Publisher: Universidade do Estado do Rio de Janeiro   (Total: 43 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 43 of 43 Journals sorted alphabetically
Abusões     Open Access   (Followers: 1)
Ballot     Open Access  
Caderno Seminal     Open Access  
Cadernos de Estudos Sociais e Políticos     Open Access   (Followers: 2)
Cadernos do Desenvolvimento Fluminense     Open Access  
Cadernos do IME : Série Estatística     Open Access  
Cadernos do IME : Série Informática     Open Access  
Cadernos do IME : Série Matemática     Open Access  
Childhood & Philosophy     Open Access   (Followers: 9)
DEMETRA : Alimentação, Nutrição & Saúde     Open Access  
e-Mosaicos : Revista Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira     Open Access  
Ekstasis : Revista de Hermenêutica e Fenomenologia     Open Access   (Followers: 1)
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporânea     Open Access   (Followers: 1)
Espaço e Cultura     Open Access  
Estudos e Pesquisas em Psicologia     Open Access  
Geo UERJ     Open Access  
História, Natureza e Espaço - Revista Eletrônica do Grupo de Pesquisa NIESBF     Open Access  
Intellèctus     Open Access  
J. of Sedimentary Environments     Open Access  
Jornal Brasileiro de TeleSSaúde     Open Access  
Logos : Comunicação e Universidade     Open Access  
Matraga - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Palimpsesto : Revista da Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Pensares em Revista     Open Access  
Periferia     Open Access  
Physis : Revista de Saúde Coletiva     Open Access  
Polêm!ca     Open Access  
Psicologia e Saber Social     Open Access   (Followers: 1)
Revista da Faculdade de Direito da UERJ     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ     Open Access  
Revista de Finanças Públicas, Tributação e Desenvolvimento     Open Access  
Revista Direito e Práxis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eletrônica de Direito Processual     Open Access  
Revista Enfermagem UERJ     Open Access   (SJR: 0.248, CiteScore: 0)
Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto     Open Access  
Revista Maracanan     Open Access  
Revista Neiba, Cadernos Argentina Brasil     Open Access  
Revista Quaestio Iuris     Open Access  
Revista Tamoios     Open Access  
Revista Teias     Open Access  
Soletras Revista     Open Access  
Sustinere : Revista de Saúde e Educação     Open Access  
Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Periferia
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 1984-9540
Published by Universidade do Estado do Rio de Janeiro Homepage  [43 journals]
  • CAPA, FICHA TÉCNICA E SUMÁRIO

    • Authors: Revista Periferia
      Pages: 01 - 03
      PubDate: 2022-05-09
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • EDITORIAL

    • Authors: Ivan Amaro, Dilton Ribeiro Couto Junior, Hector Renan da Silveira Calixto, Marcelle Medeiros Teixeira, Tania Lucía Maddalena, Felipe Carvalho
      Pages: 04 - 06
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.67100
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • COLETIVOS CULTURAIS CINECLUBISTAS DA BAIXADA FLUMINENSE: um conjunto de
           panoramas

    • Authors: Leonardo Cesar Alves Moreira, Marcio Luiz Gonçalves D’Arrochella, Pedro de Almeida Cupolillo
      Pages: 07 - 29
      Abstract: O presente ensaio tem como objetivo realizar um estudo sobre dois Coletivos Culturais Cineclubistas da Baixada Fluminense, o Mate com Angu e Buraco do Getúlio, traçando um conjunto de panoramas sobre suas potencialidades educativas e de ocupação do espaço urbano através das relações entre os seus participantes, sujeitos periféricos (D’ANDREA, 2013), situados nos grupos que pluralizam e diversificam as juventudes contemporâneas (FEIXA, 2004; MARTÍN-BARBERO, 1997; DAYRELL, 2007). A partir deste estudo, são  discutidos os conceitos de coletivo cultural e de cineclube, à luz da bibliografia  disponível na plataforma de periódicos da CAPES e de pesquisa em documentos históricos, como revistas e estatutos que apresentam definições da prática cineclubista.  Procurando refletir sobre a dualidade entre centro e periferia, a partir da Baixada Fluminense, contexto onde esses Coletivos se mobilizam, discutimos sobre o direito à cultura na cidade e a forma de atuação dos coletivos culturais através de entrevistas realizadas com integrantes dos Coletivos Culturais Cineclubistas. Por fim, apresentamos um conjunto de panoramas, refletindo sobre temas como a cotidianidade, as cidades, as culturas em sua estrita relação à juventude contemporânea, mais especificamente dos sujeitos periféricos.

