Publisher: Universidade do Estado do Rio de Janeiro   (Total: 43 journals)   [Sort by number of followers]

Showing 1 - 43 of 43 Journals sorted alphabetically
Abusões     Open Access   (Followers: 1)
Ballot     Open Access  
Caderno Seminal     Open Access  
Cadernos de Estudos Sociais e Políticos     Open Access   (Followers: 2)
Cadernos do Desenvolvimento Fluminense     Open Access  
Cadernos do IME : Série Estatística     Open Access  
Cadernos do IME : Série Informática     Open Access  
Cadernos do IME : Série Matemática     Open Access  
Childhood & Philosophy     Open Access   (Followers: 9)
DEMETRA : Alimentação, Nutrição & Saúde     Open Access  
e-Mosaicos : Revista Multidisciplinar de Ensino, Pesquisa, Extensão e Cultura do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira     Open Access  
Ekstasis : Revista de Hermenêutica e Fenomenologia     Open Access   (Followers: 1)
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporânea     Open Access   (Followers: 1)
Espaço e Cultura     Open Access  
Estudos e Pesquisas em Psicologia     Open Access  
Geo UERJ     Open Access  
História, Natureza e Espaço - Revista Eletrônica do Grupo de Pesquisa NIESBF     Open Access  
Intellèctus     Open Access  
J. of Sedimentary Environments     Open Access  
Jornal Brasileiro de TeleSSaúde     Open Access  
Logos : Comunicação e Universidade     Open Access  
Matraga - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Palimpsesto : Revista da Pós-Graduação em Letras da UERJ     Open Access  
Pensares em Revista     Open Access  
Periferia     Open Access  
Physis : Revista de Saúde Coletiva     Open Access  
Polêm!ca     Open Access  
Psicologia e Saber Social     Open Access   (Followers: 1)
Revista da Faculdade de Direito da UERJ     Open Access   (Followers: 1)
Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ     Open Access  
Revista de Finanças Públicas, Tributação e Desenvolvimento     Open Access  
Revista Direito e Práxis     Open Access   (Followers: 1)
Revista Eletrônica de Direito Processual     Open Access  
Revista Enfermagem UERJ     Open Access   (SJR: 0.248, CiteScore: 0)
Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto     Open Access  
Revista Maracanan     Open Access  
Revista Neiba, Cadernos Argentina Brasil     Open Access  
Revista Quaestio Iuris     Open Access  
Revista Tamoios     Open Access  
Revista Teias     Open Access  
Soletras Revista     Open Access  
Sustinere : Revista de Saúde e Educação     Open Access  
Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares     Open Access  
Similar Journals
Journal Cover
Revista Teias
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Print) 1518-5370 - ISSN (Online) 1982-0305
Published by Universidade do Estado do Rio de Janeiro Homepage  [43 journals]
  • CRECHE: Revisão bibliográfica (2013 a 2019)

    • Authors: Joana Possidônio Rosa, Vera Maria Ramos de Vasconcellos
      Abstract: O artigo analisa as produções de quatro Programas de Pós-graduação em Educação da UNIVERSIDADE, no período de 2003 a 2019. Das 39 produções científicas cadastradas no banco de dados da CAPES (31 teses e 08 dissertações), tendo o termo de busca – Creche e por contexto os municípios do estado do Rio de Janeiro, 22 são creches municipais, 10 creches Universitárias, três Comunitárias e quatro Institucionais. Os procedimentos metodológicos adotados dão destaque às temáticas (políticas públicas, diversidade, fazer pedagógico, formação profissional e família), objetivos, metodologias, instrumentos e resultados. Os resultados apontam o crescente número de investigações relacionadas a Educação Infantil. O artigo resume às pesquisas realizadas nos programas de pós-graduação da UNIVERSIDADE, em especial as voltadas para as creches.
      PubDate: 2022-04-28
      DOI: 10.12957/teias.2022.64694
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Editorial

    • Authors: Jane Paiva, Paula Leonardi
      First page: 1
      Abstract: Se são toleráveis governos que praticam e confessam, incitam esse tipo de violência contra a vida, a questão agora não é julgar a escolha que um ou outro desses tecnocratas faz do seu vocabulário ou da sua práxis, mas seria perguntar que paradigma civilizatório produz esse tipo de mostrengos. Ailton Krenak
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.65694
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Estudos sociais da infância na UnB: apontamentos a partir
           produção acadêmica

