for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
Journal Cover Imagens da Educação
  [0 followers]  Follow
    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
   ISSN (Print) 2179-8427
   Published by Universidade Estadual de Maringá Homepage  [6 journals]
  • Os sistemas de medidas nas aritméticas editadas para as escolas
           paroquiais luteranas do século xx no Rio Grande do Sul

    • Authors: Malcus Cassiano Kuhn, Arno Bayer
      Pages: 1 - 13
      Abstract: Este artigo tem por objetivo discutir a abordagem dos sistemas de medidas nas aritméticas editadas para as escolas paroquiais luteranas do século XX no Rio Grande do Sul. Em 1900, o Sínodo de Missouri, hoje Igreja Evangélica Luterana do Brasil, iniciou sua missão nas colônias alemãs gaúchas, fundando congregações religiosas e escolas paroquiais. Essas escolas estavam inseridas num projeto missionário e comunitário que buscava ensinar a língua materna, a matemática, valores culturais, sociais e, principalmente, religiosos. Baseando-se na história cultural, analisam-se as aritméticas da Série Ordem e Progresso e da Série Concórdia, editadas pela Igreja Luterana para suas escolas. As edições da Primeira e da Segunda Aritmética abordam as unidades de medidas num sentido informativo e utilitário para os futuros colonos, especialmente com atividades relacionadas à agricultura e à economia. As edições da Terceira Aritmética abordam as unidades de medidas num sentido formativo, com ênfase para definições, relações entre as unidades de medida e exercícios que exploram essas relações, numa proposta integrada com as frações decimais. Com essas estratégias de abordagem dos sistemas de medidas, os autores das aritméticas esperavam que os alunos das escolas paroquiais luteranas gaúchas se apropriassem desses conhecimentos matemáticos.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.32308
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • Para casar: as boas maneiras e a economia doméstica na formação das
           normalistas nas décadas de 1940 a 1960

    • Authors: BERNADETE DE LOURDES STREISKY STRANG, Fabiane Luzia Menezes Santos
      Pages: 14 - 23
      Abstract: O presente artigo tem como propósito refletir sobre a formação das normalistas entre as décadas de 1940 e 1960 no que se refere ao aspecto moral e ao controle comportamental contidos no ensino de disciplinas ligadas às atividades domésticas e às boas maneiras. Analisaram-se documentos existentes no arquivo do Colégio Mãe de Deus, em Londrina,PR, no intuito de compreender como ocorreu a formação das moças para o desempenho do seu papel social. As fontes principais utilizadas nesse trabalho foram: O livro de Bôas Maneiras, de Carmem D’Avila, publicado em1951; Savoir vivre, da década de 1940, composto por uma sequência de 12 folhas datilografadas e de um caderno de ex-aluna, sem data, referente à disciplina Economia Doméstica. 
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.31503
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • A revista A Escola e a educação brasileira no início do
           século xx

    • Authors: Claudia Maria Petchak Zanlorenzi, Maria Isabel Moura Nascimento
      Pages: 24 - 37
      Abstract: O presente texto apresenta parte de um estudo sobrea educação brasileira no início do século XX, tendo como fonte primária a revista A Escola, publicada em Curitiba, PR, no período compreendido entre 1906 a 1910, e tem como objetivo discutir a disseminação da ideologia liberal nos primórdios republicanos no Brasil. Especificamente, propõe identificar as influências do liberalismo na educação. As reflexões que suscitam do estudo da revista A Escola apontam os discursos, os anseios, as conveniências e os interesses da sociedade em relação à educação, fornecendo pistas sobre as repercussões e polêmicas instauradas; e mais, contribuem para a compreensão das situações da contemporaneidade. Os resultados desse estudo permitem concluir que a educação no estado do Paraná, no início do século XX, foi marcada pela influência da ideologia liberal, e essa foi amplamente disseminada nas folhas da revista A Escola.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.31579
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • Fechamento de escolas do campo: o caso da Escola Estadual do Campo Canoas
           – Cruzeiro do Iguaçu – PR

    • Authors: Micheli Tassiana Schmitz, André Paulo Castanha
      Pages: 38 - 48
      Abstract: O presente artigo discute as contradições presentes nas políticas de fechamento de escolas do campo, justificadas pelo economicismo, sem levar em conta as consequências para os estudantes e para as comunidades onde a escolas fechadas se localizavam. Para tanto, foram colhidos dados sobre o fechamento de escolas no Brasil e no Paraná. Realizamos uma investigação em relatórios finais, atas, Projetos Político-Pedagógicos e documentos da Escola Estadual do Campo Canoas, localizada no município de Cruzeiro do Iguaçu – PR, desde sua criação até 2012, quando teve suas atividades encerradas. Além disso, para compreender o impacto do fechamento dessa escola, realizamos entrevistas com membros da comunidade da Escola Canoas, funcionários, alunos e autoridades que ocupavam cargos públicos no período do fechamento da referida escola. A análise dos dados leva-nos a constatar certo descaso com o povo e a educação do campo, tendo em vista que esta escola, assim como tantas outras, foi fechada sem que a comunidade estivesse de acordo com isso, fazendo com que os sujeitos daquele local fossem obrigados a frequentar escolasda cidade que não têm a preocupação com a identidade cultural dos sujeitos que vivem no campo.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.32286
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • Perspectiva educacional em Zygmunt Bauman: a ‛trans-formação’ do eu
           no ‛capitalismo parasitário’

