Journal Cover
Escritas : Revista do Curso de História de Araguaína
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2238-7188
Published by Universidade Federal do Tocantins Homepage  [13 journals]
  • APRESENTAÇÃO- DA COLÔNIA AO IMPÉRIO: ESTUDOS SOBRE A
           HISTÓRIA DO BRASIL

    • Authors: Maria Beatriz Gomes Bellens Porto, Thiago Groh
      Pages: 06 - 10
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp06-10
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • HOMENS DE ARMAS E NEGÓCIOS: A TRAJETÓRIA DOS MERCADORES MIGUEL FERNANDES
           E MIGUEL GOMES BRAVO ENTRE AS DEFESAS ATLÂNTICAS E A CONQUISTA DE SERGIPE
           D’EL-REY (1587 – 1590)

    • Authors: Mozart Vergetti de Menezes, Maria Eduarda de Medeiros Brandão
      Pages: 11 - 32
      Abstract: A expansão ibérica foi marcada por guerras e comércio, provocando diferentes formas de beligerância no Atlântico e contribuindo para que europeus, africanos e indígenas guerreassem como rivais e aliados. Dentre os grupos envolvidos estiveram os mercadores, permitindo que suas experiências sejam concebidas através das propostas sobre descortinar a face dos combatentes nos conflitos (KEEGAN, 2000). Intenciona-se assim, utilizar uma abordagem microanalítica para investigar a trajetória de dois mercadores cristãos-novos na defesa da Bahia, dos Açores e na conquista de Sergipe, através de um processo inquisitorial e documentos referentes às tropas hispânicas – questionando como as guerras e o comércio impactaram suas vidas, mercancias e evidenciando práticas comerciais em meio aos conflitos.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp11-32
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • QUERELA SOBRE OS MARES: AS DISPUTAS ENTRE PAISES BAIXOS E PORTUGAL NO
           CONTEXTO DA ERA FILIPINA, NA TESE “DO JUSTO IMPÉRIO ASIÁTICO DOS
           PORTUGUESES ” DE SERAFIM FREITAS (1609-1625)

    • Authors: Arnaldo Martin Szlachta Junior, Sezinando Luiz Menezes, Felipe Augusto Fernandes Borges
      Pages: 33 - 50
      Abstract: O presente trabalho busca demonstrar os argumentos do Jesuíta Serafim Freitas em sua tese “Do justo Império asiático dos portugueses” (1625) que ficou conhecida também como Mare clausum que se trata de resposta ao documento Mare Liberum (1608) do jurista holandês Hugo de Grotius, que destaca a liberdade sobre os mares para todas as nações. Freitas usará de argumentos da fé, das leis romanas e de uma lógica renascentista para provar que os portugueses é que seriam os senhores do mar. Para esse artigo, focamos na análise dos quatro primeiros capítulos da tese de Freitas, na qual são exaltados os feitos portugueses como argumentos.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp33-50
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • "DESACREDITAR O RECTO PROCEDIMENTO DO SANTO OFICIO, FAZENDO-SE PASSAR POR
           SEU OFICIAL": IMPOSTORES EM NOME DA INQUISIÇÃO (BAHIA, 1610-1797)

    • Authors: Felipe dos Santos
      Pages: 51 - 69
      Abstract: Pretende-se nesse estudo analisar as imposturas de indivíduos que atuaram falsamente como agentes oficiais do Tribunal do Santo Ofício na Capitania da Bahia, entre os anos de 1610 a 1797. Os cargos inquisitoriais eram almejados especialmente pelo capital simbólico e material que outorgavam aos seus detentores como o poder, o prestígio social e o “certificado de pureza de sangue” tão importantes numa sociedade hierárquica do Antigo Regime. O medo que o Tribunal do Santo Ofício suscitava na sociedade e as prerrogativas dos cargos inquisitoriais foram utilizadas pelos embusteiros que buscavam além de ganho pessoal, vantagem em rivalidades pessoais. Tais práticas eram movidas pelos interesses mais diversos possíveis na medida em que o apenas dizer-se Familiar ou Comissário sendo ou não, mostrando as insígnias roubadas ou falsificadas, já era suficiente para que a população se vergasse ao arbítrio inquisitorial.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp51-69
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • A VISITA DO SANTO OFÍCIO AO GRÃO-PARÁ E MARANHÃO E SUAS
           EXCEPCIONALIDADES (1763-1769)

