Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Sul   (Total: 35 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 35 of 35 Journals sorted alphabetically
Acta Scientiae Veterinariae     Open Access   (Followers: 3, SJR: 0.144, CiteScore: 0)
Austral : Brazilian J. of Strategy & Intl. Relations     Open Access   (Followers: 7, SJR: 0.208, CiteScore: 0)
Brasil/Brazil     Open Access   (Followers: 2)
Cadernos de Informática     Open Access  
Cadernos de Tradução     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos do IL     Open Access   (Followers: 1)
Cadernos do Programa de Pós-Graduação em Direito - PPGDir./UFRGS     Open Access   (Followers: 1)
Cena     Open Access  
Ciencias Sociales y Religión/Ciências Sociais e Religião     Open Access  
Conjuntura Austral : J. of the Global South     Open Access   (Followers: 2)
Debate Terminológico     Open Access   (Followers: 1)
Drug Analytical Research     Open Access   (Followers: 1)
Em Questão     Open Access   (Followers: 2)
Estatística e Sociedade     Open Access   (Followers: 1)
Fineduca : Revista de Financiamento da Educação     Open Access   (Followers: 1)
Ícone: Revista Brasileira de História da Arte     Open Access   (Followers: 1)
Organon     Open Access   (Followers: 1)
Para Onde!?     Open Access  
Pesquisas em Geociências     Open Access  
Philia&Filia     Open Access   (Followers: 1)
Políticas Educativas : PolEd     Open Access   (Followers: 1)
Res Severa Verum Gaudium     Open Access   (Followers: 1)
Revista Brasileira de Estudos Africanos / Brazilian J. of African Studies     Open Access  
Revista Brasileira de Estudos da Presença     Open Access  
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação     Open Access   (Followers: 1)
Revista Conexão Letras     Open Access   (Followers: 1)
Revista Contraponto     Open Access  
Revista da Faculdade de Direito da UFRGS     Open Access  
Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul     Open Access  
Revista do Lhiste : Laboratório de Ensino de História e Educação     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eletrônica de Direito Penal e Política Criminal     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eletrônica de Iniciação Científica em Computação : REIC     Open Access  
Revista História da Educação - History of Education J.     Open Access   (SJR: 0.151, CiteScore: 0)
Revista Perspectiva : Reflexões Sobre a Temática Internacional     Open Access  
Revista Polis e Psique     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Revista Polis e Psique
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2238-152X
Published by Universidade Federal do Rio Grande do Sul Homepage  [35 journals]
  • Saúde Mental, Narrativas e Encarceramento: A Alteridade como
           Condicionante da Pesquisa

    • Authors: Henrique Caetano Nardi, Neuza Maria de Fátima Guareschi, Adolfo Jesiel Siebra, Francisco Valberdan Pinheiro Montenegro, Giovana Barbieri Galeano
      Pages: 1 - 8
      Abstract: Editorial
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.116918
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • A Gestão Autônoma da Medicação e o Exercício do
           Cuidado

    • Authors: Joyce Paula de Souza Pereira Ferreira, Luciana Vieira Caliman Vieira Caliman, Janaína Mariano César
      Pages: 9 - 28
      Abstract: Este artigo foi construído a partir das análises produzidas na Pesquisa Intervenção que se realizou em interface com o projeto brasileiro da Estratégia da Gestão Autônoma da Medicação (GAM), especificamente em Vitória (Espírito Santo) em um Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil (CAPSi). Esta escrita enuncia um desdobramento da GAM em sua experiência inédita com Grupo de Intervenção com Familiares (GIFs) de crianças e adolescentes. A GAM tem contribuído para a efetivação das políticas públicas de saúde, como um exercício de ampliação de possibilidades de cuidado, disparando processos de autonomia e protagonismo, democratização nos serviços de saúde, criando e sustentando formas de tratamento coletivamente. Percebemos os efeitos da GAM quando produzem interferência nos processos de gestão, reconfigurando as relações entre usuários, familiares, profissionais e também pesquisadores. São efeitos mapeáveis pela reciprocidade, interdependência, confiança e reposicionamento no cuidado de si e do outro.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.97830
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • PROBLEMATIZANDO EXPERIÊNCIAS COLETIVAS DOS JOVENS DO COLAÍ,
           MOVIMENTO DE CULTURA

