for Journals by Title or ISSN
for Articles by Keywords
help
Followed Journals
Journal you Follow: 0
 
Sign Up to follow journals, search in your chosen journals and, optionally, receive Email Alerts when new issues of your Followed Journals are published.
Already have an account? Sign In to see the journals you follow.
Journal Cover Geo UERJ
  [0 followers]  Follow
    
  This is an Open Access Journal Open Access journal
   ISSN (Print) 1415-7543 - ISSN (Online) 1981-9021
   Published by Universidade do Estado do Rio de Janeiro Homepage  [36 journals]
  • TURISMO RELIGIOSO: UMA CONTRIBUIÇÃO DE GEOGRAFIA HUMANA

    • Authors: Alberto Pereira dos Santos
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.6160 As relações entre o conceito de turismo e o deslocamento de populações religiosas, motivado por suas crenças, nos permite refletir acerca de um segmento do mercado turístico pouco abordado nas pesquisas em Geografia Humana: o turismo religioso. Entende-se esse segmento turístico em sua pluralidade de crenças no território brasileiro e como fenômeno multifacetado que é, ao mesmo tempo, religioso, psicológico, econômico, político e territorial. No cenário da sociedade global, o turismo religioso internacional, a exemplo da Jornada Mundial da Juventude, pode suscitar a reflexão a respeito da geoética do apoio mútuo como paradigma para as Relações Internacionais. O objetivo deste artigo é discutir esta temática como agenda para estudos futuros.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • TERRITORIALIDADE E A GESTÃO PÚBLICA DOS AMBIENTES NATURAIS DO
           RIO DE JANEIRO

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.9883   O povo brasileiro se orgulha por ter uma legislação ambiental considerada das mais completas e modernas do planeta. Entretanto, o orgulho se transforma em decepção quando indivíduos e organizações subvertem os dispositivos legais para alcançar seus objetivos sem se preocupar com o dano ambiental e com os conflitos sociais que suas ações potencializam. O presente trabalho usa como estratégias metodológicas uma revisão bibliográfica sobre publicações que discutem a construção dos dois empreendimentos, um levantamento histórico sobre o crescimento da região metropolitana do estado do Rio de Janeiro e uma crítica pautada no conceito de territorialidade e de conflitos e vulnerabilidades socioambientais das ciências ambientais de modo a constatar as manipulações jurídicas, flexibilizações e arranjos na legislação ambiental para que os empreendimentos sejam construídos. Evidenciou que os interesses públicos e privados conseguem se sobrepor a qualquer dispositivo legal que se coloca como impedimento destas ações, que o discurso reducionista minimiza as críticas e os conflitos socioambientais são recorrentes nestas situações.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • A TEORIA DO DESENVOLVIMENTO DESIGUAL E COMBINADO NOS MUNICÍPIOS
           PRODUTORES DE PETRÓLEO E GÁS DAS REGIÕES NORTE FLUMINENSE E
           BAIXADAS LITORÂNEAS

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.11702   A exploração de petróleo e gás na Bacia de Campos – RJ desencadeou uma série de transformações nos municípios das regiões Norte Fluminense – RJ e Baixadas Litorâneas – RJ, causada pela inserção nos modernos circuitos de produção globalizados que aplicam nesses municípios referenciais produtivos e econômicos extralocais. Estas transformações levaram a formação de uma nova região denominada região produtiva de petróleo e gás, cuja definição parte da conformação do circuito espacial produtivo com foco nas mudanças sócioespaciais provocadas pela inserção econômica. A aplicação das teorias de desenvolvimento desigual e combinado de Trotsky e de espaço derivado de Milton Santos sobre a região produtiva de petróleo e gás permitiu o reconhecimento de relações subordinadas que, atreladas à proposta de desenvolvimento local, são insuficientes para provocar o desenvolvimento e a transformação social nessa região produtiva, dada as condições econômicas mundiais e de atuação de um Estado orientado para o contínuo acúmulo de capital. Recomenda-se, assim, que sejam fortalecidas as especificidades locais e ações no sentido de cooperação intermunicipal, sobretudo entre os municípios produtores de petróleo e gás das regiões Norte Fluminense e Baixadas Litorâneas.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • O USO DA LITERATURA INFANTIL NO ENSINO DE GEOGRAFIA NOS ANOS INICIAIS