    • Authors: Sezinando Luiz Menezes, Julia Piovesan Pereira
      Pages: 70 - 88
      Abstract: O presente artigo procura inicialmente entender o contexto em que a última visitação do Santo Ofício ao Estado do Grão-Pará e Maranhão (1763-1769) estava inserida, possibilitando assim a compreensão de suas motivações. Sendo esta visitação considerada excepcional pela historiografia, buscamos destrinchar tais excepcionalidades, como: seu período de duração; sua localização, foi a primeira e única visitação a região norte; o período em que foi realizada. A partir da fonte, Livro da Visitação do Santo Ofício da Inquisição ao Estado do Grão-Pará 1763-1769, realizamos uma análise das confissões e denúncias presentes no livro, que nos mostraram o protagonismo das práticas mágico-religiosas. Sendo o Grão-Pará um espaço de convivência de indígenas, mestiços e negros escravizados, formava-se um ambiente fértil para as práticas consideradas sincréticas, a qual iremos aqui nos referir como hibridismo cultural.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp70-88
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • A CULTURA MATERIAL ENQUANTO RESULTANTE E LEGITIMADORA DA ORDEM SOCIAL
           ESTABELECIDA NA SOCIEDADE AÇUCAREIRA DA ZONA DA MATA SUL PERNAMBUCANA

    • Authors: Eduardo Augusto de Santana
      Pages: 89 - 110
      Abstract: Este texto busca trazer algumas considerações acerca da cultura material implantada na Mata Sul pernambucana e como a sua arquitetura refletia as relações de poder e dominação estabelecidas pelos grupos sociais dominantes do mundo açucareiro. Se propondo, desta maneira, a problematizar as representações simbólicas que as imagens daquelas construções endossavam naquela sociedade. Destarte, este trabalho se propõe a discutir a relação simbólica entre a cultura material implantada naquela região, entre os séculos XVI e o XVIII, e as formas pelas quais os grupos dominantes se organizavam, para legitimar o seu poder frente à sociedade da época a partir da manipulação simbólica daquelas construções no passado.  
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp89-110
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • DAS TERRAS DO UNA À CORTE: ZACARIAS DE GÓIS E VASCONCELOS, UM ANTI-PODER
           MODERADOR NO SÉCULO XIX

    • Authors: Antonio Jorge Souza Amorim
      Pages: 111 - 126
      Abstract: Advogado, legislador, ministro e presidente de províncias, Zacarias de Góis e Vasconcelos teve sua vida e pensamento devassados por variada literatura. Nosso propósito aqui é tê-la como esteio para analisar o papel do notório Conselheiro Zacarias durante o século XIX com o fim de compreender a sua relevância quanto a defesa da limitação da centralidade do poder Moderador. Além disso, realçar a história local integrada à história estadual, nacional e geral é tarefa deste trabalho científico, que busca ainda trazer à importância a biografia histórica como viés historiográfico.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp111-126
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • FONTES DA TRADIÇÃO NACIONALISTA SOBRE AS “INVASÕES HOLANDESAS”: O
           USO DAS NARRATIVAS DA “GUERRA BRASÍLICA” POR FRANCISCO ADOLFO DE
           VARNHAGEN

