Journal Cover
Produção Acadêmica
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 2448-2757
Published by Universidade Federal do Tocantins Homepage  [13 journals]
  • EDITORIAL

    • Authors: Marcileia Oliveira Bispo
      PubDate: 2022-10-21
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
  • GEOGRAFIA E LITERATURA

    • Authors: WALDINEY GOMES AGUIAR
      Pages: 2 - 18
      Abstract: Este texto tem como objetivo apresentar propostas de situações didáticas para o ensino de Geografia através da obra literária Vidas Secas, de Graciliano Ramos, escrita em 1938. A obra mencionada apresenta em sua narrativa fenômenos relacionados à natureza tais como as condições climáticas, o tipo de solo e a vegetação. Além disso, aborda questões essenciais a serem refletidas acerca das condições humanas, às quais os personagens são submetidos no ambiente do enredo. Dessa forma, o presente artigo evidencia a importância deste estudo uma vez que os temas encontrados no romance são pertinentes aos conteúdos curriculares geográficos. Ainda, vale-se frisar que este estudo contribuirá para as práticas pedagógicas de interdisciplinaridade entre a Geografia e a Literatura. Sendo assim, no primeiro momento, o texto discorrerá sobre o ensino da Geografia em um contexto teórico-metodológico. Depois, dissertará acerca da Literatura e o ensino da Geografia e, em seguida, serão apresentadas propostas de situações didáticas – fundamentadas pelo viés da Teoria de Guiy Brousseau (2008) – como recursos para compor a metodologia de ensino do professor.  
      PubDate: 2022-10-21
      DOI: 10.20873/revprodacad.v8i01.15044
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
  • EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA E LITERATURA: O POTENCIAL DA POESIA DE RUY
           ESPINHEIRA FILHO PARA O ENSINO MÉDIO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS
           APLICADAS

    • Authors: PABLO AMAURY PEREIRA LIMA, Carolina MACHADO ROCHA BUSCH PEREIRA
      Pages: 19 - 39
      Abstract: O trabalho tem como objetivo relacionar a Literatura à Geografia, a partir da obra poética de Ruy Espinheira Filho, poeta baiano que em seus poemas traz sentimentos a respeito dos seus lugares vividos. Nosso intento é evidenciar o potencial que a literatura tem como aporte à educação geográfica com foco na área de conhecimento das Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Buscando uma interface entre a Geografia e a Literatura e reconhecendo que a educação geográfica tem caminhos que permitem arranjos em propostas didático-pedagógicas interdisciplinares, o artigo busca incitar o uso da literatura como uma das fontes de conhecimento que devem ser desenvolvidas transversalmente ao ensino dos componentes curriculares integrados a área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Tendo em vista que a literatura possibilita a junção dos diversos componentes curriculares em discussões que facilitam a visualização de diversas problematizações, o seu uso na presente proposta assume o sentido de linguagem, recurso e meio facilitador do desenvolvimento de competências e habilidades definidas pela BNCC (BRASIL, 2018). A obra de Ruy Espinheira Filho, aqui trazida através de coletâneas de poemas publicadas em 2012 e 2017 e que representam sua poesia desde a década de 1960, é usada como exemplo da riqueza de relações que a literatura tem para o desenvolvimento de questões históricas, geográficas e sociais, além de contribuir para a ampliação do repertório cultural dos estudantes e promoção do conhecimento científico historicamente construído pela sociedade.

      PubDate: 2022-10-21
      DOI: 10.20873/revprodacad.v8i01.15045
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
  • POSSIBILIDADES DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS SOBRE O ENSINO DE CERRADO NAS AULAS
           DE GEOGRAFIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA

