for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
Journal Cover Arquivos do Museu Dinâmico Interdisciplinar
  [0 followers]  Follow
    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
   ISSN (Print) 1980-959X
   Published by Universidade Estadual de Maringá Homepage  [5 journals]
  • UM DEBATE ENTRE JAMES CLERK MAXWELL E WILHELM EDUARD WEBER COMO
           INSTRUMENTO PARA O ENSINO DE ELETROMAGNETISMO NA LICENCIATURA EM FÍSICA
           NA PERSPECTIVA DOS ALUNOS

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 1 - 12
      Abstract: O presente trabalho expõe uma inserção da abordagem histórica da ciência para o Ensino de
      Física, tendo em vista desenvolver um ambiente que facilite a aprendizagem dos conceitos de
      eletromagnetismo. Aqui relatamos, na perspectiva dos alunos participantes, o momento final de
      uma sequência didática, um debate entre teorias consideradas rivais de dois físicos, James Clerk
      Maxwell e Wilhelm Eduard Weber. A turma foi dividida em dois grupos, em que cada equipe
      defendeu uma das teorias, buscando por meio de competências argumentativas apresentar
      elementos favoráveis e contrários à sua aceitação. Além de estudar os conceitos físicos
      envolvidos, foram estimulados a desenvolver uma reflexão acerca de elementos históricos e
      epistemológicos que permeiam a construção do conhecimento científico.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • A TEORIA DE APRENDIZAGEM DE BRUNER E O ENSINO DE CIÊNCIAS

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 13 - 25
      Abstract: O campo de estudo das teorias da aprendizagem é geralmente classificado em:
      comportamentalista, humanista e cognitivista. Cada um deles contém seus princípios
      relacionados a aprendizagem, durante o passar do tempo, algumas teorias se mostraram mais
      eficazes que outras, seja por sua praticidade ou mesmo por sua maior abrangência. Tendo como
      base que o ensino tradicional não cumpre mais seu papel na sala de aula, buscamos nesse
      trabalho apresentar a teoria estruturada por Bruner, de forma a explicitar seus principais
      construtos teóricos, para a mesma ser utilizada como subsidio em múltiplas atividades
      acadêmicas para alcançar assim, um ensino com resultados mais satisfatórios e um maior
      número de ferramentas didáticas a nossa disposição.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • CONSTRUÇÃO DE INFOGRÁFICOS COMO UMA FERRAMENTA POTENCIALIZADORA DO
           EDUCAR PELA PESQUISA

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 26 - 37
      Abstract: O presente trabalho é um relato de experiência acerca de uma atividade desenvolvida com o
      intuito de potencializar a proposta epistemológica do “Educar pela pesquisa” (DEMO, 1996).
      A apropriação da pesquisa em sala de aula vai além das abordagens tradicionais e, quando
      vinculada com a abordagem temática, esta proposta pode alcançar resultados ainda mais
      significativos. Por isso, ancoramos nossa prática à problemática “Aedes aegytpti” através da
      construção de um infográfico. Percebemos através de nossos encontros com o grupo de alunos
      que a construção desta ferramenta foi potencializadora desta proposta. Por possibilitar o uso de
      imagem e textos, conseguimos explorar e valorizar as potencialidades de cada um dos nossos
      estudantes, fator esse de motivação e participação nas atividades.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • LICENCIATURA EM MATEMÁTICA: UM ESTUDO DO PROJETO POLÍTICO
           PEDAGÓGICO DE UM CURSO

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 38 - 52
      Abstract: O objetivo deste texto é apresentar uma análise do Projeto Político Pedagógico de um curso de
      Licenciatura em Matemática. A pesquisa de cunho qualitativo, de caráter documental, analisa
      e discute, a partir da interrogação: “Que aspectos emergem sobre a formação de professores,
      oriundos do Projeto Político Pedagógico de um curso de licenciatura em Matemática”, uma
      proposta de formação. À luz da caracterização do curso, segundo as dimensões conceitual e
      operacional elucidadas por Eyng (2002), tecemos algumas considerações, as quais indicaram
      uma formação do licenciado em Matemática para o exercício da docência, mas, carente de
      perspectivas interdisciplinares, solicitando que o modelo disciplinar seja superado, visando à
      integração entre os conhecimentos para uma formação mais significativa.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • O ENSINO DE CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS: UM OLHAR SOBRE A CIÊNCIA, O
           COTIDIANO E AS TECNOLOGIAS