    • Authors: Regina de Carvalho Ribeiro da Costa
      Pages: 127 - 147
      Abstract: No século XIX, Francisco Adolfo de Varnhagen participou do projeto de construção nacional do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. O objetivo do presente artigo é analisar o uso das crônicas da “guerra brasílica” como fontes históricas por Varnhagen, na obra História das Lutas com os Holandeses no Brasil, para construir uma interpretação sobre as “invasões holandesas” que se tornou paradigmática dentro da tradição nacionalista sobre a História do Brasil. O debate parte da identificação desta tradição nacionalista, avança na caracterização do paradigma das “invasões holandesas” e termina com o exame das fontes do historiador oitocentista, particularmente os relatos de Duarte de Albuquerque Coelho, Manoel Calado e Francisco de Brito Freire, mais referenciados por Varnhagen.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp127-147
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • “NOS PLÁCIDOS CAMPOS DO PAPEL, AOS GOLPES DA PENA”: ISABEL GONDIM AND
           THE RECEPTION OF SCHOOLBOOKS ON THE HISTORY OF BRAZIL (1873-1913)

    • Authors: Magno Francisco de Jesus Santos, Ane Luíse Silva Mecenas Santos
      Pages: 148 - 168
      Abstract: Isabel Gondim (1839-1933) foi uma professora primária, autora de livros escolares sobre a educação da infância feminina e a história pátria, além de ter sido sócia do Instituto Arqueológico e Geográfico de Pernambuco. Neste artigo temos como escopo a análise da recepção crítica dos livros escolares de História do Brasil escritos pela professora Isabel Gondim no período entre 1873 e 1913. Trata-se de um momento no qual ocorreu o aumento da demanda por livros escolares de história e que resultou na constituição de uma concorrência entre os autores. Por meio do cotejo entre os livros escolares e as resenhas e notícias publicadas na imprensa brasileira, tornou-se possível entender os meandros que avalizaram a produção historiográfica da professora, tanto no âmbito das inovações metodológicas, quanto das fragilidades das narrativas.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp148-168
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • A HISTÓRIA DO BRASIL EM MANUEL AIRES DE CASAL: UMA ANÁLISE NA
           PERSPECTIVA DA CULTURA HISTÓRICA RÜSENIANA

    • Authors: Larissa Klosowski de Paula
      Pages: 169 - 186
      Abstract: Impressa no ano de 1817 no Brasil, a Corografia brasílica ou relação histórico-geográfica do Reino do Brasil, escrita pelo padre Manuel Aires de Casal, foi, de acordo com Prado Júnior (1955), referenciada no Brasil e no exterior, além de utilizada no ensino de história mesmo depois da virada republicana. Neste sentido, a proposta que segue visa apresentar, sob a ótica da cultura histórica em Jörn Rüsen (2001, 2007a, 2007b, 2011) a escrita da história do Brasil presente nessa fonte. Para tanto, partiu-se de uma análise bibliográfica sobre o sujeito que a escreveu e do período da escrita para, posteriormente, se identificar, à guisa da metateoria rüseniana, os aspectos da cultura histórica presentes na fonte em estudo. Concluiu-se que obra foi precursora de uma visão de história que se perpetuou.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp169-186
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • IMAGENS DE MULHERES INDÍGENAS NO LIVRO DIDÁTICO: UMA ABORDAGEM
           DECOLONIAL

    • Authors: Vera Lúcia Caixeta, Daniel Leda de Arruda
      Pages: 187 - 209
      Abstract: Este artigo tem como objetivo analisar as imagens das mulheres indígenas presentes na Coleção didática de História “Geração Alpha” do 7º ano do Ensino Fundamental (2020-22). Partindo da perspectiva da Decolonialidade foi mobilizado os conceitos de “colonialidade do gênero” e de “colonialidade do poder/ser/saber” a fim de analisar duas imagens para entender os discursos, as representações, as simbologias e significados presentes no processo de (in)visibilidade dos povos indígenas, e em específico, das mulheres indígenas, nos textos visuais. As análises foram realizadas a partir da metodologia de autores da Semiótica, levantando pontos em relação à figuratividade e quadrado semiótico. Como resultado, identificamos, a partir da análise realizada, que mesmo numa coleção atual, ainda se faz presente uma invalidação da existência das mulheres indígenas, comprometendo o protagonismo desses povos no ensino de História.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp187-209
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • TERRITÓRIOS DE RESISTÊNCIAS: UMA ANÁLISE DO DOCUMENTÁRIO “TOCANTINS
           RIO AFOGADO” (2005)

