinheiro; Igor Natário, Pedrinha, Igor Stefano Menescal, Maia, Phelippe Augusto Valente, Cortes, André Rodrigues de Oliveira, Albuquerque, Rodrigo Pires e, Barretto, João Maurício
      Abstract: Objetivo Descrever e associar as características das lesões multiligamentares de joelho com o perfil do paciente e mecanismo de trauma. Métodos Trata-se de um estudo transversal que avaliou 82 pacientes com lesões multiligamentares do joelho de setembro de 2016 até setembro de 2018. As variáveis coletadas foram idade, gênero, eixo mecânico, lateralidade, arco de movimento, mecanismo do trauma, lesões associadas, ligamentos afetados e afastamento do trabalho. Resultados A amostra incluiu pacientes de 16 a 58 anos, com média de 29,7 anos, e os homens foram os mais afetados, correspondendo a 92,7% dos casos. O mecanismo de trauma mais comum foi acidente motociclístico (45,1%). O ligamento mais lesado foi o ligamento cruzado anterior (80,5%), seguido do ligamento cruzado posterior (77,1%), do canto posterolateral (61,0%) e do ligamento colateral tibial (26,8%). O tipo de luxação mais frequente era o KD IIIL (30,4%). Apenas 1 paciente apresentou lesão vascular, e 13 (15,9%) apresentaram lesões neurológicas. A maioria das vítimas foi afastada do trabalho (52,4%). Conclusão Há grande diferença entre os pacientes que apresentam lesão multiligamentar no Brasil em relação ao encontrado nos estudos internacionais. Desta forma, convém realizar mais estudos específicos sobre o tema com a nossa população, de modo a aperfeiçoar o tratamento destes pacientes. Objective The present paper aims to describe multiligament knee injuries and to associate their features with the profile of the patients and trauma mechanisms. Methods This is a cross-sectional study evaluating 82 patients with multiligament knee injuries from September 2016 to September 2018. Evaluated parameters included age, gender, mechanical axis, affected side, range of motion, trauma mechanism, associated injuries, affected ligaments, and absence from work. Results The sample included patients aged between 16 and 58 years old, with an average age of 29.7 years old; most subjects were males, with 92.7% of cases. The most common trauma mechanism was motorcycle accident (45.1%). The most injured ligament was the anterior cruciate ligament (80.5%), followed by the posterior cruciate ligament (77.1%), the posterolateral corner (61.0%), and the tibial collateral ligament (26.8%). The most frequent type of dislocation was KD IIIL (30.4%). Only 1 patient had a vascular injury, and 13 (15.9%) presented with neurological injuries. Most subjects took medical leave from work (52.4%). Conclusion There is a big difference between patients with multiligament lesions in Brazil compared with international studies. Thus, it is advisable to carry out more specific studies on the topic with our population to improve the treatment of these patients.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-03-11T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1731798
       
  • Fratura isolada de Tillaux em adulto – Revisão da Literatura com base
           em um relato de caso raroIsolated Tillaux Fracture in Adults –
           Literature Review Based on a Rare Case Report

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: da Silva; Nuno Vieira, Esteves, Ana, Ribeiro, Pedro, Miradouro, José, Pereira, Joana, Marinheiro, Julio
      Abstract: A fratura isolada de Tillaux representa uma rara e frequentemente mal diagnosticada fratura de tíbia distal anterolateral em adultos. Normalmente ocorre em adolescentes que se aproximam da maturidade esquelética por avulsão do ligamento tibiofibular anteroinferior. Este estudo de revisão de literatura baseada em caso tem como objetivo lembrar a existência dessa identidade em adultos, resumir seu mecanismo de lesão, diagnóstico e procedimentos de tratamento. De acordo com a literatura, este é apenas o oitavo caso descrito: uma mulher de 46 anos sofreu uma fratura isolada de Tillaux com 4 mm de deslocamento e realizaram-se redução e fixação aberta com parafuso canulado duplo. Após a reabilitação adequada, alcançou-se um excelente desfecho funcional e radiológico. É importante reconhecer e tratar adequadamente essas lesões distintas para evitar maiores instabilidades, alterações degenerativas e limitação da função articular do tornozelo. Um diagnóstico precoce e a osteossíntese apropriada desempenham um papel significativo em um prognóstico de recuperação bem-sucedido.Isolated Tillaux fracture is a rare anterolateral distal tibia fracture frequently misdiagnosed in adults. It typically occurs in adolescents nearing skeletal maturity by avulsion of the anterior-inferior tibiofibular ligament. This case-based literature review study aims to elicit the existing information regarding this fracture in adults, and summarize its injury mechanism, diagnosis, and treatment procedures. According to the literature, this is only the eighth case described: a 46-year-old woman that suffered an isolated Tillaux fracture with 4 mm of displacement, and open reduction and fixation with double cannulated screws were performed. After proper rehabilitation, an excellent functional and radiological outcome was reached. It is important to recognize and appropriately treat these distinct injuries to prevent further instability, degenerative changes, and ankle joint function limitation. Early diagnosis and appropriate osteosynthesis play a significant role in a successful recovery prognosis.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-03-11T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1743270
       
  • Aloenxerto osteocondral fresco em uma fratura complexa de Hoffa – Relato
           de caso Fresh Osteochondral Allograft in a Complex Hoffa Fracture – Case
           Report

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Vivacqua; Thiago, Rocha, Tito, Rocha de Faria, José Leonardo, Prinz, Rafael, Mozella, Alan, Guimarães, João Antonio Matheus
      Abstract: A fratura de Hoffa (FH) é típica do côndilo femoral posterior no plano sagital, com incidência estimada de 0,65% nas fraturas do fêmur. De modo geral, a FH é observada no côndilo femoral lateral em traumatismos de alta energia, com força de carga axial sobre o terço distal do fêmur e o joelho em mais de 90° de flexão. O caso aqui relatado ocorreu em um paciente com FH medial complexa e luxação de joelho após um traumatismo de alta energia. Em dois anos de acompanhamento, a análise radiológica revelou consolidação óssea completa e integração do aloenxerto. O transplante de aloenxerto osteocondral deve ser considerado em casos de FH complexa, e visa restaurar a anatomia superfície articular para evitar o desenvolvimento de osteoartrose pós-traumática precoce em pacientes jovens.Hoffa fracture (HF) typically involves the posterior femoral condyle in the sagittal plane, with an estimated incidence of 0.65% among femoral fractures. It usually occurs at the lateral femoral condyle in high-energy trauma with axial load force over the distal third of the femur and the knee positioned in more than 90° of flexion. The case reported involved a patient with a complex medial HF and associated knee dislocation after a high-energy trauma. At two years of follow-up radiologic analysis showed a complete bone healing and allograft integration. Transplantation of osteochondral allografts should be considered in cases of complex HF, and it aims at restoring the anatomy of the joint surface to prevent early post-traumatic osteoarthrosis in young patients.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-03-07T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742599
       
  • Entorse no tornozelo em jovens atletas: Um estudo retrospectivo de 2 anos
           em um clube multiesportivoAnkle Sprain in Young Athletes: A 2-Year
           Retrospective Study at a Multisport Club