    • Authors: Rosa Elisabete Militz Wypyczynski Martins
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.11909   Propõe-se, por meio deste artigo, uma discussão sobre o uso da literatura infantil como estratégia ao desenvolvimento de diferentes atividades pedagógicas para ensinar Geografia. Apresenta-se um projeto desenvolvido numa turma de Pedagogia na disciplina de Fundamentos Metodológicos do Ensino de Geografia, destacando-se como este tipo de literatura pode ser utilizado estrategicamente na metodologia de aula da educação infantil e nos anos iniciais, com o propósito de contribuir para a construção da aprendizagem da ciência geográfica. É realçada a importância da alfabetização e da alfabetização Geográfica nos anos iniciais e na educação infantil. Discute-se a importância de se aprender Geografia nos anos iniciais do ensino fundamental, a qual, muitas vezes, é ensinada de forma desconexa, independentemente da vida dos alunos, não utilizando, em grande parte, o aparato conceitual dessa ciência. Entendemos que o papel da Geografia nos anos iniciais deve ser o de desenvolver conhecimentos que sejam significativos para a criança conhecer o espaço em que vive e fornecer subsídios à apreensão da paisagem, ampliando a noção de espaço.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • ESTAÇÃO METEOROLÓGICA EXPERIMENTAL DE BAIXO CUSTO

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.12335   Considerou-se como objetivo principal para este trabalho a montagem e calibração de uma Estação Meteorológica Experimental a partir da utilização de matérias de baixo custo. O desenvolvimento deste trabalho pautou-se nas seguintes etapas: 1ª etapa – aquisição dos materiais de baixo custo; 2ª obtenção dos sensores para medir temperatura, umidade relativa do ar e pressão atmosférica; 3ª etapa – download de um software gratuito; 4ª etapa – montagem dos equipamentos; 5ª etapa – coleta de dados da estação meteorológica Experimental, no ambiente de um abrigo meteorológico de propriedade da INFRAERO/GNA - com sede no Aeroporto de Barra do Garças-MT; 6ª etapa – correlação, análise e discussão dos dados aferidos. Os dados diário da Estação Meteorológica Didática Experimental foram coletados a cada 50 (cinquenta) minutos a partir das 09:00h até as 19:00h, no dia 09/10/2013, juntamente com os dados da INFRAERO/GNA. Assim se constatou que exatamente as 12:00h, os dados de temperatura registrado pelo sensor da Estação Meteorológica Experimental e do sensor da Estação Meteorológica INFRAERO/GNA, registraram 30,2ºC. Enquanto isso às 18:00h, anotou-se 43,6% de umidade relativa do ar, na Estação Meteorológica Experimental, e na Estação Meteorológica INFRAERO/GNA o sensor quantificou-se 44%, evidenciando-se uma diferença de apenas 0,4%, entre as estações. Diante da aferição e calibração realizada diagnosticou-se que a Estação Meteorológica Experimental e de boa confiabilidade e de excelente aceitação devido o seu valor ser de baixo custo.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • HISTÓRIAS EM QUADRINHOS: UM CAMPO RECENTE DA PESQUISA EM GEOGRAFIA
           SOBRE CONFLITOS

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.12347   O presente estudo focaliza o uso das Histórias em Quadrinhos na pesquisa em Geografia, conferindo importância ao tema dos conflitos internacionais nas obras referidas neste artigo, que apresentam uma perspectiva de estudo do espaço através do cenário geográfico. Coube-nos, desta maneira, propor a análise de algumas obras na tentativa de ressaltar a geograficidade nas Histórias em Quadrinhos, que, no que se trata do foco de nosso tema, dão destaque aos trabalhos dos respectivos autores que retrataram situações de conflito: André Toral; Jacques Tardi; Art Spiegelman; Ari Folman & David Polonsky; e, de forma especial, Joe Sacco.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • REFLEXÕES ACERCA DO PAPEL DOS PLANOS DIRETORES: O ELDORADO E A
           MÍMESE DO PLANEJAMENTO EM MARINGÁ - PARANÁ

