Publisher: PePSIC   (Total: 49 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 49 of 49 Journals sorted alphabetically
Acta Comportamentalia     Open Access   (Followers: 1)
Barbaroi     Open Access  
Boletim de Psicologia     Open Access  
Cadernos de psicanálise (Rio de Janeiro)     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos de Psicologia Social do Trabalho     Open Access   (Followers: 1)
Ciências & Cognição     Open Access   (Followers: 1)
Cógito     Open Access  
Construção Psicopedagógica     Open Access  
Contextos Clínicos     Open Access  
Cuadernos de Neuropsicología     Open Access   (Followers: 2)
Estilos da Clinica     Open Access  
Estudos de Psicanálise     Open Access  
Eureka (Asunción) en Línea     Open Access   (Followers: 1)
Gerais : Revista Interinstitucional de Psicologia     Open Access  
Ide     Open Access  
Jornal de Psicanálise     Open Access  
Mental     Open Access  
Natureza Humana     Open Access  
Pensando Familias     Open Access  
Psicologia da Educação     Open Access  
Psicologia em Pesquisa     Open Access  
Psicologia em Revista     Open Access  
Psicologia Ensino & Formação     Open Access  
Psicologia Hospitalar     Open Access  
Psicologia para América Latina     Open Access  
Psychê     Open Access  
Reverso     Open Access  
Revista Brasileira de Crescimento e Desenvolvimento Humano     Open Access   (SJR: 0.229, CiteScore: 1)
Revista Brasileira de Psicodrama     Open Access  
Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva     Open Access  
Revista Brasileira de Terapias Cognitivas     Open Access  
Revista da Abordagem Gestáltica     Open Access   (SJR: 0.124, CiteScore: 0)
Revista da SBPH     Open Access  
Revista da SPAGESP     Open Access  
Revista de Etologia     Open Access  
Revista do NUFEN     Open Access  
Revista Mal-estar E Subjetividade     Open Access  
Revista Mexicana de Orientación Educativa     Open Access  
Revista Psicologia     Open Access  
Revista Psicologia e Saúde     Open Access  
Revista Psicologia Política     Open Access  
Revista Psicopedagogia     Open Access  
Salud & Sociedad: investigaciones en psicologia de la salud y psicologia social     Open Access  
SMAD, Revista Electronica en Salud Mental, Alcohol y Drogas     Open Access   (Followers: 2)
Stylus (Rio de Janeiro)     Open Access  
Temas em Psicologia     Open Access   (SJR: 0.173, CiteScore: 0)
Tempo Psicanalitico     Open Access   (Followers: 1, SJR: 0.113, CiteScore: 0)
Trivium : Estudos Interdisciplinares     Open Access  
Winnicott e-prints     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Ide
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 0101-3106 - ISSN (Online) 2175-3490
Published by PePSIC Homepage  [49 journals]
  • No title

    •  
  • No title

    •  
  • No title

    • Abstract: RESUMO Procuramos, neste trabalho, fazer uma aproximação à obra final de Bion, a trilogia Uma memória do futuro, a partir da Odisseia, de Homero e de Ulisses, de Joyce. Em todas essas produções, nota-se um esforço dos autores no sentido de busca do genuíno e do verdadeiro dentro de cada um de nós.ABSTRACT In this paper, we try to establish some points of contact between Bion's final books, the trilogy A memoir of the future, and the Odissey by Homer as well Ulysses by Joyce. In all these productions, it's noticed an effort of searching the truth and the genuineness inside each one of us.
       
  • No title

    • Abstract: RESUMO Neste trabalho o autor, com base no pressuposto de que a psicanálise se identifica com uma função psicanalítica da mente, e que isso significa o caráter científico da pesquisa psicanalítica, ilustra tal pesquisa na vida e na obra de dois autores, que, curiosamente, produzem no mesmo ano de 1899 suas obras mais significativas: Freud com A interpretações dos sonhos e Conrad com Coração das trevas.ABSTRACT In this work, the author, based on the assumption that psychoanalysis identifies with a psychoanalytic function of the mind, and that this means the scientific character of psychoanalytic research, illustrates such research in the life and work of two authors, who, curiously, produce in the same year of 1899 their most significant works: Freud with The Interpretations of Dreams and Conrad with Heart of Darkness.
       
