Journal Cover
Âncora : Revista Latino-Americana de Jornalismo
Number of Followers: 0  

  This is an Open Access Journal Open Access journal
ISSN (Online) 2359-375X
Published by Universidade Federal da Paraíba Homepage  [5 journals]
  • Edição Completa JORNALISMO, MÍDIA e PODER: o processo de impeachment e
           o contexto pós-Dilma

    • Authors: Joana Belarmino de Sousa
      PubDate: 2018-11-19
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.43080
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • JORNALISMO, MÍDIA e PODER: o processo de impeachment e o contexto
           pós-Dilma

    • Authors: Pedro NUNES [Editor Convidado], Joana Belarmino de SOUSA
      Abstract: A Revista Latino-americana de Jornalismo – ÂNCORA disponibiliza a sua nona edição [V.5 N.2] tendo como dossiê temático um conjunto de contribuições acadêmicas transdisciplinares que versam sobre JORNALISMO, MÍDIA e PODER: o processo de impeachment e o contexto pós-Dilma. Trata-se de uma composição textual interpretativa com olhares argutos, meticulosos e aprofundados de pesquisadores e pesquisadoras que integram diferentes universidades do Brasil, Argentina, Portugal e Colômbia. Essas diferentes vozes plurais e singulares se debruçaram particularmente sobre as complexidades que envolveram o processo de impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff no tocante ao viés narrativo de determinadas coberturas jornalísticas produzidas pela grande imprensa e, em alguns casos, sobre reverberações desses acontecimentos noticiosos nas redes sociais. A grande imprensa teve um papel preponderante neste espetáculo político alimentado por fatos cotidianos envolvendo instituições dos poderes constituídos da república, como o Legislativo, o Judiciário e o Ministério Público. Os artigos e a entrevista do presente dossiê iluminam de modo analítico essas fraturas expostas relacionadas ao contexto do processo democrático, quanto ao papel do jornalismo em períodos de crise política, e, ainda, o comportamento da imprensa e as problematizações necessárias ao Executivo, Legislativo e Judiciário e outros fios desencapados que provocaram curtos-circuitos e apagões na democracia brasileira.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42854
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • RITUAIS MIDIÁTICOS DE UM IMPEACHMENT: os mecanismos de agendamento
           discursivo na Folha de S. Paulo (Brasil) e no Diário de Notícias
           (Portugal)

    • Authors: Adriano Lopes GOMES, Carla BAPTISTA, Cid Augusto da Escossia ROSADO
      Abstract: Este artigo analisa os dias que antecederam e sucederam ao episódio do impeachment da presidente Dilma Rousseff como um evento discursivo, sujeito às condições de produção de sentidos, objetivando identificar as vozes emergentes sob as diretrizes simbólicas que campearam os textos em dois periódicos distintos, sendo um nacional, a Folha de S. Paulo, e outro internacional, o Diário de Notícias para fins de comparação. Adota conceitos da agenda-setting e da análise do discurso em seu arcabouço teórico e em seus procedimentos metodológicos para mapear os dados. As reflexões apontam para a representação de derrota antecipada de uma presidente, assinalada por um desgaste agendado pela mídia e as questões que envolvem ideologia e poder.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42857
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • LA COBERTURA DE LA DESTITUCIÓN DE DILMA ROUSSEFF EN LOS DIARIOS
           COLOMBIANOS: un análisis de El Tiempo y El Espectador

    • Authors: Juliana COLUSSI, Diego García RAMÍREZ, Leonardo Magalhães FIRMINO
      Abstract: Este artículo tiene como objetivo principal analizar la cobertura que los diarios colombianos hicieron del proceso de destitución de la expresidenta de Brasil Dilma Roussef. Para la realización del estudio, que se basa en la teoría de la agenda-setting, se llevó a cabo un análisis de contenido de las publicaciones de El Tiempo y El Espectador durante la semana de la votación del impeachment, que tuvo lugar el 17 de abril de 2016. Esta investigación se justifica debido a que es importante conocer la posición editorial asumida por los medios de comunicación en América Latina respecto a este evento político. Los resultados del análisis señalan que hay diferencias significativas en la construcción de la agenda de ambos periódicos: mientras El Tiempo ayuda a construir una agenda desfavorable a la expresidenta El Espectador adopta una posición editorial más neutral.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42858
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • A MANIPULAÇÃO IMAGÉTICA: estudo de caso sobre o processo de impeachment
           da presidenta Dilma Rousseff nos jornais Folha de S. Paulo, O Globo,
           Clarín e La Nación

