Publisher: Universidade Federal do Amapá   (Total: 10 journals)   [Sort alphabetically]

Showing 1 - 10 of 10 Journals sorted by number of followers
Biota Amazônia     Open Access   (Followers: 5)
Fronteiras & Debates     Open Access   (Followers: 2)
Ciência Equatorial     Open Access   (Followers: 1)
Estação Científica (UNIFAP)     Open Access   (Followers: 1)
IAÇÁ : Artes da Cena     Open Access   (Followers: 1)
Science and Knowledge in Focus     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Administração Geral     Open Access  
Planeta Amazônia : Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas     Open Access  
Letras Escreve     Open Access  
PRACS : Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
PRACS : Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 1984-4352
Published by Universidade Federal do Amapá Homepage  [10 journals]
  • Capa e sumário - Vol. 13, N. 4 (2020)

    • Authors: David Junior de Souza Silva
      Pages: 01 - 06
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Editorial - Vol. 13, N. 4 (2020)

    • Authors: David Junior de Souza Silva
      Pages: 07 - 09
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Apresentação do Dossiê: Ensino de ciências jurídicas:
           transversalidades epistêmicas e convergências contextuais

    • Authors: Cora Hisae Monteiro da Silva Hagino, Rodolfo Liberato de Noronha, Tiago de García Nunes, Bruno de Oliveira Rodrigues
      Pages: 11 - 14
      Abstract: O presente Dossiê é um esforço interdisciplinar para pensar as interseções entre o campo da educação e das ciências sociais, com peculiar interesse nas disposições estratégicas do ensino em ciências sociais aplicadas e nas interfaces do ensino jurídico.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • O ensino do Direito sob uma perspectiva transidentitária

    • Authors: Bianca Figueira Santos, Giowana Cambrone Araújo
      Pages: 15 - 34
      Abstract: As questões de gênero e sexualidade, especialmente as destoantes da maioria hegemônica, desde sempre povoaram o imaginário humano, sendo definidas e qualificadas, há até bem pouco tempo, como desvios comportamentais, como promiscuidade, por vezes, parafilias. Quando abordamos a especificidade transexual no contexto do ensino do Direito, através da perspectiva de abordagem autoetnográfica, vivenciada por uma das autoras,  como pessoa trans estudante de Direito em nível de graduação e, depois de pós em estrito senso, e pela coautora, como advogada e professora trans, ambas no vinculadas a escolas tradicionais de Direito do Rio de Janeiro. O trabalho busca ressignificar a relação entre objeto e observador, ressaltando a importância desta interação e da experiência pessoal da autora e coautora como forma de construção do conhecimento. O texto, sob esse prisma, possui um caráter desafiador, pois rompe com paradigmas esperados pelo imaginário popular que vislumbra tais personagens apenas ocupando parcos espaços sociais, nas esquinas das noites escuras das grandes cidades. O trabalho, portanto, apresenta como objetivo geral a abordagem sobre as emblematicidades e especificidades do ensino do Direito por profissionais transexuais, sob a perspectiva do docente e do discente, esta última, em uma abordagem autoetnográfica, no contexto relacional a uma pedagogia do oprimido.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Para além dos esteriótipos: uma reflexão sobre os padrões sociais de
           homens gays na docência jurídica

    • Authors: Thiago Opolski
      Pages: 35 - 44
      Abstract: Os estereótipos estabelecem diversos rótulos no imaginário social que geram diversas discriminações a homens homossexuais, uma delas pode ser identificada como algumas barreiras no exercício de atividades intelectuais, como a docência jurídica. Essa concepção pode ser atribuída a valores baseados na heteronormatividade amplamente divulgados em espaços sociais e na mídia. Além disso, o sistema capitalista se beneficia das normas de gênero e sexualidade estabelecidas como padrões fundamentais para seu desenvolvimento e manutenção. Importante refletir sobre as exclusões e limitações criadas contra homens gays por estarem fora dos padrões sociais que são construídos historicamente e reforçados ao longo do tempo.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Dinâmicas de exclusão das mulheres nas profissões jurídicas: um
           paralelo entre as docentes e as magistradas

