for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
Followed Journals
Journal you Follow: 0
 
Sign Up to follow journals, search in your chosen journals and, optionally, receive Email Alerts when new issues of your Followed Journals are published.
Already have an account? Sign In to see the journals you follow.
Journal Cover Revista Contrapontos
  [0 followers]  Follow
    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
   ISSN (Print) 1984-7114
   Published by Universidade do Vale do Itajaí: Univali Homepage  [7 journals]
  • NOTAS INICIAIS

    • Authors: Mariana Soares da Silva
      Pages: 217 - 217
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p217-217
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • DEMOCRATIC CITIZENSHIP: THE PEDAGOGY OF SOCIAL SCIENCES IN PUBLIC SCHOOLS

    • Authors: William Guedes Cortezia
      Pages: 218 - 245
      Abstract: Curricula are historically formed within systems of ideas that describe styles of reasoning, standards and conceptual differences in school practices and their subjects. Curriculum is a practice of social regulation and the effect of power. The question of what curricular history “is” is also a question of the politics of knowledge in disciplinary work (Antunes, 2007; Apple, 1971; Dewey, 1916; Freire, 1993). This study is a critical discourse analysis of how the concept of citizenship/democracy is taught in public schools through the social sciences curriculum as found in the text of social studies standards and selected textbooks, as well as transcripts of interviews with five social studies teachers of a large public middle school in the Southeast United States (Gee and Green, 1998; Hicks, 1995; Luke, 1996; 2004). The researcher described, analyzed, and interpreted documents that included the National and State Social Studies Standards, transcriptions of interviews with five middle school social science teachers, and Geography, Civics and History textbooks used by the school system. The article highlights evidence of our inability to provide a truly democratic citizenship education through three different forums at the public school level: textbooks, standards, and teachers. Moreover, it refers to the importance of the Middle School years and the “in-between” characteristics for moral/social and academic development of students. The types of socially approved knowledge taught in mass educational institutions, such as the public school and the official endorsement of that knowledge, as reflected in social studies standards deserve more attention from researchers and educators to fill a major gap in the literature/analysis of the history of social studies curricula development. The social sciences middle school curriculum would benefit from a focus on its rationale, background needs and organization. It is essential to have educators involved in theory building which will grow out of processing and organizing new information. Teachers and students can commit to coming together and developing frames of reference that we call systems and theories. Each can then be tested for its utility and its power to explain, predict and extend what is known (Antunes, 2007; Apple, 1971; Combs, 1991). As a result of this research, it became clear that the curriculum is a constant work in progress, which through the lens of critical discourse led the researcher to conclude that the establishment of public knowledge is part of the democratic process. 
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p218-245
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • A TEORIA DO CAPITAL HUMANO E A CONCEPÇÃO PRODUTIVISTA NA EDUCAÇÃO
           BRASILEIRA: EAD EM FOCO

    • Authors: Fernanda Cruvinel Pimentel, Raquel de Almeida Moraes
      Pages: 246 - 267
      Abstract: Este texto destina-se a discutir a temática da educação a distância associada à teoria do capital humano. Tem como objeto de análise teórica o contexto econômico neoliberal, a reestruturação produtiva e a relação educação e desenvolvimento que tem como pano de fundo a teoria do capital humano. Os resultados desta análise sugerem a hipótese que não seria possível discutir as atuais políticas voltadas para a educação a distância fora do contexto neoliberal e da teoria do capital humano. E ambos adotam nessa sociedade um sistema intencionalmente desigual, individualista, competitivo, somado a uma concepção economicista de educação que seja apenas capaz de alimentar o processo de acumulação do capital pelas elites. Se se quiserem transformações educacionais qualitativas, é necessário romper com a lógica do capital, modificando radicalmente as relações de poder e do sistema de produção. 
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p246-267
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DOS PROFESSORES NA EDUCAÇÃO SUPERIOR:
           EXPERIÊNCIAS E POSSIBILIDADES

    • Authors: Daniele Simões Borges, Gionara Tauchen
      Pages: 268 - 289
      Abstract: O artigo analisa as experiências de formação desenvolvidas no Programa de Formação Continuada na Área Pedagógica – Profocap da Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Foram analisados um conjunto de documentos institucionais divulgados anualmente, entre 2008 e 2014, por meio dos Relatórios de Gestão. Com base nestes dados, emergiram dois eixos interpretativos: o primeiro situa o Profocap como política institucional para formação pedagógica; o segundo apresenta as ações desenvolvidas no âmbito do Programa. Constatou-se que o Programa representa uma estratégia para a construção de espaços de formação vinculados às necessidades de qualificação dos processos de ensino e de aprendizagem e conclui-se sobre a necessidade de um triplo movimento: de ressignificação dos entendimentos sobre a profissão docente, sobre a formação pedagógica e sobre os tempos e espaços de formação.
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p268-289
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • EDUCAÇÃO ESPECIAL COMO CAMPO DE SABER E PODER NAS POLÍTICAS
           DE INCLUSÃO ESCOLAR

