Publisher: INES - Instituto Nacional de Educação de Surdos   (Total: 1 journals)   [Sort alphabetically]

Showing 1 - 1 of 1 Journals sorted by number of followers
Revista Espaço     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Revista Espaço
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0103-7668 - ISSN (Online) 2525-6203
Published by INES - Instituto Nacional de Educação de Surdos Homepage  [1 journal]
  • Editorial

    • Authors: Cristiane Correia Taveira
      Abstract: Editorial
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.676
       
  • Libras e Arte: manifestações verbovisuais de artefatos culturais
           da comunidade surda

    • Authors: Sueli Fernandes, Jonatas Rodrigues Medeiros
      Abstract: Este dossiê trata justamente desse campo temático (e por que não dizer, lúdico') e inovador da dialogia entre a Libras e a Arte, que se oferece como ponto de encontro entre artistas surdos, estudantes de graduação, pesquisadores, professores e tradutores intérpretes de Libras. Esses sujeitos que produzem arte sinalizada nas práticas discursivas da poesia de rua, da direção e atuação teatral, da tradução artística de espetáculos, da produção de videoguia, colaboram para a ampliação e circulação das manifestações de artefatos culturais da comunidade surda em sua prática profissional e/ou acadêmica.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.677
       
  • Slam resistência surda – Curitiba: movimento e poesia

    • Authors: Rhaul de Lemos Santos, Gabriela Grigolom, Jonatas Medeiros
      Abstract: O objetivo deste artigo é relatar as experiências de produção e realização do Slam, evento reali- zado em algumas cidades do país e que tem por finalidade ser um espaço de resistência, protesto e representatividade de grupos historicamente marginalizados/as e oprimidos/as. Pensando no Slam como um espaço político, em que acontece um rompimento linguístico com a participação da primeira poeta negra surda, apresentando poe- mas em língua de sinais, inicia-se uma mobiliza- ção para a criação do primeiro Slam Resistência Surda em Curitiba, surgido com o objetivo de ser um espaço para poetas surdos/as relatarem suas pautas políticas e narrativas de vida. Para narrar esta trajetória, utilizamos como metodologia levantamentos bibliográficos, materiais audiovisuais e relatos de experiência. O Slam Resistência Surda assim se revela como um significativo espaço de empoderamento surdo e da produção de narrativas poéticas sobre as vivências surdas, podendo se configurar como local de educação e formação de consciência política.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.678
       
  • Libras e artes na extensão universitária: ações promovidas na
           Universidade do Estado de Santa Catarina

    • Authors: Natália Schleder Rigo, Fabíola Sucupira Ferreira Sell
      Abstract: Este relato traz como temática central a interface Libras e artes no contexto da extensão universi- tária. Tratamos aqui a respeito do programa de extensão “Sinaliza UDESC: Arte e Formação” vinculado à Universidade do Estado de Santa Catari- na (UDESC). Realizado em 2018/2019, o programa foi composto por quatro ações voltadas à forma- ção artística e linguística. Descrevemos neste artigo três ações que promoveram o diálogo entre diferentes linguagens artísticas e a Libras. Nosso objetivo é apresentar parte dos resultados gera- dos pelo programa e trazer algumas considerações sobre as ações dialogando com referências teóricas. Dentre os principais resultados obtidos, destacamos: a formação artística e humana dos envolvidos no programa; a difusão e a valorização da Libras e seus falantes; o reconhecimento e a projeção dos Surdos nas artes; o atravessamento da extensão na pesquisa e no ensino; e a formação docente complementar de acadêmicos da UDESC estudantes da disciplina de Libras.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.679
       
  • Teatro surdo brasileiro: considerações sobre a elaboração da
           dramaturgia sinalizada em Libras