    • Authors: Monique Aparecida Voltarelli
      Pages: 2 - 15
      Abstract: Este artigo é parte de um projeto de pesquisa sobre os Estudos da Infância nas produções da Universidade de Brasília, que buscou investigar as produções acadêmicas nos Programas de Pós-Graduação em Ciências Humanas a fim de localizar indicativos sobre este campo científico. O texto apresentado refere-se aos dados do Programa de Pós-Graduação em Educação. A pesquisa, de cunho bibliográfico e exploratório, utilizou o recorte temporal de 2014 a 2018 e se baseou no paradigma da infância, proposto por James e Prout (1990). Verificou-se indicativos do paradigma nos trabalhos analisados, bem como a utilização dos aportes metodológicos nas pesquisas com crianças. Entretanto pode-se dizer que, de modo geral, ainda é tímida a fundamentação teórica a partir da Sociologia da Infância nas temáticas investigadas, o que demonstra que as crianças ainda são pouco estudadas e compreendidas enquanto sujeitos de estudo por direito próprio e a infância demonstrou ser compreendida pela perspectiva desenvolvimentista.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.53019
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Educação escolar e dívida simbólica: reflexões sobre a
           (des)caracterização da escola e da docência

    • Authors: Jenerton Arlan Schütz, Fábio César Junges
      Pages: 16 - 28
      Abstract: O presente artigo, de cunho bibliográfico, tematiza a relação intrínseca entre educação escolar e dívida simbólica, dívida que todos professores devem ou ao menos deveriam assumir face às gerações vindouras. No entanto, há teorizações e discursos que negam a tarefa de assumir a dívida simbólica, e com isso, desescolarizam a própria escola e instauram a demissão do professor enquanto representante do mundo adulto. Nesse sentido, num primeiro momento, apresentam-se as teorizações e discursos que abandonam e negam a dívida simbólica na tarefa educacional; num segundo momento, aborda-se a imprescindibilidade de se assumir e “pagar” a dívida simbólica da qual somos devedores, fazendo jus à especificidade da educação escolar e da docência. Entende-se, portanto, que a educação escolar tem em sua especificidade a filiação simbólica das novas gerações ao mundo comum, e no interior da escola, só o professor poderá saldar esta dívida.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.53981
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Criança, escola e acolhimento institucional: a escola como espaço de
           socialização

    • Authors: Gilmara Lupion Moreno, Maria Vitória Braga Sudario
      Pages: 29 - 41
      Abstract: O artigo versa sobre o papel da escola na socialização das crianças acolhidas institucionalmente. Elencou-se como objetivos pesquisar sobre o papel da escola no processo de construção da identidade e da socialização da criança acolhida; conhecer a trajetória da criação, implementação e consolidação das instituições de acolhimento no Brasil; e reconhecer a escola como importante espaço de socialização. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo bibliográfica. Como resultado, percebeu-se a importância do conhecimento sobre a história e a função das instituições de acolhimento, a fim de desmistificar mitos e preconceitos; assim como a relevância do papel da escola na infância das crianças acolhidas. A escola tem o papel de ajudá-las na superação das possíveis dificuldades em seu desenvolvimento, e desmistificar a visão, muitas vezes, preconceituosa sobre a criança acolhida.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.60916
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Infância, educação e linguagem em Michel de Montaigne

    • Authors: Flávia Rocha Carniel, Marcus Vinicius Cunha
      Pages: 42 - 54
      Abstract: Tomando por base o conceito de infância elaborado por Philippe Ariès, este artigo mostra que as manifestações de Michel de Montaigne sobre a educação de crianças são tipicamente modernas, pois se pautam no interesse psicológico e na preocupação moral. Utilizando metodologia fundamentada em conceitos da retórica, o artigo analisa os ensaios de Montaigne intitulados “Pedantismo” e “Da educação das crianças”, destacando o valor atribuído pelo autor à linguagem e à comunicação entre aluno e professor. Destaca-se que Montaigne atribui o sucesso da docência às qualidades pessoais do professor, cuja sensibilidade pode ser desenvolvida pelo contato com as artes. As conclusões sugerem a necessidade de rever os conceitos educacionais vigentes na atualidade.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.60978
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Uma realidade invisível: violência contra alunas negras na escola pela
           percepção dos docentes

    • Authors: Ligia Costa Leite, Rosse Imair de Oliveira Melo, Cristina Maria Douat
      Pages: 55 - 68
      Abstract: O presente artigo pretende conhecer, por meio de entrevistas realizadas com professores do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia do Maranhão (IFMA), Campus Buriticupu, no Nordeste do Brasil, a invisibilidade da violência racial e de gênero enfrentada por alunas negras. A abordagem qualitativa e a análise temática são os instrumentos para coleta e interpretação dos dados das entrevistas. As dificuldades dos docentes em lidar com essas situações são analisadas tendo como eixo três categorias-temas ou unidades de significação relacionados com educação e saúde: etnia e cultura no contexto social; violências de gênero; procedimentos institucionais. Os resultados apontam como a violência se oculta em uma forma silenciosa que se sobrepõe às demais e acaba negligenciada, naturalizada ou banalizada por quem a perpetra, por quem assiste e por quem a sofre.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.60828
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • A emergência da Escola Normal: formação de professoras e relações
           étnico-raciais