    • Authors: Plábio Marcos Martins Desidério, Diogo Pereira da Silva, Gabriel Queiroz dos Santos
      Pages: 210 - 225
      Abstract: O presente artigo tem por objetivo analisar as narrativas de povos ribeirinhos presentes no documentário “Tocantins, Rio Afogado”, de Hélio Brito e José Luiz Neiva Brito. Foi destacado a fala de alguns ribeirinhos, afim de criar as categorias de análises: a) angústia: a palavra da gente não vale coisa nenhuma; b) os impactos nas duas terras: a boa e a ruim; c) sentimentos e descrenças. Assim, a partir da teorização de Haesbaert (2005) sobre território e territorialidade, buscou-se investigar, por meio das vozes dos atingidos, os sentimentos de pertencimento, de formação identitária com os locais (cidades) atingidos pela construção das Usinas Hidrelétricas ao longo do rio Tocantins. Nesse sentido, sob ótica do teórico Nichols (2007) o documentário é analisado a partir da representação social, conceito utilizado pelo autor para imprimir uma categoria fílmica à produção, sendo a representação de experiências vividas pelos personagens. Com isso, vislumbrou-se sentimento de perda, negação do direito de escolher viver nos locais de origem e a pergunta que ecoa no consciente e inconsciente dos ribeirinhos: Progresso para quem'
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp210-225
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • A LINGUAGEM TEATRAL DE ABDIAS NASCIMENTO: "SORTILÉGIO" E A FORÇA DO
           DISCURSO FICCIONAL PARA AÇÃO POLÍTICA NEGRA

    • Authors: Rodrigo Freitas Costa
      Pages: 226 - 243
      Abstract: Buscando valorizar as interações entre arte e sociedade, mais especificamente as que envolvem História e Teatro, este texto recupera a trajetória teatral de Abdias Nascimento com o objetivo de analisar o texto dramático Sortilégio, escrito em 1951 e encenado pela primeira vez pelo Teatro Experimental do Negro, em 1957. A importância da peça se dá por vários aspectos, com destaque para a inserção de temas que envolvem a população negra nas páginas da dramaturgia nacional brasileira e em nossos palcos. Tomando o texto dramático e as condições de sua escrita como referência, exploramos duas discussões ao longo do artigo: a importância da elaboração ficcional para o discurso político e as relações que envolvem a modernidade teatral brasileira por meio da noção de negritude de Nascimento.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp226-243
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
  • “TRABALHADORES”, DE JOSÉ CARLOS DE FREITAS

    • Authors: Walace Rodrigues
      Pages: 244 - 247
      Abstract: O livro de poemas escritos e visuais de que trata esta resenha chama-se "Trabalhadores" e é de autoria de José Carlos de Freitas, conhecido professor no Estado do Tocantins, onde trabalha com temas da Filosofia e da Literatura. Freitas é operário da palavra e professor na cidade de Gurupi/TO, trabalhando na UNIRG. Ele é graduado em Filosofia, mestre em Letras pela Universidade Federal Fluminense - UFF e doutorando em Letras no Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura (PPGLLit) da Universidade Federal do Norte do Tocantins - UFNT. O referido professor publicou os livros "Pequeno tratado de ateologia" (2018), "Eitos e leitos" (2018) e "Os dançarinos do arame: lirismo e resistência em Mário Quintana" (2019). Ainda, Freitas é membro correspondente da Academia de Letras de Araguaína e Norte do Tocantins - ACALANTO.
      PubDate: 2023-09-07
      DOI: 10.20873/vol15n01pp244-247
      Issue No: Vol. 15, No. 01 (2023)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.210.77.73
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-
JournalTOCs
 
A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  All
HOME > Browse the 3359 Publishers covered by JournalTOCs 1 2 3 4 5 6 7 8  
PublisherTotal Journals
1 2 3 4 5 6 7 8  
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 44.210.77.73
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-