Publisher: Universidade do Estado do Rio de Janeiro   (Total: 43 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 43 of 43 Journals sorted alphabetically
Abusões     Open Access   (Followers: 1)
Ballot     Open Access  
Caderno Seminal     Open Access  
Cadernos de Estudos Sociais e Políticos     Open Access   (Followers: 2)
Cadernos do Desenvolvimento Fluminense     Open Access  
Cadernos do IME : Série Estatística     Open Access  
Cadernos do IME : Série Informática     Open Access  
Cadernos do IME : Série Matemática     Open Access  
Childhood & Philosophy     Open Access   (Followers: 9)
DEMETRA : Alimentação, Nutrição & Saúde     Open Access  
e-Mosaicos : Revista Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira     Open Access  
Ekstasis : Revista de Hermenêutica e Fenomenologia     Open Access   (Followers: 1)
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporânea     Open Access   (Followers: 1)
Espaço e Cultura     Open Access  
Estudos e Pesquisas em Psicologia     Open Access  
Geo UERJ     Open Access  
História, Natureza e Espaço - Revista Eletrônica do Grupo de Pesquisa NIESBF     Open Access  
Intellèctus     Open Access  
J. of Sedimentary Environments     Open Access  
Jornal Brasileiro de TeleSSaúde     Open Access  
Logos : Comunicação e Universidade     Open Access  
Matraga - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Palimpsesto : Revista da Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Pensares em Revista     Open Access  
Periferia     Open Access  
Physis : Revista de Saúde Coletiva     Open Access  
Polêm!ca     Open Access  
Psicologia e Saber Social     Open Access   (Followers: 1)
Revista da Faculdade de Direito da UERJ     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ     Open Access  
Revista de Finanças Públicas, Tributação e Desenvolvimento     Open Access  
Revista Direito e Práxis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eletrônica de Direito Processual     Open Access  
Revista Enfermagem UERJ     Open Access   (SJR: 0.248, CiteScore: 0)
Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto     Open Access  
Revista Maracanan     Open Access  
Revista Neiba, Cadernos Argentina Brasil     Open Access  
Revista Quaestio Iuris     Open Access  
Revista Tamoios     Open Access  
Revista Teias     Open Access  
Soletras Revista     Open Access  
Sustinere : Revista de Saúde e Educação     Open Access  
Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Psicologia e Saber Social
Number of Followers: 1  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2238-779X
Published by Universidade do Estado do Rio de Janeiro Homepage  [43 journals]
  • Editorial

    • Authors: Rafael Pecly Wolter
      First page: 129
      Abstract: Com este segundo número encerramos o sexto volume da Revista Psicologia e Saber Social. Após 12 números publicados entramos no sétimo ano da revista com uma relativa consolidação. Considero que a revista se encontra consolidada, já que sobreviveu à crise histórica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e publicou diversos artigos de altíssima qualidade. No entanto, a consolidação é relativa já que a crise deixou um lastro de problemas que, ao retornar da greve, estamos enfrentando. Penso que ainda em 2018 teremos resolvido boa parte dos problemas como a fila de espera dos artigos e a reestruturação do corpo editorial.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33539
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • Representação social da aposentadoria para professores
           universitários

    • Authors: Luana de Barros Campos Amaral, Tatiana Lucena Torres
      Pages: 130 - 145
      Abstract: RESUMO: O objetivo do presente estudo foi analisar as representações sociais da aposentadoria para professores que trabalham em duas universidades federais do nordeste brasileiro. Foram realizadas vinte entrevistas narrativas, pareadas por sexo e instituição, com professores universitários que possuíam 50 anos ou mais de idade. As entrevistas transcritas foram analisadas com auxílio de software de análise textual, do tipo lexicográfica. Os resultados indicaram a composição de seis classes textuais e as representações sociais mais fortes se referiam à aposentadoria como nova etapa de vida, retorno à família, envelhecimento, viagens e lazer. Para os entrevistados, as representações sociais da aposentadoria foram positivas, no entanto, a perspectiva de um trabalho satisfatório, somado ao medo em relação às mudanças previdenciárias e a própria vida, reforçam a intenção de adiar a aposentadoria. Não houve diferenças significativas entre instituições, o que demonstra certa homogeneidade das representações para esse grupo profissional.Palavras-chaves: aposentadoria; professores; representação social; universidade federal.ABSTRACT: This study aimed to analyze social representations