Publisher: Universidade do Estado do Rio de Janeiro   (Total: 43 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 43 of 43 Journals sorted alphabetically
Abusões     Open Access   (Followers: 1)
Ballot     Open Access  
Caderno Seminal     Open Access  
Cadernos de Estudos Sociais e Políticos     Open Access   (Followers: 2)
Cadernos do Desenvolvimento Fluminense     Open Access  
Cadernos do IME : Série Estatística     Open Access  
Cadernos do IME : Série Informática     Open Access  
Cadernos do IME : Série Matemática     Open Access  
Childhood & Philosophy     Open Access   (Followers: 9)
DEMETRA : Alimentação, Nutrição & Saúde     Open Access  
e-Mosaicos : Revista Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira     Open Access  
Ekstasis : Revista de Hermenêutica e Fenomenologia     Open Access   (Followers: 1)
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporânea     Open Access   (Followers: 1)
Espaço e Cultura     Open Access  
Estudos e Pesquisas em Psicologia     Open Access  
Geo UERJ     Open Access  
História, Natureza e Espaço - Revista Eletrônica do Grupo de Pesquisa NIESBF     Open Access  
Intellèctus     Open Access  
J. of Sedimentary Environments     Open Access  
Jornal Brasileiro de TeleSSaúde     Open Access  
Logos : Comunicação e Universidade     Open Access  
Matraga - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Palimpsesto : Revista da Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Pensares em Revista     Open Access  
Periferia     Open Access  
Physis : Revista de Saúde Coletiva     Open Access  
Polêm!ca     Open Access  
Psicologia e Saber Social     Open Access   (Followers: 1)
Revista da Faculdade de Direito da UERJ     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ     Open Access  
Revista de Finanças Públicas, Tributação e Desenvolvimento     Open Access  
Revista Direito e Práxis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eletrônica de Direito Processual     Open Access  
Revista Enfermagem UERJ     Open Access   (SJR: 0.248, CiteScore: 0)
Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto     Open Access  
Revista Maracanan     Open Access  
Revista Neiba, Cadernos Argentina Brasil     Open Access  
Revista Quaestio Iuris     Open Access  
Revista Tamoios     Open Access  
Revista Teias     Open Access  
Soletras Revista     Open Access  
Sustinere : Revista de Saúde e Educação     Open Access  
Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Physis : Revista de Saúde Coletiva
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1809-4481
Published by Universidade do Estado do Rio de Janeiro Homepage  [43 journals]
  • O avanço da Contrarreforma Psiquiátrica no Brasil

    • Authors: Rossano Cabral Lima
      Abstract: Apresentação à Physis v.29, n.1.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • O conceito de saúde na Saúde Coletiva: contribuições a partir da
           crítica social e histórica da produção científica

    • Authors: Marcelo José de Souza e Silva, Lilia Blima Schraiber, André Mota
      Abstract: A presente pesquisa teve como objetivo compreender qual é o conceito de saúde dentro da Saúde Coletiva. Nossa análise parte do marxismo como referencial teórico, tanto para definir o que é um “conceito” quanto para compreender o pensamento crítico da Saúde Coletiva. Como pesquisa empírica, usou-se a produção bibliográfica dos principais periódicos que reúnem publicações da Saúde Coletiva enquanto área de conhecimento, o que resultou em 34 artigos que tratavam, de alguma forma, do conceito de saúde, mesmo que não fosse o objeto principal do trabalho. Dessa análise identificamos ao menos três distintas modalidades de definições, que variaram tanto na base referencial usada para apreender e analisar realidades empíricas concernentes à saúde quanto na conceituação de social que poderia estar nessa análise  ̶  também se identificando que os artigos mais oscilaram entre uma produção estritamente descritiva dessas realidades empíricas e ensaios estritamente teóricos do que produziram um particular concreto (empírico) pensado com base na definição de social eleita. Concluiu-se que dentro da Saúde Coletiva o conceito de saúde tem sido tomado, em grande parte, ou como noção (uma aproximação parcial do objeto) ou como um lema, a partir de um engajamento ético-político que acaba relegando a contribuição teórico-conceitual a segundo plano.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Gênero: percursos e diálogos entre os estudos feministas e biomédicos
           nas décadas de 1950 a 1970