    • Authors: José Mateus Bido
      Pages: 49 - 57
      Abstract: A sociedade contemporânea, objeto de investigação do pensador Zygmunt Bauman, revela-se, na análise deste autor, como um cenário de intensas e profundas transformações. Os contextos histórico-social e político-econômico impelem o indivíduo a assumir um papel pessoal, no coletivo, que o isola como sujeito, forçando-o a romper os laços com o ser do outro, por meio da uma busca contínua pela satisfação desenfreada de necessidades externamente criadas. Os laços humanos são enfraquecidos e subjetivados à condição de ser sem o auto sacrifício. A identidade de ser, como consumidor,prolifera-se também pelo ‛caráter formativo’ que o mercado estampa nas individualidades. Nesse contexto, tudo se superficializa, inclusive, a relação entre os humanos, que assume a característica da frieza e do útil. As relações são mantidas pelo interesse. O significado das coisas define-se pelo vantajoso. Assim, o outro é o que o indivíduo pode dele consumir. Por outro lado, as organizações sobrevivem à medida que garantem a satisfação dos seus clientes. Por isso, a condição do eu Pós-Moderno vive mediante a tensão da relação com a subjetividade do outro e da reconstrução do seu significado no mundo. Este significado se distancia, cada vez mais, da concepção ontológica e se aproxima mais da perspectiva mercadológica. Trata-se de uma situação que exige uma lucidez do processo formativo e uma crítica reflexiva sobre os horizontes da formação do eu na Pós-modernidade.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.33855
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • Imagens da escola e suas funções na contemporaneidade: o discurso de
           estudantes concluintes do ensino médio

    • Authors: Suzana Feldens Schwertner, Angélica Vier Munhoz
      Pages: 58 - 69
      Abstract: O presente artigo tem por objetivo pensar a escola e suas funções na contemporaneidade em meio ao discurso de estudantes concluintes do ensino médio. É resultante da pesquisa A escola e as novas configurações da contemporaneidade: a voz de estudantes concluintes do ensino médio e fundamental, iniciada em agosto de 2014, cujo aporte teórico se aproxima dos estudos pós-estruturalistas em educação. O delineamento metodológico da investigação foi organizado em grupo focal, composto por 15 estudantes do ensino médio de uma escola pública do Vale do Taquari, no estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Em cada um dosquatro encontros, foi proposta uma atividade, com a discussão de um tópico específico e a produção de imagens. Ao fazer emergir visibilidades e possibilidades enunciativas acerca das configurações da escola, por meio da análise de discurso foucaultiana, percebeu-se a importância do espaço escolar e dos colegas no processo de aprender. Os livros, materiais característicos da aprendizagem formal, apareceram com destaque nas imagens produzidas. Partindo da pergunta inicial‘Quais as funções da escola hoje'’, a análise das imagens e as transcrições das falas no grupo focal permitem pensar que a escola, mesmo que em meio a paradoxos, tem a potência de ser um espaço privilegiado de vida.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.30285
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • Neurociência e educação: os percalços e possibilidades de um caminho
           em construção

    • Authors: Bruno de Bortoli, Teresa Kazuko Teruya
      Pages: 70 - 77
      Abstract: Os estudos da neurociência no campo da educação são uma alternativa para repensar as práticas pedagógicas na contemporaneidade. No campo da neurociência, ancorados em pesquisas que fazem intersecção entre as ciências do cérebro e educação, há possibilidade de promoção de novas estratégias pedagógicas na perspectiva da neurobiologia do aprendizado. O que os estudos da neurociência trazem de conhecimento sobre o funcionamento do cérebro possível de elaborar estratégias pedagógicas' Investigamos a origem e o conceito de neurociência, a fim de correlacionar os estudos nas áreas da neurociência com a educação. Os estudos sobre o cérebro apontam que as emoções contribuem para a aprendizagem porque auxiliam a passagem da memória de curto para a memória de longo prazo, assim como a motivação é indispensável para a liberação de substância responsável por mobilizar a atenção e reforçá-la na relação com o objeto que a afetou. No entanto, ainda há caminhos em construção e necessidade de novas pesquisas que apontem diálogos para maior aproximação entre os campos da neurociência e da educação, diluindo euforias e mitos sobre a neurociência na educação.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.32171
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • Análise pedagógica da I Mostra de Trabalhos Técnico-Científicos do
           Ifes/Campus Piúma: em cena a divulgação científica