    • Authors: Lucas Sacramento Resende, Maria da Glória Magalhães dos Reis
      Abstract: O presente artigo tem como objetivo abordar como se dá a elaboração da dramaturgia sinali- zada na Língua Brasileira de Sinais (Libras), envolvendo a diferença entre os papéis do ator e do diretor surdos. Buscamos refletir sobre a cultura surda e sua literatura no que diz respeito às produções sinalizadas no contexto teatral e dramatúrgico atual, a partir de um caso específico a ser relatado. Elencamos a categoria Teatro Surdo Brasileiro (TSB), selecionando a dramaturgia e seu sentido técnico na arte dramática no contexto em que o sujeito surdo está envolvido – como ator surdo – compondo um elenco de atores, ao lado de um diretor, também surdo, a serviço da dra- maturgia sinalizada na cena teatral dos surdos. Pretendemos demonstrar as diferenças de ambos os papéis, ou seja, tanto o papel que o ator surdo ocupa no contexto dramatúrgico, quanto o diretor surdo, inseridos na prática do Teatro Surdo.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.680
       
  • Procedimentos de preparação em equipe: uma reflexão a partir de
           experiências na interpretação de português para Libras no teatro

    • Authors: Giovanna Cecconello Mendes, Tiago Coimbra Nogueira
      Abstract: O trabalho aborda a interpretação no contexto do teatro. Nosso objetivo é descrever os procedimentos de preparação e divisão da equipe de intérpretes a partir de experiências de interpreta- ção de português para Língua Brasileira de Sinais (Libras) no teatro e em equipe. A partir de uma metodologia descritiva, relatamos a vivência de interpretar três espetáculos na disciplina Prática de Interpretação de Libras III, no curso de Bacharelado em Letras: Tradutor e Intérprete de Libras – UFRGS. As reflexões se baseiam em estudos já realizados no campo dos Estudos da Tradução e Interpretação de Língua de Sinais. Algumas considerações sobre essa prática de interpretação nos fazem entender que cada espetáculo pode demandar diferentes modos de organização da equipe e formas de lidar com o texto. Além disso, o material que se recebe previamente direciona para o modo como a equipe pode se preparar e se organizar. Percebemos que são muitas as possibilidades que o intérprete pode trilhar, porém esses caminhos são conduzidos pelo texto, pela dramatização dos atores e pela equipe com quem se está trabalhando.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.681
       
  • Corpo como texto e a posição da interpretação em
           Libras no teatro

    • Authors: Carolina Fernandes Rodrigues Fomin
      Abstract: Apresentamos neste artigo uma análise qualitativa da atuação de intérpretes de língua de sinais (ILS) em quatro espetáculos teatrais nos quais observamos como a atividade de interpretação aconteceu. O objetivo geral desta pesquisa é de discutir o lugar não apenas físico, mas ideológico que ILS ocupam em apresentações teatrais. Fundamenta- dos na dialogia proposta por Bakhtin e o Círculo, discutimos que o espetáculo teatral é formado por um conjunto de textos inter-relacionados; e na análise observamos nos quatro espetáculos questões relacionadas ao lugar enunciativo e, portanto, ideológico, dos intérpretes de língua de sinais no teatro. Discutimos essas questões tanto na porção extraverbal como na porção verbal dos enunciados, que ficam mais evidentes, principalmente em três elementos: no material informativo e de divulgação dos espetáculos, nas respostas ao questionário dos ILS que participaram da pesquisa e nas escolhas tradutórias/interpretativas que se relacionam com o posicionamento em cena.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.682
       
  • Teatro de animação em língua de sinais (tals): desafios linguísticos e
           técnicos de performances teatrais em Libras

    • Authors: Natália Schleder Rigo, Rachel Sutton-Spence, Rodrigo Custódio da Silva
      Abstract: Este artigo tem como tópico central o Teatro de Animação em Língua de Sinais (TALS). Seu objetivo é analisar performances teatrais (envolvendo máscaras, sombras, luz negra, objetos e bonecos) e verificar os níveis de desafios existentes na presença da Língua Brasileira de Sinais (Libras). As performances analisadas foram selecionadas no banco de dados (fotografias e vídeos) de Bibi&- Nati e do Grupo TALS. Definimos dois tipos de desafios, linguísticos e técnicos, associados às animações. Categorizamos as performances em três níveis de desafios: baixo, moderado e alto. Os resultados demonstraram que os desafios existentes no TALS dependem da linguagem e da técnica teatral propostas associadas à Libras e também das demandas procedimentais (linguísticas e técnicas) exigidas ao ator-animador. Esta pesquisa contribui para evidenciar a possi- bilidade do uso da língua de sinais no teatro de animação e reforçar a consolidação desse gênero teatral como artefato das comunidades Surdas.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.683
       