    • Authors: Santos Amorim Santos, Taylon Silva Chaves, Sérgio Bandeira Nascimento
      Pages: 69 - 88
      Abstract: A pesquisa analisa a emergência da Escola Normal no período de 1938 a 1960 e sua proposição para a formação de professores e as relações étnico-raciais no município de Bragança, Pará. Pauta-se na abordagem qualitativa e caracteriza-se por uma pesquisa histórica-educacional com base na Nova História. Os dados apontam a educação e a religião como pilares do processo formativo, marcado pelo processo de feminização do magistério que preparasse professoras, mas também mulheres para o cuidado do lar e dos filhos, tementes a Deus e submissas aos seus maridos. Conclui-se que a Escola Normal contribuiu para o desenvolvimento local, configurando-se como centro de formação escolar e espiritual, porém, desvencilhada da questão étnico-racial que permanecia ausente no debate político e educacional e nas propostas curriculares e formativas para a formação de professoras da Escola Normal.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.61878
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • A educação do campo como espaço de resistência política e
           epistemológica: as lutas por outras pedagogias

    • Authors: Elmo de Souza Lima
      Pages: 89 - 103
      Abstract: Este trabalho discute sobre o movimento de constituição da Educação do Campo, destacando suas vinculações com as lutas sociais e com os esforços empreendidos pelo Movimento de Educação do Campo na construção de um projeto de educação contenha os avanços do agronegócio e difundam as sementes de outro projeto de sociabilidade forjado nas redes de solidariedade tecidas a partir da agricultura camponesa. Este movimento pedagógico tem instituído novos espaços e tempos educativos voltados ao reconhecimento dos conhecimentos presentes nas práticas sociais camponeses, com a implementação de estratégias pedagógicas que ampliem os diálogos entre os saberes dos camponeses com os conhecimentos universais que compõem o patrimônio histórico da humanidade. Por essa razão, acreditamos que as experiências de Educação do Campo instituídas pelos movimentos sociais trazem importantes contribuições políticas, pedagógicas e epistemológicas para se pensar numa pedagogia crítica e libertadora, ancorada nos pressupostos políticos e filosóficos das teorias críticas da educação.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.60893
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Trajetórias lésbicas entre (re) invenções do silêncio na educação
           (escolar-familiar)

    • Authors: Thais Priscila de Souza Torres
      Pages: 104 - 122
      Abstract: Este artigo lança o olhar sobre narrativas lésbicas da região metropolitana do Recife. Elas se narram, expõem medos e valentias, a partir de uma lente forjada por tudo aquilo que as interpelaram: as experiências dos espaços escolar e familiar. Assim, foi possível identificar e compreender os dispositivos heterossexualizadores e seus efeitos na subjetivação lésbica. Por serem dinâmicos e abertos, os dispositivos pedagógicos possibilitam uma ambivalência narrativa dos espaços, onde a imposição da norma pode ser ao mesmo tempo contradita. Resume-se: a (cis)heteronormatividade é um projeto só bem-sucedido se aplicado sobre corpos que estejam dispostos a correspondê-lo. Dito isso, ante ameaças de um modelo familiar cis-heterossexual, morte física e investidas de uma junção família-escola, as lésbicas elegem, ainda, a escola como um espaço de viver, burlando normas, tramando resistências.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.51937
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • A sociologia e a formação da cidadania dos alunos do ensino
           médio

    • Authors: Maria das Dôres de Sousa, Luciana Silva Dias, Douglas Pereira da Costa
      Pages: 123 - 133
      Abstract: O presente artigo investiga as perspectivas dos alunos do ensino médio sobre a contribuição da disciplina de Sociologia para a formação da cidadania. Entende-se que as aulas de Sociologia podem ser um espaço propício para elucidar a concepção de cidadania e como exercê-la, pois instiga os educandos a desenvolverem um pensamento crítico e reflexivo que favorece uma compreensão dos seus direitos e deveres para com a sociedade. Trata-se de um estudo de cunho qualitativo. Para coleta de dados, foi aplicado um questionário estruturado junto a 50 alunos de cinco escolas estaduais de Picos-PI. Verifica-se com este estudo que os educandos consideram a disciplina de Sociologia um componente curricular necessário para a compreensão da sociedade em que vivem, tornando-os cidadãos mais conscientes da legitimidade de seus direitos e deveres e das desigualdades sociais que marcam a sociedade movida pelo capitalismo. 
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.53433
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • A Filosofia fora das grades (curriculares): a Lei 10.639/03 e os desafios
           para um ensino de filosofia antirracista