of retirement among professors that work at two federal universities in northeastern Brazil. Twenty narrative interviews were carried out, paired by gender and institution, with university professors aged 50 and above. The transcribed interviews were analyzed with the aid of lexicographical text analysis software. The results indicated six text categories and the strongest social representations referred to retirement as a new phase in life, a return to family, aging, travel and leisure. For the interviewees, the social representations of retirement were positive, however, the prospect of a satisfactory job, added to the fear in relation to social security changes and life itself, reinforce the intention to postpone retirement. There were no significant differences between institutions, which demonstrates a certain homogeneity in representations among this professional group.Keywords: retirement; professors; social representation; federal university.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.23594
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • A Ideologia do jeitinho brasileiro

    • Authors: João Wachelke, Alyssa Magalhães Prado
      Pages: 146 - 162
      Abstract: RESUMO: O jeitinho é concebido na literatura acadêmica como uma estratégia criativa de resolução de problemas que pode implicar desrespeito a regras e corrupção, ou como um tipo de corrupção calcado em relações interpessoais. Este trabalho apresenta uma revisão crítica de contribuições acadêmicas sobre o jeitinho nas ciências humanas, indicando a diversidade do conceito e pontos de convergência. Em seguida, defende-se a tese de que o jeitinho opera como uma ideologia que promove a deterioração da identidade social brasileira e oculta a capacidade diferencial das classes sociais de extraírem benefícios a partir da prática, concluindo-se que a ideologia do jeitinho estimula comportamentos egoístas e exacerba desigualdades sociais.Palavras-chave: jeitinho; ideologia; corrupção; identidade; comportamento antiético.ABSTRACT: Jeitinho is conceived in the academic literature as a creative problem resolution strategy that may imply rule breaking and corruption, or as a kind of corruption based on interpersonal relationships. This work presents a critical review of academic contributions on jeitinho from the human sciences, signaling the diversity of concepts and points of convergence. Then, we support the thesis that jeitinho operates as an ideology that promotes the deterioration of Brazilian social identity and conceals the different capacity of social classes to extract benefits from the practice, concluding that the jeitinho ideology stimulates selfish behavior and exacerbates social inequalities.Keywords: jeitinho; ideology; corruption; identity; unethical behavior.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.31400
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • Editorial da seção especial

    • Authors: Ana Raquel Rosa Torres
      First page: 163
      Abstract: Editorial ADEPS
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33540
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • El desempleo juvenil: un estudio comparado Brasil España

    • Authors: Alicia Garrido, Sabrina Cavalcanti Barros, Sonia Maria Guedes Gondim
      Pages: 164 - 171
      Abstract: RESUMEN: En esta investigación se realizó un estudio comparado entre una muestra de jóvenes brasileños y españoles en las que se analizó la relación entre estatus de empleo (empleados versus desempleados) y bienestar psicológico. Se constata una asociación entre desempleo juvenil y deterioro en la salud mental, tanto en la muestra española como en la muestra brasileña. Las diferencias observadas son mayores en el caso de los jóvenes desempleados que en el caso de las jóvenes desempleadas, quienes parecen beneficiarse menos, desde el punto de vista del bienestar psicológico del hecho de tener un empleo. Estas diferencias podrían deberse a la sobrecarga de roles que experimentan las jóvenes, si bien este es un factor que debe ser analizado en futuras investigaciones.Palabras claves: desempleo juvenil; bienestar psicológico; salud mental; estudio transnacional.ABSTRACT: In this research, a comparative study was conducted among a sample of young Brazilians and Spaniards in which the relationship between employment status (employed versus unemployed) and psychological well-being was analyzed. There is an association between youth unemployment and deterioration in mental health, both in the Spanish sample and in the Brazilian sample. The differences observed are greater in the case of unemployed young men than in the case of unemployed young women, who seem to benefit less, from the point of view of the psychological well-being, of having a job. These differences could be due to the overload of roles that young women experience, although this is a factor that should be analyzed in future research.Keywords: youth unemployment; psychological well-being; mental health; transnational study.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33598
