Followed Journals
Journal you Follow: 0
 
Sign Up to follow journals, search in your chosen journals and, optionally, receive Email Alerts when new issues of your Followed Journals are published.
Already have an account? Sign In to see the journals you follow.
Similar Journals
Journal Cover
Intelligere : Revista de História Intelectual
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2447-9020
Published by Universidade de São Paulo Homepage  [48 journals]
  • Expediente

    • Authors: Lauro Carvalho
      Pages: 3 - 3
      Abstract: Expediente
      PubDate: 2020-02-13
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.166649
       
  • Apresentação e sumário

    • Authors: Lauro Carvalho
      Pages: 2 - 2
      Abstract: Apresentação e sumário
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.166647
       
  • Objeto em perspectiva e sujeito em devir na epistemologia histórica
           de Gaston Bachelard

    • Authors: Caio Souto
      Pages: 13 - 13
      Abstract: A epistemologia histórica, que tem em Gaston Bachelard um de seus principais expoentes, foi criticada muitas vezes como sendo idealista, uma vez que interpretaria a evolução histórica das teorias científicas de um modo relativamente autônomo, independentemente de seu contexto social ou do sujeito humano produtor da ciência. Este artigo busca demonstrar como, ao menos no caso de Bachelard, há sim uma preocupação para com o sujeito da ciência, que está implicado na construção das teorias científicas, mas não como seu mero produtor, e sim como seu efeito. Trata-se do tema de uma pedagogia científica que se opera constituindo e modificando o sujeito de conhecimento na medida em que os objetos científicos, por sua vez, também são o efeito de uma mise-en-perspective do conhecimento.
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.166746
       
  • Narrativas autobiográficas de Ferreira Gullar

    • Authors: Reginaldo Sousa Chaves
      Pages: 15 - 15
      Abstract: O presente artigo tem como objetivo discutir as narrativas autobiográficas de Ferreira Gullar, poeta e intelectual brasileiro. Na diversidade de gêneros escritos pelo autor, identificamos um “momento autobiográfico” em que ele, recorrentemente, reorganiza suas relações com o passado a partir da urgência presente. Nessas escritas de si há a intenção de posicionar seu percurso e sua obra em um lugar de legitimidade no campo de forças da literatura e da cultura brasileira. Este trabalho aborda as releituras que o poeta realizou de sua própria trajetória no período que compreende a sua atuação nas neovanguardas concretas e neoconcretas até sua adesão às formas engajadas de agitação esquerdista. As narrativas de si que Gullar realizou entre o final dos anos cinquenta e começo dos anos sessenta encontram efetividade através de avanços e recuos de suas posições políticas e estéticas. Esses posicionamentos mantêm relação intrínseca com as turbulências sociais e culturais no Brasil durante a detonação do regime de exceção em 1964 e a repressão intensificada após o AI-5. Nessas escritas de si, o poeta deixa entrever tanto rupturas quanto permanências.
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.150324
       
  • Relíquias da existência de um intelectual

    • Authors: Francisco Adriano Leal Macêdo
      Pages: 17 - 17
      Abstract: Este artigo tem como mote localizar panoramicamente aspectos da trajetória de vida do jornalista Júlio de Mesquita Filho, proprietário do jornal “O Estado de São Paulo”, a partir de discurso proferido quando foi paraninfo de uma turma do curso de direito da Universidade de São Paulo em 1948 e um depoimento autobiográfico escrito na década de 1960. Os escritos aqui postos em análise fazem um esforço de reconstituição do itinerário intelectual e existencial do personagem, situando as questões que o mobilizaram mais intensamente. Esses enunciados constituem documentos necessários para a compreensão de como o sujeito que desejou tomar parte do debate intelectual em torno da consolidação da República brasileira e os modelos de sociedade adequados compreendia a si mesmo e seus propósitos. Para a intepretação das fontes e estabelecer as balizas de aclimatação, três noções centrais são caras, ainda que não evidenciadas textualmente: “estar no mundo” (Dasein), conceito desenvolvido por Paul Ricoeur a partir da filosofia de Heidegger; “escrita de si” (Self Writing), utilizando a apropriação da historiadora Ângela de Castro Gomes do conceito foucaltiano; por fim, a categoria de “cone da memória”, trabalhada por Ecléa Bosi a partir de estudos do filósofo Henri Bergson. Como balizas historiográficas, são centrais os estudos dos historiadores Nicolau Sevcenko e Eric J. Hobsbawm.
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.160994
       
