for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
Followed Journals
Journal you Follow: 0
 
Sign Up to follow journals, search in your chosen journals and, optionally, receive Email Alerts when new issues of your Followed Journals are published.
Already have an account? Sign In to see the journals you follow.
Journal Cover Comunicação e Sociedade
  [0 followers]  Follow
    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
   ISSN (Print) 1645-2089 - ISSN (Online) 2183-3575
   This journal is no longer being updated because:
    Journal website is giving errors
  • Editorial

    • Authors: Gustavo Moreira Zanini
      Pages: 1 - 4
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • ¿Que enseñar y cómo enseñar? Perspectivas en la evolución de las
           Facultades de Comunicación para la enseñanza del Ciberperiodismo

    • Authors: Jesús Miguel Flores Vivar
      Pages: 5 - 33
      Abstract: O presente estudo, analisa os aspectos de formação que tem as faculdades de comunicação, as tendências e as iniciativas que alguns centros estão desenvolvendo como parte experimental para um novo ecossistema educacional. Propõe uma reflexão do jornalismo, não somente como profissão, senão, fundamentalmente, como disciplina científica, apoiada e justificada seu ensino nas faculdades de comunicação. Fomenta a realização de investigação aplicada, através de laboratórios de meios, de modelos jornalísticos, sem comprometer a ética da informação e da qualidade na redação, nas ilustrações, correções e produções de materiais em plataformas digitais e multimídia.
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Jornalismo no feminino: a mulher jornalista, subjetividades e
           atuação profissional

    • Authors: Marli dos Santos, Ana Carolina Rocha Pessôa Temer
      Pages: 35 - 58
      Abstract: Este artigo é um desdobramento de pesquisa continuada sobre Jornalismo e gênero, e se propõe a refletir sobre jornalistas e as subjetividades femininas na cobertura jornalística. A partir das ideias de Foulcalt e Lipovetsky, entre outros autores, buscou-se identificar as subjetividades femininas tendo como material empírico entrevistas semiestruturadas com repórteres da grande imprensa. É possível verificar nos relatos das mulheres participantes que há múltiplas subjetividades, construídas a partir de uma cultura jornalística que não valoriza o trabalho feminino, a identidade feminina e outros aspectos que influenciam na prática jornalística.  
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Imprensa e o silêncio dos excluídos: O caso Guaiviry em Mato
           Grosso do Sul

    • Authors: Jorge Kanehide Ijuim, Maria Luceli Faria Batistote, Tatiane Karina Barbosa de Queiroz
      Pages: 59 - 82
      Abstract: A luta por territórios entre indígenas e ruralistas é tema recorrente em Mato Grosso do Sul. O estado abriga a segunda maior população indígena do país - cerca de 60 mil. A Imprensa tem tratado o assunto de forma preconceituosa e enviesada. O silenciamento ao índio ocorre com a negação de sua voz como também na escolha de pautas e de foco, predominantemente negativo. Neste trabalho abordamos a cobertura do Caso Guaiviry, que resultou na morte do cacique Nísio Gomes, após ataque de pistoleiros a um acampamento indígena no sul do estado. Ao adotar os recursos da Análise crítica da narrativa (Motta, 2013), observamos uma amostra de reportagens publicadas sobre o assunto, através do que constatamos as formas de silenciamento – da Imprensa e aos índios. Por fim, procuramos compreender os porquês de tal comportamento e, para tanto, recorremos ao pensamento de Boaventura de Sousa Santos.
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Heroína de papel: representações do corpo e tecnologia sobre Angelina
           Jolie na revista Veja

    • Authors: Muriel Emídio Pessoa do Amaral, Claudio Bertolli Filho
      Pages: 83 - 112
      Abstract: Esse artigo pretende analisar as fotografias sobre a cobertura realizada pela revista Veja sobre a mastectomia dupla preventiva a que a atriz Angelina Jolie foi submetida. A atitude dela trouxe à tona vários debates sobre corpo, tecnologia e feminilidade. A partir das análises realizadas, serão consideradas as reflexões que a revista construiu sobre atriz como sendo um mito, uma heroína. Além desses posicionamentos, serão realizados apontamentos sobre disciplina e controle do corpo.
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Indicação geográfica na mídia: o desafio da simplificação do tema
           para a opinião pública

    • Authors: Marcelo Rutowitsch Chimento, Lucia Regina Rangel de Moraes Valente Fernandes
      Pages: 113 - 136
      Abstract: O objetivo deste artigo é analisar os erros em textos a respeito da Indicação Geográfica (IG) na imprensa nacional, destacando a importância da simplificação para que um tema técnico como a IG possa ganhar espaço na imprensa e se tornar mais conhecido no Brasil. A intenção é estimular o uso desse ativo de propriedade industrial para preservar e valorizar produtos vinculados a um local de origem, como já ocorre nas políticas públicas europeias, tendo o Champagne, da França, como um exemplo. Nesta pesquisa, foi realizada a análise de conteúdo em textos de jornais e revistas, entre 2009 e 2013, mostrando que há uma tendência de aumento das inserções sobre o tema, mas o índice de erros é alto. O trabalho defende a colaboração das assessorias com os jornalistas e a capacitação dos profissionais para que o conteúdo na mídia seja aprimorado. 
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • A Comunicação Integrada de Marketing no contexto das campanhas de
           prevenção rodoviária em Portugal e a sua influência junto dos jovens
           condutores