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Santos; Thiago Ribeiro Teles, Silva, Edilene Isidora, Leite, Marcela Mendes de Almeida Gomide, Pinho, Guilherme Bernardone, Marcati, Mateus Martins, Bittencourt, Natalia Franco Netto
      Abstract: Objetivo O presente estudo teve como objetivo analisar entorses no tornozelo em jovens atletas de basquete, futsal, ginástica artística, trampolim, tênis, judô e vôlei ao longo de duas temporadas. Métodos Foram investigados dados de 529 atletas no 1° ano e 495 atletas no 2° ano de análise a partir do banco de dados de registros de lesões de um clube esportivo. Foram considerados os seguintes dados: as características demográficas (idade, massa corporal, altura e sexo), o mecanismo (contato ou não contato), a severidade, o momento em que ocorreu a lesão e a recorrência. Além disso, foram calculadas a taxa de incidência, o risco de lesão da primeira entorse no tornozelo e a razão da taxa de incidência entre os esportes. Resultados Os atletas sofreram 124 entorses no tornozelo nos 2 anos de análise. A maioria ocorreu durante o treinamento (76,6%) e levou à interrupção da prática esportiva (75,8%). A recorrência da lesão foi baixa: 2 atletas (1,6%) tiveram recorrência no mesmo ano e 5 (4,0%) no ano seguinte. A taxa de incidência (0,79 a 12,81 por 1.000 horas) e o risco de lesão (1,14 a 19,44%) variaram entre os esportes. Vôlei, basquete e futsal apresentaram a maior incidência de lesões. Tênis, ginástica e trampolim apresentaram a menor incidência de lesões. O judô apresentou uma taxa de incidência diferente das do basquete e do vôlei no 1° ano e semelhante às dos outros esportes no 2° ano. Conclusão A entorse no tornozelo impactou muito a prática esportiva e apresentou características que diferem entre os esportes investigados. Esses achados podem contribuir para o desenvolvimento de programas de prevenção de lesões. Objective The present study aimed to analyze ankle sprains in young athletes of basketball, futsal, artistic gymnastics, trampoline, tennis, judo, and volleyball over 2 seasons. Methods Data of 529 athletes in the 1st year and of 495 athletes in the 2nd year of analysis were investigated from the injury record database of a sports club. The following data were considered: the demographic characteristics (age, body mass, height, and sex), the mechanism (contact or noncontact), the severity, the moment at which the injury occurred, and the recurrence. Also, the incidence rate, the injury risk of the first ankle sprain, and the incidence rate ratio between sports were calculated. Results The athletes sustained 124 ankle sprains in the 2 years of analysis. The majority occurred during training (76.6%) and lead to absence from sports practice (75.8%). The injury recurrence was low: 2 athletes (1.6%) had a recurrence in the same year and 5 (4.0%) in the following year. The incidence rate (0.79 to 12.81 per 1,000 hours) and the injury risk (1.14 to 19.44%) varied among sports. Volleyball, basketball, and futsal presented the highest injury rate incidence. Tennis, gymnastics, and trampoline showed the lowest injury rate incidence. Judo showed an incidence rate different from those of basketball and volleyball in the 1st year and similar to those of other sports in the 2nd year. Conclusion Ankle sprain greatly impacted sports practice and presented characteristics that differ among the investigated sports. These findings may contribute to developing preventive injury programs.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-03-04T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742340
       
  • Validação clínica do conceito de glenoid track na instabilidade
           glenoumeral anteriorClinical Validation of the Glenoid Track Concept in
           Anterior Glenohumeral Instability

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Gracitelli; Mauro Emilio Conforto, Lobo, Frederico Lafraia, Malavolta, Eduardo Angeli, Assunção, Jorge Henrique, Andrade-Silva, Fernando Brandão de, Ferreira Neto, Arnaldo Amado
      Abstract: Objetivo Avaliar a correlação do conceito de glenoid track e da perda óssea da cavidade glenoidal com a taxa de recidiva de luxação e pontuação na escala de Rowe. Métodos Estudo retrospectivo que aferiu o glenoid track e a perda óssea da cavidade glenoidal por ressonância magnética pré-operatória. Foram incluídos pacientes submetidos a reparo artroscópico primário de Bankart anterior. Não foram incluídos pacientes com perda óssea da cavidade glenoidal maior que 21%, rotura do manguito rotador, fratura de cintura escapular, instabilidade posterior ou multidirecional. A pontuação pela escala de Rowe foi o desfecho primário, e a taxa de recidiva foi o desfecho secundário. Resultados Cento e dois pacientes foram incluídos. A recidiva foi relatada por 8 pacientes (7,8%). Quatro pacientes (50%) do grupo com recidiva apresentaram lesão da cavidade glenoidal maior que 13,5% contra 24 (25,5%) do grupo sem recidiva (p = 0,210), com valor preditivo negativo de 94,6%. Três pacientes (37,5%) do grupo com recidiva foram considerados off-track, contra 13 (13,8%) do grupo sem recidiva (p = 0,109), com valor preditivo negativo de 94,2%. Pacientes com valor absoluto do glenoid track menor ou igual a 1,5 mm tiveram piores resultados em relação ao grupo com recidiva, sendo que 6 pacientes (75%) apresentaram recidiva (p = 0,003). Conclusão Lesão off-track e perda óssea da cavidade glenoidal maior que a subcrítica não apresentam relação significativa com a taxa de recidiva e a pontuação de Rowe, apesar do alto valor preditivo negativo. O corte do valor absoluto do glenoid track em 1,5 mm apresentou relação significativa com a taxa de recidiva. Objective To evaluate the correlation of the glenoid track and glenoidal bone loss with the recurrence dislocation rate and the Rowe score. Methods Retrospective study that assessed the glenoid track and glenoidal bone loss through preoperative magnetic resonance imaging. Patients undergoing primary arthroscopic repair of anterior Bankart were included. Patients with glenoidal bone loss greater than 21%, rotator cuff tear, scapular waist fracture, and posterior or multidirectional instability were not included. Rowe score were the primary outcome, and the recurrence rate was the secondary outcome. Results One hundred and two patients were included. Postoperative recurrent instability was reported by 8 patients (7.8%). Four patients (50%) in the group with recurrence presented glenoidal bone loss greater than 13.5% against 24 (25.5%) in the group without recurrence (p = 0.210), with a negative predictive value of 94.6%. Three patients (37.5%) in the recurrence group were considered off-track, against 13 (13.8%) in the group without recurrence (p = 0.109), with a negative predictive value of 94.2%. Patients with absolute glenoid track value ≤ 1.5 mm had worse results in relation to the recurrence group, with 6 patients (75%) presenting recurrence (p = 0.003). Conclusion Off-track injury and glenoidal bone loss greater than the subcritical are not related to the recurrence rate and Rowe score, despite the high negative predictive value. The cut of the absolute value of the glenoid track at 1.5 mm had a significant relationship with the recurrence rate.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-15T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1741022
       
  • Coagulação por plasma de argônio como adjuvante à curetagem estendida
           em tumores de células gigantes do osso: Um estudo de 50 casosArgon Beam
           Coagulation as an Adjuvant for Extended Curettage for Giant Cell Tumors of
           the Bone: A Study of 50 Cases

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Kumar; Sumedh, Nandan, Brajesh, Chauhan, Ravi, Dhawan, Manish, Agrawal, Siddharth, Rivi, Sijal
      Abstract: Objetivo A curetagem estendida com adjuvantes de tumores de células gigantes do osso está associada a uma menor taxa de recidiva da neoplasia e à preservação da articulação adjacente. Este estudo foi feito para estimar a taxa de recidiva e o resultado funcional após o uso de plasma de argônio como adjuvante à curetagem estendida. Métodos Cinquenta pacientes com tumores de células gigantes que atendiam a todos os critérios de inclusão foram selecionados para o estudo e submetidos à curetagem estendida com broca de alta velocidade e fotocoagulação com plasma de argônio entre julho de 2016 e janeiro de 2019. À consulta de acompanhamento, os pacientes foram avaliados quanto a quaisquer queixas de dor e sinais como sensibilidade, aumento local da temperatura e diminuição da amplitude de movimento da articulação adjacente. Radiologicamente, os pacientes foram avaliados quanto à presença de qualquer aumento de radiotransparência ao redor do manto de cimento e incorporação do enxerto subarticular. O questionário Musculoskeletal Tumor Society Score (MSTS) foi administrado aos pacientes e a amplitude de movimentação da articulação adjacente foi comparada à articulação contralateral. Resultados Quatro pacientes apresentaram recidiva, o que corresponde a uma taxa de 8%. Seis meses após a cirurgia, 26 de 28 pacientes com tumor no membro inferior tinham capacidade de sustentação de peso de grau 5 e amplitude de movimento comparável à articulação saudável contralateral, com pontuação MSTS média de 27 (intervalo de 18 a 30). Conclusão A curetagem estendida de tumores de células gigantes com coagulação por plasma de argônio está associada a baixas taxas de recidiva da neoplasia; é uma modalidade eficaz no tratamento desses tumores e o resultado funcional é comparável ao do membro saudável. Objective Extended curettage with adjuvants of giant cell tumors of bone is associated with a lower rate of recurrence of the tumor while preserving the adjacent joint. The present study was conducted to estimate the recurrence rate and functional outcome after using argon beam as an adjuvant for extended curettage. Methods We selected 50 patients with giant cell tumors, meeting all the inclusion criteria, who underwent extended curettage using high speed burr and argon beam photocoagulation between July 2016 to January 2019. On their follow-up visit, they were assessed for any complaints of pain and signs like tenderness, locally raised temperature, and decreased range of motion of the adjacent joint. Radiologically, the patients were assessed for any increased lucency around the cement mantle and uptake of the subarticular graft. Musculoskeletal Tumor Society Score (MSTS) was administered to the patients, and range of motion of the adjacent joint was compared with the contralateral joint. Results Recurrence was found in 4 patients, that is, an 8% recurrence rate. Twenty-six out of 28 patients with a tumor in the lower limb had a grade-5 weight bearing status 6 months from the surgery, and their range of motion was comparable to contralateral healthy joint with an average MSTS score of 27 (18–30). Conclusion Extended curettage of giant cell tumors using argon beam coagulation is associated with low recurrence rates of the tumor and is an effective modality in the treatment of these tumors besides having a functional outcome comparable to the healthy limb.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-15T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742600
       