    • Authors: Márcia Lise Lunardi-Lazzarin, Simoni Timm Hermes
      Pages: 290 - 311
      Abstract: Considerando as reformas educacionais relativas às políticas públicas de Educação Especial, este artigo problematiza a emergência e a operacionalidade da Educação Especial por meio do Atendimento Educacional Especializado (AEE) nas escolas inclusivas. Partindo de um estudo de caráter exploratório, inscrito nos Estudos Foucaultianos em Educação, desenvolvemos o entendimento da Medicina Social, da Psicologia e da Pedagogia como condições de possibilidade da emergência da Educação Especial, bem como problematizamos a tríade palavra-razão-ordem na operacionalidade dessa educação especializada. Concluímos que, apesar das reformas educacionais, continuamos a produzir prisioneiros do pertencimento nas escolas, efetivando inclusões excludentes e exclusões includentes.
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p290-311
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • CONCEPÇÕES DE CRIATIVIDADE NO CONTEXTO EDUCACIONAL: UM NOVO
           OLHAR FORMATIVO

    • Authors: Maria José da Silva Morais, Maria José de Pinho
      Pages: 312 - 334
      Abstract: A criatividade na formação continuada de professores na perspectiva educativa como um bem social pautada no (re)pensar, (re)planejar e (re)significar tanto do aprender quanto ensinar é urgente na contemporaneidade. Nesse aspecto, o presente artigo busca compreender o conceito de criatividade e sua relevância na formação continuada de professores do ensino fundamental. Esta discussão é fruto de um recorte da fundamentação teórica de dissertação de Mestrado em Educação da Universidade Federal do Tocantins (UFT) que se apoiou na abordagem qualitativa de caráter exploratório. A pesquisa apontou a necessidade de uma formação que prima pelas bases teóricas da criatividade, na constante busca da ressignificação e da aprendizagem, bem como o fazer mais aberto e dinâmico. Esses aspectos sinalizam que a criatividade carece ser assumida como um valor educativo e um bem social para haver professores e estudantes criativos atentando para as questões sociais, políticas, econômicas, educacionais e planetárias. Ou seja, cidadãos que estão preocupados consigo mesmo e com a melhoria de toda a sociedade. Portanto, é indispensável formar professores com consciência e atitudes ampliadas para transformar situações adversas em ações criativas. E isto implica admitir uma prática crítica e construtiva de novos conhecimentos para o fazer compartilhado de novos significados para dimensão formativa na atualidade.
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p312-334
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA AULA DE MÚSICA NO NONO ANO DO ENSINO
           FUNDAMENTAL: FRUIÇÃO E APRENDIZAGEM

    • Authors: Rafael Dalalíbera Rauski, Ademir José Rosso
      Pages: 335 - 352
      Abstract: Este artigo é um recorte da dissertação intitulada “Representações sociais sobre música, estilos musicais e aula de música por alunos concluintes do ensino fundamental” (RAUSKI, 2015) e visa discutir as representações sociais (RS) de alunos do 9° ano do ensino fundamental sobre a aula de música. A pesquisa foi realizada em três escolas públicas e em três escolas particulares do município de Ponta Grossa – PR e região, e teve como aporte teórico a Teoria das Representações Sociais, segundo Moscovici e colaboradores. A coleta das informações foi realizada mediante questionários (N = 233), e a análise dos dados contou com o auxílio dos softwares ALCESTE e SPSS, além da análise de conteúdo. A aula de música é representada pelos alunos como menos importante frente às disciplinas escolares e deveria ter como elementos centrais a diversão e as práticas musicais, e atender aos estilos musicais preferidos. Essa RS e a expectativa dos adolescentes distanciam-se da aula de música, que segue modelos “conservatoriais”.
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p335-352
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • O PIBID E A CONSTITUIÇÃO DO SER PROFESSOR: SABERES NECESSÁRIOS PARA A
           PROFISSÃO DOCENTE

    • Authors: Marta Regina Brostolin, Evelyn Aline da Costa de Oliveira
      Pages: 353 - 370
      Abstract:  O presente artigo é um recorte de uma pesquisa de mestrado sobre o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – Pibid e suas contribuições para a constituição de saberes profissionais necessários para a atuação docente. Seguindo uma abordagem qualitativa com delineamento exploratório e descritivo, a coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas com roteiro semiestruturado e registros de observação, com oito acadêmicos bolsistas participantes do Pibid/Pedagogia em uma escola pública, na cidade de Campo Grande/MS. Os resultados revelam a importância do Programa para a formação inicial e a inserção dos acadêmicos na prática docente para promover a construção dos saberes docentes por meio das parcerias com profissionais mais experientes, do conhecimento sobre a organização institucional e o enfrentamento das dificuldades da docência podendo contar com a colaboração de outras pessoas. Evidenciam também que as experiências permitidas pelo Pibid foram essenciais para a decisão de continuarem na docência.  
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p353-370
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • A FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE
           GUARAPUAVA/PR: DESAFIOS ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS

    • Authors: Aliandra Cristina Mesomo Lira, Jane Maria de Abreu Drewinski, Jáima Pinheiro de Oliveira
      Pages: 371 - 394
      Abstract: O objetivo deste texto é problematizar a formação dos profissionais que atuam na educação infantil de instituições públicas do município de Guarapuava-PR, tendo como pressuposto que a formação influencia diretamente a atuação do professor na organização do trabalho pedagógico e nos processos educativos desenvolvidos com as crianças. Para efeito de investigação, foram aplicados questionários, aos profissionais dos Centros Municipais de Educação Infantil, deste município e realizadas entrevistas com aproximadamente 15% deles. Os dados dos questionários forneceram informações importantes sobre a formação profissional dos professores. As entrevistas abordaram questões sobre as condições de trabalho, organização do trabalho pedagógico, dentre outras. Em seguida, estas foram transcritas e analisadas por meio de seus conteúdos, de modo que foram obtidas quatro categorias temáticas: a) dados acerca das condições de trabalho; b) formação continuada ofertada pela mantenedora; c) orientações recebidas institucionalmente para a organização do trabalho e d) perfil do profissional da educação infantil segundo a concepção dos professores. Os resultados indicaram que grande parte dos profissionais atuantes realizou sua formação a distância ou está em processo de formação em cursos na modalidade a distância, tanto em nível médio como superior. Não existe, no município, uma proposta de formação continuada. Além disso, destacaram-se as precárias condições de trabalho explicitadas por uma série de dificuldades que acabam por comprometer o trabalho desenvolvido com as crianças. Esses resultados confirmam a urgência de políticas públicas que incluam diretrizes e estratégias de educação em serviço e, fundamentalmente, formas de ingresso que valorizem esses profissionais, a fim de que seja diminuído o contingente que abandona esse serviço ou que pretende abandonar, como ficou claro em vários relatos obtidos.   
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p371-394
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • MUNICÍPIOS DE PEQUENO PORTE: UMA ANÁLISE PRELIMINAR QUANTO À PESQUISA
           DE INFORMAÇÕES BÁSICAS EDUCACIONAIS MUNICIPAIS – MUNIC 2014

    • Authors: Vitor Hugo Pissaia, Carlos da Fonseca Brandão
      Pages: 395 - 415
      Abstract: Este artigo tem por objetivo analisar a condição estrutural de gestão educacional dos municípios de pequeno porte, a partir das informações publicadas em 2015 pelo IBGE, “Pesquisa de Informações Educacionais Básicas Municipais” – MUNIC, tendo referência o ano de 2014. Apesar de utilizar dados quantitativos acerca do objeto de pesquisa, trata-se de uma pesquisa qualitativa, com o intuito de verificar os principais aspectos de gestão educacional frente às suas atribuições e atendimento aos dispositivos legais (LDB n. 9.394/96, PNE 2001 e PNE 2014). A pesquisa considera que existe a necessidade de estudos mais aprofundados no contexto de gestão educacional, sobre a condição desses municípios. Estes precisam atender aos dispositivos legais e às atribuições pertinentes (independentemente do seu porte) e também com relação à construção de uma agenda de implementação de políticas públicas educacionais que considere essa situação peculiar.
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p395-415
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
  • REFLEXÕES SOBRE A FORMAÇÃO DOCENTE: SEUS DETERMINANTES E SUAS
           IMPLICAÇÕES IDENTITÁRIAS

    • Authors: Carla Natalina da Silva Fernandes, Fernanda Bergamini Vicentine, Natália Michelato Silva, Tassia Aparecida Martins Carvalho, Tainy Benassi Mundin, Maria Conceição Bernado de Mello Souza, Fernanda Santos Nogueira Goes, Marta Angélica Iossi Silva
      Pages: 416 - 425
      Abstract: Este artigo teve como objetivo elaborar uma reflexão teórico-vivencial a partir da disciplina Docência Universitária em Saúde: Formação da Identidade Profissional, oferecida pelo Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, no segundo semestre de 2013. O trabalho do docente é um constante aprendizado, pois a identidade profissional é permeada pelo próprio fazer cotidiano, sendo essa construída, mantida ou modificada na relação estreita que os sujeitos têm com a realidade. Discutir a formação docente implica em uma atividade complexa, assim como a própria profissão, envolve tensões e dilemas que constituem as necessidades e a identidade de seus atores: os professores. Assim, a constituição identitária docente se dá pela percepção de si, dos outros e com os outros, essa pluralidade experimentada na existência também é refletida no pluralismo em que se pratica a docência.
      PubDate: 2017-05-12
      DOI: 10.14210/contrapontos.v17n2.p416-425
      Issue No: Vol. 17, No. 2 (2017)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.162.211.170
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2016