      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.62537
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • EDUCAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DE MULHERES NEGRAS NOS SINDICATOS: reflexões
           sobre os espaços deliberativos

    • Authors: Gilene Pinheiro Da Silva Mendes, Carolina Bessa Ferreira de Oliveira
      Pages: 30 - 45
      Abstract: O artigo discute a educação enquanto prática política e emancipatória para o acesso e a ascensão de mulheres negras nos espaços deliberativos de centrais sindicais brasileiras. Empenhou-se uma pesquisa de abordagem qualitativa e sistemática explicativa, organizada no procedimento de revisão bibliográfica, além da análise de material empírico – fruto de pesquisa de mestrado desenvolvida no âmbito da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), mediante pesquisa de campo com mulheres negras e dirigentes sindicais. Parte-se da contextualização do percurso histórico de inserção das mulheres no movimento sindical e suas principais barreiras no alcance de cargos diretivos. A educação aparece como fator central na agenda política e no movimento sindical, fato que se observa com ênfase a partir da abertura democrática para as minorias sociais no período pós-ditatorial. No entanto, a educação acrítica não produz efeitos positivos para os grupos desfavorecidos, dilatando a sua capacidade e só requalificando na presença de uma educação para a diferença, balizada nos marcadores interseccionais. Ao final, conclui-se que o acesso e a ascensão de mulheres negras nos espaços deliberativos são orientados através da visão interseccional e da educação depurada de alienações.
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.64954
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • SABERES DO RITUAL DA MOÇA NA CONSTRUÇÃO DO SUJEITO TEMBÉ, NO
           TERRITÓRIO DO GUAMÁ

    • Authors: Mairon de Sousa Furtado, Edileuza Amoras Pilletti
      Pages: 46 - 68
      Abstract: O ritual de passagem, enquanto movimento milenar da cultura indígena, é compreendido como campo privilegiado de construção, circulação e apropriação de saberes que se fazem presentes nos processos de organização, preparação e desenvolvimento do Ritual. Com isso, o objetivo da pesquisa é compreender o saber-fazer Ritual de Passagem da Menina Moça na construção do sujeito Tembé do Alto Rio Guamá, Nordeste paraense. O estudo ocorreu na aldeia Sede, da Terra Indígena do Alto Rio Guamá, Nordeste paraense, onde foi utilizado observação participante, entrevista semi-estruturada, conversas informais e caderno de campo na coleta de dados vinculado aos saberes-fazeres da festa da menina moça Tembé, com abordagem qualitativa e análise de conteúdo. As observações permitiram perceber um complexo de saberes-fazeres que perpassam pela prática ritual, se fazendo presente uma diversidade de elementos do território, fato que nos mostra a relevância da biodiversidade para a realização e perpetuação do Ritual, onde não é possível pensar o ritual da moça desvinculado do espaço vivido, o qual é determinante para a construção do ser e da cultura Tembé. Portanto, a cerimônia Tembé se mostrou um rico espaço de múltiplos aprendizados, a emersão e apropriação de saberes-fazeres no contexto da organização, no caçar, na extração vegetal, no fazer adornos, na pintura, no preparo dos alimentos, no cantar, no dançar, enfim, os quais contribuíram para a construção dos sujeitos e fortalecimento da cultura Tembé.
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.55900
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • A EDUCAÇÃO INCLUSIVA COMO PERIFÉRICA PARA A PESSOA COM
           DEFICIÊNCIA VISUAL

