Journal Cover
Revista Serviço Social em Perspectiva
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2527-1849
Published by Universidade Estadual de Montes Claros Homepage  [14 journals]
  • EDIÇÃO COMPLETA

    • Authors: Revista Serviço Social em Perspectiva
      Abstract: Edição completa do Volume 5, Número 01, da Revista Serviço Social em Perspectiva. Neste arquivo, encontramos o Expediente, Editorial e textos da sessão temática, relato de experiência, sessão livre, resenha e resumo. 
      PubDate: 2021-01-27
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • EXPEDIENTE

    • Authors: Revista Serviço Social em Perspectiva
      Pages: 1 - 2
      PubDate: 2021-01-16
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • EDITORIAL

    • Authors: Diego Tabosa da Silva
      Pages: 3 - 8
      PubDate: 2021-01-16
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • ENSAIO ACERCA DA ANUNCIADA TRAGÉDIA BRASILEIRA

    • Authors: Anny Karollyne Costa da Silva, Adriana Cristina Deiga Xavier Ferreira
      Pages: 09 - 31
      Abstract: Este artigo tem como objetivo fazer algumas reflexões sobre a crise do capital e o aumento das desigualdades para a classe-que-vive-do-trabalho em contexto de pandemia, em suas dimensões sociais, políticas e econômicas, levando em consideração a interseccionalidade das relações de classe, gênero e raça/etnia no Brasil. Foram realizadas análises por meio do método histórico-dialético da bibliografia e das produções recentemente socializadas. Verificou-se que a ideologia professada de que “estamos no mesmo barco”, como um grande equalizador de classes no enfrentamento da pandemia, na verdade, exacerba e aprofunda ainda mais as desigualdades, e deixa claro quem está pagando os custos da crise. Diante disso, o que fica notório, ao longo da discussão proposta, é que estamos vivendo a mesma tempestade, mas não no mesmo barco. Por trás da pandemia, há uma verdadeira guerra de classes em andamento. Portanto, a luta em defesa da vida é uma luta de classes, é uma luta anticapitalista.  
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202101
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • O DESGOVERNO BOLSONARO E O NOVO CORONAVÍRUS

    • Authors: Silvia Silva Martins Pinheiro, Karoline Claudino Guimarães
      Pages: 32 - 50
      Abstract: O cenário contemporâneo da política brasileira, que se encontra fortemente tensionado por dissensões entre a classe dominante no atual governo Bolsonaro, encontra-se agudizado diante da pandemia do novo coronavírus. A conjuntura, no entanto, incide negativamente sobre a classe trabalhadora, que é impactada pelas ações do governo federal em suas tentativas de salvaguardar a dinâmica capitalista em meio as incertezas e instabilidades que pairam sobre o mundo do trabalho. O presente artigo tem por objetivo realizar uma análise dessa combinação, que é a crise do governo Bolsonaro e o quadro pandêmico. Buscar-se-á fornecer elementos para uma interpretação crítica da realidade nacional atual, haja vista uma perspectiva histórico-crítica da trajetória brasileira sob a hegemonia neoliberal.    
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202102
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • A URGÊNCIA DO DIREITO À CIDADE E AS ALTERNATIVAS DE ENFRENTAMENTO À
           COVID-19 EM TERRITÒRIOS VULNERABILIZADOS

    • Authors: Giselle Silva Soares
      Pages: 51 - 64
      Abstract: O presente artigo apresenta uma reflexão sobre os reflexos da pandemia da Covid-19 para a condição de vida da população vulnerável do país. Apresenta também uma aproximação entre a noção sobre o direito à cidade e a resposta construída por moradores de Paraisópolis, na cidade de São Paulo. O direito à cidade remete ao processo de privatização do espaço e do bem público das cidades, um efeito da contradição da nossa sociedade e da financeirização do capital. A experiência vivida pelo moradores da comunidade de Paraisópolis revela a construção de alternativas à crise pela própria população, as características do território, bem como a possibilidade de construção na cidade urbana de bens comuns, de comunalidades, conforme a noção desenvolvida por Harvey. Além disso, aponta a urgência das demandas sociais que devem ser destaques das ações articuladas do poder público brasileiro. Desta forma, o direito à cidade ode revelar as urgências e as demandas coletivas de grupos vulnerabilizados residentes em diferentes territórios, especialmente de diferentes centros urbanos.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202103
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • A COVID-19 E SEUS IMPACTOS NO SISTEMA PRISIONAL EM SERGIPE