  • Os historiadores e os paradigmas

    • Authors: Nanci Leonzo
      Pages: 19 - 19
      Abstract: Não há dúvida de que Thomas S. Kuhn encorajou, com suas obras, diferentes intelectuais a questionar os cientistas e suas práticas, sobretudo no que diz respeito à utilização dos paradigmas. O historiador-cidadão espanhol Carlos Barros Guimerán é um deles, sendo o responsável pela rede digital Historia a Debate (HAD). Este artigo aborda seus escritos que sugerem um profícuo processo de reconstrução paradigmática apoiado em compromissos teóricos, metodológicos e até mesmo pessoais, todos destinados a combater o perverso mundo globalizado que nos cerca.
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.166742
       
  • Direito, Soberania e Estado

    • Authors: Marta Nunes da Costa
      Pages: 20 - 20
      Abstract: Jean Bodin é o primeiro autor a oferecer uma teoria do Estado – na sua obra publicada em 1576, intitulada Os Seis Livros sobre a República, o autor introduz uma série de conceitos que irão definir o horizonte do imaginário coletivo europeu especificamente moderno, nomeadamente com a introdução da sua teoria de soberania. Se a proposta de Bodin ganhou adeptos (entre eles Thomas Hobbes), lançando as bases para o que viria a ser a tradição monárquica absolutista na Europa, nesse mesmo período identificamos uma proposta radicalmente distinta. Em Johannes Althusius, na obra Política de 1603, a conceituação de soberania radica num direito simbiótico, precursor de uma tradição democrática e federalista. O objetivo deste artigo é oferecer uma reconstrução das relações entre direito, soberania e Estado em Bodin e Althusius e identificar a forma como os autores tratam a possibilidade de ‘rebelião’.
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.166743
       
  • Ideias de Ciência e Progresso - dos Tsares à Era Soviética

    • Authors: Gildo Magalhães
      Pages: 22 - 22
      Abstract: Apresenta-se uma breve exposição de ideias ligadas ao progresso científico na área que constituiu o Império Russo e posteriormente a União Soviética entre os séculos 18 e 20, com especial destaque para aspectos das ciências naturais ainda pouco explorados.
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.166744
       
  • A formação intelectual de Sérgio Buarque de Holanda

    • Authors: Rodrigo Ruiz Sanches
      Pages: 25 - 25
      Abstract: Neste artigo, discutimos a formação humana e acadêmica de Sérgio Buarque de Holanda. Percebemos que o contato com a crítica literária e com o modernismo marcou o jovem historiador de várias maneiras, pois revelou a aguda crítica e a escolha pela escrita leve, mas profunda, em que transparece toda sua erudição, lapidada, gradativamente, com os anos de experiência. É nesse momento que se formou o escritor Sérgio Buarque de Holanda, que depois transformou-se em historiador (aliás, ele nunca deixou de ser as duas coisas). A idéia central deste artigo é revelar a gênese do intelectual independente que foi Sérgio Buarque de Holanda, presente desde seus primeiros escritos, mas, sobretudo, em seus discursos e ações. O recorte compreende as décadas de 20, 30, 40 e 50 do século XX. Entendemos que esse período corresponde aos anos em que Sérgio iniciou sua vida profissional, atuou como crítico literário e optou pela profissão de historiador.
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.165028
       
  • Deter o tempo com as palavras

    • Authors: Walkiria Oliveira Silva
      Pages: 31 - 31
      Abstract: No início do século 20, os germanistas Friedrich Gundolf e Herbert Cysarz buscaram refletir acerca da relação entre o mundo histórico e a eternidade. Inseridos na crise do paradigma historicista, ambos os germanistas procuraram responder a esta crise, que tinha como cerne a função pragmática do conhecimento histórico para a vida prática cotidiana. Este artigo analisa as reflexões de Gundolf e Cysarz sobre o tempo e a eternidade relacionando-as com a função formativa do conhecimento histórico, condensada no conceito neo-humanista de Bildung. Neste sentido, são analisadas as influências teóricas e filosóficas de ambos os autores e os desdobramentos epistemológicos de suas ponderações a partir da relação interdisciplinar entre a Germanística e a História.
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.166745
       
  • A Desconstrução entre os historiadores

    • Authors: Rodrigo Otávio Silva
      Pages: 31 - 31
      Abstract: Este texto busca articular as possibilidades de encontro entre a Desconstrução derridiana e a História praticada pelos historiadores, mostrando como o pensamento desconstrucionista pode fertilizar as reflexões historiográficas, particularmente as discussões sobre linguagem, temporalidade e acontecimento. Acreditamos que essa aproximação, com tradução para o campo da História, e suas especificidades, possa disseminar novas angulações e ferramentas teórico-metodológicas importantes para lidar com a complexa realidade histórica das sociedades humanas na atualidade.   
      PubDate: 2019-12-30
      DOI: 10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2019.150698
       
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
 


Your IP address: 35.168.111.204
 
Home (Search)
API
About JournalTOCs
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-