    • Authors: Nathalya Royer
      Pages: 45 - 67
      Abstract: Da primeira mulher que pôde atuar em uma profissão jurídica, na função de advogada (1899), perpassando pela primeira magistrada (1939), até a primeira docente mulher (1960), mais de meio século foi percorrido. Nos seus corpos elas traziam apenas uma marca da diferença, que não se tratava da raça/etnia, da classe social, nem da orientação sexual. A única discrepância do padrão dominante era o fato de não serem homens. Apesar disso, das pioneiras até o processo de feminização das profissões jurídicas, que ocorreu na década de 1990, um século se passou. Mesmo com a maior participação das mulheres, tanto na carreira da magistratura quanto na docência, existem barreiras que as impedem de ascender aos cargos mais altos. Neste sentido, a inserção feminina nestas profissões pode ser comparada com uma espécie de casa piramidal: uma vez que as mulheres (geralmente brancas) conseguem adentrar nos níveis inferiores da carreira, mas no topo – ou seja, quanto maior o grau hierárquico –, a sua presença se torna mais escassa, sendo barrada pelo teto de vido. Esta segregação hierárquica de gênero – acrescento também a segregação étnico-racial –, conhecida como teto de vidro, revela um comando masculino e branco, bem como uma subalternidade feminina e negra. Apesar das dinâmicas de exclusão das mulheres nas profissões jurídicas apresentarem algumas semelhanças, fazendo com que existam entrecruzamentos entre a docência – principalmente nas universidades públicas – e a magistratura, estas são múltiplas, complexas, profundas e muitas vezes invisibilizadas. Assim, o foco deste ensaio será em dois fatores que corroboram com o afastamento das mulheres e das diferenças interseccionalizadas do topo da carreira jurídicas: a ideologia da neutralidade profissional e a ideologia do mérito (meritocracia), que obscurecem a predileção pelo masculino, ao tratarem a competência e a expertise enquanto neutras e objetivas.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Educação jurídico-animalista como prática transformadora das
           relações entre animais humanos e não-humanos

    • Authors: Evelym Pipas Morgado, Luiza Alves Chaves, Rafael Ven Erven Ludolf
      Pages: 69 - 88
      Abstract: É latente que as relações que se estabelecem entre animais humanos e não-humanos se fazem com base em um processo de hierarquização e subalternização. Nesse sentido, o presente texto pretende apresentar propostas para reavaliação dessas relações, tecendo uma análise sobre o papel da educação jurídica como instrumento de transformação e ressignificação dessas relações.  Nesse sentido,buscou-se entender a educação como agente de transformação social, bem como o papel do Direito e do ensino jurídico no estabelecimento e principalmente no reforço de opressões sociais. Para tanto, foi realizado uma análise bibliográfica crítica acerca do tema. 

      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Um curso de Direito para quilombolas e ribeirinhos: e pode isso'
           Experiência do PRONERA no Pará

    • Authors: Lílian Regina Furtado Braga
      Pages: 89 - 101
      Abstract: O presente trabalho pretende discutir a implantação de cursos de Direito para populações tradicionais na Amazônia, a partir do Programa Nacional de Educação para Reforma Agrária – PRONERA, política pública desenvolvida pelo Instituto de Colonização e Reforma Agrária – INCRA. Tendo como metodologia de trabalho a observação participante, a análise de documentos e revisão de bibliografia, se identificam os desafios de planejar e instalar um curso superior que precisa ser executado a partir da pedagogia da alternância, quebrando a lógica política e econômica neo liberal de que curso de Direito não poderia atender populações tradicionais. O PRONERA foi a estratégia encontrada pelos movimentos sociais do Baixo Amazonas, para incluir na pauta de demandas dos cursos para a região, o curso de Direito.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Educação jurídica e experiências populares: a ressignificação de
           como ensinar e compreender o Direito a partir dos sujeitos coletivos

    • Authors: Geraldo Miranda Pinto Neto, Marília Freitas Lima
      Pages: 103 - 116
      Abstract: Resumo: O presente trabalho tem por objetivo a análise de como experiências pedagógicas contra-hegemônicas, construídas com os sujeitos coletivos de direito, podem contribuir para se (re)pensar o ensino jurídico. Para tanto, se adotará, metodologicamente, estudo bibliográfico sobre a temática do ensino jurídico, com o referencial teórico de O Direito Achado na Rua, conjuntamente com a descrição de experiências emancipatórios. Traçará, portanto, um panorama sobre o modelo de educação jurídica, tradicionalmente estabelecido, a partir da descrição de suas principais características: a unidisciplinaridade, o dogmatismo, a descontextualização, o mercantilismo e o tecnicismo. Avançando neste debate, apresentará experiências contra-hegemônicas, tais como a Especialização em Direitos Sociais do Campo (PRONERA) e os Estágios Interdisciplinares de Vivência (EIVs). Sendo assim, se pretende articular experiências pedagógicas aliadas aos sujeitos coletivos de direito e como é possível construir um estudo jurídico com pilares emancipatórios.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • O Judiciário como palco: a formação performática do
           jurista

    • Authors: Mara Magda Soares, Bruno de Oliveira Rodrigues
      Pages: 117 - 132
      Abstract: Este trabalho pretende discutir e desenvolver uma reflexão crítica e interdisciplinar sobre o papel do direito penal midiático, através de julgamentos de grande repercussão, no processo de reprodução da mão-de-obra jurídica na acadêmica jurídica. O objetivo é pensar a formatação do ensino jurídico nas escolas de direito proporciona a construção de um profissional que reflete sobre a função social do direito e reconhece padrões mínimos de uma ética de respeito e reconhecimento ao outro, ainda que este porte signos de repulsa e represente um violador do pacto contratual de fundação social. Com isto vamos analisar um caso específico, que ganhou notoriedade e que permite-nos refletir aspectos de repetição e reprodução social de um habitus comum na seara jurídica nos palcos dos tribunais do júri, que é a agressividade verbal e a desacreditar o outro imotivadamente enquanto parte do processo de subjetivação e como estas práticas internalizam e se replicam nas escolas de Direito.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • O papel da pós-graduação stricto sensu para o ensino jurídico
           brasileiro no contexto da globalização neoliberal