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 53 - 65
      Abstract: Neste trabalho apresentamos os resultados de uma pesquisa bibliográfica, que visava identificar
      os fatores que determinam ou contribuem para a qualidade do ensino de ciências nas séries
      iniciais. Dentro disso, são abordados aspectos sobre o Ensino de Ciências nas séries iniciais
      com base nos PCNs, e de artigos da literatura. Através desse estudo, buscou-se discutir
      elementos relativos à importância do Ensino de Ciências para a formação do estudante cidadão
      fazendo a necessária relação com os temas: ciência, cotidiano e tecnologias. Outro ponto
      relevante dessa discussão é a formação de professores, ressaltando que a qualidade do ensino
      de Ciência possui direta relação com esta formação.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • REFLEXÕES TEÓRICAS E METODOLÓGICAS ACERCA DA EFETIVIDADE DA AVALIAÇÃO
           NA DISCIPLINA DE FÍSICA NO ENSINO SUPERIOR

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 66 - 78
      Abstract: O presente trabalho visa reunir informações preliminares para aqueles que pretendem refletir
      sobre a avaliação no Ensino Superior, podendo ser classificado como pesquisa cientifica de
      revisão bibliográfica (artigos, livros e revistas) já que concentra em um único material diversos
      conteúdos relacionados a avaliação no Ensino de Física. Inicialmente, focamos conceituar o
      termo avaliação a partir de alguns pesquisadores desta área e, posteriormente, refletir sobre a
      função da avaliação no Ensino Superior. Concluímos que um processo avaliativo bem planejado
      e aplicado é importante tanto para o docente quanto para o educando, pois para o primeiro
      proporciona reflexão sobre sua metodologia de ensino e para o segundo contribui na busca do
      conhecimento e formação acadêmica.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • O USO DA HISTÓRIA DA CIÊNCIA NO ENSINO: SUBSÍDIOS PARA UMA ABORDAGEM
           HISTÓRICA DO DESENVOLVIMENTO DO ELETROMAGNETISMO

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 79 - 89
      Abstract: O uso da História da Ciência no Ensino de Ciências permeia discussões de pesquisadores há
      um certo tempo. A fim de desconstruir uma visão linear e fragmentada da Ciência, é necessário
      apresentar teorias que não fazem parte do padrão da Ciência, mas que expliquem as teorias de
      maneira igualmente efetiva. Para fornecer subsídios para o professor que pretende fazer uma
      abordagem histórica do desenvolvimento do eletromagnetismo em suas aulas, este artigo faz
      um breve resgate de duas teorias surgidas a partir do experimento de Ørsted: as teorias de
      Ampère e Biot-Savart. Além disso, busca elucidar alguns dos principais motivos para que os
      estudos de Ampère tenham sido deixados de lado. O presente trabalho é parte de uma pesquisa
      de mestrado em Ensino de Ciências.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • UM DIÁLOGO SOBRE AS CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS PRESENTES NO
           ENSINO DAS CIÊNCIAS

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 90 - 101
      Abstract: O presente artigo vem apresentar uma revisão bibliográfica acerca da presença das concepções
      alternativas no Ensino das Ciências. Concepções estas que podem constituir um obstáculo para
      a aprendizagem dos conhecimentos científicos historicamente construídos. Estas concepções
      estão, em geral, fortemente enraizadas nas visões de mundo dos estudantes, bem como na de
      seus familiares, e também, não raras vezes, nos próprios professores. Para superar este desafio
      o corpo docente deverá ter um conhecimento adequado dos conteúdos escolares e metodologias,
      necessitando planejar suas aulas de modo a proporcionar aos alunos a compreensão dos limites
      da concepção alternativa e do afastamento desta do conhecimento científico.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • A AVALIAÇÃO SOB A ÓTICA DAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS NA FORMAÇÃO
           INICIAL

