Publisher: Faculdades EST   (Total: 4 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 4 of 4 Journals sorted alphabetically
Estudos Teológicos     Open Access  
identidade!     Open Access  
Protestantismo em Revista     Open Access  
Tear Online     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Estudos Teológicos
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0101-3130 - ISSN (Online) 2237-6461
Published by Faculdades EST Homepage  [4 journals]
  • Nominatas de pessoas avaliadoras de 2020

    • Authors: Marcelo R Saldanha
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4271
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • Expediente

    • Authors: Marcelo R. Saldanha
      Pages: 705 - 707
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4269
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • Versão completa

    • Authors: MARCELO R SALDANHA
      Pages: 705 - 971
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4268
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • Editorial

    • Authors: Marcelo R. Saldanha, Júlio Cézar Adam
      Pages: 711 - 713
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4267
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • SINAIS DOS TEMPOS E DOS LUGARES – UM TRIBUTO A VÍTOR WESTHELLE

    • Authors: Rudolf von Sinner
      Pages: 716 - 729
      Abstract: Do seu jeito bem particular de uma releitura criativa e contextual de tradições teológicas, Vítor Westhelle (1952-2018) redirecionou a escatologia, geralmente restrita a uma percepção de tempo e eternidade, rumo a uma compreensão espacial do eschaton. Nos anos 1980, Westhelle adquiriu experiência como pastor em âmbito rural e como coordenador da Comissão Pastoral da Terra na região. Tal experiência fez com que realizasse que a luta pela terra “não é apenas uma luta particular para a transformação social, não é apenas uma estratégia dentro de um projeto histórico (sociedade socialista, Reino etc.) [...] é a libertação do espaço na forma de lugares em que se pertence”. Sua subsequente aula inaugural na então Faculdade de Teologia em São Leopoldo foi proferida sob o título programático de “Sinais dos lugares – as dimensões esquecidas” (1989). Dentro do movimento da teologia da libertação e intuindo a necessidade e futura emergência de uma perspectiva pós e decolonial, Westhelle postula que a “região molda a religião”. Mais de vinte anos depois, publicou o livro sobre Escatology and Space – The Lost Dimension in Theology Past and Present (2012), num estado maduro daquela refl exão inicial, agora explicitamente numa perspectiva pós e decolonial e consciente do giro espacial, propondo uma “escatologia latitudinal”, que não tem apenas uma dimensão kairótica, mas também chorática. Concluindo este ensaio bibliográfico, argumento que uma teologia pública, localizando-se no espaço e no tempo, pode aprender muito de tal escatologia latitudinal, sensível ao lugar e ao contexto ao situar pessoas e instituições de fé dentro da sociedade.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4182
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • SOBRE JUSTIÇA HUMANA E A JUSTIÇA DE DEUS: UMA REFLEXÃO EM DIÁLOGO COM
           O PENSAMENTO TEOLÓGICO DE VÍTOR WESTHELLE

    • Authors: Roberto Ervino Zwetsch
      Pages: 730 - 751
      Abstract: A teologia de Vítor Westhelle nos desafia a reler permanentemente a teologia de Lutero e da Reforma, mas claramente a partir da perspectiva das pessoas que sofrem e lutam por recuperar a dignidade de viver num mundo marcado por injustiças, desigualdades e violência. Seu livro O Deus escandaloso (2006) é um dos mais extraordinários textos que escreveu sobre a teologia da cruz do Reformador, traduzido e publicado no Brasil em 2008. Nele, temos uma reflexão contextualizada no tempo e no espaço sobre a dimensão crítica da teologia e da igreja cristãs, sem a qual a fé cristã ou se torna cínica ou cai num vazio que a desfigura irremediavelmente. Neste artigo retomo um tópico do livro de Westhelle que trata da questão da justiça humana e da justiça de Deus, como tema atual e relevante para elaborarmos uma teologia de olhos abertos para o sofrimento humano, com os pés bem situados no chão da realidade ambígua e violenta em que vivemos, sem perder a dimensão do amor compassivo que liberta e traz alegria para as tribulações da nossa existência.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4183
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • A DIMENSÃO PRÁTICA NO PENSAMENTO DE MELANCHTHON

