for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
Followed Journals
Journal you Follow: 0
 
Sign Up to follow journals, search in your chosen journals and, optionally, receive Email Alerts when new issues of your Followed Journals are published.
Already have an account? Sign In to see the journals you follow.
Journal Cover Revista Crítica Histórica
  [0 followers]  Follow
    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
   ISSN (Online) 2177-9961
   Published by Universidade Federal de Alagoas Homepage  [3 journals]
  • Editorial

    • Authors: Michelle Macedo
      Pages: 1 - 2
      Abstract: Editorial da edição vol. VIII, nº 15.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • Apresentação

    • Authors: Antônio Alves Bezerra, João do Prado Ferraz de Carvalho
      Pages: 3 - 6
      Abstract: Apresentação do Dossiê Ensino de História
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • Orgulho e preconceito no ensino de História no Brasil: reflexões sobre
           currículos, formação docente e livros didáticos

    • Authors: Giovani José da Silva, Marinelma Costa Meireles
      Pages: 7 - 30
      Abstract: Em um momento histórico no qual se discute a elaboração de uma Base Nacional Comum Curricular para a Educação Básica brasileira, reflexões sobre formação de professores, currículos e livros didáticos de História são necessárias. Com poucas variações, o Ensino de História no Brasil ainda é pautado pelo eurocentrismo, pela ideia de que a história do país é uma derivação da expansão europeia e pela negação do protagonismo de populações indígenas, africanas e seus descendentes, além de outros povos. Os recentes embates verificados entre historiadores profissionais, professores de História e especialistas em Ensino do componente curricular escolar mostram que há diferentes concepções em disputa sobre o que os alunos no Brasil devam aprender sobre História. O
      objetivo do texto é problematizar tal situação, questionando e apresentando alternativas para combater o racismo no Ensino de História no Brasil e que jovens brasileiros que terminam sua formação na Educação Básica tenham orgulho de suas origens. Currículos que apresentam uma história linear, por etapas e com características evolucionistas, bem como cursos de formação de professores e materiais didáticos que cristalizam e consagram
      apenas uma versão europeia da História, tornam tarefa impossível a mudança do status quo.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • As discussões sobre a Base Nacional Comum Curricular de História: entre
           polêmicas e exclusões (2015-2016)

    • Authors: Geraldo Magella de Menezes Neto
      Pages: 31 - 61
      Abstract: Em setembro de 2015, o Ministério da Educação divulgou a primeira versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que tem por objetivo deixar claro os conteúdos mínimos a serem ensinados em todo o país na educação básica. A disciplina de História foi a que mais gerou polêmicas, sendo alvo de muitas discussões nos meios acadêmicos, na imprensa e na sociedade em geral, devido a variados fatores, como a falta de conteúdos e a acusação de uma suposta tentativa de doutrinação pelo governo. Nesse sentido, o presente
      artigo objetiva analisar as repercussões da divulgação da versão preliminar na BNCC, problematizando os interesses em jogo e a exclusão do debate dos principais responsáveis em colocar em prática o novo currículo, os professores da educação básica.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • Aprendizagem histórica no ensino de História: algumas
           considerações

    • Authors: Lídia Baumgarten
      Pages: 62 - 83
      Abstract: O presente artigo apresenta algumas reflexões acerca da compreensão sobre o ensino de História, suas relações entre passado e presente, a relação com a vida cotidiana e a formação da consciência histórica de alunos de duas turmas da educação básica do município de Assis, Estado de São Paulo, no ano de 2013. A atividade consistiu em aplicação de questionários, com perguntas abertas e algumas com alternativas de respostas, sendo sim ou não, e a necessidade de justificar algumas delas. As turmas selecionadas foram um 7º Ano do Ensino Fundamental, com a participação de trinta e cinco (35) alunos e um 1º Ano do Ensino Médio, com onze (11) alunos participantes. Foram utilizados como base teórica as reflexões de Schmidt (2004), Cainelli (2006), Rüsen (1992), Guimarães (2003), Monteiro (2001), Bittencourt (2005), entre outros autores. Como resultados, sinaliza-se que o ensino de História deve ter como objetivo central instrumentalizar o aluno a produzir o seu próprio conhecimento. A função social da História deve ser a de aproximar os seus conteúdos com o cotidiano do aluno, propiciando assim, a formação da Consciência Histórica Crítico-Genética (Rüsen, 1992).
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • Tempo e Temporalidade

    • Authors: Adriano da Silva
      Pages: 84 - 107
      Abstract: Este trabalho apresenta uma pesquisa sobre o ensino e aprendizagem da história escolar e tem como finalidade investigar o entendimento dos estudantes do ensino médio sobre as noções de tempo e de temporalidades principalmente em relação ao tempo histórico e os usos do passado. A proposta neste trabalho consiste em elaborar estratégias para ir além da cronologia e datação no que diz respeito às questões do tempo no ensino de história. Não se trata aqui de refutar ou desconsiderar a cronologia, a linearidade e a importância das datas no ensino de história, mas sim de buscar ir além dessas formas já estabelecidas. O desejo é ampliar as possibilidades de modelos explicativos para as questões de tempo no ensino de história.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • O ensino de História com o museu: práticas educativas em
           processos reflexivos