    • Authors: Bruna Molina Leal, Rosemarie Gartner Tschiedel
      Pages: 29 - 50
      Abstract: Ao acompanhar as atividades do coletivo juvenil Colaí, adotando uma postura etnográfica e cartográfica na pesquisa, visibilizam-se as lógicas que permeiam as ações na comunidade em que estão inseridos em Porto Alegre - RS. O objetivo deste artigo é discutir as experiências do Colaí enquanto coletivo a fim de problematizar os seus desdobramentos. Ainda, explora-se a concepção de jovens e juventudes, assim como as políticas públicas de cultura e de juventude(s). Essas políticas incidem na produção de subjetividades dos jovens participantes do Colaí a partir das ações e experiências vivenciadas. Percebe-se que discursos individualistas têm predominado e, ao mesmo tempo, vêm se constituindo alternativas coletivas. Logo, é possível visualizar que a construção do Colaí se deu permeada por lógicas conflitantes, tanto individualizadas como democráticas, criando um grupo composto por singularidades que engendram experiências em um plano comum que pode constituir um coletivo.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.101242
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • Medicalização do viver entre usuários de psicotrópicos na Atenção
           Básica

    • Authors: Élen Lúcio Pereira, Lumena Cristina de Assunção Cortez, Flávio Fernandes Fontes, Mercês de Fátima dos Santos Silva
      Pages: 51 - 71
      Abstract: ResumoEste estudo visou compreender as concepções e vivências dos sujeitos que fazem uso diário de psicotrópicos e os impactos e sofrimentos imbricados na utilização inadequada da medicação. Para tanto, foram realizadas entrevistas semiestruturadas, nos moldes da história de vida, com usuários da equipe da Estratégia de Saúde da Família numa área remota do Nordeste brasileiro. Da análise temática das narrativas coletadas evidenciaram-se três categorias: “Já sabia qual era o meu problema. E passou fluoxetina”: das queixas à medicação; “Ela passa a receita, e eu vou embora”: os (des)caminhos e (des)cuidados nas consultas de saúde mental; “Falta arroz, feijão, rapadura, linguiça, salsicha, mas não falta meu remédio”: a medicação e o medo da cessação do uso. As narrativas assinalaram a proliferação do diagnóstico “psiquiátrico” para comportamento e sofrimento do cotidiano, evidenciando o processo de farmacologização para condutas consideradas indesejáveis na contemporaneidade.Palavras-chave: Medicalização da vida. Saúde Mental. Psicotrópicos. Atenção Básica.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.102687
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • Da loucura aos devires: pequenos paradoxos

    • Authors: Vatsi Meneghel Danilevicz, Marcelo de Almeida Ferreri
      Pages: 72 - 88
      Abstract: Este artigo é um ensaio teórico que navega em uma trajetória ontológica conduzindo saberes biomédicos para outra esfera existencial: em fluxos de devires. Para tanto, deslocamos a loucura de sua concepção macropolítica para encontrá-la em devires fugidios, imperceptíveis, devires loucos, vetores coloridos, virtualidades dobradas que levam a reservas de futuro. Concebemos os devires enquanto potências, que compõem realidades, por isso, levam à propulsão de forças, aos desvios de rota, aos reencontros entre ficções e não-ficções. Este  ensaio apresenta a discussão teórica e conceitual, parte de uma pesquisa cartográfica, na qual priorizamos o percurso em relação às  metas preestabelecidas. Apostamos na relação da poética com o conceitual, enquanto possibilidade de romper o uníssono do tempo, despedaçando sua unidade. O texto se movimenta em duas linhas: a loucura e os devires. Por fim, propomos uma discussão, na qual lançamos alguns questionamentos contemporâneos ancorados nos conceitos e nas reflexões apresentados.


      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.103168
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • Uma revisão de literatura sobre o realismo agencial na psicologia

    • Authors: Pedro de Castro Tedesco, Kátia Maheirie, João Manuel de Oliveira
      Pages: 89 - 108
      Abstract: Este artigo aborda um estado da arte em relação a produção acadêmica sobre o Realismo Agencial na área da Psicologia. Como forma de inventariar os artigos científicos reunidos, foi realizada uma consulta as bases de dados do Portal de Periódicos e do Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES com alguns descritores voltados ao Realismo Agencial. Os resultados apontam que o conceito de intra-ação é amplamente utilizado nos trabalhos como forma de sinalizar a mútua constituição entre matéria e discurso. Transversal a esses trabalhos é a utilização do Realismo Agencial para propor alternativas analíticas que primem por um entendimento da matéria como generativa e agenciativa, a partir dos processos de materialização envolvidos na constituição de seus objetos de estudo. Como possíveis apontamentos, sugere-se que trabalhos futuros em Psicologia, que tenham o Realismo Agencial como principal aporte teórico, tenham como foco as dimensões éticas dos processos de materialização
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.103494
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • La psicología académica en la construcción de la
           homosexualidad y el lesbianismo