    • Authors: Marina Cortez, Paula Gaudenzi, Ivia Maksud
      Abstract: Apesar da importância do conceito de gênero para os estudos feministas, a utilização e a acepção do conceito em pesquisas biomédicas sobre a intersexualidade nos anos 1950 vêm sendo pouco problematizadas na literatura nacional feminista. Para compreender os caminhos percorridos pelo termo “gênero” e os contextos nos quais suas diversas conceptualizações são produzidas, o objetivo deste ensaio é mapear os usos do termo/conceito de gênero em produções anglófonas ligadas aos feminismos dos anos 1970 e no campo da Biomedicina, no período de 1950 a 1970. Constatamos que o termo foi primeiramente utilizado no campo biomédico nos anos de 1950 e que há importantes interlocuções entre os dois campos nas décadas de 1960 e 1970.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Sobre a performance de sofrimento na web: narrativas de mães de crianças
           com condições crônicas complexas de saúde em uma revista eletrônica

    • Authors: Anita Silva Paez, Martha Cristina Nunes Moreira
      Abstract: O objetivo deste artigo é discutir a performance de sofrimento a partir das narrativas de mães de crianças com condições crônicas complexas de saúde veiculadas em uma revista eletrônica, seguindo também a pista de alguns links que levam a blogs. A visibilidade dos conteúdos compartilhados na internet, seja qual for a plataforma, e sua crescente função social de construção conjunta levam-nos a voltar nossa atenção especificamente para este espaço contemporâneo. A partir de uma imersão de inspiração etnográfica nos escritos, foram identificados movimentos engendrados pelas narrativas: captura, afirmação de um lugar, constituição de um vetor de forças e luta simbólica. Na forma de um ensaio, buscou-se articular discursivamente o material empírico com questões teóricas. A internet é um importante recurso de aproximação e vinculação ao ensejar a circulação de narrativas contra-hegemônicas. Mostrar o rosto e o nome, próprios e do filho, pode fazer parte de um movimento que afirme uma individualidade sofredora, mas pode também culminar na produção de novos sentidos, ampliando o campo de possibilidades, inclusive simbólicas, para mães e crianças.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Políticas públicas referentes às incapacidades físicas em hanseníase
           na virada do século: uma década de (des)controle'

    • Authors: Glauca Gonçalves Mantellini, Aguinaldo Gonçalves, Carlos Roberto Padovani
      Abstract: Objetivos: Focando na década da virada do século, recuperam-se as principais diretivas das políticas públicas setoriais referentes ao controle das incapacidades físicas em hanseníase (IFH). Material e métodos: Procede-se à revisão expositivo-crítica das respectivas normas técnicas a partir das menções às mesmas nos textos oficiais da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde do Brasil, publicados de 1995 a 2005. Resultados: Constata-se que as IFH são consideradas em plano secundário, essencialmente em função do tratamento medicamentoso eleito como estratégia prioritária para a luta contra a endemia. Conclusões: Conclui-se que, de equívoco em equívoco, específicos para as IFH e gerais para a doença, frustraram-se até os dias atuais por repetidas vezes, sobretudo em nosso país, expectativas institucionais relativas à eliminação da moléstia.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Falhas do sistema alimentar brasileiro: contribuições da geografia
           literária para o fortalecimento da democracia alimentar

    • Authors: Michele Cristine Medeiros Jacob, Viviany Moura Chaves
      Abstract: A necessidade de reformular sistemas alimentares é uma constante nos debates das Políticas de Alimentação e Nutrição em todo o mundo. A ciência da Nutrição, nesse cenário, tem a oportunidade de avaliar sua abordagem hegemônica, ligada ao paradigma biológico, visando a um maior engajamento político nas questões que fragilizam seu sistema alimentar. Buscou-se, com este trabalho, demonstrar como o processo histórico e social de construção do sistema alimentar brasileiro relaciona-se com falhas de segurança alimentar e nutricional atuais. Trata-se de pesquisa qualitativa, que tomou como perspectiva de método a geografia literária. O território brasileiro foi dividido em sete manchas culinárias, porções do território que constituem regiões para o estudo social da alimentação. Compuseram seu corpus 27 trabalhos literários, de 20 escritores brasileiros, coletados e analisados com o apoio das dimensões conceituais definidas no estudo: espaços narrativos e objetos culinários. O mau uso da terra, a comoditização da comida e a oferta indiscriminada de alimentos industrializados foram listadas como as principais falhas no sistema alimentar analisado. A abordagem das Ciências Humanas e Sociais pode oferecer importante contribuição à Nutrição para maior protagonismo em problemas do sistema alimentar relacionados com aspectos socioculturais.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Práticas de grupo do Núcleo de Apoio à Saúde da Família: perspectiva
           do usuário