    • Authors: Felipe Vieira Monteiro, Edicléa Mascarenhas Fernandes
      Pages: 69 - 87
      Abstract: A partir da realidade da marginalização da pessoa com deficiência e, consequentemente, da rotulação da educação inclusiva como periférica, este artigo pretende trazer um breve histórico da pessoa com deficiência até a criação das primeiras instituições especializadas. Apresentam-se também o desenvolvimento da educação até a perspectiva da inclusão, as conquistas através dos documentos oficiais, como convenções, declarações, leis, decretos e portarias, além do capacitismo estrutural na contramão desse crescimento. Por fim, há o relato de uma pessoa com deficiência visual sobre os obstáculos enfrentados para o acesso à educação e às tecnologias assistivas que podem ser utilizadas, tais como piso podotátil, sistema de áudio em paradas de ônibus, Braille, audiotexto, audiodescrição e recursos táteis que podem ser um grande auxílio para a confecção de mapas geográficos, de localização, maquetes e quaisquer outros elementos que contribuam para a construção do conhecimento. Concluiu-se que as barreiras atitudinais, arquitetônicas, metodológicas, programáticas, comunicacionais, entre outras, devem ser derrubadas para se alcançar a equidade.
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.60167
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • “BRUNA FECHOU O GOL HOJE”: o futebol como tecnologia sexopolítica na
           Educação Física escolar

    • Authors: July Roberta dos Santos Amorim, Michele Pereira de Souza da Fonseca, Leandro Teofilo de Brito
      Pages: 88 - 109
      Abstract: O objetivo deste artigo é discutir as percepções de estudantes sobre o futebol como conteúdo da Educação Física escolar. Tomamos como base as noções de Biopolítica de Michel Foucault, Sexopolítica de Paul Preciado e a dialética inclusão/exclusão, como referências teóricas centrais, e operacionalizamos uma pesquisa-ação em uma escola pública do Rio de Janeiro, como parte do projeto de extensão Educação Física escolar na perspectiva inclusiva. A partir de propostas pedagógicas reflexivas e inclusivas, que se voltam ao reconhecimento das diferenças nas aulas, emergiu a resistência do futebol ser vivenciado de forma igualitária por meninos e meninas, entretanto reconhecemos que tal questão pode ser tensionada e desestabilizada com ações inclusivas nos espaços de aula.
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.62975
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • ALÉM DO BURACO NEGRO: discursos misóginos sobre a mulher
           cientista no Instagram

    • Authors: Kalem Kanyk Fernandes Gomes, Francisco Vieira da Silva
      Pages: 110 - 127
      Abstract: Este texto analisa comentários produzidos na rede social Instagram acerca da notícia em torno da descoberta do buraco negro pela cientista norte-americana Katie Bouman, em abril de 2019. O objetivo consiste em analisar como esses comentários inserem-se no âmbito de uma prática discursiva misógina a qual concebe a mulher como um sujeito indigno a ocupar um lugar no campo científico. O corpus de análise é composto por oito comentários retirados dos perfis @comecorda e @uoloficial no Instagram. Para fundamentar as análises, parte-se principalmente da perspectiva teórica de Michel Foucault acerca do discurso, do enunciado, da prática discursiva, do saber e poder. Do ponto de vista metodológico, tem-se um estudo descritivo-interpetrativo de natureza qualitativa. As análises permitem observar que os comentários acerca da descoberta de Katie Bouman assinalam-se por efeitos de uma misoginia responsável por reduzir o feito científico da pesquisadora ao capricho de uma mulher curiosa, sexualizar o corpo feminino e descredibilizar o trabalho desenvolvido pela cientista.
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.61708
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO MUSEAL ONLINE FORJADAS NA/COM AS REDES SOCIAIS
           DIGITAIS DA SEÇÃO DE ASSISTÊNCIA AO ENSINO DO MUSEU NACIONAL (SAE/MN)

    • Authors: Frieda Maria Marti
      Pages: 128 - 156
      Abstract: O distanciamento físico e social gerada pela pandemia de COVID-19 causou o fechamento da maioria dos museus (94,7%). Estes voltaram sua atenção para as tecnologias digitais em rede (TDR) para manterem contato com seus públicos. A pandemia desvelou a difícil realidade enfrentada pelos profissionais da Educação Museal no Brasil e no resto do mundo, provocando debates locais e internacionais sobre profissionalização, demissões e formação. Diante da importância do campo e de seus profissionais para garantir o cumprimento da função social dos museus e dos desafios emergentes relacionados à formação dos educadores museais frente ao cenário sociotécnico contemporâneo, temos como objetivo narrar e discutir algumas práticas de Educação Museal Online (EMO) forjadas na/com as redes sociais da Seção de Assistência ao Ensino do Museu Nacional (SAE/MN) e seus praticantes seguidores desde 2018. As práticas narradas têm como intencionalidade central fomentar a participação ativa dos praticantes seguidores das/nas redes da SAE. A variedade de usos de diferentes linguagens, mídias e formatos característicos da cibercultura, evidenciou as potencialidades comunicacionais das tecnologias digitais em rede (TDR) como meio para acionar a participação ativa dos praticantes seguidores em ambiências conversacionais interativas que geraram o compartilhamento de emoções, a partilha e a produção coletiva e coautoral de ‘conhecimentossignificações’ em rede. As práticas de EMO aqui narradas e discutidas representam o alinhamento dos ‘fazeressaberes’ da Educação Museal ao contexto sociotécnico e comunicacional contemporâneo, isto é, à cibercultura.
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.62237
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • O CAMPO INTERDISCIPLINAR ENTRE AS ÁREAS DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO: O
           POTENCIAL DO RÁDIO NO ÂMBITO EDUCACIONAL

