Publisher: Universidade Federal do Amapá   (Total: 10 journals)   [Sort alphabetically]

Showing 1 - 10 of 10 Journals sorted by number of followers
Biota Amazônia     Open Access   (Followers: 5)
Fronteiras & Debates     Open Access   (Followers: 2)
Ciência Equatorial     Open Access   (Followers: 1)
Estação Científica (UNIFAP)     Open Access   (Followers: 1)
IAÇÁ : Artes da Cena     Open Access   (Followers: 1)
Science and Knowledge in Focus     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Administração Geral     Open Access  
Planeta Amazônia : Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas     Open Access  
Letras Escreve     Open Access  
PRACS : Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Fronteiras & Debates
Number of Followers: 2  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 2446-8215
Published by Universidade Federal do Amapá Homepage  [10 journals]
  • Expediente v. 7, n. 2, 2020

    • Authors: Alexandre Guilherme Cruz Alves Junior
      Pages: 01 - 03
      PubDate: 2021-02-13
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Apresentação do Dossiê: Discursos conservadores e Direitos Humanos:
           embates e resistências

    • Authors: Amanda André Mendonça, Pâmella Santos dos Passos
      Pages: 05 - 07
      PubDate: 2021-02-13
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p05-07
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Escola como disputa: juventude e cultura escolar em contextos de
           ocupação (Rio de Janeiro/2016)

    • Authors: Alessandra Nicodemos, Ana Carolina Oliveira Alves, Henrique Dias Sobral Silva
      Pages: 09 - 25
      Abstract: As ocupações de escolas públicas no Rio de Janeiro ocorreram no ano de 2016 e empreenderam um novo processo de entendimento dos jovens a respeito da escola e de sua estrutura de organização e direção. Com o objetivo de mapearmos as formas de aproximação entre cultura juvenil e cultura escolar e, ainda, os sentidos de origem dos ocupantes, recorremos às metodologias dos grupos focais e à revisão bibliográfica da literatura especializada, cotejando-as na busca de um entendimento mais plural das referidas ocupações considerando, principalmente, os projetos e as vozes dos estudantes envolvidos. A conclusão é que as ocupações foram, antes de tudo, um momento de tensão entre a cultura juvenil e a cultura escolar, alimentando-se e negando-se ao longo desse processo. Avaliamos, além disso, que as análises acadêmicas acerca do fenômeno devem reforçar as problematizações a partir de categorias internas ao movimento que, longe de fragilizá-lo, sublinham suas especificidades.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p09-25
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Derecho a la educación en el contexto del conflicto armado colombiano:
           análisis de la cotidianidad escolar en una institución educativa en Cali
           - Colombia

    • Authors: Elizabeth Gómez Etayo
      Pages: 27 - 42
      Abstract: En este artículo se hace un análisis sobre el derecho a la educación de niños y niñas negros, cuyas familias han sido desplazadas de sus lugares de origen como consecuencia del conflicto armado que ha vivido Colombia por más de 60 años. Al llegar a Cali, epicentro del suroccidente colombiano, se instalan en asentamientos humanos de desarrollo incompleto, posteriormente son reubicados por la Alcaldía de Cali en un barrio planificado al oriente de la ciudad donde los niños y niñas van a una escuela pública. En esta institución se inscriben en un sistema educativo, ajustado a los estándares exigidos por el Ministerio de Educación Nacional, que desconoce las condiciones de migración forzada e identidad étnica de los niños y niñas migrantes, lo cual incide de forma negativa en su proceso de educación. La investigación se realiza en una Institución  Educativa y busca analizar cómo el conflicto armado colombiano y, en particular, el  proceso de desplazamiento forzado, impacta el derecho a la educación de los niños y niñas negros. La investigación se hizo con  una metodología cualitativa, basada en entrevistas en profundidad a maestras, psicólogo y directivas de la escuela; también se realizaron grupos focales con los estudiantes y se hizo observación en las zonas de juego de los escolares.  Los resultados de la investigación arrojan que el derecho a la educación de los niños y niñas está afectado por el proceso de migración forzada y por lo tanto, se puede colegir que el conflicto armado interno en Colombia tiene efectos colaterales en el derecho a la educación de los niños y niñas de familias desplazadas.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p27-42
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Ameaças à profissão docente no brasil: desafios ao ensino de Ciências
           e Biologia em debate