    • Authors: Carlos Renan Moreira Bretas
      Pages: 133 - 151
      Abstract: O presente artigo analisa as consequências do fenômeno da transnacionalização do ensino no contexto da globalização neoliberal e seus impactos nos cursos de Direito. Trata-se de uma pesquisa aplicada, predominantemente exploratória e explicativa que, a partir do método hipotético-indutivo, busca alcançar os seguintes objetivos: apresentar as discussões (1) sobre o papel da universidade diante dos anseios de Estado no contexto da globalização neoliberal, (2) discutir o método aplicado ao ensino jurídico no Brasil, (3) apresentar as reformas curriculares realizadas nas últimas décadas, (4) expor brevemente como se deu a expansão dos cursos de pós-graduação no Brasil, a partir da segunda metade do século passado, (5) assim como abordar as críticas feitas ao modelo de pós-graduação stricto sensu no Direito. A pesquisa chegou à conclusão que o paradigma neoliberal coloca em discussão o papel exercido pelas universidades, indicando que tais instituições sirvam a interesses orientados para o mercado. Corolário desse paradigma, diversas críticas são dirigidas à forma de financiamento e administração das universidades. No âmbito do ensino jurídico brasileiro, constatamos que diversas reformas foram realizadas nos currículos dos cursos de graduação, que ora buscavam um modelo de ensino mais dogmático e ora, um currículo mais crítico em relação aos problemas sociais do país. Já no campo da pós-graduação, verificamos que o modelo de pós-graduação stricto sensu profissional tem sido impulsionado em diversas áreas do conhecimento, desde a década de 1990, encontrando, porém, grande resistência no campo do Direito. Por fim, o artigo alerta para o risco que a produção de conhecimento científico gradativamente passe a atender interesses empresariais, em detrimento da sua função social.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • As origem das Escolas de Direito de Recife e São Paulo: a produção dos
           discursos jurídicos na primeira metade do século XIX

    • Authors: Bruno de Oliveira Rodrigues, Tiago de García Nunes
      Pages: 153 - 163
      Abstract: Trata-se de estudo que pretende explorar e revisitar a produção daquilo que chamou-se, na história do Brasil, de bacharelismo e, a partir disso, destacar o papel que estes ocuparam na produção de significado e de um circulo de poder a partir das Escolas de Direito. Um ideal pseudo-liberal ocupou o cenário da produção das ideias, o qual, aliado a um autoritarismo relacionado a aristocracia rural, predominou na primeira metade do século XIX, orientando a produção do discurso e da ideologia estatal/social dominante. O bacharel das Escolas de Direito em São Paulo e Recife são o tipo social que reivindica a condução da máquina administrativa e do cenário político em formação, assegurando processos de reprodução e reformulação da classe dominante na primeira metade do século XIX, e até depois. 
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • A reprodução social na educação: um estudo sobre currículo, pedagogia
           e avaliação

    • Authors: Cora Hisae Hagino
      Pages: 165 - 179
      Abstract: A presente pesquisa tem como objeto de estudo a educação como fenômeno de reprodução social e cultural. Nesse sentido, a educação é uma relação de poder e controle social. O objeto desta pesquisa é interdisciplinar, envolvendo sociologia e educação. O objetivo principal é analisar a educação com foco nos códigos educacionais: currículo, pedagogia e avaliação. Este estudo analisa a teoria dos currículos, enfatizando a teoria crítica e pós-crítica, a fim de compreender como o currículo é produzido em diferentes contextos, gerando diferentes formas de organização do conhecimento. A pedagogia será estudada através de suas práticas organizacionais e comunicativas e a partir daí analisarei como se constitui a transmissão da ação pedagógica e como ocorre a produção de uma aquisição seletiva. A avaliação, seja centralizada no processo de ensino ou nos resultados, sendo um importante objeto de estudo para a análise da transmissão do conhecimento. Nesta investigação, observou-se que mais do que ensinar conhecimentos, a educação é uma forma de dominação pedagógica que ajuda a manter a ordem e o status quo dominante na sociedade. 
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • A concentração socioeconômica e os ciclos de exploração dos recursos
           naturais no Estado do Amapá