    • Authors: Eduardo Gross
      Pages: 752 - 764
      Abstract: O presente estudo visa mostrar como a pesquisa recente sobre Melanchthon tem ressaltado a dimensão prática em seu pensamento para além da já antes amplamente reconhecida preocupação com a ética, que por isso não será discutida aqui diretamente. Apresentam-se resultados de pesquisas significativas sobre seu viés prático humanista enquanto princípio para a crítica da Escolástica, sobre o caráter existencial de sua perspectiva reformatória luterana e sobre a dimensão pedagógica de sua reflexão, entendida não no sentido de propostas educacionais concretas, mas como princípio interno que guia a reflexão em si. Para clarificação do conceito de prática parte-se da referência à distinção aristotélica entre práxis e poiesis feita por Vítor Westhelle.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4152
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • TEOLOGIA E ESPACIALIDADE EM VÍTOR WESTHELLE: A RECUPERAÇÃO DA
           “DIMENSÃO PERDIDA NA TEOLOGIA”

    • Authors: Samuel Reduss Fuhrmann
      Pages: 765 - 776
      Abstract: Este artigo visa contribuir para o entendimento da teologia de Vítor Westhelle e apresentar uma abordagem complementar à teologia do brasileiro quanto à sua reflexão sobre espacialidade. Para isso, primeiramente, o artigo analisa as principais obras de Westhelle à luz da perda e da recuperação da dimensão espacial na teologia. Após analisar seu trabalho, o estudo traçará a trajetória de uma escola de “teologia do lugar” e mostrará como o argumento dessa escola poderia servir como uma abordagem complementar para recuperar a dimensão perdida na teologia.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4155
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • Martim Lutero em Estudos Teológicos: Resgatando 30 anos de teologia
           luterana (1961-1990)

    • Authors: Wilhelm Wachholz, Jonatan Alexandre Goltz
      Pages: 778 - 793
      Abstract: No contexto dos sessenta anos de Estudos Teológicos, este artigo busca resgatar estudos sobre a teologia de Lutero e teologia luterana apresentados no período de 1961 e 1990. Selecionamos e analisamos os artigos utilizando como critério principal a referência a Martim Lutero e sua teologia, na perspectiva da interpretação da Reforma enquanto evento, alusão ao reformador no contexto do seu quingentésimo aniversário de nascimento (1983) e estudos que apresentam releituras de Lutero na perspectiva do ecumenismo, da América Latina e, em particular, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4069
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • ECUMENISMO E DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO: UM DIÁLOGO ENTRE OS ANOS
           1961 A 2020

    • Authors: Wellington Casagrande, Flávio Schmitt
      Pages: 794 - 809
      Abstract: O ecumenismo e o diálogo inter-religioso têm sido temas relevantes para a revista Estudos Teológicos desde seu surgimento. O artigo foi realizado por meio da leitura de 46 artigos escritos entre os anos de 1961 e 2020. Verificou-se que as principais contribuições ao diálogo aconteceram no âmbito da dogmática, da liturgia e da ação social. A análise qualitativa foi integrada junto à pesquisa de dissertação escrita em 2017 pelo autor e também a prática e vivência como capelão militar em instituição governamental laica. A pesquisa do autor propõe que o diálogo inter-religioso e ecumênico acontece a partir de uma hermenêutica de hospitalidade, na qual se procura preservar a própria identidade e concomitantemente abrir-se ao outro religioso.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4151
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • O QUERIGMA DO CRISTO RESSIGNIFICADO: O MOTIVO DA EXPULSÃO DOS GRUPOS
           JOANINOS DA SINAGOGA

    • Authors: Danilo Dourado Guerra
      Pages: 810 - 826
      Abstract: O presente artigo busca assinalar que o marco histórico da expulsão dos grupos joaninos da sinagoga fixa-se como um paradigma efeitual oriundo do querigma messiânico joanino. Sob esse viés, nossa tese é que os grupos joaninos foram expulsos da sinagoga por proclamarem Jesus como um Messias davídico popular ressignificado. Nessa paisagem, o querigma do herói joanino como o Messias que não se origina neste mundo, advindo do fragmento de João 18.36 como memória, faz-se reflexo de um processo de ressignificação messianológica joanina e, por conseguinte, torna-se elemento catalisador dessa expulsão.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.3593
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • O CUIDADO HUMANO E O SENTIDO DA MORTE E DA VIDA