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • Microsociología del estigma: aportes de Erving Goffman a la
           conceptualización psicosociológica del estigma social

    • Authors: Marija Miric, José Luis Álvaro, Rafael González, Ana Raquel Rosas Torres
      Pages: 172 - 185
      Abstract: RESUMEN: Pese a su presencia temprana en las sociedades humanas, el estudio del estigma desde las ciencias sociales se inicia a mediados del siglo XX, constituyendo la definición de Erving Goffman del estigma como un atributo profundamente desacreditador dentro de una interacción social particular, una de las primeras aproximaciones al estudio sistemático y formal de este concepto. A diferencia de muchos autores contemporaneos, Goffman identifica oportunamente los rasgos propios del estigma social que permiten su clara delimitación con respecto a otros fenómenos vinculados a sus manifestaciones, siendo el reconocimiento de su singularidad conceptual el primer paso hacia el análisis y la compresión de sus complejas manifestaciones en diferentes contextos socio-culturales. La microsociología de Goffman y, de manera particular, su concepto de marcos, como esquemas generales que organizan la experiencia humana, ofrece un enfoque teórico fértil y, a la vez, poco explorado, para el análisis de este fenómeno y los mecanismos implicados tanto en su construcción social como en su impacto en los diferentes ámbitos de la interacción humana. Así, los marcos construidos, entre otros procesos, a partir de las narrativas y otras formas de comunicación popular, facilitan el reconocimiento y la codificación de objetos, situaciones, experiencias y secuencias de acciones desde el sistema de valores asumido por la comunidad, modificándose y ajustándose de manera continua a través del proceso de interacción social.Palabras claves: estigma; discriminación; microsociología; marcos; Goffman.ABSTRACT: Despite its early presence in human societies, stigma was not addressed by social sciences until mid-twentieth century, with Erving Goffman’s definition of stigma as a profoundly discrediting attribute within a specific social interaction being one of the first attempts to produce a systematic and formal study of this phenomenon. Unlike many contemporary authors, Goffman accurately identifies features of social stigma that allow for its clear delimitation from other social phenomena related to its manifestations, understanding the acknowledgment of stigma’s conceptual singularity as a first step required for analysis and comprehension of its complex manifestations in different socio-cultural contexts. Goffman’s microsociology and, particularly, his concept of frames as schemata of interpretation that organize human experience, provide a fertile and, at the same time, relatively unexplored, theoretical ground for the analysis of social stigma, and the mechanisms involved both in its social construction and its impact in different areas of human interaction. From that perspective, frames constructed, among other social processes, through narratives and other forms of popular communication, facilitate the recognition and coding of objects, situations, experiences and sequences of actions based on the value system assumed by specific communities, being continually modified and adjusted through social interaction.Keywords: stigma; discrimination; microsociology; frames; Goffman.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33552
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • Novas páginas de pesquisa em Psicologia Social: o fazer pesquisa
           na/da internet

    • Authors: Flaviane da Costa Oliveira, Jaíza Pollyanna Dias da Cruz Rocha, Ingrid Faria Gianordoli Nascimento, Luciene Alves Miguez Naiff, Raphael Ferreira de Ávila
      Pages: 186 - 204
      Abstract: RESUMO: As novas tecnologias midiáticas têm revelado formas de comunicação e práticas sociais que desafiam os modos de fazer ciência. O presente estudo explora, de forma inicial, a diversidade de possibilidades de pesquisas em psicologia social compreendendo os recursos virtuais como campo ou objeto de pesquisa. Propomos um mapeamento de produções científicas, a partir do acesso remoto ao portal de periódicos CAPES, tendo sido utilizados na busca, os descritores “social psychology” and internet. Foram encontrados 1042 itens datados entre 1993 e 2016. Os resultados relacionados ao tópico “Social Psychology” totalizaram 289 produções, das quais, analisamos 134 resumos publicados entre 2011 e 2016. As categorias temáticas de maior expressão foram: Comportamento de usuários da internet (26,12%) e Identidade e relações intergrupais (11,94%). Em relação ao método, 