  • No title

    • Abstract: RESUMO Este texto adota a perspectiva dos estudos literários para examinar algumas das fontes literárias registradas por Wilfred Bion em sua autobiografia. Sugere-se aqui que a seleção de autores realizada por Bion revela uma leitura específica da tradição literária inglesa, que dá lugar central à proposta romântica e à sua crítica à vertente iluminista da modernidade. Argumenta-se, ainda, que o lugar de destaque ocupado pela poesia romântica dentro do cânone construído por Bion decorre de seu interesse nas estruturas alegóricas e metafóricas que caracterizam a dicção poética, em geral, e a dicção poética romântica, em particular.ABSTRACT This paper adopts the standpoint of literary studies to examine some of the literary sources referred to by Wilfred Bion in his autobiography. It is argued that Bion's selection of authors points to a specific reading of the English literary tradition which puts center-stage the romantic poets and its critic of the enlightenment version of modernity. It is suggested that Bion's choices spring from his interest in the metaphorical and allegorical language characteristic of poetic diction, in general, and of romantic poets, in particular.
       
  • No title

    • Abstract: RESUMO A relação entre mitologia e psicanálise é de fundamental importância para a compreensão do humano e da subjetividade. Freud tinha profundo interesse e admiração pela Grécia antiga e pelas tragédias, tendo se apropriado delas para ampliar seu olhar sobre as questões que lhe surgiam em sua prática clínica. Os mitos antigos são formados do mesmo tecido que os sonhos e fantasias investigados por Freud, que, ao aproximar a mitologia da psicanálise, resgatou a potência da dimensão simbólica e nos mostrou como encarar a vida como um poema, conhecendo e construindo nosso mito individual, a fim de tomar consciência de nossos atos e escolhas, iluminando, assim, aspectos sombrios que passavam despercebidos. Neste trabalho, lançamos mão da Odisseia, poema épico de Homero, para realizar uma aproximação entre a poesia e a psicanálise.ABSTRACT The relationship between mythology and psychoanalysis is fundamentally important for the understanding of the human and subjectivity. Freud had a deep interest and admiration for Ancient Greece and the tragedies, appropriating it to broaden his view on the issues that arose in his clinical practice. Ancient myths are formed of the same tissue as the dreams and fantasies investigated by Freud, who rescued the power of the symbolic dimension by approaching the mythology of psychoanalysis. He showed us how to view life as a poem, and know our own individual myth in order to become aware of our actions and choices, thus illuminating dark aspects that went unnoticed. In this work, we used the epic poem of Homer's Odyssey to make an approximation between poetry and psychoanalysis.
       
  • No title

    • Abstract: RESUMO Trata-se de uma interpretação da Odisseia, de Homero, através do diálogo entre duas ciências, a história e a psicanálise, centrada na importância da memória como construção de identidade pessoal e coletiva. Busca-se entender a relação entre lembranças, esquecimentos e silêncios coletivos produzidos e impostos por manipulações dos poderes oficiais.ABSTRACT This is an interpretation of Homer's Odyssey, through the dialogue between two sciences, history and psychoanalysis, focused on the importance of memory as a construction of personal and collective identity. It seeks to understand the relationship between memories, forgetfulness and collective silences produced and imposed by manipulations of official powers.
       
  • No title

    • Abstract: RESUMO A partir do estudo biográfico do poeta brasileiro Álvares de Azevedo formulam-se hipóteses sobre fatores que o influenciaram a prever sua morte. Estudam-se processos identificatórios que se manifestam através de associações com datas, idades e outros fatores temporais, situações denominadas reações de aniversário. Supõe-se que Álvares de Azevedo não pôde atingir o quinto ano do curso jurídico, identificado com a morte de seu irmão e de colegas de faculdade, ocorridas no quarto ano. Em seguida abordam-se fatos similares ocorridos com o escritor Guimarães Rosa, morto três dias após sua posse na Academia Brasileira de Letras, e com o filósofo Friedrich Nietzsche, identificado com seu pai. O artigo é encerrado com o relato de situações clínicas.ABSTRACT Based on the biographical study of the Brazilian poet Álvares de Azevedo, hypotheses are formulated about factors that influenced him to predict his death. Identification processes that are manifested through associations with dates, ages and other temporal factors are studied, situations called anniversary reactions. It is assumed that Álvares de Azevedo could not reach the fifth year of the law school, identified with the death of his brother and fellow students, which occurred in the fourth year. Next, similar facts occurred with the writer Guimarães Rosa, died three days after his inauguration at the Academia Brasileira de Letras, and with the philosopher Friedrich Nietzsche, identified with his father, are discussed. The text ends with the report of clinical situations.
       
