Publisher: Universidade do Estado do Rio de Janeiro   (Total: 43 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 43 of 43 Journals sorted alphabetically
Abusões     Open Access   (Followers: 1)
Ballot     Open Access  
Caderno Seminal     Open Access  
Cadernos de Estudos Sociais e Políticos     Open Access   (Followers: 2)
Cadernos do Desenvolvimento Fluminense     Open Access  
Cadernos do IME : Série Estatística     Open Access  
Cadernos do IME : Série Informática     Open Access  
Cadernos do IME : Série Matemática     Open Access  
Childhood & Philosophy     Open Access   (Followers: 9)
DEMETRA : Alimentação, Nutrição & Saúde     Open Access  
e-Mosaicos : Revista Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira     Open Access  
Ekstasis : Revista de Hermenêutica e Fenomenologia     Open Access   (Followers: 1)
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporânea     Open Access   (Followers: 1)
Espaço e Cultura     Open Access  
Estudos e Pesquisas em Psicologia     Open Access  
Geo UERJ     Open Access  
História, Natureza e Espaço - Revista Eletrônica do Grupo de Pesquisa NIESBF     Open Access  
Intellèctus     Open Access  
J. of Sedimentary Environments     Open Access  
Jornal Brasileiro de TeleSSaúde     Open Access  
Logos : Comunicação e Universidade     Open Access  
Matraga - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Palimpsesto : Revista da Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Pensares em Revista     Open Access  
Periferia     Open Access  
Physis : Revista de Saúde Coletiva     Open Access  
Polêm!ca     Open Access  
Psicologia e Saber Social     Open Access   (Followers: 1)
Revista da Faculdade de Direito da UERJ     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ     Open Access  
Revista de Finanças Públicas, Tributação e Desenvolvimento     Open Access  
Revista Direito e Práxis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eletrônica de Direito Processual     Open Access  
Revista Enfermagem UERJ     Open Access   (SJR: 0.248, CiteScore: 0)
Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto     Open Access  
Revista Maracanan     Open Access  
Revista Neiba, Cadernos Argentina Brasil     Open Access  
Revista Quaestio Iuris     Open Access  
Revista Tamoios     Open Access  
Revista Teias     Open Access  
Soletras Revista     Open Access  
Sustinere : Revista de Saúde e Educação     Open Access  
Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Cadernos do Desenvolvimento Fluminense
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2317-6539
Published by Universidade do Estado do Rio de Janeiro Homepage  [43 journals]
  • Edição Completa

    • Authors: Os Editores
      Pages: 1 - 243
      Abstract: zzzzz
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.63842
       
  • Expediente

    • Authors: Os Editores
      Pages: 2 - 5
      Abstract: Espediente
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.63836
       
  • Editorial - PLANO DE RECUPERAÇÃO FISCAL Um plano que visa trazer
           inovações para o debate nacional, por Bruno Sobral

    • Authors: Os Editores
      Pages: 6 - 15
      Abstract: Editorial
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.63837
       
  • O Rio de Janeiro no Regime de Recuperação Fiscal

    • Authors: Paula Alexandra Canas de Paiva Nazareth, Nina Quintanilha Araujo
      Pages: 18 - 53
      Abstract: O artigo analisa a adesão do Estado do Rio de Janeiro ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) federal brasileiro, destacando: o agravamento da situação das contas públicas que justificou o pedido de adesão em 2017; as regras do Regime e potenciais benefícios e desvantagens; as principais propostas contidas no Plano de Recuperação Fiscal (PRF-RJ) apresentado pelo governo estadual, a implementação e um balanço dos resultados até 2020, buscando avançar na análise dos impactos nas finanças estaduais. Considerando que a adesão se justificou pela suspensão temporária do pagamento da dívida com a União e de cumprimento dos limites de endividamento e gastos com pessoal da LRF, verificou-se que alguns aspectos do RRF possibilitaram melhora no curto prazo, enquanto outros não foram favoráveis à sustentabilidade de indicadores fiscais a longo prazo (como a sistemática de recálculo do saldo devedor da dívida, que prejudica a recondução aos limites legais). A epidemia do coronavírus, que ensejou a decretação do estado de calamidade pública no país, aprofundou a crise econômica e piorou a situação fiscal dos entes federativos. Além das dificuldades políticas e econômicas que limitam a ação dos governos subnacionais, a frustração de medidas previstas no PRF-RJ reflete a incapacidade de planejamento e articulação do governo estadual para resolver problemas estruturais crônicos, como a falta de controle de benefícios fiscais. Questiona-se se as restrições impostas pelo RRF – programa de ajuste baseado na austeridade fiscal – contribuem para a melhoria ou agravamento da crise e da situação fiscal do RJ.
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.59553
       