    • Authors: Waldir Souza, Carla Corradi Perini
      Pages: 827 - 838
      Abstract: A pesquisa bibliográfica, descritiva, objetiva discutir o cuidado, a morte e o sentido da vida nas perspectivas da antropologia filosófica, da teologia e da bioética. Sobretudo apresenta as obras de Edith Stein La strutura della persona umana (1933-2013), Ser Finito y Ser Eterno (1996) e Psicologia e scienze dello spirito (1922-1999). Certifica a história da morte e as transformações ocorridas na sociedade ocidental contemporânea, as mudanças de mentalidade e os comportamentos, assim como o afastamento do processo de morrer tradicionalmente familiar para o contexto das instituições hospitalares. A morte deixa de ser natural e torna-se selvagem, inimiga e revestida de tabus; a técnica assume lugar de importância nas decisões de vida e morte. A vida envolve mistério, requer responsabilidade, atenção, precaução, cautela e diligência. Para tanto, o cuidado, a vida e a morte necessitam de uma profunda argumentação que represente sua intrínseca relação. Tal como o sentido da vida, a existência humana no mundo, as relações e a capacidade de transcendência.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.3678
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • AFROTEONTOLOGIA: ESTUDO SOBRE DEUS SEGUNDO A COSMOPERCEPÇÃO DAS
           TRADIÇÕES DE MATRIZ AFRICANA

    • Authors: Hendrix Silveira, Oneide Bobsin
      Pages: 839 - 850
      Abstract: O presente artigo é fruto de nossos estudos sobre a afroteontologia, ou seja, estudo sobre Deus de acordo com a teologia das tradições de matriz africana, que temos chamado de afroteologia. Utilizamos como método a exunêutica, ou seja, nos valemos de uma epistemologia afrocentrada com interpretação que contempla a vivência nas comunidades tradicionais de terreiro. Este trabalho visa contribuir na construção de uma sistematização do conhecimento afroteológico no intuito de contribuir para a formação dos vivenciadores, subsidiando-os no combate ao racismo religioso, assim como fornecer informações para professores do Ensino Religioso e também para pesquisadores da área de Ciências da Religião e Teologia. Pudemos aqui construir uma visão de Deus nas tradições de matriz africana a partir de um estudo de fontes africanas e afro-brasileiras, além da tradição oral, principal meio de transmissão do conhecimento pelas comunidades tradicionais de terreiro.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4023
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • ACOLHER O OUTRO DE NÓS MESMOS: MIGRAÇÃO, CUIDADO E
           HOSPITALIDADE

    • Authors: Abdruschin Schaeffer Rocha, David Mesquiati de Oliveira
      Pages: 851 - 866
      Abstract: O tema da migração surge no texto a partir da noção de cuidado como modo-de-ser que se expressa em uma hospitalidade profunda, capaz de relativizar as diferenças para se construir partilha de vida. A reflexão caminha sobre a necessidade de se viver a hospitalidade profunda, que é capaz de acolher o outro para além das diferenças, em um desafio constante não só de aceitar o outro, mas acolher as próprias estranhezas internas de cada um.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4043
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • A MISSÃO AD GENTES EM TORNO DA RENOVAÇÃO DO VATICANO II

    • Authors: Nadi Maria de Almeida, Agenor Brighenti
      Pages: 867 - 881
      Abstract: O artigo faz uma abordagem teológico-pastoral da missão ad gentes antes, durante e depois do Concílio Vaticano II, a partir de estudos bibliográficos de autores que se debruçaram sobre o tema. O texto tem dois momentos. O primeiro apresenta a situação da missão antes e no contexto do Vaticano II. O segundo enfoca a missão no contexto da implementação da renovação conciliar. O estudo mostra que o conceito de missão foi mal entendido no período da cristandade, levando a um desvio da atividade missionária na igreja da época. O Concílio, em sua volta às fontes, corrigiu equívocos e colocou as bases de uma atualizada teologia da missão, em sintonia com o espírito da proposta evangélica.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.3804
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • GRAVISSIMUM EDUCATIONIS E OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO
           CONTEMPORÂNEA