17,16% dos estudos relatam o uso de experimentos, 9,70% o uso de surveys e 5,97% questionários. A análise revelou que a maior parte dos estudos (41,79%) compreende a internet como objeto de investigação, não sendo apenas um campo ou instrumento facilitador da execução das pesquisas. Apesar de 36,57% dos trabalhos não situarem a teoria de base, os dados demonstram uma multiplicidade de abordagens teóricas empregadas. Diante da complexidade deste cenário e dos fenômenos nele analisados, desafios teórico-metodológicos se impõem. Consideramos que o detalhamento e descrição do percurso metodológico, o uso da triangulação de métodos e a articulação entre o campo da psicologia social e as teorias da cibercultura, podem potencializar as produções “na” e “da” internet.Palavras-chave: cibercultura; internet; psicologia social; métodos de pesquisa; mapeamento.ABSTRACT: New media technologies have revealed forms of communication and social practice that challenge ways of doing science. Firstly, the present study explores the diversity of research possibilities in social psychology regarding virtual resources as a field or research object. We propose mapping the scientific production from the remote access to the portal of the CAPES journals. For this purpose we`ve used key-words descriptors "social psychology" and internet. We found 1042 items that matched the criteria. The years of publication ranged from 1993 to 2016. Results related to the topic "Social Psychology" presented 289 papers, of which we analyzed 134 published abstracts between 2011 and 2016. The categories with the most important themes were: Internet user behavior (26.12%) and identity and inter-group relations (11.94%). In relation to the method, 17.16% of the studies were experimental, 9.70% surveys and 5.97%questionnaires. The majority of studies (41.79%) considered the internet as a research object, and not just a field or instrument facilitating the execution of research. Although 36.57% of the studies did not present the base theory, data demonstrates a multiplicity of theoretical approaches employed. Due to the complexity of this scenario and the phenomena itself, methodological challenges are imposed. We considered that detailing and describing the methodological pathway as well as the use of triangulation of methods and articulation between the field of social psychology and theories of cyberculture can stimulate, productions "on" and "from" the internet (that is, using the internet as a research field as well as a research tool).Keywords: cyberculture; internet; social psychology; research methods; mapping.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33558
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • Identidade nacional e confiança nas instituições em
           contexto de crise no Brasil

    • Authors: Marcus Eugenio Oliveira Lima, Patrícia da Silva, Nayara Chagas Carvalho, Ludmila Chagas Monteiro Farias
      Pages: 205 - 222
      Abstract: RESUMO: Com o objetivo de analisar a identidade nacional e a confiança nas instituições do Brasil no contexto da crise econômica e política realizamos uma pesquisa junto a uma amostra de 595 pessoas de 16 estados da federação. A identidade nacional é entendida como conteúdo e como processo; sendo construída no contexto das relações sociais e consubstanciada por valores, crenças e representações sociais. Os participantes responderam a um questionário online entre outubro de 2015 e março de 2016, suas idades variaram de 16 a 78 anos (M = 31.9, DP = 12.1 anos), 56.6% eram do sexo feminino. Os resultados indicaram um elevado nível de identificação com o Brasil: eles se sentem brasileiros, gostam muito de ser e sentem relativo orgulho desse pertencimento. Em relação ao conteúdo ou os significados da identidade nacional, observamos que se estruturam em três representações sociais ambivalentes, estando a mais consensual delas carregada de conotação política negativa e sendo objetivada, sobretudo, pela palavra “corrupção”. No que concerne ao nível de confiança nas instituições, verificamos que os participantes confiam apenas na instituição “Família” e desconfiam, principalmente, do poder executivo e dos partidos políticos. Observamos ainda que a identidade nacional se correlaciona positivamente com a confiança em todas as instituições políticas. Os resultados apontam para desafios à democracia representativa e para os efeitos dos processos de difusão, propagação e propaganda da mídia na construção das identidades e da confiança nas instituições nacionais.Palavras-chave: Brasil; representações sociais; identidade nacional; crise; confiança nas instituições.ABSTRACT: National identity and the confidence in the institutions of Brazil in the context of the economic and political crisis were analyzed in this study. National identity is understood as content and as process; being constructed in