    • Authors: Alexandre Luiz Rauber, Manuel Eduardo Ferreira
      Pages: 181 - 200
      Abstract: Esta artigo se dedica ao estudo sobre o comportamento socioeconômico do estado do Amapá, a partir de indicadores como índice de Desenvolvimento Humano, (IDH), Produto Interno Bruto (PIB), dados demográficos, transferências comercial e balança comercial, entre outros, elementos estes que articulam na caracterização da exploração econômica pautada pela exploração de recursos naturais e a concentração populacional e econômica no eixo Macapá/Santana. Os procedimentos metodológicos foram desenvolvidos a partir seleção e formatação de dados quantitativos e qualitativos há nível estadual e municipal disponíveis para a série histórica 1991 e 2017, acessados no IBGE, Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil, Secretaria de estado da Fazenda do Amapá, Tesouro Nacional do Brasil, Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior e Serviços do Brasil, RAIS/CAGED, entre outros. Verificou-se que no período analisado uma distrofia demográfica e econômica, quando analisados os dados socioeconômicos –, consequentemente alimenta as desigualdades regionais. A região metropolitana de Macapá/Santana, aglutinam aproximadamente 80% do contingente populacional e econômico, essa concentração consiste em apenas um dos fenômenos que potencializam e realçam as desigualdades entre centro-periferia, consolidando-se como uma das características marcantes do desenvolvimento do Amapá.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • A Rua dos Pretos: identidade, cultura e resistência da juventude negra em
           Belém do Pará

    • Authors: Mailson Lima Nazaré, Raiane Pompeu Gomes, Assunção José Pureza Amaral
      Pages: 201 - 212
      Abstract: Neste trabalho analisamos as relações de sociabilidades de juventude negra em uma localidade denominada de “Rua dos Pretos” na cidade de Belém, Pará. A problemática racial, a identidade e a resistência da juventude negra a partir da afirmação de sua cultura é o objeto do estudo. Temos como objetivos investigar quais as principais manifestações culturais são realizadas na comunidade “Rua dos Pretos” que afirmam a identidade da juventude negra; as relações identidade e racismo, e como desenvolvem mecanismos de sociabilidade local que procuram resistir a preconceito e racismo. Realizamos pesquisa bibliográfica, descritiva e de campo; nos apoiamos em autores com Munanga (2004), Brandão (2009), Salles (2005), Rosseau e Reese (2009). Entre as principais conclusões apontamos: a comunidade apresenta traços de quilombo urbano com valorização e manutenção de costumes locais, identificamos que a juventude utiliza o reggae como manifestação cultural com elemento de interseção entre si, desenvolvendo práticas educativas de sociabilidades que contribuem, a partir de ações culturais, para afirmações identitárias.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • As condições da transnacionalidade na fronteira Amapá (Brasil) –
           Guiana Francesas (França)

    • Authors: Leone de Araújo Rocha, Marcus Cardoso
      Pages: 213 - 227
      Abstract: Neste artigo procuramos lançar um olhar sobre a fronteira Amapá (Brasil) – Guiana Francesa (França) que privilegie um aspecto pouco trabalhado até então nos diversos estudos realizados sobre essa fronteira, o aspecto da transnacionalidade. Nesta abordagem, consideramos que os fenômenos transnacionais permeiam o fluxo migratório acionando redes simultâneas entre os dois territórios nacionais que movimentam pessoas, mercadorias, autoridades políticas, entre outros, remodelando as relações transfronteiriças principalmente quanto ao papel do Estado em ambos os países bem como, mais especificamente, a inserção dos brasileiros na cultura guianense francesa. O presente trabalho foi realizado mediante pesquisa bibliográfica envolvendo tanto os fundamentos teóricos par a análise bem como a leitura de material sobre a fronteira em questão, privilegiando as bibliografias que se aproximam de uma etnografia, fornecendo dados concretos sobre o modo de vida dos brasileiros num fluxo constante que vai além dos limites fronteiriços. Como principal conclusão, atestamos que a transnacionalidade, longe de ser apenas um efeito do fluxo migratório, condiciona e modela esse fluxo, fazendo com que características relevantes como reforçamento do controle francês sobre e os imigrantes e a existência de uma comunidade transnacional de brasileiros na Guiana Francesa sejam consequências da transnacionalidade.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • A fronteira franco-brasileira e suas implicações na implementação de
           políticas públicas em segurança

    • Authors: Alex de Lima Santos, Alex Lorran Silva Santos
      Pages: 229 - 243
      Abstract: Resumo: O presente estudo visa analisar a efetividade das políticas públicas de segurança e defesa social para fronteira Franco-brasileira, levando em consideração os programas institucionais voltados para essa área. O estudo ésta estruturado em três seções, em que na primeira, são abordados aspectos relacionados a compreender a dinâmica do espaço geográfico relacionado a área de  fronteira e a políticas públicas em segurança;  na segunda se analisa as estratégias e políticas adotadas pelo governo federal brasileiro; e na terceira, busca-se identificar os principais fatores que contribuem para o aumento da criminalidade no município de Oiapoque. Os resultados preliminares apontam que existe uma grande distância entre o cotidiano desse ente fronteiriço tucuju e o planejado nos gabinetes ministeriais. Para isso, foi realizado levantamento bibliográfico e trabalho de campo como suporte metodológico.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Ler/escrever Frantz Fanon: problematologias da situação colonial