    • Authors: Diego dos Santos Reis
      Pages: 134 - 146
      Abstract: O ensaio objetiva discutir os pressupostos epistêmicos, políticos e culturais do currículo de filosofia, a partir da implementação da Lei 10.639/03 e da crítica endereçada ao racismo epistêmico. Discutem-se, nessa análise, desde a perspectiva teórica do pensamento decolonial, os efeitos, os rastros e as estruturas persistentes da colonialidade no ensino de filosofia e, de modo especial, nos currículos. Trata-se, ademais, de problematizar o descompasso entre as tendências acadêmicas hegemônicas de perspectiva eurocentradas, que desconsideram as determinações geopolíticas na construção do conhecimento, e os saberes e experiências de populações africanas, afrodiaspóricas, indígenas e latino-americanas. Argumenta-se, por fim, que o projeto ancorado nos valores da modernidade/colonialidade europeia opera pela subalternização e silenciamento dos conhecimentos produzidos a partir de outras matrizes corpo-políticas, invalidando-as pela via do epistemicídio. Pensar o currículo de filosofia em bases decoloniais e antirracistas exige, portanto, que se questionem as premissas norteadoras deste projeto étnico, sexual e racialmente excludente.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.54025
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Diversidade no currículo escoar: perspectivas de professoras da
           educação básica

    • Authors: Mirtes Aparecida Almeida Sousa, Dorivaldo Alves Salustiano
      Pages: 147 - 160
      Abstract: O estudo da diversidade no currículo é amplo, complexo e está diretamente associado à visão de mundo predominante em determinado contexto histórico e educacional. Este artigo discute a compreensão de professoras dos anos iniciais do ensino fundamental acerca da diversidade no currículo escolar. Apresenta resultados de uma investigação qualitativa (MINAYO, 2008; MOREIRA; CALEFFE, 2008), desenvolvida mediante a análise de conteúdo (BARDIN, 2016) de entrevistas semiestruturadas (GIL, 2010). Os dados evidenciaram que as professoras sujeito deste estudo reconhecem a necessidade de abordar a diversidade como temática significativa no currículo escolar e buscam inclui-la em suas práticas pedagógicas. Destacaram também a importância do respaldo legal para a visibilidade de conteúdos relacionados à diversidade, sem o qual a cultura afro-indígena, as desigualdades econômicas, a diversidade de credos ou práticas religiosas, dentre outros, continuariam negligenciados enquanto objeto de estudo.  Ressaltamos a importância da mediação docente na compreensão de práticas discriminatórias e excludentes, oportunizando a expressão e o reconhecimento de sujeitos silenciados e invisibilizados na escola e na sociedade. Concluímos que as questões relacionadas à diversidade ainda não receberam a devida atenção nos currículos de formação de professores, notadamente dos anos iniciais do ensino fundamental, e ressaltamos a importância da inclusão do tema na formação inicial e continuada de professores da educação básica.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.54057
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Maestro Aurélio Melo: formação, mediação cultural e viagens pelo
           Nordeste do Brasil

    • Authors: Ednardo Monteiro Gonzaga Monti, Gislene Danielle Carvalho
      Pages: 161 - 175
      Abstract: Neste artigo, propõe-se uma discussão sobre a formação e trajetória do maestro Aurélio Melo e seus desdobramentos em ações de mediação cultural na região Nordeste do Brasil. São mobilizadas reflexões sobre mediação cultural de Gomes e Hansen (2016) e concepções de Bourdieu (1989, 2004, 2006) acerca dos capitais social, cultural e simbólico. As fontes documentais foram buscadas no acervo do Coral da Universidade Federal do Piauí e articuladas com a narrativa (auto)biográfica do sujeito protagonizado na pesquisa. Inicialmente, abordam-se o desenvolvimento musical e a trajetória do artista. Em seguida, são apresentados dois projetos liderados pelo maestro que ocorreram entre os anos 1993 e 2012, nos quais foi possível perceber algumas características da sua mediação, como a formação de plateia por meio da utilização de repertório erudito e popular.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.53536
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • (In)disciplina e visibilidade: considerações sobre as ambiguidades e
           tensões no ambiente escolar

    • Authors: Leonardo Henrique Brandão Monteiro
      Pages: 176 - 192
      Abstract: O paper se dedica a refletir sobre a lógica (in)disciplina e suas corporificações no ambiente escolar. Traça uma linha de inteligibilidade que permita compreender os comportamentos estudantis lidos como indisciplinados pelos profissionais escolares e como estes comportamentos acabam se conectando e (re)atualizando esta lógica. A metodologia deste trabalho engloba a discussão de dados etnograficos e de entrevistas semiestruturadas. Discute dimensões dos comportamentos lidos como indisciplinados de modo a não os alocar automaticamente ao polo da resistência, e sim, de problematizar esta alocação. Aponta a importância de considerarmos questões que envolvem dinâmicas de prazer/poder entre os polos de normalização/resistência, assim como, a existência de um jogo entre o ver e ser visto existente na escola, na qual os comportamentos classificados como indisciplinados são centrais. Estas reflexões nos levarão a concluir que a existência da escola no modelo disciplinar como conhecemos hoje persiste dentro da lógica (in)disciplina.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.51239
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Por uma educação democrática: elaborando uma análise do "Programa
           Escola sem Partido” a partir do pensamento de Paulo Freire