  • Liberação endoscópica do túnel cubital na neurite hansênica do nervo
           ulnarEndoscopic Cubital Tunnel Release in Leprosy Neuritis of the Ulnar
           Nerve

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Leite; José Alberto Dias, Sampaio, Antônio Carlos Delgado, Leite, Claudio Manoel Gonçalves da Silva, Leite, Janaina Gonçalves da Silva, Sampaio, Marina Vasconcelos, Lima, Diego Ariel de
      Abstract: Objetivos Os objetivos deste estudo foram caracterizar melhor o papel da liberação endoscópica do túnel cubital na neurite hansênica e determinar se há melhora da dor, sensibilidade e força com esta técnica minimamente invasiva. Métodos Um total de 44 procedimentos endoscópicos para descompressão do nervo ulnar no cotovelo foram realizados em pacientes previamente diagnosticados com neurite por hanseníase. Os critérios de inclusão foram indicação cirúrgica para liberação do nervo ulnar e insucesso do tratamento clínico por 4 semanas em pacientes com síndrome do túnel cubital que sofreram deterioração progressiva da função motora ou sensitiva do nervo ulnar apesar do tratamento de 1 mg/kg/dia de prednisona e fisioterapia. A liberação endoscópica foi realizada com CTS Relief Kit (Linvatec. Largo, FL, EUA) e um artroscópio padrão de 4 mm e 30°. Resultados O estudo incluiu 39 pacientes, sendo 29 (74,4%) homens e 10 (25,6%) mulheres. A idade dos pacientes variou de 12 a 64 anos (33 ± 14,97). Cinco pacientes foram submetidos à liberação bilateral. A liberação provocou melhora estatisticamente significativa de dor (p = 0,002), sensibilidade (p
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-15T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742623
       
  • Resposta à carta ao editor referente ao artigo: “Previsão
           Pré-Operatória de Fraturas Supracondilares de Úmero Gartland IV: É
           Possível'”Reply to Letter to the Editor Regarding the Article:
           “Preoperative Prediction of Gartland IV Supracondylar Fractures of the
           Humerus: Is it Possible'”

    • Free pre-print version: Loading...

      Rev Bras Ortop (Sao Paulo)
      DOI: 10.1055/s-0042-1742601



      Thieme Revinter Publicações Ltda. Rua do Matoso 170, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20270-135, Brazil

      Artikel in Thieme eJournals:
      Inhaltsverzeichnis     open access Volltext

      Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -2022-02-15T00:00:00+0100
       
  • Carta ao editor referente ao artigo: “Previsão pré-operatória de
           fraturas supracondilares de úmero Gartland IV: É possível'” Barik
           S, Singh G, Maji S, Azam Q, Singh V. Rev Bras Ortop
           2021;56(2):230-234.Letter to the Editor regarding: “Preoperative
           Prediction of Gartland IV Supracondylar Fractures of Humerus: Is it
           Possible'” Barik S, Singh G, Maji S, Azam Q, Singh V. Rev Bras Ortop
           2021;56(2):230-234.

    • Free pre-print version: Loading...

      Rev Bras Ortop (Sao Paulo)
      DOI: 10.1055/s-0042-1742598



      Thieme Revinter Publicações Ltda. Rua do Matoso 170, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20270-135, Brazil

      Artikel in Thieme eJournals:
      Inhaltsverzeichnis     open access Volltext

      Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -2022-02-15T00:00:00+0100
       
  • Pé em espelho: Abordagem cirúrgica para melhora estética e funcional
           Mirror Foot: Surgical Approach for Esthetic and Functional Improvement

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Guerra; Lucas Almeida, Lehnen, Igor Matsuy Pacheco, Santana, Luiz Fernando Batista, Rodrigues, Gabriella de Figueiredo, Martins, Jefferson Soares
      Abstract: O pé em espelho é uma anomalia congênita rara, pertencente ao espectro das polidactilias complexas dos pés. Pode ocorrer isoladamente ou associado a outras malformações ou síndromes genéticas. Trata-se de um tema pouco descrito na literatura, com escassas publicações acerca do seu tratamento. Relatamos o caso de uma paciente de 4 anos de idade que apresentava pé esquerdo com 8 dedos, sem outras deformidades associadas, cujas queixas incluíam a impossibilidade de usar calçados fechados e estigma social. Radiograficamente, verificou-se a presença de oito metatarsos com suas respectivas falanges, cinco ossos cuneiformes, e ausência de deformidades ósseas no retropé. Optou-se pela abordagem cirúrgica visando uma melhoria funcional e estética, bem como melhor adaptação ao uso de calçados fechados, conforme desejo da paciente e família. Realizou-se incisão em V dorsal e plantar com ressecção de três raios supranumerários, incluindo três metatarsos centrais com suas nove falanges correspondentes, dois ossos cuneiformes, tendões e nervos digitais extras, seguidas da sutura dos ligamentos intermetatarsais, preservando os dedos com aparência normal, diminuindo a largura do pé, e mantendo seu apoio adequado. A redução foi mantida por fixação transmetatarsal com fios de Kirschner. O pós-operatório seguiu com uso de tala bota e carga zero, sem intercorrências, retirando-se os fios de Kirschner e liberando carga no membro após doze semanas.Mirror foot is a rare congenital anomaly on to the spectrum of complex foot polydactyly. It may occur in isolation or associated with other malformations or genetic syndromes. This is a subject little described in the literature, with few publications on its treatment. We herein report the case of a 4-year-old female patient who presented with a left foot with 8 fingers, without other associated deformities, whose complaints included the impossibility of wearing shoes and social stigma. Radiographically, eight metatarsi with their respective phalanges, five cuneiform bones, and absence of bone deformities in the hindfoot were verified. The surgical approach was chosen in order to promote functional and esthetic improvement, as well as a better adaptation to the use of closed shoes, according to the patient's and family's desire. A dorsal and plantar V incision was performed, with resection of three supranumerary rays, including three central metatarsi with their nine corresponding phalanges, two cuneiform bones, tendons and extra digital nerves, followed by suture of the intermetatarsal ligaments, preserving the fingers with normal appearance, decreasing the width of the foot, and maintaining proper support. The reduction was maintained through transmetatarsal fixation with Kirschner wires. The postoperative period went on with the use of a walking boot and zero load, without complications, with removal o the Kirschner wires and allowing load on the limb after twelve weeks.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-15T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742341
       
  • Associação de sintomas ansiosos e depressivos em pacientes com capsulite
           adesivaAssociation of Anxiety and Depressive Symptoms in Patients with
           Adhesive Capsulitis

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Fernandes; Marcos Rassi, Borges, Renner Santos, Ribeiro, Caio José Faleiro, Sequeira, Mateus Teodoro
      Abstract: Objetivo Avaliar a associação entre sintomas ansiosos e depressivos em pacientes com capsulite adesiva. Métodos Trata-se de um estudo transversal realizado em centro único de um hospital terciário com pacientes portadores de capsulite adesiva secundária. O grupo controle não apresentava doença do ombro, tireoidopatias e nem ansiedade e/ou depressão. O instrumento utilizado foi a escala hospitalar de ansiedade e depressão. A análise da covariância foi utilizada para comparação dos escores do Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS, na sigla em inglês) entre os grupos. O nível de significância foi de 5%. Resultados A amostra final foi de 17 pacientes (caso) e 27 (controle). Os dados amostrais apresentaram distribuição normal por meio do teste de Shapiro-Wilk (p > 0,05). A instrumento HADS com pontuação > 0,70 (alfa de Cronbach) se mostrou confiável e com boa consistência interna. Os pacientes com capsulite adesiva, no quesito “sintomas ansiosos” (p = 0,019), relataram sintomas no patamar de “duvidosos” (média/desvio padrão = 8,88/4,50). Eles não apresentaram “sintomas depressivos” (média/desvio padrão = 6,41/3,69), apesar do p = 0,015. Conclusão Existe uma associação positiva “duvidosa” entre sintomas ansiosos e capsulite adesiva, mas negativa para sintomas depressivos. Objective The present study aimed to assess the association between anxiety and depression symptoms in patients with adhesive capsulitis. Methods This was a cross-sectional study carried out in a single center from a tertiary hospital with patients presenting with secondary adhesive capsulitis. The control group did not have shoulder disease, thyroid disease, anxiety, and/or depression. The instrument used was the Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS). An analysis of covariance compared HADS scores between groups. The significance level was 5%. Results The final sample consisted of 17 patients (case group) and 27 (control group). The Shapiro-Wilk test revealed normal distribution (p > 0.05). A HADS score > 0.70 (Cronbach alpha) was reliable and presented good internal consistency. Patients with adhesive capsulitis reported “doubtful” (average/standard deviation = 8.88/4.50) “anxious symptoms” (p = 0.019) but no “depressive symptoms” (average/standard deviation = 6.41/3.69), despite p = 0.015. Conclusion There is a “doubtful” positive association between anxiety symptoms and adhesive capsulitis but a negative association with depressive symptoms.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-15T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742693
       