    • Authors: Paulo Roberto Felix dos Santos, Izy Rebeka Gomes Lima, Maria Suelen Santos
      Pages: 65 - 86
      Abstract: Diante da situação de crise sanitária, ocasionada pela pandemia da Covid-19, nos marcos da crise do capital, torna-se necessário explicitar como esse cenário impacta a dinâmica prisional, com ênfase na realidade sergipana. O presente artigo tem como objetivo principal proporcionar um processo reflexivo-crítico acerca da configuração do sistema prisional em Sergipe em tempos de pandemia, com uma revisão bibliográfica e pesquisa documental, a partir do materialismo histórico dialético, como método de análise. Identificamos como as condições precarizadas do sistema prisional propiciam a expansão da pandemia, expondo seus(uas) internos(as) às mais variadas violações de direitos e situações de matabilidade. Tais impactos revelam-se mais contundentes perante à juventude negra e pobre, que compõe a maior parte da população prisional, processo que escancara as particularidades da dimensão do racismo estrutural, e do projeto de controle sócio-racial. Ademais, demonstramos algumas das medidas utilizadas para mitigar os efeitos da pandemia nesse espaço que, apesar de importantes, revelam-se limitadas, diante de todo o cenário caótico do cárcere sergipano. Como poderemos perceber, tais elementos explicitam os fundamentos das medidas de aprisionamento e das formas de controle capitalista mobilizadas em face do excedente de força de trabalho, e que no contexto de pandemia tem essa condição agravada nas prisões.
      PubDate: 2021-03-09
      DOI: 10.46551/rssp.202104
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • SERVIÇO SOCIAL E COVID-19

    • Authors: Welison Matheus Fontes da Silva
      Pages: 87 - 103
      Abstract: Este artigo objetiva refletir criticamente sobre a pandemia de COVID-19 no Brasil e o Serviço Social, sobretudo a partir da centralidade da atuação no âmbito da saúde, retomando, inclusive, o urgente e necessário debate da reforma sanitária. A introdução analisa a chegada do novo coronavírus ao Brasil e como a profissão encontra espaço para sua ação. Em seguida, apresentamos os significados da pandemia, expondo o abandono de uma parte significativa da população, para logo depois, discutirmos as relações entre pandemia, “questão social” e o projeto ético político do Serviço Social. Os resultados nos mostram que há um inúmeras contribuições de autores do Serviço Social e também de outras áreas das Ciências Humanas que nos ajudam construir a percepção de que, apesar da epidemia do COVID-19 ser um fenômeno global, em função da brutal desigualdade brasileira, esta expõe desafios ainda maiores, por sua configuração a partir de contextos e espaços sociais diversos. Por isso, por fim, indicamos possíveis caminhos para o enfrentamento da crise a partir de uma agenda política.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202105
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • ENCONTROS COMUNITÁRIOS VIRTUAIS

    • Authors: Aline Possa, Júlia Lima Santana, Christiane Bazoli, Gabriela Franco Dias Lyra, Marcelo Luciano Vieira
      Pages: 104 - 116
      Abstract: A situação ocasionada pela COVID-19 é de suma importância no compreender do cenário já existente, tornando visível e agravando ainda mais as expressões da “questão social” nas favelas. O objetivo do presente artigo é relatar a experiência da iniciativa Encontros Comunitários Virtuais na Rocinha - Rio de Janeiro, sob a perspectiva do Serviço Social. Destacamos a relevância desta atuação na comunidade supracitada, contribuindo para a socialização de informações, a participação popular e a intersetorialidade das políticas sociais. Buscamos refletir sobre os processos sociais na experiência retratada e seus efeitos na atuação e inserção ocupacional do Serviço Social em situação de desastre. 
      PubDate: 2021-02-23
      DOI: 10.46551/rssp.202106
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • ASSISTENTES SOCIAIS EM EQUIPES MULTIPROFISSIONAIS NO CONTEXTO DA PANDEMIA
           POR COVID-19