    • Authors: Hosana do Nascimento Ramôa
      Pages: 193 - 206
      Abstract: O presente artigo tem como objetivo alinhavar o pensamento de Paulo Freire à atual inquietação sobre a viabilidade da composição de uma Educação Democrática e possível. Partimos de uma análise crítica do posicionamento conservador, com base no “Programa Escola sem Partido”, para desenhar um entendimento de suas propostas para a educação. Em seguida, assinalamos elementos para a composição de uma amálgama entre Democracia e Educação, no intuito de cunhar uma visão, junto à Freire, de uma Educação Democrática que responda de maneira coerente aos anseios do exercício educacional, diante de visões embrutecidas do papel da escola e dos professores. Norteando nossa discussão, perguntamos, a democracia se apresenta como orientação possível e realizável dentro e fora do ambiente escolar, diante de proposições conservadoras de educação' Com base em nossa investigação, inferimos que a possibilidade de uma Educação Democrática caminha junto ao questionamento da realidade e a desnaturalização das relações sociais, buscando a cidadania plena, crítica e dialógica.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.53596
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • A constituição da flexibilidade como estratégia política no esnino
           médio brasileiro

    • Authors: Daiana Bastos da Silva Santos, Roberto Rafael Dias da Silva
      Pages: 207 - 219
      Abstract: O presente artigo propõe-se a compreender os sentidos de flexibilidade no Ensino Médio brasileiro na última década. Dessa forma, interessa interrogar: Como os sentidos de flexibilidade se apresentam e se articulam na mídia pedagógica impressa pesquisada no Brasil no decorrer da última década' Para tal, elege como materialidade empírica um conjunto de textos e artigos da Revista Pátio: Ensino Médio, Profissional e Tecnológico. Como grade analítica, tomou-se por base o conceito foucaultiano de tecnologia de governo. Como apontamentos gerais  evidencia-se a constituição de uma tríade de sentidos, qual seja: a flexibilidade curricular pautada pela oferta de currículo flexível; a flexibilidade da prática pedagógica na organização do tempo, dos espaços e dos métodos; e a flexibilidade enquanto uma habilidade a ser desenvolvida no e pelo sujeito empreendedor de si, na produção de subjetividades capazes de gerir seu próprio capital de competências.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.54090
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Extensão popular em educação ambiental: convivência em
           comunidade de trabalho

    • Authors: Tiago Zanquêta de Souza, Maria Waldenez de Oliveira
      Pages: 220 - 236
      Abstract: Este artigo é resultado de pesquisa de doutorado em Educação, que investigou a Extensão Popular em Educação Ambiental, desenvolvida por uma Comunidade de Trabalho, na cidade de Uberaba, Minas Gerais. Tem por objetivo apresentar os processos educativos inerentes a esta prática social. O referencial teórico da pesquisa está atrelado ao campo da educação popular, extensão popular e educação ambiental popular. O procedimento de coleta de dados foi a observação participante, cujos dados foram registrados em diários de campo e analisados por meio da análise de conteúdo. A extensão popular potencializou a efetivação de uma comunidade de trabalho que tem se sustentado na convivência e revelou processos educativos como o aprender a confiar, a ousar, a comunicar, a dialogar, a enfrentar o medo, a empoderar a luta, a superar a ingenuidade da consciência, com vias à construção de um conhecimento emancipatório e humanizador.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.54099
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Cibercultura e educação: uma revisão sistemática da
           literatura

    • Authors: Sandra Cristina Morais de Souza
      Pages: 237 - 249
      Abstract: Este estudo teve o objetivo de analisar a produção científica acerca da cibercultura e da educação. Realizou-se uma revisão sistemática da literatura, com artigos pesquisados no Portal da CAPES (periódicos), a partir dos descritores ‘cibercultura’, ‘cibercultura’ e ‘educação’. O critério de inclusão foram artigos nacionais dos anos de 2010 a 2019 e oriundos de estudos desenvolvidos no Brasil. Os critérios de exclusão foram dissertações, teses e demais textos que não atendiam às expectativas da pesquisa. Por meio desse processo, a amostra final foi constituída de 28 artigos. A análise dos artigos consistiu na leitura dos resumos e, em seguida, na elaboração de um quadro dos dados coletados com informações de cada pesquisa, a saber: título, ano de publicação, autores, revista/periódico. A análise do estudo foi feita qualitativamente. As publicações analisadas descrevem as relações entre a cibercultura e o processo educativo, com destaque para conceitos como: mídia, ciberespaço, comunidade virtual, novas tecnologias, hipertexto, cultura, cultura digital, entre outros. Os estudos ressaltam que o crescimento do conceito de cibercultura está atrelado ao conceito de ciberespaço, que apresenta uma nova dimensão social, resultante de um movimento global em que predomina a conexão em tempo real. O ciberespaço é um espaço de aprendizagem, onde o uso de ferramentas midiáticas se apresenta como um recurso a ser utilizado pelo docente no processo de ensino e aprendizagem.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.55310
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Ensino remoto na pandemia de covid-19: alfabetização em risco na Rede
           Municipal de Ensino de Porto Alegre