    • Authors: Lila LUCHESSI, Denis RENÓ, Fernando IRIGARAY
      Abstract: A máxima de que uma imagem fala mais do que mil palavras é controversa. A imagem tem pouco poder quando apresentada isoladamente. Sua contextualização pode fazer a diferença. Esse poder está na fotografia, e em sua manipulação, artifício potencialmente adotado pela imprensa. Este artigo apresenta um estudo de caso sobre a cobertura jornalística durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff. Foram adotados exemplos selecionados aleatoriamente, e por conveniência, em meios argentinos e brasileiros que demonstraram uma narrativa tendenciosa para a construção de uma opinião pública favorável à demissão.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42859
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • TEXTO, IMAGEM E EDIÇÃO: os passos do impeachment sob a ótica discursiva
           do Jornal Nacional [Brasil]

    • Authors: Sérgio Arruda de MOURA, Mozarth Dias de Almeida MIRANDA
      Abstract: O artigo tem como objetivo analisar o discurso que resulta da intervenção da edição de texto e imagem em reportagem do Jornal Nacional, de 21 de outubro de 2015, que tem como tema o episódio da entrega da denúncia de irregularidade do governo Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. Buscando abordar o discurso jornalístico de um momento político que influenciou muito a opinião pública, vamos procurar entender como texto e imagem formam um todo indiscernível que marca o discurso construído para efeitos de espetáculo. Concluímos que a edição é o lugar onde se dá o discurso ao privilegiar de forma particular a relação entre o que o texto diz e o que a imagem mostra e por ser o lugar onde se firma o contrato de comunicação entre os sujeitos.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42860
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • O IMPEACHMENT DO JORNALISMO: clima de opinião e manipulação ideológica
           no golpe contra Dilma Rousseff

    • Authors: Alfredo VIZEU, Heitor Costa Lima da ROCHA, Laís Cristine Ferreira CARDOSO
      Abstract: Este trabalho investiga evidências de como o Jornal do Commercio construiu um clima de opinião favorável ao golpe parlamentar que derrubou a ex-presidente Dilma Rousseff. O corpus do trabalho foi a cobertura das manifestações sobre o impeachment da ex-presidente. Na análise confirmamos a hipótese de uma distorção sistemática das notícias visando legitimar a cassação, através de um clima de opinião em que a minoria populacional pertencente às elites é representada como majoritária, com o intuito de intimidar os defensores do mandato da presidente, descritos como minoritários, com a ameaça de isolamento, conforme o conceito da Espiral do Silêncio de Noelle-Neuman.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42862
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • O IMPEACHMENT DE DILMA ROUSSEFF E O DISCURSO SOBRE O APAZIGUAMENTO SOCIAL
           NA IMPRENSA BRASILEIRA

    • Authors: Daniel Dantas LEMOS, Lucas Oliveira de MEDEIROS, Bianca Pessoa Tenório WANDERLEY
      Abstract: Propomo-nos neste trabalho a analisar, sob a perspectiva da teoria mimética de René Girard, conforme exposta por Kirwan (2015) e Golsan (2014), enunciados que manifestam um dos discursos que operaram justificativas para o processo de impedimento da presidenta do Brasil, Dilma Rousseff: o apaziguamento da sociedade. Dentro da perspectiva de análise da interdiscursividade de Maingueneau (2008) e do discurso político de Charaudeau (2016), percebemos que foi operado um discurso de apaziguamento social, inclusive em enunciados jornalísticos, típico do mecanismo do “bode expiatório”, dentro de uma formação discursiva antipetista, manifestado em três enunciados que analisamos aqui: o discurso de posse do presidente interino Michel Temer em 12 de maio de 2016, a fala do juiz responsável pela Operação Lava Jato Sérgio Moro em 11 de maio de 2016 e a capa da revista semanal IstoÉ (número 2424, de 25 de maio de 2016).
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42863
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • SEM PODER, EXPLOSIVA E FORA DO BARALHO: discursos sobre a presidenta Dilma
           Rousseff em capas de revistas jornalísticas