    • Authors: Bruna Cristina Faustino de Souza, Stella Aparecida Geraldo Lima, Ana Maria Santana de Alcântara, Cristhiene Montone Nunes Ramires
      Pages: 117 - 127
      Abstract: Este artigo busca realizar uma reflexão sobre o novo coronavírus e as relações sociais de classe, gênero e raça/etnia, como subsídio para a análise do trabalho do (a) assistente social no atual contexto, especialmente no que concerne o diálogo com a equipe multiprofissional em uma unidade de urgência e emergência. Possui como metodologia o relato de experiência de residentes multiprofissionais em Serviço Social da Universidade Federal de São Paulo, inseridas no campo de prática do Hospital São Paulo, organização com significante aparato de atendimento à vítimas do novo coronavírus. O cenário pandêmico alterou de maneira brutal o funcionamento da sociedade e dos serviços de saúde, acirrando as desigualdades sociais e evidenciando a relevância de um sistema de saúde universal, integral e equânime. A incorporação do conceito ampliado de saúde e o acesso à políticas sociais de qualidade destacam-se como elementos imprescindíveis para o enfrentamento de tal crise sanitária, que é resultante da crise estrutural do capitalismo.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202107
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM URGÊNCIA E
           EMERGÊNCIA

    • Authors: Jéssica de Andrade, Ana Maria Santana de Alcântara, Cristhiene Montone Nunes Ramires
      Pages: 128 - 137
      Abstract: Este trabalho tem como objetivo elucidar sobre a atuação do residente de Serviço Social aos usuários internados no Pronto Socorro do HU - Hospital São Paulo, a partir da declaração de Pandemia do COVID-19 em 11 de Março de 2020, através da Organização Mundial da Saúde - OMS, mediante relato de experiência. Diante de tal fato, as práticas profissionais do Serviço Social necessitaram de novos arranjos e discussões conjuntas, para garantir a assistência integral aos usuários que acessam a política pública de saúde, pautando sempre nas legislações, decretos e portarias vigentes. Para o desenvolvimento metodológico deste artigo, utilizou-se uma abordagem qualitativa e observação empírica da realidade, buscando respaldar-se em revisão de literatura, legislações pertinentes e pesquisa documental e assim, subsidiar as reflexões e discussões transcorridas durante o estudo.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202108
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • OS INVISÍVEIS SOCIAIS

    • Authors: Isabela Maciel Pires, Caroline Lane Lopes Silvares
      Pages: 138 - 150
      Abstract: O presente artigo traz uma reflexão sobre a atuação do assistente social e do psicólogo, na política de Assistência Social, mais especificamente no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) do município de Niterói. Tem como objetivo mostrar os limites e possibilidades de atendimento neste espaço sócio ocupacional, tal como o enfrentamento pela garantia de direitos e acesso aos benefícios sócio assistenciais dos usuários, frente à pandemia do Novo Coronavírusontribuindo para reflexão sobre a atuação do assistente social e do psicólogo neste período de isolamento social. O estudo tem por metodologia a pesquisa bibliográfica e relatos decorrentes do fazer profissional nesse espaço sócio ocupacional.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202109
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • CONSULTÓRIO DE RUA DE BELO HORIZONTE E OS DESAFIOS ENFRENTADOS NA
           PANDEMIA DO COVID-19

    • Authors: Ana Carolina de Freitas Campos, Aruã Siman Alves de Resende
      Pages: 151 - 160
      Abstract: O presente artigo traz o debate sobre a atuação do Consultório de Rua de Belo Horizonte durante o período da pandemia do COVID19. Por ser um equipamento de saúde volante, muitas práticas de processos de trabalho tiveram que ser repensadas para que o cuidado continuasse a ser garantido. Entretanto há uma fragilidade importante nas políticas sociais que envolvem a população em situação de rua e que ficaram mais evidentes nesse momento de crise sanitária, econômica e social que estamos vivenciando, mostrando a imensa lacuna que ainda temos na garantia dos direitos sociais das populações vulnerabilizadas.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202110
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • O SURGIMENTO DO SERVIÇO SOCIAL NA SOCIEDADE CAPITALISTA