    • Authors: Patrícia Camini, Alice Teixeira de Freitas
      Pages: 250 - 264
      Abstract: O artigo apresenta resultados de pesquisa que visou a investigar efeitos do ensino remoto na alfabetização, em 2020, a partir do olhar de professoras alfabetizadoras da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre (RME-POA). A metodologia foi composta por survey e análise de conteúdo, tendo como material empírico respostas de 40 professoras alfabetizadoras. Os resultados indicaram como tendência a desconexão entre alfabetizadoras e a maioria dos estudantes das turmas, o que inviabilizou a continuidade da alfabetização. A partir de contribuições de autores como Byung-Chul Han, Axel Rivas e Luiz Carlos de Freitas, concluiu-se que a RME-POA deve avançar na implementação de estratégias para minimizar os efeitos do ensino remoto e seguir buscando atingir a meta 5 do PNE (2014-2024), a partir da responsabilização bilateral pela alfabetização e não às custas da autoexploração do trabalho docente.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.60952
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • O fazer científico frente à perspectiva da não neutralidade

    • Authors: Cleonara Maria Schwartz, Patrícia Veronesi Batista
      Pages: 265 - 272
      Abstract: Este artigo propõe-se a refletir sobre questões relativas à neutralidade e não neutralidade das pesquisas científicas. Compartilha-se da concepção da não-neutralidade da ciência, buscando explicitar argumentos que justifiquem tal compreensão, implicações a serem evitadas, assim como possibilidades para o fazer científico. O estudo compreende uma pesquisa bibliográfica exploratória e analítica, se apoia em contribuições teóricas de Stengers (2002), Maturana (2001) e Dalmaso (2014), para discutir concepções e posturas necessárias ao/à pesquisador/a, ciente de que não há neutralidade nas produções científicas. Observou-se que é preciso envolver a sociedade no planejamento de pesquisas, para que, junto da comunidade científica, passem a ver a produção de conhecimentos como uma oportunidade para refletir sobre si mesmos e sobre o meio em que estão inseridos, comprometidos com desafios e problemas próprios de seus contextos sócio-históricos, atentos às demandas que surgem da coletividade e da pluralidade de ideias. Defende-se a necessidade de uma nova postura do pesquisador, ciente das possibilidades e reponsabilidades da perspectiva da não neutralidade, o que a nosso ver pode conferir maior credibilidade à prática científica.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.56011
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Formação acadêmica na educação superior: análise da produção de
           conhecimento nos periódicos Qualis A1 e A2 (2010-2018)

    • Authors: Uyguaciara Veloso Castelo Branco
      Pages: 273 - 290
      Abstract: O artigo apresenta revisão teórica sobre formação acadêmica na Educação Superior, enquanto sub-categoria que compõe a ambiência de ensino-aprendizagem, a partir da análise da produção acadêmica disponível nos periódicos da área de Educação, com classificação Qualis A1 e A2 (CAPES). Como recorte temporal, foram analisados artigos produzidos entre 2010-2018. Foram catalogados 266 artigos de 14 periódicos em língua portuguesa. Os descritores utilizados, inicialmente, foram: educação superior e evasão ou permanência ou relação professor/a-aluno/a. Foram organizados dados bibliográficos da produção, resumo e palavras-chave que, após análise, permitiram a seleção de 103 artigos. Foram sistematizados principais aspectos apresentados em cada um dos artigos, oportunizando identificar elementos importantes na configuração da ambiência de ensino-aprendizagem na educação superior, envolvendo discussões sobre currículo dos cursos de graduação, metodologias, avaliação e dimensão afetivo-cognitiva, no ambiente acadêmico. Para fins deste artigo, foi apresentada a sub-categoria formação acadêmica, a partir de importantes elementos teórico-metodológicos, como: competência, capital simbólico, engajamento, formação acadêmica e mercado de trabalho, métodos ativos de aprendizagem e modelo de avaliação institucional. Os trabalhos referenciados no presente estudo se constituem em importantes instrumentos para ampliação e verticalização dos estudos, com novos elementos para a construção do conhecimento.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.56040
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Estudos da deficiência na Educação Profissional e
           Tecnológica