    • Authors: Cesar Leonardo Van Kan Saad
      Pages: 245 - 267
      Abstract: O presente trabalho constitui-se num exercício de leitura a partir da produção intelectual de Frantz Fanon (1925-1961). Para tanto, me vali de seus textos a fim de interrogar as prerrogativas filosóficas e epistemológicas em torno do conceito de situação colonial. Nesse sentido, tomei os quatro livros publicados do autor, a saber: Pele negra, máscaras brancas (1952), Sociologia de una revolución (1959), Em defesa da revolução africana (1964) e Os condenados da terra (1961), e estabeleci um exercício de história intelectual a fim de explorar a estrutura interna do argumento de Fanon em torno das implicações do colonialismo, a partir de seus diagnósticos nas referidas obras. Nesses termos, a presente investigação tem por horizonte aventar sobre as redes de problemas que estão na tessitura enunciativa do conceito de situação colonial.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Émile Durkheim e Marcel Mauss: (des)associações da teoria clássica com
           o campo afro-religioso

    • Authors: Lorran Lima
      Pages: 269 - 280
      Abstract: O texto apresentado articula-se diante uma reflexão em torno da teoria de Émile Durkheim e Marcel Mauss acerca das temáticas religião e magia. Reconhecendo a importância da teoria clássica. O texto reflete sobre as possíveis relações e divergências das respectivas teorias com o campo afro-religioso. Elaborado a partir de uma breve revisão bibliográfica associada à experiência da pesquisa etnográfica em terreiros de Candomblé e Umbanda na cidade de Macapá-AP. O artigo possibilita pensar que ao mesmo tempo em que a produção clássica serve para fornecer um suporte durante as interpretações em campo, essa deve ser relacionada com cuidado respeitando as singularidades de cada cultura.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • O conceito “indivíduo” na acepção liberal: notas críticas a partir
           da abordagem marxista

    • Authors: Henrique Leão Coelho, Wesley Fernando Rodrigues de Sousa
      Pages: 281 - 305
      Abstract: O breve artigo pretende uma abordagem crítica frente à acepção liberal de “indivíduo”, herança continuada pelo liberalismo econômico do séc. XVIII e XIX. Dessa feita, ainda que persevere de forma hegemônica a ideologia individualista, o sujeito não existe de per si no sentido estrito, mas engendrado em uma relação social que o forja enquanto membro de uma sociabilidade específica donde emergem seus reconhecimentos e respostas para a vida social. A vida individual só pode ser entendida a partir do modo de produção pelo qual ele está inserido, revelando a subjetividade como parte das entificações articuladas em nexos e relaçoes apreensíveis, isto é, indivíduo que não pode ser afirmando de modo autogenético. Para ratificar essa correção da apreensão da individualidade, procuraremos os termos marxianos e marxistas que demonstram, no escrutínio da objetividade, a forja da individuação pelo acento social, respaldado, portanto, sempre em formas específicas de organização social. Assim, remeteremos à categoria “indivíduo” como é tomada hegemonicamente - como ente autoposto - como uma abstração arbitrária ideologicamente direcionada. Portanto, partindo da categoria de historicidade, o escopo é, então, demonstrar como o sujeito se forma no interior da sociabilidade humana.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Entre o Kula e a Dádiva: confluências e de divergências entre duas
           categorias de pensamento

    • Authors: Amaro Xavier Braga JR
      Pages: 307 - 315
      Abstract: O trabalho, constituído de forma ensaística, se estrutura a partir da análise bibliográfica, de base hermêutica, de dois dos conceitos mais famosos e recorrentes nos estudos clássicos de teoria antropológica: a instituição do Kula, estudada por Bronislaw Malinowski, na Escola Britânica e os estudos sobre a Dádiva efetuados por Marcel Mauss na Escola Francesa, apontando as diferenças e semelhanças entre as duas abordagens. Propõe que há uma interpelação de base econômica em que ambos atuam no movimento das dinâmicas sociais do grupo, com a ressalva que todo e qualquer sistema de troca tem valor comercial, mas que não são absolutos e nem deve reduzir o fenômeno ao mercantilismo; e, posteriormente, no estabelecimento simbólico, dos valores de troca; e se distanciam na percepção da ideia de posse sobre o bem e de como este bem conduz o prestígio e as regras sociais que regulam as trocas.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • O “Nós Propomos”: plataforma pontencial para a viabilização da
           Agenda 2030 no Tocantins, Brasil

    • Authors: Maria da Vitoria Costa e Silva, Tatiana de Oliveira Sousa, Sandra Franklin Rocha Viana
      Pages: 317 - 329
      Abstract: Este estudo buscou examinar se o projeto Nós Propomos, do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade Lisboa – Portugal, pode se constituir em uma plataforma de viabilização da Agenda 2030 no Tocantins. A metodologia qualitativa, além da análise de conectivos teóricos interdisciplinares, perpassou pela observação do trabalho de extensão da Universidade Federal do Tocantins (UFT), que tem aplicado essa proposta no âmbito das escolas públicas de ensino médio no município de Palmas, capital do Tocantins. Os resultados evidenciaram que o projeto Nós Propomos pode ser um mecanismo potencial à viabilização da Agenda 2030 no Estado. A conclusão foi que a extensão universitária, ao trabalhar o Nós Propomos nas escolas públicas, pode aproximar os jovens das comunidades locais e estimular a participação democrática à consecução dos objetivos de desenvolvimento sustentável no Tocantins.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Sempre em cima dos fatos: a produção de agenciamentos e experiências
           mediadas por dispositivos móveis