the context of social relations and embodied by values, beliefs and social representations. The data were collected with a sample of 595 people from 16 states of the federation. Participants answered a questionnaire online between October 2015 and March 2016, their ages ranged from 16 to 78 years (M = 31.9, SD = 12.1 years), 56.6% were female. The results indicated a high level of identification with Brazil: they feel Brazilian, like to be and feel relatively proud of their belonging. The contents or meanings of the national identity were structured in three ambivalent social representations, the strongest of them being loaded with negative political connotations and objectified, above all, by the word "corruption". Concerning the level of trust in the institutions, we find that the participants trust only in the "Family" and distrust, mainly, the executive power and the political parties. We also note that national identity correlates positively with trust in all political institutions. The results point to challenges to representative democracy and to the effects of media diffusion, propagation and propaganda processes in the construction of identities and trust in national institutions.Keywords: Brazil; social representations; national identity; crisis; trust in institutions.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33557
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • Minorias no contexto de trabalho: uma análise das representações socais
           de estudantes universitários

    • Authors: Luciana Maria Maia, Iara Andrade de Oliveira, Luiza Barbosa Porto Lima, Priscila de Oliveira Parente, Lana Soares Silva
      Pages: 223 - 242
      Abstract: RESUMO: O trabalho objetiva identificar como estudantes universitários representam a participação de minorias sociais no contexto de trabalho. Dados oficiais revelam que alguns grupos sociais são discriminados, considerando as oportunidades de trabalho, os espaços que ocupam e os salários que recebem. Pesquisas apontam que boa parte desse problema pode ser analisado a partir das representações sociais que sustentam o preconceito contra esses grupos. O preconceito pode ser compreendido como uma forma de relação que se manifesta por atitudes negativas, por comportamentos hostis e discriminatórios dirigidos a membros de minorias sociais. Realizou-se uma pesquisa com 83 estudantes universitários, por meio da Técnica de Associação Livre de Palavras, com os termos indutores “mulher”, “negro”, “homossexual”, “egresso do sistema prisional”, “pessoa com deficiência” e “pessoa com transtorno mental”, todos seguidos da expressão “no contexto de trabalho”. Para análise, utilizou-se o Iramuteq, especificamente a análise prototípica, considerando separadamente cada minoria. Os resultados são apresentados tendo em vista os elementos do Núcleo Central (NC) e das Zonas Periféricas (ZP). No NC, o preconceito parece ser reconhecido de forma flagrante para negros, homossexuais, pessoas com transtornos mentais, egressos do sistema prisional. Em contrapartida, para mulheres e pessoas com deficiência, as representações sugerem um preconceito velado. Nas zonas periféricas observam-se mudanças graduais que ficam mais claras na zona de contraste, indicando a emergência de representações que reconhecem a discussão e a luta por igualdade de direitos para alguns grupos. Não obstante, para outros, as representações ainda expressam os obstáculos à inclusão social.Palavras-chave: preconceito; exclusão; representações sociais; minorias sociais; mercado de trabalho.ABSTRACT: This paper aims to identify how university students represent minorities participation in the work context. Data reveals that some social groups are discriminated against, considering job opportunities, positions and the salaries received by them. Research indicates that much of the problem can be analyzed from the social representations that have sustained prejudice on minority groups. Prejudice can be understood as a form of relationship manifested by negative and derogatory attitudes and by hostile and discriminatory behavior. We had an 83 university students study, using the Free Words Association Technique, with the terms "woman", "black", "homosexual", "egress from the prison system", "person with disability" and "person with mental disorder", all followed by the expression "in the work context”. To the analysis, we used Iramuteq, specifically, a prototypical analysis, considering separately each minority. The results are presented in elements of Central Core (CC) and Peripheral Zones (PZ). In the CC, prejudice seems to be blatantly recognized to black people, homosexuals, people with mental disorders, egresses from the prison system. By contrast, for women and people with disabilities, the representations suggested a subtle prejudice. In the periphery zones, there were gradual changes, clearer in the contrast zone, indicating an emergence of representations that recognize a discussion and a struggle for equal rights for some of the groups. Nevertheless, to other groups the representations still express the obstacles to social inclusion. Keywords: prejudice; exclusion; social representations; social minorities; job market.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33627