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 102 - 108
      Abstract: Este estudo analisou as possíveis Representações Sociais (RS) de 19 estudantes do 4º ano do
      curso de Ciências Biológicas de uma Universidade Estadual do Paraná, acerca do tema
      “Avaliação”. Para a coleta de dados, utilizou-se a técnica de “evocação livre de palavras”, e
      para a análise a abordagem estruturalista a qual resultou na elaboração do quadrante de Vèrges.
      Os resultados nos permitiram compreender que os licenciandos compartilham RS relacionadas
      a avaliação no sentido de a entenderem como confirmação de resultados. Desta forma, ressalta-
      se a importância dos cursos de formação inicial propor reflexões aos futuros professores no
      anseio de assimilarem a complexidade dos processos avaliativos, trabalhando concepções
      distorcidas.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • CIÊNCIA E CINEMA: UM OLHAR PARA AS POSSIBILIDADES NO ENSINO DE
           CIÊNCIAS

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 109 - 119
      Abstract: A mídia cinematográfica é capaz de provocar influência na vida das pessoas, porque as imagens
      veiculadas durante o filme auxiliam a construção e reconstrução do imaginário científico. Nesse
      sentido, apresentamos uma revisão bibliográfica a fim de apresentar a relação existente entre
      Cinema, Educação e Ciências. Consideramos que o cinema é uma obra de arte coletiva e de
      construção social, ele pode ser entendido como um instrumento pedagógico que pode transmitir
      aspectos relativos a valores, crenças e ideologias. A presença do cinema no ambiente escolar é
      uma possibilidade a mais para professores e para estudantes, no processo de ensino e
      aprendizagem, principalmente nas aulas de Ciências, as quais podem abordam um mesmo filme
      de diferentes maneiras.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • A TEORIA DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL: ABORDAGEM DA HISTÓRIA DA CIÊNCIA NO
           ENSINO DE FÍSICA

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 120 - 131
      Abstract: No presente artigo, a teoria da gravitação universal é apresentada sob a perspectiva dos
      aspectos metafísicos de Isaac Newton. Pretendemos manifestar a incoerência existente
      entre essas concepções newtonianas e o aspecto racionalista que lhe é empregado. Através
      de revisão bibliográfica de fontes secundárias, tais como, Westfall, Barreto, Barbatti,
      Martins e Rodrigues pudemos resgatar o aspecto humano da construção do conhecimento
      científico e refletir sobre o método empírico universal em que a produção científica tem
      se estabelecido. Além disso, nos proporcionou o aprofundamento no episódio histórico
      que se mostrou extremamente adequado para discutirmos a Natureza da Ciência em sala
      de aula, trazendo-nos a satisfação de corresponder à nossa perspectiva.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • O JORNAL ESCOLAR COMO POSSIBILIDADE DE INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO
           BÁSICO

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 132 - 141
      Abstract: Este artigo tem como finalidade apresentar o jornal escolar como forma de envolver as
      disciplinas de Ciências, Arte e Língua Portuguesa em uma perspectiva interdisciplinar e, assim,
      possibilitar um ensino menos fragmentado e mais contextualizado. Esse propósito se desdobra
      em outros, como incentivar os alunos à leitura e à produção de textos e proporcionar aos alunos
      o contato com diferentes ferramentas de aprendizagem, neste caso, o jornal escolar. Para isso
      será utilizada a metodologia de revisão bibliográfica, buscando autores que apoiem a prática
      interdisciplinar e o uso do jornal escolar. O objetivo do artigo é propor o jornal escolar como
      um produto educacional que pode auxiliar no desenvolvimento de práticas interdisciplinares
      entre as disciplinas já mencionadas. A elaboração e a produção de um jornal escolar como o
      ponto de partida para um projeto pode impactar de forma positiva no aprendizado dos alunos.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • UMA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR ENTRE A QUÍMICA E A BIOLOGIA COM O ESTUDO
           DOS FÓSSEIS PARA O TERCEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 142 - 154
      Abstract: O presente artigo se apresenta com a proposta de estabelecer relação entre a Química e a
      Biologia no terceiro ano do Ensino Médio, representadas aqui com a Paleontologia no
      estudo de uma das evidências da evolução: Os fósseis. Para isso, faz-se necessário
      reinventar as aulas com uma didática diferenciada, declarada neste artigo de forma
      interdisciplinar, para que haja a aprendizagem significativa envolvendo as disciplinas de
      forma complementar, na qual os conteúdos abordados podem ser interpretados como uma
      ponte entre os saberes. Nesse viés, para consolidar a interdisciplinaridade dentro da
      disciplina de Biologia o enfoque será no estudo dos fósseis, já dentro da Química o foco
      será no conteúdo de Química Orgânica com os Carbonos, as funções orgânicas, a isomeria
      e as reações Orgânicas.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • ENSINO DE ASTRONOMIA: O PROBLEMA DA ÓRBITA DA TERRA