    • Authors: Paulo Miguel de Bodas Terassi, Rodrigo Vilas Boas de Souza
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.12378   Os Planos Diretores devem servir como um instrumento teórico-metodológico que conheça o território municipal e indique uma profilaxia para a prática de políticas que endossem a busca de um município com condições próximas às ideais para sua população. O presente artigo tem como objetivo discutir o papel desempenhado pela população na formulação das diretrizes dos Planos Diretores Municipais e a efetividade do conteúdo destes para a defesa e garantia ao direito à cidade, tendo como exemplo o contexto dos processos políticos e as características de tal documento em Maringá, Paraná. Observou-se que as diretrizes dos mesmos defendem os interesses das classes sociais mais abastadas, dominantes nas relações de poder, exercem pressões para que a infraestrutura urbana criada pelos agentes públicos atendam os desejos, especialmente, do mercado imobiliário. O Plano Diretor surge como uma falsa solução para a amenização das disparidades socioeconômicas, haja vista que as ideias e as propostas para a efetivação do direito à cidade apresentam uma falsificação da realidade, que pelo seu conteúdo raso e ineficaz é compreendido de forma mimética. Sobretudo, os Planos Diretores representam um mecanismo para a exploração da riqueza da cidade, metaforicamente mencionado como o “Eldorado” do planejamento municipal, pois ao subsidiar o fomento dos interesses do capital, representam uma fonte abundante de exploração nas relações sócio-econômicas.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • ANÁLISE SOCIOAMBIENTAL A PARTIR DOS ZONEAMENTOS ECOLÓGICO
           ECONÔMICO DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DAS LAGOAS E
           DUNAS DO ABAETÉ

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.13410   As áreas de Proteção Ambiental em espaços urbanos sofrem temporalmente com o crescimento das cidades. Na maioria dos casos, o crescimento desenfreado das cidades aparece como um dos agentes da degradação. Entendendo que o dilema da degradação ambiental é responsabilidade tanto dos cidadãos, órgãos governamentais, como de diversos setores produtivos da economia, é necessário que todos possam contribuir para diminuição dos impactos de suas ações no meio ambiente. Desta maneira, este trabalho tem como objetivo apresentar a evolução relacionada às mudanças do Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE) da Área de Proteção Ambiental das Lagoas e Dunas do Abaeté a partir de sua institucionalização em 1987. A metodologia contou com a análise de imagens temporais do ano de 1976 a 2010. Neste processo foram produzidos mosaicos a partir de aerofotos aos quais foram aplicadas técnicas de fotointerpretação para delimitação da Área de Proteção Ambiental (APA). Posteriormente às delimitações, foram construídos mapas temáticos que serviram de suporte para o cruzamento de informações que contribuíram para apontar constatações de alterações na vegetação, na geomorfologia, geologia, no equilíbrio hídrico e na ocupação urbana desordenada. Concluí-se que a APA do Abaeté em um período de 18 anos teve uma redução de 75,35 ha de sua área e a necessidade de aplicação de programas de educação ambiental eficientes com todos aqueles que vivem e a frequentam.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • INFLUÊNCIA DA RESOLUÇÃO DO MODELO DIGITAL DE
           ELEVAÇÃO NA DETERMINAÇÃO DO ÍNDICE
           TOPOGRÁFICO DE UMIDADE E NA CAPACIDADE DE PREDIÇÃO DOS
           TEORES CARBONO ORGÂNICO DO SOLO