  • O emprego formal nas Capitais brasileiras e nos municípios do ERJ:
           2010-2018

    • Authors: Clician do Couto Oliveira, Denise Guichard Freire, Kátia Cilene Medeiros de Carvalho
      Pages: 54 - 82
      Abstract: O objetivo deste trabalho é analisar a evolução do emprego formal nos municípios do Estado do Rio de Janeiro (ERJ) de 2010 a 2018 em comparação com os   de outros Estados.  Esse estudo aponta que a mudança no mercado de trabalho na economia brasileira, resultante da redução do crescimento a partir de 2015 e da reforma trabalhista em 2017, implicou em nova desconcentração no mercado de trabalho formal, afetando principalmente as metrópoles. Este impacto tem sido maior no ERJ devido à sua especialização na exploração de petróleo e gás e em atividades de serviços. Os resultados revelam que o ERJ tem registrado os piores indicadores de mercado de trabalho no Brasil.  O diagnóstico é que os mecanismos para reativar a economia do ERJ em termos de emprego e renda possuem menos potencial de dinamização em relação a outros estados, sobretudo porque estão atrelados ao mercado internacional de petróleo e houve reorientação estratégica dos investimentos no setor no Brasil. Reestruturá-los implica na execução de um plano de desenvolvimento mais amplo que envolva e coordene vários atores econômicos no médio e longo prazos, além de reorientar e diversificar as atividades produtivas no ERJ, em particular as mais intensivas em conhecimento e tecnologia.
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.59022
       
  • A Relação entre Crescimento Econômico e Desenvolvimento Humano nos
           municípios do Estado do Rio de Janeiro, 2010

    • Authors: Fabio Freitas da Silva, Lia Hasenclever, Italo de Oliveira Matias, Yves Faure
      Pages: 83 - 108
      Abstract: Na literatura é apontada por diversos autores a relação dinâmica entre crescimento econômico e desenvolvimento humano. O objetivo desse artigo foi analisar as dimensões do crescimento econômico e suas relações com as condições socioeconômicas. O objeto de estudo são os 92 municípios do estado do Rio de Janeiro ao ano de 2010. Os dados da pesquisa referem-se ao último censo demográfico realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2010. A pesquisa é exploratória e usa métodos de técnicas de estatísticas descritiva e de redução de dimensionalidade. Os principais resultados mostraram que a chance de um município permanecer ou adentrar no círculo vicioso da pobreza é fortemente influenciada pelas variáveis: esperança de vida; renda per capita; probabilidade de sobreviver até os 60 anos; taxa de indivíduos com 18 anos ou mais com ensino fundamental completo; porcentagem de pessoas com 25 anos ou mais com superior completo e expectativa de anos de estudo. Por outro lado, a taxa de mortalidade infantil e de pessoas vulneráveis à pobreza aumentam essas chances. Conclui-se que o crescimento econômico proporcionado pela expansão da indústria de petróleo e gás natural não resultou em um aumento do desenvolvimento humano e nem levou os municípios ao círculo virtuoso.
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.61180
       
  • A Capacidade Tecnológica para Inovar de Micro, Pequenas e Médias
           Empresas de Metalmecânica Fluminenses