    • Authors: Manuel José Fonseca, Paulo Ribeiro Cardoso
      Pages: 137 - 162
      Abstract: Em Portugal, segundo dados disponibilizados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária ocorrem anualmente milhares de acidentes rodoviários dos quais resultam várias centenas de vítimas. As campanhas de comunicação de prevenção rodoviária são uma das medidas envolvidas no combate a esta realidade. Estas campanhas utilizam uma diversidade de meios e técnicas de comunicação de marketing sensibilizando os condutores para um comportamento adequado na estrada. Neste contexto, este trabalho de investigação assume um duplo objetivo. Em primeiro lugar, pretende-se analisar a aplicabilidade do conceito de comunicação integrada em campanhas de prevenção rodoviária portuguesas. Esta primeira abordagem empírica permitiu traçar um retrato das campanhas de prevenção rodoviárias a nível nacional. Trata-se de uma etapa essencialmente exploratória que compreendeu a análise de três campanhas de comunicação. Como segundo objetivo procura-se verificar qual a influência que os diferentes meios, ações e técnicas de comunicação de marketing, utilizados nestas campanhas têm nos jovens condutores. Nesta segunda fase realizou-se um inquérito junto de uma amostra de condutores no sentido de verificar quais as técnicas de comunicação que têm mais influência nestes indivíduos. O primeiro estudo permitiu verificar que nas três campanhas analisadas a comunicação integrada é uma realidade, tendo sido utilizados diversos meios de difusão (televisão, imprensa, rádio e outdoors) e também diferentes técnicas de comunicação de marketing tais como a publicidade, as relações públicas e as mensagens online. No segundo estudo foi possível aferir que as técnicas de comunicação que mais influenciam os condutores são a Publicidade e as Relações Públicas. Os condutores manifestam indiferença face às mensagens enviadas através de Mobile (telemóveis e tablets) e às ações de Marketing Direto (direct mail e telemarketing), demonstrando que estas técnicas são pouco influenciadoras do seu comportamento.
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Ressignificando o Ethos: uma análise da campanha institucional da Vivo
           “#USARBEMPEGABEM”

    • Authors: Saraí Patricia Schmidt, Caroline Rovêda Pilger
      Pages: 163 - 191
      Abstract: O artigo promove uma discussão sobre a relação entre tecnologia e relacionamento humano. O objetivo é identificar e analisar a ressignificação do ethos da Vivo a partir do filme publicitário da campanha institucional “Vamos falar sobre isso? Celular: #usarbempegabem”, publicado em julho de 2015 no Youtube. O estudo problematiza  a maneira que a marca Vivo ressignifica seu ethos e quais ethé discursivos aciona nesta campanha institucional. O estudo foi organizado em etapas: blibliográfica, exploratória e documental. Em termos metodológicos foi empregada a Análise do Discurso (AD) em Maingueneau (1997, 2008, 2008a) utilizando os conceitos de ethos pré-discursivo, ethos discursivo, ethos efetivo e cenografia para descrever as estratégias discursivas da campanha publicitária. O estudo evidencia que a campanha publicitária da Vivo aciona o ethos discursivo de preocupação com as relações humanas mediadas pela tecnologia, oferecendo, desta forma, um “valor social”. Esta campanha auxilia a ressignificação de seu ethos pré- discursivo, que antes era vinculado à utilização da tecnologia como auxiliar imprescindível para todos os momentos da vida. 
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Terror para vender TV por assinatura: uma análise do comercial da Sky

    • Authors: Herom Vargas, Danuza Polistchuk, Rafael Gonçalves
      Pages: 193 - 215
      Abstract: O objetivo deste trabalho é analisar a paródia do videoclipe Thriller (1982), de Michael Jackson, feita no filme comercial da operadora de TV por assinatura Sky, intitulado Mansão mal-assombrada, veiculado em (2013), como conceito criativo para vender os seus serviços, uma vez que esse trabalho do cantor pop remete o público ao gênero cinematográfico terror. Para isso, foi feita uma análise da peça publicitária com base nos conceitos da semiótica da cultura, propostos especialmente por Iuri Lotman, e nos estudos culturais, aportados em Douglas Kellner. A reflexão aqui apresentada busca demonstrar de que maneira a propaganda se apropria de símbolos da cultura midiática, em especial da música pop, e os adéqua à sua estruturalidade a serviço dos interesses de seus anunciantes
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Espalhamento midiático e profanação: uma análise de memes sobre os
           debates eleitorais de 2014