    • Authors: Marcília Luzia Gomes da Costa MENDES, Francisco Vieira da SILVA
      Abstract: O artigo tem como objetivo refletir sobre a construção discursiva da presidenta Dilma Rousseff em capas de revistas de circulação nacional, atentando para as operações e efeitos de sentidos produzidos. Para tanto, são utilizados os pressupostos teóricos e metodológicos da Análise do Discurso (doravante AD) de orientação francesa, tomando o discurso como mecanismo de saber e poder que atua na constituição de imagens e imaginários. As análises revelam a utilização de filtros e modos de enunciação específicos em torno da discursivização da figura de Dilma publicizada pelas capas das revistas jornalísticas. Observam-se posicionamentos que buscam constituir a figura de Dilma como umapessoa com gênio explosivo, difícil de lidar, entre outras características que a fariam menos apta ao cargo de presidente, desvelando vieses misóginos e conservadores, os quais parecem estar inscritos em um movimento de sentido mais amplo que vem ganhando espaço e repercussão com a intensificação da crise política e econômica brasileira.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42865
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • IMPEACHMENT, EMOÇÕES E CONFLITOS: a emergência da raiva nos
           comentários da página da revista Veja no Facebook

    • Authors: Maria das Graças Pinto COELHO, Geilson Fernandes de OLIVEIRA
      Abstract: Considerando o cenário de crises no Brasil contemporâneo, analisam-se as conversações estabelecidas através dos comentários produzidos em postagem da Veja – um dos periódicos do segmento jornalismo de revista com maior circulação nacional – em sua página no Facebook, a saber, os comentários referentes ao post intitulado “URGENTE: Dilma sofre impeachment e PT sai do governo após 13 anos”, publicado em 31 de agosto de 2016. Para tanto, são utilizados os pressupostos da Etnometodologia e sua abordagem sobre a Análise da Conversa. As reflexões empreendidas demonstram a irrupção de emoções e sentimentos em conflito, haja vista a produção de dissensos que se instauram a partir das conversações, evocando o sentido de disputa acerca do processo de impeachment, de modo que a raiva é evidenciada como a emoção mais recorrente.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42866
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • JORNALISMO E AS POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO NO GOVERNO DILMA
           ROUSSEFF (2011-2014)

    • Authors: Luiz Custódio da SILVA, Maria de Lourdes SOARES, Adriana Crisanto MONTEIRO
      Abstract: A comunicação e o jornalismo no Brasil viveram de 2011 até 2014 transformações nas políticas públicas de comunicações, teles, radiodifusão e novas tecnologias. Mas, existe uma carência de discussão no período, que coincidiu com ascensão ao poder da primeira presidente mulher eleita (Dilma Rousseff) por voto popular no país. Partindo desta premissa este artigo pretende trazer à tona discussões sobre política pública de comunicação, jornalismo, poder e democracia. O grande desafio foi discutir, através de pesquisa qualitativa e quantitativa, o papel do Estado e comunicação no processo das políticas públicas.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42867
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • A CONDUÇÃO COERCITIVA DE LULA: framing e jogos de memória
           na Folha de S. Paulo

    • Authors: Adriano Charles da Silva CRUZ
      Abstract: Em 2016, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal para prestar depoimento. A ordem foi do juiz federal Sérgio Moro, principal julgador dos processos da Operação Lava Jato. O ato polêmico repercutiu na imprensa e favoreceu um debate público sobre o tema. O Jornal Folha de S. Paulo publicou uma série de textos opinativos favoráveis e contrários à medida jurídico-policial. Investigamos os processos de produção de sentido, a partir dos enquadramentos desses textos. Dessa forma, articulamos a identificação dos sistemas de “framing” (ENTMAN, 1993) a uma análise discursiva a partir do conceito “memória” (ORLANDI, 2007). Os resultados sugerem a predominância de processo de enquadramentos negativos que desconstroem a imagem de Lula.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42868
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • JORNALISMO TRANSMÍDIA E OS QUIZZES ELEITORAIS BRASILEIROS EM 2018

    • Authors: João Carlos MASSAROLO, Gustavo PADOVANI
      Abstract: O jornalismo multiplataforma desdobra o conteúdo em uma lógica transmídia oferecendo, por meio da cultura participativa, uma ampla possibilidade de acesso aos mais diversos perfis dos usuários. Deste modo, ao disponibilizar uma gama de ferramentas para a produção conteúdo textual e audiovisual, o jornalismo multiplataforma cria condições para ações socioeducativas. Essa parece ser a finalidade das plataformas de escolha eleitoral criadas para as eleições brasileiras de 2018. Neste trabalho pretende-se problematizar a lógica da montagem dos questionários no formato de quiz disponibilizados nas plataformas eleitorais. Busca-se, assim, verificar a lógica de escolhas implementadas dentro de seus dispositivos. 
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42869
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • JORNALISMO E AS CRÔNICAS DO GOLPE (Felipe Pena, 2017). Resenha
           expandida