  • Osteomielite fúngica do quadril associado à artrite séptica: Relato de
           casoFungal Osteomyelitis of the Hip with Septic Arthritis: Case Report

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Gonçalves; João Rodolfo Radtke, Tres, Karine Emanuele, Narciso, Laura Serraglio, Corrêa, Ricardo, Perez, Rodrigo Duarte
      Abstract: Osteomielites fúngicas, principalmente associadas à artrite séptica, são incomuns no Brasil, e por isso às vezes de difícil diagnóstico e tratamento. Relatamos um caso de uma paciente jovem, sem fator de risco imunossupressor, com o desenvolvimento de uma osteomielite e evolução para artrite séptica do quadril. O diagnóstico foi realizado após a sua drenagem cirúrgica e visualização do Cryptococcus Neoformans à anatomia patológica. Foi instaurado o tratamento antifúngico, com remissão total dos sintomas. Como não há consenso em relação ao tratamento de osteomielites fúngicas, descrevemos este relato de caso para atentar ortopedistas sobre a importância do diagnóstico diferencial nas artrites de quadril e a boa evolução do tratamento clínico após a drenagem e isolamento do patógeno.Fungal osteomyelitis, especially associated with septic arthritis, is uncommon in Brazil; therefore, sometimes it is difficult to diagnose and treat it. We report the case of a young patient, with no immunosuppressive risk factor, with osteomyelitis leading to septic arthritis of the hip. The diagnosis was performed after surgical drainage and visualization of Cryptococcus neoformans at pathological anatomy. Antifungal treatment resulted in complete remission of the symptoms. Since there is no consensus on the treatment of fungal osteomyelitis, this case report aims to inform orthopedists about the importance of hip arthritis differential diagnosis and the good evolution of clinical treatment after drainage and pathogen isolation.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-15T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742604
       
  • Avaliação funcional do tratamento endoscópico do impacto isquiofemoral:
           Relatos de casoFunctional Evaluation of Endoscopic Treatment of
           Ischiofemoral Impingement: Case Reports

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Tavares; Bruno Silva, de Paula, Ricardo Mendonça, Delevedove, Lucas Ricci, Favaro, Pedro Ivo Ferreira, Nogueira, Leonardo Santa Cruz, de Oliveira, Leandro Alves
      Abstract: O impacto isquiofemoral (IIF), apesar de infrequente, deve ser pensado como uma das causas da síndrome da dor glútea profunda. A dificuldade em se estabelecer o diagnóstico de IIF e os exames clínicos imprecisos podem ser associados à pequena quantidade de relatos de caso na literatura. O tratamento inicial de IIF utiliza medidas conservadoras, sendo o tratamento cirúrgico pouco frequente. A seguir, está o relato de caso de quatro pacientes adultas com diagnóstico de IIF sem sucesso com tratamento conservador, nas quais realizou-se a ressecção endoscópica do trocanter menor com bons resultados.Ischiofemoral impingement (IFI), although infrequent, should be thought of as one of the causes of deep gluteal pain syndrome. Difficulty in establishing a diagnosis and inaccurate clinical examination can be associated with the small number of case reports in the literature. The initial IFI treatment uses conservative measures, and surgical treatment is infrequent. The following is a case report of four adult patients, all female, diagnosed with IFI, with unsuccessful conservative treatments, in whom endoscopic resection of the smaller trochanter was performed with good results.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-15T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742343
       
  • Impacto do ácido hialurônico na viabilidade das células mesenquimais
           derivadas do tecido adiposo cultivadas em membrana de colágeno tipo
           I/IIIImpact of Hyaluronic Acid on the Viability of Mesenchymal Cells
           Derived from Adipose Tissue Grown in Collagen Type I/III Membrane

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Kaleka; Camila Cohen, Debieux, Pedro, Antonioli, Eliane, Zucconi, Eder, Cohen, Moisés, Ferretti, Mário
      Abstract: Objetivo Avaliar in vitro a viabilidade das células-tronco mesenquimais derivadas do tecido adiposo (AD-CTMs) em diferentes soluções comerciais de ácido hialurônico (AH) antes e após serem semeadas em membrana de colágeno I/III. Métodos Na primeira etapa, analisou-se a interação entre AD-CTMs com sete diferentes produtos comerciais de AH, salina tamponada com fosfato (PBS, na sigla em inglês) e soro fetal bovino (SFB), realizada pela contagem das células vivas e mortas após 24, 48 e 72 horas. Foram selecionados cinco produtos com maior número de células vivas e avaliou-se a interação entre o AH com AD-CTMs e a membrana de colágeno tipo I/III pela contagem de células vivas e mortas no mesmo intervalo de tempo (24, 48 e 72 horas). Resultados Em ambas as situações analisadas (AH + AD-CTM e AH + AD-CTM + membrana), o SFB apresentou a maior porcentagem de células vivas após 24, 48 e 72 horas, resultado superior ao do AH. Conclusão A associação do AH com as AD-CTMs, com ou sem a membrana, não demonstrou superioridade na viabilidade celular quando comparado com SFB. Objective To evaluate in vitro the viability of mesenchymal stem cells derived from adipose tissue (AD-MSCs) in different commercial solutions of hyaluronic acid (HA) before and after being sowed in collagen I/III membrane. Methods In the first stage, the interaction between AD-MSCs was analyzed with seven different commercial products of HA, phosphate buffered saline (PBS), and bovine fetal serum (BFS), performed by counting living and dead cells after 24, 48 and 72 hours. Five products with a higher number of living cells were selected and the interaction between HA with AD-MSCs and type I/III collagen membrane was evaluated by counting living and dead cells in the same time interval (24, 48 and 72 hours). Results In both situations analyzed (HA + AD-MSCs and HA + AD-MSCs + membrane), BFS presented the highest percentage of living cells after 24, 48 and 72 hours, a result higher than that of HA. Conclusion The association of HA with AD-MSCs, with or without membrane, showed no superiority in cell viability when compared with BFS.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-09T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1740198
       
  • Comparação do tratamento artroscópico de ruptura do manguito rotador em
           pacientes com menos de 55 anos versus pacientes com mais de 65
           anosArthroscopic Treatment of Rotator Cuff Rupture in Patients Under 55
           years Old versus Patients Older than 65 Years Old

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Storti; Thiago Medeiros, Pontes Júnior, Antônio Carlos, Simionatto, João Eduardo, Simionatto, Carolina, Faria, Rafael Salomon Silva, Paniago, Alexandre Firmino
      Abstract: Objetivo Avaliar os pacientes submetidos a reparo artroscópico do manguito rotador (MR) comparando os resultados de força muscular, funcionais e de dor obtidos em 2 grupos distintos: de pacientes  65 anos (G65). Métodos A coleta de dados foi realizada com 63 participantes (29 pacientes  65 anos), em 2 momentos, analisando: A) características demográficas, cirúrgicas e das lesões de MR; B) variáveis funcionais, força muscular e dor. Resultados Foram observados maiores níveis de na força de elevação anterior, rotação lateral e rotação medial do ombro operado no grupo G55. Porém, quando avaliada a diferença entre estas forças do ombro operado e do ombro contralateral, não se observou diferença significativa entre os grupos. As demais variáveis de função e dor foram similares (p > 0,05). Também não houve diferença entre os grupos nos escores University of California, Los Angeles (UCLA, na sigla em inglês) (p = 0,56) e Constant (p = 0,99). Conclusão O reparo artroscópico do MR em pacientes mais velhos, ativos e selecionados pode obter melhora funcional e de qualidade de vida similar ao realizado em pacientes mais jovens. Objective To evaluate patients submitted to arthroscopic repair of the rotator cuff (RC) comparing the results of muscle, functional strength, and pain obtained in 2 distinct groups: patients  65 years old (G65). Methods Data collection was performed with 63 participants (29  65 years old), in 2 moments, analyzing: A) demographic, surgical and RC lesion characteristics; B) functional variables, muscle strength, and pain. Results Higher levels of anterior elevation force, lateral, and medial rotation of the operated shoulder were observed in group G55. However, when the difference between these forces of the operated shoulder and of the contralateral shoulder was evaluated, there was no significant difference between the groups. The other variables of function and pain were similar (p > 0.05). There was also no difference between the groups in the University of California at Los Angeles Shoulder Rating Scale (UCLA) (p = 0.56) and Constant-Murley Score (p = 0.99) scores. Conclusion Arthroscopic repair of the RC in older, active, selected patients may achieve functional improvement and quality of life similar to that performed in younger patients.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-09T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1741025
       