    • Authors: Jinfang Yang, Lupicinio Íñiguez-Rueda
      Pages: 109 - 135
      Abstract: El objetivo del artículo es identificar las características de la homosexualidad masculina y el lesbianismo tal y como son construidos por la ciencia psicológica de América Latina, España y Portugal. Hemos realizado un Análisis de Contenido y un Análisis Argumentativo de 420 artículos científicos publicados en esas regiones. Los resultados muestran que la psicología académica de estas regiones ha construido a) una población y sexualidad patologizadas, vulnerables y victimizadas; b) una población masculina riesgosa y sexualizada y una población femenina invisible; c) una población parcialmente incluida en los derechos y sociocultural y generalmente excluida; d) una población y sexualidad “discapacitadas” y dolorosas y; e) la dicotomía binaria del sexo/género. Con este trabajo, lo que problematizamos es la homosexualidad masculina y el lesbianismo constituidos a través de las prácticas científicas, entendiendo que éstas son capaces de crear realidades. Como discusión, planteamos que los discursos científicos pueden pasar de discursos reivindicadores de las normativas sexuales a discursos de resistencia.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.107379
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • Escrita literária em grupo: uma experiência coletiva

    • Authors: Veronica Torres Gurgel, Virginia Kastrup
      Pages: 136 - 156
      Abstract: Frequentemente a concepção da escrita em grupos pressupõe o indivíduo como unidade mínima de organização subjetiva. Nesta direção, o termo coletivo é entendido como sinônimo de social ou agrupamento de indivíduos – e em oposição ao termo individual. Contudo, é possível pensar a escrita como um processo eminentemente coletivo – quer ocorra solitariamente, quer em grupos. O artigo toma como referência o conceito de coletivo de Félix Guattari e os estudos da produção da subjetividade. O objetivo é discutir experimentações de escrita literária com um grupo de escritores amadores e analisar seus efeitos. A pesquisa foi realizada no Clube de Leitura e Escrita Prosa na Roda e se baseou no método da cartografia. Discute o uso de textos literários para ativação da escrita, a reverberação dos encontros e a importância da regularidade do trabalho. Três analisadores emergiram dos relatos dos participantes: confiança, gentileza e força do encontro presencial – que evidenciaram efeitos da escrita em cada um.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.112427
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • BICICLETAS E LIBERDADE: DIALÉTICA, LIMIAR E AS DIMENSÕES SUBJETIVAS E
           POLÍTICAS DE DUAS OBRAS DE AI WEIWEI

    • Authors: Lucas Oliveira Alves, Ana Lúcia Mandelli Marsillac
      Pages: 157 - 178
      Abstract: Este artigo analisa duas obras do artista contemporâneo Ai Weiwei: “Bicicletas Forever” e “Flores pela Liberdade”. Partindo dos conceitos de imagem dialética e de limiar de Walter Benjamin, bem como seus desdobramentos na teoria de Didi-Huberman em interlocução com a psicanálise freudo-lacaniana, este artigo reflete, por meio do método psicanalítico da leitura flutuante, sobre as obras como sintomas de um tempo, analisando suas dimensões subjetivas e políticas. Colocam-se em discussão as imagens e significantes das obras, falas e contingências do artista, assim como aspectos políticos da arte contemporânea presente em suas criações. As obras de Ai Weiwei estão em interlocução com diferentes tempos e espaços, contextos artísticos e políticos, proporcionando experiências dialéticas, liminares, anacrônicas e críticas, abrindo brechas no autoritarismo e passagens para o desejo de liberdade e criação em um enlace singular entre artista e público.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.104053
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • Um estudo sobre o paradigma proibicionista e a
           (des)criminalização da maconha no Brasil