    • Authors: Elaine Toledo Pitanga Fernandes, Melissa Nathielle de Lima Souza, Suely Maria Rodrigues
      Abstract: Trata-se de pesquisa qualitativa, de caráter exploratório, com o objetivo de conhecer a percepção dos usuários da Estratégia de Saúde da Família (ESF) em relação às práticas de grupo desenvolvidas pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). A amostra foi constituída por 27 indivíduos participantes das atividades de grupo desenvolvidas em cinco ESFs apoiadas por uma equipe do NASF do município estudado. Os dados foram coletados por meio de entrevistas conduzidas com base em um roteiro semiestruturado versando sobre os temas: conhecimento das atividades desenvolvidas pelo NASF; características das atividades; benefícios advindos da participação nas atividades de grupo; tempo de participação; periodicidade da atividade; e relação com os profissionais. Os dados foram analisados segundo a técnica de análise de conteúdo, de Bardin. A maioria dos entrevistados se mostrou satisfeita com a acessibilidade ao serviço e os resultados advindos da participação nas práticas de grupo, motivados pelos benefícios terapêuticos e sociais. Pode-se concluir que os usuários possuem uma percepção positiva em relação às práticas de grupo oferecidas pelo NASF, destacando os resultados terapêuticos satisfatórios, criação de vínculos afetivos, proporcionando o fortalecimento das relações interpessoais, bem-estar e melhoria na qualidade de vida.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Desabastecimento de medicamentos na literatura científica da saúde: uma
           revisão narrativa

    • Authors: Luisa Arueira Chaves, Gabriela Costa Chaves, Mariani Nunes Sadock Vianna, Maria Auxiliadora Oliveira
      Abstract: O desabastecimento de medicamentos já é considerado um problema de saúde pública e representa um obstáculo importante para a garantia do acesso a eles e, consequentemente, do direito à saúde. Sendo assim, com o intuito de compreender melhor esse fenômeno, este artigo buscou identificar, descrever e caracterizar as publicações científicas da saúde que versam sobre o tema de desabastecimento de medicamentos e identificar as lacunas de pesquisa. Para tanto, realizou-se revisão narrativa da literatura científica na base de dados PubMed. Os resultados foram selecionados de acordo com o título e resumo, e os dados foram extraídos do texto completo. Além de uma análise quantitativa, também foi realizada uma síntese qualitativa dos estudos, explicitando as principais causas, estratégias de enfrentamento, discussões conceituais e a descrição do problema contido nas publicações incluídas. Foram analisados 98 artigos, a maioria foi publicada a partir do ano de 2011, nos EUA, citando diversos medicamentos e com o foco na descrição do problema. Os resultados deste estudo sugerem a contemporaneidade do problema, o uso da literatura científica como denúncia e a falta de estudos sobre o tema em países de baixa e média renda e que se voltem a compreender suas causas.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Intersetorialidade e cuidado em saúde mental: experiências dos CAPSij da
           Região Sudeste do Brasil

    • Authors: Bruna Lidia Tãno, Thelma Simões Matsukura
      Abstract: O objetivo do estudo foi identificar como tem sido produzido o trabalho intersetorial nos Centros de Atenção Psicossocial Infantojuvenis (CAPSij) da Região Sudeste do país, buscando compreender como se processam os contatos com a rede, bem como as potências e fragilidades das articulações intersetoriais na perspectiva dos gestores dos serviços. Trata-se de pesquisa de levantamento, orientada pela avaliação por triangulação de métodos, em sua primeira etapa referente à análise diagnóstica situacional, tendo como participantes 35 CAPSij. Os resultados indicaram que Atenção Básica, Assistência Social e Educação são os principais serviços/setores envolvidos nas situações de cuidado à população infantojuvenil acompanhada nos CAPSij. A corresponsabilização, enquanto um dos benefícios do trabalho intersetorial, foi afirmada como estratégia para a produção ampliada de saúde e qualificação da rede. Sobre desafios, os participantes apontam a falta de alinhamento em projetos comuns de cuidado, os discursos de medicalização e patologização da vida nas instituições educacionais, e a dificuldade de articulação das demandas relacionadas à Atenção Básica. Por fim, discute-se a intersetorialidade como eixo central das ações em saúde mental, possibilitando que recursos e dispositivos locais sejam potencializados para práticas de cuidado e de garantia de direitos.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Representações do estigma da hanseníase nas mulheres do
           Vale do Jequitinhonha-MG