    • Authors: RODRIGO CAPELLE SUESS, LEONARDO FERREIRA FARIAS DA CUNHA
      Pages: 40 - 56
      Abstract: O objetivo deste texto é analisar as possibilidades de abordagens da apropriação e utilização do Cerrado na Região Centro-Oeste, especialmente, ao que se refere ao conteúdo e possibilidades didático-pedagógicas nas aulas de Geografia na Educação Básica. A abordagem adotada é qualitativa e os procedimentos utilizados foram a pesquisa bibliográfica e a análise das informações que subsidiaram reflexões dos autores. Foi possível concluir que o trabalho com a categoria espaço geográfico e os conceitos operacionais da Geografia fornece um conjunto de possibilidades e indica necessidades de mudanças que precisam se efetivar nas práticas docentes de Geografia na Educação Básica. Essa construção do conhecimento permite a compreensão do Cerrado na Região Centro-Oeste como um ambiente com biodiversidade e sociodiversidade, que se relacionam e se cruzam compondo combinações únicas que dotam esse espaço de especificidades, e possibilita uma mudança radical de mentalidade, do modo de vida, das relações de produção e substituição da lógica da destruição por um desenvolvimento mias justo e harmonioso.
      PubDate: 2022-10-21
      DOI: 10.20873/revprodacad.v8i01.15054
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
  • CONHECENDO A RESTINGA DO PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO TABULEIRO: A
           EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA EM ESPAÇOS NÃO FORMAIS E A PRODUÇÃO DE UM GUIA
           ETNOBOTÂNICO

    • Authors: ANA CAROLINA SCHUHLI, ISADORA DE HARO THOMÉ, ANA PAULA NUNES CHAVES
      Pages: 57 - 68
      Abstract: O presente artigo tem por finalidade apresentar as experiências vivenciadas durante o Estágio Curricular Supervisionado em Geografia III, da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), por meio da elaboração de um guia etnobotânico, material didático proposto como atividade avaliativa da disciplina de estágio realizado no semestre 2022.01. O curso de Geografia da UDESC permite que as vivências de estágio ocorram tanto em espaços formais quanto em espaços não formais de educação e tem parceria como campo de estágio com a unidade de conservação de proteção integral, o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro (PAEST), como um espaço possível para que a educação geográfica possa acontecer. O PAEST representa a maior unidade de conservação do estado de Santa Catarina, está totalmente inserido no bioma da Mata Atlântica e sua rica biodiversidade de espaços dá a ele visibilidade para ações educativas. Um desses espaços é a Restinga, ecossistema  que foi estudado para a seleção de espécies significativas para compor  o guia botânico, o qual explorou tanto o ambiente onde a espécie se distribui, como a sua relevância natural e sociocultural
      PubDate: 2022-10-21
      DOI: 10.20873/revprodacad.v8i01.15050
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
  • UM OLHAR SOBRE OS CRITÉRIOS METODOLÓGICOS DO ENSINO DE GEOGRAFIA A
           PARTIR DE HERCULANO CACHINHO: PREMISSAS AO DESENVOLVIMENTO DO RACIOCÍNIO
           GEOGRÁFICO

    • Authors: LÚCIO LEITE ALVARENGA BOTELHO
      Pages: 69 - 79
      Abstract: Este trabalho é dedicado a apresentar os critérios metodológicos no pensamento de Herculano Cachinho para o Ensino de Geografia. Por conseguinte, observamos aspectos sobre a prática operativa, o processo de investigação, a importância da metodologia de ensino e as alterações nas práticas docentes, dentre outros. Ao refletir sobre tais critérios levantados por Cachinho, é possível observar como o autor encaminha questões que vão ao encontro do desenvolvimento do raciocínio geográfico. Mediante uso de revisão bibliográfica, serão apresentadas as ideias de Cachinho (1991, 2000) que se encontram nesta direção, as quais, colocaremos, ao longo do texto, em dialogo com outros autores do campo do Ensino de Geografia. Nosso objetivo é gerar reflexões sobre os critérios metodológicos e os desdobramentos na prática docente que possam contribuir para a discussão acerca da aplicação do desenvolvimento do raciocínio geográfico nas aulas de Geografia, nos auxiliando a responder: Qual é a importância de se desenvolver o raciocínio geográfico'
      PubDate: 2022-10-21
      DOI: 10.20873/revprodacad.v8i01.15046
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
  • IDEOLOGIA DESENVOLVIMENTISTA E O DISCURSO REGIONALISTA NO TOCANTINS