  • Resultados de uma técnica modificada de reconstrução assistida por
           artroscopia para instabilidade lateral do tornozeloOutcomes of a Modified
           Arthroscopic-assisted Reconstruction Technique for Lateral Ankle
           Instability

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Sánchez; Carlos A., Briceño, Ignacio, Robledo, Jaime
      Abstract: Objetivo O presente estudo avalia os resultados de uma técnica cirúrgica minimamente invasiva para o manejo da instabilidade aguda e crônica do tornozelo. Métodos O presente estudo de uma série de casos avaliou retrospectivamente 40 pacientes submetidos à reconstrução percutânea assistida por artroscopia do ligamento do tornozelo entre 2013 e 2019. Resultados O estudo incluiu 17 homens e 23 mulheres com idade média de 38,3 anos. O acompanhamento pós-intervenção utilizou a pontuação American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS, na sigla em inglês). As pontuações do tornozelo-retropé identificaram melhora > 30 pontos na função e no controle da dor. As lesões associadas mais frequentes foram as osteocondrais (35%). Nenhum paciente precisou de reintervenção ou teve infecção durante o acompanhamento. Conclusão A técnica do presente estudo é fácil e consegue resultados satisfatórios para a função e o controle da dor. Nível de Evidência IV. Objective The present study assesses the results of a minimally invasive surgical technique for acute and chronic ankle instability management. Methods The present case series study retrospectively evaluated 40 patients undergoing arthroscopic-assisted percutaneous ankle ligament reconstruction from 2013 to 2019. Results The present study included 17 males and 23 females with an average age of 38.3 years old. Postintervention follow-up using American Orthopaedic Foot and Ankle Society (AOFAS) Ankle-Hindfoot scores identified improvement of > 30 points in function and pain control. The most frequently occurring associated injuries were osteochondral (35%). No patient required reintervention or had infection during follow-up. Conclusion The technique in the present study is easy and achieves satisfactory results for function and pain control. Level of Evidence IV.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-09T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1741446
       
  • Análise comparativa do tratamento de lesões cutâneas dos membros
           inferiores com retalho sural versus retalho propeller Comparative Analysis
           of the Treatment of Skin Lesions of the Lower Limbs with Sural Flap versus
           Propeller Flap

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Tenezaca; Katherine V., Silva, Gustavo Bersani, Iamaguchi, Raquel Bernardelli, Rezende, Marcelo Rosa de, Wei, Teng Hsiang, Cho, Álvaro B.
      Abstract: Objetivo O objetivo do presente estudo foi comparar prospectivamente os retalhos sural e propeller para cobertura de partes moles da extremidade inferior. Foram avaliadas as seguintes variáveis: incidência de perda total ou parcial do retalho e morbidade da área doadora (fechamento primário versus enxerto de pele). Métodos Análise prospectiva e randomizada de dados coletados de todos os pacientes apresentando defeitos em tecidos moles da extremidade distal da perna e do retropé submetidos aos retalhos em questão. Resultados Foram avaliados 24 pacientes com idades entre 4 e 60 anos, entre 2011 e 2017. Cobertura completa foi obtida em 22 dos 24 pacientes (91,6%) e observamos falha em 2 retalhos (8,4%). O retalho sural, sendo a opção mais popular, continua a representar uma alternativa segura e versátil para defeitos cutâneos do terço distal da perna e da região do calcanhar. O retalho propeller, da mesma maneira, mostrou-se uma opção comparável para o tratamento destas lesões desafiadoras. Conclusão Os retalhos sural e propeller são boas opções para a cobertura de partes moles da extremidade inferior, demostrando baixas taxas de complicações como perda parcial ou total do retalho. Objective The objective of the present study was to prospectively compare the sural and propeller flaps for soft-tissues coverage of the lower extremity. The following variables were evaluated: incidence of complete or partial flap loss and donor area morbidity (primary closure versus skin graft). Methods Prospective and randomized analysis of data collected from all patients presenting with soft tissue defects of the lower third of the leg and heel treated with reverse sural or propeller flaps. Results Twenty-four patients aged between 4 and 60 years old were evaluated between 2011 and 2017. Complete coverage was obtained in 22 of the 24 patients (91.6%). Two flaps failed (8.4%). The sural flap, being the most popular option, continues to represent a safe and versatile alternative for skin defects of the lower third of the leg and heel region. Likewise, the propeller flap was a comparable option to treat these challenging defects. Conclusion Sural and propeller flaps are good options for soft tissues coverage of the lower extremity, with low complication rates (partial or total flap loss).
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-09T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1740199
       
  • Uma comparação entre a medição e a classificação da ruptura do
           manguito rotador no pré-operatório e no intraoperatório A Comparison
           Between Preoperative and Intraoperative Measurement and Classification of
           the Size of Rotator Cuff Tears

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Gill; Karl Peter, Bateman, Marcus, Mazuquin, Bruno, Littlewood, Chris
      Abstract: Objetivo Avaliar a concordância no tamanho de ruptura obtido por imagem pré-operatória e por medição intraoperatória, e determinar a precisão da imagem pré-operatória na classificação do tamanho da ruptura e na identificação de rupturas em cada tendão do manguito rotador. Métodos Os dados de 44 pacientes recrutados para um ensaio controlado randomizado foram revisados retrospectivamente. O tamanho e a localização do manguito rotador foram confirmados por ultrassom ou ressonância magnética préoperatórios, e avaliados durante a cirurgia. Um teste t e o gráfico de Bland e Altman foram usados para determinar a concordância entre as medições pré-operatória e intraoperatória. Sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo (VPP) e valor preditivo negativo (VPN) foram calculados para o tamanho do rompimento e o envolvimento do tendão do manguito rotador. Resultados Houve boa concordância para medidas de tamanho da ruptura (91%) e classificação (89%) pré-operatória e durante a cirurgia. Ao classificar o tamanho da ruptura, a sensibilidade e o VPP foram elevados para rupturas de tamanho médio (100%), e menor para rupturas grandes (75%), o que indica que todas as rupturas de tamanho médio, mas nem todas as grandes, foram identificadas pré-operatoriamente. Para a identificação de rupturas, a sensibilidade pré-operatória e o VPP foram maiores para o supraespinal (84%), com sensibilidade e VPP progressivamente menores para o infraespinal (57%), o subescapular (17%), e o redondo menor (0%). Conclusões Por meio da imagem pré-operatória, pode-se medir ou classificar com precisão o tamanho da ruptura. Quando há discordância, não está claro se o tamanho da ruptura é subestimado no exame ou superestimado durante a cirurgia. A alta sensibilidade demonstra que uma ruptura do supraespinal é geralmente detectada por escaneamento. As sensibilidades mais baixas para o infraespinal e o subescapular indicam que a identificação de rupturas nestes tendões é menos precisa. Purpose To evaluate the agreement in tear size obtained through preoperative imaging and intraoperative measurement, and to determine the accuracy of preoperative imaging in the classification of tear size and identification of tears in each rotator cuff tendon. Methods Data from 44 patients recruited to a randomized controlled trial were reviewed retrospectively. Size and location of the rotator cuff tears were confirmed by either ultrasound or magnetic resonance imaging scans preoperatively and evaluated during surgery. A t-test and Bland and Altman plot were used to determine the agreement between the preoperative and intraoperative measurements. Sensitivity, specificity, positive predictive value (PPV) and negative predictive value (NPV) were calculated for tear size and involvement of the rotator cuff tendon. Results There was good agreement in terms of the measurements (91%) and classification (89%) of the tear size preoperatively and during surgery. When classifying tear size, the sensitivity and PPV were high for medium-sized tears (100%) and lower for large tears (75%), reflecting that all medium-sized tears but not all large tears were identified preoperatively. For the preoperative identification of the tears, the sensitivity and PPV were highest for the supraspinatus (84%), with progressively lower sensitivities and PPV for the infraspinatus (57%), subscapularis (17%) and teres minor (0%). Conclusions Through preoperative imaging, the measurement or classification of the tear size can be accurately performed. Where there is disagreement, it is unclear whether the tear size is either underestimated on the scan or overestimated during surgery. The high sensitivity demonstrates that a supraspinatus tear is usually detected by scan. The lower sensitivities for the infraspinatus and subscapularis indicate that the identification of tears in these tendons is less accurate.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-09T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1741445
       