    • Authors: Ricardo Jardim Neiva, Marcia Grisotti
      Abstract: O artigo analisa as percepções do estigma da hanseníase pelas mulheres que vivem no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. A produção está associada às marcas individuais e à interpretação social destas, sob a forma de rótulos que identifiquem o doente. Tal marca subentende a própria visão do indivíduo acometido que, no caso estudado, está relacionada à exclusão social, à pobreza e à religiosidade. Para compreender o estigma em meio à estruturação de serviços de saúde e trabalhos de informação das equipes de saúde, foram realizadas entrevistas com mulheres, sendo todas portadoras ou ex-portadoras da doença. As dificuldades de relacionamento com os serviços, com o próprio corpo, com a família, assim como a relação da doença com aspectos místicos e religiosos, são categorias analíticas que emergiram da pesquisa. O estigma manifesto em situações isoladas, e sob a decisão do indivíduo.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Modos de pensar dos profissionais do Programa Academia da Saúde sobre
           

    • Authors: Ana Mônica Serakides Ivo, Deborah Carvalho Malta, Maria Imaculada de Fátima Freitas
      Abstract: O Programa Academia da Saúde (PAS) foi criado para contribuir com a promoção da saúde, produção do cuidado e melhoria do acesso à prática de atividade física, a partir da visão holística do cuidado. Objetivo: compreender representações de profissionais do PAS sobre saúde/doença, que fundamentam as atividades de promoção à saúde, dirigidas à população. Metodologia: estudo qualitativo fundamentado na teoria das Representações Sociais, entendendo-as como pontos de vista, explicitados na ação humana. Entrevistas em profundidade, com profissionais de educação física do PAS de Belo Horizonte, foram interpretadas pela Análise Estrutural de Narração. Resultados: existem representações centrais que definem a saúde como o oposto à doença, representações periféricas, sendo saúde mais do que ausência de doença. O modelo biomédico presente convive com pontos de vista que ampliam a prática em saúde, voltada para a construção da promoção da saúde como um bem e um direito. Para manterem paralelas estas representações, os profissionais se utilizam, contraditoriamente, do discurso oficial que criou o Programa, ancorado na Saúde Coletiva, e do discurso da ciência e do senso comum, ancorados na Biologia. A implicação do profissional nas ações torna-se paradoxal, exigindo melhorias em sua formação para continuar a mudança de paradigma na atenção à saúde.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • A clínica do dentista na Estratégia Saúde da Família: entre a
           inovação e o conservadorismo

    • Authors: Pedro Augusto Thiene Leme, Rodrigo Almeida Bastos, Egberto Ribeiro Turato, Marcelo de Castro Meneghim
      Abstract: Objetivou-se compreender com maior grau de aproximação aspectos da relação entre a odontologia e a sociedade por meio da observação direta do cotidiano e do discurso de dentistas membros de equipes da Estratégia Saúde da Família, que discorreram sobre sua terapêutica na área da saúde bucal num novo cenário normativo. Estudo desenvolvido utilizando o Método Clínico-Qualitativo durante o ano de 2016, que partiu do tema “terapêutica da cárie dentária” como assunto disparador para o desenvolvimento das entrevistas, realizadas por meio de roteiro semidirigido de questões abertas em profundidade, nas próprias unidades de saúde. O material obtido foi analisado por meio de Análise Qualitativa de Conteúdo. Os resultados evidenciaram configurações de poder provenientes de um modelo odontológico conservador, desfavoráveis ao propósito da Promoção da Saúde, mas apontaram também potencialidades trazidas pelo modelo de Saúde da Família, reveladas por meio da criatividade e reflexividade sobre ações educativas e desafios que puderam estimular o profissional. Considerou-se, entretanto, que o trabalho do dentista nesse contexto conservou, predominantemente, um modus operandi hegemônico, caracterizado por relações desequilibradas de poder.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Translação do Conhecimento na qualificação da gestão da Vigilância
           em Saúde: contribuição dos estudos avaliativos de pós-graduação