    • Authors: Heitor Soares Mendes, Marta Lucia Azevedo Ferreira
      Pages: 109 - 131
      Abstract: Este artigo é o resultado de uma pesquisa de natureza quantitativa e empírica com finalidade descritiva que teve como objetivo investigar a capacidade tecnológica para inovar de Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME) de metalmecânica fluminenses a partir da utilização da Tecnologia Industrial Básica (TIB). Verificou-se que cerca de 60% das empresas investigadas encontra-se no nível primário de capacidade em TIB onde predomina a avaliação pontual da conformidade e no nível básico em que a certificação de qualidade é utilizada por 22%, a certificação ambiental por menos de 10% e a cooperação com fornecedores por menos de 5% delas. Verificou-se ainda o desconhecimento dos mecanismos existentes de propriedade intelectual, monitoramento de informações tecnológicas e prospecção tecnológica, embora a transferência de tecnologia seja utilizada por 20% das empresas. A baixa capacidade tecnológica identificada na grande maioria das empresas constitui mais um dos vários obstáculos que elas enfrentam para inovar, tornando fundamental o suporte externo por meio de políticas contínuas de extensão tecnológica. A relação entre capacidade tecnológica, aprendizagem tecnológica, TIB e inovação  é um tema ainda pouco explorado, daí a sugestão de que pesquisas futuras possam contemplar empresas de portes e setores produtivos diversos em outras localidades do país ou em todo o território nacional, contribuindo para ampliar a compreensão da capacidade tecnológica para inovar das empresas brasileiras.
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.60305
       
  • O papel da acessibilidade na localização das atividades comerciais e de
           serviços na cidade de Campos dos Goytacazes (RJ)

    • Authors: Henrique Ferreira Batista, Jaiana Nunes Lírio Ferreira, Leandro Bruno Santos
      Pages: 132 - 157
      Abstract: As inovações nas tecnologias da informação permitiram novas formas de organização e ampliação da escala de atuação de empresas que atuam no setor comercial e de serviços, não se restringindo mais apenas às metrópoles e grandes cidades, mas sobre um número crescente de cidades consideradas médias. Este artigo tem o objetivo de avaliar o processo de reestruturação urbana e da cidade em Campos dos Goytacazes, tendo como foco as estratégias locacionais dos agentes econômicos que atuam nas atividades comerciais e de serviços. A metodologia utilizada inclui levantamento bibliográfico, levantamento de dados secundários e primários (questionários) e sistematização e análise dos dados. Os resultados alcançados mostram que, apesar de o acesso as redes informacionais ser imprescindível para a atuação multiescalar das empresas, na escala intraurbana as tecnologias da informação têm pouca força explicativa nas estratégias espaciais de localização dos estabelecimentos comerciais e de serviços. Os fatores mais importantes são definidos pela acessibilidade, especialmente a existência de grande fluxo de pessoas e a visibilidade oferecida pela localização. Embora o centro seja a localização de maior acessibilidade de Campos dos Goytacazes, as atividades econômicas de comércio e serviços têm sido reorientadas para as vias estruturais mais importantes, onde são elevados os níveis de acessibilidade e visitação.
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.62800
       
  • O SISTEMA CEASA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E SUAS ESTRATÉGIAS
           ESPACIAIS

    • Authors: Jeniffer Silvana Silva Dias, Erika Vanessa Moreira Santos
      Pages: 158 - 180
      Abstract: As centrais de abastecimento são mercados atacadistas localizados em espaços específicos e com o objetivo de possibilitar a comercialização de gêneros agrícolas. O sistema Ceasa/RJ abarca seis unidades distribuídas nas diferentes regiões de governo. O objetivo deste artigo versa compreender as estratégias espaciais, políticas e organizacional interna das unidades da Ceasa no território fluminense à luz das propostas de Cunha (2011) e Corrêa (2000). Para a consecução da pesquisa foram realizados o levantamento bibliográfico, as entrevistas junto aos gestores de todas as unidades e a pesquisa de campo com observação sistemática realizada no ano de 2019. Como constatações gerais, destaca-se que a rede de comercialização da CEASA-RJ é centralizada, complexa e assimétrica. Centralizada porque é fortemente vinculada a uma normativa federal e estadual, possuindo um centro de comando específico, a unidade Grande Rio; complexa pela inserção no circuito de produção e comercialização por diferentes agentes (grandes operadores logísticos, pequenos e médios produtores) e assimétrica cuja unidade de comando é a unidade Grande Rio.
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.61956
       
  • ANÁLISE DOS EFEITOS DOS GASTOS EMERGENCIAIS COM COVID-19 NOS SETORES
           PRODUTIVOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