    • Authors: Maicon Azevedo, Rodrigo Cerqueira do Nascimento Borba, Sandra Escovedo Selles
      Pages: 43 - 57
      Abstract: O presente texto apresenta e discute ameaças à docência relacionadas ao ensino de Ciências e Biologia no Brasil. Partindo das reflexões de Michael Apple (2001; 2015; 2017) sobre as alianças e projetos de controle da profissão docente que têm unido neoliberais e conservadores em pautas compartilhadas, contextualizamos tentativas de regulação do trabalho pedagógico com temas sensíveis aos conversadores e desafios para essas disciplinas escolares em face do cenário atual. Neste sentido, este estudo objetiva interpretar elementos e mensurar possibilidades de constituição de práticas pedagógicas democráticas, múltiplas, inclusivas e capazes de despertar o interesse e o encantamento nos estudantes. O artigo toma como base estudos acerca da abordagem de educação sexual nas aulas de Ciências e Biologia e a influência de vertentes cristãs conservadoras sobre o ensino de Origem da vida e Evolução Biológica na Educação Básica. Os estudos desenvolvidos analisaram a temática reprodução sexual humana em livros didáticos e a legislação que tornou obrigatório, no estado do Rio de Janeiro, o ensino religioso na forma confessional. O cruzamento destes estudos produziu dados de pesquisas que apontam e debatem os retrocessos no que tange à educação sexual e ao ensino da origem e da história dos seres vivos no planeta em bases evolutivas. Nesse bojo, cabe advertir que a frágil laicidade do Estado e dos sistemas educacionais têm se colocado como um fator relevante para a consolidação do comprometimento democrático do ensino de Ciências e Biologia.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p43-57
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Entre Gramsci e Maquiavel pedagogo: os perigos dos professores de
           História

    • Authors: João Carlos Escosteguy Filho
      Pages: 59 - 75
      Abstract: O presente ensaio busca, a partir do referencial gramsciano, refletir sobre suas potencialidades para um ensino de história verdadeiramente significativo e emancipador. Para isso, parte-se da contextualização das críticas mais recentes que o ensino de história vem sofrendo, a partir da ascensão de certo bloco intelectual à direita no cenário político brasileiro, para se compreender o fenômeno dos ataques ao pensamento de Gramsci, tido como mentor intelectual de processos de “doutrinação escolar”. A principal fonte dessas críticas é simbolizada pelo movimento Escola sem Partido, que levou ao extremo a associação dos professores, notadamente os de história, a doutrinadores que visam a destruir os valores familiares de alunas e alunos. Partindo-se dessas bases, busca-se, no pensamento de Gramsci, as sementes de resistência e as possíveis respostas a esses ataques.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p59-75
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Como ensinar História em tempos de avanço conservador' Conversas com
           estudantes de Licenciatura do Rio de Janeiro

    • Authors: Pâmella Santos dos Passos, Luciana de Sá Guigues Almeida
      Pages: 77 - 98
      Abstract: O presente artigo busca dar visibilidade às análises de uma pesquisa desenvolvida no âmbito da Iniciação Científica do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) e do estágio de Pós-Doutorado em Educação na Universidade Federal Fluminense (UFF), realizado pela orientadora da referida pesquisa. A partir de alguns exemplos de pronunciamentos públicos de autoridades políticas brasileiras acerca de fatos e interpretações históricas, discutiremos o conceito de conservadorismo, analisando seu avanço recente no país, bem como seus impactos no campo educacional. Num segundo momento, a partir da análise de relatos e materiais produzidos pelos alunos do curso de extensão “Os desafios do Ensino de História em Tempos de Conservadorismo”, voltado para estudantes de licenciatura em História e realizado no IFRJ em 2019, propomos refletir sobre táticas inventivas e de superação desse fenômeno de ódio aos professores, somado a desvalorização do lugar da Escola e da Universidade como produtor do conhecimento. Em seguida, debruçando-nos em narrativas, registros e planejamentos de atividades elaborados pelos licenciandos cursistas, buscaremos apontar alguns desafios para o Ensino de História em tempos de conservadorismos. 
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p77-98
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Neoconservadorismo e a ofensiva contra as religiões de matriz
           africana no Brasil

    • Authors: João Bosco Hora Góis, Kamila Cristina da Silva Teixeira
      Pages: 99 - 112
      Abstract: Neste trabalho buscamos mostrar como o neoconservadorismo é parte de um processo mais amplo que inclui componentes econômicos e sociais. Sublinhamos a sua dimensão religiosa e tentamos mostrar como ele vem afetando as religiões de matriz africana. Ao mesmo tempo, explicamos como os seus ataques criaram uma resposta relativamente potente por parte daqueles que são afetados por ele. Concluímos este trabalho associando as práticas religiosas neoconservadoras com um risco significativo para o Estado laico e para a democracia.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p99-112
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Os feminismos como (des)construção dos Direitos Humanos: a importância
           de filósofas modernas na resistência ao iluminismo misógino

