A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> ARCHAEOLOGY (Total: 300 journals)
We no longer collect new content from this publisher because the publisher has forbidden systematic access to its RSS feeds.
Similar Journals
Journal Cover
Conimbriga
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0084-9189 - ISSN (Online) 1647-8657
Published by Universidade de Coimbra Homepage  [10 journals]
  • Alain Tranoy (1939-2023)

    • Authors: Armando Redentor
      Pages: 5 - 6
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_1
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • José Luís Madeira

    • Authors: Jorge de Alarcão, José d’Encarnação
      Pages: 7 - 17
      Abstract: José Luís Antunes Madeira, que serviu o Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras de Coimbra durante 30 anos e se aposentou em fevereiro último, merece uma homenagem nas páginas desta revista que ao longo de três décadas lhe ficou devendo o arranjo gráfico e muitos dos desenhos com que vários dos seus números foram ilustrados. A ele também se fica devendo, e desde o primeiro número, a montagem do Ficheiro Epigráfico.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_2
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • Sobre os Callaeci e o seu epónimo: algumas considerações

    • Authors: António Manuel S. P. Silva
      Pages: 19 - 48
      Abstract: Tomando como ponto de partida o trabalho publicado no anterior número de Conimbriga (Fernández Calo, “Os Callaeci e a questão eponímica”), discutem-se diversos aspetos historiográficos, com base, essencialmente, nas fontes literárias clássicas e na epigrafia latina, acerca da localização, tanto do núcleo urbano de Cale, mencionado pela primeira vez no “Itinerário de Antonino”, como do populus/ciuitas dos Callaeci, que a tradição literária identifica como a primeira comunidade indígena situada a norte do rio Douro que afrontou o cônsul romano Decimus Iunius Brutus quando este fez uma incursão militar ao noroeste da península em 138-137 a.C. O triunfo da missão fez com que Brutus adotasse o cognome honorífico Calaicus, celebrado em vários monumentos de Roma. Conclui-se que, não obstante o estudo de Fernández Calo ter o propósito de renovar a discussão sobre um tema fundamental da história antiga do Noroeste, a falta de novas fontes, designadamente epigráficas, não permite que se alcancem ganhos significativos na interpretação dos dados disponíveis.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_3
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • New evidence of roman governors and officers on glandes inscriptae from
           Republican Hispania

    • Authors: Peter Rothenhoefer, Javier Moralejo Ordax
      Pages: 49 - 70
      Abstract: Four glandes inscriptae from the Iberian Peninsula are presented in this paper. For two of them a connection to the Republican governors C. Flaminius and L. Mummius is proposed, and therefore a date in the 2nd century BC. A third slingshot bullet was most likely cast at the beginning of the governorship of the proconsul C. Valerius Flaccus, c. 92/91 BC. On the fourth specimen two names are inscribed, Afranius and Messalla, presumably two military leaders; it is carefully suggested that they could have been active during the Sertorian War. The communis opinio regarding the use of glandes inscriptae on the Iberian Peninsula must be modified: rather than being a phenomenon of the 1st century BC, peculiar to the Sertorian War (82‑72 BC) and the confrontation between Caesar and the Pompeian faction (48‑45 BC), they can now be traced back as far as the early 2nd century BC.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_4
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • O contributo de métodos não invasivos na deteção do perímetro das
           cidades romanas provinciais: o caso do municipium de Balsa (Tavira,
           Portugal)