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 155 - 165
      Abstract: O ensino de astronomia no ensino fundamental reflete diretamente nas concepções científicas dos alunos
      que vão para o ensino médio. Nesse sentido, este trabalho objetivou verificar as concepções dos alunos
      do ensino médio da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus Campo Mourão, que
      participaram da 19ª Olimpíada Brasileira de astronomia (OBA) no ano de 2016, sobre a órbita descrita
      pela Terra ao redor do Sol. Este trabalho possui caráter qualitativo, com uma análise do tipo descritiva.
      Para a coleta de dados utilizou-se uma questão da OBA que discutia o assunto de interesse. Nossos
      resultados evidenciam que menos de 6% da amostra investigada apresentam uma concepção científica
      sobre a órbita da Terra.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SOCIEDADE E AMBIENTE: UM OLHAR A PARTIR DE
           ALGUMAS PESQUISAS

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 166 - 177
      Abstract: A proposta deste artigo é de investigar, por meio de uma revisão sistemática de literatura, artigos que
      contemplem a relação entre formação docente e o enfoque em CTSA, e, como esta se reflete na prática
      educativa. A revisão abordou em sua maioria, trabalhos publicados no período 2007-2017, em três bases
      de dados científicas diferentes. Foram analisados 3.315 artigos em 11 periódicos com índice restrito na
      área de Ensino (A1, A2 e B1). Após aplicar o critério de exclusão, o conjunto foi reduzido para 22
      artigos, os quais foram lidos seus resumos e apenas 2 artigos correspondiam aos critérios definidos para
      a realização desta revisão sistemática, sendo estes lidos na íntegra posteriormente. A análise possibilitou
      constatar que há uma carência de pesquisas voltadas a esta área.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • A FÍSICA NEWTONIANA É DE NEWTON'

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 178 - 189
      Abstract: As conhecidas três Leis de Newton são derivadas das concepções expostas em seu Livro 1 do
      Principia, porém, a ordem estabelecida nele é, primeiramente definições e depois os axiomas
      ou leis do movimento. Essa organização esclarece que há diferença entre definição e lei, ou
      axioma. O livro expõe as definições de alguns tipos de força e não uma única definição como
      é adotada a Segunda Lei de Newton. O trabalho destina-se, por meio de uma pesquisa
      bibliográfica, a apresentação mais fiel das concepções de Newton sobre força e suas
      considerações com relação a inércia. Essas concepções divergem das apresentadas pelos livros
      didáticos e necessitam da cautela dos professores de Física, principalmente quando há
      exposição que o conhecimento é produzido e finalizado por uma pessoa isolada de contexto.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • FORMAÇÃO DOCENTE E O PROFESSOR DE CIÊNCIAS: DESAFIOS PARA A PRÁTICA
           PEDAGÓGICA

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 190 - 203
      Abstract: A profissão docente exige estratégias para gerir conflitos e priorizar a aprendizagem. O
      objetivo desta pesquisa é tratar a formação docente nos aspectos de formação inicial e
      permanente, em especial a formação do professor de Ciências. A pesquisa é de cunho
      qualitativo com uso de entrevista. Foi entrevistada uma professora de Ciências de uma escola
      da rede pública do município de Londrina/PR. A entrevista contou com questões abertas e
      discursivas acerca do temário formação docente, sendo audiogravada e em seguida transcrita.
      Dos dados, seguiu-se a fala da professora. Nota-se que a formação docente apresenta lacunas
      que não cooperam para o trabalho do professor dentro de seu campo laboral.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • POLÍTICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASIL: REFLEXÕES ACERCA DAS
           DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS DE 2015

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 204 - 215
      Abstract: Este artigo compõe uma pesquisa de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Educação
      Científica e Tecnológica (UFSC) e apresenta uma análise das políticas de Formação de
      Professores a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial e continuada
      (BRASIL, 2015b). Optou-se por referenciais das áreas de Ensino, Educação e do método do
      Materialismo Histórico Dialético para a análise. Frente aos posicionamentos teóricos
      explícitos e subjacentes ao documento é possível apresentar algumas constatações e
      contradições no discurso da Educação e o desenvolvimento e/ou fracasso social; a
      culpabilização dos professores e fragilidades teóricas na associação de conceitos como Práxis,
      Desenvolvimento Profissional e Trabalho Docente. A discussão viabilizada neste estudo não
      esgota as problematizações em torno do documento, mas permite olhar para as Diretrizes e
      delinear possíveis e distintas nuances que a compõem.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • O PAPEL DA PERGUNTA NO PROCESSO EDUCATIVO: UM PANORAMA DA PRODUÇÃO
           ACADÊMICA NAS ATAS DO ENPEC