    • Authors: Luciana Caroline Albuquerque Bezerra, Eronildo Felisberto, Juliana Martins Barbosa da Silva Costa, Zulmira Hartz
      Abstract: São muitos os desafios no sentido de minimizar as lacunas existentes entre evidências científicas e melhores resultados de saúde. A translação do conhecimento (TC) é o movimento que o conhecimento faz em um contexto organizacional em prol da sua efetiva aplicação. O objetivo deste estudo foi analisar a ocorrência da TC na Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde de Pernambuco (SEVS/PE), tomando como objeto dez pesquisas avaliativas sobre programas da Vigilância em Saúde, produzidas no Mestrado de Avaliação em Saúde do Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira, de 2011 a 2015. Para tanto, utilizou-se um roteiro de entrevista semiestruturada, abordando sete gestores e dez técnicos da SEVS-PE. Na análise deste estudo de caso, qualitativo, foi utilizado um modelo de TC, e sobrepondo-se a ele, uma estrutura teórica de uso-influência da avaliação. Em oito pesquisas analisadas, foram categorizadas evidências em cinco fases da TC. Apenas a etapa de avaliação do uso do conhecimento não foi evidenciada. Diferentes tipos de uso, dimensões e níveis de influência das avaliações foram relatados. Dentre as mudanças ocorridas, foram relatadas: criação de novas agendas, elaboração de protocolos, mudança do processo de trabalho, instituição de novos fluxos, contratação de novos profissionais.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Análise política da composição do Conselho Nacional de
           Saúde (2015/2018)

    • Authors: Berenice Temoteo da Silva, Isabel Maria Sampaio Oliveira Lima
      Abstract: A pesquisa consiste numa análise política das entidades integrantes do Conselho Nacional de Saúde (CNS), eleitas para o triênio 2015/2018, baseada no pensamento estratégico de Testa e nos conceitos de atores estatais e atores societais. Trata-se de um estudo de caso desenvolvido no CNS. Os dados foram produzidos a partir da análise de documentos de três origens relativas ao processo eleitoral do conselho, às suas comissões intersetoriais e às atas das reuniões entre 2014 e 2017. Ademais, foram entrevistados os conselheiros atuantes no período da pesquisa. Embora o colegiado seja formado por 144 conselheiros, tendo 48 titulares, um núcleo restrito de conselheiros concentra as principais atividades do CNS e influencia o posicionamento desta institucionalidade. A análise das disputas de poder no CNS permitiu identificar interesses relacionados à luta pelo reconhecimento, à ampliação do lucro no setor saúde e à defesa do SUS constitucional. Apesar da pluralidade de interesses, identificou-se um alinhamento político entre os fóruns em torno da defesa do SUS, buscando ampliar o poder do CNS no processo decisório da política de saúde. Esta convergência revela o quão compelido se acha o CNS dada a atual conjuntura de desmonte da seguridade social.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Desafios no cuidado familiar aos adolescentes usuários de crack

    • Authors: Milena Lima de Paula, Maria Salete Bessa Jorge, Mardênia Gomes Ferreira Vasconcelos
      Abstract: Objetivou-se analisar os desafios enfrentados pela família no cuidado aos adolescentes usuários de crack. Pesquisa qualitativa, que realizou entrevistas em profundidade com onze adolescentes e seis familiares vinculados ao centro de atenção psicossocial. A análise fundamentou-se na Análise de Conteúdo, e os resultados revelaram que os desafios enfrentados estão relacionados aos conflitos familiares, quebra de vínculos, dificuldades de conciliar o acompanhamento do adolescente aos tratamentos de saúde com o trabalho, bem como a dificuldade de monitorar seu comportamento. Para essas famílias, a solução baseia-se na institucionalização do adolescente em ambientes com características asilares.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Cuidando da Graduação em Saúde

    • Authors: Vanessa Maia Rangel
      Abstract: Resenha do livro:NASCIMENTO, Marilene Cabral do; GUEDES, Carla Ribeiro (Orgs.).Saúde, Sociedade e Cultura. Ciências Sociais e Humanas para a Graduação em Saúde.São Paulo: Editora Hucitec, 2017.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
  • Prevenção e riscos na saúde auditiva: um desafio para a
           Saúde Coletiva

    • Authors: Luciana Dias Bernardo
      Abstract: Resenha do livro:MORATA, Thaís Catalani; ZUCKI, Fernanda (Orgs.).Saúde Auditiva: avaliação de riscos e prevenção.São Paulo: Plexus Editora, 2010. 173p.
      PubDate: 2019-06-19
      Issue No: Vol. 29, No. 1 (2019)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 34.231.247.88
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-