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.13452   Neste trabalho foram gerados Modelos Digitais de Elevação (MDE’s) utilizando dados altimétricos de duas fontes; carta topográfica na escala 1:50.000 e, levantamento altimétrico com um aparelho de posicionamento cinemático em tempo real (RTK) na escala 1:10.000. O objetivo foi investigar a dependência da escala na determinação do índice Topográfico de Umidade (ITU) para uma bacia hidrográfica do planalto do Rio Grande do Sul e, avaliar o potencial deste índice em discretizar os teores de Carbono Orgânico Total (COT) do solo. O efeito das diferentes resoluções sobre a distribuição espacial do ITU foi avaliada por meio de estatística descritiva. A análise entre os teores de carbono e estoque de carbono nos 57 pontos de amostragem de solo com os valores do índice topográfico de umidade foi feita por correlação linear. Os resultados obtidos comprovam que a utilização de MDE’s gerados com dados altimétricos de baixa resolução espacial são inadequados para discretizar às áreas com maior probabilidade de atingirem o estado de saturação hídrica, devido, principalmente, as limitações de acurácia posicional e vertical. A utilização de MDE’s gerados com dados altimétricos mais refinados, RTK, discretizou satisfatoriamente às áreas propensas à saturação hídrica. Os coeficientes de correlação entre o COT e estoque de carbono com os valores do ITU gerado com dados do RTK foram estatisticamente significativos, comprovando o grande potencial deste índice na predição dos teores de carbono nas cinco camadas de solo avaliadas e do estoque de C até 60 cm para a bacia hidrográfica estudada.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • A HABITAÇÃO SOCIAL NA ATUALIDADE NA REGIÃO METROPOLITANA DE
           CURITIBA/PR

    • Authors: Fabiana Alves Monteiro
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.14454   Esse artigo analisa a questão da Habitação Social na Região Metropolitana de Curitiba na atualidade, retratando que medidas o poder público tem tomado para enfrentar a falta/precariedade de moradias nas camadas de baixa renda da população. Inicialmente tece algumas considerações a respeito do crescimento populacional da RMC nas últimas décadas, que resultou numa série de problemas sociais e ambientais e apresenta as características da atual Política de Habitação do Paraná, que tem como base a Política Nacional da Habitação que se propõe mais justa e eficiente. A partir disso apresenta o cenário resultante da parceria do governo federal com o estado e os municípios da RMC, através dos dois principais programas voltados à população mais pobre, o Programa de Urbanização de Assentamentos Precários e o Programa Minha Casa Minha Vida (faixa 1). Dessa forma, afirma de modo preliminar que estes programas têm provocado transformações no interior da RMC, como novas dinâmicas populacionais, embora essas transformações não estão sendo suficientes para resolver a questão da falta de moradias para a população mais pobre, além de que os “benefícios” trazidos são altamente questionáveis.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • HIDROSSEDIMENTOLOGIA E CONECTIVIDADE DO RIO MACAÉ, NORTE DO ESTADO DO
           RIO DE JANEIRO, BRASIL

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.16436   A conectividade da paisagem é definida pela transferência de matéria e energia entre diferentes compartimentos de um sistema ambiental e pode ser analisada através de abordagens hidrossedimentológicas. O trabalho foi desenvolvido no rio Macaé, localizado ao norte do estado do Rio de Janeiro com o objetivo de apresentar, em análise espacial e temporal definida, as características hidrossedimentológicas e estabelecer padrões de conectividade longitudinal entre os ambientes fluviais. A identificação destes padrões foi baseada em análises hidrológicas (vazão e chuva) no período de 2000 a 2013, sedimentológicas (cargas de fundo e em suspensão) e geomorfológicas (morfometria e mapeamento multitemporal de feições geomórficas dentro do rio). Quatro trechos fluviais foram identificados (I, II, III e IV) com diferentes padrões de conectividades longitudinais, no que diz respeito à transferência de sedimentos: conectado, potencialmente conectado e parcialmente conectado. Os trechos fluviais II e III (médio curso do rio) apresentaram maior retenção de sedimentos, com desenvolvimento de formas deposicionais dentro do rio. Para o período analisado, o rio Macaé apresentou diferentes respostas na variação de seu comportamento, mas sem comprometer de forma acentuada a dinâmica de transporte dos sedimentos e do fluxo ao longo do rio, podendo considerar um rio que apresenta boa conectividade entre seus subambientes.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • GEOMORFOLOGIA E ÁREAS DE EXPANSÃO URBANA DO MUNICÍPIO DE
           GARANHUNS-PE: UMA ABORDAGEM ESPAÇO-TEMPORAL DOS EVENTOS
           MORFODINÂMICOS PARA O PLANEJAMENTO TERRITORIAL