  • Libras no museu: acesso à cultura, história e memória para
           os surdos

    • Authors: Sueli Fernandes, Bianca Spaler, Bruno Montanha, Elisane Conceição Alecrim
      Abstract: Este artigo objetiva apresentar uma experiência de promoção das identidades cultural e linguística da comunidade surda por meio da difusão de materiais acessíveis em Libras no espaço museológico. Apresentamos uma das etapas do projeto de intervenção desenvolvido no Museu Paranaense, em Curitiba, com a implantação de videoguias bilíngues voltados ao público surdo. A produção do material fundamenta-se em uma concepção de letramento bilíngue, que pressupõe a experiência visual mediada pela Libras e outros elementos semióticos (linguagens verbal e não-verbal) na apropriação do conhecimento pelos surdos. Os procedimentos metodológicos compreenderam as seguintes etapas: revisão de literatura e produção de conhecimento na área; conhecimento do espaço museológico; realização de grupos de estudos interdisciplinares; levantamento lexical de termos inexistentes ou desconhecidos em Libras; produção de textos de apoio para a filmagem; estudo de léxico especializado; filmagem, edição e produção do video-guia bilíngue. Os resultados mais significativos compreendem o protagonismo dos acadêmicos surdos desde o planejamento à execução do projeto, favorecendo sua formação interdisciplinar e a circulação de artefatos culturais em Libras no espaço museológico.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.685
       
  • A importância da escrita das línguas de sinais: mapeando propostas e
           resultados de aplicação na literatura acadêmica nacional

    • Authors: Daniele Santana Moreira, Luiz Alexandre da Silva Rosado
      Abstract: Este artigo aborda a questão da escrita de sinais para o auxilio da aprendizagem da criança surda. Iniciamos nossas considerações com uma breve introdução à história da escrita e sua importância, com o intuito de que se perceba que toda linguagem é construída e aperfeiçoada, a fim de demonstrar que não existe uma melhor do que a outra, e sim a mais útil para um determinado objetivo. Em seguida, consideramos a escrita de sinais em seus ambientes, assim como a aquisição de primeira língua (L1) e da Libras, buscando compreender os fenômenos de dificuldade de aquisição de linguagem e consequentemente de sua escrita. Apresentamos, então, os requisitos para que uma escrita seja reconhecida como tal e descrevemos algumas propostas já formuladas de escritas de línguas de sinais no Brasil. Finalmente, reproduzimos experiências de pesquisadores/ professores que trabalharam diretamente com a aplicação da escrita de sinais em ambientes educacionais.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.684
       
  • Fronteiras linguísticas: o que enunciam os codas sobre a
           formação identitária

    • Authors: Ricardo E. Sander, Sandra Eli S. O. Martins
      Abstract: O artigo aponta as possibilidades de compreensão da natureza identitária bilíngue dos filhos ou- vintes de pais surdos (Codas), que se constituem por situações discursivas híbridas de linguagem – língua de sinais e língua oral. Por serem ouvintes imersos em contextos dialógicos diferentes, o texto discorre sobre quando e como os Codas se reconhecem sujeitos bilíngues. Instiga-se com- preender o processo de apropriação de duas línguas de modalidades linguísticas e de prestigio não equivalentes, admitindo que os seres são inacabados e, portanto, livres para experimentar a língua do outro e tudo o que ela carrega e provoca neles. A visão de alteridade assume o papel de destaque na formação constitutiva do eu e do outro, ao passo que alarga fronteiras para que os Codas se identifiquem tanto com a cultura surda quanto também com a ouvinte, num caleidoscópio de sentidos únicos.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.686
       
  • Traduzir a Surditude: diálogos entre pesquisadores Surdos do Brasil e a
           Tradutologia das Línguas de Sinais