  • Tratamento da lesão muscular com células-tronco – Estudo experimental
           em coelhosTreatment of Muscle Injury with Stem Cells – Experimental
           Study in Rabbits

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Santos; Alex de Lima, Silva, Camila Gonzaga da, Barreto, Leticia Siqueira de Sá, Tamaoki, Marcel Jun Sugawara, Pereira, Bruno Fiorelini, Almeida, Fernando Gonçalves de, Faloppa, Flavio
      Abstract: Objetivo Avaliação histológica e macroscópica do processo de cicatrização das lesões agudas do músculo reto femoral, com utilização de células-tronco derivadas de tecido adiposo (ADSCs, na sigla em inglês). Método Foi realizado um estudo experimental com 18 patas traseiras de coelhos Nova Zelândia, que foram divididos em três nos grupos de estudo de acordo com a intervenção a ser realizada. No grupo I não foi realizado procedimento cirúrgico; no grupo II - SHAN foi realizado a lesão experimental sem nenhum protocolo de intervenção adicional; e no grupo III - Intervenção foi realizado a adição de ADSCs na mesma topografia onde foi realizada a lesão experimental. Após o período proposto, 2 semanas, o material foi coletado, submetido a avaliação macroscópica e histológica. Resultados A análise quantitativa demonstrou que a adição de ADSCs está relacionada com a diminuição de células inflamatórias na avaliação com 2 semanas (164,2 células no grupo II - SHAN para 89,62 células no grupo III – ADSC). A análise qualitativa das lâminas coradas com Picrosírius red demonstrou um aumento das fibras de cor laranja/amarela no grupo III – ADSC, o que evidencia um processo final de cicatrização. A avaliação macroscópica não encontrou diferença entre os grupos. Conclusão A utilização de ADSCs no tratamento de lesão muscular aguda apresentou vantagens histológicas quando comparada a sua não utilização. Objective Histological and macroscopic evaluation of the healing process of acute lesions of the femoral rectus muscle using stem cells derived from adipose tissue-derived stem cells (ADSCs). Method An experimental study was conducted with 18 hind legs of New Zealand rabbits, which were divided into three study groups according to the intervention to be performed. In group I, no surgical procedure was performed; in group II—SHAN, the experimental lesion was performed without any additional intervention protocol; in group III—Intervention, the addition of ADSCs was performed in the same topography of the experimental lesion. After the proposed period, 2 weeks, the material was collected and submitted to macroscopic and histological evaluation. Results The quantitative analysis showed that the addition of ADSCs is related to the reduction of inflammatory cells in the 2-week evaluation (164.2 cells in group II - SHAN to 89.62 cells in group III - ADSC). The qualitative analysis of the slides with Picrosirius red, noticed an increase in orange/yellow fibers in group III - ADSC, which evidences a final healing process. The macroscopic evaluation found no difference between the groups. Conclusion The use of ADSCs in the treatment of acute muscle injury presented histological advantages when compared to their non-use.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-07T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1741447
       
  • Contradições diagnósticas na síndrome do túnel do carpo Diagnostic
           Contradictions in Carpal Tunnel Syndrome

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Paiva Filho; Henver Ribeiro, Costa, Antonio Carlos, Paiva, Valdênia Graças Nascimento, Severino, Nilson Roberto
      Abstract: Objetivo Diante da divergência sobre a necessidade de exames complementares, como ultrassonografia (US) e eletroneuromiografia (ENMG) para o diagnóstico da síndrome do túnel do carpo (STC), objetivamos elucidar qual deles apresenta maior precisão na confirmação da presença ou não desta afecção. Métodos Um total de 175 pacientes de um ambulatório de cirurgia da mão foram avaliados clinicamente, e os resultados dos testes clínicos (Tinel, Phalen e Durkan), da US (normal ou alterada) e da ENMG (normal, leve, moderada e grave) foram anotados, cruzados, e submetidos a análise estatística para verificar a concordância entre eles. Resultados A idade média da amostra era de 53 anos, sendo prevalente o sexo feminino (159 casos). Dos pacientes com teste clínico positivo, 43,7% apresentavam US normal, e 41,7%, ENMG sem alterações. Foram encontrados resultados negativos no Tinel em 46,9% no Phalen em 47,4%, e no Durkan em 39,7%. No cruzamento entre a ENMG e os demais métodos diagnósticos, houve pouca concordância estatística. Conclusão Não houve concordância entre os resultados dos exames clínicos, da US e da ENMG no diagnóstico da STC, e não há exame clínico ou complementar para STC que determine a conduta terapêutica com precisão. Nível de Evidência IV, Série de Casos. Objective Given the divergence of opinions on the need for complementary tests such as ultrasonography (US) and electroneuromyography (ENMG) for the diagnosis of carpal tunnel syndrome (CTS), we aimed to elucidate which of them presents greater accuracy for the confirmation of the presence or not of this condition. Methods A total of 175 patients from a hand surgery outpatient clinic were clinically evaluated, and the results of clinical trials (Tinel, Phalen and Durkan), US (normal or altered), and ENMG (normal, mild, moderate and severe) were noted, crossed, and submitted to a statistical analysis to verify the agreement between them. Results with the sample had a mean age of 53 years, with a prevalence of female patients (159 cases). Of the patients with positive clinical test, 43.7% had normal US and 41.7% had no alterations on the ENMG. Negative results were found on the Tinel in 46.9%, on the Phalen in 47.4%, and on the Durkan in 39.7%. In the crossing between the results of the ENMG and those of the other diagnostic methods, there was little statistical agreement between them. Conclusion There was no agreement between the results of the clinical examinations, the US and the ENMG in the diagnosis of CTS, and there is no clinical or complementary examination for CTS that accurately determines the therapeutic approach. Level of Evidence IV, Case Series.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-02-04T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0042-1742337
       
  • Existe alguma diferença entre um marcador esférico e uma moeda simples
           para planejamento digital de substituição de quadril' Is There Any
           Difference Between a Spherical Marker and a Simple Coin for Hip
           Replacement Digital Planning'

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Polesello; Giancarlo Cavalli, Salerno, Thiago Tronco, Queiroz, Marcelo Cavalheiro de, Ricioli Junior, Walter, Rabelo, Nayra Deise Anjos, Honda, Emerson Kyioshi
      Abstract: Objetivo Avaliar a precisão e as diferenças entre 2 tipos de marcadores metálicos, esfera e moeda, para calibração radiográfica no planejamento pré-operatório da artroplastia de quadril. Métodos Quatro marcadores metálicos esféricos e quatro moedas, ambas de 25 mm de diâmetro, foram colocadas em trocânter maior, sínfise púbica, entre as coxas e a mesa do exame, para exame radiográfico do quadril em 33 pacientes com prótese de quadril. A cabeça da prótese foi utilizada para calibração e dois examinadores mediram os diâmetros da imagem dos marcadores, e os resultados foram analisados estatisticamente. Resultados No trocânter maior, a esfera e a moeda não foram visualizadas em 19 radiografias (57,6%). Entre as coxas, o marcador de moeda não foi visualizado em 13 radiografias (39,4%). No trocânter maior, a precisão de 25 mm da moeda e da esfera foi, respectivamente, entre 57,1 e 63,3% e entre 64,3 e 92,9%. A moeda entre as coxas atingiu 25 mm de precisão entre 50 e 60%. Sobre a mesa de exame, os marcadores de moeda e esfera atingiram, respectivamente, diâmetros médios de 22,91 mm e 23 mm, o menor coeficiente de variação, o menor intervalo de confiança e o posicionamento mais fácil. Houve diferença estatística entre as avaliações dos marcadores (moeda vs. esfera) em todas as posições (p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-01-24T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1724079
       
  • Medidas de desfechos clínicos na meniscectomia artroscópica:
           Pontuações de joelho segundo médicos e pacientesClinical Outcome
           Measures in Arthroscopic Meniscectomy: Clinician versus Patient Completed
           Knee Scores