    • Authors: Ana Paula Boff, Patricia Rosa, Anelise Maria Regiani
      Pages: 291 - 306
      Abstract: Este artigo é fragmento de uma pesquisa concluída em 2016 que investigou, a partir do modelo social da deficiência, como ocorre o processo educativo de estudantes com deficiência em uma instituição de Educação Profissional e Tecnológica. A pesquisa, de natureza qualitativa, teve como sujeitos cinco estudantes que foram convidados a participar de uma entrevista individual semiestruturada. A partir das regularidades presentes nos dados, duas categorias de análise foram elencadas com base na análise de conteúdo. Em relação à categoria Autoinstauração na constituição do indivíduo, o objetivo é possibilitar a valorização das singularidades dos estudantes com deficiência, assim como o seu acesso a direitos humanos básicos como formação educacional e profissional, representando assim a inclusão social desse público. Concernente à categoria Acessibilidade Arquitetônica e Metodológica, a estrutura física da instituição, bem como os procedimentos de ensino adotados pelos docentes, apresenta barreiras ao processo de aprendizagem dos estudantes entrevistados e não corresponde aos pressupostos do modelo social de deficiência. Pode-se inferir que o princípio do modelo médico de deficiência ainda está presente na instituição, contudo, existem iniciativas por parte dos docentes, técnico-administrativos e da equipe de gestão para a superação desse modelo. Como possibilidade, propõe-se a formação docente continuada de forma sistemática e fundamentada nos princípios do modelo social de deficiência.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.57797
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Amabivalência, educação e solidariedade em diálogo: caminho de
           formação para a pluralidade

    • Authors: Claudionei Vicente Cassol
      Pages: 307 - 319
      Abstract: Os tempos líquidos convocam a refletir alternativas de enfrentamento à crescente violência, despolitização, captura e desautorização do pensamento científico. O diálogo e a solidariedade educam pelo compromisso com a vida e pela gestualidade que, eticamente, enriquece as experiências cotidianas, concretas e das gramáticas. Pelo olhar da filosofia social, ensaia-se acerca da pluralidade e do compromisso, na perspectiva metodológica da hermenêutica pluralizadora. Os caminhos teóricos se constituem no lastro metodológico da ambivalência/plurivalência, em categorias paradigmáticas, a partir de Bauman, e mostram-se potentes para pensar processos educativos como possibilidades de construção do conhecimento dialógico, afetivo, acolhedor e sensível à pluralidade e compromissos éticos desde os vínculos humanos e até eles. A educação orientada para a solidariedade e para o diálogo coloca-se como possibilidade de resistência às imposições anatemáticas que violam a condição humana da dignidade e do espaço de constituição das subjetividades, do mundo da vida e das vivências formadoras.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.60595
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • O monitoramento e avaliação da Meta 4 do Plano Nacional de Educação
           2014-2024: contribuições para o debate

    • Authors: Roberval Angelo Furtado, Vera Lucia Gomes, Rita de Fátima da Silva Rosas de Castro
      Pages: 320 - 336
      Abstract: O Plano Nacional de Educação (PNE), instituído pela Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014, constitui-se em importante instrumento balizador das políticas educacionais no país para o decênio 2014-2024. O presente artigo trata do monitoramento da Meta 4 considerando o Relatório do 3º Ciclo de Monitoramento do PNE, disponibilizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Estatísticas Anísio Teixeira (INEP), assim como informações relevantes à temática em pauta. 
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.60928
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Caracterização do coordenador pedagógico a partir de teses do Catálogo
           de Teses e Dissertações da Capes

    • Authors: Rocheli Regina Predebon Silveira, Agnaldo Mesquita de Lima Junior, Maurício Aires Vieira
      Pages: 337 - 352
      Abstract: Este trabalho buscou compreender como se tem caracterizado a figura do coordenador pedagógico em teses de doutorado. Com este propósito, realizamos uma pesquisa do tipo “Estado da arte”, utilizando o repositório do Catálogo de Teses e Dissertações (CTD) - Capes, valendo-se do descritor de pesquisa “coordenador pedagógico”, utilizando as aspas para melhor delimitar a pesquisa. Utilizamos este repositório por entender que abarca toda a produção nacional de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado. Dessa forma, foi possível localizar quarenta e cinco pesquisas. Dessas produções, vinte e sete fugiram da temática e 4 não puderam ser lidas na sua completude, restando para análise catorze produções. As pesquisas foram divididas pela leitura dos resumos em três categorias, a saber: “coordenador pedagógico e sua relação com a formação docente”, “o trabalho cotidiano do coordenador pedagógico” e “políticas públicas e atuação do coordenador pedagógico”.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.61091
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Desenvolvimento e avaliação de um documentário para socialização da
           Lei n° 10.639/03

    • Authors: Leandra Aparecida Mendes dos Santos Rodrigues, Mayara Lustosa de Oliveira Barbosa
      Pages: 353 - 366
      Abstract: O objetivo deste artigo foi descrever o processo de elaboração, produção, aplicação e avaliação de um documentário na busca da socialização da Lei n° 10.639/03. Desenvolveu-se uma pesquisa de campo, descritiva e exploratória com uma abordagem quali-quantitativa na análise dos dados. Aplicou-se questionário pré-teste a 29 estudantes do 8º ano do Ensino Fundamental II da cidade de Pires do Rio-GO antes da exibição do documentário e, posteriormente, um questionário pós-teste. Considerou-se que o documentário trouxe a socialização e conhecimento da Lei n° 10.639/03 e, também, promoveu sensibilização quanto a necessidade de práticas para a discussão do racismo e preconceito a fim de se promover a verdadeira efetivação da respectiva Lei.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.64083
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Clio e seu ensino nas três últimas décadas do século
           XX no Espírito Santo