    • Authors: Ramon Santos de Almeida Linhares
      Abstract: Esta dissertação consiste em uma investigação bibliográfica de abordagem descritiva e qualitativa sobre as possibilidades de diálogo entre as Tradutologias de Línguas de Sinais e os Estudos Surdos. Perguntamos sobre as possíveis contribuições conceituais que a produção de teóricos surdos brasileiros pode trazer para a Tradutologia. Nossa hipótese é que, ao posicionarmos a experiência surda autodeterminada como chave de retextualização e recontextualização das narrativas científicas sobre a pessoa surda, identificaremos caminhos para novas abordagens em estudos de tradução no contexto das Línguas de Sinais. Objetiva-se, desse modo, conceber outras formas de conceituação dos fenômenos tradutórios de comunidades surdas na perspectiva dos Estudos Surdos produzidos por cientistas surdos brasileiros. Para isso, desenvolvemos um exercício de transtextualidade passando por diferentes formas no registro para um relatório de pesquisa que questiona também as formas tradicionais de construção de significados. Abrimos esse estudo pela contextualização desta pesquisa em três perspectivas: a) do lugar de fala do pesquisador; b) da Tradutologia em relação ao conceito transtextualidades como estratégia de ampliação do campo, e c) dos Estudos Surdos como campo emergente e revisado a partir das mudanças vividas pelas comunidades surdas do mundo. No segundo bloco, desenvolvemos um levantamento e uma breve análise quantitativa da produção acadêmica surda brasileira. Selecionamos, entre esses, três teses defendidas entre 2008 e 2018. A saber, Campello (2008), Marques (2008) e Reis (2015). Analisamos as incidências dos termos “Estudos Surdos” e “Tradução” nessas obras para compor um cenário de diálogo entre esses saberes que servisse de contribuição conceitual para a Tradutologia de Línguas de Sinais. A análise nos levou ao terceiro e último bloco deste estudo, a proposição do conceito de surdocentralidade, um rascunho argumentativo conceitual que fundamenta o projeto de pensamento desenvolvido nessa pesquisa. Como resultado, evidenciou-se que a produção de cientistas surdos brasileiros abre possibilidades consistentes para uma epistemologia própria aos saberes surdos brasileiros. Elemento ímpar que nos dá subsídio e apresenta as pistas iniciais para fazermos Estudos Surdos de Tradução no Brasil.
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.687
       
  • Notícia: Grupo de pesquisa do INES disponibiliza para download layouts de
           teclado para escrita no sistema ELiS

    • Authors: Equipe Editorial
      Abstract: Um dos maiores desafios das línguas de sinais está em sua forma de registro, hoje realizada sobretudo através de vídeos. Nas três últimas décadas vimos uma ascensão estonteante das mídias digitais conectadas em redes de dados, originando a rede internet e bilhões de websites produzidos por empresas e pessoas físicas, aquilo que Lemos (2008) chamou de liberação do polo da emissão. Nesse contexto, boa parte dos internautas encontra espaços online em que pode postar, compartilhar e divulgar suas próprias produções e driblar as cadeias tradicionais de distribuição midiática...
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.688
       
  • Conjunto de exercícios escolares de alunos do Imperial Instituto dos
           Surdos-Mudos

    • Authors: Solange Maria da Rocha
      Abstract: O atual Instituto Nacional de Educação de Surdos foi fundado em 1856, por iniciativa do surdo francês E. Huet, com a denomina- ção de “Collegio para Surdos-Mu- dos de Ambos os Sexos”. Durante cinco anos, Huet permaneceu à frente da instituição...
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.689
       
  • Galeria de arte Marcos Anthony

    • Authors: Patrícia Rezende
      Abstract: Apresentamos aqui a Galeria de Arte, que nesta edição é devidamente ocupada pelo grande e premiado pintor, Marcos Anthony. Ele é mineiro de Timóteo, e mora atualmente em Belo Horizonte. Tem formação em Arquitetura pela PUC-MG e dedica-se profissionalmente ao oficio de pinturas artísticas com dedicação e afinco integrais...
      PubDate: 2020-11-12
      DOI: 10.20395/re.v0i54.690
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 34.236.192.4
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-