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Al-Dadah; Oday, Shepstone, Lee, Donell, Simon T.
      Abstract: Objetivo O objetivo do presente estudo foi investigar a diferença entre instrumentos de desfechos preenchidos por médicos e pacientes na detecção de melhora após a meniscectomia artroscópica para tratamento de rupturas de menisco. Métodos Trinta e quatro pacientes com rupturas de menisco foram avaliados de forma prospectiva usando 9 medidas de desfechos clínicos. Os cinco instrumentos de avaliação de joelho respondidos por médicos foram o Escore de Atividade de Tegner, o Escore de Joelho de Lysholm, o Escore de Joelho de Cincinnati, o Escore de Exame do Joelho do International Knee Documentation Committee (IKDC, na sigla em inglês) e o Escore de Classificação do Menisco de Tapper e Hoover. Os quatro instrumentos de avaliação do joelho respondidos por pacientes foram o Escore Subjetivo do Joelho do IKDC, a Pesquisa de Desfecho de Joelho – Escala de Atividades de Vida Diária (KOS-ADLS, na sigla em inglês), o Formulário Curto de Pesquisa em Saúde de 12 Itens (SF-12, na sigla em inglês) e o Escore de Desfecho de Osteoartrite e Lesões no Joelho (KOOS, na sigla em inglês). Vinte e nove dos 34 pacientes foram submetidos a uma meniscectomia artroscópica e reavaliados com todos os 9 instrumentos na sua consulta de acompanhamento. Resultados Uma melhora longitudinal significativa foi observada em 4 dos 5 instrumentos respondidos por médicos (Tegner [p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-01-21T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1740470
       
  • Correlação entre intensidade da dor e incapacidade com as lesões
           intra-articulares em pacientes com síndrome do impacto
           femoroacetabularCorrelation between Intensity of Pain and Disability Due
           to Intra-articular Lesions in Patients with Femoroacetabular Impingement
           Syndrome

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Polesello; Giancarlo Cavalli, Rabelo, Nayra Deise Anjos, Garcia, João Tomás Fernandes Castilho, Ricioli Junior, Walter, Rudelli, Marco, Queiroz, Marcelo Cavalheiro de
      Abstract: Objetivo Correlacionar alterações radiográficas e lesões de estruturas intra-articulares do acetábulo com a intensidade da dor e a incapacidade de pacientes com diagnóstico de síndrome do impacto femoroacetabular. Métodos Realiou-se uma análise retrospectiva de dados pré-operatórios de 182 pacientes (190 quadris). Foram avaliadas variáveis clínicas como idade, sexo e prática de atividade física, e variáveis radiográficas, como ângulo de Wiberg e o ângulo alfa. Por meio do vídeo intraoperatório, foi avaliada a extensão das lesões condrais e labiais considerando-se o método clock-face, o grau de comprometimento articular pela classificação de Outerbridge, e a presença de lesão em onda. As variáveis foram analisadas por meio de regressão linear, tendo como variáveis dependentes a intensidade da dor, avaliada pela Escala Visual Analógica (EVA), e a incapacidade funcional, mensurada pelo Harris Hip Score modificado (HHSm). Resultados A média de idade dos pacientes foi de 38,5 ±  9,6 anos, a da intensidade da dor, 7,8 ±  1,6, e a do HHSm, 56,3 ±  12,7. No total, 61% da amostra apresentava Outerbridge III ou IV, e 12,6% apresentava lesão em onda. Observou-se correlação do sexo masculino (r = 0,497) com menor intensidade da dor, e correlação da idade (r = −0,27), do sexo masculino (r = 8,419) e da realização de atividade física com maior escore funcional no HHSm (r = 4,729). Conclusão Não houve correlação dos parâmetros radiográficos e artroscópicos deste estudo com a intensidade da dor e a incapacidade dos pacientes. O sexo masculino está relacionado com menor intensidade da dor, e maior capacidade funcional está relacionada com o sexo masculino, menor idade, e a prática de atividade física. Nível de Evidência IV. Objective To correlate radiographic alterations and lesions in intra-articular structures of the acetabulum with the intensity of pain and disability of patients diagnosed with femoroacetabular impingement syndrome. Methods A retrospective analysis of the preoperative data of 182 patients (190 hips) was performed. Clinical variables such as age, gender, the practice of physical activity, and radiographic variables, such as the Wiberg and alpha angles, were evaluated. Through an intraoperative video, the extent of the chondral and labial lesions was evaluated considering the clock-face method, the degree of joint involvement by the Outerbridge classification, and the presence of wave lesions. The variables were analyzed by linear regression, with the intensity of the pain assessed by the Visual Analog Scale (VAS), and functional disability measured by the Modified Harris Hip Score (mHHS). Results The mean age of the patients was of 38.5 ±  9.6 years, the mean intensity of the pain was of 7.8 ± 1.6, and the mean mHHS score was of 56.3 ±  12.7. In total, 61% of the sample were classified as Outerbridge III or IV, and 12.6% had wave lesions. There was a correlation between the male gender (r = 0.497) and lower intensity of the pain, and a correlation of age (r = -0.27), the male gender (r = 8.419) and physical activity with higher functional scores on the mHHS (r = 4.729). Conclusion There was no correlation of the radiographic and arthroscopic parameters of the present study and the intensity of pain and the disability of the patients. The male gender is related to lower intensity of pain, and higher functional ability is related to the male gender, lower age, and the practice of physical activity. Level of Evidence IV.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-01-21T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1729573
       
  • Prevalência de dor neuropática em pacientes com fratura da extremidade
           distal do rádio tratada com placa volar bloqueadaPrevalence of
           Neuropathic Pain in Patients with Fracture of the Distal Extremity of the
           Radius Treated with Volar Locking Plate

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Silva; Helbert Luiz Nomura da, Tanaka, Giuliana Olivi, Pinheiro, Thiago Barros, Abdouni, Yussef Ali
      Abstract: Objetivo Avaliar a prevalência de dor persistente no pós-operatório de fratura da extremidade distal do rádio, assim como detectar precocemente sinais de dor neuropática com o intuito de desenvolver protocolos de prevenção da dor crônica pós-operatória. Métodos Estudo prospectivo, realizado com 56 pacientes submetidos a redução aberta e fixação interna de fratura da extremidade distal do rádio com placa volar bloqueada no período de março a setembro de 2020. Os pacientes foram submetidos a avaliação de dor neuropática e capacidade funcional através dos questionários Douleur Neuropathique 4 questionnaire (DN4) e Quick Disabilities of the Arm, Shoulder, and Hand (Quick-DASH, na sigla em inglês). As variáveis qualitativas foram comparadas pelo teste de Mann-Whitney e sua correlação foi analisada pelos testes de correlação de Spearman e de Igualdade de Duas Proporções. Resultados Foram incluídos no presente estudo 43 pacientes, com idades entre 18 e 66 anos; 39,5% dos participantes apresentaram pontuação ≥ 4 no questionário Douleur neuropathique 4 questionnaire (DN4). Em relação ao Quick-DASH, a média foi de 38,6. Não houve diferença estatística significante entre o sexo do paciente e o valor do DN4 (p = 0,921). Também não foi encontrada correlação estatística entre as variáveis quantitativas DN4 e Quick-DASH (p = 0,061). Conclusões A prevalência de dor neuropática nos pacientes pós-operatórios analisados foi significativa e a presença de sinais e sintomas de dor neuropática foi fator preditivo positivo para a persistência da dor além de 2 meses em 100% dos casos. Assim, com diagnóstico precoce do componente neuropático de dor, associado ao componente nociceptivo, é possível obter o controle adequado da dor, impedindo sua cronificação e garantindo uma melhor reabilitação. Objective To evaluate the prevalence of persistent pain in the postoperative period of fractures of the distal extremity of the radius, as well as to detect early signs of neuropathic pain to develop protocols for the prevention of chronic postoperative pain. Methods Prospective study, carried out with 56 patients who underwent open reduction and internal fixation of fractures of the distal extremity of the radius with a volar locking plate from March to September 2020. The patients were submitted to assessment of neuropathic pain and functional capacity through the Douleur Neuropathique 4 questionnaire (DN4) and Quick Disabilities of the Arm, Shoulder, and Hand (Quick-DASH) questionnaires. Qualitative variables were compared using the Mann-Whitney U test and their correlation was analyzed using the Spearman Correlation and Equality of Two Proportions tests. Results A total of 43 patients aged between 18 and 66 years old were included in the present study; 39.5% of the participants scored ≥ 4 on the DN4 questionnaire. In relation to Quick-DASH, the average was 38.6. There was no statistically significant difference between the gender of the patient and the DN4 value (p = 0.921). There was also no statistical correlation between the quantitative variables DN4 and Quick-DASH (p = 0.061). Conclusions The prevalence of neuropathic pain in analyzed postoperative patients was significant, and the presence of signs and symptoms of neuropathic pain was a positive predictive factor for pain persistence beyond 2 months in 100% of cases. Thus, with early diagnosis of the neuropathic component of pain, associated with the nociceptive component, adequate pain control can be achieved, preventing its chronicity, and ensuring better rehabilitation.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-01-21T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1736526
       