    • Authors: Ana Graciela Mendes Fernandes da Fonseca Voltolini, Cláudia Maria Arantes de Assis Saar, Roberta Scheibe
      Pages: 331 - 343
      Abstract: A partir de um relato de experiência e do conceito de cidadania, este artigo propõe uma reflexão acerca das práticas sociais e agenciamentos que jovens protagonizam através de uma rádio e de dispositivos como celulares e smartphones. No Amapá, estado com o maior número de acessos à internet por meio do telefone celular, os jovens formam uma geração pautada na convergência midiática e nas redes sociais digitais, mediadas por dispositivos móveis, onde quase não há espaço para o computador e e-mail, por exemplo. Deste modo, propomos entender esta relação agenciada dos jovens com o smartphone, a partir de práticas narrativas dos alunos de uma escola pública, de Macapá, capital do estado do Amapá.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Reformas liberais e a dinâmica recente do mercado de trabalho no
           Brasil

    • Authors: Mariane Freiesleben, Alex Pizzio da Silva, Waldecy Rodrigues
      Pages: 345 - 358
      Abstract: Este artigo analisa a dinâmica recente do mercado de trabalho no Brasil, tendo como ponto basilar as modificações nas leis desde 2017, e sua intensificação em 2019 com a implantação da Lei nº13.874, chamada da lei da liberdade econômica. Pretende-se, principalmente, identificar os desafios a serem enfrentados com essas reformas trabalhistas, e os sentidos assumidos pelo trabalho informal. Os principais resultados da análise realizada apontam que a flexibilização e a simplificação implantadas podem resultar num inchaço do mercado de trabalho com baixa retração financeira para a classe que vive do trabalho. As medidas adotadas pelo Estado brasileiro podem asfixiar o nível socioeconômico aprofundando menores condições econômicas para o trabalhador.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Crime organizado e violência: os desafios políticos do controle de
           práticas ilícitas na América Latina

    • Authors: Daniel Chaves de Brito
      Pages: 359 - 374
      Abstract: A América Latina, segundo estudos apresentados por instituições multilaterais como o United Nations Officce on Drugs and Crime (UNODC) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e outras instituições de pesquisa como o Instituto Igarapé, é a região do planeta que vem apresentando os maiores índices de violência. Ela é um instrumento que acompanha o processo de integração ao sistema capitalista global. E, assim, ao longo dos últimos cinco séculos, é palco de diversas modalidades de violência, que vem justaposta às práticas econômicas desenvolvida na região. A proliferação desses mercados ilegais podemos apontar, está numa espécie de paralelismo entre o Estado e as organizações criminosas que atuam submersas aos mercados legais. Em toda a história da formação dos estados nacionais na América Latina percebe-se a dificuldade de conceber uma estrutura capaz de impor os meios legais de uma ordem que venha a definir a hegemonia da legitimidade do monopólio da violência. Por essa razão a violência difusa prolifera ante a fraqueza do Estado. Para refletir sobre esta questão se dividiu em duas partes esta análise. Primeiramente, apresenta-se um quadro da recrudescente violência nos países latino americanos, no âmbito dos interesses e das atividades das organizações criminosas; em seguida, expõe-se os desafios da política de repressão, sobretudo o papel que exerce a política de guerra às drogas implementadas pelos Estados Unidos ao longo do século XX.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Responsividade da mídia regional durante a elaboração do Plano Estadual
           de Resíduos Sólidos do Tocantins

    • Authors: Lucas Braga da Silva
      Pages: 375 - 388
      Abstract: Para a elaboração do Plano Estadual de resíduos sólidos do Tocantins, o governo instituiu três mecanismos de participação social: oficinas técnicas, audiências públicas e o seminário estadual de resíduos sólidos. Assim, a pesquisa tem como objetivo verificar em que medida os veículos da mídia regional destacaram os processos de participação social, instituídos para a elaboração deste plano. Em termos metodológicos, a pesquisa adotou a análise do conteúdo de 64 textos jornalísticos. Os resultados e discussão demonstram que nem sempre a mídia agendou assuntos relacionados aos momentos participativos instituídos pelo governo deste estado. Nota-se, portanto, que a mídia regional contribuiu ainda que de modo superficial para a mobilização da sociedade tocantinense para participar desta arena de debates. Contudo, a mídia assume papel relevante pelo fato de contemplar a informação a vários atores e sobre contextos sociais variados que tratam de uma determinada causa.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • A valorização de conhecimentos do idoso na família e na sociedade
           brasileira: tradição e cultura em debate