  • No title

    • Abstract: O objetivo deste artigo é a reflexão sobre o processo criativo de Guimarães Rosa sob o ponto de vista psicanalítico, a partir da apreciação da vida e obra desse autor, realizada por Dirceu Antonio Scali Jr. em sua tese de doutoramento. Assim, Scali Jr. apresenta a biografia de Rosa almejando apreender a gênese do fenômeno da criação, e como chave de leitura de vértice psicanalítica utilizamos o trabalho de Anzieu (1981), Les Corps de l'oeuvre. Scali Jr. indaga em sua tese: "Quem cria, o Eu pessoa ou o eu-criador'" (2008, p. 10), e objetivamos tencionar essa questão com o processo criativo de Rosa. Entendemos que a vida e obra de Rosa levou-o a escrever de maneira tão singular que lhe permitiu fazer o atravessamento do português ao guimarês, uma linguagem própria que, no nosso entender, tocava a verdade de João Guimarães Rosa.This article aims to reflect on the creative process of Guimarães Rosa from a psychoanalytic point of view, from the appreciation of the life and work of this author, carried out by Dirceu Antonio Scali Jr., in his doctoral thesis. Thus, Scali Jr. presents Rosa's biography aiming to apprehend the genesis of the phenomenon of creation and, as a key to reading the psychoanalytic vertex, we use the work of Anzieu (1981), Les Corps de l'oeuvre. Scali Jr. asks in his thesis: "Who creates, the person I or the creator I'" (2008, p. 10), and we aim to contemplate this issue with Rosa's creative process. We understand that Rosa's life and work led him to write in such a unique way that it allowed him to cross from portuguese to guimarês, a language that, in our opinion, touched the truth of João Guimarães Rosa.
       
  • No title

    • Abstract: No poema de Homero, o fluxo das águas do mar, com sua imprevisibilidade e fúria, tal qual ondas emocionais arrebentando nas bordas da subjetividade, vai arrastando Ulisses ao insondável de si mesmo. Na novela de Guimarães Rosa, "A hora e a vez de Augusto Matraga", é pelo bruto sertão mineiro que se dá a aflitiva viagem rumo à apropriação do humano. Neste artigo, a autora descreve seu percurso junto ao protagonista que, a partir de uma ruptura dramática na linearidade da sua vida, inicia um longo processo de elaboração de si, uma jornada odisseica que vai resultar na ampliação da capacidade de pensar e tolerar suas emoções. Concebe-o, assim, como uma metáfora do desenvolvimento e expansão da mente. Embora a teoria possa ser depreendida do texto, a terminologia técnica foi evitada para que esse percurso imaginativo pudesse ser também uma via para levar à comunidade uma visão psicanalítica do universo psíquico.In Homero's poem, the flow of sea water, with its unpredictability and fury, like emotional waves breaking on the edges of subjectivity, they are dragging Ulysses to the unfathomable of himself. In Guimarães Rosa's novel, "The time and turn of Augusto Matraga", It is through the rough hinterland of Minas Gerais that the distressing journey towards the appropriation of human beings takes place. In this article, the author describes her journey with the protagonist who, from a dramatic break in the linearity of his life, begins a long process of self-elaboration, an odyssey journey that will result in the expansion of his ability to think and tolerate his own emotions, thus becoming a metaphor for the development and expansion of the mind. Without using technical terminology and allowing the theory to be understood from the text, this article aims to indicate a path that leads the reader to a psychoanalytical view of the emotional world.
       
  • No title

    • Abstract: Este artigo nos conta de Maria Dasfaixas, uma mulher enfaixada. Suas faixas são vozes do supereu, das quais Dasfaixas tenta se livrar. No correr das linhas e do aprisionamento de Dasfaixas, a voz da analista surge como um outro que liberta em meio a outros "estranhos" em que se sente ameaçada. Um outro feminino. Castrado. Furado. Um outro pulsional que muda a direção da voz do supereu. Uma estória do desenfaixar-se para a pulsão mulher. Um chamado à feminilidade.The article tells us about Maria Dasfaixas, a bandaged woman. Her dressings are voices of the superego, from which Dasfaixas tries to get rid of. In the course of the lines and the imprisonment of her, the analyst's voice appears as an'other that liberates among other "strangers" in which she feels threatened. An other female. Castrated. Stuck. An other drive that changes the direction of the superego's voice. A story from unraveling to the woman drive. Call us to femininity.
       