    • Abstract: O fenômeno de expansão urbana sobre cidades de pequeno e médio porte no Brasil tem conferido aos diversos ambientes geomorfológicos mudanças notáveis em seu funcionamento e limites de ruptura, promovendo respostas rápidas, diretamente sobre a estabilidade da paisagem. Este trabalho se propõe a analisar sobre uma perspectiva espaço-temporal, mudanças ocasionadas pelo uso da terra ao longo de mais de quatro décadas ocorridas no município de Garanhuns-PE. Com visitação reconhecimento e interpretação do significado da dinâmica processual atual, o mapeamento morfodinâmico em escala espaço-temporal, ensejou reconhecer diversos processos superficiais relacionados à topografia, estrutura lito-pedológica e cobertura vegetal. A sedimentologia e mineralogia dos materiais analisados demonstrou que o processo de erosão e transporte, em curto prazo, tem favorecido um acúmulo de depósitos de textura grossa e inversão do relevo em setores de baixa encosta a partir da formação de novos knickpoints. Assim foi possível estabelecer uma forte relação entre atividades antrópicas e o aumento da sensitividade da paisagem, sobretudo, quando relacionada a modificações no sistema climático, operando em diversas escalas de tempo.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • A POLÍTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E AS “PORTAS DE
           SAÍDA” PARA OS BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA

    • Authors: Antonio Paulo Cargnin, Pedro Silveira Bandeira
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.18769   Este artigo tem como objetivo contribuir para a discussão sobre as “portas de saída” do Programa Bolsa Família, implementado pela administração federal. Argumenta que é necessário fortalecer as políticas de desenvolvimento regional, no Brasil, para que os beneficiários desse programa que vivem em regiões pobres ou pouco dinâmicas possam ter maior facilidade para integrar-se às atividades produtivas, deixando de ser dependentes do auxílio governamental. O texto analisa a distribuição territorial desses beneficiários e demonstra que os municípios pequenos e médios do interior, com maiores percentuais em relação ao total de famílias, não por acaso, são os que geram menor número de oportunidades para o emprego formal. A educação e a capacitação têm sido os principais instrumentos propostos para possibilitar a inserção das populações hoje dependentes de programas sociais nas atividades produtivas. No entanto, na ausência instituições fortes e de políticas que ajudem a criar maior número de oportunidades nessas regiões pobres ou menos dinâmicas, as únicas opções para os beneficiários, depois de educados e capacitados, serão migrar em busca de emprego ou continuar na dependência de auxílio governamental.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • LA EVOLUCIÓN DE LAS CIUDADES INTERMEDIAS EN LA ARGENTINA

    • Authors: Fernando Ariel Manzano, Guillermo Angel Velazquez
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.18859   Enquanto nós não estamos falando de um fenômeno recente, o processo de urbanização transformou a organização das cidades e ajudou a reinventar da vida urbana no mundo constantemente. Hoje, as mudanças são evidentes no que se refere ao padrão típico da dinâmica demográfica do passado, onde dominou a migração do campo para as cidades. A evolução dos meios de transporte e o virtual das interconexões, apresenta um movimento de população que não é favorável para as grandes cidades, e que gera um crescimento das cidades médias, cuja peculiaridade reside na estreita ligação com o mundo rural, não só do ponto de vista produtivo (neorruralidad). O objetivo deste trabalho é destacar a importância de cidades de médio porte na Argentina, muitas vezes "invisível" a todos, e que estão ganhando mais força e vigor, tornando-se centros de intercâmbio econômico, essencial para o desenvolvimento de algumas áreas rurais e urbanas as crianças.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • GLOBALIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO FINANCEIRA E
           TECNOLÓGICA ENTRE OS PAÍSES EMERGENTES: O Novo Banco de
           Desenvolvimento do BRICS