    • Authors: Isabel Rondán, João Pedro Bernardes, Lázaro Lagóstena Barrios , Celso Candeias
      Pages: 71 - 99
      Abstract: Um dos problemas que se coloca na investigação das cidades romanas provinciais é a determinação do seu perímetro a partir do registo de superfície. Com efeito, nem sempre é fácil a partir de dados de prospeção distinguir o pomerium da cidade, das construções que se edificaram na sua envolvente como acontece com o municipium flávio de Balsa. A cidade romana de Balsa, situada no sul da Lusitânia, tem frequentemente sido referida como uma importante e extensa cidade, cujos vestígios foram em grande parte destruídos por trabalhos agrícolas. No entanto, apesar de tentativas de reconstituição desta cidade portuária, as escavações realizadas
      foram muito limitadas e pontuais e nunca houve no terreno uma investigação sistemática. Com o projeto, Balsa, Searching the origins of Algarve, procurou‑se, através de intensas prospeções geofísicas não invasivas e sondagens pontuais, esclarecer a dimensão da malha urbana e grau de preservação da antiga urbs, de que se conhece um extenso e rico espólio oriundo das suas necrópoles e uma interessante epigrafia honorífica e funerária. Os
      resultados obtidos têm permitido verificar que se trata de uma cidade muito mais pequena do que se pensava, mas com um importante conjunto de villae em seu torno que foi frequentemente confundido com a extensão da sua malha urbana.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_5
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • A produção secundária de vidro romano em Conímbriga:
           novos dados

    • Authors: Mário da Cruz, Bernard Gratuze
      Pages: 101 - 121
      Abstract: A questão da produção local de vidro romano em Conímbriga foi pela primeira vez levantada por Jorge de Alarcão em 1964. Em 2009, ao tratarmos da produção de vidro no noroeste peninsular, dedicamos‑lhe uma pequena nota de revisão onde se defendia que a produção de vidro em Conímbriga, sendo plausível, não havia sido comprovada de forma irrefutável. Já em 2013, a propósito da elaboração de um levantamento dos sítios de produção de vidro da Hispânia, tivemos a possibilidade de verificar pessoalmente os indícios de produção mencionados bem como proceder à análise química de uma pequena amostragem. São esses resultados arqueométricos que agora apresentamos e que permitem confirmar de forma inequívoca a existência de uma produção secundaria de vidro em Conímbriga durante o séc. III d.C., pelo menos.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_6
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • O depósito monetário tardo‑romano da Sepultura 6 da Casa dos
           esqueletos (Conimbriga, Portugal)

    • Authors: José Ruivo
      Pages: 123 - 144
      Abstract: Apresenta‑se um pequeno depósito monetário que acompanhava um enterramento descoberto em 1964 na Casa dos esqueletos (Conimbriga), composto por 58 moedas de bronze, maioritariamente da segunda metade do séc. IV d.C. É apresentado o conjunto e são tecidas diversas considerações a propósito do simbolismo da presença da moeda em contextos funerários tardo‑romanos.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_7
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • Nota sobre a produção de cerâmica no período
           tardo‑antigo em Conimbriga

    • Authors: Virgílio Hipólito Correia
      Pages: 145 - 162
      Abstract: Apresenta‑se um conjunto de dados, provenientes de recentes trabalhos e de pesquisa em arquivos de anteriores escavações, relativos à presença de uma oficina tardo‑antiga de produção cerâmica em Conimbriga. O forno, principal elemento reconhecido dessa oficina (escavado em 1966) é caracterizado como um forno de câmara simples de ventilação descendente e comparado com outras instalações artesanais contemporâneas. A produção desse forno é caracterizada dentro dos conjuntos de grés conhecidos. A oficina é datada numa flecha compreendida entre a segunda metade do séc. V e o séc. VII d.C.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_8
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • A pizarra visigótica de Moradios (Malhada Sorda, Almeida) e o seu
           contributo para a discussão sobre a relevância deste sítio
           arqueológico na Alta Idade Média

    • Authors: André Lopes Pereira, Marcos Osório
      Pages: 163 - 194
      Abstract: Apresentamos a descoberta em território português de um fragmento de uma pizarra de texto, que aumenta o número de achados conhecidos e permite retirar diversas conclusões sobre a dispersão deste tipo de epígrafes, bem como refletir sobre a importância da estação arqueológica de Moradios, na época suevo‑visigótica. O conjunto de ruínas conhecidas e revistas neste texto permitem, agora, supor que este assentamento romano teve continuidade em época tardo romana e terá desempenhado provavelmente um papel de importância territorial no período suevo‑visigótico, algo que anteriormente se desconhecia. Tendo em conta a considerável extensão urbana e a natureza dos vestígios e materiais recolhidos, o local reúne condições para sede da paróquia de Coleia referida no Parochiale Suevorum, visto que é um dos maiores sítios com atestada ocupação dos séculos VI a VIII em toda a região do Alto Côa.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_9
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • Notas para o conhecimento da cerâmica medieval no Alto Paiva. O
           contributo do sítio de Carvalhais (Vila Nova de Paiva, Viseu)