  • No title

    • Abstract: A vida secreta das palavras, filme de Isabel Coixet, explora as potencialidades do encontro entre uma enfermeira, Hanna, e um trabalhador acidentado em uma plataforma de petróleo, Joseph. Hanna leva uma vida monótona e anestesiada; Joseph demanda cuidados, como auxílio para fazer as necessidades básicas. Ambos viveram experiências intensamente traumáticas. O filme, que versa sobre as dificuldades de viver, mostra-se uma obra sobre as dificuldades de falar. Pela perspectiva da traumatogênese de Sándor Ferenczi, A vida secreta das palavras é uma história de dedicação ao outro e da potência transformadora de um encontro sensível. Seu argumento nos confronta com os limites do testemunho e da perlaboração das experiências radicalmente traumáticas, perturbando nossa inabalável esperança nos poderes curativos da palavra.The secret life of words, a movie directed by Isabel Coixet, explores the potential of the encounter between a nurse, Hanna, and an injured worker on an oil rig, Joseph. Hanna leads a dull and numb life; Joseph demands care, as an aid to basic needs. Both had intensely traumatic experiences. The movie, which deals with the difficulties of living, is shown to be about the difficulties of speaking. From the perspective of Sándor Ferenczi's traumatogenesis, The secret life of words is a story of dedication to the other and the transformative power of a sensitive encounter. His argument confronts us with the limits of testimony and the perlaboration of radically traumatic experiences, disturbing our unwavering hope in the healing powers of the word.
       
  • No title

    • Abstract: O artigo realiza uma comparação entre a resposta à epidemia no romance histórico ficcional O castelo branco e a situação pandêmica brasileira atual. Questiona-se a lógica que pauta uma série de decisões equivocadas e reincidentes do governo federal, para daí investigar as diretrizes do discurso de negacionismo que as fundamentam. Salientam-se as diferenças e semelhanças entre o negacionismo e outras formas de crenças como a fé religiosa, a superstição e a convicção baseada em fatos. Pergunta-se como, em um contexto politicamente conturbado, teocêntrico e ditatorial, os personagens da trama do livro conseguem mobilizar uma campanha sanitária eficaz, enquanto no Brasil, em um ambiente democrático e supostamente laico, as autoridades hesitam em tomar as medidas necessárias. Os referenciais conceituais utilizados são conceitos freudianos de ferida narcísica, narcisismo das pequenas diferenças, ilusão e desmentido (Verleugnung).The article makes a comparison between the response to the epidemic in the fictional historical novel The white castle and the current Brazilian pandemic situation. The logic that guides a series of wrong and repeated decisions by the federal government is questioned, in order to investigate the directives of the negationism discourse that underlie them. The differences and similarities between denialism and other forms of beliefs, such as religious faith, superstition and fact-based conviction, are highlighted. One wonders how, in a politically troubled, theocentric and dictatorial context, the characters in the book's plot are able to mobilize an effective health campaign, while in Brazil, in a democratic and supposedly secular environment, the authorities hesitate to take the necessary measures. The conceptual references used are Freudian concepts of narcissistic wound, narcissism of small differences, illusion and denial (Verleugnung).
       
  • No title

    • Abstract: O intuito deste trabalho é explicitar porque o Ulisses homérico era o herói preferido de James Joyce, permitindo que seu Ulisses estabelecesse um contraste entre o mítico e o profano. Como um benefício ao vértice psicanalítico, apresentamos exemplos coloquiais de fluxos de consciência.The aim of this paper is to elucidate why the Homeric Ulysses was James Joyce's chosen hero, allowing his Ulysses to engender a contrast between the mythic and the profane. As a sound benefit to psychoanalytical vertex, some colloquial examples of consciousness flow are given.
       
  • No title

    • Abstract: O intuito deste trabalho é explicitar porque o Ulisses homérico era o herói preferido de James Joyce, permitindo que seu Ulisses estabelecesse um contraste entre o mítico e o profano. Como um benefício ao vértice psicanalítico, apresentamos exemplos coloquiais de fluxos de consciência.The aim of this paper is to elucidate why the Homeric Ulysses was James Joyce's chosen hero, allowing his Ulysses to engender a contrast between the mythic and the profane. As a sound benefit to psychoanalytical vertex, some colloquial examples of consciousness flow are given.
       