    • Authors: Hindenburgo Francisco Pires
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.18952   Este trabalho analisa como a desregulação financeira e a falência do sistema de crédito das economias centrais (Estados Unidos da América, Reino Unido, Japão e União Europeia) estão influenciando nos processos de integração e recomposição financeira e tecnológica dos países emergentes a partir do banco de desenvolvimento do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O objetivo é mostrar que ações contra hegemônicas ao atual modelo financeiro neoliberal desregulado como, por exemplo: a criação do banco do BRICS, a construção de infraestrutura de gasodutos e a construção de redes paralelas à Internet que é controlada pelos Estados Unidos, poderão desencadear um rearranjo geopolítico no modelo atual de acumulação globalizado do capital financeiro internacional. Para a realização dessa investigação foram levantados e coletados dados estatísticos e informações econômicas e financeiras nas seguintes instituições de pesquisas: Banco Mundial (World Bank), Fundo Monetário Internacional (FMI), Tesouro dos EUA (U.S. Treasury), Divisão de Pesquisa e Estatística Monetárias e Negócios da Reserva Federal dos EUA Federal (Reserve Board, Divisions of Research & Statistics and Monetary Affairs), Estatísticas da Europa (Eurostats), Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Stockholm International Peace Research Institute (SIPRI) e Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A meta desse trabalho é contribuir com um conjunto de reflexões e questões para o debate sobre como a crise financeira, o endividamento dos EUA e das economias centrais estão compelindo os países emergentes a procurarem: a) novas formas de integração regional; b) arranjos econômicos, comerciais, tecnológicos e financeiros; e c) alternativas sustentáveis que minimizem as desigualdades sociais agravadas pelas políticas de mundialização do neoliberalismo econômico.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • SUJETO Y SUBJETIVIDAD: UNA APROXIMACIÓN DESDE LAS REPRESENTACIONES
           ESPACIALES

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.19159   El objetivo central de este ensayo consiste en comprender las representaciones espaciales desde la mirada del sujeto y la subjetividad. El “giro espacial” abre las posibilidades de interpretación del espacio a partir una perspectiva interdisciplinaria donde la centralidad del sujeto y la subjetividad recobran el interés por parte de la Geografía. La articulación entre la dimensión material y sensible del espacio conlleva la construcción social; de ahí el interés por el lugar y el simbolismo en su dimensión sensible, ya que las formas de representación espacial se concretan en los lugares. De esta forma, la “trialéctica de la espacialidad” abre el diálogo interdisciplinario desde la subalternidad como una forma de resistencia a las representaciones hegemónicas en el contexto de la globalización.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • CURRÍCULO, CONHECIMENTO E DISCURSO: UMA EXPERIÊNCIA
           ESTÉTICA

    • Authors: Guilherme Augusto Rezende Lemos
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.19466   O presente artigo tenta pensar a Educação como estética ou como fruição, ou seja, ação de aproveitar ou usufruir de alguma oportunidade, uma utilização prazerosa de algo, um gozo e se concentra em três recortes, o primeiro, desenvolvendo um pouco o conceito de estética, não como filosofia da arte, mas como proposição do próprio homem como obra de arte; o segundo, obsevando um panorama da produção de sentidos em disputa que revela muito mais nosso modo de estar no mundo do que a contraposição de “argumentos verdadeiros”; por fim, aumentando a lente do microscópio, observaremos um mesmo fenômeno social suscitando visões opostas de mundo, para concluir o próprio discurso como fruição.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • PRIMEIRA APROXIMAÇÃO DA GEOGRAFIA INSTITUCIONAL BRASILEIRA COM A
           GEOGRAFIA NORTE-AMERICANA: UMA ANÁLISE A PARTIR DA OBRA DE JORGE
           ZARUR

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.19676   Este trabalho discute a aproximação da Geografia produzida nos Estados Unidos com a Geografia feita no Brasil, nas décadas de 1940 e 1950. O geógrafo Jorge Zarur é aqui trazido como um importante personagem dessa aproximação. Um panorama da política externa brasileira, naquelas décadas, inicia este artigo. Em seguida serão apresentados o quadro institucional do sistema geográfico oficial brasileiro e seus principais personagens. Por último a vida e a obra de Zarur, assim como seus principais interlocutores, serão explorados. Uma síntese da contribuição do autor à Geografia brasileira será exposta, salientando as características da influência norteamericana recebidas.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • ITÁLIA E BRASIL NA EXPO 2015