    • Authors: Cleverton Alves de Souza
      Pages: 161 - 178
      Abstract: Este artigo objetiva fazer algumas reflexões sobre a emergência do Serviço Social na sociedade capitalista, com ênfase na inserção das/os assistentes sociais na área da saúde. A partir de discussões teóricas de autores que estudam a temática são elencados elementos históricos e conjunturais sobre o modo de produção capitalista, para compreender o reconhecimento da questão social por parte do Estado e a necessidade de   profissionais, entre eles as/os assistentes sociais, para a execução de serviços e políticas sociais, a exemplo da saúde, que atenuassem possíveis conflitos oriundos da relação capital x trabalho. Nesse processo, é traçado um panorama da origem do Serviço Social e feitas algumas sinalizações sobre a inclusão da/o assistente social na saúde, com indicações sobre essas questões na contemporaneidade, considerando-se a crise sanitária atualmente vivenciada no Brasil e no mundo. Assim, em um tempo tão adverso e no qual há cada vez mais a  exacerbação da lucratividade, o Estado como aliado do grande capital produtivo e financeiro e o desmonte de direitos e políticas sociais, é fundamental refletir sobre a saúde enquanto direito de todos e dever do Estado e a inserção do assistente social, trabalhador da saúde, nesse contexto.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202111
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • ECONOMIA DOMÉSTICA E SERVIÇO SOCIAL

    • Authors: José Carlos do Amaral Junior
      Pages: 179 - 193
      Abstract: O objetivo desse trabalho foi destacar as principais contingências históricas da relação existente entre a Economia Doméstica e o Serviço Social. Baseado no materialismo histórico-dialético, desenvolveu uma pesquisa exploratória acerca da gênese dos dois campos no Brasil e no mundo. Foi possível perceber, nesse movimento, que ambos os campos tiveram origem no capitalismo concorrencial do século XIX, institucionalizando-se na era do capital monopolista. Historicamente a Economia Doméstica se manteve mais próxima as ciências agrárias e biológicas inclinando-se para as refrações da “questão social” de contexto rural, em detrimento do Serviço Social, orientado massivamente àquelas expressões ligadas ao contexto do proletariado urbano-industrial. Percebe-se ainda que a aproximação entre os dois campos ocorre após intensa crise de legitimidade da Economia Doméstica, fenômeno que culminaria em sua extinção, mas ainda coloca questões importantes sobre o desdobramento dessa relação para a formação e a prática dos assistentes sociais.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202112
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • A QUESTÃO SOCIAL NO CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO

    • Authors: Flavio dos Santos Brito
      Pages: 194 - 212
      Abstract: A questão social constitui-se como a essência do processo prático e teórico de intervenção do Serviço Social. Ela encontra-se inscrita nos mais diversos segmentos de atuação profissional e é desta maneira, entrelaçada, como objeto de teorização para sua melhor compreensão e elucidação. A questão social encontra-se desta forma estreitamente vinculada ao processo histórico de mercantilização da economia e encontra no aparelho estatal um agente fortemente promotor das disparidades sociais, econômicas, democráticas e políticas na sociedade civil em suas mais variadas composições de classes.  
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202113
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • O ESTADO NEOLIBERAL E A PROPOSTA DE EMPODERAMENTO FEMININO

