Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Sul   (Total: 2 journals)

We no longer collect new content from this publisher because the publisher has forbidden systematic access to its RSS feeds.
Similar Journals
Journal Cover
Conjuntura Austral : Journal of the Global South
Number of Followers: 2  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2178-8839
This journal is no longer being updated because:
    the publisher no longer provides RSS feeds
  • A Moeda Digital Chinesa:

    • Authors: Alba Boaventura, Isabela Nogueira, Bruno de Conti
      Pages: 7 - 20
      Abstract: O pioneirismo da China na criação de uma moeda digital emitida pelo Banco Central (CBDC na sigla em inglês) abre inúmeras perguntas sobre suas implicações para a dinâmica de poder mundial. Neste contexto, o objetivo deste artigo é analisar de quais maneiras o renminbi digital (e-CNY) pode representar uma ameaça ao poder estrutural do dólar no sistema internacional e discutir seus principais limites. Recorremos ao arcabouço conceitual do poder estrutural do dólar para a hegemonia estadunidense e salientamos as repercussões políticas provenientes dessa centralidade. Em seguida, escrutinamos a digitalização chinesa tanto do ponto de vista monetário e operacional quanto das iniciativas em torno da Rota da Seda Digital, entendendo que esta última contempla múltiplos instrumentos (de infraestrutura, tecnologia, comércio digital e governança do ciberespaço) que sustentam a disseminação do e-CNY. Este artigo argumenta que o lançamento do e-CNY pode fornecer no longo prazo um novo ímpeto à internacionalização do renminbi para ascender na hierarquia monetária internacional via sua promoção nos pagamentos regionais, sobretudo no setor de e-commerce. No entanto, isso não afeta a posição estrutural do dólar no curto prazo porque os limites para uma expansão expressiva do e-CNY no Sistema Monetário Internacional continuam sendo muito significativos.
      PubDate: 2023-03-30
      DOI: 10.22456/2178-8839.127669
      Issue No: Vol. 14, No. 65 (2023)
       
  • Os erros de Merkel na política externa alemã em
           relação à Rússia

    • Authors: Robson Cunha Rael
      Pages: 21 - 31
      Abstract: A política externa alemã voltada a Moscou durante o governo Merkel foi criticada por não ter dissuadido a Rússia a não cometer novas agressões contra a Ucrânia. O objetivo do artigo é analisar em que medida a Chanceler alemã errou na condução de sua política externa em relação à Rússia levando em consideração a Ostpolitik (uma política de Estado da Alemanha Ocidental direcionada ao Leste Europeu), a interdependência entre Alemanha e Rússia no setor de energia (com a participação de companhias de gás natural de ambos os países) e a função de ator mediador exercida por Berlim na crise de Ucrânia, com as assinaturas dos acordos de Minsk no âmbito do Grupo de Normandia. O método empregado é o process tracing, para análise da trajetória causal dos fatos ligados a Ostpolitik, a interdependência e a mediação. Conclui-se que Merkel errou em não reduzir a dependência alemã do gás natural russo, no entanto, a atuação geral da política externa da Alemanha não foi errônea ao considerar as relações com a Rússia no longo prazo, para a construção de uma arquitetura de segurança europeia mais estável.
      PubDate: 2023-03-30
      DOI: 10.22456/2178-8839.127738
      Issue No: Vol. 14, No. 65 (2023)
       
  • Rússia e a Guerra Civil Síria

    • Authors: Marcos Alan S. V. Ferreira, Evellin C. da Silva
      Pages: 32 - 48
      Abstract: O trabalho analisa o posicionamento da Rússia no Conselho de Segurança da ONU durante a Guerra Civil Síria. Nesse cenário, é esperado um posicionamento do CSNU e ações para solucionar o caso. Há uma falta de consenso entre os membros do CSNU e a Rússia teve papel central, pois participou do conflito em 2015 e apoia Bashar al-Assad. Por esse papel importante, buscamos explorar as possíveis motivações e interesses russos que levaram à falta de consenso no CSNU em relação ao conflito sírio à luz de uma leitura realismo ofensivo. Inicialmente apresentamos o conflito sírio e os seus atores; em seguida, abordamos a política externa russa e seus interesses; por fim, exploramos o posicionamento russo no CSNU durante o conflito. Como base metodológica, partimos de uma análise exploratória-descritiva com coleta de dados e pesquisa documental fundamentada nas resoluções do CSNU nos anos de 2012-2020. Em conclusão, destacamos que a Síria é parte central da política externa russa, com dimensões econômicas e estratégicas que ultrapassam a questão do conflito. Enquanto a Rússia continua a proteger um de seus aliados na região a Síria recebe por sua vez o apoio político e diplomático para suas ações no cenário internacional.
      PubDate: 2023-03-30
      DOI: 10.22456/2178-8839.128336
      Issue No: Vol. 14, No. 65 (2023)
       
  • A ascensão da direita radical no Leste Europeu e a
           perseguição aos direitos LGBTQIA+

