Journal Cover
Conjuntura Austral : Journal of the Global South
Number of Followers: 2  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2178-8839
Published by Universidade Federal do Rio Grande do Sul Homepage  [2 journals]
  • O uso do Twitter como ferramenta diplomática pela China

    • Authors: Ana Tereza Lopes Marra de Sousa
      Pages: 07 - 21
      Abstract: Para muitos países, as redes sociais têm se destacado enquanto instrumento de diplomacia pública e digital, sendo a China um dos Estados que tem mais tem usado a rede para tais propósitos, principalmente o Twitter. Diante disso, visando contribuir para o melhor entendimento do uso do Twitter como ferramenta diplomática pela China, neste trabalho apresentamos um estudo de caso no qual analisamos o uso de contas de autoridades chinesas no Twitter para a interlocução com contrapartes brasileiras, destacando a forma como a rede social foi utilizada em momentos de tensão nas relações entre os países. A partir de revisão bibliográfica e levantamento de dados primários, concluímos que diante de um cenário de adversidades, a China passou a perceber o uso do Twitter como uma ferramenta diplomática voltada a instrumentalizar a defesa de seus interesses. No caso analisado, especificamente, autoridades chinesas utilizaram o Twitter para mobilizar no Brasil atores internos política e economicamente interessados nas relações bilaterais Brasil-China para que se colocassem contrários a políticas que poderiam ser desvantajosas para a China.
      PubDate: 2022-07-07
      DOI: 10.22456/2178-8839.119206
      Issue No: Vol. 13, No. 62 (2022)
       
  • Sudamérica y la pandemia

    • Authors: Miriam Gomes Saraiva, Lorena Granja
      Pages: 22 - 35
      Abstract: La pandemia del COVID-19 sorprendió a Sudamérica en un difícil momento, caracterizado por crisis económica; polarización y divergencias políticas. La gobernanza regional está debilitada, actualmente no hay liderazgos ni consensos. El presente artículo objetiva analizar las respuestas a la pandemia por parte de los gobiernos sudamericanos con énfasis en la identificación de los esfuerzos enmarcados colectivamente en estrategias de nivel regional, y las estrategias unilaterales, observando un predominio de éstas. El argumento principal es que las respuestas a la crisis de múltiples dimensiones traída por la pandemia podrían haber tenido un trasfondo regional en vez de unilateral; sin embargo, la previa crisis de gobernanza regional incidió en la agenda, sin conseguir dar respuestas coordinadas, la región quedó en un estado de vulnerabilidad sin precedentes. El artículo comienza contextualizando la crisis de la gobernanza regional, posteriormente, contrasta e identifica las respuestas dadas a la pandemia por los gobiernos en las instancias regionales. Se analiza el contenido de documentos oficiales del Mercosur y la Alianza del Pacífico con el fin de identificar las respuestas conjuntas. El análisis evidencia el carácter deficitario de la gobernanza regional en Sudamérica para gestionar la crisis pandémica y la unilateralidad en las respuestas coyunturales a la crisis.
      PubDate: 2022-07-07
      DOI: 10.22456/2178-8839.118556
      Issue No: Vol. 13, No. 62 (2022)
       
  • O Brasil na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio
           Ambiente Humano

    • Authors: Bruna Gorgen Zeca
      Pages: 36 - 47
      Abstract: O artigo objetiva analisar a atuação do Brasil durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, também conhecida como Conferência de Estocolmo, que ocorreu em 1972. A Conferência consistiu no primeiro momento em que, no âmbito da ONU, os países se organizaram em um evento global para tratar das questões ambientais. Na ocasião, diversas questões contribuíram para pautar a posição brasileira, como os projetos do regime militar para o território nacional e as ideias de restrição ao crescimento que circulavam em alguns meios. Nesse contexto, a pesquisa visa analisar de que forma o Brasil se posicionou na primeira Conferência da ONU sobre o meio ambiente. Para tanto, será feita uma análise documental, em que serão utilizadas essencialmente fontes oficiais, como os pronunciamentos dos representantes brasileiros e os relatórios da delegação do Brasil. A análise da política externa brasileira à Conferência permite concluir que o país teve uma posição consideravelmente cética e relutante em relação ao tratamento das questões ambientais em âmbito internacional, que seu principal objetivo naquele momento era o desenvolvimento e que nenhuma medida poderia limitar esse objetivo. Defendeu-se, em síntese, que as políticas referentes ao meio ambiente eram de preocupação exclusiva de cada país.
      PubDate: 2022-07-07
      DOI: 10.22456/2178-8839.118329
      Issue No: Vol. 13, No. 62 (2022)
       
  • Politicization, Foreign Policy and Nuclear Diplomacy

    • Authors: Victoria Viana Souza Guimarães, Lucas Peixoto Pinheiro da Silva
      Pages: 48 - 63
      Abstract: According to the current literature, since the redemocratization, Brazilian foreign policy has been marked by a process of increasing politicization. This article’s main objective is to verify the relation between administrative shifts and Brazilian nuclear diplomacy. Accordingly, the question dealt with in the article is: since Brazil joined the Treaty on the Non-Proliferation of Nuclear Weapons (NPT), have administration variations interfered with the formulation of Brazilian nuclear diplomacy' This article argues that Brazilian nuclear diplomacy has been an exception to this trend. No matter how innovative some administrations have been in foreign policy, nuclear diplomacy has been insulated from governmental changes, having consolidated a coherent and stable rhetoric internationally. The research was carried out by analyzing the Brazilian rhetoric between 1998 and 2019 in the NPT Review Conferences and Preparatory Committees, vis-à-vis different administrations, through the method of substantive content analysis. The result consisted in the verification that the majority of the rhetorical issues used were present in all studied administrations, indicating the absence of correlation between administration shifts and the Brazilian stance in the Global Nonproliferation Regime.
      PubDate: 2022-07-07
      DOI: 10.22456/2178-8839.117871
      Issue No: Vol. 13, No. 62 (2022)
       