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • O papel do sotaque nas relações intergrupais: apresentação de uma
           área de pesquisa

    • Authors: Luana Elayne Cunha Souza, Leoncio Camino, Tiago Jessé Souza Lima, Ana Beatriz Gomes Fontenele
      Pages: 243 - 258
      Abstract: RESUMO: O presente artigo apresenta uma revisão teórica sobre o estudo do sotaque e sua influência nas relações intergrupais dentro da Psicologia Social. Nesse sentido, analisamos a definição de sotaque e sua centralidade já nos primeiros anos de vida, discutimos sobre o mito de uma língua padrão e apresentamos as principais metodologias no estudo do sotaque.  Além disso, analisamos o processo de avaliação dos sotaques, evidenciando a importância que eles têm para a identidade social dos indivíduos, para desencadear o processo de categorização social e formação de estereótipos e, consequentemente, na discriminação em diversos contextos sociais contra falantes de sotaques considerados fora do padrão. Finalmente, analisamos diferentes interpretações acerca da atribuição de valor negativo a falantes de sotaques considerados fora do padrão e propomos que essa avaliação negativa do sotaque funciona como uma justificação aparentemente neutra utilizada por indivíduos preconceituosos para discriminar falantes de sotaques não padrão, ou seja, os membros de grupos minoritários. Deste modo, defendemos que o estigma do sotaque per se não leva à discriminação, isso só vai ocorrer naqueles indivíduos que já tenham uma representação negativa do grupo alvo.Palavras-chave: sotaque; relações intergrupais; preconceito; discriminação; legitimação.ABSTRACT: This article presents a theoretical review on the study of the accent and its influence on intergroup relations within Social Psychology. In this sense, we analyze the definition of an accent and its centrality already in the first years of life, we discuss about the myth of a standard language and present the main methodologies in the study of the accent. In addition, we analyze the process of assessment of accents, highlighting the importance its have for the social identity of individuals, to trigger the process of social categorization and stereotyping and, consequently, discrimination in various social contexts against speakers of accents considered non-standard. Finally, we analyze different interpretations of negative evaluations of speakers of accents considered non-standard and propose that this negative assessment of accent works as a seemingly neutral justification used by prejudiced individuals to discriminate non-standard accent speakers, that is, the minority groups. In this way, we argue that the accent stigma per se does not lead to discrimination, this will only occur in those individuals who already have a negative representation of the target group.Keywords: accent; intergroup relations; prejudice; discrimination; legitimacy.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33626
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • Representações sociais de cristão e mídia religiosa de massa:
           propagação, difusão e propaganda no discurso de Edir Macedo

    • Authors: Diemerson Saquetto, Zeidi Araujo Trindade, Maria Cristina Smith Menandro
      Pages: 259 - 273
      Abstract: RESUMO: O discurso do líder religioso articula-se como constructo que busca sintetizar a doutrina, a moralidade e a identidade grupal a que se destina a mensagem, assim como pode objetivar congregar novos fiéis ou mesmo neutralizar adversários. Este artigo analisou o discurso de Edir Macedo com o objetivo de compreender as representações sociais de cristão dele derivadas, por meio de duas corpora textuais: O jornal Folha Universal (n=62) e o blog oficial do bispo (n=62). Por intermédio da Teoria das Representações Sociais, da Análise de Conteúdo e com o auxílio dos softwares Alceste e Iramuteq foram analisados períodos e estratégias discursivas diferentes. Percebeu-se, em conclusão, a adequação do discurso religioso às três categorias propostas por Moscovici quando do trânsito das Representações Sociais: Propagação, Difusão e Propaganda.Palavras-chave: representações sociais; religião; Edir Macedo; discurso; Igreja Universal.ABSTRACT: The religious leader speech is articulated as construct that seeks to synthesize the doctrine, morality and the group identity to which the message is addressed, as well as it could be aimed to congregate new faithful or even to counteract opponents. This article analyzed the Edir Macedo’ speech in order to understand the social representations of christian derived from it, through two textual corpora: The Folha Universal newspapper (n=62) and the Bishop’s official blog (n=62). Through the Social Representations Theory, the Content Analysis and with the aid of Alceste and Iramuteq software, different periods and discursive strategies were analyzed. In conclusion, it was realized that the appropriateness of the religious speech to three categories proposed by Moscovici as the transit of the Social Representations: spread, difusion and advertising.Keywords: social representations; religion; Edir Macedo; speech; the Universal Church.