    • Authors: Maria Walkíria Cabral, Luiza de Souza Lima Macedo
      Pages: 113 - 125
      Abstract: O presente artigo tem como objetivo apresentar brevemente a trajetória de Olympe De Gouges e Mary Wollstonecraft e a importância dos processos de desconstrução feministas no enfrentamento à dominação patriarcal no direito e, consequentemente na sociedade ocidental. Nesse sentido, o artigo busca mostrar como as obras das filósofas modernas são relevantes para o desenvolvimento dos feminismos atuais, pois marcaram o contexto do Iluminismo, se contrapondo aos atos e teorias misóginas perpetrados por aqueles que, até hoje, são tidos como referência na construção histórica dos direitos humanos.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p113-125
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Greves no Estado Novo: um processo de memória em disputa

    • Authors: Fatima Gabriela Soares de Azevedo
      Pages: 127 - 142
      Abstract: A presente pesquisa analisa greves no Brasil entre 1937 e 1945. O objetivo é compreender se e como essa vivência política sobreviveu entre os vencidos, apesar do processo de apagamento levado a cabo pelo Estado Novo e corroborado pela historiografia. A legislação grevista foi alterada na década de 1930 para proibir o seu exercício, sendo endurecida principalmente a partir de 1935 e definitivamente em 1937. Contudo, a instrumentalização da greve para a reivindicação de direitos, melhores condições de trabalho e mesmo para oposição política pode ser comprovada. A comparação entre as fontes que mostram episódios grevistas (jornais e processos) com doutrina e propaganda do governo, que afirmam a sua inexistência, revelam um processo de disputa de memória. A memória do movimento dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil fica incompleta quando alguns períodos são estudados sob a perspectiva do silenciamento. Por meio de abordagem benjaminiana, o objeto é trabalhado a partir da problematização da necessidade e justificativa da iniciativa estatal de negar a greve em seu contexto histórico. Uma vez explicitado o potencial revolucionário grevista, exemplos são analisados para rever o alegado hiato do protagonismo operário no Estado Novo.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p127-142
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Por que falamos de Stonewall e esquecemos o WhK' A Ciência e o
           espaço da neutralidade como espaço do discurso conservador

    • Authors: Ana Lúcia Rodrigues Gama Russo, Tatiana Rodrigues Gama Russo
      Pages: 143 - 166
      Abstract: O objetivo deste artigo é proporcionar uma discussão acerca da construção da memória dos movimentos de emancipação homossexual e dos pioneiros da ciência sexual na Alemanha, desde o século XIX até 1933, com a ascensão do nazismo como força política hegemônica. Questionando o paradigma da neutralidade científica, busca-se argumentar que esta referida imparcialidade é, na verdade, uma forma escamoteação dos pressupostos sobre os quais a ciência, em realidade se constrói. Entendendo a prática científica como um fazer político, histórico e social é possível entrever que este relativo espaço de neutralidade é, verdadeiramente, um espaço para o discurso conservador.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p143-166
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • A industrialização do fumo e o capital estrangeiro numa comunidade de
           imigrantes alemães no sul do Brasil (Santa Cruz do Sul, 1918-1976)

    • Authors: Andrius Estevam Noronha
      Pages: 167 - 180
      Abstract: Esse trabalho aborda um estudo sobre a trajetória da indústria fumageira de uma comunidade de imigrantes alemães no sul do Brasil, mais especificamente o Município de Santa Cruz do Sul, localizado a duzentos quilômetros de Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul. O recorte temporal dessa análise está situado entre os anos de 1918, período de consolidação da indústria fumageira local, até 1976, contexto que parte importante dessas empresas acabaram sendo incorporadas ao capital estrangeiro. Para entender como ocorreu esse processo faremos a análise do processo de consolidação da indústria fumageira local; em seguida, uma descrição das relações entre a comunidade e o capital estrangeiro; por fim, uma síntese do processo de internacionalização da indústria do fumo de Santa Cruz do Sul.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p167-180
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • “Casamentos illegitimos diante da hygiene”: raça, gênero e
           sexualidade na produção científico-intelectual, século XIX