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 216 - 228
      Abstract: O presente artigo busca apresentar parte dos resultados de uma pesquisa documental cujo
      objetivo foi levantar o que tem sido publicado a respeito da pergunta no processo educativo.
      Para tal, fez-se a análise de trabalhos publicados nas atas das dez edições do ENPEC, de 1997
      a 2015, selecionados mediante busca do termo pergunta no título, palavras-chave e/ou resumo.
      Considerando os referenciais adotados, os artigos selecionados foram organizados e
      categorizados, de acordo com seus objetivos, em três categorias a priori, O papel da pergunta
      do professor, O papel da pergunta do aluno e Estratégias de valorização da pergunta. Apesar
      do baixo número de trabalhos com essa temática, percebe-se uma tendência de crescimento na
      última década de estudos sobre as perguntas formuladas pelos alunos.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • A TEMÁTICA ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA PESQUISA EM ENSINO DE CIÊNCIAS:
           UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES DAS ATAS DO ENPEC

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 229 - 242
      Abstract: Este trabalho, do tipo estado da arte, objetiva analisar os artigos completos publicados nos anais do
      Encontro Nacional de Pesquisadores em Educação em Ciência acerca do tema alimentação e nutrição
      humana reconhecendo as contribuições da pesquisa em ensino de ciências acerca da temática no que
      tange o evento. As principais contribuições identificadas rumam para discussões acerca das
      perspectivas atuais de educação, que primam pela interdisciplinaridade e contextualização como
      necessárias ao ensino e aprendizagem de temas relevantes para a formação cidadã.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • OS PARADIGMAS EDUCACIONAIS EMERGENTES E SUA RELAÇÃO COM AS EVOCAÇÕES
           LIVRES DE PALAVRAS SOBRE “PROVAS” DE ALUNOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 243 - 257
      Abstract: Oriundo de reflexões no espaço acadêmico, o presente artigo trata-se de um relato de
      experiência que buscou investigar como as “provas” são expressadas por alunos de duas
      instituições de ensino da rede pública de Maringá, estado do Paraná, ressaltando o quanto
      estes dois espaços devem estar em sintonia. A priori, contextualizamos os movimentos
      paradigmáticos da educação do último século, sob a perspectiva de Behrens, bem como,
      propomos algumas reflexões conceituais e documentais, que norteiam as avaliações de
      aprendizagem, com ênfase nas provas. Com intuito de demonstrar os sentimentos cognitivos,
      afetivos e atitudinais sobre o tema gerador, utilizamos da técnica de associação livre de
      palavras (TALP), um recurso muito explorado nas representações sociais propostas por
      Moscovici, que em linhas gerais, demonstrou o quanto as “provas”, ainda representam
      paradigmas conservadores, bem como, preocupações, tanto para alunos, quanto educadores.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
  • CONCEPÇÕES DE LICENCIANDOS DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ACERCA DA
           CONTEXTUALIZAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS

    • Authors: I SIPEC
      Pages: 258 - 270
      Abstract: A contextualização no ensino de Ciências se configura como uma prerrogativa para a
      aprendizagem dos conceitos trabalhados. No entanto, tal reconhecimento não implica que
      haja um consenso quanto ao conceito de contextualização e, por conseguinte, sua
      realização na prática pedagógica. Assim, o presente estudo teve o objetivo de investigar
      e analisar as concepções de graduandos do curso de Ciências Biológicas - Licenciatura,
      matriculados na disciplina de Instrumentação para o Ensino de Ciências em uma
      Universidade Pública do Estado do Paraná. Os dados foram construídos mediante as
      respostas dos participantes da pesquisa a um questionário dissertativo. A concepção da
      temática abordada não é clara para os licenciandos, visto que atribuem a contextualização
      ao cotidiano imediato dos alunos.
      PubDate: 2017-12-12
      Issue No: Vol. 21, No. 3 (2017)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.90.237.148
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2016