    • Authors: Alexandre António Timbane, Juvani dos Santos Dorea
      Pages: 389 - 404
      Abstract: Vivemos numa sociedade em que o papel do idoso vem se degradando ao longo dos tempos resultado em grande parte da mudança social e da perda de valores culturais e tradicionais. A população brasileira atingiu 208,4 milhões de habitantes em 2018. Cerca 13% dessa população é idosa e este número dobrará para 32% em 2060, segundo IBGE. A pesquisa visa (i) explicar a relação entre os saberes culturais e a transmissão por meio da oralidade; (ii) incentivar a melhoria da qualidade de vida dos idosos através da divulgação dos seus direitos e sua inclusão na vida social e; (ii) resgatar a convivência leal e respeitosa entre idosos e seus familiares. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica que busca através de dados e fundamentos teóricos explicar um fenômeno. Trazendo dados do Brasil e de São Francisco de Conde se conclui que apesar da existência de Leis e Decretos os idosos ainda estão desprotegidos porque falta a aplicação prática desses instrumentos. A família e a sociedade têm um papel importante na proteção e na valorização dos conhecimentos dos idosos em favor de uma educação moral dos jovens e adolescentes. O lugar do idoso não é o asilo nem na casa de repouso. O lugar do idoso é na família que o próprio idoso formou com sacrifício ao longo dos anos de carinho, amor e trabalho.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • “Igreja e Germanidade estão ligados na vida e na morte” a
           articulação do pastor luterano alemão Wilhelm Rotermund no fomento da
           etnicidade teuto-brasileira

    • Authors: Fernando Diehl
      Pages: 405 - 426
      Abstract: Este artigo visa analisar escritos do pastor doutor Wilhelm Rotermund, que atuou no Rio Grande do Sul a partir de 1875 e sua respectiva influência nos processos subjetivos que produziram a experiência e a formação da identidade teuto-brasileira. Foi escolhido Wilhelm Rotermund por ser um caso empírico de pastor luterano alemão empenhado na articulação e propagação da Deutschtum nas colônias teuto-brasileiras. Como metodologia utilizou-se de documentos, para isso foi realizada a análise de conteúdo nos almanaques Kalender für die Deutschen in Brasilien; Deutsche Post e; Deutsche Evangelische Blätter für Brasilien compilados em uma obra. As categorias para verificar este fenômeno social foram estabelecidas a partir do conceito de etnicidade, que visa analisar a dimensão subjetiva das ações sociais e a mobilização que os atores de um grupo étnico fazem acerca de sua ascendência cultural e o significado que eles atribuem a esta. Com a análise documental foi possível constituir a base do processo sócio-histórico que desencadeou na produção da fronteira de diferenciação da etnicidade teuto-brasileira. A partir da atuação dos pregadores alemães em prol da manutenção da identidade étnica, sendo um dos, não o único, elemento normativo que possibilitou aos teuto-brasileiros constituírem vínculos de pertencimento.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Sonhos de prosperidade e esperança: vidas em Sintonia nos universos das
           culturas periféricas de São Paulo

    • Authors: Marco Aurélio da Conceição Correa, Elaine Sotero
      Pages: 427 - 440
      Abstract: A série Sintonia da plataforma de streaming Netflix contra sobre a vida de três amigos de infância – Doni, Nando e Rita – em uma favela da periferia de São Paulo. Através de seus desejos e frustrações narrados na série, buscamos aqui promover algumas reflexões sobre as dinâmicas da vida periférica. Criada pelo pioneiro Kondzilla a série segue a visão inovadora sobre as ambições na vida do funk, do tráfico e da fé. Encontramos na trajetória de Doni algumas questões para se pensar o funk como criação em diáspora contrária a uma estética elitista (HALL, 2003); para Nando atentamos o direito de viver em um estado de exceção e repressão que é a vida na favela (MBEMBE, 2015); e em Rita pensamos em como a fé é um agente de promessas de esperanças e prosperidade para a periferia (ALMEIDA, 2017).
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Desigualdade regional como ameaça à segurança e defesa
           entre 2005 e 2016

    • Authors: Wilson Bento Figueiredo Filho
      Pages: 441 - 461
      Abstract: Este artigo tem por objetivo relacionar desigualdade econômica regional, desenvolvimento sustentável, defesa e segurança através de um modelo simplificado da realidade, o jogo social, formado pelos conceitos de atores e instituições para descrever as limitações institucionais do Estado brasileiro no enfrentamento das desigualdades regionais, tomando como marco temporal a promulgação da Política Nacional de Defesa em 2005, passando por suas atualizações de 2012 e 2016. Sua hipótese pode ser expressa a partir da seguinte afirmação: a Política Nacional de Defesa (PND) e a Estratégia Nacional de Defesa (END) fazem referências diretas ao desenvolvimento sustentável e, indiretamente, à desigualdade. No entanto, a matriz institucional brasileira legitima comportamentos que dificultam o seu enfrentamento. Neste caso, a permanência da desigualdade regional pode ser descrita como ameaça potencial à segurança e defesa. Para sustentar a hipótese proposta são expostos dados secundários referentes ao PIB estadual (PIB e PIB per capita) e alguns trechos das versões da Política Nacional de Defesa (PND) e da Estratégia Nacional de Defesa (END).
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Ascensão da extrema-direita e reconstrução do campo
           progressista no Brasil