    • Authors: Thaís Ribeiro da Silva, Joilson de Assis Cabral, Carlos Otávio de Freitas
      Pages: 181 - 204
      Abstract: Resumo: Diante do vultuoso recurso dispendido em gastos emergenciais para combate à pandemia de Covid-19, este trabalho tem como objetivo analisar os impactos destes gastos na economia do Estado do Rio de Janeiro. Para alcançá-lo, foi utilizado o método inter-regional de insumo-produto, aderente por possibilitar mensurar os impactos dos gastos emergenciais ao combate do Covid-19 no produto e na renda da economia fluminense. Como base de dados foi empregada a Matriz Inter-Regional de Insumo-Produto para o Arranjo Populacional do Rio de Janeiro, ano de referência 2015, disponibilizada por Haddad et al. (2020) e o total investido em contratos emergenciais de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde. Os resultados obtidos evidenciam variações positivas do valor bruto da produção setorial e total, tanto para Rio de Janeiro quanto para o restante do país, além de ter sido identificado o efeito spillover dos investimentos nos setores fluminenses para outros setores do país.Palavras-chave: Gastos emergenciais; Covid-19; Rio de Janeiro
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.60512
       
  • Acesso a bens e serviços públicos e território: notas gerais sobre o
           (des)caso da atenção primária na cidade do Rio de Janeiro.

    • Authors: Daniely Silva de Viveiros
      Pages: 205 - 224
      Abstract: Este artigo tem como objetivo apontar os principais aspectos da relação entre acesso da população a bens e serviços públicos e território, discutindo brevemente como a constituição histórica dos direitos sociais e a distribuição territorial dos serviços tem impacto no acesso da população e sobre o direito à cidade. Foi utilizada a categoria território usado, de Milton Santos, à luz do papel do Estado na distribuição dos serviços públicos. Os conceitos de sub-cidadania e espoliação urbana, de Lúcio Kowarick fazem um paralelo à instituição de política de saúde no Brasil e à questão do acesso às políticas públicas frente às desigualdades territoriais. Como exemplo, utilizamos uma rápida análise da cidade do Rio de Janeiro e sua política de atenção primária por meio da saúde da família, entre 2010 e 2020.
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.58635
       
  • VULNERABILIDADES E IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS DA URBANIZAÇÃO NO RIO
           CABUÇU-PIRAQUÊ, ZONA OESTE -RJ

    • Authors: Lucio Paulo de Souza Gouvea, Eidy de Oliveira Santos
      Pages: 225 - 242
      Abstract: A Sub-bacia hidrográfica do rio Cabuçu-Piraquê, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, sofre há algumas décadas com um acelerado processo de urbanização e pela ausência de planejamento por parte do poder público em relação às políticas habitacionais. A população de diversos bairros fluminenses ocupa as margens do rio e despeja resíduos industriais, residenciais, esgoto ‘in natura’ e outros tipos de lixo, causando impactos ambientais e sociais. Este trabalho expõe uma análise dos impactos socioambientais da urbanização na bacia hidrográfica do rio Cabuçu-Piraquê, contribuinte à Baía de Sepetiba, através do levantamento das características físicas e intervenções antrópicas na região, bem como, das vulnerabilidades a que este ecossistema está exposto. Como resultado pôde-se notar que todos os três compartimentos da bacia apresentam fatores distintos de degradação: (i) no alto curso, foram visualizadas ocupação próxima das nascentes, seca de mananciais, moradias clandestinas, especulação imobiliária, retirada da vegetação nativa, acúmulo de lixo, cultivo de bananas e plantios de subsistência; (ii) o médio curso é caracterizado pela canalização e perda de meandros da malha fluvial, despejo de resíduos industriais e domésticos, acúmulo de lixo nas margens/leito, asfaltamento e impermeabilização do solo, crescente urbanização e enchentes; (iii) no baixo curso foram observados: despejo de esgoto in natura, qualidade da água com categoria IQA muito ruim, pesca predatória em períodos de defeso, urbanização crescente com ausência de saneamento, degradação do ecossistema de manguezal, perda da vegetação ripária, intemperismo e fragilização do solo, retirada de areia e contenções precárias e processos erosivos e assoreamento da Baía de Sepetiba. Associado à pesquisa bibliográfica e de campo, foram relatados projetos mundiais de revitalização de rios para propor futuras ações de sustentabilidade de região.
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.62835
       
  • Contracapa

    • Authors: Os Editores
      First page: 243
      Abstract: Contracapa
      PubDate: 2021-11-30
      DOI: 10.12957/cdf.2021.63838
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 34.231.247.88
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-