    • Authors: André Crepaldi
      Pages: 157 - 177
      Abstract: O presente artigo tem por objetivo descrever a contribuição e uso do rádio como meio de produção de conteúdo educativo por alunos no programa JC Papo Reto, veiculado aos sábados no período matutino, pela emissora comunitária Norte FM, de Cascavel-PR. Nos últimos anos observou-se um aumento de estudos e práticas a partir do uso de tecnologias de informação e comunicação – TIC em sala de aula, pela identificação, por parte do professor, sobre as potencialidades que podem oferecer. Para tanto, o rádio tem sido com frequência apropriado como ferramenta de estímulo ao conhecimento, uma vez que pode potencializar o ensino e aprendizagem. A pesquisa é um estudo de caso com levantamento bibliográfico e entrevista semiestruturada, realizada entre os dias 09 de dezembro de 2019 a 06 de janeiro de 2020. O estudo demonstrou que o programa JC Papo Reto tem sido um espaço democrático na mídia, contemplando a produção e estímulo ao conhecimento, trabalho coletivo, construção de projetos, pensamento crítico, desenvolvimento da escrita e expressão. Além disso, destaca-se a construção da autonomia e formação de comunicadores comunitários.
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.53464
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
  • DAS “PALAVRAS ALHEIAS” ÀS “MINHAS PALAVRAS”: A SINGULARIDADE E O
           POSICIONAMENTO DISCURSIVO DE UM SURDO

    • Authors: Felipe Andrei dos Santos Dias, Rita de Nazareth Souza Bentes
      Pages: 178 - 196
      Abstract: O objetivo principal deste trabalho é analisar a construção do discurso próprio com base no discurso de outrem, mostrando o movimento dialógico da palavra alheia em língua portuguesa à palavra própria em Libras de um estudante surdo, do curso de Letras/Libras da Universidade Pública do Estado. Nesse movimento dialógico de construção das vozes, identifica-se o posicionamento valorativo do discurso desse sujeito surdo nos eventos acadêmicos intercalado pelo discurso alheio. A metodologia é organizada na análise de um discurso proferido pelo surdo, no III Colóquio de Estudos Bakhtinianos, do Grupo de Estudos e Linguagem e Praticas da Amazônia (GELPEA) em 2018, na Universidade do Estado do Pará (UEPA). A fundamentação teórica é baseada em Bakhtin (2010;2016) que trata da participação concreta, real e responsável do sujeito na relação com o outro no acontecimento histórico cultural – um ser expressivo das ciências humanas que dialoga; Volóchinov (2017), que aborda sobre o discurso alheio constitutivo do discurso autoral; e Freire (2016), que aborda a consciência do sujeito, do inacabamento e do estar no mundo com responsabilidade ética. Os resultados mostram que o surdo pesquisado elabora seu posicionamento de forma singular do tema “alteridade” na esfera universitária. Outras vozes intercalam-se à voz do estudante surdo em um processo de alteridade. O movimento dialógico organiza-se do posicionamento responsável e responsivo do surdo de ler outros textos relacionados à discussão do evento, para construir dialogicamente o seu discurso autoral. Nessa construção, revela-se o inacabamento do ser e o caráter dialógico.
      PubDate: 2022-05-09
      DOI: 10.12957/periferia.2022.52202
      Issue No: Vol. 14, No. 1 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 34.231.247.88
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-