    • Authors: Mauricio Mogilka
      Pages: 463 - 474
      Abstract: Este artigo faz uma análise da ascensão da extrema-direita no Brasil e do estado de coisas que se está estruturando com esta ascensão. Levanta as características do governo Bolsonaro nos seus 18 meses inicias de mandato. Analisa também a fragmentação e a fragilidade do campo progressista, processo que se inicia bem antes da ascensão da extrema-direita. A partir deste contexto, discute as possibilidades de reconstrução do campo progressista dentro de uma perspectiva ético-política-teórica dialógica, basista e humanista, própria ao paradigma da educação popular.O artigo conclui apontando que a reconstrução do campo progressista passa pela modificação das relações campo progressista/população; pela superação da desunião das organizações progressistas; e pelo desenvolvimento de novas atitudes entre os atores políticos do campo progressista. ABSTRACT:This article analyzes the arise of the extreme-right in Brazil and of the reality that is structuring with this arises. The article shows the characteristics of the Bolsorano government in this 18 months of during. Analyzes also the fragility and fragmentation of the progressist field, process beginner before of the arises of the extreme right. The article makes a discussion of the possibilities of the reconstruction of the progressist field, using the political and ethic ideas of the humanist paradigm oh the popular education. The text concludes showing that the reconstruction of the progressist field depends of the transforming of the relationships between the field and the popular groups; by the overcoming of fragmentation of the progressist organizations; and by development of news attitudes in the political actors of the field.   Key-words: extreme right; complexity; progressist field; dialog between left and popular groups
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • O apagão no Estado do Amapá em novembro de 2020: entrevista com
           o professor Paulo Cambraia

    • Authors: David Junior de Souza Silva, Emilly Patricia Dos Santos Barbosa
      Pages: 475 - 480
      Abstract: Esta entrevista é sobre o apagão energético no estado do Amapá, ocorrido em novembro de 2020. O convidado para concessão desta entrevista é o professor Paulo Cambraia, professor do curso de História e presidente do Sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Amapá - SINDUFAP.Ao longo da entrevista, professor Paulo Cambraia discute as causas políticas do apagão e suas consequências sociais. A distinção nos impactos do apagão segundo as classes sociais. As ações dos movimentos sociais, entidades e coletivos para proteger as pessoas em relação ao apagão. Os diversos tipos de ações que foram realizadas pelos movimentos sociais como campanhas de arrecadação, doação de água, alimentos, protestos nas ruas. A solidariedade como força social. E os efeitos ainda sentidos do apagão em diferentes regiões do estado.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • A atuação do cientista social na Amazônia contemporânea: entrevista
           com a professora Marivânia Furtado

    • Authors: David Junior de Souza Silva, Kássia Cristina Neves de Oliveira
      Pages: 481 - 488
      Abstract: A cientista social e professora Marivânia Furtado tem dedicado suas pesquisas especialmente a temas ligados a aquilombamento, território, movimentos sociais e educação intercultural e às políticas públicas para comunidades tradicionais.Nesta entrevista, professora Marivânia Leonor de Souza Furtado discorre sobre a atuação do cientista social na Amazônia, como uma profissão definida por valores éticos e políticos específicos. Neste sentido, são abordados na entrevista a atuação do cientista social como profissional, como pesquisador, como técnico, como educador, e como agente defensor dos direitos humanos e da Constituição Federal. 
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • Amazônia: encruzilhada civilizatória – tensões
           territoriais em curso

    • Authors: William Lima Duarte Oliveira, David Junior de Souza Silva
      Pages: 489 - 494
      Abstract: Como o título sugere, a obra Amazônia: encruzilhada civilizatória – Tensões territoriais em curso traz à tona, para a literatura recente sobre a Amazônia, respectivamente, as visões hegemônicas sobre a região, que são tomadas como verdades e naturalizadas no imaginário dos que oprimem e subordinam os povos que vivem na região amazônica. Ainda, evidencia a mudança sóciogeográfica ocorrida na região. Além disso, a dinâmica dos conflitos engendrados por uma imbrincada diversidade de atores, tais como: corporações transnacionais, corporações nacionais, setores do governo, etc., atingindo diretamente os povos tradicionais da região. Tais conflitos se dão, em boa parte, pelos megaprojetos de desenvolvimento.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
  • No enxame

    • Authors: Bruno Mira
      Pages: 495 - 499
      Abstract: A presente obra procura analisar por meio de um ensaio filosófico as mudanças politicas, sociais,  culturais e subjetivas que o advento das mídias digitais acarretaram.
      PubDate: 2021-04-16
      Issue No: Vol. 13, No. 4 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 35.172.217.174
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-