    • Authors: ROBERTO DE SOUZA SANTOS
      Pages: 80 - 93
      Abstract: O presente artigo tem por objetivo abordar sobre a ideologia desenvolvimentista e sobre o discurso regionalista no Tocantins. A intenção do texto é comentar e analisar o papel da ideologia desenvolvimentista e o discurso regionalista quando ganham terreno nas questões que envolvem o poder político e econômico para as classes sociais da aristocracia agrária e para a burguesia capitalista e, sobretudo, para a classe política de mandato eletivo como Presidente da República, governadores e parlamentares. O discurso ideológico é também político. No caso da criação do Tocantins, o discurso regionalista surge com o objetivo de formar um imaginário social e cultural e político para despertar na população a necessidade de divisão do estado de Goiás, para alavancar o desenvolvimento regional do Norte goiano. O imaginário é uma força atuante no mundo das ideias e da representação mental das imagens e, parte do pressuposto de que todo pensamento humano é representação que passa pela mediação simbólica – política, ideológica e cultural. Os procedimentos metodológicos para a elaboração do texto passaram por uma revisão bibliográfica de textos e teóricos que debatem sobre o tema em pauta. O que observamos é que a aristocracia agraria regional tocantinense elaborou um discurso em que a divisão do estado de Goiás, seria uma das alternativas para o progresso, a prosperidade e desenvolvimento econômico e social da região Norte goiana que atualmente é o estado do Tocantins.
      PubDate: 2022-10-21
      DOI: 10.20873/revprodacad.v8i01.15051
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
  • PAISAGEM HISTÓRICA DE TABATINGA (AM) NO SÉCULO XIX

    • Authors: JONAS DIAS DE SOUZA
      Pages: 94 - 106
      Abstract: Considerando a dimensão material da paisagem, o presente trabalho recupera a paisagem histórica do município de Tabatinga, estado do Amazonas, como apresentado durante o século XIX. A partir da revisão bibliográfica dos relatos de viajantes que passaram pela região e de obras que descrevem a cidade no período, o trabalho resgata e analisa a paisagem de Tabatinga através da sistematização da iconografia e da descrição presente nas obras. Os resultados mostram que o Forte de São Francisco Xavier de Tabatinga era o objeto de destaque na paisagem local, sendo acompanhada pelo quartel da comandância e dos soldados, por uma pequena igreja e por armazéns de comércio. O trabalho conclui, enfim, pela necessidade de resgate desta paisagem histórica para políticas de valorização, preservação e proteção da paisagem atual da cidade. Palavras-chave: Tabatinga; paisagem histórica; Amazônia.
      PubDate: 2022-10-21
      DOI: 10.20873/revprodacad.v8i01.15066
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
  • O CONCEITO TERRITÓRIO NAS PESQUISAS SOBRE O ENSINO DE GEOGRAFIA

    • Authors: IOSHUA COSTA GUEDES, Mugiany Oliveira Brito Portela
      Pages: 107 - 123
      Abstract: Este artigo objetiva discutir alguns aspectos acerca do conceito de território no ensino de Geografia e é parte de uma pesquisa de mestrado, em andamento. Nas últimas décadas o território vem se tornando mais um instrumento de pesquisa dentro da ciência geográfica, além de admitir novas abordagens acerca dos estudos. Saliente-se ainda que a prática docente em Geografia e de território é fundamental para que uma aprendizagem significativa tenha efeito na vida cotidiana do sujeito aprendiz. Isso porque, na contemporaneidade, esse é um dos conceitos importantes para se compreender o mundo. Diante disso, são realizadas discussões teóricas embasadas em Cavalcanti (2019), Haesbaert (2014), Raffestin (1993), Portela (2018), Castellar (2019), entre outros. Utilizou-se ainda dados do estado da arte realizado em que constam pesquisas relacionadas à temática aqui discutida. Mediante o exposto, esse artigo discutirá sobre a trajetória do conceito de território na ciência geográfica nos séculos XX e XXI, além de abordar sobre algumas concepções dessa categoria no Brasil, após a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Em seguida, será abordado acerca do território como conceito no ensino de Geografia. Como resultados preliminares, verificou-se que há algumas pesquisas relacionadas ao ensino de território, mas que não associam diretamente à prática do professor, em sala de aula.
      PubDate: 2022-10-21
      DOI: 10.20873/revprodacad.v8i01.15048
      Issue No: Vol. 8, No. 01 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.210.77.73
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-
JournalTOCs
 
A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  All
HOME > Browse the 3359 Publishers covered by JournalTOCs 1 2 3 4 5 6 7 8  
PublisherTotal Journals
1 2 3 4 5 6 7 8  
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.210.77.73
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-