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33561
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
  • Bioética e zika vírus na imprensa brasileira: reflexões
           psicossociais

    • Authors: Lassana Danfá, Edclécia Reino Carneiro de Morais
      Pages: 274 - 287
      Abstract: RESUMO: A epidemia de Zika vírus tem gerado debates nos mais diversos espaços sociais, devido ao clima de incerteza sobre suas causas e consequências. A sociedade investe expectativas nos poderes públicos e comunidade científica para o oferecimento de soluções para a epidemia. Para a psicologia social, este contexto controverso constitui um campo fértil de reflexão, elaboração e circulação de representações sociais, suscitadas pela interpenetração entre os discursos científicos e os discursos de senso comum. Neste artigo, propomos estudar as reflexões bioéticas sobre zika vírus enquanto fenômeno socialmente construído. Os dados foram coletados entre janeiro de 2015 e agosto de 2016. Foram encontradas 114 matérias (revista Veja=98 e revista Carta Capital=16), que continham nos títulos zika e zika virus. Os textos foram processados através do software iramuteq,que proporcionou a análise de classificação hierarquica descendente e análise fatorial de correspondência. Apresentamos dados comparativos entre duas revistas com posicionamentos politico-ideologicos distintos: Veja e Carta Capital. Esperamos contribuir para o debate sobre processo de ancoragem na construção de objetos sociais via comunicação social. Os resultados obtidos na Carta Capital traz dimensões macrossociais sobre a zika, debruçando em questões ligadas às políticas públicas de saúde, determinantes sociais da doença e iniquidades sociais. A revista Veja aponta para aspectos microssociais, enfatizando uma dimensão intrapessoal. As diferenças ideológicas foram notáveis no posicionamento das duas revistas. De um lado, uma ideologia progressista, que  pode estar relacionado com a ênfase na crítica das políticas públicas, de outro, próximo de uma ideologia neoliberal, colocando relevo no indivíduo como entidade privada.Palavras-chave: zika; vírus ; bioética; revista; representações sociais.ABSTRACT: The zika vírus epidemy has generated discussions in many social spaces, due to the uncertain climate about its causes and consequences. The society invests expectations in the public authorities and scientific authorities for the solutions of the epidemic situation.This controversial context constitutes a fertile field of reflection,elaboration and circulation of social representations raised by the interpenetration between scientific and common-sense discourses.We aim to investigate the circulation and polarization of bioethical reflexions about zika virus on brazilian media in the view of social representations. The data were collected between 2015/ january and 2016/ august. 114 press articles were found (Veja Magazine=98 e Carta Capital magazine=16) that contained ¨¨zika¨and ¨zika virus¨ on their titles. The texts were proccessed by the iramuteq software, that provided the hierarchical classification analysis and the factorial matching analysis.We present comparative data between two periodical with distinct ideological political positions. We await to contribute for the debate on the anchorage in the construction of social objects via social communication. The results obtained on Carta Capital show macrossocial dimentions about zika, leaning on questions linked to public health politics, social determinants of disease and social inequities.Veja magazine points to microssocial aspects, emphasizing an intrapessoal dimension. The ideological differences were notable on positioning of the two reviews.In one hand, the progressive ideology, that may be related to tne critical emphasis of public policies; on the other hand near a neoliberal ideology, highlighting the individual as a private entity.Keywords: zika; virus; bioethics; magazine; social representations.
      PubDate: 2018-04-24
      DOI: 10.12957/psi.saber.soc.2017.33569
      Issue No: Vol. 6, No. 2 (2018)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 34.231.247.88
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-