    • Authors: Raick de Jesus Souza
      Pages: 181 - 198
      Abstract: O objetivo principal do presente artigo é examinar as concepções de raça, gênero e sexualidade em circulação na produção científica da Faculdade de Medicina da Bahia, para isso tomaremos como base a tese Casamentos illegitimos diante da hygiene, de autoria de Luiz Ignacio Pimentel, apresentada no ano de 1864. Além disso, veremos os usos e significados assumidos pelas mesmas ideias na produção científica de outros médicos da mesma instituição e de alguns intelectuais brasileiros ligados a imprensa periódica. Ao fim, espera-se demonstrar a partir das concepções da história intelectual, como foram sendo constituídos as assimetrias de forças entre os grupos étnicos-raciais, os gêneros e em suas relações afetivas e sexuais.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p181-198
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • A história não ensinada sobre a ditadura civil-militar: reflexões sobre
           pesquisa e ensino no contexto amapaense

    • Authors: Júlia Monnerat Barbosa, Maura Leal da Silva
      Pages: 199 - 215
      Abstract: Este texto parte de nossas experiências como professoras de História (primeiro da educação básica e depois da educação superior), como membros do colegiado da Comissão Estadual da Verdade do Amapá (CEV-AP) e como pesquisadoras do Grupo de Pesquisa Democracias e Ditaduras da Unifap. Seu objetivo principal é compreender o papel que o ensino de História pode e deve exercer dentro de um contexto mais amplo de políticas públicas voltadas para a manutenção da democracia. Metodologicamente escolhemos fazer essa discussão a partir de dois balanços: na produção historiográfica sobre o tema da Ditadura Civil-Militar amapaense e nas potencialidades das pesquisas desenvolvidas pela Comissão Estadual da Verdade do Estado do Amapá para o ensino de História. Ambos os caminhos convergem à constatação de que a pouca produção existente sobre esse tema localmente e o fato de as informações levantadas pela CEV-AP ainda permanecerem em circulação restrita dificultam bastante as possibilidades de desenvolvimento mais aprofundado da temática na educação básica. Este artigo pretende servir como um balanço de fontes (primárias e secundárias) como forma de subsidiar professores e professoras de História nas escolas do Amapá a pensar a Ditadura a partir de personagens, temáticas e processos próprios.
      PubDate: 2021-02-13
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p199-215
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • História e memória das greves do magistério público estadual paulista
           – 1970/1980

    • Authors: Elaine Lourenço
      Pages: 217 - 232
      Abstract: As décadas de 1970 e 1980 representam um período de grande expansão do sistema escolar. Em São Paulo, na rede pública estadual, isto não foi diferente: cresceu o número de escolas, assim como cresceu o número de professores e de alunos. Houve também uma crescente desvalorização da profissão e mudanças na identidade docente. Neste cenário ocorrem inúmeras greves de professores, que se aproximam do que foi chamado “novo sindicalismo”. Este é o contexto histórico com o qual o presente texto dialoga, por meio da História Oral, com as memórias de docentes que atuaram no magistério público estadual paulista, à procura de buscar a diversidade de percepções de uma mesma realidade turbulenta. Todos estes elementos interferem na cultura escolar, ao alterar tempo e espaços escolares. Tais relatos expressam diferentes formas de se relacionar com a profissão e suas práticas, ou, em outras palavras, a complexidade do “ser professor”.
      PubDate: 2021-02-13
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p217-232
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Quando o negacionismo vai a júri: um filme sobre liberdade de expressão
           e agressão à democracia

    • Authors: Piergiuseppe Parisi, Laíze Gabriela Benevides Pinheiro
      Pages: 233 - 236
      Abstract: Quando a oportunidade de escrever uma resenha sobre Negação (Denial) (2016) para esta revista se apresentou, perguntei-me qual seria a relevância desse filme no contexto específico do Brasil hoje. Além disso, compartilhar esse espaço com um colega que esteve na vanguarda dos protestos sociais que encheram as ruas do Rio de Janeiro levantou uma discussão sobre minha perspectiva eurocêntrica.
      PubDate: 2021-02-12
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p233-236
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
  • Entrevista com Lená Medeiros de Menezes

    • Authors: Amanda André Mendonça, Pâmella Santos dos Passos
      Pages: 237 - 242
      PubDate: 2021-02-13
      DOI: 10.18468/fronteiras.2020v7n2.p237-242
      Issue No: Vol. 7, No. 2 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 18.204.2.231
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-