    • Authors: Mateus Alexandre Pratas Rezende, Daniele Andrade Ferrazza, Guilherme Augusto Souza Prado
      Pages: 179 - 199
      Abstract: A maconha atualmente figura entre as substâncias consideradas ilícitas no Brasil. No entanto, nem sempre foi assim. O processo histórico que culminou com a proibição da maconha no Brasil é datado do início do século XX, perpassado por concepções eugenistas e higienistas que consolidaria o paradigma proibicionista. Todavia, ainda que paulatinamente, o proibicionismo vem sendo questionado em âmbito internacional e já há registros de outros modelos de relação de Estados com as drogas e dos indivíduos com as substâncias psicoativas. Sendo assim, o presente artigo, através da realização de entrevistas semiestruturadas, buscou identificar as diferentes maneiras pelas quais a proibição da maconha exerce seus efeitos nas subjetividades de indivíduos militantes, usuários ou não da planta. Dessa maneira, pretende-se demostrar a possibilidade de se pensar novas formas de se relacionar com a maconha, tanto em âmbito individual quanto em âmbito social, e ampliar o conhecimento da população acerca dos efeitos da proibição.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.108226
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • A criação de Institutos Disciplinares: uma análise
           histórica

    • Authors: Douglas Alexandre Fernandes, Maria Lúcia Boarini
      Pages: 200 - 224
      Abstract: Neste estudo objetivamos compreender as origens dos Institutos Disciplinares, estabelecimentos criados no início do período republicano, que atendiam adolescentes ditos “delinquentes”. Para isso, analisamos documentos históricos e as obras Classificação dos criminosos: introdução ao estudo do direito penal (1925) e Os menores delinquentes e o seu tratamento no Estado de São Paulo (1909), ambas de autoria de Candido Naziazeno Nogueira da Motta (1870-1942), jurista que apresentou o projeto de criação do primeiro Instituto Disciplinar do estado de São Paulo. Concluímos que a Escola Positiva de Direito Penal, exerceu grande influência na criação de Institutos Disciplinares no Brasil e que a predileção histórica do Estado brasileiro, em geral, pelo isolamento social ou aprisionamento como solução para o problema da delinquência juvenil demonstra que o ideário da higiene social ainda permanece na execução das políticas públicas voltadas aos jovens que atualmente denominamos em conflito com a lei.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.109128
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • PROCESSOS GRUPAIS COM ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE
           VULNERABILIDADE SOCIAL

    • Authors: Paulo Ricardo de Araújo Miranda, Andréia Isabel Giacomozzi, Juliana Gomes Fiorott
      Pages: 225 - 244
      Abstract: O presente relato de experiência visa problematizar a prática com grupos de adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Realizou-se cinco grupos entre agosto e dezembro de 2019. Os grupos eram fechados e com duração de 1 hora e 40 minutos cada. Como método, utilizou-se o ECRO para estruturar os encontros e a coordenação cartográfica como forma de manejo grupal. Os resultados e discussão apontam rizomaticamente para as direções: a alta disponibilidade dos adolescentes em participar; a importância do delineamento e sensibilização ao setting grupal; o modo vetores macropolíticos e institucionais incidem nos processos grupais; a dificuldade em encontrar palavras como efeito da sub-apropriação da linguagem formal; a importância de dar lugar ao que não tem lugar; e, o mapeamento de expressões com camadas de sentido. Por fim, aponta-se o grupo como dispositivo potente para a instauração de novas formas de vida.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.103393
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
  • Couleur de Peau et Reconnaissance Sociale: L’expérience Vécue des
           Afro-brésiliens Émigrés à Paris.

    • Authors: Janaina de Figueiredo
      Pages: 245 - 251
      Abstract: Esta resenha do livro Couleur de peau et reconnaissance sociale: l’expérience vécue des afro-brésiliens émigrés à Paris, escrito por Lenita Perrier, publicado em 2016 pela L’Hamarttan, percorre pelas “experiência vivida” de migrantes brasileiros em Paris. O foco recai nas dinâmicas raciais dentro de um contexto transnacional. Nesse trajeto analítico, a obra apresenta um conjunto de aspectos que organizam os processos de construção das identidades negras na França. Um dos pontos centrais do livro consiste em compreender continuidades, rupturas e contradições entre as representações raciais produzidas no Brasil e aquelas recriadas no contexto migratório.
      PubDate: 2021-07-21
      DOI: 10.22456/2238-152X.109121
      Issue No: Vol. 11, No. 2 (2021)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 52.23.219.12
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-