  • Artroplastia reversa de ombro: Avaliação dos resultados clínicos e
           funcionais de acordo com a etiologiaReverse Shoulder Arthroplasty:
           Evaluation of the Clinical and Functional Outcomes per Etiology

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Storti; Thiago Medeiros, Ribeiro, Thiago da Silva, Faria, Rafael Salomon Silva, Simionatto, João Eduardo, Simionatto, Carolina, Paniago, Alexandre Firmino
      Abstract: Objetivo Avaliar os resultados clínicos da artroplastia reversa do ombro no tratamento de suas diversas indicações. Métodos Estudo longitudinal retrospectivo que analisou os resultados dos escores Constant, UCLA e amplitudes de movimentos dos pacientes submetidos à artroplastia reversa do ombro. Resultados Foram analisados 28 pacientes, a média de idade foi de 75.6 anos, com seguimento médio de 45 meses. No geral, obtivemos uma variação significativa (p 
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-01-20T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1731674
       
  • Doença de Van Neck-Odelberg — Entidade rara ou subdiagnosticada'Van
           Neck-Odelberg Disease — A Rare or Underdiagnosed Condition'

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Moreira; Mafalda, Alba, Diana, Nogueira, Hélder, Teixeira, Sandra
      Abstract: A doença de Van Neck-Odelberg (VNO) é uma osteocondrose rara, que acomete a sincondrose isquiopúbica (SIP). Esta entidade deve ser incluída no diagnóstico diferencial de crianças com claudicação na marcha, dor inguinal e limitação funcional do quadril. Imagiologicamente é caracterizada por hipertrofia assimétrica da SIP. Apresentamos o caso clínico de uma criança de 4 anos, previamente saudável, atendida no serviço de emergência devido a dor inguinal no lado esquerdo e claudicação na marcha com início no mesmo dia. Não havia história prévia de trauma ou alteração dos parâmetros inflamatórios. Foi realizada uma radiografia da bacia e ressonância magnética nuclear (RMN) que evidenciou imagem radiopaca de contornos bem definidos no ramo isquiopúbico esquerdo e edema na SIP. Com diagnóstico provável de doença de VNO, o paciente foi medicado sintomaticamente, com resolução completa ao fim de 10 dias. A claudicação na marcha é um motivo frequente de avaliação médica na população pediátrica. Até os 5 anos de idade, as causas mais comuns são sinovite transitória do quadril, artrite séptica e Doença de Legg-Calvé-Perthes. Na ausência de história de trauma ou clínica sugestiva de infeção deverá ser equacionada a hipótese de doença de VNO. Para o seu diagnóstico, é fundamental a realização de radiografia da bacia, cujo achado mais comum é uma opacificação fusiforme unilateral, no nível do ísquion, podendo ser necessária a realização de RMN. O tratamento recomendado é conservador, com recuperação sintomática em 2 semanas. O conhecimento e o diagnóstico desta entidade permitem uma abordagem direcionada e sem a carga emocional para o paciente e seus familiares que outras patologias poderiam transmitir.Van Neck-Odelberg (VNO) disease is a rare osteochondrosis affecting the ischiopubic synchondrosis (IPS). This condition should be included in the differential diagnosis of children with lameness, inguinal pain, and functional limitation of the hip. In imaging tests, it is characterized by asymmetric IPS hypertrophy. We present the clinical case of a 4-year-old child, previously healthy, who visited the emergency department for left inguinal pain and lameness starting on the same day. There was no previous history of trauma or changes in inflammatory parameters. The patient underwent a pelvic radiography and magnetic resonance imaging (MRI), which revealed a radiopaque image with well-defined contours in the left ischiopubic branch, and IPS swelling. With a presumed diagnosis of VNO disease, the patient was medicated symptomatically, with complete recovery in 10 days. Lameness is a frequent reason for medical evaluation in the pediatric population. In subjects up to 5 years old, the most common causes of lameness include transient hip synovitis, septic arthritis, and Legg-Calvé-Perthes disease. In the absence of a history of trauma or infection-related clinical findings, VNO disease should be considered as a hypothesis. Its diagnosis requires a pelvic radiography, usually showing a unilateral fusiform opacification at the ischial level; an MRI may be necessary. The recommended treatment is conservative, with symptomatic recovery in 2 weeks. The knowledge and diagnosis of VNO disease allow a targeted approach, without the emotional burden for the patient and his/her family that may be associated to other conditions.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-01-20T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1739402
       
  • Colonização pré-operatória por Staphylococcus aureus e as bactérias
           não suscetíveis à cefalosporina, em pacientes com fratura proximal do
           fêmur Pre-operative Colonization by Staphylococcus aureus and
           Cephalosporin Non-susceptible Bacteria in Patients with Proximal Femoral
           Fractures

    • Free pre-print version: Loading...

      Authors: Bastos; Leonardo R., Almeida, Mila M., Marques, Elizabeth A., Leão, Robson Souza
      Abstract: Objetivo Estimar a frequência da colonização por Staphylococcus aureus e as bactérias não suscetíveis à cefalosporina, em pacientes com fratura proximal do fêmur durante a internação pré-operatória. Métodos Avaliação da prevalência e incidência em 63 pacientes hospitalizados ao longo de um ano. O tempo médio de internação pré-tratamento foi de 12 dias. As amostras foram coletadas das narinas, pele da virilha e mucosa anal, durante a internação prévia ao tratamento e testadas pela técnica de disco-difusão. Resultados A incidência da colonização hospitalar e a prevalência de resultados positivos foram de 14,3% e 44,4% para Staphylococcus aureus; 3,2% e 6,4% para S. aureus resistente à meticilina; 28,6% e 85,7% para Staphylococcus coagulase-negativo resistente à meticilina; 28,6% e 61,9% para Enterobacteriaceae não suscetível à cefazolina (KFNSE); e 20,6% e 28,6% para Enterobacteriaceae não suscetível à cefuroxima (CXNSE). Além da duração do período de internação pré-tratamento, os pacientes não deambularam previamente à ocorrência da fratura e nem fizeram uso de antimicrobiano. Além disso, a duração do período de internação pré-tratamento cirúrgico, ser não-deambulador antes da fratura, uso de antimicrobianos, risco cirúrgico IV pela American Society of Anesthesiologists (ASA) e internação anterior, estiveram relacionados a um aumento na incidência de aquisição hospitalar e prevalência de colonização pelas cepas avaliadas. A prevalência de colonização pela KFNSE foi três vezes maior do que pela CXNSE na admissão e duas vezes maior no momento do tratamento da fratura. Conclusão Observou-se uma alta incidência da colonização hospitalar e prevalência da colonização por todas as cepas estudadas, o que pode orientar a indicação de medidas profiláticas contra a infecção. Objective To estimate the frequency of Staphylococcus aureus and cephalosporin nonsusceptible bacteria colonization in patients with proximal femoral fracture during preoperative hospitalization. Methods Prevalence and incidence assessment in 63 hospitalized patients over 1 year. The median time of pretreatment hospitalization was 12 days. Samples were collected from the nostrils, groin skin and anal mucosa during the pretreatment hospitalization and were tested by the disc-diffusion technique. Results The hospital colonization incidence and the prevalence of positive results were 14.3 and 44.4% for S. aureus; 3.2 and 6.4% for meticillin-resistant S. aureus; 28.6 and 85.7% for meticillin-resistant coagulase-negative Staphylococcus; 28.6 and 61.9% for cefazolin nonsusceptible Enterobacteriaceae (KFNSE); and 20.6 and 28.6% for cefuroxime nonsusceptible Enterobacteriaceae (CXNSE). In addition, factors such as to the duration of the pretreatment hospitalization period, being non-walker before fracture, antimicrobial use, American Society of Anesthesiologists (ASA) 4 surgical risk, and previous hospitalization, were related to an increase in the incidence of hospital acquisition and prevalence of colonization by the evaluated strains. The prevalence of colonization by KFNSE was three times higher than by CXNSE on admission, and twice as high at the time of fracture treatment. Conclusion There was a high incidence of hospital colonization and prevalence of colonization by all strains studied, which may guide the indication of prophylactic measures for infection.
      Citation: Rev Bras Ortop (Sao Paulo) ; : -
      PubDate: 2022-01-05T00:00:00+0100
      DOI: 10.1055/s-0041-1735546
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.238.204.167
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-