    • Authors: Maiko Jhonata De Araújo Gomes, Lucas Lira de Menezes
      Pages: 49 - 60
      Abstract: O presente artigo visa evidenciar a relação entre a ascensão da direita radical no Leste Europeu, a partir da década de 1990 e o descumprimento de direitos LGBTQIA+ na Hungria (2012-2022) e Polônia (2015-2022). Ademais, fazendo uso da metodologia qualitativa explicativa, vinculada à ferramenta analítica de estudo comparativo, tem-se como objetivos específicos: (I) expor os principais eventos a nível doméstico e internacional diretamente relacionados à ascensão da direita radical na região; (II) destacar as similaridades e diferenças acerca das narrativas envolvendo os direitos LGBTQIA+ nos dois países; (III) evidenciar as respostas internacionais para com essas infrações de direitos. Assim, a pergunta-problema caracteriza-se como: por que a direita radical do Leste Europeu passou a adotar com tanta veemência a perseguição aos direitos da população LGBTQIA+ como parte de suas agendas políticas no século XXI' Portanto, a hipótese é que a transnacionalização da luta LGBTQIA+ é compreendida por alguns segmentos da Sociedade Internacional enquanto uma forma de imposição ideológica do Ocidente e, por isso, deve ser combatida em defesa da cultura e valores locais.
      PubDate: 2023-03-30
      DOI: 10.22456/2178-8839.128886
      Issue No: Vol. 14, No. 65 (2023)
       
  • A influência da vulnerabilidade climática no comportamento de países do
           G20 em relação ao Acordo de Paris

    • Authors: Victor Nascimento, Carolinna Maria
      Pages: 61 - 74
      Abstract: Os estudos sobre a relação entre vulnerabilidade climática e o comportamento dos Estados no âmbito internacional têm se ampliado. Em se tratando dos principais atores do Regime Internacional de Mudança do Clima (RIMC), destacam-se os países do G20, maiores economias mundiais e responsáveis por cerca de 80% das emissões atuais de GEE. Neste artigo, o questionamento orientador indaga qual a influência da vulnerabilidade climática dos países do G20 quanto ao comportamento em relação ao Acordo de Paris' Por meio de uma revisão de literatura e análise das NDCs, relacionou-se estas informações com dados sobre a vulnerabilidade climática de quatro países conforme o Índice de Adaptação Global da Universidade de Notre Dame (ND-Gain). Constatou-se que o Reino Unido e a Alemanha, países menos vulneráveis, sofreram com o aumento de vulnerabilidade em áreas como Alimento, Saúde, possivelmente devido ao aumento da temperatura e falta de planos adaptativos. Quanto aos dois países mais vulneráveis, Índia e Indonésia, mesmo mais necessitados do RIMC quanto ao financiamento, possuem programas adaptativos mais eficientes.
      PubDate: 2023-03-30
      DOI: 10.22456/2178-8839.129165
      Issue No: Vol. 14, No. 65 (2023)
       
  • Sistema mundial com características chinesas:

    • Authors: Lucas Gualberto do Nascimento
      Pages: 75 - 86
      Abstract: No atual século, com a ascensão chinesa e a sua crescente participação na economia e no sistema político mundial, há o desenvolvimento de uma influente perspectiva chinesa das relações internacionais. Nas últimas quatro décadas, movimentos da intelectualidade chinesa promoveram o surgimento de visões próprias, nacionais, do sistema mundial. Este artigo destaca três vertentes da filosofia política chinesa para o sistema internacional: o Tudo Sob o Céu (Tianxia), a dialética Zhongyong e o Realismo Moral como elementos teóricos formuladores de uma perspectiva de sistema mundial com características chinesas. O objetivo, portanto, é analisar, a partir do seu processo histórico de ascensão, como estas correntes de pensamento para uma ordem internacional são resultado da formação social e do Estado chinês, e como estas diferenciam-se das tradições da filosofia política ocidental e suas bases epistemológicas. Estas vertentes se projetam em termos de ideias e instituições para uma perspectiva chinesa de ordem internacional no século XXI.
      PubDate: 2023-03-30
      DOI: 10.22456/2178-8839.129513
      Issue No: Vol. 14, No. 65 (2023)
       
  • La CELAC y la Alianza del Pacífico en la diversificación de las
           relaciones económicas internacionales de México (2009-2019)

    • Authors: Marcela Franzoni, Carlos Eduardo Carvalho
      Pages: 87 - 99
      Abstract: El artículo cuestiona las posibilidades de diversificación del comercio exterior de México a través de iniciativas diplomáticas amplias hacia América Latina, frecuentemente señalada como un contrapeso al rol histórico de los Estados Unidos. Para eso, analisa los resultados de la participación mexicana en la Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC) y en la Alianza del Pacífico (AP) en términos de diversificación del origen y destino de sus exportaciones e importaciones entre los años 2009-2019. A partir del análisis de documentos y estadísticas oficiales de México y de la revisión de literatura, debatimos la hipótesis de que la participación de México en estas iniciativas no resultó en diversificación del comercio exterior hacia América Latina y el Caribe pues el comercio intrarregional disminuyó en el período. Los datos muestran que la región se volvió menos representativa en el comercio exterior de México, que se mantuvo concentrado en Estados Unidos. Se concluye que la participación de México en estas dos iniciativas comprueba que la diversificación comercial no es posible con iniciativas amplias y generales. La diversificación apareció como discurso retórico, posiblemente para atender a los objetivos de legitimación de la política interna, sin estrategias ni planes concretos para lograrla.
      PubDate: 2023-03-30
      DOI: 10.22456/2178-8839.129563
      Issue No: Vol. 14, No. 65 (2023)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.182.206
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-
JournalTOCs
 
 

Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Sul   (Total: 2 journals)

We no longer collect new content from this publisher because the publisher has forbidden systematic access to its RSS feeds.
Similar Journals
Similar Journals
A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  All
HOME > Browse the 3359 Publishers covered by JournalTOCs 10 11 12 13 14 15 16 17  
PublisherTotal Journals
10 11 12 13 14 15 16 17  
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 3.235.182.206
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-