    • Authors: Júlio César Virgínio da Costa
      Pages: 108 - 135
      Abstract: Neste texto apresentam-se reflexões sobre as ressonâncias de uma prática educativa no ensino de História desenvolvida em um museu da cidade de Belo Horizonte no ensino da Pré-História do Brasil. Essa prática educativa e de memória é compreendida
      como parte de um processo iniciado antes da visita e que prossegue após o término dela, ou seja, as análises estão conectadas à dinâmica estabelecida nos tempos que envolvem uma visitação museal, que atravessam esse ambiente e em diálogo constante com a sala de aula. O esforço empreendido visa compreender como as ressonâncias dessa prática educativa
      mobilizam diversos aspectos que, diretamente, podem contribuir para outra gramática de práticas de ensino de História e de memória em ambientes museais e, também, para uma
      compreensão da formação continuada de professores.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • As narrativas radiofônicas de Walter Benjamin: ensino de história
           cultural e formação política

    • Authors: Andréa Giordanna Araujo da Silva
      Pages: 136 - 152
      Abstract: O artigo apresenta uma reflexão inicial dos conteúdos pedagógicos manifestos nas narrativas que compõem a obra “A Hora das Crianças: narrativas radiofônicas de Walter Benjamin”. A produção reúne um conjunto de 30 palestras radiofônicas produzidas entre os anos de 1927 e 1932, quando o autor apresentou, em duas rádios alemãs, transmissões educativo-culturais destinadas ao público infantil. A compilação foi dividida,
      para efeito de análise, em três grupos temáticos: acidentes sociais e ambientais, história e cultura dos sujeitos marginalizados e outros temas. O estudo permitiu identificar a
      aproximação do conceito de experiência, desenvolvido nos textos “Experiência” (1913) e “Experiência e Pobreza” (1933), das temáticas selecionadas para o trabalho pedagógicoradiofônico com as crianças no contexto de uma Alemanha em vias de instituição do governo totalitarista.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • Reflexões acerca da fundação de Florença na Laudatio Florentine urbis
           de Leonardo Bruni

    • Authors: Aléssio Alonso Alves
      Pages: 154 - 184
      Abstract: O objetivo desse artigo é analisar a forma como Leonardo Bruni (1369-1444) narrou a fundação de Florença na sua obra Laudatio Florentine urbis (escrita entre 1403 e 1404). Para tanto, primeiramente discorreremos sobre a importância da história na afirmação e exaltação das comunas italianas desde o século XI; em um segundo momento estabeleceremos uma reflexão teórica sobre o conceito de autoridade; e, por fim, analisaremos então o modo como Bruni narrou a fundação de Florença na Laudatio, além de estabelecer um paralelo entre a fundação de Gênova como descrita por Iacopo de Varazze (1228-1298) em sua Chronica civitatis Ianuensis (1292-1295) precisamente no que diz respeito à origem Romana antiga atribuída a essas cidades.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • O extinto aldeamento de Água Azeda e suas relações de conflitos com a
           Fazenda Escurial – SE (1933-1934)

    • Authors: Carine Santos Pinto
      Pages: 185 - 207
      Abstract: O presente artigo se propõe a analisar as relações de conflitos entre os
      proprietários da Fazenda Escurial e os moradores do povoado Aldeia, São Cristóvão - SE levando em consideração os fatos ocorridos durante os anos de 1933 e 1934. O povoado Aldeia, enquanto morada de indígenas foi intitulada no espaço cronológico do século XIX como Aldeia de Nossa Senhora da Fé e Aldeia de Água Azeda, sendo considerada extinta no ano de 1853, com a instituição do Decreto nº 1.139, de 06 de abril, que extinguiu de forma oficial a existência das aldeias findando a Diretoria de Índios e as obrigações de assistência às populações indígenas em Sergipe. A partir de então, um silenciamento documental foi presenciado, ressurgindo no ano de 1933 quando Anacleto José de Santana e seus companheiros buscaram a legitimação e exploração das terras do extinto aldeamento, culminando no estabelecimento da Aldeia como um terreno devoluto, ou seja, do domínio do estado de Sergipe.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • “Queremos vingança”. O afundamento de navios brasileiros pelo
           submarino alemão U-507 e as reações populares no Rio de Janeiro

    • Authors: Jorge Ferreira
      Pages: 208 - 231
      Abstract: O afundamento de cinco navios brasileiros por submarino alemão, com centenas de mortes, repercutiu de maneira impactante na sociedade brasileira. Nos dias 18 e 19 de agosto de 1943, na cidade do Rio de Janeiro, na época capital da República, ocorreram manifestações de protestos, com passeatas e comícios. Homens e mulheres, trabalhadores e estudantes, exigiam que o governo brasileiro declarasse guerra à Alemanha.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • O ensino de história, professores como sujeitos e a produção de saberes
           e práticas no contexto escolar

    • Authors: André Luiz Lírio Cunha, Cibele de Camargo Lima
      Pages: 232 - 235
      Abstract: MONTEIRO, Ana Maria. Professores de história: entre saberes e práticas. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
  • A fonte da consciência ou a consciência da fonte: didática de História
           por documentos

    • Authors: Julio Cesar dos Santos Machado
      Pages: 236 - 240
      Abstract: ABUD, Kátia; SILVA, André; ALVES, Ronaldo. Ensino de História. São Paulo: Cengage Learning, 2013.
      PubDate: 2017-08-09
      Issue No: Vol. 8, No. 15 (2017)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.198.246.116
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2016