  • No title

    • Abstract: O intuito deste trabalho é explicitar porque o Ulisses homérico era o herói preferido de James Joyce, permitindo que seu Ulisses estabelecesse um contraste entre o mítico e o profano. Como um benefício ao vértice psicanalítico, apresentamos exemplos coloquiais de fluxos de consciência.The aim of this paper is to elucidate why the Homeric Ulysses was James Joyce's chosen hero, allowing his Ulysses to engender a contrast between the mythic and the profane. As a sound benefit to psychoanalytical vertex, some colloquial examples of consciousness flow are given.
       
  • No title

    • Abstract: Neste trabalho busca-se uma aproximação entre a psicanálise e arqueologia para compreender o fenômeno das "figurinhas" de povos primitivos. Arqueólogos procuram entender as razões para o costume, tão disseminado entre povos pré-colombianos e de diversas outras culturas primitivas, de enterrar os mortos acompanhados de "figurinhas", estatuetas de pequeno porte, em geral representando figuras humanas. Discute-se a função das figurinhas como objetos transicional para criar um espaço de ilusão compartilhada na cultura, que afirma e nega a separação diante da morte.This paper relates archeology and psychoanalysis in understanding the phenomena of the little figures found in many primitive cultures. Archeologists search for the use of these figures, small size statuetes, representing mainly human figures, that were buried with the dead, a widely spread habit among pre-Columbian and other primitive cultures. The little figures used as a transitional objects to create a shared illusory space, which both affirms and denies the separation in death is discussed.
       
  • No title

    • Abstract: Crônica escrita por uma analista que é membro filiado na qual se realizam aproximações entre sua experiência na formação psicanalítica e o retorno de Ulisses para casa. Amplia os significados de habitar uma casa, sendo esta a representação da instituição que forma e também a mente formada ao longo do processo. Considera que, ao iniciar uma formação, o analista já percorreu uma trajetória tal qual uma Guerra de Troia dentro de si e em sua clínica, e anseia encontrar sua própria Ítaca, lugar no qual possa aportar.Chronicle written by analyst affiliated member in which approaches her experience in psychoanalytic training and Ulysses's return home. It expands the meanings of to belong a house, which is representation of the institution that forms and also the mind formed throughout the process. Consider that when starting training, the analyst has already followed a trajectory such as a Troia's war within himself and in his clinic, and looking forward to find own Ítaca, a place where rest an land.
       
  • No title

    • Abstract: Crônica escrita por uma analista que é membro filiado na qual se realizam aproximações entre sua experiência na formação psicanalítica e o retorno de Ulisses para casa. Amplia os significados de habitar uma casa, sendo esta a representação da instituição que forma e também a mente formada ao longo do processo. Considera que, ao iniciar uma formação, o analista já percorreu uma trajetória tal qual uma Guerra de Troia dentro de si e em sua clínica, e anseia encontrar sua própria Ítaca, lugar no qual possa aportar.Chronicle written by analyst affiliated member in which approaches her experience in psychoanalytic training and Ulysses's return home. It expands the meanings of to belong a house, which is representation of the institution that forms and also the mind formed throughout the process. Consider that when starting training, the analyst has already followed a trajectory such as a Troia's war within himself and in his clinic, and looking forward to find own Ítaca, a place where rest an land.
       
  • No title

    • Abstract: Crônica escrita por uma analista que é membro filiado na qual se realizam aproximações entre sua experiência na formação psicanalítica e o retorno de Ulisses para casa. Amplia os significados de habitar uma casa, sendo esta a representação da instituição que forma e também a mente formada ao longo do processo. Considera que, ao iniciar uma formação, o analista já percorreu uma trajetória tal qual uma Guerra de Troia dentro de si e em sua clínica, e anseia encontrar sua própria Ítaca, lugar no qual possa aportar.Chronicle written by analyst affiliated member in which approaches her experience in psychoanalytic training and Ulysses's return home. It expands the meanings of to belong a house, which is representation of the institution that forms and also the mind formed throughout the process. Consider that when starting training, the analyst has already followed a trajectory such as a Troia's war within himself and in his clinic, and looking forward to find own Ítaca, a place where rest an land.
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 54.224.117.125
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-