    • Authors: Regina Celi Frechiani Bitte, Sonia Maria dos Santos
      Pages: 367 - 379
      Abstract: O presente artigo tem por objeto de análise a história do ensino de história, com ênfase nas três últimas décadas do século XX e os seus ecos no estado do Espírito Santo e objetiva compreender as mudanças e permanências por este ensino explícitas nas Propostas Curriculares do estado. Para tanto, realizou-se uma incursão na bibliografia referente aos percursos do ensino de história no Brasil, bem como a um levantamento de teses e dissertações nos Bancos de dados da CAPES, BDTD e na Biblioteca da UFES e do IFES de Vitória ES. O estudo aponta nuanças nas Propostas Curriculares do ES e a conjuntura maior no Brasil.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.60997
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Representaciones sociales sobre educación entre presos colombianos

    • Authors: Omar Alejandro Bravo, Diana Marcela Huertas
      Pages: 380 - 391
      Abstract: La cárcel ha fracasado con relación a su propósito declarado de resocializar a los infractores a la ley. La educación en contextos carcelarios se aplica como un tratamiento más vinculado a esos fines de rehabilitación, lo que relega otros sentidos posibles derivados de esa experiencia. Esta investigación analizó las representaciones sociales sobre educación entre internos de una cárcel de Cali, Colombia. Las representaciones sociales encontradas se relacionaron con el sentido utilitario de la educación, como redimir pena, ocupar el tiempo o poder mejorar la relación con su familia y el resto de la sociedad una vez cumplida la pena, siendo éste un tipo de representación social atravesada por el discurso de la resocialización mencionado.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.53180
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Linguagem e implementação de políticas: aproximações
           teórico-metodológicas entre o círculo de Bakhtin e o ciclo de
           políticas de Ball

    • Authors: Víviam Carvalho de Araújo, Núbia Aparecida Schaper Santos
      Pages: 392 - 404
      Abstract: Este artigo tem por objetivo trazer aproximações teórico-metodológicas entre o círculo de Mikhail Bakhtin e o ciclo de políticas (policy cycle approach)  desenvolvido pelo sociólogo inglês Stephen Ball e colaboradores no que tange à compreensão de implementação de políticas no campo da Educação. A perspectiva do círculo de Bakhtin se pauta em uma concepção de linguagem que se constitui da/na relação com a estrutura social e só pode ser compreendida como acontecimento ideológico e dialógico no fluxo da história.  Para Ball e colaboradores há um processo de recontextualização das políticas, que são compostas por arenas de sentidos e negociações. Transcender a ideia de que a produção da política está apartada da vida concreta da produção discursiva dos sujeitos e seus grupos sociais e dos processos que as legitimam confirma a aproximação de alguns conceitos que sustentam a perspectiva de linguagem em Bakhtin com o ciclo de políticas organizado por Ball.  A discussão caminha para considerar que a arquitetônica de linguagem e de ciências humanas em Bakhtin, dialogando com conceitos do seu círculo na direção do ciclo de políticas de Ball, principalmente na concepção da política como discurso, pode orientar o olhar para analisar a implementação de políticas no campo da Educação.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.57407
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
  • Alteridade: o outro na pesquisa em Educação

    • Authors: Marcia Jovani de Oliveira Nunes, Josemir Almeida Barros
      Pages: 405 - 421
      Abstract: O artigo propõe um debate sobre alteridade ao abordar a pesquisa em Educação. Versa sobre a pesquisa-ação como uma alternativa que aproxima e possibilita a escuta do pesquisador frente ao seu objeto, principalmente quando falante, a fim de produzir conhecimentos que gerem impacto nas ações educacionais e contribuam para solucionar problemas detectados nos processos de coleta de dados de campo. Como metodologia foi utilizada a pesquisa bibliográfica. A investigação demonstrou que o pesquisador ao escolher a pesquisa-ação institui uma das possibilidades promissoras capaz de criar alternativas educacionais no âmbito social, principalmente porque estabelece ou cria constantes diálogos, alteridades e escutas sensíveis, itens fundamentais ao tratar da pesquisa com seres humanos.  Instituir a dialogicidade é premente à identificação e solução na condição de alternativa para resolver parte dos problemas educacionais.
      PubDate: 2022-03-01
      DOI: 10.12957/teias.2022.57198
      Issue No: Vol. 23, No. 68 (2022)
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 34.231.247.88
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-