    • Authors: Débora Elita de Sousa Silva
      Pages: 213 - 233
      Abstract: Nesta pesquisa nos propomos a analisar as teorias que inspiram o modelo estatal neoliberal e suas implicações sobre a perspectiva de empoderamento feminino. Neste sentido, foi necessária a apreensão das origens e das principais teorias que fundamentam o pensamento neoliberal; das implicações que o relacionam com a perspectiva de empoderamento feminino; e das limitações que caracterizam o modelo de desenvolvimento social neoliberal e a estratégia de empoderamento feminino. O percurso teórico-analítico foi traçado por meio de pesquisa bibliográfica das principais referências que fomentam o neoliberalismo, bem como dos que defendem o empoderamento como causa última pela qual a humanidade precisa lutar. Para fazer a problematização das limitações teóricas e político-práticas recorremos às referências marxistas materialistas que versam sobre o projeto neoliberal e os desafios ao feminismo marxista na atualidade. Concluímos que o neoliberalismo se apresenta como defensor da liberdade dos indivíduos, mas a concebe de forma restrita aos interesses de expansão do capital. Adentrando todas as esferas da vida social, o neoliberalismo apropria-se das pautas feministas e as converte em meios de valorização do capital via mercado. Contudo, esses processos não ocorrem de forma passiva. A degradação da vida pode suscitar a resistência e a transformação radical da sociedade. A luta contra o projeto neoliberal deve ser traçada por todos os trabalhadores e trabalhadoras, feministas, anticapitalistas, antirracistas, anti-lgbtfóbicas e ecossocialistas, rumo à plena expansão e emancipação do gênero humano.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202114
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • A QUESTÃO RACIAL DE ASSISTENTES SOCIAIS NEGRAS NOS ESPAÇOS
           SÓCIO-OCUPACIONAIS

    • Authors: Alessandra Mayra Maidana, Fabíola Regina Falcoski
      Pages: 234 - 251
      Abstract: Resumo: O presente estudo se faz importante para os profissionais e estudantes de Serviço Social que se deve, por um lado, pela necessidade da discussão das consequências da escravidão na vida de pessoas negras na sociedade e, por outro lado, refletir ações afirmativas no enfrentamento ao racismo estrutural e institucional que estão inseridas Assistentes Sociais pretas (os) e pardas (os). O objetivo principal é compreender quais impactos estão atravessando o cotidiano de profissionais do Serviço Social, bem como versará a auto percepção e situações acerca do racismo vivido por estas na sua rotina de trabalho do município de São José do Rio Preto na cidade de São Paulo. O estudo foi desenvolvido observando o cotidiano de 18 assistentes sociais que se classificam pretas ou pardas. Para coleta dos dados, foi realizado um questionário a partir da temática étnica/racial.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202115
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • CFESS MANIFESTA

    • Authors: Claudiana Tavares da Silva Sgorlon, Mabel Mascarenhas Torres
      Pages: 252 - 272
      Abstract: O artigo apresenta uma reflexão sobre os conteúdos expressos na peça comunicacional denominada CFESS Manifesta, produzida pelo Conselho Federal de Serviço Social- CFESS. Esta peça comunicacional trata de temáticas fundamentais para formação do posicionamento ético e político dos assistentes sociais, contribuindo para a construção da imagem do Serviço Social associada a defesa dos direitos humanos e sociais. A coleta de informações abarcou os números do CFESS Manifesta publicados no período de 2004 a 2020, totalizando 178 edições. A análise do conteúdo do CFESS Manifesta foi direcionada para dois aspectos: as temáticas propostas e o direcionamento político expresso. Como resultado afirma-se que o CFESS Manifesta pode subsidiar os assistentes sociais na construção de um ponto de vista crítico e político acerca da realidade social, além de contribuir para a construção da imagem da profissão associada a defesa dos direitos humanos e sociais.
      PubDate: 2021-01-16
      DOI: 10.46551/rssp.202116
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • A COMPREENSÃO DO DEBATE SOBRE O ENVELHECIMENTO NO BRASIL

    • Authors: ROSIRAN CARVALHO DE FREITAS MONTENEGRO
      Pages: 273 - 278
      Abstract: Trata-se de uma Resenha do Livro Envelhecimento e Trabalho no tempo do capital: implicações para a proteção social no Brasil, autoria de Solange Maria Teixeira.
      PubDate: 2021-01-16
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
  • FUTURE-SE

    • Authors: Anna Flávia Perondi da Cunha Gusman de Oliveira
      Pages: 279 - 280
      Abstract: Esse resumo apresenta o tema, os objetivos, a metodologia e os resultados identificados durante a pesquisa para construção do meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).
      PubDate: 2021-01-16
      Issue No: Vol. 5, No. 1 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 35.175.107.77
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-