    • Authors: Cláudio Cardoso de PAIVA
      Abstract: À guisa de introduçãoO livro de Felipe Pena, Crônicas do Golpe (2017), atualiza com esmero e sagacidade o gênero da crônica, e assim se sobressai no âmbito da narrativa lítero-jornalística brasileira contemporânea. O seu poder simbólico se nutre de uma rica substância teórica, que lhe confere rara competência comunicativa. Guarnecido dos saberes da filosofia, história, psicologia, sociologia, semiótica e ciência política, Pena nos fornece lentes de aumento para decifrarmos a trama sociopolítica do século 21, e poderosas pistas para nos orientarmos, na densa na teia midiática que envolve, informa, fascina, e ao mesmo tempo, distrai, engana e deforma.A narrativa é conduzida por meio de uma estratégia inteligente, filtrando os dados na espessa nuvem da informação. Pena atua energicamente no labirinto de notícias da mídia impressa globalizada, dribla a espetacularização do noticiário na TV e enfrenta a avalanche de mensagens - nem sempre veras - em circulação na ciberzona na internet.A obra se constrói como mediação equilibrada entre a gramática ilustrada dos intelectuais (academia, jornalismo, criação literária), o código hermético dos especialistas, os jargões mercadológicos e a linguagem do senso comum afetada pela midiatização eletrônica (sob a égide do princípio do prazer, diversão e entretenimento). Resulta de reflexões rigorosas, que afluíram como artigos jornalísticos e se tornaram uma coletânea de escritos indignados, publicados antes, durante e após o processo de “impeachment”, a rigor, um “golpe de estado”, de cunho político, midiático e jurídico.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42870
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • “ESTIVADOR DE SAPATILHAS”: Felipe Pena exuma as fraturas do jornalismo
           brasileiro no período pós-golpe

    • Authors: Felipe PENA
      Abstract: Uma entrevista pode ser compreendida como um espaço de intervenção dialógica em que se prioriza a escuta. Mais que isso, pode ser caracterizada como um lugar de fala para a reapresentação dos fenômenos, para a inquirição sobre aspectos da realidade, para o apontamento de novas visões/revisões sobre os acontecimentos. E tudo isso pode ser feito a partir de um contrato facial, amistoso, as palavras organizando-se numa linha em que ciência e coloquialidade encontram-se e conjugam uma gramática mais fluida, uma conversa mais amena, sem que se percam os dimensionamentos acadêmicos.Foi o que ocorreu com a entrevista concedida à Âncora, pelo pesquisador e professor da Universidade Federal Fluminense, Felipe Pena, que compõe magistralmente o dossiê proposto para esta edição especial, sob a rubrica, JORNALISMO, MÍDIA e PODER: o processo de impeachment e o contexto pós-Dilma. A entrevista mobilizou a dinâmica dos sistemas digitais abertos e fechados para interagir com o entrevistado. A realização de diálogos através do e-mail, do facebook e do messenger foi fundamental para o processo de interação e de aprofundamento das discussões aqui postas. O resultado constitui-se em uma interlocução rica, profunda, pontuada por uma linguagem ágil, saborosa, um diálogo para ser replicado na mesa do café, em sala de aula, nos debates científicos sobre os tempos sombrios que estamos vivendo, iniciados a partir de 2014, após a eleição da presidente Dilma Rousseff e todos os episódios posteriores até as eleições de 2018 no Brasil.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42871
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
  • JORNALISMO E INTERESSE PÚBLICO: uma análise da Agência Câmara
           Notícias a partir da categorização de fatos

    • Authors: Edgard PATRÍCIO, Leidyanne VIANA
      Abstract: Este artigo objetiva avaliar o interesse público na produção noticiosa da Agência Câmara Notícias. Considerando a proposta editorial da Comunicação da Câmara, utilizamos como base teórica os estudos do interesse público no Jornalismo. Analisamos um corpus de 211 notícias, buscando visualizar o interesse público no tipo de fato relatado, de acordo com a classificação de Gomis (1991, 2002) em Resultados (acontecimentos que apresentam fatos consumados), Explosões (fatos inesperados com consequências drásticas), Deslocamentos (etapas ou fases de um acontecimento) e Aparições (eventos caracterizados pela manifestação oral). Concluímos que há um potencial de interesse público na Agência Câmara, contudo a prevalência de critérios institucionais impede que esse potencial seja mais elevado.
      PubDate: 2018-11-14
      DOI: 10.22478/ufpb.2359-375X.2018v5n2.42872
      Issue No: Vol. 5, No. 2 (2018)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 18.206.194.83
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-