    • Authors: Edson Fernando Dalmonte, Pedro Carlos Ferreira de Souza, Caio Cardoso de Queiroz
      Pages: 217 - 243
      Abstract: A partir dos contextos da cultura de participação e do contexto atual dos meios de comunicação, tem-se por objetivo verificar as formas de participação dos indivíduos nos processos de discussão política. A partir da recirculação dos conteúdos midiáticos via redes sociais, são feitas considerações acerca dos memes e da profanação enquanto meio para participação e engajamento das audiências nos conteúdos dos debates eleitorais televisivos no ano de 2014. De maneira específica, discutem-se os níveis de interação entre estes debates enquanto produtos televisivos e a apropriação divulgada nos sites de redes sociais, com os objetivos de: a) verificar indicativos de fortalecimento da audiência, via participação; e b) verificar formas pelas quais se dão os distintos usos destes conteúdos, afastados dos protocolos sugeridos pela instância de produção.
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Educação midiática nas ONGs brasileiras: experiências para a cidadania
           comunicativa

    • Authors: Mônica Pegurer Caprino
      Pages: 245 - 269
      Abstract: O trabalho tem como objetivo discutir a relação entre os conceitos de mídia-educação e cidadania comunicativa a partir de experiências realizadas em organizações não-governamentais brasileiras. Enfatiza-se as possibilidades de empoderamento dos cidadãos por meio da educação midiática e a principal questão debatida é de que maneira a mídia-educação pode efetivar a cidadania comunicativa para que as pessoas sejam sujeitos de processos comunicacionais. Para tanto, o artigo se vale de revisão bibliográfica para refletir sobre a cidadania comunicativa e verificar qual pode ser o impacto de experiências mídia-educativas nesse processo. Além disso, utiliza dados de pesquisa realizada em projeto de pós-doutorado da autora, que estudou 127 organizações não governamentais brasileiras que realizam projetos de educação midiática. A análise aponta que esses projetos realizados no âmbito da educação não-formal podem efetivamente colaborar para a concretização da cidadania comunicativa, “empoderando” a cidadania por meio do desenvolvimento de vários tipos de habilidades e competências relacionadas à reivindicação de direitos, dentre eles o direito à comunicação.
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Um caminho de superação pedagógica: os Naipes da Comunicação como
           dispositivos de atenção

    • Authors: Fábio Hansen, Rodrigo Portes Valente da Silva
      Pages: 271 - 298
      Abstract: Este artigo apresenta o jogo Naipes da Comunicação como dispositivo de atenção em uma realidade globalizada e permeada por uma intensa rede comunicacional. Possibilidade didática criada a partir da teoria dos jogos, é investigada como estratégia de ensino e experiência de aprendizagem. Para compreender como os jogos podem auxiliar no processo de ensino-aprendizagem em uma economia de atenção, mobilizamos ainda as noções de globalização, comunicação e criatividade, todas condizentes ao nosso objeto de estudo e vitais na tentativa de propor alternativas para o surgimento de novas propostas pedagógicas. Ao se apropriar daquilo que “rouba” a atenção do estudante e transformar em ferramenta para capturar a sua atenção, construímos uma reflexão sobre a necessidade de: recorrer a narrativas não necessariamente escolares; criar espaços recheados de ludicidade; desafiar os estudantes com atividades instigantes e envolventes; desenvolver nos estudantes competências formativas, como autonomia, criatividade e interação social.
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Do espelho às ondas do rádio: a força da comunidade pela
           Folkcomunicação

    • Authors: Beatriz Dornelles, Keila Mara dos Reis
      Pages: 299 - 339
      Abstract: A preservação da identidade e o acesso à cidadania requerem, permanentemente, espaços participativos de comunicação, onde os sujeitos se tornem agentes ativos na troca de informações, ideias e opiniões. Para tanto, a folkcomunicação ainda é o caminho para a livre expressão a grupos marginalizados, especialmente às populações que vivem na zona rural. Neste caso, apresenta-se a rádio comunitária Terra Livre FM, criada e mantida por assentados da reforma agrária do interior de Hulha Negra (RS). Na esteira da teoria de Luiz Beltrão, ilustrada por pesquisa exploratória e levantamento de campo, observa-se a auto-organização e a consolidação destas comunidades através de seu principal meio de interação e diálogo entre si e com a sociedade em geral.
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Apontamentos sobre pesquisa em comunicação: trilhas
           metodológicas

    • Authors: Robéria Nádia Araújo Nascimento
      Pages: 341 - 373
      Abstract: Este texto apresenta algumas perspectivas do fazer científico no campo da comunicação. Parte da premissa de que o saber comunicacional é plurimultidisciplinar e, consequentemente, tênue nas pretensões de se demarcar com exatidão limites teóricos ou metodológicos. Assim, enfatiza o empírico e o teórico como faces complementares das investigações, valorizando a contextualização metodológica e a dinâmica da iniciação científica, uma vez que tais processos compõem a dimensão constitutiva do fazer pesquisa na universidade. 
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
  • Tensionamentos e Reflexões sobre a prática jornalística em tempos de
           convergência e interatividade

    • Authors: Virginia Albuquerque Patrocinio Alves
      Pages: 375 - 382
      PubDate: 2016-12-06
      Issue No: Vol. 38, No. 3 (2016)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
Home (Search)
Subjects A-Z
Publishers A-Z
Customise
APIs
Your IP address: 54.225.59.242
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2016