    • Authors: Marina Afonso Vieira, Susana Temudo
      Pages: 195 - 239
      Abstract: Apresenta‑se o estudo do espólio cerâmico proveniente de uma escavação de minimização de impacte, realizada em 2015/2016, no sítio arqueológico de Carvalhais. Apesar de as estruturas exumadas não terem dado informação relevante, a pequena coleção cerâmica reúne condições para fornecer dados a ter em conta na caracterização da cultura material da alta Idade Média. Do breve estudo cerâmico efetuado releva‑se que existe alguma homogeneidade no conjunto, na sua maioria as suas pastas são pouco depuradas, contêm grande número de elementos não plásticos e poderão corresponder a pastas graníticas locais. Através dos vasos estudados percebe‑se que o repertório formal é reduzido, predominando os potes/panelas, alguidares e jarros. Partindo das características formais, tecnológicas e estilísticas das cerâmicas, sem esquecer a análise macroscópica das pastas e superfícies, procurou‑se contrastar a coleção com contextos alto medievos bem conhecidos e com datações absolutas.
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_10
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • [Recensão a] Sarrazola, Alexandre (2021) – O Lugar de Sarrazola,
           Arqueologia de Salvaguarda e Crónicas de Contracultura, Oeiras: Mazu
           Press, 124 pp., (Colecção Ensaios, nº 4), ISBN 978-989-53351-1-4

    • Authors: José d'Encarnação
      Pages: 241 - 243
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_11
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • [Recensão a] Schmidt, Manfred G. (2021) – Via Augusta Baeticae – La
           Vía Augusta de la Bética y sus inscripciones, Zaragoza: Libros Pórtico,
           144 pp. ilustradas, ISBN 978-84-7956-212-0

    • Authors: José d'Encarnação
      Pages: 245 - 247
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_12
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • [Recensão a] Andreu Pintado, Javier; Redentor, Armando e Alguacil
           Villanúa, Elena, eds. (2022) – Valete Vos Viatores. Traveling Through
           Latin Inscriptions Across the Roman Empire, Coimbra: Imprensa da
           Universidade de Coimbra, 382 pp., ilustrado, ISBN 978-989-26-2335-1

    • Authors: Vasco Gil Mantas
      Pages: 249 - 257
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_13
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • [Recensão a] Nogales Basatarre, Trinidad; Museo Nacional de Arte Romano,
           eds. (2022) – Ciudades Romanas de Hispania II, Roma: L´Erma di
           Bretschneider, 451pp., ISBN 978-88-913-2767-3

    • Authors: Patricia Ana Argüelles Álvarez
      Pages: 259 - 262
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_14
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
  • [Recensão a] Rousseau, Philippe (2022) – Destin des hommes et jeu des
           dieux. Lectures de l‘Iliade (textes rassemblés, édités et introduits
           par Xavier Gheerbrant), Villeneuve d‘Ascq; Presses universitaires du
           

    • Authors: Arturo Moreno-Benito
      Pages: 263 - 265
      PubDate: 2023-11-14
      DOI: 10.14195/1647-8657_62_15
      Issue No: Vol. 62 (2023)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.236.223.106
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-
JournalTOCs
 
 

 A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

  Subjects -> ARCHAEOLOGY (Total: 300 journals)
We no longer collect new content from this publisher because the publisher has forbidden systematic access to its RSS feeds.
Similar Journals
Similar Journals
HOME > Browse the 73 Subjects covered by JournalTOCs  
SubjectTotal Journals
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.236.223.106
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-