    • Authors: Charlles Monteiro, Victor Hugo Silva e Silva, Manuella Villar Amado, Carlos Roberto Pires Campos
      Pages: 78 - 89
      Abstract: A educação em ciências demanda um trabalho interdisciplinar e, para tanto, bem servem as mostras culturais e científicas. Tomando por base o pressuposto do ensino por projetos, esta pesquisa analisou a construção coletiva da I Mostra de Trabalhos Técnico-Científicos do Ifes Campus Piúma, avaliando suas potencialidades para divulgação da Ciência. O trabalho também destacou a importância das feiras de ciências como estratégia pedagógica que favorece o protagonismo e a autonomia do educando nos processos de ensino e aprendizagem a partir da mediação docente. A avaliação realizada considerou as contribuições da Feira para a promoção da criticidade com vistas à formação sociocultural dos educandos. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, baseada em um estudo de caso, que focaliza indivíduos e organizações educacionais, utilizando técnicas e métodos característicos da observação participante. A pesquisa evidenciou a organização dos alunos para a realização das tarefas e alguns obstáculos que enfrentaram para sua execução. A experiência possibilitou a superação da passividade do educando nos processos de ensino e aprendizagem por meio do estímulo à autonomia investigativa, bem como pela interação com os pares, com o professor e com a comunidade visitante, ampliando a construção colaborativa do conhecimento.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.33269
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • Desigualdade em documentos curriculares locais (2007-2008): por uma
           escrita da justiça curricular

    • Authors: Wilcelene Pessoa dos Anjos Dourado Machado, Fabiany de Cássia Tavares Silva
      Pages: 90 - 100
      Abstract: Este texto apresenta parte de pesquisa concluída em 2014, que tomou documentos curriculares como objetos e, ao mesmo tempo, como fontes para análises sobre a justiça curricular, delineada na relação entre o currículo, a educação, a justiça e a desigualdade. O desenho metodológico desta investigação ancorou-se nas técnicas do estudo comparado documental, para o qual foram eleitos documentos curriculares locais produzidos por duas redes de ensino, uma estadual, a de Mato Grosso do Sul, e uma municipal, a de Campo Grande, MS. Os documentos curriculares locais, analisados em comparação, destacam a ‛desigualdade’ e o papel da escola na sociedade, esclarecendo que a escola é o lócus privilegiado, com condições de efetuar possíveis transformações na relação entre escola e sociedade.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.33553
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • A elaboração das Diretrizes Curriculares da Educação Básica do Estado
           do Paraná – História: uma análise sobre a participação dos
           professores

    • Authors: Marisa Noda, Maria Terezinha Bellanda Galuch
      Pages: 101 - 111
      Abstract: Entre maio de 2004 e julho de 2005, no Paraná, coordenado pelo Departamento do Ensino Fundamental da Secretaria de Estado da Educação do Paraná, houve o processo de elaboração das Diretrizes Curriculares da Educação Básica – História (DCEB/H), que buscou envolver os professores da área. Essas Diretrizes foram elaboradas mediante a participação de, aproximadamente, quatro mil professores em seminários centralizados na Universidade do Professor, reuniões técnicas nos núcleos regionais de educação e Encontros Descentralizados em vários municípios do Estado. Com o aporte do materialismo histórico dialético, o objetivo deste trabalho é analisar esse processo, por meio do estudo da documentação produzida durante a elaboração das Diretrizes. A coleta de dados foi realizada junto ao Núcleo Regional de Londrina, do qual participaram 168 professores no processo de elaboração das Diretrizes. Foram analisados roteiros de trabalhos, sínteses das respostas dos professores. Esse processo materializa orientações divulgadas desde meados da década de 1980 por organismos internacionais, como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), sobre a necessidade de implantação de mecanismos participativos nas políticas de elaboração de currículos. São orientações que refletem um direcionamento de propostas neoliberais, que buscam consenso para sustentar ações para a manutenção da própria sociedade. Conclui-se que a participação dos professores no processo de elaboração das DCEB/H foi uma participação formal, cujas reflexões não se tornaram orientações ou conteúdo do referido documento.
      PubDate: 2017-01-19
      DOI: 10.4025/imagenseduc.v7i1.34006
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
  • Apresentação

    • Authors: Maria Terezinha Bellanda Galuch, Terezinha Oliveira
      Pages: 112 - 113
      Abstract: Apresentação da edição.
      PubDate: 2017-01-01
      Issue No: Vol. 7, No. 1 (2017)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.158.80.117
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2016