  • Mirroring its British masters

    • Authors: Felipe Costa Lima
      Pages: 64 - 76
      Abstract: The Indian state has been adopting controversial policies for countering the Maoist insurgency. Even worse, this behaviour seems to mirror British
      colonial attitudes against India’s population at some level. Consequently, this article attempts to understand this probable ‘paradoxical’ conduct. With
      the support of the post-structuralist theory, I discuss state and outsourced terrorist practices of the Indian state apparatus against this insurgency. To
      reach this goal, first, I try to explicate the concept of state terrorism and its application in India. Then, I analyse the historical development of the
      Maoist movement and India’s concrete policies of state and outsourced terrorism against this counter-hegemonic movement. I believe the British Raj’s
      colonial practices have had a deep dialectical influence on India’s state apparatus and major political parties to date. So, this inquiry may clarify the
      persistence of colonial practices within India.
      PubDate: 2022-07-07
      DOI: 10.22456/2178-8839.116728
      Issue No: Vol. 13, No. 62 (2022)
       
  • Historical relations between Brazil and Paraguay

    • Authors: Camilo Pereira Carneiro Filho, Tomaz Esposito Neto
      Pages: 77 - 91
      Abstract: In the context of Brazil-Paraguay historical relations, the construction of the Itaipu hydroelectric dam on the Paraná River – on the border between the two countries – was one of the most important initiatives (in political, economic and energy terms). The events between Brazil and Paraguay involving the Itaipu project are part of South America's geopolitics. In this sense, the present article will focus on the negotiations that preceded and continued throughout the construction of the plant and the treaties and main events and agreements that established the criteria for the operation of the hydroelectric power plant. The Itaipu Treaty, signed in 1973, provides for the revision of financial clauses by 2023. Thus, the present work aims to examine the relations between Brazil and Paraguay throughout history and analyze the impacts of the Itaipu Dam on this relationship. This article is qualitative research, from the perspective of International Relations and Political Geography, enriched with cartography created by the authors with Arc GIS software.
      PubDate: 2022-07-07
      DOI: 10.22456/2178-8839.116432
      Issue No: Vol. 13, No. 62 (2022)
       
  • A ONU e a Diplomacia militar

    • Authors: Guilherme de Araujo Grigoli, Lucas Amorim Poyares Castro
      Pages: 92 - 109
      Abstract: A diplomacia militar é um dos instrumentos de implementação das agendas nacionais em cenários de conflito. A participação de um país em uma operação de paz está vinculada aos seus interesses nacionais, diretos ou indiretos, e pode impactar na eficácia destas. Trata-se de pesquisa qualitativa, apoiada no estudo de caso da UNMISS, com utilização da técnica de observação não estruturada feita por um dos autores em 2015/2016 e de análise documental. Estuda como a diplomacia militar serve de ferramenta na relação entre as agendas nacionais e as Operações de Paz sob a égide da ONU. Especificamente, questionamos como o interesse nacional dos países contribuintes das missões de paz influenciam em sua eficácia. Ao final, como conclusões apresenta formas de reduzir e/ou mitigar esses efeitos no sistema ONU, repensando essa atividade para o aprimoramento do multilateralismo, entendendo o papel das alianças transnacionais na mitigação dessas diversas agendas nacionais no âmbito da missão.
      PubDate: 2022-07-07
      DOI: 10.22456/2178-8839.122070
      Issue No: Vol. 13, No. 62 (2022)
       
  • Consequências indesejadas das operações de paz de
           estabilização

    • Authors: Letícia Carvalho, Geraldine Rosas Duarte
      Pages: 110 - 126
      Abstract: O artigo analisa as consequências não pretendidas das operações de paz de estabilização realizadas pela Organização das Nações Unidas (ONU), tomando como base o estudo da atuação da MONUSCO na República Democrática do Congo (RDC). Essas consequências são investigadas tendo em vista cinco aspectos principais: (i) vulnerabilidade da população civil; (ii) segurança do pessoal e das instalações; (iii) ação humanitária; (iv) direitos humanos; e (v) processo político. Metodologicamente, o artigo se baseia em pesquisa bibliográfica e documental, além da análise de dados empíricos sobre a frequência, intensidade e distribuição (espacial e temporal) da violência política, e sobre o processo de reconstrução do Estado no Congo, que permitem avaliar os cinco aspectos elencados. São utilizados dados disponibilizados em bases tanto do próprio sistema ONU quanto de outras fontes, como a ACLED, UCDP, Fund For Peace e Insecurity Insight. Concluímos que as consequências não pretendidas produzidas pela MONUSCO impactam, com pesos variados, a dinâmica do conflito e prejudicam o processo de construção da paz no Congo.
      PubDate: 2022-07-07
      DOI: 10.22456/2178-8839.123976
      Issue No: Vol. 13, No. 62 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.140.84
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-