    • Authors: Aniello Angelo Avella
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.19677   Tendo como tema “Feeding the planet, Energy for life”, a Exposição Universal de Milão 2015 proporcionou ao visitante uma viagem ao redor do mundo através de culturas e inovações dos países participantes. Diferentemente das edições anteriores, que em geral representavam momentos de celebração da potência da técnica e da economia como motores de um progresso ilimitado, o evento realizado na Itália propus um paradigma novo, ao colocar como questão central a reflexão e discussão dos modelos de desenvolvimento, numa perspectiva sociológica, política e antropológica voltada para a diminuição das desigualdades que hoje caracterizam as relações entre povos e pessoas. Grandes protagonistas da manifestação, Itália e Brasil ofereceram um panorama de suas excelências no campo da alimentação, com o objetivo de contribuírem para a implementação da produção agrícola, respeitando o meio ambiente e ajudando a construir um mundo mais justo e solidário.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • SERÁ O SÉCULO XXI UM SÉCULO CHINÊS'

    • Authors: Pedro Geiger
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.19678   Uma rápida ascensão econômica e política chinesa suscita diversas questões, como a respeito de futuras hegemonias e transições do modo de produção. Depois de descrever as dimensões e as qualificações do crescimento chinês, comuns em certo grau ao que ocorre com outros países de tamanho continental, como os do BRIC, e que se dá no contexto da globalização, o trabalho trata de teorias relativas a este desenvolvimento. São abordados temas como o deslocamento histórico espacial da hegemonia através da colagem cultural de uma nova hegemonia num país hegemônico precedente; as mudanças de modo de produção; o papel do Estado e de soft power no processo histórico; as condições geográficas para o desenvolvimento. A conclusão é que no tempo de globalização multipolar não se repete a hegemonia de um ou dois países, e que a verdadeira pergunta diz respeito ao papel do Estado e a quando e onde se dará uma completa transição do capitalismo.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • FROM GLOBALIZATION WAVES TO GLOBAL CIVILIZATION

    • Authors: Andrew Targowski
      Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.19679   O objetivo deste estudo é caracterizar o impacto de cinco ondas de globalização que estão ocorrendo nos últimos 500 anos sobre a civilização mundial. Como resultado dessas ondas, a civilização global está emergindo no século 21. Sua religião, sociedade e infra-estrutura serão definidos e repercussões associadas. É um caso muito raro quando pode-se observar o surgimento de uma nova civilização durante a sua vida. No final do segundo milênio, duas civilizações; Ocidental-Oeste e Japonesa estavam no nível de saturação que os empurrou para expansão externa, levando à criação da economia global. A partir do final da Segunda Guerra Mundial até 1973, os Estados Unidos experimentaram um substancial crescimento econômico. Mas no início do século 21, os EUA com uma economia nacional saturado busca assegurar o crescimento sustentável através do exercício da vantagem competitiva através da redução dos custos com a ajuda de estratégias de terceirização em todo o mundo. No alvorecer do século 21, a IV onda de globalização tem vindo a transformar a civilização ocidental em Civilização Global. Eventualmente, a sociedade tornou-se global, uma Cultura Global como distintos padrões semelhantes de comportamento praticado em todo o mundo.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
  • Geografias do imaginário

    • Abstract: Doi: 10.12957/geouerj.2015.14999   Resenha do livro de Lionel Dupuy: Géo graphies; Le territoire et ses paradoxes.
      PubDate: 2015-12-20
      Issue No: Vol. 0 (2015)
       
 
 
JournalTOCs
School of Mathematical and Computer Sciences
Heriot-Watt University
Edinburgh, EH14 4AS, UK
Email: journaltocs@hw.ac.uk
Tel: +00 44 (0)131 4513762
Fax: +00 44 (0)131 4513327
 
About JournalTOCs
API
Help
News (blog, publications)
JournalTOCs on Twitter   JournalTOCs on Facebook

JournalTOCs © 2009-2015