    • Authors: Ney de souza, Marcel Alves Martins
      Pages: 882 - 899
      Abstract: Aggiornamento e diálogo são duas chaves hermenêuticas importantes para se compreender o Concílio Vaticano II e o processo de abertura ao mundo contemporâneo que ele representa. Essas perspectivas nos ajudam a compreender a forma como os padres conciliares se abrem ao diálogo com diversas realidades humanas, inclusive a educação. O presente artigo apresenta, de forma sintética, o processo dialogal (e conflituoso) que o Concílio Vaticano II estabeleceu com o campo da educação, chegando à elaboração de uma declaração, a Gravissimum Educationis, sobre a educação cristã, assim como aponta para alguns dos principais pontos que permitem o estabelecimento desse diálogo. Por meio de um levantamento e análise bibliográficos, de fontes primárias, secundárias e comentadores especialistas no assunto, tem-se por objetivo evidenciar como a igreja, através do diálogo proposto e realizado (não sem tensões) na elaboração da declaração sobre a educação cristã, vai dialogar com os desafios da educação contemporânea.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.3326
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • TERRA-MÉDIA NA PENUMBRA: A NATUREZA TEOLÓGICA DO MAL EM O
           EXPURGO DO CONDADO

    • Authors: Alexandre Sugamosto e Silva, Carlos R. Caldas Filho
      Pages: 900 - 917
      Abstract: O Expurgo do Condado é o oitavo e penúltimo capítulo de O Retorno do Rei e, consequentemente, da trilogia O Senhor dos Anéis, de J. R. R. Tolkien. Entre os fãs e críticos, no entanto, o capítulo é considerado uma incógnita e até mesmo um anticlímax. A adaptação cinematográfica da obra, por exemplo, optou por não filmar o capítulo, porque ele aparentemente quebraria o arco narrativo e o triunfo vitorioso dos hobbits na volta ao lar. Neste artigo, entretanto, trabalharemos com a hipótese de que O Expurgo do Condado exerce um duplo papel sumamente importante na trilogia como um tanto, pois ocupa um espaço fundamental na composição literária de O Senhor dos Anéis quanto parece explicitar a visão que J. R. R. Tolkien tinha acerca da natureza do mal.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4096
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • INFERÊNCIAS TEOLÓGICAS NA SÉRIE DE TV LUKE CAGE, DA NETFLIX, E SEUS
           PARALELOS COM A TEOLOGIA NEGRA DE JAMES CONE

    • Authors: Marcelo Ramos Saldanha, Iuri Andréas Reblin
      Pages: 919 - 937
      Abstract: Este artigo apresenta a série Luke Cage (2016), oriunda dos quadrinhos Luke Cage: Hero for Hire, de 1972, fazendo a pergunta pelos elementos da teologia negra da libertação presentes nela, em especial a defendida pelo Rev. James Hal Cone. O argumento deste texto é o de que a série constrói sua identidade a partir da cultura das comunidades afrodiaspóricas nos Estados Unidos, e, dessa forma, a teologia negra e as narrativas da escravidão emergem dessa mesma cultura, aparecendo na obra da Marvel/Netflix como uma crítica autêntica à tentativa racista de definir o estatuto ontológico do corpo negro.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.4221
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
  • ENTRE O REINO E GOVERNO: UMA EXISTÊNCIA PARA ALÉM DO DIREITO
           POSITIVO E DA PROPRIEDADE

    • Authors: Glauco Barsalini, Mariana Pfister
      Pages: 940 - 956
      Abstract: No âmbito do método genealógico, este artigo investiga o poder soberano moderno, bem como o estado de exceção que o constitui. Aponta para uma reflexão acerca das possibilidades de uma existência fora da esfera da propriedade e do direito positivo, a partir da compreensão sobre o uso e da ideia de forma-de-vida. Articulando conceitos próprios à teologia e à filosofia, com direta repercussão nos estudos sobre a teologia política e sobre a teologia econômica, apresenta, em um primeiro plano, as teses do pensador contemporâneo Giorgio Agamben referentes à tensão e, ao mesmo tempo, à complementariedade entre os conceitos de autoridade (auctoritas) e de poder (potestas), glória e glorificação, no que ele denomina por máquina governamental. Na sequência, debate a perspectiva agambeniana de desmontagem dos dispositivos atuais de governo no caminho da inoperosidade, ou da forma-de-vida, pelo que se revela a não necessidade da propriedade.
      PubDate: 2020-12-28
      DOI: 10.22351/et.v60i3.3791
      Issue No: Vol. 60, No. 3 (2020)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.176.80
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-